Jump to content
Brasil Abaixo de Zero
Rodolfo Alves

Monitoramento e Previsão - América do Norte 2021

Topic will be automatically locked at 02:00 AM

Recommended Posts

2 horas atrás, Renan disse:

 

QUais foram as mínimas de hoje ? Sei que foram ainda inferiores às de ontem. Essa advecção polar foi monstruosa, basta ver a MÁXIMA NEGATIVA em Corpus Christi, cidade de latitude e altitude semelhantes às de muitas cidades de SC. Isso é muito, mas muito impressionante. 


Pelo q vejo aqui, normalmente o dia após a tempestade de neve é mais frio do que durante a tempestade.

Algumas temperaturas de hoje cedo em Fahrenheit  

(nem comparei com as de ontem)

 

D64210E7-090D-4FDF-A218-1FA48B1CB837.jpeg.8a3d6fb9393315e37c2e47c2dad67cb8.jpeg

  • Like 6
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, Renan disse:

 

QUais foram as mínimas de hoje ? Sei que foram ainda inferiores às de ontem. Essa advecção polar foi monstruosa, basta ver a MÁXIMA NEGATIVA em Corpus Christi, cidade de latitude e altitude semelhantes às de muitas cidades de SC. Isso é muito, mas muito impressionante. 

 

Tem que esperar até a manhã pra pegar no site do NOAA, pois tem uma defasagem de 24 horas nos dados.

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 minuto atrás, Lourenco disse:


Pelo q vejo aqui, normalmente o dia após a tempestade de neve é mais frio do que durante a tempestade.

Algumas temperaturas de hoje cedo em Fahrenheit  

(nem comparei com as de ontem)

 

D64210E7-090D-4FDF-A218-1FA48B1CB837.jpeg.8a3d6fb9393315e37c2e47c2dad67cb8.jpeg

 

"Traduzindo"...

Lincoln, NE: -35°C

Sioux City, IA: -33,3°C

Omaha, NE: -30°C

Topeka, KS: -26,7°C

Wichita, KS: -26,7°C

Springfield, MO: -25,6°C

Tulsa, OK: -25°C

Oklahoma City, OK: -24,4°C

Kansas City, MO: -23,3°C

Wichita Falls, TX: -22,2°C

Dallas-Fort Worth, TX: -18,3°C

Memphis, TE: -17,2°C

Little Rock, AR: -13,3°C

Austin, TX: -13,3°C

San Antonio, TX: -11,1°C

Jackson, MS: -10°C

Lake Charles, LA: -8,9°C

Corpus Christi, TX: -7,2°C

Mobile, AL: -6,7°C

New Orleans, LA: -3,9°C

 

 

 

  • Like 12

Share this post


Link to post
Share on other sites

Com essa La Niña se mantendo ou no mínimo um Pacífico neutro resfriado, já que são essas as hipóteses, o Centro-Sul do Brasil está na iminência de uma onda de frio histórica, a bomba pode está sendo armada pra cá, o que está acontecendo nos EUA cria a expectativa de algo sinistro no Brasil, ao menos de 2000 pra mais frio, mas há chances de 1955 ou 1975 se repetirem um dia, ou que tal1996 com um dígito de tarde em Goiás, Mato Grosso e Triangulo Mineiro?

Edited by Leandro Leite
  • Like 2
  • Haha 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
43 minutos atrás, Pablo MQL disse:

 

Es interesante, pero tengo entendido que estos frentes frios afectan las zonas mas bajas, el aire frio es mas pesado, quedando las zonas mas altas de las zonas de mas baja latitud fuera de su accion.

Eso ocurre en Mexico, no se si seria igual en America del Sur.

Quizas harian 5°C en Rio mientras en Petropolis harian 20°C.

 

Não consigo ver uma diferença tão grande de temperaturas entre o Rio e Petrópolis durante a atuação de uma MP ...

Sei que na Primavera, é até comum Mps rasas afetarem apenas o litoral, mas a diferença geralmente é bem pequena...

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites

Com o Pacífico se mantendo resfriado, as chances de algo histórico com relação ao frio no Brasil são mais altas, visto o quem vem ocorrendo nos EUA, Europa e Ásia.

Share this post


Link to post
Share on other sites

No México, assim como no Brasil, há dois tipos de frentes frias, as continentais e as marítimas. As frente frias continentais entram pela fronteira noroeste dos EUA e levam ar polar até o sul do México e Guatemala, atingindo as grandes altitudes das montanhas centrais do país, enquanto as marítimas têm um frio mais raso e mais dificuldade de adentrar o continente.

 

Penso que todo esse ar polar no Texas acabou se maritimizando e escoando pelo litoral mexicano, que é plano. Se esse vórtice polar tivesse sido mais a oeste, teria invadido todo o México pois não encontraria as águas quentes do Golfo.

  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites
19 minutos atrás, Aldo Santos disse:

 

"Traduzindo"...

Lincoln, NE: -35°C

Sioux City, IA: -33,3°C

Omaha, NE: -30°C

Topeka, KS: -26,7°C

Wichita, KS: -26,7°C

Springfield, MO: -25,6°C

Tulsa, OK: -25°C

Oklahoma City, OK: -24,4°C

Kansas City, MO: -23,3°C

Wichita Falls, TX: -22,2°C

Dallas-Fort Worth, TX: -18,3°C

Memphis, TE: -17,2°C

Little Rock, AR: -13,3°C

Austin, TX: -13,3°C

San Antonio, TX: -11,1°C

Jackson, MS: -10°C

Lake Charles, LA: -8,9°C

Corpus Christi, TX: -7,2°C

Mobile, AL: -6,7°C

New Orleans, LA: -3,9°C

 

 

 

Absurda a diferença de mínima em Dallas-Fort Worth com relação ao ano passado, que foi pífio com -3,9 C, essa é a menor mínima desde 1989, vale ressaltar que esse ano, o anterior e o seguinte tiveram ondas de frio fortes no Centro-Sul brasileiro, com nevadas expressivas em Santa Catarina e Rio Grande do Sul, e até em Itatiaia, no Rio, em 1988. 

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites
35 minutes ago, Juzinho said:

 

Não consigo ver uma diferença tão grande de temperaturas entre o Rio e Petrópolis durante a atuação de uma MP ...

