Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

Fotos de neve


Renan
 Share

Recommended Posts

  • 2 weeks later...

Dia 12 de Dezembro de 2019 houve o uma noite de Lua Cheia com bastante neve no chão. Isso combinado com uma região rural com pouca poluição fez a noite parecer "dia". Já havia postado essas fotos antes mas resolvi postar aqui pra arquivar. (Local: Cornwall, Connecticut) 

photo_2019-12-12_11-48-46.jpg

photo_2019-12-12_11-48-48 (2).jpg

photo_2019-12-12_11-48-48.jpg

photo_2019-12-26_12-57-03.jpg

Edited by Samihr Hermes
  • Like 12
  • Thanks 2
Link to comment
Share on other sites

Já presenciei algo parecido mas sem a neve pra rebater a luz. 

Tipo eu sempre fui madrugador. Numa madrugada de inverno de Luão em 2002, alta madrugada depois de 1 da manhã a noite parecia dia, a claridade era de Aurora só que da luz da Lua somente, tava muito claro mesmo. Muito diferente de outras Luas Cheias do mesmo tamanho e na mesma posição. Fiquei encantado. 

Será que há alguma configuração atmosférica que potencializa a claridade da Lua?

  • Like 4
Link to comment
Share on other sites

21 minutes ago, Tavares said:

Já presenciei algo parecido mas sem a neve pra rebater a luz. 

Tipo eu sempre fui madrugador. Numa madrugada de inverno de Luão em 2002, alta madrugada depois de 1 da manhã a noite parecia dia, a claridade era de Aurora só que da luz da Lua somente, tava muito claro mesmo. Muito diferente de outras Luas Cheias do mesmo tamanho e na mesma posição. Fiquei encantado. 

Será que há alguma configuração atmosférica que potencializa a claridade da Lua?

 

Não sei responder sua pergunta. Obviamente a ausência de nuvens aumenta a claridade (mas isso você já sabe).

 

Eu não sou meteorólogo, mas como físico, existem três fenômenos bem básicos que consigo pensar que possam colaborar com isso: reflexão, refração e interferência construtiva. A claridade aumentar deve estar relacionada com condições atmosféricas que diminuam a reflexão da luz, fazendo ela chegar à superfície da Terra. Então imagino que o fato de ser inverno (seco, sem nuvens) tenha contribuído nesse sentido.  Já a interferência construtiva... bem teria que pesquisar, não consigo imaginar uma situação em que a atmosfera faça os raios interferirem construtivamente. No caso da refração, é tipo pensar numa lente de aumento... será que existem condições meteorológicas que criem uma grande lente de aumento no céu? kkkkkkkkkkkkkkkkk

 

Leia tudo isso como especulação, prefiro que especialistas deem respostas mais precisas. 😂😂😂😂

 

Edit: aliás, no seu perfil diz que vc é de SA. Deve ser mais raro ainda presenciar algo do tipo numa região metropolitana com bastante poluição, como SP. Deve ter sido incrível essa lua cheia de 2002.

 

Só a título de curiosidade, eles se referem a essa noite de lua cheia que acontece em Dezembro como "Cold Moon", por causa do inverno.

Edited by Samihr Hermes
  • Like 3
  • Thanks 3
Link to comment
Share on other sites

2 hours ago, Tavares said:

Já presenciei algo parecido mas sem a neve pra rebater a luz. 

Tipo eu sempre fui madrugador. Numa madrugada de inverno de Luão em 2002, alta madrugada depois de 1 da manhã a noite parecia dia, a claridade era de Aurora só que da luz da Lua somente, tava muito claro mesmo. Muito diferente de outras Luas Cheias do mesmo tamanho e na mesma posição. Fiquei encantado. 

Será que há alguma configuração atmosférica que potencializa a claridade da Lua?

Aqui no início de maio depois da passagem de uma FF a MP "varreu" a atmosfera proporcionando dias de céu azul cor de anil. E isso coincidiu com a lua cheia, somando o fato que aqui tem pouquíssima luz urbana (zona rural) era possível andar com tranquilidade e até dirigir o carro pelas estradas de terra sem luz nenhuma, ou mesmo ler um livro. Esse dia foi fantástico, a luz realmente chegava em superfície muito intensa (bem mais que o normal).

Acredito que a "transparência da atmosfera", na ausência de material particulado, poeira, umidade, deve ser um grande agente nesses eventos. Isso considerando que aqui tem aprox 450m de altitude, imagina em locais acima de 1800m. Agora essa situação com o chão forrado de neve deve ser surreal. 

