Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

Monitoramento e Previsão - Brasil/América do Sul - Março/2021


Recommended Posts

Na madrugada de hoje, entre 3 e 4 horas, choveu bem forte com algumas rajadas de vento em Pombal. A estação da AESA acumulou 28,4 mm

IMG_20210302_122739_121.thumb.jpg.2f86e813f68075c8251be49fc1e66237.jpg

 

IMG_20210302_122741_650.thumb.jpg.1c6d04f21df6741ce4da7e7500f7bf94.jpg

 

Hoje tem chance de novas pancadas, mas mais isoladas ao que parece. Radar de Natal indica chuvas entre o Cariri da PB e o Sertão do RN no momento.

Screenshot_20210302-122651.png.45599d7cfe14af03500f135d4bb6dee1.png

 

  • Like 15
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

2 horas atrás, Darley disse:

Parece que a convencional do Mirante voltou a funcionar. Fui ver os acumulados de chuva das capitais e já desconfiava de São Paulo aparecer os números da convencional. Vi que a mínima na convencional foi 21,9°C mas na automática foi 19,7°C. Vamos ver se é verdade isso. 

 

 

 

Essa mínima com certeza está bugada ... nas duas estações do CGE que ficam mais perto do Mirante as mínimas foram de 19,9 em Santana e 19,2 na Vila Maria.

  • Like 12
Link to comment
Share on other sites

12 horas atrás, Renan disse:

 

Olha, eu adorei essa declaração, pois ela é totalmente o que eu sinto com esse espaço também. O BAZ é altamente terapêutico para mim. Enquanto existir, nunca vou abandonar, raramente fico 1 dia sem olhar e postar. As fotos do tempo, principalmente, são a parte mais relaxante. Então vou postar aqui uma foto relaxante deste primeiro de Março aqui em JF. A temperatura variou como é de de esperar por aqui: variação dos 17,5°C aos 29,4°C.

 

 

IMG-20210301-WA0031.jpg

IMG-20210301-WA0030.jpg

 

Concordo plenamente com você Renan!! Em meio a tanta coisa ruim acontecendo, essa paixão pelo clima e pela natureza se assemelha a um oásis em meio ao deserto. Lindas essas imagens! Na verdade os bazianos são feras na fotografia!

Não vejo a hora de rever imagens como a postada abaixo. Foi na grande MP de julho de 2019, -4,6ºC na Epagri Rio Vermelho. 

 

20200619_193609.thumb.jpg.fdc167d787553c6450e8f0bea2d6a4f7.jpg

 

20200619_193702.thumb.jpg.3eddd5f7dc129a8235ca6d7144a4a387.jpg

 

  • Like 16
  • Thanks 7
Link to comment
Share on other sites

Tarde de sol entre nuvens e calor no Rio conforme previsto, dentro da normalidade do verão, não há previsão de chuva significativa para o final da tarde de hoje, embora haja um crescimento significativo de nuvens em curso, portanto não se descarta algo isolado.

 

01.thumb.PNG.f185d3ff7c09f2a2640e6dc8b40f3826.PNG

 

No momento pela cidade:

 

INMET Vila Militar (30m Alt.): 34,2°

INMET Jacarepaguá (20m Alt.): 29,8°

INMET Copacabana (26m Alt.): 29,6°

INMET Marambaia (12m Alt.): 28,5°

ALERTA RIO Alto da boa vista (347m Alt.): 28,4°

PWS São Conrado (6m Alt.): 25,6°

PWS São Conrado (520m Alt.): 25,0°

  • Like 21
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

Eu ia dizer que íamos ficar de fora da festa por aqui até que percebi que pela segunda vez em poucos dias o avanço vem de SE. O povo antigo fala que quando a chuva vem de lá não presta rsss, ou seja, que é temporal. Já está bem visível daqui mas acho que se nos atingir será com fraca intensidade.

image.thumb.png.5d1dff91d6916af7218aa99d9fd437fd.png

 

@Lucas Centurion eu não estou botando muita fé nesse escala que o IPMET está usando para indicar tempo severo. Parece um pouco exagerada pelo que tenho visto por aqui.

