Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

Monitoramento e Previsão - América do Norte 2021

Topic will be automatically locked at 02:00 AM


Rodolfo Alves
 Share

Recommended Posts

32 minutos atrás, ricardosilva disse:

 

Não acredito em correlações...o que existe é o ser humano tentando dar sentido as coisas e vendo padrões onde não existem.

 

Não duvido que um dia, no futuro, se possa descobrir algum tipo de correlação, pois a atmosfera tem coisas que se relacionam.

Uma delas são os fenômenos el niño e la niña, por exemplo, que têm efeitos em áreas aparentemente sem correlação nenhuma umas com as outras.

Mas precisa ser demonstrado cientificamente.

 

Edited by Aldo Santos
  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

Aparentemente qual relação teria o gélido Minnesota com o quente Mato Grosso, fora iniciarem com a mesma letra? Nenhuma? Mas há 25 anos um registrou sua mínima absoluta histórica e a tórrida capital do outro registrou o que seria a menor máxima diurna ou vespertina em talvez 40 anos.

Edited by Leandro Leite
Link to comment
Share on other sites

14 horas atrás, Aldo Santos disse:

 

Não duvido que um dia, no futuro, se possa descobrir algum tipo de correlação, pois a atmosfera tem coisas que se relacionam.

Uma delas são os fenômenos el niño e la niña, por exemplo, que têm efeitos em áreas aparentemente sem correlação nenhuma umas com as outras.

Mas precisa ser demonstrado cientificamente.

 

 

14 horas atrás, Aldo Santos disse:

 

Não duvido que um dia, no futuro, se possa descobrir algum tipo de correlação, pois a atmosfera tem coisas que se relacionam.

Uma delas são os fenômenos el niño e la niña, por exemplo, que têm efeitos em áreas aparentemente sem correlação nenhuma umas com as outras.

Mas precisa ser demonstrado cientificamente.

 

 

Pois é...enquanto não há dados tudo não passa de mero palpite.

 

13 horas atrás, Leandro Leite disse:

Aparentemente qual relação teria o gélido Minnesota com o quente Mato Grosso, fora iniciarem com a mesma letra? Nenhuma? Mas há 25 anos um registrou sua mínima absoluta histórica e a tórrida capital do outro registrou o que seria a menor máxima diurna ou vespertina em talvez 40 anos.

 

Cara, isso é um evento único que não pode ser tomado como base para supor existir alguma correlação. Pra ser algo relevante teria que se repetir digamos em metade do período de tempo citado. É a mesma probabilidade de alguém ganhar na loteria, acontece? Sim, mas é muito raro.

  • Like 1
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

9 horas atrás, ricardosilva disse:

 

 

Pois é...enquanto não há dados tudo não passa de mero palpite.

 

 

Cara, isso é um evento único que não pode ser tomado como base para supor existir alguma correlação. Pra ser algo relevante teria que se repetir digamos em metade do período de tempo citado. É a mesma probabilidade de alguém ganhar na loteria, acontece? Sim, mas é muito raro.

 

 Não estou falando em correlação direta, tipo: nevou em Minnesota, automaticamente vai fazer frio no ano seguinte em São Paulo.

Falei da possibilidade de algo mais complexo, agindo de forma indireta.

A atmosfera é uma coisa complicadíssima e a ciência está longe de conhecer todos os seus segredos.

 

Por exemplo, antes da existência dos modelos de previsão, havia um método que conseguia prever com razoável dose de acerto, com até 1 ano de antecedência, a ocorrência de secas no Nordeste, desenvolvido pelo meteorologista brasileiro (Já falecido) Adalberto Serra.

Pesquisando dados do passado, ele observou que um determinado conjunto de anomalias (Positivas e negativas) de pressão atmosférica e de temperaturas em algumas regiões ao redor  do mundo tinham ocorrido sistematicamente cerca de 1 ano antes de muitas secas.

Aí, ele fez ensaios de previsões de seca quando essas mesmas condições voltavam a se repetir.

