Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

Monitoramento e Previsão - Europa 2021

Topic will be automatically locked at 02:00 AM


Rodolfo Alves
 Share

Recommended Posts

Pinhel, Beira Alta.

 

Dia muito gelado em Portugal. Nas áreas do interior norte, próximas ao litoral, como no Minho (Braga, Guimarães etc), as mínimas rondaram até nos -6°C. Onde o tempo não estava fechado, negativou. Agora à tarde, marcas expressivas são vistas em todo país. A neve já caiu em localidades próximas a fronteira de Espanha, mas mais altas, acumulo foi possível. 

Em outras, como no interior do Alentejo e algumas localidades de Trás-os-Montes, a neve derreteu ao tocar o chão - mas ainda existe janela para queda. 

Às 15:00: Estremoz com 0°C. Évora 2°C. Portoalegre também 2°C. Castelo Branco 2.5°C. Beja e Elvas 3°C (todas estas cidades com baixa altitude). Na Guarda, excelente marca de -3°C (1000 mt). Trancoso -1°C. E a temperatura segue caindo na medida que o ar mais frio vai entrando ao país. No fim da tarde, deverá estar muito gelado próximo ao litoral e mesmo em locais como Lisboa e Porto 

20210109_120020.jpg

  • Like 7
  • Thanks 4
Link to comment
Share on other sites

2 horas atrás, Leandro Leite disse:

Será que algo histórico nos espera no Brasil? Espero que a La Niña permaneça ou fique no mínimo neutralidade de viés frio. 

Quem sabe sim, já está na hora de uma nevada semelhante a de agosto de 1965, se não me engano em várias cidades do RS e SC essa de 1965 é a maior que já houve, já que a média foi de 30 cm de neve em cidades do RS e SC.

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

1 hora atrás, Felipe Pelisari disse:

Quem sabe sim, já está na hora de uma nevada semelhante a de agosto de 1965, se não me engano em várias cidades do RS e SC essa de 1965 é a maior que já houve, já que a média foi de 30 cm de neve em cidades do RS e SC.

Além do sudoeste do PR. Não sei se chegou a região de Guarapuava, União da Vitória e ao sul da RM de Curitiba.

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

Estremoz, Alentejo. Próximo a fronteira da Espanha, na cota dos 400-450 mt. Dia por lá variou entre -1 e 2°C (área urbana). No verão, possui temperaturas bem altas. Chega a 40°C. No outono e primavera, grande amplitude térmica é normal. Não é tão quente nas máximas como as vizinhas (Avis e Elvas por ex), mas não faz feio. E, após 15 anos, a neve. Em janeiro de 2006, Portugal esteve coberto de neve. 

 

 

20210109_162923.jpg

20210109_162934.jpg

20210109_162957.jpg

20210109_163018.jpg

20210109_162946.jpg

20210109_163031.jpg

20210109_163041.jpg

20210109_163108.jpg

20210109_163056.jpg

20210109_163119.jpg

20210109_163131.jpg

  • Like 10
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

Um aquecimento estratosférico repentino está a provocar uma separação do vórtex polar, a corrente de ventos que durante o inverno mantém o ar frio extremo confinado ao Polo Norte.

O fenómeno atmosférico regista-se sempre que a corrente de ventos, que circula na estratosfera de oeste para leste (no sentido contrário aos ponteiros do relógio), enfraquece e "quebra", o que que permite que o ar frio desça para latitudes mais baixas, enquanto o ar quente sobe até às regiões polares

  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

Agora, Peregrine disse:

Um aquecimento estratosférico repentino está a provocar uma separação do vórtex polar, a corrente de ventos que durante o inverno mantém o ar frio extremo confinado ao Polo Norte.

O fenómeno atmosférico regista-se sempre que a corrente de ventos, que circula na estratosfera de oeste para leste (no sentido contrário aos ponteiros do relógio), enfraquece e "quebra", o que que permite que o ar frio desça para latitudes mais baixas, enquanto o ar quente sobe até às regiões polares

Finalmente uma boa notícia para o Norte do Nordeste !