Sei que na Primavera, é até comum Mps rasas afetarem apenas o litoral, mas a diferença geralmente é bem pequena...

 Al ser una masa de aire continental que  atraviesa America del Norte por un corredor de tierras bajas  que la atraviesa por el medio lo mas parecido es un friagem Amazonico.

 

 

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
50 minutos atrás, Leandro Leite disse:

Com essa La Niña se mantendo ou no mínimo um Pacífico neutro resfriado, já que são essas as hipóteses, o Centro-Sul do Brasil está na iminência de uma onda de frio histórica, a bomba pode está sendo armada pra cá, o que está acontecendo nos EUA cria a expectativa de algo sinistro no Brasil, ao menos de 2000 pra mais frio, mas há chances de 1955 e 1975 repetir um dia, ou que tal1996 com um dígito de tarde em Goiás e Mato Grosso. 

 

Eu não teria tantas esperanças assim, primeiro porque o clima da América do Norte é totalmente diferente daqui, as mPs passam "direto" por um corredor de terra que não temos em nossas paragens, segundo devido a temperatura do Oceano Atlântico, que está mais alta que o normal (já a um bom tempo) e que tem muito mais importância na definição do nosso clima que o que ocorre no Pacífico. Na minha opinião, outro inverno medíocre nos aguarda, mas espero estar errado.

  • Like 3
  • Sad 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 minutos atrás, ricardosilva disse:

 

Eu não teria tantas esperanças assim, primeiro porque o clima da América do Norte é totalmente diferente daqui, as mPs passam "direto" por um corredor de terra que não temos em nossas paragens, segundo devido a temperatura do Oceano Atlântico, que está mais alta que o normal (já a um bom tempo) e que tem muito mais importância na definição do nosso clima que o que ocorre no Pacífico. Na minha opinião, outro inverno medíocre nos aguarda, mas espero estar errado.

Então teria que resfriar o Atlântico, uma hora os dois oceanos teriam que estar frios ao mesmo tempo. 

Edited by Leandro Leite
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Leandro Leite disse:

Com o Pacífico se mantendo resfriado, as chances de algo histórico com relação ao frio no Brasil são mais altas, visto o quem vem ocorrendo nos EUA, Europa e Ásia.

Concordo com sua análise. Vale ressaltar que desde o início dos anos 2000 o Pacífico, 35% da superfície do planeta, vem  dando sinais de resfriamento (ODP ~25 anos fase fria/25 anos quente). Destacando outros pontos: o Sol há mais de 10 anos com baixa atividade, e a Lua através de seu ciclo nodal tirando calor dos trópicos para os polos (correntes marítimas).

  • Like 4
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

OFF TOPIC : Agora mesmo no tópico sobre El Niño/La Niña 2016-2020 vi uma postagem do ano passado sobre os meses de maio a julho de 2000, que mostra nossos dois oceanos frios, e isso explica o a onda de frio daquele ano, no ano passado o Atlântico estava frio no litoral do Sul e Sudeste até o começo de junho e isso pode explicar o maio frio e depois um julho pífio do Paraná pra cima graças ao aquecimento desse. 

Edited by Leandro Leite
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 horas atrás, DaviOlrb disse:

No México, assim como no Brasil, há dois tipos de frentes frias, as continentais e as marítimas. As frente frias continentais entram pela fronteira noroeste dos EUA e levam ar polar até o sul do México e Guatemala, atingindo as grandes altitudes das montanhas centrais do país, enquanto as marítimas têm um frio mais raso e mais dificuldade de adentrar o continente.

 

Penso que todo esse ar polar no Texas acabou se maritimizando e escoando pelo litoral mexicano, que é plano. Se esse vórtice polar tivesse sido mais a oeste, teria invadido todo o México pois não encontraria as águas quentes do Golfo.

As ondas de frio continentais são mais comuns no México do que no Brasil, graças a enorme quantidade de terras que tem na América do Norte, possibilitando o transporte de ar polar sem perder força até o paralelo 15N todo ano. Comparando-se o norte do México com o sul do Brasil (ambos entre 23 e 33 graus de latitude); eles tem maior frequência de precipitações invernais, enquanto aqui elas demoram mais para acontecer.

  • Like 6

Share this post


Link to post
Share on other sites
15 horas atrás, ricardosilva disse:

 

Eu não teria tantas esperanças assim, primeiro porque o clima da América do Norte é totalmente diferente daqui, as mPs passam "direto" por um corredor de terra que não temos em nossas paragens, segundo devido a temperatura do Oceano Atlântico, que está mais alta que o normal (já a um bom tempo) e que tem muito mais importância na definição do nosso clima que o que ocorre no Pacífico. Na minha opinião, outro inverno medíocre nos aguarda, mas espero estar errado.

A previsão é de um Atlântico na média neutro na costa brasileira no próximo inverno.  

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Confesso que não acompanho de perto o clima dos EUA, então os valores não me surpreendem pela falta de referencial. Porém, pelas comparações feitas aqui com análogos latitudinais no Brasil, vê-se como nosso território desfavorece o frio extremado. Se serve de consolo, temos um ótimo verão, molhado e dinâmico.

 

Outro consolo é... Miami. Pra quem gosta de meteorologia, morar em Miami deve ser como uma morte beeem lenta. Ficar observando, com mínimas de 23C ou mais, o país quase todo congelar é muito bizarro e deve ser muito frustrante.

 

Vejam essas temperaturas. Passarão mais calor que eu (BH) nos próximos dias, mesmo estando a 25° de latitude, no inverno e aqui no verão:

 

Screenshot_20210217-133315_Chrome.thumb.jpg.e83faab39866b02f8c31e2f23a38bfca.jpg

 

É o caso de maior desperdício de potencial que eu já vi, média anual entre 24 e 25°C é coisa de louco pra latitude.

 

Nesse momento (13h), Miami tem 26°C e Palmas - TO tem 24°C, valor este que será a mínima de Miami amanhã.

Edited by LeoP
  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites

Situação segue calamitosa no Texas. Hoje mais um reforço de ar frio chegou por lá trazendo mais neve e principalmente chuva congelada, piorando ainda mais a situação de milhões de pessoas que estão sem energia e aquecimento há 3 dias.

