Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

Monitoramento e Previsão - Brasil/América do Sul - Dezembro /2021


Renan
 Share

Recommended Posts

Novembro fechou com temperaturas normais em Blumenau: média de 22,1ºC com máximas um pouco abaixo da média (27,3ºC) e mínimas um pouco acima (18,3ºC) por causa da alta quantidade de dias encobertos. Apesar disso choveu apenas pouco mais de metade do normal: 82mm.

 

O último dia de Novembro foi de amplitude térmica, calor e ventos continentais, extremos: 16,1/33,9.

image.thumb.png.91542bf3a20ad909ddebb44328151c3c.png

 

Primeiro dia de Dezembro em Blumenau ainda é quente mas aparentemente o início do novo mês deve ser bastante agradável com mínimas boas e máximas comportadas. As mínimas hoje foram 18,2ºC a 2m e 18,6ºC a 6m, faz 26,7ºC com 59% a 2m às 10:30, manhã nublada. Deste mês em diante passam a ser raros dias agradáveis/amenos no médio e baixo vale do Itajaí.

  • Like 15
Link to comment
Share on other sites

Novembro acabou fechando com temperaturas acima da média em Vacaria 😕. O desvio nas máximas foi maior do que nas mínimas graças a quantidade de dias secos e ensolarados que permitiram uma grande amplitude térmica. O mês está fechando com a segunda maior média máxima de 2021, perdendo apenas pra fevereiro. Foram poucos os dias de chuva, mas o acúmulo final apesar de ter ficado abaixo da média não foi ruim, foram 105,6mm acumulados.

 

 

novembro.PNG

  • Like 10
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

Em 01/12/2021 em 11:36, Gustavo Pinheiro disse:

Novembro acabou fechando com temperaturas acima da média em Vacaria 😕. O desvio nas máximas foi maior do que nas mínimas graças a quantidade de dias secos e ensolarados que permitiram uma grande amplitude térmica. O mês está fechando com a segunda maior média máxima de 2021, perdendo apenas pra fevereiro. Foram poucos os dias de chuva, mas o acúmulo final apesar de ter ficado abaixo da média não foi ruim, foram 105,6mm acumulados.

 

 

novembro.PNG

 

Apesar de ser acima da média, não deixam de ser excelentes essas médias. Temperaturas muito confortáveis por aí, sem necessidade de ventilador.

 

Novembro terminou na minha estação como o mais seco e o mais ameno já registrado, simultaneamente. Mais tarde posto os dados no tópico certo. E Dezembro começou com chuva leve de madrugada, acumulando 3mm, e com mínima de 18,8°C. Agora está parcialmente nublado e calor de 28,8

  • Like 5
Link to comment
Share on other sites

Em 01/12/2021 em 12:47, Renan disse:

 

Apesar de ser acima da média, não deixam de ser excelentes essas médias. Temperaturas muito confortáveis por aí, sem necessidade de ventilador.

 

Novembro terminou na minha estação como o mais seco e o mais ameno já registrado, simultaneamente. Mais tarde posto os dados no tópico certo. E Dezembro começou com chuva leve de madrugada, acumulando 3mm, e com mínima de 18,8°C. Agora está parcialmente nublado e calor de 28,8

Verdade Renan, a temperatura em si não é tão alta por aqui, mas a sensação térmica da um desconforto sim, o sol aqui é "ardido", andar sem protetor solar e chapéu essa época é um perigo. 

  • Like 5
Link to comment
Share on other sites

Dezembro, o mês mais chuvoso do ano - média de 360mm na estação da área central de BH - começou com... chuva. Choveu a manhã inteira e o acumulado do dia está em 19mm, com tendência de aumentar bem ao longo do dia.

 

Momento de chuva moderada a forte no final da manhã de hoje:

 

20211201_112722.thumb.jpg.0e1ecca728f76308f6e97abb31512bec.jpg

 

Agora, temos algumas aberturas de sol, motivo para a temperatura subir para os 24ºC pouco depois das 13h. Esse aquecimento pode ser o motivo para novas precipitações nas próximas horas, que podem ser mais fortes, com raios etc, pelo efeito da convecção.

 

 

  • Like 13
Link to comment
Share on other sites

Em 01/12/2021 em 13:35, Gustavo Pinheiro disse:

Verdade Renan, a temperatura em si não é tão alta por aqui, mas a sensação térmica da um desconforto sim, o sol aqui é "ardido", andar sem protetor solar e chapéu essa época é um perigo. 

Quando fui instalar minha estação na Moema(930m de altitude) no início de novembro senti muito isso. Máximas eram bem baixas (uns 22-23ºC) mas o sol torrava forte, aumentando a sensação de calor entre 9 e 16h. Me queimei.

