Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

LeoP

Members
  • Posts

    1681
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    5

Everything posted by LeoP

  1. Boa noite a todos, praticamente não há mais influência da última MP aqui em BH, porém ela deixou seu legado: o inverno! O dia hoje, já sem nenhum sistema significativo atuando, teve uma boa variação de 13,5 / 23,9C na Pampulha, garantindo sensação de frio à noite e no começo da manhã (principalmente pelos ventos que voltaram a soprar) e tempo confortável ao longo da tarde. Nesta semana, haverá um aumento de nuvens e chance de chuviscos, e as temperaturas permanecerão amenas, ou seja, nada a reclamar. Porém, já aparece aqueciento significativo na virada do mês, por enquanto, nada que chame a atenção (14/29 graus). Às 22h, faz 16/17C na Pampulha, com céu claro e algum vento. Tá gostoso.
  2. Bom dia, o vento aumentou um pouco de ontem pra hoje e, com isso, as temperaturas mínimas subiram um pouco mais hoje e variaram entre 13 (centro) e 10 (Pampulha/Cercadinho). Apesar do enfraquecimento da MP, as temperaturas não vão subir nos próximos dias, parece que tá havendo alguma advecção de ar frio pelo leste, até pela previsão de aumento de nuvens a partir de terça. As temperaturas permanecem entre 10 e 23ºC até meados da semana, muito bom. 11h, sol e 20,8ºC na Pampulha.
  3. Bom dia, mais um amanhecer gelado em BH hoje, a 4a sub-10 consecutiva e com folga, com excelentes 7,9°C na Pampulha. Os topos da cidade já não esfriam tanto, com 11°C (centro) e 9°C (bairros serranos). Sem dúvidas, é a melhor onda de frio do século, deixando julho de 2017 pra trás. Amanheci com temperatura interna em 15°C. Podre. Abri as janelas pra ver se aquece o quarto com a máxima próxima dos 23°C prevista pra hoje.
  4. A RMBH teve o 3º dia seguido de bastante frio hoje. Depois de um amanhecer gelado em BH (9 a 6 graus, a depender do bairro), a tarde apresentou elevação de temperatura em relação aos últimos dias, com máxima em 21ºC. O céu, permaneceu azul o tempo todo. O bom dessas fortes MPs é que, após os dias de sua atuação, ficamos num prolongado efeito de MP velha que mantém as temperaturas abaixo da média por muitos dias ainda e é o que vai acontecer nos próximos dias, com temperaturas que pouco vão passar dos 23ºC aqui. As mínimas sobem aos poucos, mas devem permanecer abaixo dos 13ºC até boa parte da semana que vem. Agora (20h), 15ºC na Pampulha. Frio mas, como disseram aí, já me acostumei.
  5. 6,4C Pampulha (850m) - recorde histórico (2007+) 9,6C Santo Agostinho/centro (915m) 6,6C Cercadinho (1200m) Com a maior estabilização do ar, baixadas e encostas (como é o caso da Pampulha) caíram em relação a ontem. Nos topos, o recorde foi ontem. O ar polar começa a perder força hoje e, nos próximos dias, as temperaturas voltam ao normal de uma onda de frio invernal forte, porém comum. Hoje a máxima já deve chegar aos 21/22 graus. Agora (10h), 16,5°C com sol e um vento frio.
  6. Resumo desse dia memorável e histórico em Belo Horizonte, de frio intenso pela manhã e tarde fria e ensolarada: 6,7 / 18,1 Pampulha 7,6 / 18,5 Santo Agostinho (centro) 4,4 / 16,0 Cercadinho O mais interessante são as pessoas agasalhadas nas ruas em plena tarde de sol, raro aqui. E, desde ontem, o sol é mais fraco, por causa de uma cobertura de cirrus constante, o que amplia a sensação de lâmpada de geladeira. Às 21h40, permanece limpo, com 11°C na Pampulha.
  7. A cidade de Boa Vista, capital de Roraima, praticamente na linha do equador, teve tempo muito fechado e variação 20,6/24,6C hoje na automática do INMET de lá. Achei baixo para os padrões locais. Seria influência desse sistema?
  8. Há de se considerar que trata-se de estações em locais diferentes e, ao que tudo indica, o atual mais desfavorável naturalmente. Independente disso, o fato de hoje a estação ter praticamente igualado os recordes dos últimos 90 anos é por demais significativo. Jamais achei que algo desse nível voltaria a acontecer. Voltando ao assunto do frio no Brasil, eis o motivo de nosso país não ser preparado para as ondas de frio: a temperatura máxima dentro de casa hoje 👇 Aos que moram em cidades frias sem calefação (ou algum sistema de aquecimento), minha solidariedade. Aos que moram em cidades frias com algum tipo de aquecimento, a partir de quantos graus de T interna vocês ligam o aquecimento?