 

Houston:

 

image.png.55a9d9e7df1a61a7311f00308fd97245.png

 

Austin:

 

image.png.18490c57c722b1824f26b7f651e79452.png

 

image.png.c96490252b0828d7e7a6553b79b88ae5.png

  • Like 12
  • Thanks 5
  • Sad 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Esse frio vai acabar, o que é boa notícia para os texanos, como é pra nós o fim de uma onda de calor ou melhor,  quarta-feira da semana que vem está previsto 18 C em Dallas, 20 C em Austin e 21 C em Houston, e pensar que daqui a 4 meses eles podem estar vivendo um calor comparável ao Centro-Oeste brasileiro em setembro e outubro. 

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

E não é difícil que daqui a uns 15 dias já se possa usar camisa de manga curta no Texas. 

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
21 horas atrás, klinsmannrdesouza disse:

As ondas de frio continentais são mais comuns no México do que no Brasil, graças a enorme quantidade de terras que tem na América do Norte, possibilitando o transporte de ar polar sem perder força até o paralelo 15N todo ano. Comparando-se o norte do México com o sul do Brasil (ambos entre 23 e 33 graus de latitude); eles tem maior frequência de precipitações invernais, enquanto aqui elas demoram mais para acontecer.

As MPs do México não chegam por exemplo a Acapulco, que ficou famosa no Brasil com o Chaves, não há registros sub-15 na cidade, a cidade fica no paralelo 16, a melhor comparação seria Porto Seguro e não Rondonópolis ou Goiânia, já que é litoral, o paralelo 15 corresponde à Guatemala, no País só esfria em regiões montanhosas, mas na altitude de Cuiabá, que tem a mesma latitude, não!

Edited by Leandro Leite
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
39 minutos atrás, DaviOlrb disse:

Situação segue calamitosa no Texas. Hoje mais um reforço de ar frio chegou por lá trazendo mais neve e principalmente chuva congelada, piorando ainda mais a situação de milhões de pessoas que estão sem energia e aquecimento há 3 dias.

 

Houston:

 

image.png.55a9d9e7df1a61a7311f00308fd97245.png

 

Austin:

 

image.png.18490c57c722b1824f26b7f651e79452.png

 

image.png.c96490252b0828d7e7a6553b79b88ae5.png

Imagine que situação, eu já registrei 15 C no meu banheiro em Primavera quando deu 10 C lá fora, tive que ligar o chuveiro no mais quente pra aquece-lo, mas mesmo assim nem se compara ao que está acontecendo lá, imagine uma temperatura negativa dentro de casa. 

  • Sad 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 horas atrás, LeoP disse:

Confesso que não acompanho de perto o clima dos EUA, então os valores não me surpreendem pela falta de referencial. Porém, pelas comparações feitas aqui com análogos latitudinais no Brasil, vê-se como nosso território desfavorece o frio extremado. Se serve de consolo, temos um ótimo verão, molhado e dinâmico.

 

Outro consolo é... Miami. Pra quem gosta de meteorologia, morar em Miami deve ser como uma morte beeem lenta. Ficar observando, com mínimas de 23C ou mais, o país quase todo congelar é muito bizarro e deve ser muito frustrante.

 

Vejam essas temperaturas. Passarão mais calor que eu (BH) nos próximos dias, mesmo estando a 25° de latitude, no inverno e aqui no verão:

 

Screenshot_20210217-133315_Chrome.thumb.jpg.e83faab39866b02f8c31e2f23a38bfca.jpg

 

É o caso de maior desperdício de potencial que eu já vi, média anual entre 24 e 25°C é coisa de louco pra latitude.

 

Nesse momento (13h), Miami tem 26°C e Palmas - TO tem 24°C, valor este que será a mínima de Miami amanhã.

 

Para nós, brasileiros, acostumados com calor o ano inteiro e todos os anos, sem dúvidas seria uma morte lenta, dolorosa e com requintes de crueldade. Mas será que os americanos também possuem essa visão? Nunca fui lá então não possuo nenhuma referência. 

 

Mas imagino que muitos que moram em cidades tradicionalmente congelantes, como Chicago, Denver e Mineápolis, invejem Miami no inverno. Acho que uma coisa é um frio tolerável de até uns -10°C, outra é um frio de -25°C. Com exceção dos esportes de inverno, deve ser muito complicado sair de casa para fazer qualquer coisa, enquanto a população de Miami pode se sentir muito mais a vontade no dia a dia para praticar as mais diversas atividades em pleno inverno. 

 

Mas por outro lado, o texano, acostumado com o calor intenso a maior parte do ano, deve estar feliz da vida com esse evento e deve celebrar tanto quanto nós brasileiros. Mas claro, quem mora nos EUA ou já esteve lá, poderá falar com muito mais propriedade sobre o assunto. 

  • Like 7

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, RafaelBHZ disse:

 

Para nós, brasileiros, acostumados com calor o ano inteiro e todos os anos, sem dúvidas seria uma morte lenta, dolorosa e com requintes de crueldade. Mas será que os americanos também possuem essa visão? Nunca fui lá então não possuo nenhuma referência. 

 

Mas imagino que muitos que moram em cidades tradicionalmente congelantes, como Chicago, Denver e Mineápolis, invejem Miami no inverno. Acho que uma coisa é um frio tolerável de até uns -10°C, outra é um frio de -25°C. Com exceção dos esportes de inverno, deve ser muito complicado sair de casa para fazer qualquer coisa, enquanto a população de Miami pode se sentir muito mais a vontade no dia a dia para praticar as mais diversas atividades em pleno inverno. 

 

Mas por outro lado, o texano, acostumado com o calor intenso a maior parte do ano, deve estar feliz da vida com esse evento e deve celebrar tanto quanto nós brasileiros. Mas claro, quem mora nos EUA ou já esteve lá, poderá falar com muito mais propriedade sobre o assunto. 

 

Nunca fui a Miami, mas sei que quem mora lá é em sua grande maioria amante de sol e calor. Talvez apenas a fatia mais pobre da população que não tenha como escolher onde viver sofra com isso mas de resto são pessoas que escapam do inverno continental (A Flórida pode ser considerada uma ilha para efeitos climáticos).