 

Evidentemente não há comparação com o calor daqui, até porque as temperaturas são muito mais baixas e não é abafado/úmido.

 

Sol entre nuvens e 30,3C com 50% em Blumenau às 13:50h.

  • Like 11
Link to comment
Share on other sites

Em 01/12/2021 em 14:55, Felipe Backendorf disse:

Quando fui instalar minha estação na Moema(930m de altitude) no início de novembro senti muito isso. Máximas eram bem baixas (uns 22-23ºC) mas o sol torrava forte, aumentando a sensação de calor entre 9 e 16h. Me queimei.

 

Evidentemente não há comparação com o calor daqui, até porque as temperaturas são muito mais baixas e não é abafado/úmido.

 

Sol entre nuvens e 30,3C com 50% em Blumenau às 13:50h.

Eu passo por isso aqui em SBS quando vou lidar no quintal... é na hora do banho em contato com a água que vc sente que se queimou rsrsrsrs...

Tarde de sol com muitas nuvens, vento soprado de oeste e temperatura em 25,3ºC.

  • Like 8
Link to comment
Share on other sites

Em 01/12/2021 em 13:55, Felipe Backendorf disse:

Quando fui instalar minha estação na Moema(930m de altitude) no início de novembro senti muito isso. Máximas eram bem baixas (uns 22-23ºC) mas o sol torrava forte, aumentando a sensação de calor entre 9 e 16h. Me queimei.

 

Evidentemente não há comparação com o calor daqui, até porque as temperaturas são muito mais baixas e não é abafado/úmido.

 

Sol entre nuvens e 30,3C com 50% em Blumenau às 13:50h.

Eu tenho essa teoria de que em lugares mais altos o sol queima mais!, pode ser só impressão minha mas é o que parece. A pior queimadura de sol que eu tive foi em Cambará do Sul, visitando os cânions da região, a temperatura era bem agradável até um pouco friozinho, então achei que seria tranquilo andar sem protetor, o resultado foi uma bela queimadura no pescoço e braços, nunca mais me deixo enganar pela temperatura amena!

  • Like 8
Link to comment
Share on other sites

Comenzó el verano meteorológico pero sigue la primavera por acá, ayer tuvimos un dia absolutamente soleado pero templado para la época, sin embargo a la noche se nubló y garuó levemente:

 

Temperaturas extremas durante el dia de ayer en Montevideo (Melilla):

 

MÁXIMAS Y MÍNIMAS AYER
TEMP MÁXIMA
22.83 a las 14:02:00
TEMP MÍNIMA
15.83 a las 05:56:00

 

 

Edited by Pablo MQL
  • Like 8
Link to comment
Share on other sites

Em 01/12/2021 em 14:25, Gustavo Pinheiro disse:

Eu tenho essa teoria de que em lugares mais altos o sol queima mais!, pode ser só impressão minha mas é o que parece. A pior queimadura de sol que eu tive foi em Cambará do Sul, visitando os cânions da região, a temperatura era bem agradável até um pouco friozinho, então achei que seria tranquilo andar sem protetor, o resultado foi uma bela queimadura no pescoço e braços, nunca mais me deixo enganar pela temperatura amena!

talvez seja uma soma desses fatores, um pouco mais de radiação por ter menos atmosfera filtrando o sol, mas também a falta do calor mais forte pra te espantar do sol kkkkkkkk

  • Like 6
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

Boa tarde e bom início de mês... 

Dezembro começando da pior forma possível em Curitiba, sob efeito de uma massa de ar seco que inibe a formação de nuvens de chuva e piora a situação hídrica no planalto leste paranaense.

Se por um lado o efeito da presença de um sistema atmosférico atípico para o padrão "verão" ajuda a manter as temperaturas mais confortáveis, por outro, a ausência de um padrão mais estável e característico da época chega a ser preocupante para nós q vivenciamos algo impensável há algumas décadas atrás: verão sem temporais.

É claro q ainda é cedo pra decretar q teremos uma repetição de 2020, mas na minha opinião a chance de isso acontecer é grande, basta observar a forma com q as chuvas tem ocorrido no estado nas últimas semanas, acontecendo basicamente nas regiões oeste, sudoeste e parte do norte.

Seria interessante se o @Darley apresentasse os desvios pluviométricos de Novembro no Centro-Sul nas capitais. Estou um pouco curioso sobre isso.

Comentado pelos amigos Gustavo Pinheiro (Vacaria), Felipe Backendorf (Blumenau) e Sandro Alex (São Bento), concordo q o Sol nos planaltos é mais agressivo do q nas terras baixas litorâneas e antes mesmo de uma explicação científica eu já sabia disso.

