Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

Monitoramento e Previsão - Brasil/América do Sul - Junho/2020


Recommended Posts

Bom dia. Pelotas amanheceu gelada. Garoou durante a noite e o minuano sopra com vontade na rua. Sobre a análise das rodadas futuras, represando o frio no sul, isso me lembra o cenário de 2013 onde tivemos nevadas em SC e RS. Sobre as "tretas" do HEDGSPA, se não me falhe a memória, ele nasceu em PM mas estava morando em Bom Jesus. Eu fui um dos que discuti com ele a respeito de Pinheiro Machado pois para mim toda a serra do sudeste é mais ou menos homogênea. Agora, um detalhe é indiscutível, PM é o "parapeito" do RS, a que enfrenta a advecção rigorosa do minuano em altitude antes das outras, e aí ela impõe respeito mesmo.

  • Like 10
Link to comment
Share on other sites

11 horas atrás, Ivan disse:

Grande amplitude térmica no 1° dia de junho em Barra do Piraí-RJ.

Começamos com sub-10 e chegamos a quase 30°C.

IMG_20200601_213224.jpg

E hoje outra sub 10°C: mínima de 9,3°C e nevoeiro, que dissipou rapidamente.

 

Outras mínimas:

 

Resende: 8,8°C (8ª sub 10 seguida)

Rio Claro: 9,4°C

Três Rios: 9,6°C

  • Like 12
Link to comment
Share on other sites

Mínimas na RMRJ hoje:

 

Xerém (Duque de Caxias): 12,4°
Alto da boa vista (Rio de Janeiro): 13,2°
Ecologia Agrícola (Seropédica): 13,9°
Vila Militar (Rio de Janeiro): 14,0°
Marambaia (Rio de Janeiro): 16,2°
Barreto (Niterói): 16,4°
Tijuca (Rio de Janeiro): 17,1°
Cidade Universitária/UFRJ (Rio de Janeiro): 19,0°
Copacabana (Rio de Janeiro): 19,9°

 

fonte: PWS / Alerta Rio / INMET

  • Like 16
Link to comment
Share on other sites

49 minutos atrás, Rafael disse:

Bom dia a todos, excelente minima de 2,6°C em Salinas no início da manhã e 7,8°C aqui em casa. Pra variar a UERJ está fora do ar. No momento (8:30), 13°C.

Rafael,

a mínima do ano.Se não tivesse ventado nas madrugadas dos últimos dias de maio, as mínimas teriam caído abaixo de 2,6ºC.

  • Like 7
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

Bom dia, meus caros!

Ontem BH teve mais uma noite gelada, com mínima de 10,9⁰ C em casa, no São Bento (Não chequei a máxima da tarde, pois tive de vir a São Paulo ontem, de onde falo no momento).

Até minha cadela, que deu à luz alguns filhotes e fica na casa de bonecas da minha filha no quintal, sentiu frio e procurou outro lugar pra ficar com os filhotes

Mas uma coisa me intrigou: observei no meu gramado uma parte com orvalho mais grosso e vi algumas folhas com.uma película esbranquiçada, semelhante a geada. Achei bem curiosa a observação e confesso que me parece geada, algo que  salvo em alguma situação excepcionalíssima (como a dos 3 graus em 01/06/1979), jamais esperava ver em BH.

Mas fica a pergunta: é possível a temperatura da relva atingir zero grau com uma temperatura do ar na casa dos 10 graus?

Aguardo a opinião de vocês (se alguém tiver interesse, tenho mais fotos e vídeos da observação)..

 

20200601_083553.thumb.jpg.095661d24f337f88804da61d035b0bdd.jpg

20200601_083752.jpg

20200601_082720.jpg

Edited by Rafael MG
  • Like 6
  • Thanks 2
  • Haha 3
Link to comment
Share on other sites

Bom dia.

De madrugada choveu forte em Pombal, com raios e trovões.

Foram 32,6 mm no meu pluviômetro. 

 

A estação do CEMADEN teve 16,8 mm e a oficial da AESA teve 31,3 mm e com isso Junho já tem quase 80% da média (39,2 mm) só com essa chuva.

