Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

marcio valverde

Members
  • Posts

    444
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by marcio valverde

  1. Acho que são sibipirunas mas está difícil identificar com os troncos tão cobertos de líquens e epífitas. Meio esquálidas as pobrezinhas mas eu acho que aí o clima não é ideal para elas que precisariam de um pouco mais de sol. Já para judiada araucária no canto deve faltar frio. Apesar disso, bonita a paisagem tão verdinha e úmida.
  2. Dia invernal quase em outubro: Ontem choveu praticamente sem parar desde as 04h até as 18h mas o acumulado geral nem foi assim tão alto. 29mm entre as 04 e as 07h da manhã e mais 09mm até o final do dia. O acumulado até agora é de 157mm no mês para uma média de 61,3mm. Quanto às temperaturas eu não sei mas creio que terminaremos o mês também abaixo da média.
  3. Amanhecer nublado e levemente abafado com 21°C. Diferentemente do que ocorreu em casa, choveu em Araçatuba, 13.7mm segundo o Ciiagro, mas deve ter sido uma pancada forte porque as ruas estão repletas de folhas. No horizonte, uma faixa parecida com uma nuvem iridescente sobre a cidade. Para variar a câmera do celular fica devendo na captura de cores que era algo como um arco-íris.
  4. Já chove. Chegou sem nada de vento, como tem sido a regra nos últimos tempos. Vamos ver quando entrar o ar mais frio.
  5. Pela tela do radar animado da UNESP dá a impressão de que ela vai desorganizar antes de chegar aqui.
  6. Para quem gosta de inverno a primavera vem como uma ressaca, porém há compensações na florada dos ipês, na volta das chuvas e sua música nos telhados e também nos lindos amanheceres com que o bom Deus nos presenteia. Hj pela manhã 18°C: Desde já me desculpo pela sujeira no vidro do carro e pela imperícia na operação da câmera.
  7. Se se confirmasse seria digna, ao menos para a nossa região, de uma MP de começo de temporada, quando o Brasil Central está menos resistente ao avanço do que em agosto e setembro.
  8. Diferentemente dos dias anteriores, apesar de mais quente no geral, havia diferenças entre topo e baixada. 18 e 15°C, respectivamente.
  9. Além de tudo o que vc disse e que é verdade tem uma outra área que, embora seja paranaense, me parece que seja, ao menos culturalmente/espiritualmente catarinense, que é aquela região de Pato Branco e Beltrão, ou seja, toda aquela porção além do Iguaçu. Confesso toda a minha ignorância a respeito da história da região e da guerra do Contestado mas sempre que vejo o mapa não entendo porque o limite natural do rio não é observado ali. É uma região vasta, bem fria, que muito acrescentaria ao território catarinense, tão estreitinho no oeste, e que não faria muita falta ao Paraná eu acho. Resta saber se o povo da região iria gostar da ideia kkk. Amanhecer menos frio por aqui - 14°C - sem variações entre topo e baixada.
  10. Acho que ela nunca chegou a perder o posto de mais populosa do estado mas nessa época a diferença não era grande entre elas. Mas eram todas cidades pequenas pois nesse época São Paulo não era nem a décima cidade do país. Era menor que Cuiabá, São Luis e Niterói. Tinha uns 30 mil habitantes, quando o Rio já tinha quase 300 mil.
  11. Isso foi cogitado em dado momento histórico, por incrível que pareça. Quando houve o boom do café em SP na segunda metade do século XIX a capital, Santos e Campinas tinham quase a mesma população com vantagem das duas últimas, uma porque era o porto que escoava essa riqueza e a outra porque estava no centro da zona de expansão do café, sobrando para São Paulo apenas a vantagem de ser a capital do estado. Porém houve uma epidemia de febre amarela e nessa a capital se deu bem porque o clima mais frio era menos favorável ao mosquito vetor da doença e foi nesse época que o grandes capitalistas do estado se concentraram lá em busca de um clima mais salubre. Não há consenso entre os historiadores mas esse evento contribuiu para que a capital de SP se tornasse o que é pois a concentração do capital ali permitiu que num segundo momento, com a chegada dos imigrantes estrangeiros e o seu know how, houvesse o surto de industrialização autóctone que transformaria SP no maior centro industrial do hemisfério. Esse fato, curiosamente, havia sido predito por um visitante estrangeiro quase um século antes, pois segundo ele, o clima mais ameno do planalto era mais favorável ao trabalho pesado da indústria. Verdade ou não o fato é que com a industrialização e o entusiasmo crescente da elite paulista no começo do século passado, quando a ferrovia Santos-Jundiaí já dava sinais de saturação, houve quem propusesse trazer o porto até São Paulo!!! mediante a construção de um canal que, por meio de um sistema de eclusas serra acima, se conectaria com um anel hidroviário no entorno da capital. Dessa idéia desvairada, que poderia até ser exequível do ponto de vista da engenharia mas que certamente seria anti-econômica, restou como lembrança apenas um farol, sim um farol, no alto de um morro no Jaguaré, em plena zona oeste de SP. É off mas não deixa de ser interessante constatar como o clima também teve sua influência para que a nossa maior cidade fosse SP e não Santos ou Campinas.