Na minha infância e na adolescência eu não usava o protetor solar, na vdd nem tínhamos isso em casa e me revolta o fato de nunca terem nos estimulado, tanto em casa qto na escola a utilizar essa "ferramenta" contra os tais raios nocivos do Sol. Graças a isso eu tenho marcas profundas na minha nuca e foi algo q não aconteceu da noite para o dia mas sim ao longo dos anos.

Devido à temperatura mais fresca das terras altas, não percebemos q a pele vai queimando enquanto estamos expostos à radiação solar. Até mesmo em dias com geada, quando ao longo da tarde a temperatura flutua em torno dos 12/14°C é perigosa a exposição excessiva ao Sol e é bem nesses dias q nos arriscamos mais.

Eu lembro, algo recente, em Agosto do ano passado, na ocasião da chegada da maior onda de frio do final de Agosto quando estava em Fraiburgo/Lebon Régis e me queimei bastante pq visitei alguns locais dos dois municípios e fazia muito frio, com variação entre -6°C 8°C e eu fiquei bastante queimado do Sol. Isso foi piorado ainda mais pela exposição ao frio seco durante o dia e à noite ao banho escaldante (pq estava muito frio). 

Não é à toa q os povos do altiplano boliviano tem a pele bronzeada ou avermelhada. 

Isso não é bom...

  • Like 10
  • Thanks 2
Link to comment
Share on other sites

Pelos dados que o Aldo postou antes de fecharem o monitoramento de dezembro a capital paulista tbm esta com dificuldade em chuvas, aqui no vale do Paraíba choveu hoje com alguns temporais, mas foi pura sorte, olhei nos radares da Unesp e o estado de sp estava limpo as imagens de satélite tbm dão uma noção

Isto está meio que batendo com o que os modelos vinham prevendo e muito do que vi nos vídeos do Ronaldo Coutinho, chuvas irregulares e mal distribuídas e pelo visto

Dezembro vai seguir assim.

Não é cedo para se preocupar de forma alguma vcs estão com déficit hídrico, a bacia do Paraná embora ninguém mais fale mais não é com chuva de 2 meses que acabou e está tudo normalizado, e há uma tendência do frio começar mais cedo ano que vêm, se isto acontecer os únicos meses que sobram é janeiro e fevereiro, precisamos de zcas, chuva de inverno não enche reservatórios os únicos estados que conseguem recuperação hídrica fora do verão é RS, SC e olhe la

Screenshot_20211201-182802-346.png

  • Like 1
  • Sad 10
Link to comment
Share on other sites

Em 01/12/2021 em 14:25, Gustavo Pinheiro disse:

Eu tenho essa teoria de que em lugares mais altos o sol queima mais!,

Acho que eu também percebo isso. Moro a 1000m, mais perto do sol né kkkk

Me lembro quando estive em Cusco, 3400m, a guia no museu falava: Nuestro sol no calienta pero quema!

 

Por hoje, dezembro amanheceu com chuva, mínima de 18 graus. Acordei 6 da manhã, estava chovendo. Às 6:30 enquanto tomava café, apenas nublado. Pouco depois das 7 quando saí de casa, já tinha sol.

A máxima chegou aos 28 graus mas com a umidade alta, acima de 60% a tarde toda, sensação terrível de abafamento e calor.

Novas pancadas isoladas caíram pela região por volta das 17h

Acumulados de 24h pelos Cemaden's da cidade entre 13mm e 20mm

Agora, 19h, tempo predominantemente limpo, poucas nuvens, abafados 23 graus em Conselheiro Lafaiete com umidade em 73%

  • Like 8
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

Em 01/12/2021 em 13:46, LeoP disse:

12:00

 

20211201_112722.thumb.jpg.0e1ecca728f76308f6e97abb31512bec.jpg

 

17:00

20211201_171657.thumb.jpg.4a6dc4951ab260d0eee99a5dba19fd4d.jpg

 

 

Uma das coisas que mais gosto da primavera/verão daqui são essas variações malucas nas condições do tempo. Depois de uma manhã escura e chuvosa, com temperatura em torno do 20ºC, o sol começou a aparecer a partir das 13/14h e predominou na 2ª metade da tarde, que foi iluminada e azul. Com isso, a máxima alcançou os 27,7ºC na Pampulha!

 

Aliás, o verão climático, ao que me parece, não começou ainda por aqui. Embora esteja chovendo bastante há quase 2 meses (acumulado de ~500mm em ON), são precipitaçoes típicas de primavera, formadas por corredores de umidade que fecham o tempo e trazem chuvas persistentes (como foi nessa manhã), intercaladas por períodos bem definidos de 3/4 dias de tempo firme. Tivemos poucas chuvas convectivas que, pra mim, é a maior diferença entre primavera x verão aqui. Outro ponto relevante é que, no verão climático, esses períodos de tempo "firme" são bem mais descaracterizados.

 

Começo de noite de céu LIMPO e 23ºC.