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

O frio que o Euro sugeria em Moscou na quarta permeneceu nessa 12z, ele aponta -30°C na capital Russa, creio que tenha alguns anos que não se tem esse registro por lá, e ainda jogou um -38°C no final da grade!! Finalmente algo dentro da normalidade após os invernos passados sem muito destaque.

Screenshot_20210109-192643_Meteored.thumb.jpg.63859bcba58cbab7ab9b9f9868732a5a.jpg

 

E após essa nevada histórica na região de Madrid, a 12z permaneceu dando para terça, um possível recorde de menor temperatura ja registrada por lá, jogando -13°C para a capital Espanhola:

Screenshot_20210109-195004_Meteored.thumb.jpg.878b942635ab184f59e28f932805e80f.jpg

 

Para Europa central, a previsão é de frio forte, mas normal para a época nos próximos dias, mas com destaque, assim como Moscou, para o final da grade, chegando a prever até -30°C para Munique:

Screenshot_20210109-193006_Meteored.thumb.jpg.a8e8db5abf15fa43127fe89e0cdfcfe2.jpg

 

Vamos acompanhando...

 

  • Like 7
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

Nesse fim de noite na Europa janela de neve está aberta do Leste de Portugal (Beira alta, Beira Baixa, Alentejo, Trás-os-Montes) passando por grande parte do território espanhol e indo até o Sul/Sudoeste francês. Tempestade forte essa!

 

Tanto Espanha quanto Portugal estão tendo um início de 2021 extremamente frio, um contraste com, pelo menos, os últimos dois invernos que não apresentarem ondas de frio, minimamente contínuas. Os países têm registrado temperaturas baixas (e agora com a neve  e o gelo) desde o Natal, ou seja, há mais de 15 dias. Essa semana o frio se intensificou.

Temperaturas atuais  neste momento (22:45 UTC):

Faro, aberto - 4º

Beja, com nuvens - 2º

Lisboa, aberto - 6º

Viseu, nublado - 0º

Porto, aberto - 6º

 

Madrid, com nuvens - entre 1º

Barcelona, com vento e chuva - 8º

Zaragoza, nublado - 0º

Sevilha, com nuvens - 7º

Bilbao, nublado - 3º

Vigo, com nuvens - 7º

 

Próxima semana há possibilidade cada vez mais real de quebra de temperatura mínima oficial em Madrid. Depois da nevasca histórica não se pode duvidar dessa hipótese.

 

  • Like 7
Link to comment
Share on other sites

3 horas atrás, ricardosilva disse:

 

O que o frio na Europa tem a ver com o Nordeste de Brasil? Existe alguma correlação comprovada em algo?

Diria no Hemisfério Norte. Venho analisando uma Tese de Doutorado de uma Climatologista da UFCG que defende a idéia de que Ondas fortes de frio no HN trazem chuvas ao Norte do Nordeste brasileiro. Através de dados estatísticos  (calendário de chuvas da Funceme) e notícias relacionadas a fortes ondas de frio nos EUA (Internet). Um exemplo bem recente deu-se em Janeiro de 2019. Um Vórtex Polar que atingiu o Canadá e parte do território norteamericano trouxe chuvas bastantes volumosas no mês de Fevereiro em parte do território cearense.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

17 horas atrás, Gabriel Cardoso disse:

O frio que o Euro sugeria em Moscou na quarta permeneceu nessa 12z, ele aponta -30°C na capital Russa, creio que tenha alguns anos que não se tem esse registro por lá, e ainda jogou um -38°C no final da grade!! Finalmente algo dentro da normalidade após os invernos passados sem muito destaque.

