Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

EduardoFinatto

Members
  • Posts

    1679
  • Joined

  • Last visited

About EduardoFinatto

  • Birthday 02/03/1996

Location

  • Location
    Saskatoon, Canadá

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

EduardoFinatto's Achievements

Proficient

Proficient (10/14)

  • Dedicated Rare
  • Very Popular Rare
  • First Post Rare
  • Collaborator Rare
  • Posting Machine Rare

Recent Badges

4.3k

Reputation

  1. Aqui em Saskatoon a máxima chegou a +1.1°C no dia 22, +2.2°C no dia 23, +0.6°C no dia 24 e -1.5°C ontem, dia 25. Sempre muitíssimo acima da média de Fevereiro, que é de -7.2°C. Fevereiro de 2024 está com média de -7.4°C, enquanto a normal seria -12.5°C. Forte anomalia positiva. Ontem estava assim aqui atrás de casa, com a neve derretendo: Porém, houve uma virada no tempo. Nevou ininterruptamente durante a última noite e hoje o dia todo. Houve complicações no trânsito com carros ficando atolados na neve. Hoje no fim da tarde já estava assim aqui no mesmo local: A temperatura despencou para -20°C. Para amanhã a previsão é de mínima de -30 e máxima de -22. Quarta feira, mínima de -34 e máxima de -14. Bem na finaleira do mês, acredito que esses três dias de frio forte darão conta de reduzir a média o suficiente para não se tornar o Fevereiro mais quente da história, mas ainda será um dos mais quentes.
  2. Maple Creek tem um clima que destoa da maior parte da província de Saskatchewan. É uma cidade mais afetada pelos ventos Chinook, acaba tendo um inverno em média mais suave que outras cidades da província, com um aquecimento bem mais pronunciado. O recorde absoluto de Maple Creek é de 21.7°C em Dezembro, 19.5°C em Fevereiro e agora esse novo de 21.1°C em Janeiro. O recorde prévio imagino que não superava 19°C. Já na maior parte da província o recorde histórico de Janeiro ronda os 10°C. Maple Creek sempre teve este potencial de temperaturas mais altas no miolo do inverno, mas não deixa de ser mais um recorde de calor para a coleção. Hoje em dia não se consegue mais passar um mês inteiro direito sem ter algum episódio bizarro de calor que quebra ou chega perto de quebrar recordes históricos, em múltiplas partes do mundo, muitas vezes com uma mesma região tendo recordes quebrados em sequência mês após mês. Virou banal. Curioso pra saber o que Fevereiro nos reserva…
  3. A capital dos EUA atingiu a temperatura de 80°F (26,6°C) hoje, quebrando o recorde histórico de Janeiro que era de 79°F (26,1°C) registrado em 26/01/1950. Outras cidades também tiveram recordes igualados ou superados neste dia tórrido absurdamente acima da média, com as piores anomalias afetando principalmente a porção central da Costa Leste. https://www.axios.com/2024/01/26/record-warm-january-washington#
  4. Tudo bem que a Europa não é nenhum exemplo de inverno rigoroso para a latitude que se encontra, pelo contrário, mas ainda assim costumava ter invernos constantemente fresquinhos mesmo nas partes mais quentes ao sul do continente. Temperaturas máximas predominantemente na casa dos 10°C, quase sempre abaixo de 20°C durante todo o inverno, sem veranicos, mesmo no mediterrâneo. 30°C em pleno janeiro é pra acabar.
  5. Como já deixei registrado em várias publicações, o Outono e início de inverno foram muito acima da média aqui em Saskatoon, imagino que como nunca antes, quebrando recordes. Assim foi até os primeiros dias de janeiro, com temperaturas persistentemente acima da média, embora já estando no campo negativo nas mínimas e máximas. Pensei se eu teria dado o azar, ou quem sabe sorte, de estar aqui justamente no inverno menos radical de todos os tempos. Os últimos, entretanto, mostraram o contrário com uma louca virada de chave. Nevou forte e logo em seguida esfriou brutalmente. No auge do frio, mínima de -41.0°C no dia 12, máxima de -33.2°C no dia 13. A temperatura se manteve neste campo dos -30 por alguns sofríveis dias. Após o início de uma tendência de aquecimento bem gradual, hoje a máxima alcançou -21°C, e é incrível como em alguns instantes, especialmente sob o sol e com pouco vento, eu genuinamente pude sentir que já não está tão ruim. Ainda é um senhor frio, sem dúvidas, mas causa uma inusitada sensação de alívio. Até o fim do mês a temperatura deve ir alcançando os -10, até perto de 0.