  • Like 13
Link to comment
Share on other sites

Boa noite!

 

E o último dia de novembro encerrou com boas chuvas durante o dia, a temperatura permaneceu comportada (tive máxima de 24.8ºC em casa). E pra encerrar com chave de ouro, creio que devido à ausência de vento e com umidade alta, temperatura por volta dos 20ºC, lá pelas 21h baixou uma neblina densa aqui no centro, algo RARÍSSIMO pro horário (na verdade, raro em qualquer horário). Paranapiacabou mesmo, visibilidade bem reduzida, mas pena que durou pouco, 22h e pouco já se dissipou.

  • Like 8
Link to comment
Share on other sites

Noite com céu muito nublado em São Paulo e temperaturas bem agradáveis.

Nas estações do CGE temos entre 17 graus no extremo sul e 20/21 graus em áreas mais ao norte da cidade.

BQpJkEC.png

 

 

Imagem do satélite das 20:40 mostra o sul e leste paulista tomado por nuvens baixas.

6txn3cf.jpg

 

 

Imagem da câmera da Avenida Paulista

u0WOvL3.jpg

  • Like 7
Link to comment
Share on other sites

Boa noite,

 

Novembro terminou mais quente que o normal em Adamantina e muito seco, tivemos 53,7mm acumulados o que corresponde a 55% abaixo do esperado. Dezembro de forma inicial parece que seguirá no mesmo ritmo, escassez de chuva e temperaturas acima da média. 

 

Os modelos indicam um padrão clássico de La Niña com chuva abaixo da média no sul nos primeiros 15 dias de dezembro e chuvas acima da média no Centro-Norte.

 

 mosaico_anom_chuva_acum_384h_00z.thumb.png.c4e758878b63f0fc0d6fe679d3276880.png

 

Pacífico engrenando o ritmo no padrão de chuvas por aqui, a La Niña tende a intensificar no decorrer do mês e o consenso é para que atinja seu pico em Janeiro.

 

noaa_ssta_30dias_5km_20211116.thumb.png.e952967a659ecc102ab26118604be823.png

 

multi_models_chuva_acum_d05_180h_12z.thumb.png.612b76c2506579bd6e4edd4b54cfc35d.png

 

Os CFS também indica esse padrão com seca no sul para Dezembro.

 

2002202039_cfsv2_anomalia_mensal_sazonal_prec_brasil_1(1).thumb.png.f914c054923d3ff99f5cbd013a7bead0.pngEs

 

O que pode salvar o oeste paulista nesse dezembro seria um recuo do canal de umidade o que às vezes acontece, principalmente por conta da ASAS, apesar do GFS sinalizar um padrão de mudança depois do dia 15 a maioria das previsões esse ano furaram para cá, ainda mais quando o assunto era chuva, por isso não espero nada demais para esse mês.

 

 

 

  • Like 13
  • Sad 8
Link to comment
Share on other sites

Em 01/12/2021 em 17:28, Carlos Campos disse:

Boa tarde e bom início de mês... 

Dezembro começando da pior forma possível em Curitiba, sob efeito de uma massa de ar seco que inibe a formação de nuvens de chuva e piora a situação hídrica no planalto leste paranaense.

Se por um lado o efeito da presença de um sistema atmosférico atípico para o padrão "verão" ajuda a manter as temperaturas mais confortáveis, por outro, a ausência de um padrão mais estável e característico da época chega a ser preocupante para nós q vivenciamos algo impensável há algumas décadas atrás: verão sem temporais.

É claro q ainda é cedo pra decretar q teremos uma repetição de 2020, mas na minha opinião a chance de isso acontecer é grande, basta observar a forma com q as chuvas tem ocorrido no estado nas últimas semanas, acontecendo basicamente nas regiões oeste, sudoeste e parte do norte.

Seria interessante se o @Darley apresentasse os desvios pluviométricos de Novembro no Centro-Sul nas capitais. Estou um pouco curioso sobre isso.

Comentado pelos amigos Gustavo Pinheiro (Vacaria), Felipe Backendorf (Blumenau) e Sandro Alex (São Bento), concordo q o Sol nos planaltos é mais agressivo do q nas terras baixas litorâneas e antes mesmo de uma explicação científica eu já sabia disso.

Na minha infância e na adolescência eu não usava o protetor solar, na vdd nem tínhamos isso em casa e me revolta o fato de nunca terem nos estimulado, tanto em casa qto na escola a utilizar essa "ferramenta" contra os tais raios nocivos do Sol. Graças a isso eu tenho marcas profundas na minha nuca e foi algo q não aconteceu da noite para o dia mas sim ao longo dos anos.