E... batata... acertava na mosca.

 

 

 

 

Edited by Aldo Santos
  • Like 7
Link to comment
Share on other sites

4 horas atrás, Aldo Santos disse:

 

 Não estou falando em correlação direta, tipo: nevou em Minnesota, automaticamente vai fazer frio no ano seguinte em São Paulo.

Falei da possibilidade de algo mais complexo, agindo de forma indireta.

A atmosfera é uma coisa complicadíssima e a ciência está longe de conhecer todos os seus segredos.

 

Por exemplo, antes da existência dos modelos de previsão, havia um método que conseguia prever com razoável dose de acerto, com até 1 ano de antecedência, a ocorrência de secas no Nordeste, desenvolvido pelo meteorologista brasileiro (Já falecido) Adalberto Serra.

Pesquisando dados do passado, ele observou que um determinado conjunto de anomalias (Positivas e negativas) de pressão atmosférica e de temperaturas em algumas regiões ao redor  do mundo tinham ocorrido sistematicamente cerca de 1 ano antes de muitas secas.

Aí, ele fez ensaios de previsões de seca quando essas mesmas condições voltavam a se repetir.

E... batata... acertava na mosca.

 

 

 

 

Muito boa sua explicação. O que acho mais incrível é que se faziam projeções utilizando-se cartas sinóticas bastante precárias comparando-se com toda a tecnologia que temos hoje. Um exemplo: na década de 40, Carl Gustav Rossby percebeu, utilizando-se de cartas sinóticas da época, meandros gigantescos (ondas planetárias) na Estratosfera. O que sabemos sobre a interação entre Estratosfera e Troposfera ? Hoje o que se fala na mídia, em relação ao clima do HN, é de Vórtex Polar que inclusive congelou parte da Europa início de Janeiro e agora trazendo extremos de frio a boa parte dos EUA. Desafio aos amigos do BAZ me apontar um Janeiro ou Fevereiro chuvosos em parte do Nordeste brasileiro nos últimos 20 anos desvinculado de uma forte onda de frio em parte dos EUA e Canadá. O que sabemos sobre Ondas de Rossby ?

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

18 horas atrás, Peregrine disse:

Muito boa sua explicação. O que acho mais incrível é que se faziam projeções utilizando-se cartas sinóticas bastante precárias comparando-se com toda a tecnologia que temos hoje. Um exemplo: na década de 40, Carl Gustav Rossby percebeu, utilizando-se de cartas sinóticas da época, meandros gigantescos (ondas planetárias) na Estratosfera. O que sabemos sobre a interação entre Estratosfera e Troposfera ? Hoje o que se fala na mídia, em relação ao clima do HN, é de Vórtex Polar que inclusive congelou parte da Europa início de Janeiro e agora trazendo extremos de frio a boa parte dos EUA. Desafio aos amigos do BAZ me apontar um Janeiro ou Fevereiro chuvosos em parte do Nordeste brasileiro nos últimos 20 anos desvinculado de uma forte onda de frio em parte dos EUA e Canadá. O que sabemos sobre Ondas de Rossby ?

São as Ondas de Rosby que fazem as ondas de frio na América do Norte trazerem chuvas ao Nordeste, seriam fluxos do vento polar que empurram a ZCIT? Eu precebi que tem se falado muito nisso.

Edited by Leandro Leite
Link to comment
Share on other sites

Nenhuma máxima superior a -12 C, realmente impensável no Brasil, veja bem, eu comprei no Lago Negro em Gramado dois cartões postais com a foto da neve de agosto 2013 no local quando fui lá num dia quente de dezembro de 2019, o interessante é que apenas 3 dias após essa nevada a temperatura foi a 26 C em Canela, que é base pra Gramado, e Caxias do Sul que também nevou, na outra ocasião, em julho de 94, já havia esquentado por lá uma semana depois no fim de semana do Tetra, em agosto último nevou um pouco em Gramado e Canela, mas uma semana depois, ainda em agosto, deu 30 C.