Screenshot_20210109-192643_Meteored.thumb.jpg.63859bcba58cbab7ab9b9f9868732a5a.jpg

 

E após essa nevada histórica na região de Madrid, a 12z permaneceu dando para terça, um possível recorde de menor temperatura ja registrada por lá, jogando -13°C para a capital Espanhola:

Screenshot_20210109-195004_Meteored.thumb.jpg.878b942635ab184f59e28f932805e80f.jpg

 

Para Europa central, a previsão é de frio forte, mas normal para a época nos próximos dias, mas com destaque, assim como Moscou, para o final da grade, chegando a prever até -30°C para Munique:

Screenshot_20210109-193006_Meteored.thumb.jpg.a8e8db5abf15fa43127fe89e0cdfcfe2.jpg

 

Vamos acompanhando...

 

 

Essa previsão para Moscou estou no aguardo para isso acontecer, lembrando que em 2017 foi a última vez que teve uma excelente mínima por lá (quase -30). A última vez que Moscou ficou abaixo de -30 foi em 2006 e o recorde da VDNKH é -38,1.

 

E essa previsão ocorre depois que 2020 teve a maior mínima absoluta de sua história, não baixou de -15 no ano passado.

  • Like 2
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

Região de Trentino Alto Ádige 21H:

 

Trento -7,8°C (Recorde é -10,8°C de 2009, período 2008 - Presente)

Bolzano -8,0°C ( Recorde é  -12,9°C de 2017,  período 2013 - Presente)

 

Euro aponta -17°C para Bolzano amanha cedo, veremos...

Edited by Gabriel Cardoso
  • Like 4
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

16 minutos atrás, Gabriel Cardoso disse:

Região de Trentino Alto Ádige 21H:

 

Trento -7,8°C (Recorde é -10,8°C de 2009, período 2008 - Presente)

Bolzano -8,0°C ( Recorde é de -12,9°C 2017,  período 2013 - Presente)

 

Euro aponta -17°C para Bolzano amanha cedo, veremos...

Isso é em Portugal ou Espanha?

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

13 horas atrás, Wagner97 disse:

Bom dia, pessoal!

E aí, algum recorde quebrado??

Trento e Bolzano deram uma flopada hoje cedo! Mas Bolzano está se saindo muito bem essa noite, agora está -12,5°C, o recorde desde 2013 é -12,9°C. Ou seja, está quase batendo, porém, a previsão é de flopar durante a madrugada novamente, desta vez a chance de nuvens está mais alta que na noite passada, onde tínhamos o cenário perfeito.

Edited by Gabriel Cardoso
  • Like 4
Link to comment
Share on other sites

Bragança Portugal agora com -5.6°C (hoje variou entre -5.7/9.6). 1 hora da manhã de lisboa, as temperaturas:

 

• Chaves -3.9°C. Valpaços -3°C. Armamar- 2.7°C. Amarante -1.6°C. Paços de Ferreira -1.5.  Ponte de Lima - 1.6°C. Viana do Castelo (interior)  -1°C.  Barcelos -1.1°C. Guimarães -1°C. Braga 0°C. Vila do Conde 3°C (beira mar) e -1.5°C (interior). Porto 2/3°C (área urbana). Coimbra 1°C e -3°C nas áreas mais frias do redor. Leiria -1°C. São Mamede Z/R 380 mt -4.5°C (impressionante). Ourém/Santarém Z/R 120 mt -5.1°C (impressionante). Tomar Z/R 60 mt,  -4°C (impressionante). Castelo Branco -1°C. Ourondo -4.2 (pé da serra da estrela). Guarda -3°C. Trancoso -3°C. Canha, 50 mt, região de Montijo na Grande Lisboa também com -2.6°C (impressionante). Lisboa 4/5°C. Sintra 3°C. Évora 1°C. Monchique -1°C. Costa do Algarve 3 a 5°C. Mértola -2°C. Ourique  -1°C. Beja 0°C. Próximo a São Manços (Évora) -3°C. Elvas -2°C.

 

Ou seja, as baixadas vão brilhar na manhã de terça.