Devido à temperatura mais fresca das terras altas, não percebemos q a pele vai queimando enquanto estamos expostos à radiação solar. Até mesmo em dias com geada, quando ao longo da tarde a temperatura flutua em torno dos 12/14°C é perigosa a exposição excessiva ao Sol e é bem nesses dias q nos arriscamos mais.

Eu lembro, algo recente, em Agosto do ano passado, na ocasião da chegada da maior onda de frio do final de Agosto quando estava em Fraiburgo/Lebon Régis e me queimei bastante pq visitei alguns locais dos dois municípios e fazia muito frio, com variação entre -6°C 8°C e eu fiquei bastante queimado do Sol. Isso foi piorado ainda mais pela exposição ao frio seco durante o dia e à noite ao banho escaldante (pq estava muito frio). 

Não é à toa q os povos do altiplano boliviano tem a pele bronzeada ou avermelhada. 

Isso não é bom...

 

Amigo Carlos, existe uma Variabilidade Natural na Circulação Atmosférica, esta por sua vez dita o Clima do Planeta. Por ~30 anos a Circulação ocorre de forma Zonal ( o que ocorreu entre final dos anos 70 até aproximadamente início dos anos 2000). Por ~30 anos a Circulação passa a ser Meridional ( o que vem ocorrendo desde 2003/2004). Entender esse "processo" que estamos atravessando hoje, é tentar entender o que ocorreu entre 1945/1975. Quanto aos eventos da radiação solar, imagina nossa situação aqui pelo nordeste. O índice de câncer de pele na nossa população é altíssimo.

  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

On 12/1/2021 at 5:28 PM, Carlos Campos said:

Boa tarde e bom início de mês... 

Dezembro começando da pior forma possível em Curitiba, sob efeito de uma massa de ar seco que inibe a formação de nuvens de chuva e piora a situação hídrica no planalto leste paranaense.

Se por um lado o efeito da presença de um sistema atmosférico atípico para o padrão "verão" ajuda a manter as temperaturas mais confortáveis, por outro, a ausência de um padrão mais estável e característico da época chega a ser preocupante para nós q vivenciamos algo impensável há algumas décadas atrás: verão sem temporais.

É claro q ainda é cedo pra decretar q teremos uma repetição de 2020, mas na minha opinião a chance de isso acontecer é grande, basta observar a forma com q as chuvas tem ocorrido no estado nas últimas semanas, acontecendo basicamente nas regiões oeste, sudoeste e parte do norte.

Seria interessante se o @Darley apresentasse os desvios pluviométricos de Novembro no Centro-Sul nas capitais. Estou um pouco curioso sobre isso.

Comentado pelos amigos Gustavo Pinheiro (Vacaria), Felipe Backendorf (Blumenau) e Sandro Alex (São Bento), concordo q o Sol nos planaltos é mais agressivo do q nas terras baixas litorâneas e antes mesmo de uma explicação científica eu já sabia disso.

Na minha infância e na adolescência eu não usava o protetor solar, na vdd nem tínhamos isso em casa e me revolta o fato de nunca terem nos estimulado, tanto em casa qto na escola a utilizar essa "ferramenta" contra os tais raios nocivos do Sol. Graças a isso eu tenho marcas profundas na minha nuca e foi algo q não aconteceu da noite para o dia mas sim ao longo dos anos.

Devido à temperatura mais fresca das terras altas, não percebemos q a pele vai queimando enquanto estamos expostos à radiação solar. Até mesmo em dias com geada, quando ao longo da tarde a temperatura flutua em torno dos 12/14°C é perigosa a exposição excessiva ao Sol e é bem nesses dias q nos arriscamos mais.

Eu lembro, algo recente, em Agosto do ano passado, na ocasião da chegada da maior onda de frio do final de Agosto quando estava em Fraiburgo/Lebon Régis e me queimei bastante pq visitei alguns locais dos dois municípios e fazia muito frio, com variação entre -6°C 8°C e eu fiquei bastante queimado do Sol. Isso foi piorado ainda mais pela exposição ao frio seco durante o dia e à noite ao banho escaldante (pq estava muito frio). 

Não é à toa q os povos do altiplano boliviano tem a pele bronzeada ou avermelhada. 

Isso não é bom...

 

 

 Investigué un poco, cada 300mts que ascendemos la radiación UV que recibimos se incrementa un 5%.

Edited by Pablo MQL
  • Like 8
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

Em 01/12/2021 em 21:38, Matheus b Santos disse:

Boa noite,

 

Novembro terminou mais quente que o normal em Adamantina e muito seco, tivemos 53,7mm acumulados o que corresponde a 55% abaixo do esperado. Dezembro de forma inicial parece que seguirá no mesmo ritmo, escassez de chuva e temperaturas acima da média. 

 

Os modelos indicam um padrão clássico de La Niña com chuva abaixo da média no sul nos primeiros 15 dias de dezembro e chuvas acima da média no Centro-Norte.