Edited by Leandro Leite
  • Haha 1
Link to comment
Share on other sites

3 horas atrás, Leandro Leite disse:

São as Ondas de Rosby que fazem as ondas de frio na América do Norte trazerem chuvas ao Nordeste, seriam fluxos do vento polar que empurram a ZCIT? Eu precebi que tem se falado muito nisso.

Pelo pouco que pesquisei, e pela minha falta de conhecimento não posso emitir uma opinião precisa. Quanto as ondas planetárias trazerem frio extremo ao HN, parece não haver dúvidas. No caso da ZCIT, o escoamento quando há aumento de amplitude dessas ondas, passa a ser meridional (polo/equador) o que observo é uma desorganização da ZCIT. Alguns artigos bem antigos que tive estudando (década de 60) atribuem a Alta do Atlântico Norte o deslocamento da ZCIT a posições mais a Sul considerando-se também a forçante solar. AAS e AAN são fundamentais na Circulação Atmosférica do planeta, porém, pouco se conhece.

  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

15 minutos atrás, André Luiz DS disse:

Muito frio em Dallas a partir de quinta-feira. Segundo o Foreca, a cidade deve registrar máxima de -3˚C no domingo e máxima de -4˚C na segunda-feira: 

 

Screenshot (1).png

 

Isso é um frio extremo para os padrões locais. Em Fevereiro a média das máximas é de 16 graus e a média das mínimas de 5 graus. Mas apesar da temperatura impressionante, essa cidade já teve extremos de frio ainda mais acentuados que esse.

  • Like 5
Link to comment
Share on other sites

16 horas atrás, Renan disse:

 

Isso é um frio extremo para os padrões locais. Em Fevereiro a média das máximas é de 16 graus e a média das mínimas de 5 graus. Mas apesar da temperatura impressionante, essa cidade já teve extremos de frio ainda mais acentuados que esse.

Agora, o verão é de Cuiabá pra mais quente 🥵☀️🔥

Edited by Leandro Leite
  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

Máxima de - 4 C é uma anomalia de - 20 C, vale ressaltar que Cuiabá consegue ter essa anomalia negativa com relação à média máxima no inverno, o que não acontece em Porto Alegre e Curitiba, o melhor exemplo pra Cuiabá é uma anomalia de -23,6 C em agosto de 1984 com 10,5 C de tarde dia 25, quando a média máxima do mês é de 34,1 C.

Edited by Leandro Leite
Link to comment
Share on other sites

15 minutos atrás, Leandro Leite disse:

Curitiba tem uma média máxima de 19 C em julho, não vai conseguir ter uma máxima de - 1 C.

 

Curitiba já teve máxima diária de 3,7°C em julho de 1975.

Na verdade, naquele dia (17/07/1975), a máxima oficial foi de 8,7°C invertida, registrada a 0h UTC.

Mas, durante o dia não passou de 3,7°C.

 

Quanto ao Uruguai, se não me engano tem registro de -11°C sim, acho que até -12.

Só máxima de -3°C que deve ser muito difícil lá.

 

Edited by Aldo Santos
  • Like 4
Link to comment
Share on other sites

25 minutos atrás, Aldo Santos disse:

 

Curitiba já teve máxima diária de 3,7°C em julho de 1975.

Na verdade, naquele dia (17/07/1975), a máxima oficial foi de 8,7°C invertida, registrada a 0h UTC.

Mas, durante o dia não passou de 3,7°C.

 

Quanto ao Uruguai, se não me engano tem registro de -11°C sim, acho que até -12.

Só máxima de -3°C que deve ser muito difícil lá.

 

Corrigindo, máxima diurna, não diária, pra não fugir do assunto do tópico, parece que esse frio não vai chegar em Miami, mínimas acima de 20 C pelo Weather Channel pelos próximos 7 dias, só no norte da Flórida, a exemplo da Capital, que terá um frio mais expressivo, mas não intenso.