  9. Nuvens surgiram durante a madrugada na RMBH, em alguns momentos, deixaram o céu quase nublado. A temperatura se manteve quase parada entre 22h e 2h da manhã, vindo a cair depois. Fiquei satisfeito pois, pela 1ª vez, a Pampulha registrou temperatura na casa dos 6ºC (já comentando seu outro post, não me lembro dessas mínimas que citou na estação. Minha memória indica que todas as menores mínimas da estação rondaram os 7ºC - até hoje). E a convencional? 7,6ºC naquele topão urbanizado e verticalizado, nada mal! Me surpreende demais essa informação que passou, de praticamente igualar o recorde absoluto do mês de maio desde 1910. Pra quem é de fora e não sabe, a estação existe ali (cruzamento das avenidas do Contorno com Raja Gabaglia, na frente de um viaduto muito movimentado e com prédios ao redor) desde meados da década de 80 quando, coincidentemente, as mínimas na cidade deram um salto de ~1/2ºC. Conclusão: ali é uma localidade naturalmente desfavorável para mínimas, sempre foi e sempre será (compensa um pouco nas máximas). E é por isso que esse valor impressiona. Antes do final do mês (dia 19), essa localidade bate de frente com todos os outros valores já registrados em maio na cidade. Dito isso, podemos considerar que, depois das históricas ondas de calor da última década, voltamos a registrar frio histórico. Agora, meio dia, 15,6C na Pampulha. Amanhã, ainda há potencial para marcas parecidas ou, com sorte, até menores.
  10. Após a mínima de 9,7C, a temperatura máxima na Pampulha chegou a apenas 17,4C com céu azul e vento constante, com rajadas. Dentro do previsto, mas é um valor muito surpreendente para a condição de ausência de nuvens. Me lembro de inúmeras ocasiões de a estação penar pra ter uma máxima de 19,X com céu nublado... Não olhei os dados mas, empiricamente, diria que tivemos um dia histórico em BH hoje: ensolarado e frio do início ao fim, combinação rara por aqui. O sol foi o clássico lâmpada de geladeira, mero enfeite durante a tarde, já que praticamente não influenciava na sensação térmica. Foi um dia semelhante ao que ocorreu no começo de julho de 2017 - um pouco mais intenso. Aproveitei esse dia do início ao fim, afinal, quem imaginaria uma máxima de 17ºC com céu azul e vento em BH? O dia termina com o céu rosado e absolutamente limpo na Pampulha, com 12,2ºC às 18h e rajadas de vento de até 51km/h:
  11. Que o dia é gelado, não há dúvidas. Que pode ser histórico, tanto pelas máximas hoje com céu azul, quanto pelas mínimas dos próximos 2 dias, idem, mas... a imprensa sensacionalista segue cumprindo de forma brilhante seu papel de desinformar: NÃO FOI (ainda) o dia mais frio pra maio (na reportagem, ainda, não dá pra saber se eles estão falando da história toda ou só a partir de 1977, horroroso): 1 - esses 6,7C foram registrados na estação Cercadinho, no bairro Buritis, que surgiu em 2014 🥱 2 - Estão comparando uma estação a 1200m no alto de uma colina com o histórico de uma estação a 915m no centro da cidade 🥱 🥱 3 - falaram a MESMA COISA na onda de frio de julho de 2017 🥱🥱🥱 4 - sensação térmica da Sibéria 🥱🥱🥱 🥱🥱🥱 🥱🥱🥱 🥱🥱🥱 Amanhã sim, podemos ter marcas históricas de frio para maio, já que há previsão de 5ºC pra Pampulha - que considero comparável (ainda que não 100%) com as estações convencionais antigas (que estavam em local diferente da atual no Santo Agostinho, mais favorável às mínimas). 13h, céu azul e 16,1C na Pampulha.
  12. Contranste das temperaturas no Sudeste do Brasil às 10h, de acordo com o alcance do ar polar: áreas próximas ao litoral e a nordeste de MG 10 a 15ºC mais quentes que o restante: Em MG, as temperaturas variam entre 6 e 27ºC no estado (considerando somente as estações automáticas do inmet), sendo que estão relativamente homogêneas onde o ar polar já atua. Em BH faz 11ºC, enquanto em Governador Valadares, mais a leste, 23ºC. Amanhã essas diferenças vão diminuir muito.