  6. Aqui em Saskatoon a temperatura está em -39.2°C, é um frio insano. Congela tudo. É possível sentir o ar congelado com partículas de cristais de gelo, consigo sentir na respiração. Quando expiro pelo nariz, instantaneamente ocorre a condensação do ar, fica úmido e sinto congelando nos pelos do bigode haha. O frio penetra na pele, mesmo com múltiplas camadas de roupa. Não é uma sensação nada agradável, mas dá pra resistir com as vestimentas adequadas. Agora realmente é possível entender quando falam, não ironicamente, que temperatura de -20°C ou mais é considerada “amena” para os padrões do interior do Canadá. Claro, sinto esse frio extremo apenas nos poucos minutos por dia em que estou na rua. Dentro de casa posso ficar de camiseta numa boa. O destaque do frio desta vez vai para Edmonton, onde a temperatura foi a -45°C nesta manhã e a previsão indica até -50°C amanhã, assim podendo representar um novo recorde de frio histórico para a cidade. O lado ruim de morar onde faz tanto frio assim é que perde um pouco da graça. O frio abaixo de certo ponto deixa de representar mais chance de geada, mais chance de neve. Todos esses eventos relacionados a baixas temperaturas já acontecem com 0, -5, -10 graus. Frio de -35, -40, -50 é uma experiência diferenciada, uma sensação indescritível, mas é isso. Não traz mais nada de novo, é dolorido, é muito sofrido ficar um minuto sequer fora de casa, é preciso usar camadas e mais camadas de roupa, e só resta aguardar o fim do inverno. Cidades que eu costumava considerar super gélidas como Nova York, Chicago, Toronto agora parecem até ter um clima super de boa, já que um típico dia frio de inverno aqui chega a ser mais frio que o dia mais frio do ano nestas cidades.
  7. Houve nevasca em Saskatoon desde ontem à tarde e seguiu pela noite e madrugada. Agora já parou. De acordo com o site da prefeitura, houve acumulação de 14.5 centímetros. A neve vai sendo empilhada para liberar ruas, estacionamentos e calçadas. Na saída de casa, com a neve ainda intacta, meus pés afundaram um bom tanto. IMG_1154.mov Ontem a mínima foi de -27.1°C e a máxima foi de -15.5°C. Abaixo da média de Janeiro, mas ainda algo dentro do usual. De acordo com meu aplicativo de previsão do tempo, sábado será o dia mais frio com mínima de -33 e máxima de -27.
  8. Será enfim o início do inverno de verdade no Canadá. Até então estava sendo uma mera extensão do outono, com temperaturas mais típicas do início de Novembro. Aqui em Saskatoon, Dezembro foi o mais quente de todos os tempos. A temperatura média foi de -4,6°C, quebrando por larga margem o recorde de Dezembro de 1997 (-5,7°C). A média mínima foi de -10,2°C e a máxima foi de +1,2°C. Mais quente que um novembro típico. A média de dezembro para 1981-2010 é de -13,2°C com média mínima de -18,3°C e máxima de -8,0°C. Nem um único dia durante todo o mês ficou abaixo de qualquer uma das médias. Todos os dias, sem exceção, foram mais quentes que a média. Na virada do ano tivemos mínima de -9,0°C e máxima de +1,5°C. Estava mais frio do que isso no Halloween. Agora estou curioso para descobrir como é estar na rua com temperatura de -35°C. Um pouco preocupado também, já que até então o que senti nos dias mais frios foi por volta de -15°C apenas e já não achei nada agradável, haha. Dentro de casa não há problema algum e até passo calor, mas todos os dias passo alguns minutos na rua caminhando trajetos curtos ou esperando o ônibus. Imagino que qualquer minuto em um frio tão extremo deve ser algo bem desafiador.
  9. Bem contrastante, a costa da Noruega com um clima bem amenizado que não vai fundo nas temperaturas negativas, enquanto na costa da Finlândia e países bálticos o frio é muito mais forte. Tem estações costeiras na Finlândia indo abaixo de -20°C enquanto na costa norueguesa está pouco abaixo de 0.
  10. Seria um frio histórico para a realidade climática atual. O recorde em Moscou é de -42°C em 1940. A estação meteorológica de referência atual funciona desde 1948 e nela o recorde de frio é -38.1°C, mas não sei quando foi, imagino que há um bom tempo. Ultimamente -30°C deve ser considerado uma raridade, e mesmo -20°C não acontece tão frequentemente. Moscou esquentou demais, nas médias e também nos extremos de frio e calor. Uma MP deste nível, caso ocorra, talvez seja a mais forte das últimas décadas e uma das mais fortes que se tem registro.