 

Apenas para te dar uma ideia da noção deles de calor te digo que estive em Chicago no final de Abril/18, já a mais de um mês em primavera, e peguei um início de tarde com uma invasão polar vinda do Canadá. Amanheceu por volta de uns 13°/15°, mas na hora do almoço já fazia 6°C. E na rua via algumas pessoas mais jovens de REGATA. Imagina para esse ser humano o que não é a alegria de escapar para Miami (ou Los Angeles, ou Havaí, ou Porto Rico).

  • Like 8

Share this post


Link to post
Share on other sites

Camiseta regata com 6 C? Não poderiam morrer de hipotermia? Realmente excepcional esse frio no Texas, o estado tem fama de quente, em filmes que se passam lá, ou foram gravados lá segundo o IMDB, não costuma estar frio, uma vez eu vi um filme, não lembro o nome, que se passava em Dallas e era época de Natal e não estava frio, já os filmes e seriados que se passam em Miami ou outros lugares da Flórida está sempre calor com o povo indo à praia, quem não lembra do Esqueceram de Mim, que o Kevin (Macaulay Culkin) fala que não tinha graça passar o Natal em Miami com clima tropical e ele pega o voo errado e vai pra Nova York?

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Dallas é em média 2 C mais quente que Curitiba, 19 C X 17 C, Brownsville tem uma média anual semelhante à Goiânia, Houston é na média um pouco mais quente que Sampa. 

Edited by Leandro Leite

Share this post


Link to post
Share on other sites

A magia da neve no Texas rapidamente virou pesadelo. Milhões estão sem energia elétrica, já há registros de pessoas que morreram de frio, estradas estão caóticas, serviços públicos estão com dificuldades para atender a todos, há falta de água. O estado não tem estrutura para este evento. Quem está na Flórida está tranquilo. 

  • Like 5
  • Sad 4

Share this post


Link to post
Share on other sites

Moro em Jacksonville, Norte da Flórida, o clima no inverno é bem melhor que o Sul da Flórida, Miami, ou seja bem menos quente, mas a temperatura muda rapidamente. 
 

Ontem amanheceu aqui com 9C, agora estamos com 23C, e temos máxima de 28C, já amanhã temos previsão de chuva, e deve esfriar com nomina de 6C.

 

Agora  é incrível como nos adaptamos com o frio pq quando estava no Brazil, 10C eu achava muito frio, agora entre 8C e 10C já acho uma temperatura muito agradável, e da pra andar de camiseta.

 

Agora verão aqui acho insuportável, 40C parece muito mais quente do que no Brazil. E olha que a maioria das casas, comércios e carros são todos climatizados, o que ajuda e muito, senão seria insuportável.

  • Like 11

Share this post


Link to post
Share on other sites

A coisa está feia no Arkansas, muito gelo nas estradas - ao vivo: 

 

 

Edited by André Luiz DS
  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites
59 minutos atrás, Lourenco disse:

Moro em Jacksonville, Norte da Flórida, o clima no inverno é bem melhor que o Sul da Flórida, Miami, ou seja bem menos quente, mas a temperatura muda rapidamente. 
 

Ontem amanheceu aqui com 9C, agora estamos com 23C, e temos máxima de 28C, já amanhã temos previsão de chuva, e deve esfriar com nomina de 6C.

 

Agora  é incrível como nos adaptamos com o frio pq quando estava no Brazil, 10C eu achava muito frio, agora entre 8C e 10C já acho uma temperatura muito agradável, e da pra andar de camiseta.

 

Agora verão aqui acho insuportável, 40C parece muito mais quente do que no Brazil. E olha que a maioria das casas, comércios e carros são todos climatizados, o que ajuda e muito, senão seria insuportável.

Deve ser exatamente por causa da climatização. É tipo o paradigma do sapo que se colocado num recipiente com água quente ele pula imediatamente mas se colocado num recipiente com água na temperatura que está acostumado e ir esquentando aos poucos ele fica estático até morrer cozido.

  • Like 10

Share this post


Link to post
Share on other sites
17 hours ago, RafaelBHZ said:

Mas imagino que muitos que moram em cidades tradicionalmente congelantes, como Chicago, Denver e Mineápolis, invejem Miami no inverno. Acho que uma coisa é um frio tolerável de até uns -10°C, outra é um frio de -25°C. Com exceção dos esportes de inverno, deve ser muito complicado sair de casa para fazer qualquer coisa, enquanto a população de Miami pode se sentir muito mais a vontade no dia a dia para praticar as mais diversas atividades em pleno inverno. 

 

É exatamente isso que muitas pessoas do norte dos EUA pensam.

  • Like 6

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 16/02/2021 em 22:09, Eclipse disse:

infelizmente, muitos transtornos:

 

 

Pra nós amantes do clima, principalmente do frio, ver e vivenciar eventos marcantes de frio é muito bom. Mas via de regra esses eventos extremos (seja de calor, de frio, de seca ou de chuva) trazem transtornos imediatamente após. Foi da mesma forma no início do ano na Espanha, com imensos estragos. Imagina você viver num lugar predominantemente quente, que no inverno faz um frio aceitável mas ai ocorre de a temperatura desabar pra dois dígitos negativos. Deve ser agonizante, principalmente pros mais vulneráveis. Eu sou do Rio. Nunca peguei temperatura abaixo de 12º graus aqui na cidade e mesmo assim pra isso acontecer demora muito. Imagina se um dia a temperatura voltar a ir a 5º (mínima histórica) ou então durante uma tarde a temperatura ficar em 10º? O RJ não tem capacidade de "sediar" esse evento. Traço um paralelo com o Texas. Por mais que seja comum fazer frio no inverno, é um estado quente. Temperaturas e quantidade de neve dessas matam pessoas. Imagina ficar sem calefação num frio desse e não ter uma residência adaptada para isso? Em outras cidades as pessoas, além de já estarem acostumadas com frio extremo, moram em locais mais adaptados e sofrem menos. Tudo vai do lugar que moramos e com a realidade que estamos acostumados. Mas problemas, transtornos, catástrofes ocorrem em todos os lugares, inclusive nos países desenvolvidos. É triste mas é a dinâmica climática, que ocorre de tempos em tempos.

