Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

Monitoramento e Previsão - Brasil/América do Sul - Julho/2021


Recommended Posts

Bom dia à todos...

A noite passada teve chuva e chuviscos q entre algumas pausas foram se intensificando e se estenderam pela madrugada.

Ainda não verifiquei o acumulado aki em casa mas deve ter superado os 6/7 mm.

Barreira de mínimas sub10°C é kebrada finalmente.

Até às 7h:

11,7°C abrigo e 11,1°C relva.

Ao amanhecer, céu encoberto, escuro e sujeito à chover, com 12,9°C 👇AirBrush_20210716073302.thumb.jpg.0f1ad6c6bb1654415f859db98b0edebb.jpgAirBrush_20210716072733.thumb.jpg.d12f40ba5f0d7d90fb94676b16e363bc.jpg

As mínimas até então 👇

AirBrush_20210716073208.jpg.7a104ba5a562b0d47944fe159071bdf4.jpg

Contabilizando até agora, 9 dias com geada na baixada (Julho): 3 de forte intensidade, 2 moderadas e 4 fracas/muito fracas.

Mínimas absolutas (Julho): 

-6,2°C  relva

-4,8°C  80 cm

-0,5°C  abrigo

Cada MP provoca uma situação diferente, a maioria de vcs sabe disso. 

No episódio do final de Maio, a mínima absoluta no abrigo atingiu  -1,8°C e a relva desceu à -5,6°C.

No final de Junho, abrigo  -2,4°C e relva -8,3°C (e -9,2°C em outro local). O q diferenciou o contraste abrigo e relva nesses dois casos foram os índices de URA em altitude, q se apresentaram mais baixos no último evento, baixando muito a relva. Possivelmente no próximo evento, a relva deve ficar interessante, caso se confirme a grande secura prevista pelos modelos e mostrada pelos colegas entendidos no assunto.

 

  • Like 16
  • Thanks 5
Link to comment
Share on other sites

9 horas atrás, Nestor Antonio Bresolin Junior disse:

Soledade está verdadeiramente muito bem monitorada, assim como Pinheiro Machado com seus -8,0°C graus a menos de 300 acima do nível do mar.

O que me frustra é Ausentes ser tão mal monitorada, assim como Bom Jesus e Cambará do Sul. Tenho certeza que teríamos mínimas tão baixas quanto -12,0°C nessa região.

 

Correto!

 

8 horas atrás, Paulo Henrique disse:

Há baixadas potentes monitoradas em Ausentes...no entanto não estão se destacando muito, ano passado por exemplo a mínima do RS no ano foi em Soledade com -7°...Vacaria e Bom Jesus têm maior potencial para mínimas que Ausentes e Cambará, apesar de altitudes menores,pois  as duas últimas são muito marítimas...

Soledade como não é tão mais baixa assim, pode surpreender, correndo por fora, mais continental  e mais no Centro do RS...

 

Incorreto!

 

Com todo o respeito ao teu trabalho de "monitoração" na tua área e de forma alguma desmerecendo o frio q faz em Soledade nas noites de céu limpo, seja inverno ou verão, ninguém ignora q vc sempre "puxa a sardinha pro teu lado da mesa". 

Dizer q "há baixadas potentes sendo monitoradas em Ausentes" é um pouco desonesto da tua parte, à menos q não conheça bem a região de Ausentes.

Essas poucas estações q monitoram a vasta área dos Campos de Cima da Serra não foram colocadas nos locais mais frios e sim onde foi possível colocar, q não correspondem aos mais frios de fato, como tem sido feito em Santa Catarina e também como tem sido feito em Soledade, numa busca frenética e quase desesperada atrás dos -10°C.

Eu morei em Silveira e visitava frequentemente o Faxinal Preto q são vilarejos no município de Ausentes e eu vi com os meus olhos os grandes desníveis de terreno q existem por lá e não é pouca coisa. Jogue aí algo em torno dos 100/150 m em altitudes q superam 1.250 m.

Ignorar q faça muito mais frio do q as poucas estações mostram é dizer q não se entende do assunto (e desse assunto vc entende bem).

Eventos de frio raso beneficiam e muito Soledade, jogando as mínimas abaixo de zero e nessas situações pode até acontecer (e acontece, principalmente se o ar polar tiver trajetória mais continentalizada) e não favorecem muito as estações q existem atualmente em Ausentes.

Mas não é somente frio raso q chega no nordeste gaúcho.

Vou encerrar aki, mas é um assunto longo. 

Apenas pare e pense.

E isso não é nada pessoal, pq eu te admiro muito.

Beijos 😚

 

  • Like 17
  • Thanks 5
Link to comment
Share on other sites

1 hora atrás, Juzinho disse:

Quero ver o potencial do Sesc Inmet sob ar muito seco .Lá nunca seca a noite , e por isso as temperaturas sempre dão uma estagnada das 22 h até o meio da madrugada , mesmo quando o céu está limpo .

 

O que ferra lá e que é um topo , numa região semi urbanizada .A mínima da estação que só tem 3 anos , foi em Junho passado com 4.6 graus .

 

Vamos ver se haverá algum recorde de mínima por lá nos próximos dias .

 

E depois dessa MP , a temperatura subirá igual a um foguete , então vamos aproveitar bem essa MP , que pode ser a última forte do ano para o Sudeste .

 

Acredito muito que Agosto será um mês de bastante bloqueios aqui em cima ...