  12. Para efeitos de whatsapp eu concordo mas o povo que entende de escrever certamente abominaria o meu texto em forma de paragrafão. O uso aqui foi pela praticidade e informalidade do ambiente mesmo. Já sobre o paleolítico kkkk, no nosso caso teríamos que matar uma capivara para fazer um coletinho da moda, ou até duas a depender da corpulência da pessoa. Já vi isso em Brasília na temporada de chuva. Eu poderia fazer como o @Aldo Santose acrescentar um parágrafo sobre o monitoramento para não fugir do tópico mas a verdade é que está bem sem graça. Não houve FF por aqui e o ar polar que chegou derrubou um pouco as temperaturas, o que é bom, mas algo xoxo. Hj pela manhã 12,5°C.
  13. Isso de fato acontece e o contrário também. Tem um fator que não foi mencionado mas que pelos relatos dos outros e pela minha própria experiência é o preponderante. Roupas de frio incomodam e incomodam tanto mais quando a pessoa não está acostumada com elas ou quando elas são inadequadas ou pouco práticas. Em locais onde o frio constante praticamente inexiste como aqui, esse comportamento é muito comum. A pessoa está num ambiente interno ainda quente e sabe que durante o dia vai esquentar, mesmo que de manhã esteja frio, então ela prefere suportar o frio, se ele não for muito forte, a ter que carregar uma blusa o dia inteiro ou passar um pouco de frio a se dar ao trabalho de colocar uma blusa para ir e voltar da padaria e ter que tirar de novo quando voltar para casa. Sou, ou era desses até que tive que morar em SP kkk. No começo segui com o mesmo raciocínio e comportamento até que quase adoeci e me dei conta do know how dos locais para lidar com os dias frios que continuam frios e não esquentam. Uma blusa fina por cima da camisa, uma casaco mais grosso, outro de meia estação etc e infinitas combinações para lidar com dias mais e menos frios, com ambientes mais ou menos aquecidos e com dia que começam frios e terminam quentes e vice-versa, tudo isso acompanhado de um guarda chuva porque ao contrário daqui vc pode se deparar com um dia frio e chuvoso ou garoento, coisa rara aqui no interior. Mesmo assim eu usava menos blusas que os locais pq preferia passar frio entre o trabalho e a estação de metrô a passar calor dentro do trem. E aqui tenho ocasião de falar do contrário que também ocorre. Assim como tinha gente que se encapotava com a primeira lufada de ar frio e depois ia se acostumando e usando menos blusas mesmo quando estava frio de verdade, também haviam aquelas pessoas que esqueciam de tirar as blusas uma semana depois de ter esquentado. Pessoas a serem evitadas nos vagões do metrô, pq tem cheiro de mendigo mesmo não sendo um.
  14. Interessantíssimo. Penso que tem algo a ver com a diferença de temperatura do núcleo urbano. Algo como as contrails deixadas pelos aviões. Nessa mesma animação note como o nevoeiro circunda Buenos Aires mas "se recusa" a cobri-la. Veja também o buraco que a presença de Montevideo causa na onda.
  15. De fato é impressionante que a influência da MP possa chegar à Colômbia e ao Panamá. Algo semelhante deve ocorrer na Austrália essa semana: Por aqui a MP segue surpreendendo. Choveu essa noite novamente, apenas 1mm é verdade, mas considerando que normalmente o frio por aqui é seco então está sendo uma benção. Mais um dia nublado e frio por enquanto com 16°C.