4 minutos atrás, Lucas Centurion disse:

Núcleos severos se desenvolvendo em diversas partes do centro do estado. Marília deve ter chuva forte!
1808880049_ScreenShot2021-03-02at15_14_32.png.fa5d3ea07180123761fa85341c8db91b.png

 

 

  • Like 12
Link to comment
Share on other sites

1 minute ago, marcio valverde said:

Eu ia dizer que íamos ficar de fora da festa por aqui até que percebi que pela segunda vez em poucos dias o avanço vem de SE. O povo antigo fala que quando a chuva vem de lá não presta rsss, ou seja, que é temporal. Já está bem visível daqui mas acho que se nos atingir será com fraca intensidade.

image.thumb.png.5d1dff91d6916af7218aa99d9fd437fd.png

 

@Lucas Centurion eu não estou botando muita fé nesse escala que o IPMET está usando para indicar tempo severo. Parece um pouco exagerada pelo que tenho visto por aqui.

 

Eu acho que chove pela sua região hoje. O deslocamento das Cbs é SSW e há parcelas desenvolvidas a N e NE daí.

Sobre o radar IPMet realmente observo que ele acaba "exagerando" quando você tem nuvens muito carregadas mas ainda em fase prematura de condensação, as vezes nem começou a chover direito e o radar indica tonalidade amarela ou verde claro. Mas essas zonas laranjas você pode ter certeza que a chuva é pesada. Ali mesmo na região de Marília o TITAN já classificou como tempestade categoria 2, tá caindo muita água por lá.

Tem esse link onde o ajuste de reflectância ainda é aquele antigo mais "exigênte", nele você pode ter certeza que onde há cor há chuva.
https://www.ipmetradar.com.br/alerta/gis/

Uma outra situação são as nuvens cirrus formadas na dissipação das bigornas das Cbs, quando ela fica bem espessa o radar coloca cor azul e verde escuro, e por vezes não há chuva ou só algumas gotinhas mesmo. Mas no geral o radar é bem bacana e confiável!

  • Like 13
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

Boa tarde.  

E a chuva parece q não nos ker abandonar 🤗

43 mm sábado

40 mm domingo

44 mm segunda-feira

26 mm hoje, e aínda não acabou, pq voltou a chover depois do temporal das 14h30.

O temporal começou no noroeste 👇AirBrush_20210302152840.thumb.jpg.04817b76b594ebd8682c019a4eb01f8a.jpg

Deslocou-se para sudoeste e terminou no sudeste 👇AirBrush_20210302152142.thumb.jpg.5f203439fcbf5a1a8ffad3d4d617ad0f.jpgAirBrush_20210302151921.thumb.jpg.23248a45d6fa1548c9bedb9f24e70188.jpgFicamos com a borda norte, mas ainda assim a chuva veio muito forte.

  • Like 19
  • Thanks 7
Link to comment
Share on other sites

Quase 260 mm acumulados aqui nos últimos 9 dias. 

 

22/02 | 30,2º/19,6º - 34mm

23/02 | 33,3º/19,7º - 4,7mm

24/02 | 32,4º/19.7º - 0mm

25/02 | 31.3º/20.6º - 0,5mm

26/02 | 30.9º/19.3º - 84,7mm

27/02 | 31.7º/19.7º - 30,5mm

28/02 | sem dados

01/03 | 28.4º/19.4º - 27,2mm

02/03 | xº/18.8º - 77,2mm

 

Hoje já tivemos 77 mm de acúmulo com mínima de 18,8ºC segundo a estação convencional do INMET (a automática continua fora do ar).

 

Agora temos sol entre nuvens e 29ºC:

 

eKU7nuz.jpg

 

O Rio Xingu já subiu pelo menos 5 metros desde outubro (imagens de ontem ás 18:20) - as comportas da UHE Belo Monte continuam fechadas:

 

Bfq2pfs.jpg

 

jAaXIlU.jpg

 

Igarapé Panelas

 

Outubro/2020

albhzc9.jpg

 

Fevereiro/2021

o8FARuk.jpg

Edited by -FAAN-
  • Like 17
  • Thanks 4
Link to comment
Share on other sites

Sobre o evento de ontem, a chuva caiu até que bem generalizada aqui na PB, muitas estações passaram dos 20 mm. No sertão tivemos o registro de 79,3 mm em Carrapateira, sendo o maior acumulado do estado, 52 mm em Vieirópolis, 44,2 mm em Santa Teresinha e 41,6 mm em Uiraúna. No Cariri tivemos Cubati com 55,6 mm, Algodão de Jandaíra com 34,1 mm e Sossêgo com 31 mm. No Agreste e Brejo caíram 71,4 mm em Pilões, 64,2 mm em Itabaiana e 56,5 mm em Cuitegi. Os dados são da AESA.