  13. Foi uma noite e madrugada de queda contínua, sem estagnação em momento algum. E a área central baixou para 10,2C com vento, uma diferença muito pequena para a Pampulha devido à condição de advecção. Se persistir essa condição nos próximos dias, é possível o registro da menor temperatura da história da estação (considerando somente o local em que está atualmente, desde meados da década de 80). Como eu gosto de sentir as condições (e não só acompanhar pelo pc), deixei pra resolver um problema agora pela manhã e o vento gelado era incomum para o horário (meio da manhã) aqui na Pampulha. Para deixar tudo ainda mais favorável, a nuvens estão aumentando bastante nessa manhã. Uma foto aqui de casa às 10h, com apenas 12,4ºC no inmet Pampulha: Nos bairros altos da capital, faz apenas 9,9ºC às 10h. É até estranho essas temperaturas já com o dia avançado. Incrível, ventoso e gelado!
  14. CHEGOU Após muitas nuvens ao longo do dia (timing muito bom), com máxima de 21,8C, o ar gelado abriu o tempo em BH a partir do meio da tarde, com 17ºC ao anoitecer: A previsão para amanhã é de 9ºC pela manhã e máxima de 18ºC à tarde com SOL e VENTO!
  15. Em BH, ainda estamos na fase úmida do sistema. Ontem, por volta das 21h, passou uma área de chuva isolada que despejou 2/4mm pelas estações da cidade e, agora de manhã, o céu permanece nublado: A mínima ficou nos 16/17C, parecido com ontem, mas deverá ser renovada à noite, com o ingresso do ar gelado e o afastamento das nuvens. Agora, 20,4C.
  16. Aqui em BH, as nuvens/chuva deram um baile nos modelos e meteorologistas. Em termos de temperatura, o que estava previsto pra ontem, aconteceu hoje e o que estava previsto pra hoje, aconteceu ontem. O sol apareceu bem mais que o previsto hoje e a temperatura subiu até o 26ºC, o que não era esperado. A chuva também deu um olé nos previsores e acumulou míseros 1,3mm na estação convencional da cidade até agora (mas ainda pode chover até amanhã de manhã). Nesse momento (20h) chove fraco em BH, com 19ºC. Hoje a mínima ficou em 17,4ºC e, daqui a 3 dias, pode chegar aos 5ºC. Que começem os jogos e o nowcast!
  17. Não sentia pq c acordava no fim da manhã. A regra é clara: só se sente frio aqui entre 21h e 9h da manhã, salvo exceções. Brincadeira a parte, além da máxima aí ser bem mais baixa - o que faz toda a diferença - 11 graus por irradiação traz uma sensação térmica bem diferente de 11 graus por advecção. Ano passado, a maior sensação de frio do ano em BH não foi quando fez 7°C, mas quando uma massa de ar polar forte trouxe mínimas de 10°C sob vento persistente, inclusive no centro da cidade, com máximas de 20°C. Outro exemplo muito comum aqui são as máximas de 25/26 graus no verão, que trazem sensação sensivelmente diferente dos mesmos 25/26 no inverno. É aí que a gente vê como outros parâmetros climáticos (além da temperatura) também são relevantes para a nossa sensação. Eles chegam a ser decisivos na sensação de frio na realidade do frio brasileiro que, normalmente, ocorre entre 10 e 18°C na maioria dos locais. . . . Em matéria publicada ontem, a Metsul indicou possibilidade de geada pra BH, Brasília, Goiânia e Campo Grande na sexta: Curiosamente, as capitais mais frias do país não terão geada nesse dia (de acordo com essa previsão). É a 1a vez que vejo uma projeção de geada com tanta convicção pra cá.
  18. Boa noite, assim como em vários locais de MG, a temperatura subiu menos que o previsto hoje em BH. A máxima (23°C) ocorreu no fim da manhã, último período em que o sol conseguiu aparecer e o restante da tarde foi de céu encoberto (mas só com chuviscos): A semana será gélida, com uma rara variação na quinta e na sexta:
  19. E o pior é que eu nem me arrisco a fazer previsão pra lá. Como uma estação de topo totalmente urbanizado e verticalizado, sabemos da limitação em dias de irradiação pura, mas os valores lá são imprevisíveis - ao menos pra mim, que sou leigo - em certas ocasiões. Em uma advecção, pode ou não superar a Pampulha. . . . Falando do tempo, hoje começa a grande virada. Sem que faça calor de fato (máxima de 26/27ºC), devemos ter chuvas com raios a partir do meio da tarde e pela noite. As precipitações devem continuar na segunda, com queda de temperatura por causa da falta de sol apenas. A partir de terça, começa o show de fato. Ainda com muita umidade e chance de chuviscos, as temperaturas começam a cair a partir da tarde, para dar lugar a dias gélidos entre quarta e sexta, quando, segundo previsões mais recentes, devemos atingir máxima de 17ºC na quinta seguido de 5/6ºC na sexta, com vento oeste (o frio, aqui, geralmente chega com vento leste). Agora, no final da manhã, o céu já está nublado (reflexo da linha de instabilidade que o Renan postou mais cedo), indicando que as chuvas podem chegar antes do previsto. A temperatura, de 22,5C às 11h, também pode ficar abaixo do que está previsto pra hoje.
