Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

sjmolive

Members
  • Posts

    1131
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    1

Everything posted by sjmolive

  1. Aqui no Alphaville JF a temperatura caiu, em média, seis graus em relação a ontem. Ainda está mais quente que o normal, mas os extremos estão mais comportados. Hoje: 19,6˚C/ 28,9˚C Já choveu 3 mm. Novembro segue sendo o mais mais quente do ano e de todos os tempos por aqui com média até agora de 22,9˚C.
  2. Boa tarde a todos. Fiz um quadro resumo das principais localidades do Brasil x minha estação durante a onda de calor. Vejam que MS SP centro sul de MG e RJ estiveram no epicentro das anomalias no período de 12 a 18/11/23 com até 7 graus de desvio em relação à média. No Nordeste e do centro-sul do Paraná para baixo foi pouca a ação desta onda de calor. O Rio marcou recorde absoluto com 42,5˚C. Brasília conseguiu marcar 14,1˚C em uma estação que deve ficar em fundo de vale. Juiz de Fora esteve mais quente que Salvador no período.
  3. A Pampulha teve, entre 12 e 18/11/23, temperatura média por volta dos 29˚C, postei até um quadro acima com estes e outros dados. É mesmo surreal, anomalia de mais de seis graus em relação a média. 29˚C é, sim, a média para Teresina - PI em novembro nas normais 1991-2020. Vocês viveram uma semana típica da capital piauiense neste nov/23.
  4. A máxima de hoje no Alphaville JF não passou dos 28,9˚C. É a primeira sub-30 depois de 10 dias de escaldantes 31-36˚C. A mínima do dia vai ser invertida e no momento está em 21,3˚C. Extremamente elevada mas já é a menor dos últimos três dias.
  5. Boa tarde a todos. Fiz um quadro resumo das principais localidades do Brasil x minha estação durante a onda de calor. Vou postar aqui e no forum criado pelo @Renan Vejam que MS SP centro sul de MG e RJ estiveram no epicentro das anomalias no período de 12 a 18/11/23 com até 7 graus de desvio em relação à média. No Nordeste e do centro-sul do Paraná para baixo foi pouca a ação desta onda de calor. O Rio marcou recorde absoluto com 42,5˚C. Brasília conseguiu marcar 14,1˚C em uma estação que deve ficar em fundo de vale. Juiz de Fora esteve mais quente que Salvador no período.
  6. Por curiosidade calculei a média horária da estação neste dia: 29,6˚C São quase dez graus acima da normal de novembro. Este valor é a temperatura média registrada em Teresina PI em setembro deste ano: 29,6˚C. Ficou próximo de Cuiabá MT em agosto/23, quando já estava assolada por ondas de calor: 30,2˚C.
  7. O radar meteorológico aponta forte chuva neste momento próxima à sede do município de Teresópolis - RJ. Será que também chove granizo? Acho que sim, alguém teria esta informação?
  8. E a bizarrice não para: Aqui no Alphaville JF ainda temos 29˚C e já são quase 20h30min. Nunca havia visto isso neste horário. Estamos em área suburbana e a 900 m de altitude.
  9. Temperaturas elevadíssimas nas principais localidades de Minas Gerais. Governador Valadares, 41,7˚C e Juiz de Fora Alphaville, 36,0˚C registraram recordes absolutos de temperatura máxima. No Alphaville a mínima, assumindo que não teremos mínima invertida hoje, é recorde absoluto. Calor excepcional também em cidades elevadas e de clima ameno como Barbacena e Varginha que registram temperaturas médias na casa dos 28˚C, apenas um pouco abaixo de Uberlândia e Montes Claros, tradicionalmente muito mais quentes. Registros certamente de ocorrência extremamente rara nestes locais. Ainda sobre Barbacena, uma mínima de 23,0˚C a quase 1200 m de altitude é algo surreal. Acredito que possa ser recorde de maior mínima de todos os tempos.
  10. Novo recorde absoluto desde os inícios das medições na estação Alphaville Juiz de Fora: 36,0˚C registrados há pouco.