Afinal Agosto de 2017 a 2020 foram bons em temperaturas , e não creio num Quinto Agosto "frio" .

 

De fato vai esquentar. E rápido.

Mas...

Não vai pelo GFS não.

Nitidamente descompensado nestes últimos dias.

Europeu traz projeções que pra mim parecem mais seguras...

 

1361124131_Screenshot_20210716-082749_SamsungInternet.thumb.jpg.6d4377e4fc59c7a6deabc0178a592893.jpg

  • Like 12
  • Thanks 2
  • Sad 1
Link to comment
Share on other sites

12 horas atrás, Vitor Hugo disse:

A polarização da climatologia kkk

 

 

aksdmaksda.png.e9b398d549eb6609b3272b59ec7f4665.png

 

                                      X

 

ksdfmskfms.png.2e5e168dcc294e8406057cd7f66bee85.png

(possível recorde de calor para julho)

 

Sei q nenhuma das duas fontes são reputadas, mas é engraçado kkk

 

No mais, hoje não passamos dos 15.5ºC em Fco. Beltrão, com chuva fraca a moderada durante toda a tarde e início da noite.

Na última MP a Simepar foi bem precisa nas temps extremas dos dias mais frios, só que nessa MP não consigo sentir essa confiança... a variação é gritante

 

Não estou entendendo.... eles são tão precisos nas suas atualizações de previsão ...

👇AirBrush_20210716090852_1.thumb.jpg.ea3ca7bbdeb5541955e8f3c3feac36dd.jpg

Sexta-feira e a previsão no começo da manhã ainda era a de quinta-feira.

"Detalhes tão pekenos..."

  • Like 6
  • Haha 7
Link to comment
Share on other sites

Julho com chances altíssimas de terminar quase zerado de chuva em São Paulo, sendo o mais seco desde 2008 (o acumulado atual é de 0,2mm), vamos ver o que se sucede até o fim do mês, mas as perspectivas não são boas 😐 

Espero que Agosto tenha chuvas acima do normal pra dar uma aliviada...

Edited by Wagner97
  • Like 5
  • Sad 9
Link to comment
Share on other sites

20 minutos atrás, Wagner97 disse:

Qual o nível de UR necessário pra haver formação de geada branca? 

 AO NÍVEL DE 2 M O IDEAL É ALTA, POIS QDO TEMOS MENOS DE 80% A GEADA NÃO FICA MUITO BONITA. A MASSA DE AR SE FOR SECA, MELHOR, CAI MAIS A TEMPERATURA. JÁ TIVE NESTE ANO GEADA COM 10/11°C NO ABRIGO E NÃO TIVE COM 2/3°C. UMA ERA SECA E A OUTRA ERA MASSA DE AR MUITO ÚMIDA.

 

  • Like 12
  • Thanks 11
Link to comment
Share on other sites

Por incrível que pareça, o GFS 06z excetuando o seu dado bruto de temperatura para Cidade de São Paulo, na madrugada do dia 20, saiu com mais Potencial que o Europeu para o Leste de São Paulo.

 

Ele coloca o anticiclone com mais força sobre o miolo da Região Sul durante a noite de 19 para 20/07 (1027-1028hpa contra 1024-1025 hpa do Europeu), a temperatura em 850hpa para São Paulo na mesma madrugada tbm é bem mais baixa com 8°C durante o amanhecer, contra 11°C da solução do Europeu, o mesmo pode se falar do ponto de Orvalho, a secura proposta pelo GFS agora é muito mais extrema sendo de -5°C no amanhecer contra 0°C do Europeu para a Cidade de São Paulo, e inclusive os ventos se apresentam mais fracos e calmos na solução do Americano.

 

Ou seja, boa parte dos atributos e índices, apresentam mais potencial para o resfriamento no GFS, o único porém é que a modelagem dele subjulgada o frio por irradiação, principalmente em grandes centros urbanos como São Paulo, ao contrário do Europeu (que praticamente nem considera esse fator da ilha de calor)... Pelos dados brutos aproximados São Paulo teria mínima de 4°C pelo Europeu e 9°C pelo GFS, como uma possível fórmula eu consideraria o meio termo entre os 2 para estipular a mínima no Mirante. Sendo assim, possivelmente pelos dados de hj, ela pode ficar em algo entre 6 e 7°C. 

 

 Temperatura em 850°hpa Europeu:

 _Q9cMtuEaw__5LF95rPYDVvtKbi4X0n2LhDDQ2fVv06an0uKdGOffvItqH9zc96zlY24VQN5rjT9YtDq8pnle8GkJk_ercFSTlh_2_rkuZRW-gwCePAXzX44MUL1vFLkRu4Wfl4E

 

Temperatura em 850°hpa GFS:

 SVDUu2Azgj42_Uwdj17CveZ6e5xgdH0OjdsP2-1BXNfstEP4LIV6dEcsCxP1i2rNk3Zzdei-14a6yhNPDhOo0XOSGHtzRjrdrxGHBBhZnOq2aeMQLp4mUF_1jYZ_kKIEOt5p4VEE

 

Ponto de Orvalho (P.O) Europeu:  

Orde4CGA_Hdc3FvrU2mOzSQkjTIN9MlQXJjmZ2fFAPHNf2NFllOEakyGxOzEkQ9bAthfiUacgcJ-1DoiDnlJoMHhPK8h82btxcL-1V-Up4SaaFFOGjiuFD-HhX-9DnjTeMKv8sae