  • Like 14
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

48 minutos atrás, Eclipse disse:

Terça-feira confirmando que Março veio para trazer respeito de volta ao verão em POA, após Fevereiro ter sido frouxo.

Variação de 21,5 °C a 33 °C, e umidade entre 50 % e 55 % por boa parte da tarde.

 

 

Incrivelmente, por aqui tivemos temperaturas agradabilíssimas para um dia de pleno verão sem nenhum sistema sinótico significativo atuando. O dia continuou sob forte ciruclação oceânica (como tem ocorrido desde domingo), com alternânica de muitas nuvens (altas) e aberturas de sol ao longo do dia, regado a ventos constantes e variação de 18,9 25,3ºC no INMET Pampulha. A não ser quando pedalei, não senti calor quase nenhum ao longo do dia.

 

Imagem que retrata bem o céu de hoje, bastante cirroso e com variação de nuvens médias 👇

20210302_150256.thumb.jpg.2ee4ac5dfa967cf9aa02091a7a2cc9f0.jpg

 

 

Como é de praxe nos dias de ventos marítimos, ao anoitecer as nuvens se dissipam e só sobram os cirrus para colorir o final de tarde👇

 

20210302_181834.thumb.jpg.247d8ea19aa9d0c6c91b6d82dac23b04.jpg

 

19h: 22,1ºC com 69%, vento fraco e P.O. em 16ºC.

Edited by LeoP
  • Like 17
  • Thanks 2
Link to comment
Share on other sites

67,8mm em Assis na PWS da Assocana. A máxima que chegou a 29,8°C caiu para 19,7°C durante a chuva. Por aqui apenas chuva fraca agora. As chuvas "tiraram tinta" daqui e não ocorreu nenhuma pancada mais forte. Bem próximo daqui na fazenda Macuquinho (apenas 5km a NW) recebi a informação de 25mm de chuva agora a tarde. Cafelândia teve 11mm. 
1649010344_ScreenShot2021-03-02at19_12_35.png.9d0b80d604a7fb1ceb505362ec641137.png

  • Like 14
Link to comment
Share on other sites

11 minutes ago, Maicon said:

E AGORA OUTRO TEMPORAL AVANÇA NA CIDADE.

 

1695774840_Screenshot_20210302-193913_SamsungInternet.thumb.jpg.294745c55d5211d96129e3792ab0d058.jpg

 

Impressiona a área de chuvas e o surgimento contínuo de novas células na metade oeste de SP, se estendendo pelo MS e PR. Mesmo assim aqui seguimos na rebarba com apenas 1mm.
858605433_ScreenShot2021-03-02at19_47_23.png.dc7095feaa41725a9f072cda3242e35d.png

Edited by Lucas Centurion
  • Like 13
Link to comment
Share on other sites

3 minutos atrás, Lucas Centurion disse:

 

Impressiona a área de chuvas e o surgimento contínuo de novas células na metade oeste de SP, se estendendo pelo MS e PR. Mesmo assim aqui seguimos na rebarba com apenas 1mm.
858605433_ScreenShot2021-03-02at19_47_23.png.dc7095feaa41725a9f072cda3242e35d.png

 

MUITA ÁGUA LÁ...

 

1306488370_Screenshot_20210302-194531_SamsungInternet.thumb.jpg.8c8932e90784d4b81854bcbbc273f232.jpg

 

777435193_Screenshot_20210302-195157_SamsungInternet.thumb.jpg.dafafba6060cd7fc7b2ed1c8d0f2f36b.jpg

 

Screenshot_20210302-195252_Gallery.jpg.4664a30bb3b7bcb6d5514495f243d37c.jpg

 

SEM GRANIZO. PORÉM COM MUITA ÁGUA.

  • Like 11
Link to comment
Share on other sites

Assustadoras essas previsões para Buenos Aires e Montevideo.