Edited by Leandro Leite
  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

1 minuto atrás, Leandro Leite disse:

Corrigindo, máxima diurna, não diária, pra não fugir do assunto do tópico, parece que esse frio não vai chegar em Miami, mínimas acima de 20 C pelo Weather Channel pelos próximos 7 dias. 

 

Verdade, foi uma distração.

Diária são 24 horas. :D

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

As MPs da América do Norte não vão tão longe como as da América do Sul por causa do Golfo do México, há ilhas no Caribe cujas mínimas nunca baixaram dos 19 C, isso no paralelo 15 ou mais ao norte, no aeroporto de Saba nunca baixou de 20 C e fica na latitude de Jataí/GO, que tem mínima histórica negativa, Kingston/Jamaica é na latitude de Jataí e tem mínima histórica de 13 C, mas teve anos recentes que não baixaram dos 20 C, em 2019 lá não baixou de 21 C e Jataí chegou a 1 C. 

Edited by Leandro Leite
Link to comment
Share on other sites

Chicago hoje já há vários dias bem abaixo de zero, com isso o rio que corta a cidade assim como as famosas praias do lago Michigan estão congelando.

 

image.png.dec832068461208bccf889d2f4c31309.png

 

image.png.fc128b3abab4b701497b923989852555.png

 

Ainda nada comparado ao big freeze de 2019, quando o rio congelou por completo e as ondas congeladas do lago renderam imagens de outro mundo:

 

image.thumb.png.e41969b0349e9c9c73f76e8a3b5680c3.png

 

image.thumb.png.ede50147f82c83775bd7eed469df13b2.png

  • Like 12
  • Thanks 4
Link to comment
Share on other sites

O Foreca está prevendo mínima de -17˚C na segunda-feira (com máxima de apenas -6˚C) e mínima de -23˚C na terça-feira em Dallas. Seria uma onda de frio histórica para boa parte do Texas? Não acredito que fará tanto frio assim. Temos que acompanhar as atualizações:

 

Screenshot (1).png

Edited by André Luiz DS
  • Like 4
  • Confused 3
Link to comment
Share on other sites

1 hora atrás, André Luiz DS disse:

O Foreca está prevendo mínima de -17˚C na segunda-feira (com máxima de apenas -6˚C) e mínima de -23˚C na terça-feira em Dallas. Seria uma onda de frio histórica para boa parte do Texas? Não acredito que fará tanto frio assim. Temos que acompanhar as atualizações:

 

Screenshot (1).png


Pelo GFS vem um forte Winter Storm por ai.... vamos acompanhar, mas as temperaturas devem estar muito baixas

 

5D08E3B0-22F8-4D19-A914-77CEC98C2A82.thumb.png.62507f0e87bea7969f9af5fbd5d8afc5.png

  • Like 4
Link to comment
Share on other sites

2020 foi um ano fraco em matéria de frio nos EUA, este ano está diferente, Dallas/Forth Worth com -3,9 C perdeu de locais como General Carneiro, São Joaquim, Quaraí, Ausentes, isso dados oficiais do INMET, o outro aeroporto, o de Love Field, com - 2,2 C, perdeu por décimos pra locais como Alegrete, Cruz Alta, Santa Rosa, São Mateus do Sul, etc, em se falando do INMET, perdendo também da Vila Inglesa em Campos do Jordão, Oklahoma City com -8,9 C ficou só 3 décimos abaixo do Morro da Igreja e perdeu do Vista Alegre em Bom Jardim da Serra, a última vez que Oklahoma City baixou de - 20 C foi em 2011, Wichita no Kansas  baixou disso pela última vez em dezembro de 2016, passou de 4 anos e agora tá previsto de baixar, vale ressaltar que a última sub-10 em Cuiabá foi meses depois em julho de 2017, de repente já está sinalizando pra isso este ano, 4 anos é dentro do prazo, visto que a outra vez foi em 2013. 

