Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

Bruno D

Members
  • Posts

    886
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    7

Everything posted by Bruno D

  1. GFS 06z acentuando novamente o frio para São Paulo. Agora aposta em uma máxima na casa dos 12-13°C para cidade amanhã, seria já algo totalmente atípico para Maio, levando em conta o tempo ensolarado então... O que se desenha para amanhã, é um dia de sol excepcionalmente gelado para o outono paulistano. Às mínimas de advecção tbm melhoraram ainda mais, agora ele indica uns 5°C para o centro expandido da metrópole. Outro ponto importante é os ventos, que ele tbm acentuou, colocando ventos médios ou sustentados acima dos 26km/h ao longo de todo o dia, com rajadas acima dos 50km/h desde as primeiras horas da manhã. Lembrando que o GFS não costuma exagerar nas projeções de vento como o Europeu faz por vezes, o americano costuma ser conservador neste ponto. Entretanto, tou achando que advecção fria tá entrando muito de mansinho aqui na RMSP, está um pouco abaixo das projeções por hora, ela vai ter que começar a entrar no modo turbo a noite para essa previsão se concluir: Máximas Amanhã (18/06): Mínimas Amanhã (18/06):
  2. Acho melhor ficarmos com uma possibilidade maior de surpresas positivas. Até pq o GFS 18z reduziu o frio 🤡 rsrs.
  3. Na quarta ainda tem um potencializante. As mínimas serão parecidas, mas terá o vento mais forte do auge da advecção, então a sensação de frio será ainda maior. Amanhecer de Quarta (18/05):
  4. GFS 12z de hj melhorou as perspectivas para mínimas excepcionais na cidade de São Paulo tbm na Quinta-feira (19/05). Antes estava dando mínimas na casa dos 7°C, e agora sugere algo entre 5 e 6°C. Lembrando que o Americano considera até demais o efeito da ilha de calor, então é possível que mínimas na casa dos 6°C no Mirante aconteçam tanto na Quarta quanto na Quinta. Amanhecer de Quinta pelo GFS 12z:
  5. Bichinho subindo e ganhando força. Chama a atenção a zona frontal em um padrão não muito habitual para momentos de invasão polar no Brasil. Até agora não se formou uma frente fria típica, com alguma atuação no continente:
  6. O que garantirá uma mínima sub 7°C no Mirante, será a advecção poderosa de ar frio, e nem tanto a noite de céu limpo em si. Até mesmo se tivesse nublado, a temperatura poderia encostar nos 7/6°C, o auge da advecção polar vai se dar bem entre às 6 e 7 da manhã de quarta.
  7. O maior perigo das MMs comprometerem melhores mínimas é na madrugada de Quinta e na Madrugada de Sexta. Quarta de manhã muito dificilmente o Mirante não irá afundar, teremos advecção poderosa de ar frio, e ela vai ser completamente continental com ventos de O-NO, a posição da alta + ciclone, somada a força do ar polar garantiram uma queda acentuada da temperatura, e isso em uma noite de céu limpo, então é altíssima a probabilidade de menor mínima para Maio desde de 1990. Agora quinta e sexta tem altas chances de MMs, mas o cenário mais factível, é delas não ocorrerem na totalidade da noite, então em muitos momentos destas madrugadas, a queda por perda radioativa será possível.
  8. @JuzinhoEnfim as apostas/previsão😬😬😬😬: De terça a sábado Mirante Data: Min/Max 17/05: 10/18 18/05: 6/14,x (Dia gélido e ventoso com poucos precedentes) 19/05: 7/15 20/05: 8/16 21/05: 9/18 Sesc Interlagos 17/05: 10/18 18/05: 6/15 19/05: 6/15 20/05: 7/15 21/05: 9/16 IAG 17/05: 9/18 18/05: 4/15 19/05: 5,x/15 20/05: 6/16 21/05: 7/17 Mínimas nos polos frios da RMSP: Entre 2 e 3°C na Madrugada mais fria (Aqui temos a região de Vargem Grande Paulista, Caucaia do Alto, São Lourenço da Serra, e estações CGE como Santana do Parnaíba, Marsilac, Capela do Socorro, São Mateus...). Pico do Jaraguá: Mínima entre 2 e 3°C na Quarta, com ventos na casa dos 40-50km/h... O que poderá causar