 

No sertão, de acordo com a AESA, tivemos:

 

49 mm em Marizópolis

47 mm em Malta

46,6 mm em São Francisco

41,9 mm em Sousa/São Gonçalo

33,5 mm em São Domingos

 

De acordo com o CEMADEN, a cidade de Sousa teve 59 mm no bairro Gato Preto e 54,2 mm na Fz. Cesário.

 

Há chance de chuva no dia de hoje também na região.

 

Screenshot_20200602-083113.thumb.png.74a9e8c124299f9c856ad885bb879cfb.png

Imagem de radar da madrugada.

Edited by CloudCb
  • Like 16
Link to comment
Share on other sites

1 hora atrás, Moretão disse:

 

Não é por eu conhecer apenas do PC que te dá o direito de dizer qualquer coisa. O fórum tem o compromisso com a verdade e com a ciência e não com a livre autorização de criar novos conceitos topoǵraficos.

 

Se é verdade o que você diz, você pode provar e terá paciência para isso. Agora se meu post te tira a paciência é porque realmente seu post de verdade tem pouco, ou nada.

Não. porque tu é apenas um chato de galocha que pensa que sabe de algo apenas por informações de PC 

O relevo pinheirense é uma depressão sim.

Melhore duas fontes de internet, pois estão deficientes e quando quiser discutir faça por MP.

Edited by Lucas Venturini
  • Like 1
  • Confused 3
Link to comment
Share on other sites

24 minutos atrás, Rafael MG disse:

Mas uma coisa me intrigou: observei no meu gramado uma parte com orvalho mais grosso e vi algumas folhas com.uma película esbranquiçada. Achei bem curiosa a observação.

20200601_083553.thumb.jpg.095661d24f337f88804da61d035b0bdd.jpg

 

 

Bom dia... Dando zoom na imagem, aliás bem focada, parabéns, da pra ver uma caskinha de gelo na folha e sem dúvida houve congelamento do orvalho.

Em tempo seco, a temperatura na relva pode surpreender, por isso a importância de um registro. Já anotei diferenças em mais de 10°C entre abrigo e relva.AirBrush_20200602095904.jpg.9dccbce8fc8f19a0a165e16f3e81413e.jpg

  • Like 3
  • Thanks 5
  • Haha 4
  • Confused 1
Link to comment
Share on other sites

Uma mínima surpreendente mesmo com tempo bastante fechado, 6,4ºCO sol a qualquer momento pode aparecer mas não será um dia totalmente limpo, ao anoitecer o tempo volta a ficar fechado. Hoje a máxima não deve passar dos 15ºC. Já a chuva, bom.. está complicado, apenas 0,6 mm mas ainda tem os próximos dias, se o Euro não sumir com a bendita. Rancho Queimado/SC.

  • Like 9
Link to comment
Share on other sites

29 minutos atrás, Carlos Campos disse:

Bom dia... Dando zoom na imagem, aliás bem focada, parabéns, da pra ver uma caskinha de gelo na folha e sem dúvida houve congelamento do orvalho.

Em tempo seco, a temperatura na relva pode surpreender, por isso a importância de um registro. Já anotei diferenças em mais de 10°C entre abrigo e relva.AirBrush_20200602095904.jpg.9dccbce8fc8f19a0a165e16f3e81413e.jpg


Eu fico impressionado com essas diferenças de temperatura a 2m e relva. 
Tenho sensor de relva nas minhas estações Davis do Bairro Languiru, Linha Welp, Linha Catarina e Lagoa da Harmonia. Estão localizados de 5 a 10 cm do chão, que é o padrão. Raramente dá diferença maior que 2°C, portanto, aqui em Teutônia, geada só com 1,X °C a 2m.

Aqui imagens dos sensores de relva de Languiru, Catarina e Welp:

P_20180614_164800_vHDR_Auto.thumb.jpg.8615c23747d08ef6ac0fdf542c084b9d.jpg

P_20180615_075053_vHDR_Auto.thumb.jpg.a39d6246420c4366fe6fe3f3c6cf378f.jpg

P_20170609_160508_vHDR_Auto.thumb.jpg.53cf5612f3ef179cfc8ca6ab20c5ac19.jpg

  • Like 8
  • Thanks 3
Link to comment
Share on other sites

14 minutos atrás, fredericowessel disse:


Eu fico impressionado com essas diferenças de temperatura a 2m e relva. 
Tenho sensor de relva nas minhas estações Davis do Bairro Languiru, Linha Welp, Linha Catarina e Lagoa da Harmonia. Estão localizados de 5 a 10 cm do chão, que é o padrão. Raramente dá diferença maior que 2°C, portanto, aqui em Teutônia, geada só com 1,X °C a 2m.