Edited by Leandro Leite
Link to comment
Share on other sites

Em 08/02/2021 em 23:17, Renan disse:

 

Isso é um frio extremo para os padrões locais. Em Fevereiro a média das máximas é de 16 graus e a média das mínimas de 5 graus. Mas apesar da temperatura impressionante, essa cidade já teve extremos de frio ainda mais acentuados que esse.

 

Os recordes históricos de Dallas foram registrados na grande onda de frio de 1899, com -23ºc (mínima) e -11/12ºc (máxima) no dia 12/02//1899.  Na vizinha Fort Worth fez -22ºc com máxima de -11ºc, estação em terraço na época.

 

No Século XX, a menor mínima chegou aos -19ºc/-20ºc (31/01/1949 e 18/01/1930), e a menor máxima aos -10,5ºc em 24/12/1983 (dia da menor máxima registrada em Chicago também, mas esta foi igualada em 01/1994).

 

No século XXI, mesmo levando em conta o aquecimento, os recordes de frio registrados até agora em Dallas ainda estão muito aquém do potencial que um evento (realmente) histórico traria; a menor mínima foi muito fraca, igual à menor máxima registrada em 1983 (entre -10 e -11ºc), e a menor máxima ficou na casa dos -6ºc.  Estes registros são de fevereiro de 2011, uma onda de frio que foi localmente histórica (recorde estadual em Oklahoma com -35ºc, e registros históricos pontuais no oeste do Texas e no Novo México), mas a parte “histórica” do frio evitou completamente as principais cidades do Texas (fora El Paso).  Se o “core” deste evento de 2011 houvesse atingido Dallas com neve no solo, teria feito menos de -20ºc em alguns subúrbios, e até -17/-18ºc na área mais urbanizada.

 

Para o próximo evento, a última previsão oficial do NWS (ignorando os devaneios dos modelos) indica mínima absoluta de -13ºc em Dallas na madrugada da próxima terça-feira, o que quebraria facilmente o recorde de mínima do século XXI, mas não considero um valor histórico, pois a mínima do século até agora está muito aquém do potencial, a “amostra” de ondas de frio até momento foi fraca na cidade.  Diria que será um evento muito forte para Dallas.  A menor máxima prevista é de -7ºc (na próxima segunda), muito perto do recorde vigente do século (02/02/2011), a chance de quebrar o recorde é menor que na mínima.  Vamos ver como serão os próximos ajustes na previsão.

 

Em Houston, o recorde absoluto foi de -15ºc em janeiro de 1930, e fez -14,5ºc em fevereiro de 1899 (mas este mais antigo foi registrado num terraço, ou teria sido ainda menor).  A última previsão (NWS) indica que poderá fazer -6ºc em Houston (madrugada mais fria), o que seria o menor valor apenas desde 01/2018 (-7ºc).  Mas teremos ajustes ainda, que podem reduzir ou intensificar um pouco o frio previsto.

 

 

  • Like 5
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

5 horas atrás, Wallace Rezende disse:

 

Os recordes históricos de Dallas foram registrados na grande onda de frio de 1899, com -23ºc (mínima) e -11/12ºc (máxima) no dia 12/02//1899.  Na vizinha Fort Worth fez -22ºc com máxima de -11ºc, estação em terraço na época.

 

No Século XX, a menor mínima chegou aos -19ºc/-20ºc (31/01/1949 e 18/01/1930), e a menor máxima aos -10,5ºc em 24/12/1983 (dia da menor máxima registrada em Chicago também, mas esta foi igualada em 01/1994).