  11. Europa Ocidental nunca foi lá grande coisa em termos de frio, mas é impressionante o quanto esquentou por lá. Hoje em dia mal consegue consegue sustentar longos períodos com máximas abaixo de 10°C, nem mesmo em boa parte da Inglaterra, Holanda, Bélgica, norte da França. Imaginem então longos períodos com máximas negativas e neve no chão por vários dias… nunca foi algo exatamente comum, mas acontecia de vez em quando, talvez em dois ou três anos a cada década. Hoje em dia isso é quase impossível, raríssimo.
  12. Previsão para cá em Saskatoon até o Natal. Mínimas pouco abaixo de 0, máximas de 0 ou positivas. Dezembro na normal 1981-2010 tem média mínima de -18.3°C e máxima de -8.0°C, é um freezer. Percebam que as mínimas mais baixas na previsão não chegam sequer a se igualar a média máxima esperada para o período. Período extremamente acima da média. Corre o risco de ser o Dezembro mais quente da história, e talvez com zero neve a não ser que ocorra uma reviravolta na última semana do mês. Temperaturas como essas normalmente seriam esperadas em uma semana mais fresquinha de Dezembro em Amarillo, Texas, 2 mil quilômetros ao sul daqui. Não aqui no fim do mundo do interior do Canadá, ao menos não durante tanto tempo. Um “calorzinho” pouco acima de 0 para aliviar do frio rigoroso até acontece tipicamente no inverno daqui, mas em meia dúzia de dias soltos por toda a estação, não por semanas e semanas.
  13. Novembro foi desastroso em partes do Canada. Edmonton, uma das cidades mais frias, teve media de -1.0, sendo 4.4 acima do normal de -5.4. Teve ZERO neve acumulada, enquanto o normal seria 7.8 dias de neve com 17.3cm acumulados. Quanto a isso, foi mais pela secura no geral do que pela falta de frio, afinal, ainda conseguiu fechar com uma media abaixo de zero. Vi na TV que o ultimo Novembro sem neve em Edmonton ocorreu em 1928. Aqui em Saskatoon a media de Novembro foi -1.6, anomalia de 4.4 acima do normal de -6.0. Recordo que houve alguma queda de neve em dois ou tres dias, mas foi bem pouquinho e deve ter acumulado uma mixaria. Agora estamos em Dezembro e praticamente sem nada de neve. Para os proximos dias a previsao segue mostrando temperaturas bem acima da media, com muitas maximas acima de 0 (media maxima em Dezembro seria -8.0) e pouca neve. Sinceramente, nao posso reclamar. De toda forma estou sentindo frio, estou vendo neve, certamente verei ainda mais durante os primeiros meses de 2024, e ao mesmo tempo consigo suportar ficar mais do que alguns minutos na rua por conta da falta de frio extremo e nevascas fortes. Caso estivesse frio pra valer, provavelmente eu ja estaria reclamando ainda antes do inicio do inverno, hehe. Mas que esse "calor" todo, ou melhor, que essa completa falta de frio extremo causa estranhamento, causa.
  14. A impressão que dá é de que o aquecimento global está dobrando a aposta contra os negacionistas e está inclusive se intensificando e acelerando ultimamente. Fenômenos climáticos extraordinários vem pondo à prova o que imaginávamos ser ou não ser possível de acontecer no clima como o conhecemos atualmente, ao ponto de nos forçarmos a expandir nossa imaginação. 50°C no Canadá? Por que não? 40°C em BH com seus mais de 800m de altitude? O que realmente impede? Um inverno com absolutamente zero neve em NYC? Será que não está perto de acontecer? Eu percebo o clima esquentando em absolutamente todos os aspectos. As ondas de calor estão mais fortes, e estão acontecendo com mais frequência, e estão sendo mais duradouras. Nos intervalos entre uma onda de calor e outra, há uma inclinação a continuar fazendo calor, ainda acima da média, com menos tempo ameno ou fresco. Quando resolve esfriar pra valer, não dura muito tempo, e a frequência dos episódios de frio vem reduzindo. Embora seja ainda possível esfriar com força, até mesmo com recordes, isso vem se tornando cada vez mais raro. Não há um único aspecto em que eu possa me agarrar para me iludir que a situação do clima não está tão ruim assim. Por vezes há sim certo alarmismo exagerado sobre o aquecimento global, com previsões demasiadamente extremas que não se concretizam, mas a maioria das previsões dos estudiosos sérios vem sim se concretizando. E isso já é suficientemente preocupante.
×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.