 

Ponto de Orvalho (P.O) GFS

 5Kcr6xOhKEkQ2wAUrSzETPMrZ-AjkSbkQhu28JFm7eYeHbUK3y2k2zJvkk_zvcpc3hFc9wfVdC-HBB8oqhPLPIRn-CmA9FxTyMHHFkiWj2542i5zBRq7gc4-FvmzhEubUvKCUPJy

 Vento Europeu:

RHJRg9E7xFX4-3lb7PWtWSpHu8YiB6zWjlsmcCvza_mQTTm3cET-SWS6NlpqU60lyP0SBiq8YjqCLAk2kupd-JMjnTBvuZQG2z2R6vqJKLX0HUf8JYQZvL_ugaDb81VL37hP8O4D

 

Vento GFS: 

 nIBGqf9FnK6K-EKV2vgVUNb8U6xBSu2KrIqxSPgTmHUeC_mcIUVfqLkQaobharVLBrdl_E1V6g8CtkZc19dBAAYxb2C_VGu2vrL0r8cKZFo1uRVIiwx7hfvp9jwo7aSpGAAc5GEH

 

Além disso, o americano sugere um pulso marítimo entrando logo na sequência no dia 22/07, o que manteria as temperaturas comportadas em parte do Leste da Região Sul e no leste do Sudeste, já o Europeu joga o mesmo anticiclone para alto mar e com isso ele quase não faria cócegas na gente... Vamos vê oq o Europeu aponta na 12z... Acho que o cenário para depois do dia 22 não esteja ainda fechado, talvez a gente se livra do veranico proposto por muitas rodadas. 

 

 

  • Like 15
  • Thanks 2
Link to comment
Share on other sites

2 horas atrás, Carlos Campos disse:

 

Correto!

 

Incorreto!

 

Com todo o respeito ao teu trabalho de "monitoração" na tua área e de forma alguma desmerecendo o frio q faz em Soledade nas noites de céu limpo, seja inverno ou verão, ninguém ignora q vc sempre "puxa a sardinha pro teu lado da mesa". 

Dizer q "há baixadas potentes sendo monitoradas em Ausentes" é um pouco desonesto da tua parte, à menos q não conheça bem a região de Ausentes.

Essas poucas estações q monitoram a vasta área dos Campos de Cima da Serra não foram colocadas nos locais mais frios e sim onde foi possível colocar, q não correspondem aos mais frios de fato, como tem sido feito em Santa Catarina e também como tem sido feito em Soledade, numa busca frenética e quase desesperada atrás dos -10°C.

Eu morei em Silveira e visitava frequentemente o Faxinal Preto q são vilarejos no município de Ausentes e eu vi com os meus olhos os grandes desníveis de terreno q existem por lá e não é pouca coisa. Jogue aí algo em torno dos 100/150 m em altitudes q superam 1.250 m.

Ignorar q faça muito mais frio do q as poucas estações mostram é dizer q não se entende do assunto (e desse assunto vc entende bem).

Eventos de frio raso beneficiam e muito Soledade, jogando as mínimas abaixo de zero e nessas situações pode até acontecer (e acontece, principalmente se o ar polar tiver trajetória mais continentalizada) e não favorecem muito as estações q existem atualmente em Ausentes.

Mas não é somente frio raso q chega no nordeste gaúcho.

Vou encerrar aki, mas é um assunto longo. 

Apenas pare e pense.

E isso não é nada pessoal, pq eu te admiro muito.

Beijos 😚

 


Exatamente, o monitoramento de Ausentes ainda é muito fraco em comparação a Serra Catarinense. Tem baixadas poderosas que poderiam fazer frente a Terra do Gelo, Vista Alegre. Nosso amigo Mário é o único que tem estações por lá e ele está tentando melhorar isso. Não é fácil, os melhores pontos não tem moradores, energia elétrica, internet. Eu falo isso porque já fiz o trajeto de Bom Jardim a Ausentes e conheço um pouco. Você passa quilômetros sem ver uma pessoa na estrada, é bem deserto. Até mesmo em Bom Jardim tem outros pontos interessantes mas sem moradores, o que inviabiliza a instalação de uma estação. Os Aparados da Serra possuem muitos micro climas por isso quando surge uma estação nova e registra boas mínimas surpreende à muita gente que não conhece.

  • Like 14
  • Thanks 5
Link to comment
Share on other sites

2 hours ago, Carlos Campos said:

 

Correto!

 

Incorreto!

 

Com todo o respeito ao teu trabalho de "monitoração" na tua área e de forma alguma desmerecendo o frio q faz em Soledade nas noites de céu limpo, seja inverno ou verão, ninguém ignora q vc sempre "puxa a sardinha pro teu lado da mesa". 

Dizer q "há baixadas potentes sendo monitoradas em Ausentes" é um pouco desonesto da tua parte, à menos q não conheça bem a região de Ausentes.

Essas poucas estações q monitoram a vasta área dos Campos de Cima da Serra não foram colocadas nos locais mais frios e sim onde foi possível colocar, q não correspondem aos mais frios de fato, como tem sido feito em Santa Catarina e também como tem sido feito em Soledade, numa busca frenética e quase desesperada atrás dos -10°C.