 

No século XXI, mesmo levando em conta o aquecimento, os recordes de frio registrados até agora em Dallas ainda estão muito aquém do potencial que um evento (realmente) histórico traria; a menor mínima foi muito fraca, igual à menor máxima registrada em 1983 (entre -10 e -11ºc), e a menor máxima ficou na casa dos -6ºc.  Estes registros são de fevereiro de 2011, uma onda de frio que foi localmente histórica (recorde estadual em Oklahoma com -35ºc, e registros históricos pontuais no oeste do Texas e no Novo México), mas a parte “histórica” do frio evitou completamente as principais cidades do Texas (fora El Paso).  Se o “core” deste evento de 2011 houvesse atingido Dallas com neve no solo, teria feito menos de -20ºc em alguns subúrbios, e até -17/-18ºc na área mais urbanizada.

 

Para o próximo evento, a última previsão oficial do NWS (ignorando os devaneios dos modelos) indica mínima absoluta de -13ºc em Dallas na madrugada da próxima terça-feira, o que quebraria facilmente o recorde de mínima do século XXI, mas não considero um valor histórico, pois a mínima do século até agora está muito aquém do potencial, a “amostra” de ondas de frio até momento foi fraca na cidade.  Diria que será um evento muito forte para Dallas.  A menor máxima prevista é de -7ºc (na próxima segunda), muito perto do recorde vigente do século (02/02/2011), a chance de quebrar o recorde é menor que na mínima.  Vamos ver como serão os próximos ajustes na previsão.

 

Em Houston, o recorde absoluto foi de -15ºc em janeiro de 1930, e fez -14,5ºc em fevereiro de 1899 (mas este mais antigo foi registrado num terraço, ou teria sido ainda menor).  A última previsão (NWS) indica que poderá fazer -6ºc em Houston (madrugada mais fria), o que seria o menor valor apenas desde 01/2018 (-7ºc).  Mas teremos ajustes ainda, que podem reduzir ou intensificar um pouco o frio previsto.

 

 

 

Wallace, estou impressionado, na última rodada do Ecmwf mostra mínima de -18°C para Dallas na próxima Terça-feira, vamos seguir acompanhando. 

 

E sobre as ondas de frio históricas dos séculos passados....bom, não adianta, elas só serão superadas quando o planeta voltar a esfriar. Para os padrões do século atual, estou achando essa futura  MP uma coisa monstruosa. 

  • Like 4
Link to comment
Share on other sites

1 hora atrás, ricardosilva disse:

 

Segundo o Wikipedia a menor temperatura já registrada no Texas foi de -31°C. Isso mostra a força desse frio na região.

 

Não tenho dúvidas de que será no mínimo a maior MP deste século -até o momento- nesse famoso estado americano. Fevereiro está dando o que falar nos EUA e Canadá, após um início de inverno fraco. 

  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

Frio extremamente forte para as latitudes subtropicais, incrível. Um exemplo é Corpus Christi que é litoral e com mesma latitude de Florianópolis, deve registrar até -6 negativos com algum percentual de neveLake Charles na mesma latitude de Porto Alegre que deve registrar até -9 negativos, com máxima de -1 negativo e neve mais ampla. Não é pra qualquer um não, é um frio que jamais vamos ver no nosso país, nossa latitude chora ao ver esse frio monstruoso, quando chega 0ºC já é muito pra nós, hehe

Edited by Guilherme Wawrzyniec
  • Like 7
Link to comment
Share on other sites

24 minutos atrás, Guilherme Wawrzyniec disse:

Frio extremamente forte para as latitudes subtropicais, incrível. Um exemplo é Corpus Christi que é litoral e com mesma latitude de Florianópolis, deve registrar até -6 negativos com algum percentual de neveLake Charles na mesma latitude de Porto Alegre que deve registrar até -9 negativos, com máxima de -1 negativo e neve mais ampla. Não é pra qualquer um não, é um frio que jamais vamos ver no nosso país, nossa latitude chora ao ver esse frio monstruoso, quando chega 0ºC já é muito pra nós, hehe

 

O destaque no Brasil em termos de extremos de frio fica justamente para as latitudes baixas à oeste do território , com o fenômeno da friagem. Como já foi dito aqui, possivelmente nenhum outro lugar do mundo tem friagens em locais quase na linha do Equador como ocorre aqui. 