Para POA teremos aquecimento, mas nada bizarro, nem comparável a esse terror previsto no momento para nossos vizinhos. Pelo menos nada muito anormal nas mínimas. Mas seria um período mais quente que não apareceu em fevereiro:

 

image.png.bb4a3de8ce4e52ded0f0015f95f9fbe7.png

 

 

 

 

 

Pelo que vi, seria uma pré-frontal absurda em Buenos Aires, e depois um bom resfriamento no fim da janela de previsão. Será que vem MP das boas no começo da segunda quinzena?

 

Buenos Aires:

image.png.6aeb9ddd507cb7c911e9b8397099c190.png

 

 

 

 

E uma projeção semelhante para Montevideo:

 

image.png.0ac08f3c0ff6ba82261d4821ddefa340.png

 

  • Like 16
  • Thanks 2
Link to comment
Share on other sites

Screenshot_20210302-195735.png.8162de7f5d41896ad2e9f84f7ebbcf60.png

20:00; a chuva finalmente deu uma trégua depois de 4h de precipitação contínua, começando forte e diminuindo a intensidade conforme anoitecia .. Houve um período prolongado de trovoadas mas nada além disso, sem ventania e sem granizo, apesar das grandes formações Cumulonimbus q surgiram ao longo da tarde.

O acumulado hoje (até o momento) superou os valores diários acumulados dos últimos dias (sábado 43 mm /domingo 40 mm /segunda 44 mm). Hoje foram 56 mm e com esse valor tenho 183 mm em apenas 4 dias, q é cerca de 40 mm a mais do q se espera para o mês de Março. 

Acho q já está bom, por enquanto... Já poderia para por uns 2 ou 3 dias pq tá se tornando um incômodo essa umidade toda 🙄

  • Like 14
  • Thanks 4
Link to comment
Share on other sites

Em 01/03/2021 em 18:45, Aldo Santos disse:

Hoje, mais do mesmo em Sampa: sol, calor, aumento de nuvens no transcorrer do dia e chuvas à tarde.

As chuvas não atingiram toda a cidade.

 

Idem hoje.

Choveu em menos áreas do que ontem: em partes da zona sul e parte da zona leste.

Aqui no meu bairro (Tucuruvi, z. norte) até "armou" e escureceu... mas... não caiu um pingo.

O Mirante também não registrou chuva.

Interlagos, na zona sul, acumulou 19,8 mm.

 

Mirante: 19,7°C / 31,4°C

Interlagos: 18,6°C / 30,9°C

IAG: 18,2°C / 31,8°C

  • Like 18
Link to comment
Share on other sites

42 minutos atrás, Eclipse disse:

Assustadoras essas previsões para Buenos Aires e Montevideo.

Para POA teremos aquecimento, mas nada bizarro, nem comparável a esse terror previsto no momento para nossos vizinhos. Pelo menos nada muito anormal nas mínimas. Mas seria um período mais quente que não apareceu em fevereiro:

 

image.png.bb4a3de8ce4e52ded0f0015f95f9fbe7.png

 

 

 

 

 

Pelo que vi, seria uma pré-frontal absurda em Buenos Aires, e depois um bom resfriamento no fim da janela de previsão. Será que vem MP das boas no começo da segunda quinzena?

 

Buenos Aires:

image.png.6aeb9ddd507cb7c911e9b8397099c190.png

 

 

 

 

E uma projeção semelhante para Montevideo:

 

image.png.0ac08f3c0ff6ba82261d4821ddefa340.png

 

 

Se trouxer mais dinâmica, vindo alguma boa MP para março depois, então que esquente por estes dias. Mas que não seja como ano passado, quando passamos uma semana torrando com temperaturas de 5 a quase 10⁰C acima da média, depois refrescou por um dia e no outro dia já estava acima da média novamente. 

  • Like 7
Link to comment
Share on other sites

Noite de terça feira sendo um repeteco da noite de segunda feira.

Nuvens médias e altas no céu e temperaturas entre 19 graus no extremo sul e 23 graus em áreas mais ao norte da cidade.

lk56dy2.png

 

 

Imagem do radar de São Roque um núcleo de chuva no Vale do Paraíba e alguns no sul de MG.

Chove também no sudoeste paulista e na região de Bauru.