  11. Aqui também, @Enio Rezende, surreal. A 900 m de altitude não baixou de 23,8˚C na madrugada/ início da manhã de hoje. São quase oito graus acima da média das mínimas que novembro tem registrado desde 2019. Estraçalha o recorde anterior de 21,9˚C em set 23. Já temos 26,5˚C às 7h20min. Dois graus mais quente que ontem neste horário com céu totalmente azul e vento suave de nordeste.
  12. Swift? Para mim é isso. Iguaria que nós pobres comíamos nos anos 70. kkk Sou suspeito para opinar, pela idade, mas desconfio que este swift aí de cima ainda é melhor que esta versão 2023 que acabo de saber que existe no mundo musical. Nunca ouvi.
  13. 23h, 27,1˚C - Calor absurdo aqui para esta hora da noite. O dia vai terminando com média surreal de 27,6˚C. Quase oito graus acima da média esperada para o mês de novembro. Parece uma noite amazônica de novembro. Que isso?!
  14. Com relação ao ar condicionado... Nos anos 70, enquanto criança, só via ar condicionado em banco - fui criado em G Valadares MG (19˚S, 200m). Em casa, só ventilador, às vezes noites muito desconfortáveis com ar soprando quente que só eram interrompidas com vigorosas tempestades com raios e trovões. Na escola, nem ventilador. Mas me lembro de salas de aula com pé direito alto e janelas amplas. Era suportável. Nos anos 80 morei em Viçosa MG (21˚S, 600m). Ninguém lá tinha sequer ventilador em casa ou em estabelecimentos comerciais. Não havia pernilongo e dormia de cobertor quase todos os dias, manta mais leve, mas não lençol mesmo no verão. Calor, só de dia, às vezes muito quente e úmido. Acho que nunca peguei mais que 33˚C nos 6 anos que vivi lá. Nos anos 90 morei na Grande São Paulo - também ninguém tinha ar condicionado, poucos com ventilador. Eu nunca precisei de um naquele tempo. Fato curioso foi que em 1994 foi a primeira vez que ouvi um pessoa comentando comigo que iria colocar ar condicionado no seu carro para aguentar o sol e os engarrafamentos. Achei um luxo desnecessário, na época. Mas na época eu andava era de moto. rsrs. No meu serviço não tinha ar nem ventilador. Alguns dias passava calor - trabalhava no Jabaquara SP. Nos anos 90 mudei para Porto Velho RO (9˚S, 100m) - Lá os estabelecimentos comerciais de médio padrão para cima e moradores de classe média já tinham ar condicionado. Hoje acredito que mais da metade das residências já tenham. É muito comum na cidade, até em igrejas. É uma cidade bem preparada para o calor. Nos anos 2000 morei em Piracicaba SP (23˚S, 500m). O povo lá dizia que era quente o ano inteirrrrro mas eu vivi lá só de ventilador por quatro anos. Era quente, sim, mas seco e suportável com madrugadas agradáveis na maior parte do ano. Moro aqui em Juiz de Fora MG desde 2015. Trabalho e atualmente vivo na parte alta da cidade (22˚S 900m). No meu serviço agora estão proliferando aparelhos de ar condicionado, mas na minha sala ainda não tem. Hoje à tarde, depois de registrarmos 33˚C internamente por volta de 15h, fomos dispensados do trabalho pela nossa chefe que se compadeceu da gente rsrsrs. Mas estamos com anomalias de temperatura de 6 a 7˚C, há de se considerar isso. Construí minha casa com placas fotovoltaicas e tenho ar condicionado até na sala. Mas pago taxa mínima de energia. Mas fiz tudo isso pensando primordialmente em me aquecer no inverno, já que tardes frias e nubladas que não são raras por aqui. Mas neste segundo semestre de 2023 tenho usado ar é para esfriar mesmo. Ironia do destino. Pois desde que passei minha infância em Valadares sempre quis morar em locais mais frios, com noites confortáveis, o que não temos vivido aqui nos últimos dias. Prefiro o frio ao calor.
  15. Ótima iniciativa, que tal um compilado com 12-19/11 (que acredito ser a extensão da onda de calor), para a gente na segunda feira? Posso plotar em um mapa e compartilhar com vocês para a gente guardar de recordação.... Até o próximo El Niño nos obrigar a corrigir estes valores para maior. rsrsrs De repente um compilado de estações que suplantaram 38-40˚C.