Aqui imagens dos sensores de relva de Languiru, Catarina e Welp:

P_20180614_164800_vHDR_Auto.thumb.jpg.8615c23747d08ef6ac0fdf542c084b9d.jpg

P_20180615_075053_vHDR_Auto.thumb.jpg.a39d6246420c4366fe6fe3f3c6cf378f.jpg

P_20170609_160508_vHDR_Auto.thumb.jpg.53cf5612f3ef179cfc8ca6ab20c5ac19.jpg

Possivelmente essa pekena diferença aí na região possa ser atribuída à umidade elevada ou ao relevo. Não tenho idéia...

Um estudo feito nas diversas regiões paranaenses mostra uma diferença significativa entre abrigo e relva, chegando à um valor MÉDIO de 5,0°C no estado.

Average-difference-between-the-minimum-screen-and-grass-temperatures-for-eight-regions_1.png.3491def935f47e556cd2eadb2275e8ad.png

No norte paranaense esse valor atinge 6,3°C.

 

https://www.researchgate.net/figure/Meteorological-stations-of-the-Agronomic-Institute-of-Parana-geographical-coordinates_tbl1_329640124

 

Abraço

  • Like 4
  • Thanks 3
Link to comment
Share on other sites

33 minutos atrás, Elieder disse:

Bom dia a todos, estou esperando a tão aguardada chuva aqui em SP, ainda que venha fraca.

 

Screenshot_20200602-104954.thumb.png.56d46c72014e8fc11aed03195f77b97a.png

Aqui mais ao Sul, temos um mix entre garoa forte e chuva fraca , começou a pouco essa chuva.

 

Hoje tivemos uma mínima de 14,6 graus no Sesc Inmet , mínima mais alta dos últimos 10 dias.

 

As 11 h tínhamos 15,3 graus, sensação boa de frio.

  • Like 7
  • Thanks 2
Link to comment
Share on other sites

29 minutos atrás, Renan disse:

 

Que mês incrível !!! Se a minha estação existisse, teria registrado uma média de 07,x / 22,x.

Mas será que o fator baixada aos pés do Parque Nacional de Itatiaia não influenciam nesses valores sensacionais? Observe a amplitude térmica(2°-24°C) .

Acredito que as mínimas absolutas em JF  são superiores as de Resende, porém, as máximas são bem mais suaves em JF.

Eu acho o clima de JF muito mais agradável do que o nosso vale do paraíba fluminense, principalmente no verão.

Mas acredito que as mínimas absolutas de Resende são melhores.

Resende está localizada a SW em relação a JF e o desnível altimétrico na região das agulhas negras é superior a 2 mil metros.

Percebo que Resende enfrenta menos MM também.

Enfim, uma pena não termos os dados da sua baixada para compararmos. rsrsrs

Edited by Ivan
  • Like 6
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

Apenas complementando o assunto diferença relva x abrigo, uma notícia da geada em Palmas de Maio/16, mostrando a grande amplitude registrada na estação local, sendo observada temperatura de -7,6°C na relva e -0,8°C no abrigo.Screenshot_20200602-111647_1.png.33201ba07505b75ef60e69f6ef0e21aa.png

No dia 2/Maio/16 a diferença atingiu 9,2°C, com -4,6°C na relva e +4,6°C no abrigo.