IJbPmlT.jpg

  • Like 13
Link to comment
Share on other sites

Levando em conta que Buenos Aires tem recorde de 43,3ºc (em 01/1957, no Brasil seria menor apenas que o de Cuiabá entre as capitais) e Montevideo de 42,8ºc (01/1917, menor apenas que Cuiabá e Rio de Janeiro dentre as nossas capitais, e no caso do Rio apenas os bairros mais quentes já registraram este calor), não consigo me impressionar nem um pouco com a previsão de uma "mini" onda de calor nestas cidades após um verão absolutamente patético, em que a máxima absoluta não passou de risíveis 35,5ºc no muito abafado OCBA, e mal passou dos 33ºc na capital Uruguaia (estação Prado).  Na verdade, eu veria uma eventual máxima do ano em março nas duas capitais (ou em uma delas) como uma compensação pelo "não verão" de 2021, algo perfeitamente natural.  Apesar destes eventos (1957 e 1917) terem sido excepcionais nestas duas cidades, Buenos Aires já registrou 40,5ºc em dezembro nos anos 90 (acho que 1995), e Montevideo/Prado teve um registro de 40,8ºc em algum dezembro entre 1961 e 2000.

 

A verdade é que os extremos de calor na região da foz do Rio da Prata eram bem mais expressivos no passado, ao menos no verão.  Embora as médias térmicas estejam aumentado por lá também, os extremos de calor no verão andam muito fracos sob o regime atual de tempo/clima.

 

O recorde de Buenos Aires em março é de 37,9ºc, e em Montevideo/Prado de 38ºc e alguns décimos.  A chance de quebrar algum recorde me parece nula na capital uruguaia, e muito baixa na argentina.

 

A boa notícia é que essa região (foz do Rio da Prata) praticamente nunca registra calor intenso ao mesmo tempo que o Rio de Janeiro (duas regiões com correlação negativa para ondas de calor), então se este calor se concretizar é garantido que teremos ao menos alguns dias dentro ou um pouco abaixo da média neste mês de março, o que algumas previsões até já indicam.  Aliás, março de 2020 registrou temperatura um pouco acima da média na foz do Rio da Prata, e aqui ficou abaixo da média, foi o março mais fresco desde 1997 no Rio.

 

Lembrando que em 2020 houve um pico de calor muito intenso/extremo em março sobre boa parte do RS, e algumas das marcas mais impressionantes ocorreram sobre o sul do estado, com quase 40ºc em Bagé (auto), quase 38ºc em Pinheiro Machado (baixada) e 36ºc no topo mais alto dessa cidade, creio que valores muito próximos do máximo possível de calor (para março) nestas localidades.  Se o "core" do evento tivesse se posicionado mais para o sul, teria feito 37/38ºc nas capitais argentina e uruguaia facilmente.

Edited by Wallace Rezende
  • Like 18
Link to comment
Share on other sites

20 minutos atrás, Wallace Rezende disse:

Levando em conta que Buenos Aires tem recorde de 43,3ºc (em 01/1957, no Brasil seria menor apenas que o de Cuiabá entre as capitais) e Montevideo de 42,8ºc (01/1917, menor apenas que Cuiabá e Rio de Janeiro dentre as nossas capitais, e no caso do Rio apenas os bairros mais quentes já registraram este calor), não consigo me impressionar nem um pouco com a previsão de uma "mini" onda de calor nestas cidades após um verão absolutamente patético, em que a máxima absoluta não passou de risíveis 35,5ºc no muito abafado OCBA, e mal passou dos 33ºc na capital Uruguaia (estação Prado).  Na verdade, eu veria uma eventual máxima do ano em março nas duas capitais (ou em uma delas) como uma compensação pelo "não verão" de 2021, algo perfeitamente natural.  Apesar destes eventos (1957 e 1917) terem sido excepcionais nestas duas cidades, Buenos Aires já registrou 40,5ºc em dezembro nos anos 90 (acho que 1995), e Montevideo/Prado teve um registro de 40,8ºc em algum dezembro entre 1961 e 2000.

 

A verdade é que os extremos de calor na região da foz do Rio da Prata eram bem mais expressivos no passado, ao menos no verão.  Embora as médias térmicas estejam aumentado por lá também, os extremos de calor no verão andam muito fracos sob o regime atual de tempo/clima.

 

O recorde de Buenos Aires em março é de 37,9ºc, e em Montevideo/Prado de 38ºc e alguns décimos.  A chance de quebrar algum recorde me parece nula na capital uruguaia, e muito baixa na argentina.