  20. 2 coisas aí: - A historicidade de um evento é relativa à época do ano. Esse próximo ocorrerá em meados de maio, bem antes do solstício de inverno e de todo o potencial de frio no BR. Isso deve ser levado em conta, até porque T< 3C em SP (Mirante) é coisa de auge do auge do mais frio inverno. - O termo histórico, como já foi discutido aqui outras vezes, é muito subjetivo e relativo. As gandes MPs históricas são caracterizadas por marcas raras em muitos lugares ao mesmo tempo, mas sempre há localidades que ficam de fora. A Metsul é uma empresa que fala de meteorologia em geral, porém com foco no Sul (especialmente RS) e, nessas áreas, ao que tudo indica, não terá relevância histórica. É a referência para eles, mas não pro restante do país. Essa atual pegará amplas áreas de menor latitude de forma proporcionalmente mais intensa, como MG, GO, BA, TO, etc. Nao vou falar por todos eles, até porque não sei de cor o padrão de cada um mas, aqui pra BH, há dias, a previsão coloca mínimas de até 5ºC na semana que vem (em algumas rodadas, atenuam a mínima, mas jogam máximas muito baixas). Isso é uma aberração, visto que ainda é outono pleno e a mínima absoluta da cidade (INMET) é de 3C na década de 70, no inverno climático propriamente dito e antes do famigerado padrão pós-2000. Se esse padrão de anomalia daqui se repetir nos lugares que mencionei, teremos uma MP fazendo história em centenas ou milhares de municípios ao mesmo tempo.
  21. Sem dúvidas, a melhor previsão que já vi pra BH: Boas chuvas por 3 dias seguidos seguido de frio intenso. Detalhe importante: tá perto.
  22. Leandro, boa noite, uma sugestão: Quando for postar algo de forma que queira ser entendido, facilite para o leitor. Não entendi absolutamente nada desses dados que postou, são um monte de número desconfigurados sem legenda nem nada. Pegue a informação no site do inmet e a transcreva aqui de forma legível, sem copiar e colar. Deixa de preguiça, rapaz. Abraço PS: vc está floodando o site.
  23. Em quase 15 anos acompanhando meteorologia, eu nunca vi essa cor azul-acinzentada, que representa temperaturas perto do congelamento (entre 0 e 5ºC), sobre BH de forma tão contundente. Sempre ela chegava até o triângulo mineiro, Sul de MG e Zona da Mata. Em MPs continentais ou híbridas mais fortes e democráticas, chegava próximo, mas nunca aqui. As previsões, no momento, colocam 5/6ºC pra BH nas estações, o que significa a possibilidade de geadas isoladas dentro da área urbana - e não to falando dos bairros elevados. Eu percorro muito a Pampulha de moto e sei, por empirismo, de alguns locais mais frios que a estação (que fica uma encosta, no alto de um morro), por causa do relevo que proporciona acúmulo de ar frio. Se no INMET Pampulha fizer 5C, nesses locais fará 3ºC, por exemplo. Já é temperatura pra geada. Por enquanto, essa MP é a mais forte que já acompanhei aqui pra RMBH. Outra observação: a trajetória dela ignora completamente o relevo. Normalmente, ao encontrar as montanhas de MG e o planalto central, o ar frio tende a escorrer pro oeste e temos aquele cenário clássico de anomalias negativas fortes desde o AC, sul do AM, metade sul do centro-oeste (gelando Cuiabá e Campo Grande) e metade sul do Sudeste, num caminho em diagonal pra sul - o ar frio só chega aqui pelos ventos do mar (de leste), nesses casos, após o sistema ir pro oceano. Essa atual não: ela avança diretamente pelo interior de Goiás e MG, me aprece que chegará com vento oeste! Além do mais, está precoce, a mais de 1 mês do solstício de inverno. Teoricamente, há potencial para algo ainda maior, caso ocorresse entre a 2ª quinzena de junho e a 1ª de julho.
  24. Dia outonal em Belo Horizonte, com frio pela manhã e temperatura muito confortável à tarde. A mínimas foram as menores do ano, com 14,8C na área central e 11,6C na Pampulha. Durante a tarde, tive vários compromissos no centro da cidade e tive que andar bastante. Mesmo assim, fiz tudo praticamente sem transpirar, o que é a melhor face da época aqui. A temperatura máxima ficou na casa dos 25ºC com esse céu: Quanto à previsão, é praticamente certeza que o frio será forte, mas por hora os valores excepcioanais deram lugar a uma condiçao mais comum, porém prolongada. A previsão mostra as temperaturas em queda livre por muitos dias: Essa previsão seria típica pra uma onda de frio moderada a forte em Junho e Julho. Pra maio, me parece bastante significativa.
×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.