 

Edited by Victor Naia
  • Like 7
Link to comment
Share on other sites

Leitura das 5 horas da manhã no aeroporto de Barajas registrando -12º. O aeroporto costuma registrar temperatura mais baixas que o centro da cidade, que é afastado. Mais centrais temos -9,5º na estação Ciudad Universitária, -8º no Parque Del Retiro, estas nas leituras das 04:00 AM. Muito frio em outras áreas da Espanha também. Locais com até -18º.

 

Portugal tem na leitura das 3 da madrugada  no Aeroporto de Lisboa, 3º no Porto e temperatura negativa em Coimbra. De uma forma geral as temperaturas estão entre 7 (Cabo da Roca, região de Lisboa) e -5,3º em Carrazeiras de Ansiães, no distrito de Bragança. As duas últimas na leitura das 02:00 AM, hora local. 

 

A previsão mostrava essa madrugada como a mais fria na Península Ibérica e está se confirmando na maior parte do território. 

 

Vale destacar aqui o acerto dos modelos, tanto GFS, quanto Europeu previam a neve, a onda de frio pesada subsequente, com uma semana de antecedência. Acertaram em cheio.

 

Esses valores são de agora de madrugada. Até o início da manhã, a hora mais fria do dia por lá, poderemos ter bem mais frio. A manhã tem potencial pra quebra de recordes.

 

  • Like 6
Link to comment
Share on other sites

33 minutos atrás, fsorf9rj disse:

Leitura das 5 horas da manhã no aeroporto de Barajas registrando -12º. O aeroporto costuma registrar temperatura mais baixas que o centro da cidade, que é afastado. Mais centrais temos -9,5º na estação Ciudad Universitária, -8º no Parque Del Retiro, estas nas leituras das 04:00 AM. Muito frio em outras áreas da Espanha também. Locais com até -18º.

 

Portugal tem na leitura das 3 da madrugada  no Aeroporto de Lisboa, 3º no Porto e temperatura negativa em Coimbra. De uma forma geral as temperaturas estão entre 7 (Cabo da Roca, região de Lisboa) e -5,3º em Carrazeiras de Ansiães, no distrito de Bragança. As duas últimas na leitura das 02:00 AM, hora local. 

 

A previsão mostrava essa madrugada como a mais fria na Península Ibérica e está se confirmando na maior parte do território. 

 

Vale destacar aqui o acerto dos modelos, tanto GFS, quanto Europeu previam a neve, a onda de frio pesada subsequente, com uma semana de antecedência. Acertaram em cheio.

 

Esses valores são de agora de madrugada. Até o início da manhã, a hora mais fria do dia por lá, poderemos ter bem mais frio. A manhã tem potencial pra quebra de recordes.

 

 

Madrid/Retiro (na área central) ainda estava com -4,8ºc às 5:00 da manhã, novo recorde totalmente fora de cogitação por lá (-10,1ºc em 1945).  O antigo observatório de Madrid registrou -14ºc no miolo da área urbana em finais do século XIX, provavelmente num terraço.

 

Barajas estava com -11,5ºc no mesmo horário, mas caindo muito lentamente, o que deixa a chance de um novo recorde muito baixa (fez -15,2ºc em 1945, mas nos maiores eventos do século XIX teria chegado facilmente aos -20ºc se houvesse estação).

 

O grande “problema” é que este evento jamais teve um forte suporte de frio em altura (Paris, por onde o frio passa antes de atingir a Península Ibérica, mal negativou na área urbana), esta foi uma advecção fria bem mediana/fraca, mas que se combinou com a umidade para gerar muita neve (em Madrid, foi neve histórica), e a neve acumulada em si já favorece um forte resfriamento noturno nos locais onde ocorre drenagem de ar frio (efeito baixada) quando chega o ar seco.  São mínimas geradas mais pelas condições locais, sem que haja frio em altura.  A estação mais alta localizada nos arredores de Madrid (Puerto de Navacerrada, a 1894 metros de altitude), estava esquentando as 5:00 da manhã com -5,1ºc, o ar frio em altura já era (agora resta o tal do “ar frio velho”).