  • Like 4
Link to comment
Share on other sites

On 2/9/2021 at 3:18 AM, Leandro Leite said:

Dallas parece que é na latitude do Uruguai, mas no Uruguai nem dá esse frio. 

image.png.a5951ab43f3eddea0aee1abcef7b1cba.png

 

Dallas esta en la latitud de Paysandu, en el noroeste de Uruguay.

 

Dallas posee un clima extremado, tanto en invierno como en verano.

 

En nunguna ciudad  Uruguay no se da ni el frio puntual que se puede dar en invierno en Dallas ni el calor que se da durante todo el verano que se da en Dallas.

Dallas por su clima subtropical continentalizado es mas calida que cualquier ciudad de Uruguay a pesar de que en invierno se puedan alcanzar extremos que en Uruguay no ocurren.

 

Si observamos las temperaturas invernales de Dallas fuera de las olas de frio extremas que se pueden dar el invierno vemos que es normal que se superen los 20°C de maxima

No es un invierno especialmente frio.

 

Febrero 2021 en Dallas:

image.png.06c1086bfdd6d9e2c763401a865483fc.png

 

Enero 2021 en Dallas;

image.png.6f372848e82e0ccb37d14aba3d497aa3.png

 

Como contracara el verano texano  es un horno de punta a punta donde la temperatura nunca baja de 20°C, de hecho practicamente no baja de 24°C; y que a su vez supera los 30°C con holgura practicamente todos los dias,sin excepcion, ademas el verano es humedo.

 

 Julio 2020 en Dallas:

image.png.36dadff2d9e1f61b3d820b3f0a0db694.png

Agosto 2020 en Dallas:

image.png.654545e185ad95fc610ab9ff5ca19333.png

 

 

 

Edited by Pablo MQL
  • Like 8
Link to comment
Share on other sites

18 minutos atrás, Pablo MQL disse:

image.png.a5951ab43f3eddea0aee1abcef7b1cba.png

 

Dallas esta en la latitud de Paysandu, en el noroeste de Uruguay.

 

Dallas posee un clima extremado, tanto en invierno como en verano.

 

En nunguna ciudad  Uruguay no se da ni el frio puntual que se puede dar en invierno en Dallas ni el calor que se da durante todo el verano que se da en Dallas.

Dallas por su clima subtropical continentalizado es mas calida que cualquier ciudad de Uruguay a pesar de que en invierno se puedan alcanzar extremos que en Uruguay no ocurren.

 

Si observamos las temperaturas invernales de Dallas fuera de las olas de frio extremas que se pueden dar el invierno vemos que es normal que se superen los 20°C de maxima

No es un invierno especialmente frio.

 

Febrero 2021 en Dallas:

image.png.06c1086bfdd6d9e2c763401a865483fc.png

 

Enero 2021 en Dallas;

image.png.6f372848e82e0ccb37d14aba3d497aa3.png

 

Como contracara el verano texano  es un horno de punta a punta donde la temperatura nunca baja de 20°C, de hecho practicamente no baja de 24°C; y que a su vez supera los 30°C con holgura practicamente todos los dias,sin excepcion, ademas el verano es humedo.

 

 Julio 2020 en Dallas:

image.png.36dadff2d9e1f61b3d820b3f0a0db694.png

Agosto 2020 en Dallas:

image.png.654545e185ad95fc610ab9ff5ca19333.png

 

 

 

 

Perfeito, Pablo. Por esse motivo é que prefiro climas mais equilibrados como o do Uruguai. Ok, não há frio extremo, mas também não ocorrem verões desagradáveis como são os de várias cidades de latitudes semelhantes, como a própria Dallas, mas também Shanghai, Tóquio, etc. Gosto de dinâmica atmosférica, mas isso não significa que eu não prefira estações do ano mais favoráveis ao conforto humano. Essa é minha prioridade.

  • Like 7
Link to comment
Share on other sites

Prefiro o clima do Uruguai também, não aguentaria a parte tórrida do ano no Texas, que dura vários meses. 