uma sensação térmica pra quem por ventura estiver por lá na casa dos -9°C! Quarta particularmente será um dia gélido, em moldes não habituais para São Paulo, que amanhecerá com temperaturas na casa dos 6°C, e ventos na casa dos 20-30km/h, com eventuais rajadas na casa dos 40km/h. Isso poderá causar sensações térmicas negativas, inclusive no centro expandido da cidade. A tarde promete ser fria e ensolarada, em um nível poucas vezes visto para um mês de Maio, ainda mais fora de seus últimos dias (antes do dia 25), a sensação de frio será severamente potencializada pela presença constante do vento forte e incomum na cidade, que diante da temperatura na casa dos 13/14°C, poderá dar sensações térmicas na casa dos 4°C, até mesmo nas horas mais quentes do dia. Não acredito em mínimas espetaculares nos polos frios da Cidade (leia-se negativas ou algo próximo a 0°C)... Essa MP promete ser turbulenta e ventosa, no auge da sua atuação, e isso impedirá que os microclimas fale de forma mais acentuada. Por outro lado, a sensação de frio ocasionada por este evento, terá poucos precedentes, nos recortes considerando o mês de Maio e os eventos como um todo deste século, levando em consideração a climatologia da cidade.
  9. Daqui a pouco, já vou começar os trabalhos 😆😆... Pensei que pudesse ser um pouquinho mais fácil, mas tá tendo flutuações importantes dos modelos, em relação a nebulosidade, se tivermos sorte de ter uma madrugada nublada apenas lá pra Sexta, pode ser que tenhamos um comboio de mínimas sub 7... Agora se as MMs aparecerem, vai ficar difícil até mesmo uma sub 9°C depois de quarta rs.... Mas Jajá vou fazer a previsão/aposta, de como eu imagino que poderão ficar as coisas de terça a sábado.
  10. Existe possibilidade de algo como Agosto de 2013? Lembro que na época as chances de neve eram bem limítrofes, e os modelos não capitaram tão bem o aporte de frio em altitude que aconteceu em consonância com a umidade... Aí no final deu aquele nevão na Serra Gaúcha. Imagino que as chances de algo surpreendente como naquela ocasião são distantes desta vez, por conta do Ciclone próximo da costa, que acaba agitando mais a atmosfera, e como vc disse jogando ar mais aquecido em camadas mais baixas...
  11. A única coisa que não tá tão surpreendente para Minas é o frio para Zona da Mata, como o @Renan chegou a comentar, o ramo mais frio da MP avança pelo Oeste, e desta forma a Mantiqueira se torna uma grande barreira para o ar frio atingir a região, com a força que atingirá a outra parte considerável do Estado. Ainda assim, o frio será fortíssimo para Maio por lá. Na madrugada do dia 21, pode ter a questão da nebulosidade. Mas as do dia 19 e 20 prometem ser mais limpas, acredito em boas mínimas nestes dias.
  12. Canadense apostando nas menores mínimas em décadas em boa parte de Minas, Leste de Goiás e Brasília. Risco grande de geadas em locais incomuns:
  13. MP já começando a engatinhar no Sul da Argentina... De agora em diante, teremos o ciclone e o anticiclone ganhando força conjuntamente e rumando para o norte. Carta das 12z de hj:
  14. Na verdade a MP histórica de 2016 principalmente para São Paulo foi em Junho. Ainda assim, as temperaturas em 850°hpa passaram longe do que é projetado para essa MP de agora. O que favoreceu as marcas baixíssimas foi o longo período de advecção fria, somada a extrema estabilidade do ar, aí no final com atmosfera com tanto ar frio acumulado e estável, culminou em geadas até mesmo no centro expandido da cidade, com a mínima do século no Mirante (3,5°C). Para essa MP de agora o que se desenha para o auge do frio, é uma atmosfera muito turbulenta, o que pode afastar as marcas cartesianas baixíssimas dos termômetros de 2016, mas que sem dúvida pode provocar uma sensação de frio muito maior... Auge da advecção fria de Junho de 2016:
  15. Linha de 0°C em 850°hpa indo além de Lavras-MG pelo GFS 18z, não me lembro de ver nada neste nível, sendo projetado tão próximo ao evento:
  16. Pelas últimas projeções (incluindo 18z do GFS) mínimas de céu limpo, com possibilidade mais alta de Geadas (frio de baixada)... É mais pra Sexta, tanto para o Sul de Minas quanto para o Norte do Paraná. Madrugada de Quarta pode ter muito vento e a de Quinta nebulosidade.
  17. GFS 18z conseguiu vir ainda mais pesado em termos de advecção para São Paulo, a isoterma de 0°C em 850°hpa pegaria muitas partes do estado no dia 18 (incluindo a capital)... As mínimas sob advecção na madrugada do mesmo dia tbm chamam muito a atenção. Boa parte do estado pode ter temperaturas entre 2 e 4°C no amanhecer, e isso sob pesada advecção polar (ou seja, com a possibilidade de fortes rajadas de ventos):
  18. GFS recuou na possibilidade de landfall agora na 18z. Em compensação aprofundou o centro do Ciclone ainda mais, e agora ele pode atingir valores abaixo de 970hpa, e sem estar de fato longe da costa:
  19. Amanhã a noite, imagino que teremos um cenário mais consolidado... Aí até Segunda de manhã refaço as apostas rsrs.
  20. Tbm acredito que existam semelhanças, principalmente para o Sudeste. Para o Sul, pelos indicativos passará longe de chegar ao nível da de 1985. No geral, essa MP de Maio de 2022 pode se apresentar como uma versão mais light da MP de Junho de 85. Elas guardam algumas semelhanças morfológicas, a principal delas, é a morfologia e o desenho de avanço da alta polar: Continental e alongada, com parte do seu núcleo escorrido para o oceano atlântico. Isso considerando o auge do evento. Outro questão similar, é a localização do ciclone que fica próximo ao RS durante o pico da advecção fria. JUNHO 1985 Maio de 2022 (Euro projeção 00z) Maio de 2022 (GFS projeção 00z) Entretanto, como as próprias imagens acima indicam, a alta polar do evento de 85 era muito mais intensa, e o padrão da baixa/cavado evolui de maneira mais inteiramente longitudinal, esse fator implica em um aporte mais forte e direto de ar polar. Em contrapartida, ao que tudo indica, o ciclone no sul do país será mais profundo, amplo e intenso desta vez. Esses fatores reverberam nas projeções que indicam uma abrangência incomum para o ar frio, neste evento de Maio de 22. E isso apesar da alta polar e da advecção fria (no geral), ser menor robusta se comparada a 85. Sendo assim, é possível concluir que o evento será menos intenso no Sul em relação a Junho de 85, porém no sudeste a intensidade entre os dois eventos poderá ser relativamente similar, ainda mais considerando a proporção da anomalia, já que o evento de 85 foi mais dentro do inverno climático, e desta vez estamos ainda no Outono. A advecção fria em 850hpa promete ser bem análoga no Sudeste, e significativamente menos intensa no Sul. Podemos perceber isso nas imagens abaixo: Temperatura em 850ºhpa (Junho de 85) Temperatura em 850ºhpa (Maio de 22 - Euro 00z) Temperatura em 850ºhpa (Maio de 22 - GFS 00z) Junho de 1985 em São Paulo: MIRANTE DE SANTANA 06/06/1985: 10,7/17,3 07/06/1985: 7,1/15,5 08/06/1985: 5,2/12,4 09/06/1985: 6,4/12,2 10/06/1985: 6,5/13,2 11/06/1985: 8,5/16,8 12/06/1985: 7,9/19,0 13/06/1985: 8,0/20,4 IAG: 06/06/1985: 7,1/17,9 07/06/1985: 4,2/15,8 08/06/1985: 4,4/13,1 09/06/1985: 5,7/13,5 10/06/1985: 4,4/14,8 11/06/1985: 8,9/17,1 12/06/1985: 8,2/19,6 13/06/1985: 8,1/20,7
  21. GFS 12z Já é praticamente um consenso que o frio deve chegar com força em Brasília. Alguém sabe qual foi a última MP a atingir com força a capital federal? Pq nem mesmo as continentais mais democráticas alcançam o DF com facilidade, as advecções frescas da ASAS sim... Agora MP continental é completamente rara, ainda mais neste século.
×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.