Eu morei em Silveira e visitava frequentemente o Faxinal Preto q são vilarejos no município de Ausentes e eu vi com os meus olhos os grandes desníveis de terreno q existem por lá e não é pouca coisa. Jogue aí algo em torno dos 100/150 m em altitudes q superam 1.250 m.

Ignorar q faça muito mais frio do q as poucas estações mostram é dizer q não se entende do assunto (e desse assunto vc entende bem).

Eventos de frio raso beneficiam e muito Soledade, jogando as mínimas abaixo de zero e nessas situações pode até acontecer (e acontece, principalmente se o ar polar tiver trajetória mais continentalizada) e não favorecem muito as estações q existem atualmente em Ausentes.

Mas não é somente frio raso q chega no nordeste gaúcho.

Vou encerrar aki, mas é um assunto longo. 

Apenas pare e pense.

E isso não é nada pessoal, pq eu te admiro muito.

Beijos 😚

 

 

Concordo com você. A topografia da porção norte de Ausentes é bem ondulada e cheia de baixadas, que passam dos 1.300m, o que é muito parecido com Bom Jardim da Serra, que, tem a mesma proximidade com o mar (o que desbanca a 'maritimidade').

Enquanto em São Joaquim, por altitude parecida, existem cerca de 20 estações, em Ausentes há somente 4. E eu particularmente não boto muita fé em estações em hotéis e pousadas porque é muito provável que também 'puxem sardinha' pra chamar turistas e hóspedes. 

Cambará do Sul, um pouco menos elevada em relação a Ausentes, (e que consta somente com UMA estação, e do INMET ainda) também tem regiões de baixada a 1.200m, e a tal maritimidade só ocasiona maior precipitação de neve, que é exatamente o que acontece em São Francisco de Paula, que tem um perímetro municipal grande e porcamente monitorado.

  • Like 16
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

A chuva chegou por aqui por volta das 08h da manhã. Até agora o acumulado, na estação do Cemaden daqui de Eldorado, está em 3 mm. A chuva segue fraca, o ECMWF aposta em muita chuva, colocou 29 mm para hoje e 20 mm para amanhã, não sei se chegará a tudo isso, tendo em vista aos outros lugares que essa frente já passou.

 

Por enquanto, não há lugares com acumulados expressivos na região. Os maiores acumulados encontram-se atualmente em:

 

11.2 mm - Apiaí

11.0 mm - Barra do Chapéu

10.4 mm - Barra do Turvo

 

A mínima aqui em Eldorado foi de 13,1°C, às 11h faz 18,0°C | 100%.

  • Like 12
  • Thanks 7
Link to comment
Share on other sites

35 minutes ago, Fernando Keiser said:


Exatamente, o monitoramento de Ausentes ainda é muito fraco em comparação a Serra Catarinense. Tem baixadas poderosas que poderiam fazer frente a Terra do Gelo, Vista Alegre. Nosso amigo Mário é o único que tem estações por lá e ele está tentando melhorar isso. Não é fácil, os melhores pontos não tem moradores, energia elétrica, internet. Eu falo isso porque já fiz o trajeto de Bom Jardim a Ausentes e conheço um pouco. Você passa quilômetros sem ver uma pessoa na estrada, é bem deserto. Até mesmo em Bom Jardim tem outros pontos interessantes mas sem moradores, o que inviabiliza a instalação de uma estação. Os Aparados da Serra possuem muitos micro climas por isso quando surge uma estação nova e registra boas mínimas surpreende à muita gente que não conhece.

Exato. E a continentabilidade de Ausentes e Bom Jardim da Serra é muito parecida, o que só fomenta o fato de que há muita discrepância nesses valores e de que mínimas muito baixas ocorrem.

  • Like 9
Link to comment
Share on other sites

Ainda sobre o curioso caso do mau monitoramento nos Campos de Cima da Serra (precisamente nas 3 cidades com perímetro urbano acima d 1.000m no RS), não precisa ir muito longe pra perceber isso.

No mapa da sigma com algumas estações, percebe-se a diferença em o RS e SC.

Em Ausentes a maioria dessas estações são em pousadas, e como nosso amigo Carlos Campos mencionou, instaladas 'onde dá'.

E a mesma coisa ocorre para eventos de neve.

 

814032642_ScreenShot2021-07-16at11_33_39.thumb.png.8c449b4563be8c255a848d2b88b8c58c.png

  • Like 13
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

Os dias amenos (dias né! Por que as noites e madrugadas continuaram frias!) chegaram ao fim por aqui. A chuva chegou na noite passada não sendo nada de extraordinário! (8,2mm na Epagri/Mato Preto e 7,2mm na Epagri/Rio Vermelho).Amanhecemos com céu nublado, vento leste soprando frio e no momento temos 11,8ºC e UR 98% no centro de São Bento do Sul.

  • Like 13
  • Thanks 2
Link to comment
Share on other sites

3 horas atrás, Carlos Campos disse:

 

Correto!

 

Incorreto!

 

Com todo o respeito ao teu trabalho de "monitoração" na tua área e de forma alguma desmerecendo o frio q faz em Soledade nas noites de céu limpo, seja inverno ou verão, ninguém ignora q vc sempre "puxa a sardinha pro teu lado da mesa". 

Dizer q "há baixadas potentes sendo monitoradas em Ausentes" é um pouco desonesto da tua parte, à menos q não conheça bem a região de Ausentes.