Screenshot_20200602-111716.png.39a41fb1c4db23d22e2222a50626fe56.png

  • Like 7
  • Thanks 3
Link to comment
Share on other sites

DIFERENÇAS GRANDES SÃO MAIS COMUNS EM LOCAIS ALTOS. AQUI JÁ TEVE 3,0 COM -11,++ NO INMET. EM CASA JÁ TIVE MAIS DE 10°C DE DIFERENÇA, COMO AGORA TEM MAIS ÁRVORES CAIU PARA 2/5°C EM MÉDIA, NO AUGE DO INVERNO, MAIS ABERTO (ÁRVORES "PELADAS") AUMENTA UM POUCO + A DIFERENÇA

 

 

NA FOTO DE BH NÃO PARECE GEADA. ELE TOCOU? NA FOTO ABAIXO SE NÃO FALAR E DIZER O LOCAL E TEMPERATURA VÃO DIZER QUE É ORVALHO, E É, SÓ QUE CONGELADO. A GRAMA ESTAVA DURA E TINHA GELO, NADA DE ÁGUA. 1,9 NO ABRIGO E NEGATIVO NA RELVA.image.thumb.png.d83022f204c9830f2fb9f3339a814db7.png

28_ABRIL_MINIMAS.PNG

  • Like 8
  • Thanks 2
Link to comment
Share on other sites

Após uma sequência de dias seguidos com SUB 10 (Marsilac com 09, média de 4,07℃ no período / Capela do Socorro com 09, média de 5,37℃ / Parelheiros com 08, média de 8,27℃ / IAG com 07, média de 8,37℃), com o aumento da nebulosidade, tivemos os seguintes registros em São Paulo no dia de hoje:

 

- CGE CAPELA DO SOCORRO: 10,3℃

- CGE MARSILAC: 10,8℃

- CGE PERUS: 12,1℃

- CGE SÃO MATEUS: 13,0℃

 

- IAG: 13,5℃

 

- INMET SESC: 14,6℃

- INMET MIRANTE: 15,0℃

 

No momento, medição das 12 horas, temos 16,2℃ na região do Jabaquara.

  • Like 7
Link to comment
Share on other sites

41 minutos atrás, Ivan disse:

Mas será que o fator baixada aos pés do Parque Nacional de Itatiaia não influenciam nesses valores sensacionais? Observe a amplitude térmica(2°-24°C) .

Acredito que as mínimas absolutas em JF  são superiores as de Resende, porém, as máximas são bem mais suaves em JF.

Eu acho o clima de JF muito mais agradável do que o nosso vale do paraíba fluminense, principalmente no verão.

Mas acredito que as mínimas absolutas de Resende são melhores.

Resende está localizada a SW em relação a JF e o desnível altimétrico na região das agulhas negras é superior a 2 mil metros.

Percebo que Resende enfrenta menos MM também.

Enfim, uma pena não termos os dados da sua baixada para compararmos. rsrsrs

 

Caro Ivan, suas análises fazem sentido, e realmente Resende tem menos MM que aqui. Contudo, essas mínimas absolutas da antiga estação de Coronel Pacheco que o @marinhonani postou no tópico dos resumos mensais, me fazem reprensar sobre o potencial de frio que JF e região possuem...pois são duas cidades bem próximas, com uma dinâmica atmosférica igual, só que lá está 300m mais baixo que minha baixada.

 

O potencial real de frio nas baixadas é desconhecido por aqui, visto a estação estar em topo. Tenho os dados dela de 1961 até 1972, quando ainda estava na região central da cidade, em baixada. As mínimas são boas, bem melhores que na posição atual, porém a estação já estava dentro da urbanização.

 

Gostaria muito dos dados no BDMEP pré-1960, voltando até 1900...aí sim, o verdadeiro potencial estaria demonstrado. Temos alguns belos registros de mínimas absolutas próximas de zero grau nesses períodos antigos, o que demonstra uma parte da nossa força. Mas gostaria de ver os dados diários e as médias mensais, ano a ano.

 

Isso sem falar das baixadas altas que a cidade possui, em locais com muitos moradores. Baixadas na cota dos 850 / 870 metros são comuns em vários bairros. A estação do INMET ficava próxima ao vale do Paraibuna, a pouco menos de 700m de altitude. 

 

Em suma: Acredito fielmente em temperaturas negativas nos eventos mais intensos de frio na cidade, com geada forte. Tenho motivos para crer nisso, visto o espetáculo que registrei ano passado mesmo, numa MP forte porém não histórica.

 

Vou postar os dados da minha estação nesse mês de Maio lá no tópico certo. Vamos então comparar com Resende, Três Rios e Barra do Piraí.