 

Dados oficiais horários do Retiro e Navacerrada:

RETIRO.thumb.png.a3d7c8bd8336d0bfae80a20041590824.pngnava.thumb.png.04579c55d2c6a27467b3c8a39b0a114b.png

 

 

 

  • Like 6
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

8 horas atrás, Wallace Rezende disse:

 

Madrid/Retiro (na área central) ainda estava com -4,8ºc às 5:00 da manhã, novo recorde totalmente fora de cogitação por lá (-10,1ºc em 1945).  O antigo observatório de Madrid registrou -14ºc no miolo da área urbana em finais do século XIX, provavelmente num terraço.

 

Barajas estava com -11,5ºc no mesmo horário, mas caindo muito lentamente, o que deixa a chance de um novo recorde muito baixa (fez -15,2ºc em 1945, mas nos maiores eventos do século XIX teria chegado facilmente aos -20ºc se houvesse estação).

 

O grande “problema” é que este evento jamais teve um forte suporte de frio em altura (Paris, por onde o frio passa antes de atingir a Península Ibérica, mal negativou na área urbana), esta foi uma advecção fria bem mediana/fraca, mas que se combinou com a umidade para gerar muita neve (em Madrid, foi neve histórica), e a neve acumulada em si já favorece um forte resfriamento noturno nos locais onde ocorre drenagem de ar frio (efeito baixada) quando chega o ar seco.  São mínimas geradas mais pelas condições locais, sem que haja frio em altura.  A estação mais alta localizada nos arredores de Madrid (Puerto de Navacerrada, a 1894 metros de altitude), estava esquentando as 5:00 da manhã com -5,1ºc, o ar frio em altura já era (agora resta o tal do “ar frio velho”).

 

Dados oficiais horários do Retiro e Navacerrada:

RETIRO.thumb.png.a3d7c8bd8336d0bfae80a20041590824.pngnava.thumb.png.04579c55d2c6a27467b3c8a39b0a114b.png

 

 

 

Não teve recorde mas foi um evento marcante. Não diria nem muito pelo frio mas pela nevasca que pegou em cheio grandes cidades da Espanha, obviamente chamando atenção o caso de Madrid. Ruas estão com gelo até hoje. E não é todo inverno que Barajas desce a -10º.

 

Sobre a questão do que você citou de ser um evento particular num local, não pegou Paris por exemplo. Não foi porque a tempestade teve origem no oceano Atlântico e foi em direção ao continente? Perdeu força na Espanha. Pergunto porque não sei mesmo a dinâmica. Acompanho mas não entendo muito como os eventos se desenvolvem.

 

Aeroporto de Lisboa registrou 0º hoje as 5 da manhã. Também é não todo inverno que chega nesse patamar.

  • Like 6
Link to comment
Share on other sites

Em 09/01/2021 em 11:14, fsorf9rj disse:

Lendo e vendo o noticiário espanhol antes da chegada da neve se falava na nevasca do século. Pois bem, ela tá tão forte que tá perigando ser a maior já registrada na capital da Espanha. Impressionante. E continua nevando.

Madrid é costumada com frio, principalmente noturno, mas seco. Neve não é rara mas nevascas como essa são raríssimas e a cidade não tem a menor estrutura pra um evento desses. Daí a cidade colapsa. Olhando de fora algumas imagens são lindas (pra mim que nunca vi neve é encantador). Mas os problemas advindos dessa tempestade são incalculáveis. Congelamento de encanamento, árvores caídas, interdição de ruas e estradas, queda de telhados, enfim, uma série de coisas. Fora o lamaçal que vai ficar quando a neve derreter.

 

Já podemos tratar como um evento histórico e único.

 

Sobre os voos, conforme colocado pelo colega ai encima me pergunto: desde o início sabia-se dessa nevasca, talvez não dessa forma, mas sabia-se mas mesmo assim permitiram os voos das Américas rumo a Madrid. Sabia-se do risco né? Arriscaram.