Essas poucas estações q monitoram a vasta área dos Campos de Cima da Serra não foram colocadas nos locais mais frios e sim onde foi possível colocar, q não correspondem aos mais frios de fato, como tem sido feito em Santa Catarina e também como tem sido feito em Soledade, numa busca frenética e quase desesperada atrás dos -10°C.

Eu morei em Silveira e visitava frequentemente o Faxinal Preto q são vilarejos no município de Ausentes e eu vi com os meus olhos os grandes desníveis de terreno q existem por lá e não é pouca coisa. Jogue aí algo em torno dos 100/150 m em altitudes q superam 1.250 m.

Ignorar q faça muito mais frio do q as poucas estações mostram é dizer q não se entende do assunto (e desse assunto vc entende bem).

Eventos de frio raso beneficiam e muito Soledade, jogando as mínimas abaixo de zero e nessas situações pode até acontecer (e acontece, principalmente se o ar polar tiver trajetória mais continentalizada) e não favorecem muito as estações q existem atualmente em Ausentes.

Mas não é somente frio raso q chega no nordeste gaúcho.

Vou encerrar aki, mas é um assunto longo. 

Apenas pare e pense.

E isso não é nada pessoal, pq eu te admiro muito.

Beijos 😚

 

Por favor, vamos aos fatos, o resto é conversa,...na prática Vacaria e Bom Jesus têm superado em frio as baixadas de Ausentes, e sem este papo de que não tem monitoramento, o INMET lá é topo, as demais estão em baixadas...não duvido de outras baixadas potentes em S.J Ausentes nestas regiões que vc citou...no entanto sem dados, fica só na teoria e de teoria o mundo anda cheio...outra coisa,este preciosismo em medição...a estação estando dentro do padrão OMM., está no padrão e ponto.Não tenho nada de busca frenética, eu consegui as estações e quero mostrar a realidade, d~e o que der...e se os dados não te agradam, não posso fazer nada...e continuo sendo fã da Piraquara

  • Like 1
  • Haha 2
  • Confused 5
  • Sad 1
Link to comment
Share on other sites

20 minutos atrás, Nestor Antonio Bresolin Junior disse:

Ainda sobre o curioso caso do mau monitoramento nos Campos de Cima da Serra (precisamente nas 3 cidades com perímetro urbano acima d 1.000m no RS), não precisa ir muito longe pra perceber isso.

No mapa da sigma com algumas estações, percebe-se a diferença em o RS e SC.

Em Ausentes a maioria dessas estações são em pousadas, e como nosso amigo Carlos Campos mencionou, instaladas 'onde dá'.

E a mesma coisa ocorre para eventos de neve.

 

814032642_ScreenShot2021-07-16at11_33_39.thumb.png.8c449b4563be8c255a848d2b88b8c58c.png

São coisas distintas, geadas e eventos de neve...S Francisco de Paula é elevada, sim, mas não é páreo para mínimas de Vacaria, Soledade e as do Oste de SC...Cambará a mesma coisa, é por demais marítima...

  • Like 4
  • Haha 3
  • Confused 5
Link to comment
Share on other sites

19 minutes ago, Paulo Henrique said:

São coisas distintas, geadas e eventos de neve...S Francisco de Paula é elevada, sim, mas não é páreo para mínimas de Vacaria, Soledade e as do Oste de SC...Cambará a mesma coisa, é por demais marítima...

Amigo, acho que você está confundindo os assuntos. Eu não mencionei Soledade em momento nenhum. Eu estou somente comentando que os Campos de Cima da Serra são extremamente mal monitorados, e isso é um fato, não opinião. E por lá as mínimas são de fato muito menores do que as registradas porque não há monitoramento eficaz.

 

Quanto ao frio de Soledade, estou ciente. Em momomento algum entrei nessa discussão.

Edited by Nestor Antonio Bresolin Junior
  • Like 10
  • Thanks 3
Link to comment
Share on other sites

Bancos de nuvens de infiltrações estão provocando chuvas moderadas no leste do Pernambuco.

Screenshot_20210716-122912.png.63780fac8791607fea1b671c3e5a1db8.png

Screenshot_20210716-122833.png.349983237ee1f6c2a9456c1a09952eac.png

 

Em Pombal céu parcialmente nublado. Estamos entrando na pior época do ano por aqui, metade de Julho até o final de Setembro, marasmo atrás de marasmo: dia todo sem nuvens e aumento gradual de temperaturas (máximas saindo de 32/33°C pra 36/37°C). 

  • Like 15
Link to comment
Share on other sites

Há pouco mais de um ano, ingressei no BAZ. Desde então venho insistindo com os amigo sobre a importância de entendermos o comportamento das Ondas Planetárias (Rossby). Quando tratei do Ciclo Nodal Lunar, cheguei a ser ridicularizado. Agora vejo essa matéria circulando, apesar de alguns equívocos cometidos pelo autor. Parece que o velho "Peregrino" está no caminho correto.

  • Like 2
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

19 minutes ago, Peregrine said:

Há pouco mais de um ano, ingressei no BAZ. Desde então venho insistindo com os amigo sobre a importância de entendermos o comportamento das Ondas Planetárias (Rossby). Quando tratei do Ciclo Nodal Lunar, cheguei a ser ridicularizado. Agora vejo essa matéria circulando, apesar de alguns equívocos cometidos pelo autor. Parece que o velho "Peregrino" está no caminho correto.