A gente tenta comparar locais com realidades parecidas, pela latitude, altitude e tudo mais mas é complicado. Cada lugar tem sua dinâmica. Sempre lembro de Lisboa e Nova Iorque. Ambas estão na mesma latitude, separadas por um oceano, mas tem climas completamente diferentes. Peculiaridades de cada parte do globo. Por isso nosso planeta é tão fascinante.

 

Mas, de forma leiga, acredito que esses episódios de frio no inverno do hemisfério norte podem significar sim algum prenúncio do que pode ocorrer no nosso inverno. Ainda mais vendo os colegas dizendo que em anos que aconteceram esse episódio também houve algum episódio de frio mais forte por aqui. Não tem como prever mas vamos torcer.

  • Like 6
  • Thanks 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Da mesma forma, Cuiabá teria estrutura pra aguentar um frio de 3 C? Com uma população que quadruplicou desde 1975? E o que pensar das cidades que nem existiam, ou estavam no embrião, como Primavera? As geadas, além de gerarem um grande desconforto para a população, causariam danos na agricultura, pois no Mato Grosso se planta o ano todo.

Edited by Leandro Leite
  • Haha 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 hours ago, Tavares said:

Deve ser exatamente por causa da climatização. É tipo o paradigma do sapo que se colocado num recipiente com água quente ele pula imediatamente mas se colocado num recipiente com água na temperatura que está acostumado e ir esquentando aos poucos ele fica estático até morrer cozido.

 

5 hours ago, Lourenco said:

Moro em Jacksonville, Norte da Flórida, o clima no inverno é bem melhor que o Sul da Flórida, Miami, ou seja bem menos quente, mas a temperatura muda rapidamente. 
 

Ontem amanheceu aqui com 9C, agora estamos com 23C, e temos máxima de 28C, já amanhã temos previsão de chuva, e deve esfriar com nomina de 6C.

 

Agora  é incrível como nos adaptamos com o frio pq quando estava no Brazil, 10C eu achava muito frio, agora entre 8C e 10C já acho uma temperatura muito agradável, e da pra andar de camiseta.

 

Agora verão aqui acho insuportável, 40C parece muito mais quente do que no Brazil. E olha que a maioria das casas, comércios e carros são todos climatizados, o que ajuda e muito, senão seria insuportável.

 

Meu primeiro verão na Florida foi esse de 2020... e eu assino embaixo do que o @Lourenco falou. A sensação é muito pior que no BR. Eu juro que sentia menos calor em Natal (obviamente que a contrapartida é que o inverno é irrisório). E agora estou pegando parte do inverno e tô vendo essas variações loucas. Dia 12 fez quase 25 C aqui e essa madrugada fez 1 C. kkkk

 

Apesar disso, acho o clima daqui a Florida, Georgia, New Mexico, Texas... por exemplo, mais interessante que o de Connecticut. Escolha um dia aleatório de inverno, vai estar fazendo frio.... sei lá, gosto da dinâmica.

 

@Tavares é bem por aí mesmo. Você está num ar condicionado que diminui a umidade do ar e a temperatura pra uns 20~22 C e sai pro ambiente externo fazendo 36~38 C com 90% de umidade, é pedir pra morrer kkkkkk. O interessante é que, pra mim, o contrário não me afeta muito. Quando estou em CT com a casa climatizada há uns 20 C, ao sair numa temperatura de -5 C eu não sinto tanto frio (pq o corpo está quente). Eu não sei explicar isso. Do frio pro quente eu só falto morrer, mas do quente pro frio eu acho até confortável.

  • Like 7

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mais uma tarde de neve na região central do Texas. Neva forte em San Antonio, enquanto faz sol em Houston com 2ºC, mas parece estar avançando para lá também.

 

image.png.a80fff85bf533c52e328f2ccdadff84c.png

 

Finalmente deve ser o último dia de frio intenso, a partir de amanhã as temperaturas sobem bastante.

Edited by DaviOlrb
  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites

No final das contas, foi um evento de frio bastante intenso entre o Texas e Nebraska, com uma boa área registrando a menor mínima em décadas (maior concentração de mínimas relevantes em termos históricos entre a maior parte do Texas e o centro-sul de Oklahoma, e de forma mais esparsa em estados vizinhos).

 

Mas, olhando no atacado, este evento ficou muito aquém não só do “insuperável” fevereiro de 1899, mas também atrás de outras invasões polares mais recentes, que registraram trajetória similar e atuação mais ampla, como as de dezembro de 1983 e 1989 (quando uma área maior registrou marcas mais próximas dos recordes e até mesmo alguns recordes).  Sem falar de janeiro de 1985 e 1994, bem mais relevantes também (embora o foco destas invasões polares tenha sido mais ao leste, com menos força no Texas, houve vários recordes absolutos nestes dois eventos nas áreas mais atingidas).

 

Um dos maiores destaques do evento atual foi a grande área que recebeu precipitação de neve, tanto que a cobertura de neve dos EUA atingiu esta semana o maior percentual (em torno de 70%) desde o (muito recente) início dos registros desta variável em escala nacional, no ano de 2003.

 

A ampla cobertura de neve também garantiu que alguns lugares registrassem um resfriamento maior, mesmo que o frio em altura não fosse tão forte quanto em algumas ocasiões anteriores.  Alguns exemplos foram o aero de Oklahoma City (-25ºc, enquanto na área urbana mesmo fez -20ºc), o aero de Lincoln (NE), com -35ºc (PWS urbanas na casa dos -29/-30ºc) e o próprio aero de DFW (nos subúrbios entre Dallas e Fort Worth), com -19ºc (menor marca desde 01/1949, mas praticamente empatada com 12/1989).  No Texas, praticamente todo o estado (menos uma parte do oeste do estado, que teve seu maior frio recente em 02/2011) registrou as menores marcas desde 1989 ou 1983, com algumas estações superando por muito pouco as marcas destes dois anos.

 

Na região do “Midwest” e na costa leste como um todo, o frio de janeiro de 2019 foi muito mais forte que esse (no leste o frio sequer chegou agora), e no “Northeast” houve frio muito forte em fevereiro de 2015 (praticamente o mês todo) e uma advecção muito intensa mas "tiro-curto' em 02/2016 (menor mínima para qualquer mês em Boston desde 1957, e na cidade de NY desde 1994).