  16. Boa noite a todos. Nenhuma das principais localidades do Brasil e de MG que eu acompanho apresentou recorde de temperatura máxima, absoluto ou desta onda de calor, no dia de hoje. A onda parece já estar sofrendo o início de seu colapso, ainda que as temperaturas estejam extremamente elevadas. Como amanhã tem pré frontal, vamos ver o que acontece. Aqui no Alphaville JF tivemos um feito notável. Novembro de 2023 até agora está com média das máximas em 30,1˚C. Se novembro terminasse agora seria o primeiro mês com este registro acima de 30˚C na estação. A média do mês até agora, tem promovido nov/23 como o mês mais quente do ano, com 22,9˚C, suplantando fev/23 (21,9˚C). E não é só isso - também tem sido o mais quente de toda a série de registros e aquele de maior anomalia, cerca de 3˚C. Vejamos o quanto os próximos dias revertem isso. Extremos de hoje: 21,7˚C/ 34,3˚C - hoje tivemos a segunda mínima mais elevada de toda a série de registro da estação. A noite está bem abafada, um pouco após as 21h ainda temos 27,6˚C e UR 71%. Noite tropicalíssima, digna de um dia de verão no litoral brasileiro, a 900 m de altitude.
  17. Boa noite a todos. Algumas localidades brasileiras registraram maior máxima desta onda de calor, iniciada em 12/11, hoje. Rio de Janeiro RJ - Vl Militar - 39,7˚C Belo Horizonte MG - Pampulha - 37,9˚C Campo Grande MS e Manaus AM- 37,7˚C Juiz de Fora MG - Alphaville - 35,6˚C - recorde absoluto da estação Foz do Iguaçu PR - 34,9˚C Mas outras localidades, com o aumento da umidade, inclusive com ocorrências de chuvas e tempestades isoladas, registraram hoje temperaturas máximas bem menores que outros dias desta onda de calor, o que não foi previsto inicialmente. Flop do bem. Será que o pior já passou neste locais? Confiramos amanhã e depois. Governador Valadares MG - 36,0˚C hoje, 40,9˚C dia 13. Vitória ES - 34,3˚C hoje, 37,7˚c dias 12 e 13 Varginha MG - 34,0˚C hoje, 37,0˚C dia 14. São Paulo SP - Interlagos - 32,5˚C hoje, 38,5˚C dia 13. Curitiba PR - 29,7˚C hoje, 34,8˚C dia 12.
  18. Boa tarde a todos. Novos recordes absolutos Alphaville JF Temperatura máxima: 35,6˚C Rajada de vento: 72 km/h. O pico de calor foi seguido por forte tempestade. Olhem a curva da temperatura e do ponto de orvalho. A forte chuva chegou a 110 mm/ h. Acumulados de 28 mm, até o momento.
  19. Boa noite a todos. O calor deu uma amenizada e agora venta forte e temos 23˚C. Extremos de hoje: 20,4˚C/ 33,1˚C Os 15 primeiros dias de novembro apresenta até agora valores surpreendentes. Média das mínimas: 17,3˚C - recorde para novembro desde o início das observações em 2019. Média das máximas: 29,5˚C - recorde absoluto desde o início dos registros. Ultrapassou os 29,0˚C de janeiro de 2021. Só para terem ideia do absurdo deste calor, no ano passado a máxima absoluta de novembro sequer alcançou 28˚C. Média mensal: 22,4˚C - recorde absoluto de minha estação, empatando com os valores observados apenas em março de 2022 e janeiro de 2021. Anomalia de cerca de 2,5˚C. Extremos absolutos de novembro de 2023 até agora: 12,3˚C/ 35,4˚C - este valor empata com o recorde absoluto da estação, de setembro de 23.
  20. Temperaturas extremas hoje por toda MG Calor até na Serra da Mantiqueira - Caldas registrou 34˚C.
  21. Mais um recorde. A temperatura média diária de ontem no Alphaville JF, 27,6˚C, foi a mais elevada desde o início das medições em 2019. Esta temperatura é até um pouco mais elevada que a média de janeiro deste ano em Cuiabá MT, que cravou 27,5˚C. Ou um pouquinho maior que a média de temperatura de janeiro a outubro deste ano em Teresina PI, com 27,4˚C. É uma anomalia superior a 7˚C considerado o esperado para novembro aqui nos altos de JF. Os modelos americano e europeu dizem que ainda pode esquentar entre 1˚C e 3˚C até sábado.
×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.