 

A boa notícia é que essa região (foz do Rio da Prata) praticamente nunca registra calor intenso ao mesmo tempo que o Rio de Janeiro (duas regiões com correlação negativa para ondas de calor), então se este calor se concretizar é garantido que teremos ao menos alguns dias dentro ou um pouco abaixo da média neste mês de março, o que algumas previsões até já indicam.  Aliás, março de 2020 registrou temperatura um pouco acima da média na foz do Rio da Prata, e aqui ficou abaixo da média, foi o março mais fresco desde 1997 no Rio.

 

Lembrando que em 2020 houve um pico de calor muito intenso/extremo em março sobre boa parte do RS, e algumas das marcas mais impressionantes ocorreram sobre o sul do estado, com quase 40ºc em Bagé (auto), quase 38ºc em Pinheiro Machado (baixada) e 36ºc no topo mais alto dessa cidade, creio que valores muito próximos do máximo possível de calor (para março) nestas localidades.  Se o "core" do evento tivesse se posicionado mais para o sul, teria feito 37/38ºc nas capitais argentina e uruguaia facilmente.

 

Levando em conta esses dados, realmente, as chances de máximas recordes são praticamente nulas. Mas me chamou a atenção a questão das mínimas muito elevadas que estão sendo previstas. Acredito que isso seja sim um indicativo de pré frontal forte, até porque a AAO desabou e agora vamos ter caminho mais livre para alguma frente polar mais significativa para a época. 

 

IMG-20210302-WA0025.jpg.e8485c0b41558e288c10ff71bb60943b.jpg

  • Like 9
  • Thanks 2
  • Sad 1
Link to comment
Share on other sites

32 minutes ago, Wallace Rezende said:

Levando em conta que Buenos Aires tem recorde de 43,3ºc (em 01/1957, no Brasil seria menor apenas que o de Cuiabá entre as capitais) e Montevideo de 42,8ºc (01/1917, menor apenas que Cuiabá e Rio de Janeiro dentre as nossas capitais, e no caso do Rio apenas os bairros mais quentes já registraram este calor), não consigo me impressionar nem um pouco com a previsão de uma "mini" onda de calor nestas cidades após um verão absolutamente patético, em que a máxima absoluta não passou de risíveis 35,5ºc no muito abafado OCBA, e mal passou dos 33ºc na capital Uruguaia (estação Prado).  Na verdade, eu veria uma eventual máxima do ano em março nas duas capitais (ou em uma delas) como uma compensação pelo "não verão" de 2021, algo perfeitamente natural.  Apesar destes eventos (1957 e 1917) terem sido excepcionais nestas duas cidades, Buenos Aires já registrou 40,5ºc em dezembro nos anos 90 (acho que 1995), e Montevideo/Prado teve um registro de 40,8ºc em algum dezembro entre 1961 e 2000.

 

A verdade é que os extremos de calor na região da foz do Rio da Prata eram bem mais expressivos no passado, ao menos no verão.  Embora as médias térmicas estejam aumentado por lá também, os extremos de calor no verão andam muito fracos sob o regime atual de tempo/clima.

 

O recorde de Buenos Aires em março é de 37,9ºc, e em Montevideo/Prado de 38ºc e alguns décimos.  A chance de quebrar algum recorde me parece nula na capital uruguaia, e muito baixa na argentina.

 

A boa notícia é que essa região (foz do Rio da Prata) praticamente nunca registra calor intenso ao mesmo tempo que o Rio de Janeiro (duas regiões com correlação negativa para ondas de calor), então se este calor se concretizar é garantido que teremos ao menos alguns dias dentro ou um pouco abaixo da média neste mês de março, o que algumas previsões até já indicam.  Aliás, março de 2020 registrou temperatura um pouco acima da média na foz do Rio da Prata, e aqui ficou abaixo da média, foi o março mais fresco desde 1997 no Rio.

 

Lembrando que em 2020 houve um pico de calor muito intenso/extremo em março sobre boa parte do RS, e algumas das marcas mais impressionantes ocorreram sobre o sul do estado, com quase 40ºc em Bagé (auto), quase 38ºc em Pinheiro Machado (baixada) e 36ºc no topo mais alto dessa cidade, creio que valores muito próximos do máximo possível de calor (para março) nestas localidades.  Se o "core" do evento tivesse se posicionado mais para o sul, teria feito 37/38ºc nas capitais argentina e uruguaia facilmente.