 

É verdade que este evento teve uma “trajetória” bem peculiar, o sistema de baixa pressão que despejou bastante chuva e neve em partes da Espanha e até de Portugal “sugou” o ar frio que estava mais ao leste do país (que não era intenso, mas era suficientemente frio para que a precipitação caísse na forma de neve em vários locais). 

 

Paris de fato não ficou no centro do caminho percorrido pelo ar frio, que atravessou mais as áreas do centro-sul da França (onde fez um frio maior, ainda que muito longe de histórico, com mínimas entre -4ºc e -8ºc).

 

Mas o grande responsável pelas mínimas expressivas registradas na parte central da Espanha (algumas estações mais recentes, instaladas a partir dos anos 1980 e 1990, chegaram a registrar novos recordes de mínima) e em áreas de Portugal foi o frio gerado “localmente” mesmo, pela combinação de uma grossa camada de neve/gelo sobre o solo e as noites longas de janeiro.  A própria AEMET, em seu blog desta terça-feira, mencionou isso; vejam o trecho abaixo (o negrito é meu):

 

 

“Como explicaba nuestra cuenta de Twitter para Castilla La Mancha en este tuit, con el calentamiento diurno la nieve se va fundiendo, y por la noche de nuevo se congela, perdiendo su estructura cristalina. Esta capa de hielo y nieve tiene un alto albedo, es decir, refleja un alto porcentaje de la radiación solar, reduciendo el calentamiento diurno lo que, junto con el elevado enfriamiento nocturno de estas largas noches despejadas, esta dejando las temperaturas medias diarias en valores muy excepcionales.

 

No dia de ontem (12/01), mesmo com quase nenhum suporte de frio em altura, a máxima mal passou de 1ºc em várias estações de Madrid, o que ilustra bem o efeito da neve e do gelo acumulados.  Nesta noite (12 para 13/01), apesar da queda ter sido bem rápida no início, já acontece uma situação típica de ar frio "velho" (sem suporte em altura), a queda arrefece bastante de madrugada (e até reverte em alguns pontos, caso do Retiro na última hora), embora alguns locais mais protegidos da advecção "morna" em altura talvez até possam igualar ou baixar um pouco a mínima de ontem.

Edited by Wallace Rezende
  • Like 4
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

1 hora atrás, Wallace Rezende disse:

 

É verdade que este evento teve uma “trajetória” bem peculiar, o sistema de baixa pressão que despejou bastante chuva e neve em partes da Espanha e até de Portugal “sugou” o ar frio que estava mais ao leste do país (que não era intenso, mas era suficientemente frio para que a precipitação caísse na forma de neve em vários locais). 

 

Paris de fato não ficou no centro do caminho percorrido pelo ar frio, que atravessou mais as áreas do centro-sul da França (onde fez um frio maior, ainda que muito longe de histórico, com mínimas entre -4ºc e -8ºc).

 

Mas o grande responsável pelas mínimas expressivas registradas na parte central da Espanha (algumas estações mais recentes, instaladas a partir dos anos 1980 e 1990, chegaram a registrar novos recordes de mínima) e em áreas de Portugal foi o frio gerado “localmente” mesmo, pela combinação de uma grossa camada de neve/gelo sobre o solo e as noites longas de janeiro.  A própria AEMET, em seu blog desta terça-feira, mencionou isso; vejam o trecho abaixo (o negrito é meu):

 

 

“Como explicaba nuestra cuenta de Twitter para Castilla La Mancha en este tuit, con el calentamiento diurno la nieve se va fundiendo, y por la noche de nuevo se congela, perdiendo su estructura cristalina. Esta capa de hielo y nieve tiene un alto albedo, es decir, refleja un alto porcentaje de la radiación solar, reduciendo el calentamiento diurno lo que, junto con el elevado enfriamiento nocturno de estas largas noches despejadas, esta dejando las temperaturas medias diarias en valores muy excepcionales.