Edited by Lucas Centurion
  • Like 7
  • Thanks 2
Link to comment
Share on other sites

2 horas atrás, Samihr Hermes disse:

 

Não sei responder sua pergunta. Obviamente a ausência de nuvens aumenta a claridade (mas isso você já sabe).

 

Eu não sou meteorólogo, mas como físico, existem três fenômenos bem básicos que consigo pensar que possam colaborar com isso: reflexão, refração e interferência construtiva. A claridade aumentar deve estar relacionada com condições atmosféricas que diminuam a reflexão da luz, fazendo ela chegar à superfície da Terra. Então imagino que o fato de ser inverno (seco, sem nuvens) tenha contribuído nesse sentido.  Já a interferência construtiva... bem teria que pesquisar, não consigo imaginar uma situação em que a atmosfera faça os raios interferirem construtivamente. No caso da refração, é tipo pensar numa lente de aumento... será que existem condições meteorológicas que criem uma grande lente de aumento no céu? kkkkkkkkkkkkkkkkk

 

Leia tudo isso como especulação, prefiro que especialistas deem respostas mais precisas. 😂😂😂😂

 

Edit: aliás, no seu perfil diz que vc é de SA. Deve ser mais raro ainda presenciar algo do tipo numa região metropolitana com bastante poluição, como SP. Deve ter sido incrível essa lua cheia de 2002.

 

Só a título de curiosidade, eles se referem a essa noite de lua cheia que acontece em Dezembro como "Cold Moon", por causa do inverno.

Ou alguma alteração sensorial em mim. Pode acontecer. rs

  • Haha 6
Link to comment
Share on other sites

9 horas atrás, Samihr Hermes disse:

Dia 12 de Dezembro de 2019 houve o uma noite de Lua Cheia com bastante neve no chão. Isso combinado com uma região rural com pouca poluição fez a noite parecer "dia". Já havia postado essas fotos antes mas resolvi postar aqui pra arquivar.

photo_2019-12-12_11-48-46.jpg

photo_2019-12-12_11-48-48 (2).jpg

photo_2019-12-12_11-48-48.jpg

photo_2019-12-26_12-57-03.jpg

Essas imagens são emocionantes. 

  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

  • 1 month later...
  • 2 weeks later...
  • 2 weeks later...

No Lago Negro em Gramado, neve de agosto de 2013 ao fundo, porém essa foto é de dezembro de 2019, sob uma onda de calor no RS, num dos dias mais quentes do ano, 27, quando chegou a 32 C em Canela/INMET e quase 35 C no Castelinho do Caracol, por isso passei calor no Parque do Caracol, na mesma altitude em baixada, pra Cuiabá seria um calor moderado, mas pra Canela é muito,  no Lago Negro eu comprei dois cartões postais da neve de 2013 no local, mas não tenho fotos deles.  

20191227_152505.jpg

20191227_152506.jpg

20191227_152604.jpg

Edited by Leandro Leite
  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

Pode ser uma imagem de monumento e ao ar livrePraça Dante Alighieri coberta de neve, vista a partir da rua Marquês do Herval.
Em primeiro plano, os sanitários subterrâneos com acessos individuais para o masculino e feminino e, ao centro, o Chalet Municipal. Ambas as obras foram construídas durante a Administração do Intendente Municipal Coronel José Penna de Moraes.
Caxias, 07 de julho de 1918.

  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

1 hora atrás, Gerson Ibias disse:

Pode ser uma imagem de monumento e ao ar livrePraça Dante Alighieri coberta de neve, vista a partir da rua Marquês do Herval.
Em primeiro plano, os sanitários subterrâneos com acessos individuais para o masculino e feminino e, ao centro, o Chalet Municipal. Ambas as obras foram construídas durante a Administração do Intendente Municipal Coronel José Penna de Moraes.
Caxias, 07 de julho de 1918.

Gerson Ibias,

essa onda de frio histórica, acho que durou uma semana.

As praças naquela época, tinham poucas árvores, copiavam os modelos de Paris.

Na cidade de Muriaé, na Zona da Mata de Minas, as duas praças principais do centro, também eram desprovidas de árvores nas décadas de 10 e 20 do século XX(tenho foto delas, do acervo histórico da cidade de Muriaé).

 

 

 

Edited by marinhonani
  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Um pouquinho mais sobre a nevasca de 1990 no sul de SC,mais precisamente em Rio Fortuna.