 

Eu até gostaria de um inverno com alguns eventos extremos com frio e neve de vez em quando, pra sair da mesmice, mas mesmo assim tendo a preferir o conforto térmico, algo mais próximo das nossas temperaturas.

 

Será que não existe algum clima exatamente como o da minha cidade, com média de 22⁰C no verão e 12⁰C no inverno, mas sujeito a alguma MP estilo essa texana uma ou duas vezes por ano? hahaha

  • Like 4
Link to comment
Share on other sites

3 minutos atrás, Renan disse:

 

Meus olhos chegam a lacrimejar vendo essas notícias. Com tantos recordes de calor sendo quebrados, ver que o frio ainda pode surpreender é algo encantador e emocionante. Me dá esperanças do mesmo acontecer aqui no Brasil. 

 

 

 

eu não entendo nada de Meteorologia, mas sinto que esse ano nós vamo tudo CONGELAH

 

 

image.png.2156165979132f457792aede01ff55b4.png

 

 

  • Like 4
  • Haha 2
Link to comment
Share on other sites

3 horas atrás, EduardoFinatto disse:

Prefiro o clima do Uruguai também, não aguentaria a parte tórrida do ano no Texas, que dura vários meses. 

 

Eu até gostaria de um inverno com alguns eventos extremos com frio e neve de vez em quando, pra sair da mesmice, mas mesmo assim tendo a preferir o conforto térmico, algo mais próximo das nossas temperaturas.

 

Será que não existe algum clima exatamente como o da minha cidade, com média de 22⁰C no verão e 12⁰C no inverno, mas sujeito a alguma MP estilo essa texana uma ou duas vezes por ano? hahaha

 

Não se pode ter tudo nessa vida.

 

Eu arrisco dizer que moraria com prazer em Dallas, Houston, Nova Orléans, se fosse pra ser recompensado com um inverno sob constante risco de alguma invasão polar forte como é o americano. Lá eu só não gosto do clima de Los Angeles (muito marasmo) e o da Flórida , de Jacksonville para baixo (muito quente o ano todo).

 

Aqui no Brasil o único lugar que na minha visão tem algo próximo nesse sentido é Ponta Porã.

  • Like 7
Link to comment
Share on other sites

19 minutos atrás, ricardosilva disse:

Aqui no Brasil o único lugar que na minha visão tem algo próximo nesse sentido é Ponta Porã.

 

Mas Ponta Porã se destaca muito (Em termos de Brasil) na invasão de grandes ondas de frio continentais.

Em anos em que isso não ocorre ou ocorre de maneira fraca, em anos com predomínio de MPs marítimas, Ponta Porã também vira uma mesmice no inverno.

  • Like 5
Link to comment
Share on other sites

Cuiabá tem uma das melhores dinâmicas do País entre as capitais, só pra citar um exemplo bem recente, em agosto último caiu de 41 C pra 11 C em cerca de 40 horas, graças ao calor extremo Cuiabá tem médias anuais superiores a diversas capitais do Nordeste, mesmo nessas não havendo dias frios, as capitais nordestinas pra mim são desinteressantes do ponto de vista climático, mas algumas são bem preferíveis em certas épocas do ano quando o calor torra o Centro-Oeste. 

Edited by Leandro Leite
Link to comment
Share on other sites

4 horas atrás, Aldo Santos disse:

 

Mas Ponta Porã se destaca muito (Em termos de Brasil) na invasão de grandes ondas de frio continentais.

Em anos em que isso não ocorre ou ocorre de maneira fraca, em anos com predomínio de MPs marítimas, Ponta Porã também vira uma mesmice no inverno.

 

Sim, por isso que fiz a ressalva de ser "próximo", mas na real, mencionar qualquer cidade brasileira aqui é praticamente insultar o clima norte americano, talvez o mais selvagem do mundo fora dos pólos e da mãe Rússia.

  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.