  16. Não me referia ao seu post e nem ao de ninguém em específico. Tampouco era minha intenção tratar com esse post dos efeitos da MP aqui no NO de SP, tanto que me referi à temperatura de um dígito registrada nesta tarde na capital e foi com uma foto da capital que eu ilustrei a postagem. Ocorre que o pessoal aqui do fórum costuma valorizar, com razão, já que o aqui é o BAZ, as mínimas absolutas, negativas de preferência. Eu tenho outra preferência como disse várias vezes. Prefiro os dias nublados e com máxima baixa. Assim é que o bloqueio que você deplora para mim será lembrado com alegria pelos anos que virão pois graças a ele a área de instabilidade ficou estacionada sobre a minha região trazendo dois dias seguidos de máximas entre 17 e 18 graus com chuva. Configuração que, você há de concordar, é rara por aqui em agosto que já costuma ser seco e já com máximas em elevação. Quem mora nas terras altas mais próximas do mar deve achar isso corriqueiro e enfadonho. Questão de gosto e perspectiva. Hoje a máxima foi pouca coisa mais alta mas com sol não teve graça nenhuma. Assim, se a MP não brilhou até agora com mínimas espetaculares, ao menos será lembrada pelas máximas diurnas baixas, aqui porque acompanhada da proverbial chuva e na capital pelo valor "histórico" como você mesmo anotou. Vamos agora ver o que a próxima noite nos reserva.
  17. Também acho que está excelente para SP. Máxima diurna de um dígito nesse país tropical vale muito mais que mínima negativa e 25°C no meio da tarde como costuma acontecer aqui. Enfim, gosto é gosto, mas acho que não há do reclamar. Se tiver uma garoinha então...
  18. Ontem somamos mais 8mm em outro dia nublado, com outra máxima sub 20. Fato raro eu já disse. Hoje começamos com 10°C e um frio úmido ainda mais raro que a sequência de dias nublados. Estamos mais que compensados da nulidade que foi aquele julho do qual nem me lembro mais. Com o frio mais forte da MP ainda por chegar a expectativa é de uma máxima bem baixa mesmo com sol.
  19. A tarde inicia com chuva e 16,4°C, enquanto a região de Ribeirão arde sob 33°C. Acho que tivemos muita sorte dessa vez.
  20. Ontem somamos mais 24mm aqui num dia bem invernal com máxima inferior a 20°, embora os aplicativos seguissem insistindo nos 30 até o final do dia. Para hoje o meteoblue também indica 30 mas novamente deve ficar abaixo dos 20 - agora ainda temos 19°C - pois já houve duas pequenas pancadas de chuva mas ainda tem muita nebulosidade a caminho e com o vento soprando S/SE desde o início da manhã não creio em elevação até o final do dia. Se um dia totalmente nublado já é raridade e um dia nublado e fresco mais ainda, o que se dirá de dois? Também estou acreditando que mínimas menores que o projetado podem pintar no sábado e domingo.
  21. A impressão que tenho é a de que choveu a noite inteira aqui. Chuviscos, para ser mais exato, tanto que o acumulado foi de apenas 7mm. Isso se deveu ao caráter quase estacionário da área de instabilidade que se formou entre o MS e SP. Assim o avanço no sentido das setas vermelhas foi lentíssimo enquanto o transporte de umidade no sentido da seta azul era bem mais dinâmico. Pena que não sei fazer gif para ilustrar melhor mas basta conferir no radar. Os maiores volumes estavam previstos para hoje mas com a antecipação da chegada da frente para ontem talvez não seja assim.
  22. Não tinha previsão de nada para hoje mas há núcleos ativos no Oeste e NO de SP desde a hora do almoço. Agora parece que um deles vai nos atingir de raspão. Quem sabe não erram com o frio também!
  23. As últimas rodadas estão levando uma MP continental para algo cada vez mais marítimo. Vai esfriar mas se continuar nesse ritmo só vai nos sobrar a rebarba, o que, diga-se de passagem, é o esperado para agosto, quando o bloqueio no Brasil Central já está bem fortalecido. Surpresa será o contrário. Que venha a neve no sul e uma tarde congelante em SP pelo menos.
×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.