 

Que se alcancen maximas mayores a mayores latitudes puede tener que ver con que los dias son mas largos en verano cuanto mas avancemos hacia el polo?

Suena logico, cuanto mas horas de sol tengamos se calientan mas la tierra y la atmosfera.

El norte de la Patagonia alcanza picos mayores en verano que la zona de Rio de la Plata por ejemplo.

 

A la inversa en invierno, donde el sol tiene menos tiempo diario "para hacer su trabajo".

 

Edited by Pablo MQL
  • Like 10
Link to comment
Share on other sites

Mais indícios da convencional do Mirante ter sido reativada: tem até mesmo os dados da insolação de ontem (02), o da temperatura do bulbo seco de ambos os dias 00UTC, o da umidade relativa de ambos os dias 00UTC e o de ontem(02) 12UTC, e também das máximas na convencional e automática do Mirante nos dois primeiros dias do mês estarem praticamente idênticas(diferença de décimos apenas, o que é normal). 

 

Entretanto, os dados de chuva deste mês ainda contabilizo o da automática (teve chuva nos dois primeiros dias do mês no Mirante no fechamento 12UTC)

Edited by Darley
  • Like 7
Link to comment
Share on other sites

1 hora atrás, Pablo MQL disse:

 

Que se alcancen maximas mayores a mayores latitudes puede tener que ver con que los dias son mas largos en verano cuanto mas avancemos hacia el polo?

Suena logico, cuanto mas horas de sol tengamos se calientan mas la tierra y la atmosfera.

El norte de la Patagonia alcanza picos mayores en verano que la zona de Rio de la Plata por ejemplo.

 

A la inversa en invierno, donde el sol tiene menos tiempo diario "para hacer su trabajo".

 

 

Os dias mais longos ajudam, mas não fazem muita coisa sozinhos, até porque (por outro lado) a inclinação cada vez maior do sol ao sul do trópico atrapalha.

 

Apesar muitas áreas de clima temperado ou subtropical/temperado registrarem máximas absolutas bastante expressivas (Já fez 45ºc em Saskatchewan, no Canadá – sim, o recorde oficial de calor do Canadá é maior que o nosso, e o da Rússia também –, e 49ºc na Dakota do Norte), outras são extremamente úmidas e com máximas absolutas bem inexpressivas (como parte do oeste Europeu, o litoral do Chile, e muitos outros locais), é preciso olhar caso a caso, analisar as características locais.

 

Dois fatores muito importantes são continentalidade e umidade.  No caso da América do Sul, o fato de grande parte do centro-sul da Argentina (entre a região de Bahia Blanca e Chubut, pegando até o norte de Santa Cruz), ter clima semiárido certamente ajuda, pois um solo seco consegue absorver mais calor e aquecer mais rapidamente que áreas muito úmidas, e a própria dinâmica atmosférica faz o resto (quando, periodicamente, ao direcionar o ar tropical e quente do Norte da Argentina sobre as terras secas do Sul, “arma o palco” para máximas altas, além de algum aquecimento adiabático causado pelos Andes).  Na foz do Rio da Prata, os picos de calor ocorrem também quando ar mais quente de norte é transportado para a região, mas por ser uma região (bem) mais úmida, os extremos são mais suaves (parece que em 1917 houve uma grande seca, o que teria favorecido a chegada de um ar mais aquecido ao Uruguai quando a dinâmica atmosférica fez a parte dela, pois a amenização do calor ao passar pelas terras normalmente mais úmidas ao norte foi menor. Neste mesmo ano, fez 45ºc em Córdoba, na Argentina, um recorde até hoje, e Porto Alegre registrou o ano mais seco da história das observações, com menos de 700 mm).

 

A jamais superada onda de calor de 1936 no centro da América do Norte foi agravada por uma grande seca, a da Rússia em 2010 e a de outubro de 2020 no Brasil também, são vários exemplos.  Por outro lado, se houver seca mas a dinâmica atmosférica não ajudar, os recordes podem não aparecer.  São vários fatores atuando.

Edited by Wallace Rezende
  • Like 11
  • Thanks 2
Link to comment
Share on other sites

Guest
This topic is now closed to further replies.
 Share

×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.