 

Caro Peregrine, a matéria em inglês no site da NASA diz que o que vai acontecer é que o Ciclo Lunar vai amplificar o que já é esperado por causa das mudanças climáticas.

 

In the mid-2030s, every U.S. coast will experience rapidly increasing high-tide floods, when a lunar cycle will amplify rising sea levels caused by climate change.

 

É a primeira frase do documento fonte da reportagem em português que você postou.

 

The combination of the Moon’s gravitational pull, rising sea levels, and climate change will continue to exacerbate coastal flooding on our coastlines and across the world. NASA’s Sea Level Change Team is providing crucial information so that we can plan, protect, and prevent damage to the environment and people’s livelihoods affected by flooding.

 

It’s the accumulated effect over time that will have an impact, said Phil Thompson

 

https://www.nasa.gov/feature/jpl/study-projects-a-surge-in-coastal-flooding-starting-in-2030s

 

É sempre bom lermos a fonte, pois quando uma informação é reescrita várias vezes por diversos pares, a mesma começa a conter ruídos (por mais honestos que os pares sejam!). Igual a antiga brincadeira do telefone sem fio.

 

Desculpa moderação pelo off-topic.

Edited by Samihr Hermes
  • Like 15
  • Thanks 3
Link to comment
Share on other sites

1 hora atrás, Nestor Antonio Bresolin Junior disse:

 

Concordo com você. A topografia da porção norte de Ausentes é bem ondulada e cheia de baixadas, que passam dos 1.300m, o que é muito parecido com Bom Jardim da Serra, que, tem a mesma proximidade com o mar (o que desbanca a 'maritimidade').

Enquanto em São Joaquim, por altitude parecida, existem cerca de 20 estações, em Ausentes há somente 4. E eu particularmente não boto muita fé em estações em hotéis e pousadas porque é muito provável que também 'puxem sardinha' pra chamar turistas e hóspedes. 

Cambará do Sul, um pouco menos elevada em relação a Ausentes, (e que consta somente com UMA estação, e do INMET ainda) também tem regiões de baixada a 1.200m, e a tal maritimidade só ocasiona maior precipitação de neve, que é exatamente o que acontece em São Francisco de Paula, que tem um perímetro municipal grande e porcamente monitorado.

 

Esse mito da influência da "maritimidade" e da "continentalidade" no potencial de mínimas do Brasil era uma constante aqui no BAZ.

 

Ora, se estamos falando de constância de mínimas, a frequente baixa umidade de regiões mais afastadas do mar com certeza é um fator determinante. Mas, em eventos extremos de ondas de frio, mesmo na beira da praia a umidade cai a valores baixíssimos (como eu mesmo já reportei aqui diversas vezes), e o frio por irradiação em nada deve a regiões "continentais como Soledade" (o que também não faz muito sentido, clima continental é Córdoba).

 

Claro que a influência marítima vai trazer MM ou vento e impedir a queda nessas regiões costeiras com uma frequência maior que em áreas afastadas do mar. Nesses quesitos, a continentalidade fornece maior facilidade de resfriamento noturno (assim como maior aquecimento diurno). Agora, com o centro da alta pressão em cima e um suporte de ar frio decente, não vai existir uma influência mágica do mar que impedirá a queda em áreas costeiras (à exceção de locais expostos à beira da praia). Eu já fiz o teste e tirei a prova ano passado mesmo, registrando geada a nível do mar no sul de Floripa, a uma distância de 1,4 km do mar, num campo aberto relativamente protegido do vento. Durante a madrugada, caiu de 11°C pra 2,4°C em questão de 6 horas.

 

A gente brinca aqui com relação a estações "bóias", que são aquelas cuja variação diária costuma ser insignificante por estarem expostas à ventania, sem potencial de resfriamento por irradiação (que são, aliás, a maioria na região costeira: Mostardas, Tramandaí, Balneário Rincão, Lagoa da Conceição, Itajaí, etc) mas basta prestar atenção nas raras estações bem posicionadas para o "frio marítimo" (vou chamar assim), como Carijós e a futura Costa de Dentro (Floripa), ou o Inmet Itapoá, que o mito da "maritimidade destrói potencial de queda noturna" cai por terra.

 

Sobre a suposta terrível maritimidade de Cambará do Sul e Ausentes, tal argumento não faz qualquer sentido. O potencial nesses municípios é gigantesco, vide as mínimas de SC. Todavia, como são próximas da borda de serra (e esta sim é um empecilho, não a umidade do oceano), venta muito, então o ideal para mínimas extremas seria estações em baixadas bem protegidas e/ou mais afastadas da borda de serra (como é o caso das de Bom Jardim). Mas, claro, isso quase todos sabem. E essas estações ainda virão pra desmistificar pensamentos atrasados meteorologicamente.

  • Like 17
  • Thanks 7
Link to comment
Share on other sites

2 minutes ago, Tomás WRuas said:

 

Esse mito da influência da "maritimidade" e da "continentalidade" no potencial de mínimas do Brasil era uma constante aqui no BAZ.

 

Ora, se estamos falando de constância de mínimas, a frequente baixa umidade de regiões mais afastadas do mar com certeza é um fator determinante. Mas, em eventos extremos de ondas de frio, mesmo na beira da praia a umidade cai a valores baixíssimos (como eu mesmo já reportei aqui diversas vezes), e o frio por irradiação em nada deve a regiões "continentais como Soledade" (o que também não faz muito sentido, clima continental é Córdoba).