 

 mosaico_anom_chuva_acum_384h_00z.thumb.png.c4e758878b63f0fc0d6fe679d3276880.png

 

Pacífico engrenando o ritmo no padrão de chuvas por aqui, a La Niña tende a intensificar no decorrer do mês e o consenso é para que atinja seu pico em Janeiro.

 

noaa_ssta_30dias_5km_20211116.thumb.png.e952967a659ecc102ab26118604be823.png

 

multi_models_chuva_acum_d05_180h_12z.thumb.png.612b76c2506579bd6e4edd4b54cfc35d.png

 

Os CFS também indica esse padrão com seca no sul para Dezembro.

 

2002202039_cfsv2_anomalia_mensal_sazonal_prec_brasil_1(1).thumb.png.f914c054923d3ff99f5cbd013a7bead0.pngEs

 

O que pode salvar o oeste paulista nesse dezembro seria um recuo do canal de umidade o que às vezes acontece, principalmente por conta da ASAS, apesar do GFS sinalizar um padrão de mudança depois do dia 15 a maioria das previsões esse ano furaram para cá, ainda mais quando o assunto era chuva, por isso não espero nada demais para esse mês.

 

 

 

!(Hexcelente) 

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Noite de quinta feira com céu bem fechado em São Paulo, situação observada desde o final da tarde.

Em alguns momentos, até chegou a chuviscar.

Nas estações do CGE, temos temperaturas que variam de 17 a 19 graus.

ooTLsHl.png

 

 

Imagem do satélite das 20:30 mostra um pouco de instabilidade no sul e sudoeste de SP e nuvens baixas sobre a Grande SP.

WYQD8lA.jpg

 

 

Imagem dos radares da UNESP das 21:22 mostra alguns núcleos de chuva provocados por essas instabilidades.

x9ghlE4.jpg

  • Like 10
Link to comment
Share on other sites

Nuvens bem baixas em São Paulo.

GegyJnU.jpg

 

 

Um pouco da nebulosidade baixa vinda da infiltração marítima chega a Sorocaba. Tirando essas nuvens, céu limpo. Nota-se uma estrela mais forte (realçada em laranja).

TBs5RS3.jpg

 

 

Chuva em Ubatuba. Nota-se o asfalto molhado.

8elZCBm.jpg

Edited by Daniel85
  • Like 5
Link to comment
Share on other sites

O dia de hoje rendeu belas fotos por aqui. Fiquei contente em tirar essas duas:

 

0EAF1914-627A-4A28-A38F-ECC998677BC1.thumb.jpeg.a82cb4fcea4c170fe949949b4c6f26ed.jpeg

 

 

92924962-A272-49EC-A943-D08A4B1C4300.thumb.jpeg.b2a3a49c28c97ab13f6d77dc9c54da05.jpeg

 

A variação de temperatura foi praticamente o que se espera pra época (máxima de 30,3C e a mínima de 18,8C está sendo agora, após a chuva).

 

A previsão é incrível para amanhã, há consenso entre os modelos para uma Sexta-feira bastante chuvosa. 

  • Like 12
  • Thanks 2
Link to comment
Share on other sites

Em 02/12/2021 em 23:09, Renan disse:

O dia de hoje rendeu belas fotos por aqui. Fiquei contente em tirar essas duas:

 

0EAF1914-627A-4A28-A38F-ECC998677BC1.thumb.jpeg.a82cb4fcea4c170fe949949b4c6f26ed.jpeg

 

 

92924962-A272-49EC-A943-D08A4B1C4300.thumb.jpeg.b2a3a49c28c97ab13f6d77dc9c54da05.jpeg

 

A variação de temperatura foi praticamente o que se espera pra época (máxima de 30,3C e a mínima de 18,8C está sendo agora, após a chuva).

 

A previsão é incrível para amanhã, há consenso entre os modelos para uma Sexta-feira bastante chuvosa. 

Renan,

tenho acompanhado a previsão do modelo CFS, desde novembro, sempre indicando muita chuva na Zona  da Mata, centro de Minas, aqui no Noroeste do Rio e ES.

Agora a noite, vi a previsão para algumas cidades de Minas, para Juiz de Fora, indicando 642 mm até a primeira quinzena de janeiro, sendo que, 400 mm seriam para dezembro.

Para BH e Manhuaçu, acima de 500 mm em 45 dias.

Aqui em Laje do Muriaé, também acima de 500 mm.

Na tarde do dia 30, choveu muito forte aqui na divisa com Minas e na cidade de Muriaé.

Aqui em Laje do Muriaé, medi 54 mm em 35 minutos, de 16 h 05 até 16 h 40, como a chuva voltou a noite e parte da madrugada, medi 71,4 mm na manhã do dia 1º.Começamos bem o dezembro por aqui e na cidade de Muriaé, também, com acumulados de 93 mm da tarde de 30 até a noite de quarta.