 

Depois da tragédia que foi o inverno passado, e do janeiro extremamente sem graça este ano, fevereiro trouxe uma bela surpresa para o centro e sul dos EUA.  O frio vai perder força rapidamente nos próximos dias (o sol sempre vence no final), e um final de fevereiro com temperaturas acima da média é antecipado para grande parte dos EUA (mas nesta quinta ainda houve uma última nevada em parte do Texas, com destaque para a área de Del Rio).  Este aquecimento será muito bem recebido especialmente nas áreas mais ao sul, como no Texas, onde o maior frio em pouco mais de 30 anos e a neve causaram um impacto significativo na infra local, como muitos cortes de energia.

 

PS: nesta quinta-feira (18/02), enquanto San Antonio (TX) teve neve fraca com -1ºc/0ºc durante o dia, Jacksonville (norte da FL) registrou 30ºc, um novo "recorde diário" de calor.  Aliás, só o oeste da Florida sentiu algum resquício desta massa de ar frio (Pensacola chegou a -4ºc/-5ºc), o resto do estado terá apenas um breve refresco.   Tallahassee mesmo sequer negativou neste evento, apesar de ter sentido um "peido polar", e negativar por lá é super comum no inverno para os padrões da Flórida (a cidade teve até média das mínimas negativa em janeiro de 1940 e 1981, e em dezembro de 2010, além de ter registrado a mínima absoluta estadual em 02/1899, com -19ºc).  Miami negativou pela última vez em 12/1989 (-1ºc no dia de natal), enquanto neste evento sequer baixou dos 20ºc, o que mostra como a abrangência do frio foi muito maior em 1989.

 

Quanto aos -20ºc no Brasil (ou quase isso, digamos pelo menos -17ºc/-18ºc), pergunta do @Leandro Leite, eu certamente considero possível, basta lembrar que, num evento medíocre em 2020, uma baixada muito bem posicionada (e nunca antes monitorada) conseguiu chegar aos -10ºc na Serra Catarinense.  Num evento de frio sério, digno de antigamente, e ainda mais com alguma neve no solo, a mínima teria sido muito menor. 

 

Nevada de 18/02 em Acuña (MX), fronteira com os os EUA (Del Rio), com trilha sonora típica:

 

 

 

Edited by Wallace Rezende
  • Like 13
  • Thanks 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Numa escala bem pormenorizada algo semelhante aconteceu no Mato Grosso em agosto passado, enquanto Tangará da Serra no dia 21 teve mínima de 7 C e máxima de 13 C, Primavera ficou entre 12 C e 25 C com o aparecimento do sol, na noite seguinte a temperatura caiu rápido, pra 8 C na madrugada, mas de manhã subiu rápido indo a 26 C de tarde, pra Tangará foi mais frio que em eventos recentes como julho de 2013 e de 2017, considerando a mínima e a máxima de tarde, mas pra Primavera, tendo como base Campo Verde e Poxoréo, 2013 e 2017 superam e muito agosto 2020, padrão primeiro pulso julho 2000, com cerca de 8 C e 7 C com muita neblina, leve garoa, etc. Lembrando que nos eventos de 2013 e 2017 teve sub-10 em Cuiabá e no de agosto último ficou num nível intermediário com menos de 12 C e manhã inteira sub-15 no dia 21, e indo pra 19 C/20 C de tarde. Não é assunto para esse tópico, porém dentro da devida proporção, o evento de agosto passado foi o mais intenso, talvez em 20 anos, no sudoeste no MT, enfraquecendo no sudeste, e agora nos EUA foi muito intenso e até histórico no meião, das Dakotas ao Texas, sendo fraco no leste e só chegando no noroeste da Flórida. 

Edited by Leandro Leite
  • Like 2
  • Haha 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

No filme ''O dia depois de amanhã'', de 2004, neva na fronteira do Texas com o México, quando há um grande êxodo de refugiados americanos, mas no filme era uma neve leve, parece que agora nevou mais na realidade, porém Nova York passa longe de uma nova era glacial, com mínimas que são esperadas em São Joaquim e máximas positivas. 

Edited by Leandro Leite

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho que a maior surpresa pros moradoras do Texas deve ter sido a quantidade de dias com neve nas ruas.

 

Apesar de não ter sido a maior nevada da história, o normal quando neva nessa região é no mesmo dia ou mais tardar no dia seguinte a neve já derreteu por completo. Faz 5 dias que as ruas de Austin, San Antonio e Dallas estão assim:

 

image.png.40cdeff5e40e980428aee13e3b40d016.png

 

E só hoje que esse gelo todo começou a derreter de vez.

  • Like 13
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu tenho dois cartões postais com a foto da neve de 2013 no Lago Negro em Gramado, as agências de turismo compram as imagens pra vender pacotes, como se isso fosse uma realidade comum, mas a verdade é que só 3 dias após essa neve a temperatura já estava em 26 C, nada daqueles filmes que a neve nunca derrete, 5 dias e a neve não derreter no Texas já é algo excepcional, imagine agora em São Joaquim cuja neve levou 15 dias pra derreter em 1957, não é impossível acontecer de novo.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Com essa onda de frio praticamente encerrada hoje, fiz um compilado das temperaturas em algumas PWS do Texas, de norte a sul:

 

Dallas - Preston Hollow PWS - 32.80N

 

09/02:  4.3ºC / -0.6ºC

10/02:  0.2ºC / -2.6ºC

11/02: -1.6ºC / -4.5ºC

12/02: -2.4ºC / -5.5ºC

13/02:  1.7ºC / -6.7ºC

14/02: -5.0ºC / -12.2ºC

15/02: -8.4ºC / -14.8ºC

16/02: -6.1ºC / -18.5ºC

17/02: -0.1ºC / -7.2ºC

18/02:  0.7ºC / -5.8ºC

19/02:  5.7ºC / -11.6ºC

 

Austin - Montview Inn PWS - 30.20N

 