 

Claro que a influência marítima vai trazer MM ou vento e impedir a queda nessas regiões costeiras com uma frequência maior que em áreas afastadas do mar. Nesses quesitos, a continentalidade fornece maior facilidade de resfriamento noturno (assim como maior aquecimento diurno). Agora, com o centro da alta pressão em cima e um suporte de ar frio decente, não vai existir uma influência mágica do mar que impedirá a queda em áreas costeiras (à exceção de locais expostos à beira da praia). Eu já fiz o teste e tirei a prova ano passado mesmo, registrando geada a nível do mar no sul de Floripa, a uma distância de 1,4 km do mar, num campo aberto e relativamente protegido do vento. Durante a madrugada, caiu de 11°C pra 2,4°C em questão de 6 horas.

 

A gente brinca aqui com relação a estações "bóias", que são aquelas cuja variação diária costuma ser insignificante por estarem expostas à ventania, sem potencial de resfriamento por irradiação (que são, aliás, a maioria na região costeira: Mostardas, Tramandaí, Balneário Rincão, Lagoa da Conceição, Itajaí, etc) mas basta prestar atenção nas raras estações bem posicionadas para o "frio marítimo" (vou chamar assim), como Carijós e a futura Costa de Dentro (Floripa), ou o Inmet Itapoá, que o mito da "maritimidade destrói potencial de queda noturna" cai por terra.

 

Sobre a "maritimidade" de Cambará do Sul e Ausentes, tal argumento não faz qualquer sentido. O potencial nesses municípios é gigantesco. Todavia, como são próximas da borda de serra (e esta sim é um empecilho, não a umidade do oceano), venta muito, então o ideal para mínimas extremas seria estações em baixadas bem protegidas e/ou mais afastadas da borda de serra (como é o caso das de Bom Jardim).

 

Bingo!

É só analisar o que acontece em Bom Jardim da Serra e sua "maritimidade" semelhante, senão idêntica, a Ausentes e Cambará do Sul.

 

  • Like 16
Link to comment
Share on other sites

3 horas atrás, Wagner97 disse:

Qual o nível de UR necessário pra haver formação de geada branca? 

Boa tarde.

 

O. ponto de orvalho e a temperatura mínima são os determinantes.

O. porto de orvalho deve estar positivo para se forme orvalho próximo de zero grau, congele e o processo continue, formando a geada branca (gelo sobre a superfície da folha).

 

A temperatura, logicamente, tem que estar negativa na superfície da folha ( temperatura de relva, se for grama).

 

O que a Ur tem a ver com isso?

Quanto mais seco, mantidas as demais condições constantes, mais fácil é a queda de temperatura - assim favorece o alcance de condições de geada.

 

Aqui nos Altos de JF, calor: 25,6˚C (13h05min) - hoje está sendo o dia mais quente do mês.

 

Edited by sjmolive
  • Like 17
  • Thanks 2
Link to comment
Share on other sites

14 horas atrás, Fábio De Nittis disse:

Desculpa fugir um pouco do tópico, mas eu ando reclamando deste julho, com 13°C de média simples (contra 11,5°C da normal, portanto um grau e meio acima da média), o que dizer entao de julho de 1958 aqui em Buenos Aires? Média simples de 16,5°C, o que resultaria em um desvio de +5,1°C usando as médias climatológicas atuais. Média das mínimas em quase 13°C, das máximas acima de 20°C, o mes inteiro sem baixar de 7°C. Que bizarrice:

 

image.png.ad4ade295788b05fae54acb77f0a85b7.png

 

Agora 9,7°C por aqui.

 

Esse é, ainda, o julho mais quente da história de Porto Alegre. Então esses dados de Buenos Aires estão, muito provavelmente, corretíssimos.

 

Olha como foi em POA, na redenção, com anomalias pra 1931-60. Só uma sub 10°C, e de 9,7°!!!!!

image.thumb.png.98d536d17f67bf0ec7ec1fdd83d676a9.png

 

 

Em São Joaquim (anomalias 1956-2020):

image.thumb.png.c2dc3008e090baf9ae1eff05f53cf3d0.png

  • Like 17
  • Thanks 4
Link to comment
Share on other sites

2 horas atrás, Moretão disse:

Reduziram o frio no Vale do Itajaí. Nem 2016, nem 2019, nem nada... Mamma mia!

 

Doegred-main — so I was reading stuff about Quenya when I came...

 

Calma amigo. Não tem como essa MP não dar uma queda boa de temperatura por aí, já que diferentemente da MP anterior essa é bem mais seca e teremos noites com muito pouco vento no litoral. Como já foi dito aqui essa MP é quase uma cópia de 2012*nas regiões afetadas pela MP de jun2012* , sendo mais abrangente que a citada. Com relação á intensidade não sei dizer qual é mais poderosa, veremos daqui a alguns dias

Edited by Luide Luckmann
  • Like 8
  • Confused 1
Link to comment
Share on other sites

1 hora atrás, Paulo Henrique disse:

E pra fechar, Soledade tem umas 5 a 10 baixadas mais frias que as atuais...lá onde congelou o riacho por exemplo, Rincão dos Silvanos, Passo do Leão e outras, sem net, sem moradores...

Não sei se os bazianos mais novos já viram, mas só pra refrescar a memória

E esta de 2018 sincelo...