Aqui eu sigo as normas da OMM e ANA, chuvas ocorridas a partir de 9 h da manhã, contam para o dia seguinte.

 

Novembro acumulou 261,4 mm uns 20% acima da média.

Edited by marinhonani
  • Like 8
Link to comment
Share on other sites

Em 02/12/2021 em 23:25, marinhonani disse:

Renan,

tenho acompanhado a previsão do modelo CFS, desde novembro, sempre indicando muita chuva na Zona  da Mata, centro de Minas, aqui no Noroeste do Rio e ES.

Agora a noite, vi a previsão para algumas cidades de Minas, para Juiz de Fora, indicando 642 mm até a primeira quinzena de janeiro, sendo que, 400 mm seriam para dezembro.

Para BH e Manhuaçu, acima de 500 mm em 45 dias.

Aqui em Laje do Muriaé, também acima de 500 mm.

 

Na tarde do dia 30, choveu muito forte aqui na divisa com Minas e na cidade de Muriaé. Teve granizo pequeno, em Laje do Muriaé, Comendador Venâncio(fica 4km ao norte daqui),na cidade de Miracema e nas mineiras Muriaé e Barão do Monte Alto.

 

Aqui em Laje do Muriaé, medi 54 mm em 35 minutos, de 16 h 05 até 16 h 40, como a chuva voltou a noite e parte da madrugada, medi 71,4 mm na manhã do dia 1º.Começamos bem o dezembro por aqui e na cidade de Muriaé, também, com acumulados de 93 mm da tarde de 30 até a noite de quarta.

Aqui eu sigo as normas da OMM e ANA, chuvas ocorridas a partir de 9 h da manhã, contam para o dia seguinte.

 

Novembro acumulou 261,4 mm uns 20% acima da média.

 

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Em 02/12/2021 em 23:25, marinhonani disse:

Renan,

tenho acompanhado a previsão do modelo CFS, desde novembro, sempre indicando muita chuva na Zona  da Mata, centro de Minas, aqui no Noroeste do Rio e ES.

Agora a noite, vi a previsão para algumas cidades de Minas, para Juiz de Fora, indicando 642 mm até a primeira quinzena de janeiro, sendo que, 400 mm seriam para dezembro.

Para BH e Manhuaçu, acima de 500 mm em 45 dias.

Aqui em Laje do Muriaé, também acima de 500 mm.

Na tarde do dia 30, choveu muito forte aqui na divisa com Minas e na cidade de Muriaé.

Aqui em Laje do Muriaé, medi 54 mm em 35 minutos, de 16 h 05 até 16 h 40, como a chuva voltou a noite e parte da madrugada, medi 71,4 mm na manhã do dia 1º.Começamos bem o dezembro por aqui e na cidade de Muriaé, também, com acumulados de 93 mm da tarde de 30 até a noite de quarta.

Aqui eu sigo as normas da OMM e ANA, chuvas ocorridas a partir de 9 h da manhã, contam para o dia seguinte.

 

Novembro acumulou 261,4 mm uns 20% acima da média.


Enquanto isso, fechei Novembro com pouco menos de 130mm, menos da metade que você registrou. A parte norte da zona da mata e divisa com o RJ tem eventos extremos de chuva bem interessantes. 

  • Like 10
Link to comment
Share on other sites

Em 02/12/2021 em 23:25, marinhonani disse:

Renan,

tenho acompanhado a previsão do modelo CFS, desde novembro, sempre indicando muita chuva na Zona  da Mata, centro de Minas, aqui no Noroeste do Rio e ES.

Agora a noite, vi a previsão para algumas cidades de Minas, para Juiz de Fora, indicando 642 mm até a primeira quinzena de janeiro, sendo que, 400 mm seriam para dezembro.

Para BH e Manhuaçu, acima de 500 mm em 45 dias.

Aqui em Laje do Muriaé, também acima de 500 mm.

Na tarde do dia 30, choveu muito forte aqui na divisa com Minas e na cidade de Muriaé.

Aqui em Laje do Muriaé, medi 54 mm em 35 minutos, de 16 h 05 até 16 h 40, como a chuva voltou a noite e parte da madrugada, medi 71,4 mm na manhã do dia 1º.Começamos bem o dezembro por aqui e na cidade de Muriaé, também, com acumulados de 93 mm da tarde de 30 até a noite de quarta.

Aqui eu sigo as normas da OMM e ANA, chuvas ocorridas a partir de 9 h da manhã, contam para o dia seguinte.

 

Novembro acumulou 261,4 mm uns 20% acima da média.