  • Like 7
Link to comment
Share on other sites

14 horas atrás, Wallace Rezende disse:

 

Natural de ocorrer, isso é verdade mesmo.  No mais, por mais que seja frustrante ter outro junho acima da média na maior parte da Região Sudeste (o que tudo indica que vai acontecer este ano), visto que entre 2012 e 2019 apenas 2016 não fechou acima da média na maior parte região, a prioridade agora é o restabelecimento das chuvas mais regulares no leste da Região Sul e numa parte de SP, que vêm enfrentando um regime de chuvas abaixo da média/irregulares desde o segundo semestre de 2019, e com grande agravamento a partir de março de 2020.

 

Mas, para isso, acontecer, é preciso um padrão atmosférico que bloqueie o frio mais ao sul e deixe o sudeste morno (segurando um corredor de umidade por mais tempo no “meio do caminho”, onde a chuva está em falta).  Não fosse essa seca histórica, e o potencial de amenização da seca que o padrão atmosférico que está se estabelecendo traz, eu estaria lamentando profundamente as perspectivas para este mês de junho, que são de total ausência de resfriamento noturno decente a perder de vista para a nossa região, mas diante do quadro exposto eu aceito de bom grado.

 

Jamais tive expectativas altas sobre inverno 2020, pois em tempos de aquecimento global períodos de temperatura dentro ou abaixo da media em uma determinada região do globo (como o que vem ocorrendo desde fevereiro ou março em diferentes áreas da Região Sudeste) normalmente são compensados por períodos ainda mais longos de temperatura acima da média, e estava ficando insustentável esta sequência de meses frescos.  Ao mesmo tempo, nada impede que bons eventos de frio aconteçam mais à frente, ainda que não resultem em médias mensais baixas (é até natural que ocorram, dada a ausência de fortes advecções de frio até agora no Brasil).  Basta lembrar de 1994, as médias mensais daquele inverno não foram nada demais, inclusive várias estações fecharam JJA acima da média (a vigente, 1961/1990) em 1994, mas dois eventos bem fortes bastaram para criar uma imagem idealizada daquele inverno, que sequer foi frio (e se acontecesse algo parecido com 1994 este ano eu já ficaria muito satisfeito, pois para mim um grande evento de frio num mês dentro ou levemente acima da média é mais interessante que vários eventos fracos num mês um pouco abaixo da média, como foi o caso de maio de 2020 aqui no Rio e aí em JF).  Claro que os eventos de 1994 (aqui, principalmente o de junho) foram muito fortes ou até históricos em algumas cidades, e a chance de se repetirem (em magnitude) num determinado ano é muito pequena, mas se for algo mais enfraquecido (mais ainda bem forte) está bom.  O meu foco para o inverno 2020 está mais nos eventos, e não nas médias mensais.

 

Caro Wallace, eu prefiro acreditar assim: As ondas de calor bizarras e os recordes de desvios positivos de temperatura nesta década de 2010 foram o auge dos efeitos do AG no país. Agora estamos colhendo a compensação, neste 2020. Não chega a ser uma compensação à altura daqueles desvios, porém já nos coloca uma lembrança boa dos anos 70 e 80. Afinal, o AG existe sim, porém a subida das temperaturas é muito vagarosa, não é possível que o superaquecimento do planeta entre 2014 e 2019 seja fruto só de uma mudança humana, acho que tem muito mais aí. Não sou cientista, então posso colocar minha mão no fogo que não terei a reputação queimada...mas eu acredito, sinceramente, que essa década de 2020 será MENOS QUENTE que a década passada. A tendência de aquecimento existe, porém não significa que cada ano será um novo recorde de anomalias. Existem muitos outros fatores em jogo, fatores naturais.

 

E estou contigo nessa torcida por um evento marcante, mais do que pela expectativa de um inverno de médias boas. A Climatempo neste mês de Junho-20 lançou a seguinte previsão atualizada: "Primeira quinzena acima da média, e na segunda quinzena teremos episódios de frio mais intensos que os de Maio". Em resumo foi isso que eles disseram. A íntegra está aqui:

 

https://www.climatempo.com.br/noticia/2020/06/02/como-sera-clima-em-junho-em-sp--3866

  • Like 7
  • Thanks 2
Link to comment
Share on other sites

7 minutos atrás, Matheus Vinicius disse:

É 12:00 e temos 12° em Curitiba.

céu nublado.