 

Esses vídeos são muito bacanas.. eu sempre acabo revendo (pq vc publica eles ano após ano 🤭), e mostram q esses eventos foram muito intensos. Um deles é de 94? Imagine como ficaram as sangas lá "nos Ausentes", então?

Aki em 26/27/28 de Junho dakele ano as poças congelaram e não ocorre isso em qualquer inverno.

Parece q 2012 também teve algo similar, quando fez -9°C em Bom Jardim da Serra (e aí -12°C 🙄).

Uma coisa q me chama atenção são as Ondas de Rossby 🤭 e acredito q sejam as responsáveis por tanto frio em Soledade.

Brincadeiras à parte, há locais aí no teu precioso município q devem sim ser ainda mais gelados, não há dúvidas. Mas não há dúvidas tbm de q o topo da Serra Gaúcha  não mostrou ainda a verdadeira força "da pantera". 

 

Tarde fria, mínimas acontecendo agora por aki, com 12°C em média.

AirBrush_20210716131305.thumb.jpg.6bf30f707780b9752bd242688fc1acc6.jpg

  • Like 20
  • Thanks 3
  • Haha 2
Link to comment
Share on other sites

28 minutos atrás, Luide Luckmann disse:

Calma amigo. Não tem como essa MP não dar uma queda boa de temperatura por aí, já que diferentemente da MP anterior essa é bem mais seca e teremos noites com muito pouco vento no litoral. Como já foi dito aqui essa MP é quase uma cópia de 2012, ocasião que certamente teve geada no vale do itajaí


MP de junho de 2012 nem fez frio no Vale do Itajaí e região de Joinville. Eu saí de Joinville sem casaco e cheguei em Joaçaba tava congelando.

  • Like 7
  • Haha 8
Link to comment
Share on other sites

6 minutos atrás, Fernando Keiser disse:


MP de junho de 2012 nem fez frio no Vale do Itajaí e região de Joinville. Eu saí de Joinville sem casaco e cheguei em Joaçaba tava congelando.


Eu cheguei em Ascurra já era 19:30 e tava uns 16°C, vi luva para comprar e achei que era frescura. Chegando na região de Curitibanos me arrependi por não ter comprado. Quando cheguei em Joaçaba estava 3 graus e uma ventania congelante.

  • Like 12
Link to comment
Share on other sites

Em Cuiabá eu mudei pra o vigésimo andar de um prédio perto da UFMT, que é vista do meu apartamento, na UFMT está localizada a automática do INMET em seu terceiro endereço, então essa que serve de base pra mim, na RM o aeroporto em VG apresenta valores mais conservadores que as estações do INMET, tanto que há anos que não registra 40 C.

  • Like 11
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

27 minutos atrás, jean10lj disse:

Pessoal, junho/2012 foi uma MP extremamente forte mas bem bloqueada que foi histórica para o RS e extremo-oeste de SC, creio que bem forte para o sul do planalto sul e o sul do litoral sul. Não tem semelhança alguma com essa próxima MP.

 

20 minutos atrás, Fernando Keiser disse:


MP de junho de 2012 nem fez frio no Vale do Itajaí e região de Joinville. Eu saí de Joinville sem casaco e cheguei em Joaçaba tava congelando.

 

Foi a maior decepção da minha vida desde q comecei a acompanhar a situação no Sul.

Como uma crista de onda q atingiu o ápice na metade sul e oeste de Santa Catarina, e dali "subiu para a estratosfera", sem avançar até o leste/nordeste de SC e leste do Paraná.

Me deu um ódio q devo até ter chorado na época kkk

  • Like 8
  • Haha 7
Link to comment
Share on other sites

Adeus ao curto período de calor no Rio, estou adorando esse inverno no Rio, a maior parte dos dias estão sendo de dias agradáveis ontem depois de um longo tempo acredito mais de 15 dias que a máxima superou os 30 graus no meu bairro Inhaúma, mesmo no auge do inverno quem mora no subúrbio carioca sabe como é quente aqui e logo sol sai esquenta bem, esse ano não está assim. Hoje o dia amanheceu claro é ventando muito ao amanhecer tínhamos 20 graus no mesmo bairro, porém agora tempo está nublado e bem agradável faz 26 graus e venta moderado, no mesmo bairro.

  • Like 10
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

1 hora atrás, sjmolive disse:

Boa tarde.

 

O. ponto de orvalho e a temperatura mínima são os determinantes.

O. porto de orvalho deve estar positivo para se forme orvalho próximo de zero grau, congele e o processo continue, formando a geada branca (gelo sobre a superfície da folha).

 

A temperatura, logicamente, tem que estar negativa na superfície da folha ( temperatura de relva, se for grama).

 

O que a Ur tem a ver com isso?

Quanto mais seco, mantidas as demais condições constantes, mais fácil é a queda de temperatura - assim favorece o alcance de condições de geada.

 

Aqui nos Altos de JF, calor: 25,6˚C (13h05min) - hoje está sendo o dia mais quente do mês.

 

Entendi. Então, mas a URA em superfície precisa estar elevada, como o Coutinho disse, idealmente acima dos 80%. Mesmo que a temperatura seja de 0°C com ar parado, se a umidade estiver muito baixa (p.o. muito baixo) a geada branca não ocorre, correto? Tudo bem que essas condições são bem raras né.  

  • Like 10
Link to comment
Share on other sites

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.