11/02:  0.0ºC / -0.3ºC

12/02:  0.4ºC / -1.4ºC

13/02:  -0.3ºC / -3.0ºC

14/02: -1.1ºC / -10.6ºC

15/02: -3.5ºC / -13.3ºC

16/02: -3.7ºC / -12.4ºC

17/02:  -3.2ºC / -4.3ºC

18/02: -0.4ºC / -3.7ºC

19/02:  4.5ºC / -6.1ºC

 

San Antonio - Greater Harmony Hills PWS - 29.50N

 

11/02:  4.2ºC / 0.4ºC

12/02:  2.2ºC / -0.4ºC

13/02:  -0.4ºC / -1.9ºC

14/02: -1.4ºC / -10.9ºC

15/02: -1.7ºC / -12.8ºC

16/02: -2.9ºC / -9.9ºC

17/02:  5.4ºC / -4.5ºC

18/02: -0.6ºC / -2.6ºC

19/02:  8.0ºC / -6.9ºC

 

Laredo (fronteira MX/US) - Vista Hermosa PWS - 27.50N

 

11/02:  11.5ºC / 4.3ºC

12/02:  5.1ºC / 3.5ºC

13/02:  4.1ºC / 0.7ºC

14/02:  1.4ºC / -3.5ºC

15/02:  1.1ºC / -8.7ºC

16/02: -0.5ºC / -1.7ºC

17/02:  13.6ºC / -1.3ºC

18/02:  7.1ºC / -1.2ºC

19/02:  12.1ºC / -3.3ºC

 

Brownsville (fronteira litorânea MX/US) - 25.90N (latitude de Guaratuba, litoral do Paraná)

 

11/02:  21.8ºC / 4.8ºC

12/02:  5.2ºC / 3.2ºC

13/02:  4.0ºC / 2.1ºC

14/02:  3.9ºC / -0.8ºC

15/02:  -0.8ºC / -2.7ºC

16/02:  4.4ºC / -4.0ºC

17/02:  9.5ºC / 2.4ºC

18/02:  7.1ºC / 2.4ºC

19/02:  11.6ºC / 0.6ºC

  • Like 11
  • Thanks 4

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 17/02/2021 em 23:00, Leandro Leite disse:

Camiseta regata com 6 C? Não poderiam morrer de hipotermia? Realmente excepcional esse frio no Texas, o estado tem fama de quente, em filmes que se passam lá, ou foram gravados lá segundo o IMDB, não costuma estar frio, uma vez eu vi um filme, não lembro o nome, que se passava em Dallas e era época de Natal e não estava frio, já os filmes e seriados que se passam em Miami ou outros lugares da Flórida está sempre calor com o povo indo à praia, quem não lembra do Esqueceram de Mim, que o Kevin (Macaulay Culkin) fala que não tinha graça passar o Natal em Miami com clima tropical e ele pega o voo errado e vai pra Nova York?

Acho que ninguém morre de hipotermia com 6° não, isso é um frio muito suave.

Já tomei banho gelado com 7° aqui em Curitiba.

  • Haha 1
  • Confused 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
11 horas atrás, Matheus Vinicius disse:

Acho que ninguém morre de hipotermia com 6° não, isso é um frio muito suave.

Já tomei banho gelado com 7° aqui em Curitiba.

https://super.abril.com.br/mundo-estranho/como-pode-uma-pessoa-morrer-de-frio/

Aqui diz que 10ºC já é uma temperatura bem agressiva pro corpo humano. 

Não faz esses bobagens guri, tu pode se dar mal algum dia, com o corpo e a saúde não se brinca.

  • Like 9

Share this post


Link to post
Share on other sites
12 horas atrás, DaviOlrb disse:

Com essa onda de frio praticamente encerrada hoje, fiz um compilado das temperaturas em algumas PWS do Texas, de norte a sul:

 

Dallas - Preston Hollow PWS - 32.80N

 

09/02:  4.3ºC / -0.6ºC

10/02:  0.2ºC / -2.6ºC

11/02: -1.6ºC / -4.5ºC

12/02: -2.4ºC / -5.5ºC

13/02:  1.7ºC / -6.7ºC

14/02: -5.0ºC / -12.2ºC

15/02: -8.4ºC / -14.8ºC

16/02: -6.1ºC / -18.5ºC

17/02: -0.1ºC / -7.2ºC

18/02:  0.7ºC / -5.8ºC

19/02:  5.7ºC / -11.6ºC

 

Austin - Montview Inn PWS - 30.20N

 

11/02:  0.0ºC / -0.3ºC

12/02:  0.4ºC / -1.4ºC

13/02:  -0.3ºC / -3.0ºC

14/02: -1.1ºC / -10.6ºC

15/02: -3.5ºC / -13.3ºC

16/02: -3.7ºC / -12.4ºC

17/02:  -3.2ºC / -4.3ºC

18/02: -0.4ºC / -3.7ºC

19/02:  4.5ºC / -6.1ºC

 

San Antonio - Greater Harmony Hills PWS - 29.50N

 

11/02:  4.2ºC / 0.4ºC

12/02:  2.2ºC / -0.4ºC

13/02:  -0.4ºC / -1.9ºC

14/02: -1.4ºC / -10.9ºC

15/02: -1.7ºC / -12.8ºC

16/02: -2.9ºC / -9.9ºC

17/02:  5.4ºC / -4.5ºC

18/02: -0.6ºC / -2.6ºC

19/02:  8.0ºC / -6.9ºC

 

Laredo (fronteira MX/US) - Vista Hermosa PWS - 27.50N

 

11/02:  11.5ºC / 4.3ºC

12/02:  5.1ºC / 3.5ºC

13/02:  4.1ºC / 0.7ºC

14/02:  1.4ºC / -3.5ºC

15/02:  1.1ºC / -8.7ºC

16/02: -0.5ºC / -1.7ºC

17/02:  13.6ºC / -1.3ºC

18/02:  7.1ºC / -1.2ºC

19/02:  12.1ºC / -3.3ºC

 

Brownsville (fronteira litorânea MX/US) - 25.90N (latitude de Guaratuba, litoral do Paraná)

 

11/02:  21.8ºC / 4.8ºC

12/02:  5.2ºC / 3.2ºC

13/02:  4.0ºC / 2.1ºC

14/02:  3.9ºC / -0.8ºC

15/02:  -0.8ºC / -2.7ºC

16/02:  4.4ºC / -4.0ºC

17/02:  9.5ºC / 2.4ºC

18/02:  7.1ºC / 2.4ºC

19/02:  11.6ºC / 0.6ºC

 

Inimaginável pensar em Guaratuba registrar uma temperatura MÁXIMA abaixo de zero igual foi em Brownsville. Nem em Curitiba há registros disso. Realmente uma onda de frio que não imagino ocorrer nas mesmas latitudes aqui no Brasil, jamais. Nem em épocas imemoriais. 