 

Corre lá pra fora, aproveite, hoje é o dia que você esperava há tempos, que reclamava muitas vezes durante o verão. Não fique em casa, viva esse momento e passeie lá fora (de máscara).

  • Like 1
  • Haha 7
Link to comment
Share on other sites

Interessante é que até agora neste ano Primavera do Leste teve máxima diurna sub-15, entre 7 da manhã e 7 da noite no dia 23 de maio, e Porto Alegre não, a menor máxima ficou em 15,X C ontem, Cuiabá teve máxima diurna de 17,5 C também em 23 de maio, quanto às mínimas as diferenças são pequenas entre o INMET em Primavera e Porto Alegre, 10,2 C X 8,1 C, em Campo Verde a máxima diurna de 23/05 foi de 15,X C no INMET, ano passado não teve uma máxima diurna inferior a 20 C, é a lei da compensação, em 2015 essa mesma cidade não teve máxima diurna sub-20, enquanto que em 2016 já em abril teve máxima sub-15, voltando pra esse ano o Rio Sapé em Primavera até agora ganha de POA em mínima absoluta (5,9 C) e também teve máxima diurna de 15,X C, Porto Alegre tem um clima quente para os padrões gaúchos, entre dezembro e fevereiro ''Cuiabá'' se muda para lá, mas certamente nesse mês ou no próximo a capital gaúcha deve ter mínimas sub-5 e máximas pouco acima de 10 C.  

Edited by Leandro Leite
  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

12:30

Toledo 19,9°

Campo Mourão 19,1°

Telêmaco Borba 18,8°

Cianorte 18,2°

Assis Chateaubriand 18°

Cambará 18°

Londrina 17,9°

Palotina 17,6°

Guarapuava 16,6°

Maringá 16,4°

Pato Branco 16,3°

Palmas 16°

Paranavaí 16,1°

Francisco Beltrão 16°

Foz do Iguaçu 15,9°

Guaratuba 15,2°

Ponta Grossa 15,2°

Lapa 14,1°

Umuarama 14°

Altônia 13,7°

Guaíra 13,6°

Curitiba 12,9°

Pinhais 12,5°

 

Resumo-tudo bagunçado

  • Like 12
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

Depois de quase 8 anos, o açude de Coremas, localizado no centro do sertão da PB (é o principal responsável pelo abastecimento de Pombal e vários outros municípios da região) consegue atingir a marca dos 60% de sua capacidade. Atualmente tem aprox. 446 milhões de m³ (tem capacidade para aprox. 744 milhões de m³). As informações são da AESA.

 

A última vez que o reservatório tinha 60% de sua capacidade foi no dia 6 de julho de 2012 (com 60,05%). Nos anos seguintes a 2012, o nível foi caindo (a chuva que ocorria apenas segurava um pouco a queda), e no dia 11 de fevereiro de 2017 ele atingiu seu menor nível: 2,39%, praticamente secou, algo que nem a seca de 1983 havia feito. Mas com as chuvas desse ano o manancial se recuperou e agora temos uma situação confortável para pelo menos 2/3 anos.

 

Abaixo mapa da localização do açude.

Screenshot_20200602-123658.thumb.png.1b9343a392ba16a204b54d8ef2ec8821.png

 

Voltando ao monitoramento, já temos núcleos de chuva atuando no Cariri da PB.

Screenshot_20200602-123934.png.ea4df401b35997f362ecb30de693bc60.png

Edited by CloudCb
  • Like 12
  • Thanks 2
Link to comment
Share on other sites

1 hora atrás, Juzinho disse:

Aqui mais ao Sul, temos um mix entre garoa forte e chuva fraca , começou a pouco essa chuva.

 

Hoje tivemos uma mínima de 14,6 graus no Sesc Inmet , mínima mais alta dos últimos 10 dias.

 

As 11 h tínhamos 15,3 graus, sensação boa de frio.

Graças a Deus, aqui já está chovendo (fraco), imagino que ela vai ficar nesse patamar mesmo. Aqui ainda não está tão frio não, dá até pra ficar sem blusa

  • Like 4
Link to comment
Share on other sites

Guest
This topic is now closed to further replies.
 Share

×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.