 

Por mais que 500 milímetros em 45 dias seja algo muito expressivo, vale lembrar que a média de chuva em BH nestes dois meses é de 358 mm em Dezembro e de 329 mm em janeiro, um total de 687 mm para um período de 60 dias. 

 

Em outras palavras, isso praticamente significaria chuva dentro da média em Belo Horizonte, nada fora do comum. Principalmente quando olhamos pra trás e temos a sombra de janeiro de 2020 com quase 1000 mm acumulados. 

 

Até então, pelas projeções, não temos indicativos de eventos tão extremos e destrutivos, ta tudo caminhando para um período chuvoso absolutamente normal e agradável tanto nas precipitações quanto nas temperaturas. Mas no verão, tudo pode mudar de um dia para o outro, então vamos aguardar! 

  • Like 12
Link to comment
Share on other sites

Tempestade em BH e região metropolitana na tarde de hoje. Entre 15 e 18h, tivemos períodos de chuva torrencial, com raios, rajadas de vento e granizo isolado, que trouxeram enchentes-relâmpago e deixaram pessoas ilhadas.

 

Daqui de casa, na chegada da chuva às 14:30:

 

20211203_150903.thumb.jpg.c71f6e1308ce6bb1784f73710cab05be.jpg

 

Foram exatos 50mm na Pampulha, sendo que 44mm caíram entre 15 e 16h. A temperatura despencou dos 29ºC para 17ºC durante a chuva, a mínima do dia.

 

Temporal raiz, típico da estação chuvosa em seu auge.

Edited by LeoP
  • Like 12
Link to comment
Share on other sites

Mais uma noite com céu muito nublado em São Paulo devido aos ventos que sopram forte do mar.

Nas estações do CGE, temos temperaturas entre 15/16 graus no extremo sul e 18/19 graus em áreas mais ao norte da cidade.

jSOC74L.png

 

 

Imagem da câmera, agora de um novo local (Moema) mostrando as nuvens baixas sobre a capital.

W4nMwra.jpg

  • Like 7
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

Em 03/12/2021 em 09:07, Renan disse:


Enquanto isso, fechei Novembro com pouco menos de 130mm, menos da metade que você registrou. A parte norte da zona da mata e divisa com o RJ tem eventos extremos de chuva bem interessantes. 

Renan,

as cidades de Piranga, Divinésia, Senhora dos Remédios, Manhuaçu, Ponte Nova, São Geraldo(fica a noroeste de Guiricema),tem eventos de grande acumulados em 24 h, em janeiro de 1924, a Cia. Leopoldina Railway, mediu 152 mm num dia, fica ao pé da serra de divisa com Coimbra.

 

Divinésia terminou novembro com 463 mm e em Viçosa duas estações acumularam mais de 350 mm.

Ipatinga também com muita chuva em novembro, uma estação do Cemaden lá acumulou 490 mm.

Aqui ficamos com tempo encoberto o dia todo, a noite deu uma pancada passageira de 4,0 mm.

  • Like 8
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

Final de tarde com aumento de nuvens baixas devido aos ventos que passaram a soprar do mar. No momento, o céu já está bastante nublado por elas e as temperaturas já tiveram uma boa queda.

Nas estações do CGE, temos entre 17/18 graus no extremo sul e 21 graus em áreas mais ao norte da cidade.

5T7QfDm.png

 

 

Na imagem do satélite das 16:40, nota-se alguns cúmulos um pouco mais desenvolvidos em áreas do norte de SP (realçado em laranja) e também na serra da Mantiqueira e as nuvens baixas da infiltração marítima entrando na Grande SP e encobrindo o litoral norte do estado (realçado em vermelho).

ulRBvtI.jpg

  • Like 7
Link to comment
Share on other sites

Em 04/12/2021 em 21:52, Renan disse:

Será que vamos ter uma nova tempestade subtropical? 
 

B53FE531-B15E-4B47-A70E-7BF811E64054.thumb.jpeg.57bcb3e323c0fcc8954efc7a10c054a3.jpeg
 

Tá bem bonita a projeção dessa baixa pelo ECMWF, além de ser bem duradoura. Gostaria de ler a opinião dos especialistas @Rodolfo Alves

Renan,

se confirmar as projeções do modelo Cosmo/Inmet e Access-g(australiano),vai chover muito no ES, norte da Zona da Mata, Leste de Minas, região do Jequitinhonha, Vale do Mucuri e parte do Norte de Minas, valores acima de 300 mm até a manhã do dia 11.Já o modelo Europeu, indica valores bem altos de chuva, até a manhã do dia 14, também valores acima de 300 mm em algumas áreas.

Será que os grandes acumulados de chuva, chegarão perto de dezembro de 2013, no ES e Leste de Minas.

  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

  • Renan unfeatured, unpinned and locked this topic
Guest
This topic is now closed to further replies.
 Share

×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.