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites

Hoje aqui na Flórida até parece que estamos no Inverno. Demorou, mas esfriou um pouco, mas infelizmente logo volta o calor, as temp hj:

Jacksonville 6°C

Tallahassee 3°C

Orlando 10°C

Tampa 8°C

Palm Beach 14°C

Miami 16°C

Key West 19°C

C496B22D-8FB5-4C8E-958B-41375C5547DE.thumb.jpeg.082e3db1a39d3d5793c865816a92244a.jpeg

 

O restante do país temperaturas máximas próximas a 0°C, a maior parte negativas.

 

70293EB9-D7B0-4229-93DE-0E1BDCDB6D20.thumb.jpeg.c9ffb320208fd3c0b6b9cd3463127404.jpeg

  • Like 7

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Felipe Meert da Silva disse:

https://super.abril.com.br/mundo-estranho/como-pode-uma-pessoa-morrer-de-frio/

Aqui diz que 10ºC já é uma temperatura bem agressiva pro corpo humano. 

Não faz esses bobagens guri, tu pode se dar mal algum dia, com o corpo e a saúde não se brinca.

Por isso que já morreu morador de rua em Cuiabá em decorrência do frio, acho absurdo alguém achar que Cuiabá ou Primavera não esfriam.

 

1 hora atrás, Renan disse:

 

Inimaginável pensar em Guaratuba registrar uma temperatura MÁXIMA abaixo de zero igual foi em Brownsville. Nem em Curitiba há registros disso. Realmente uma onda de frio que não imagino ocorrer nas mesmas latitudes aqui no Brasil, jamais. Nem em épocas imemoriais. 

Se no Sul do Brasil esfriasse tanto quanto o Texas que é na mesma latitude, haveria margem pra neve em Cuiabá, mantendo as mesmas diferenças entre as regiões em ondas de frio, Chapada dos Guimarães poderia embranquecer, neve também poderia ocorrer em Primavera, visto que tem histórico de 7 C com tempo nublado, Morretes no litoral do Paraná teve ano passado em agosto máxima de 12 C, difícil uma máxima menor por lá, Cuiabá também tem histórico de máxima ou temperatura de tarde semelhante, então, num cenário desses, poderia Cuiabá ou Primavera registrar máxima negativa? Chapada dos Guimarães principalmente! Num cenário desses o Cerrado, a Amazônia e a Mata Atlântica não existiriam como conhecemos, e poderia fazer frio de verdade em São Gabriel da Cachoeira numa baixa altitude na linha do Equador!  

Edited by Leandro Leite
  • Haha 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Renan disse:

 

Inimaginável pensar em Guaratuba registrar uma temperatura MÁXIMA abaixo de zero igual foi em Brownsville. Nem em Curitiba há registros disso. Realmente uma onda de frio que não imagino ocorrer nas mesmas latitudes aqui no Brasil, jamais. Nem em épocas imemoriais. 

Aquele momento que eu fico me questionando como seria o clima desse nosso continente caso a latitude dele fosse 10° maior, por exemplo. Imagina São Paulo na latitude do Chuí com a altitude que tem? E eu acredito que as mps seriam ainda mais potentes visto que o ar gelado da antártica não teria de passar por cima de tanta água antes de adentrar pelo continente. Enfim, eu fico sonhando com esse cenário na minha cabeça haha

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
Agora, Lourenco disse:

Hoje aqui na Flórida até parece que estamos no Inverno. Demorou, mas esfriou um pouco, mas infelizmente logo volta o calor, as temp hj:

Jacksonville 6°C

Tallahassee 3°C

Orlando 10°C

Tampa 8°C

Palm Beach 14°C

Miami 16°C

Key West 19°C

C496B22D-8FB5-4C8E-958B-41375C5547DE.thumb.jpeg.082e3db1a39d3d5793c865816a92244a.jpeg

 

O restante do país temperaturas máximas próximas a 0°C, a maior parte negativas.

 

70293EB9-D7B0-4229-93DE-0E1BDCDB6D20.thumb.jpeg.c9ffb320208fd3c0b6b9cd3463127404.jpeg

Eu sei que é batido esse papo aqui ...mas eu não me conformo com Miami .

Que tristeza sem fim kkkkkkk 

  • Haha 5

Share this post


Link to post
Share on other sites
9 minutos atrás, Wagner97 disse:

Aquele momento que eu fico me questionando como seria o clima desse nosso continente caso a latitude dele fosse 10° maior, por exemplo. Imagina São Paulo na latitude do Chuí com a altitude que tem? E eu acredito que as mps seriam ainda mais potentes visto que o ar gelado da antártica não teria de passar por cima de tanta água antes de adentrar pelo continente. Enfim, eu fico sonhando com esse cenário na minha cabeça haha


Eu fico me perguntando direto. Se o Brasil estivesse em latitudes mais altas? É de se imaginar com o inverno mais frio. Se Argentina tivesse mais porções de terra, será que as MPs iam chegar com mais força? O problema da Argentina é que vai afunilando, se fosse ao contrário,  talvez as MPs conseguiriam alcançar latitudes mais baixas sem perder sua força. A Antártida é o continente mais gelado do mundo, estamos no mesmo hemisfério, agora imagina... o Hemisfério sul com as mesmas porções de terra que se encontra na Eurásia, a capacidade da Antártida de levar MPs potentes para latitudes mais baixas é enorme, o HS seria mais frio que o HN, acredito eu. Infelizmente não tivemos essa sorte (pra quem gosta de frio), o Hemisfério Sul "nasceu" para ser quente. Temos que se contentar com o nosso "frio tropical". 

Fugi totalmente do assunto sobre América do norte, hehe

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.