Minha mãe conta que minutos antes de começar a cair neve esfriou MUITO, e pouco tempo depois nevou ininterruptamente por 5 horas,das 9 da manhã às 2 da tarde. Segundo ela ,nos lugares sombreados a neve permaneceu sem derreter por duas semanas. Minha mãe morava no interior do muncípio, a 350 metros de altitude já próximo ao costão da Serra.  Ela também ja me disse que algumas vezes a água da torneira congela durante as geadas mais severas. O que para 350 metros é muito frio,ainda mais ficando a menos de 100km do mar.

Meu pai por outro lado ainda morava na antiga casa de meus avós,na beira do rio a 90m de altitude. E sim,nevou abaixo de 100m de altitude . Obviamente não foi tanto quanto nas áreas mais altas mas mesmo assim talvez seja a única vez que tenha caído neve no Brasil nessa altitude. Chuva congelada é mais frequente porém neve nessa altitude é raríssima. Nasci 13 anos depois disso,espero que esse evento se repita num futuro próximo.  Tenho mais duas fotos desse evento em Rio Fortuna.

FB_IMG_1616594624635.jpg

FB_IMG_1616594646166.jpg

Edited by Luide Luckmann
  • Like 5
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

13 minutos atrás, Luide Luckmann disse:

Um pouquinho mais sobre a nevasca de 1990 no sul de SC,mais precisamente em Rio Fortuna.

Minha mãe conta que minutos antes de começar a cair neve esfriou MUITO, e pouco tempo depois nevou ininterruptamente por 5 horas,das 9 da manhã às 2 da tarde. Segundo ela ,nos lugares sombreados a neve permaneceu sem derreter por duas semanas. Minha mãe morava no interior do muncípio, a 350 metros de altitude já próximo ao costão da Serra.  Ela também ja me disse que algumas vezes a água da torneira congela durante as geadas mais severas. O que para 350 metros é muito frio,ainda mais ficando a menos de 100km do mar.

Meu pai por outro lado ainda morava na antiga casa de meus avós,na beira do rio a 90m de altitude. E sim,nevou abaixo de 100m de altitude . Obviamente não foi tanto quanto nas áreas mais altas mas mesmo assim talvez seja a única vez que tenha caído neve no Brasil nessa altitude. Chuva congelada é mais frequente porém neve nessa altitude é raríssima. Nasci 13 anos depois disso,espero que esse evento se repita num futuro próximo.  Tenho mais duas fotos desse evento em Rio Fortuna.

FB_IMG_1616594624635.jpg

FB_IMG_1616594646166.jpgem 1990 meu morava em Passo Fundo e nevou o dia todo por lá, com grande acumulação, a foto que vou postar era de manhã bem cedo com meu irmão e já tinha alguma neve acumulada 

Screenshot_20210509-230750~2.png

  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

  • 4 weeks later...
2 horas atrás, Luide Luckmann disse:

Encontrei na internet mais algumas fotos de nevascas em São Joaquim, talvez algumas dessas fotos já estejam aqui e outras ainda não.

images (18).jpeg

11-800x526.jpeg

1.jpeg

7-800x533.jpeg

WhatsApp-Image-2020-08-17-at-17.03.03-800x537.jpeg

bampib.jpg

images (19).jpeg

images (21).jpeg

Luide Luckmann,

a foto do jipe e das freiras, foi na nevada histórica de 20 de julho de 1957. Essa Onda de frio de julho de 1957, foi democrática, esfriou todo RJ, grande parte de Minas e metade sul do ES.

Na convencional de Santo Antônio de Pádua-RJ,  que fica 40 km ao sul daqui de Laje do Muriaé, registrou 5,3ºC no dia 22 de julho(pena que Inmet não divulgou dados de 1957 do RJ e de Minas).Dados de temperatura somente de SP e ES, não tem dados de julho em Santa Catarina, somente PR e RS.

Edited by marinhonani
  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

6 horas atrás, marinhonani disse:

Luide Luckmann,

a foto do jipe e das freiras, foi na nevada histórica de 20 de julho de 1957. Essa Onda de frio de julho de 1957, foi democrática, esfriou todo RJ, grande parte de Minas e metade sul do ES.

Na convencional de Santo Antônio de Pádua-RJ,  que fica 40 km ao sul daqui de Laje do Muriaé, registrou 5,3ºC no dia 22 de julho(pena que Inmet não divulgou dados de 1957 do RJ e de Minas).Dados de temperatura somente de SP e ES, não tem dados de julho em Santa Catarina, somente PR e RS.

As últimas 3 fotos são todas dessa nevasca. No século passado a região de São Joaquim geralmente tinha queda de neve forte a cada 2 anos. Nevascas com mais de 50cm provavelmente eram mais comuns que hoje

Link to comment
Share on other sites

  • 2 months later...

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.