 

No dia de ontem (12/01), mesmo com quase nenhum suporte de frio em altura, a máxima mal passou de 1ºc em várias estações de Madrid, o que ilustra bem o efeito da neve e do gelo acumulados.  Nesta noite (12 para 13/01), apesar da queda ter sido bem rápida no início, já acontece uma situação típica de ar frio "velho" (sem suporte em altura), a queda arrefece bastante de madrugada (e até reverte em alguns pontos, caso do Retiro na última hora), embora alguns locais mais protegidos da advecção "morna" em altura talvez até possam igualar ou baixar um pouco a mínima de ontem.

Obrigado pela explicação.

 

O que você citou da França passou despercebido por mim. A região de Provence, incluindo áreas de Marseille, teve neve na última semana. Marseille Marignane inclusive começou o ano com temperatura abaixo da média (-2,3 nas mínimas e -4,7 nas máximas), passando dos 10º somente ontem (12/01).

 

Portugal, da mesma forma, vem passando por uma onda ligeira de frio porém duradoura. Num boletim divulgado pela IPMA dia 08/01 (que não pegou o frio dos últimos dias) mostrou que a média de temperatura em Portugal continental está abaixo da normal climatológica 1971-2000 desde o Natal, situação que deve continuar, pelo menos até dia 17/01. Nada mal.

Nesse período inclusive houve quebra de recordes para Janeiro em algumas estações. Chaves registrou -8,3º em 08/01 (recorde anterior de -8,1º em 17/01/17, série iniciada em 1999). Covilhã teve -6,4 em 06/01 (recorde anterior em 19/01/17, série iniciada em 1993).

 

Pelas imagens de webcam disponíveis em Madrid é impressionante a quantidade de gelo acumulado ainda. Vários carros afundandos no gelo. Nos próximos dias vai derreter porque já vai haver aquecimento mas impressiona.

  • Like 7
Link to comment
Share on other sites

Primeiras duas semanas em Moscou. 

Dá pra notar que o frio forte já chegou por lá. Hoje a mínima foi de -14,3°C. E a previsão para os próximos dias é de mínimas ainda mais baixas, se aproximando de -25°C; as previsões também indicam que as menores máximas nessa onda de frio podem baixar a mínima de 2020 inteiro(modelos prevêem máxima de até -17°C no final de semana, lembrando que em 2020 a mínima absoluta foi de "quentes" -15°C)

 

20210114_172842.jpg

 

Também é de se observar que Moscou teve chuva em todos os dias deste mês até agora. Hoje foi o dia mais chuvoso com 11mm.

Edited by Darley
  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

18 horas atrás, Darley disse:

Primeiras duas semanas em Moscou. 

Dá pra notar que o frio forte já chegou por lá. Hoje a mínima foi de -14,3°C. E a previsão para os próximos dias é de mínimas ainda mais baixas, se aproximando de -25°C; as previsões também indicam que as menores máximas nessa onda de frio podem baixar a mínima de 2020 inteiro(modelos prevêem máxima de até -17°C no final de semana, lembrando que em 2020 a mínima absoluta foi de "quentes" -15°C)

 

20210114_172842.jpg

 

18 horas atrás, Darley disse:

 

Também é de se observar que Moscou teve chuva em todos os dias deste mês até agora. Hoje foi o dia mais chuvoso com 11mm.

 

 

Moscou tem nesse momento a temperatura de -21C e já superou com muita folga a mínima absoluta do tenebroso inverno de 2019-2020.

 

Primeira quinzena na Europa fecha assim.

 

1610690400-nrNdTMemx28.png

  • Like 4
Link to comment
Share on other sites

23 minutos atrás, Renan disse:

 

 

 

Moscou tem nesse momento a temperatura de -21C e já superou com muita folga a mínima absoluta do tenebroso inverno de 2019-2020.

 

Primeira quinzena na Europa fecha assim.

 

1610690400-nrNdTMemx28.png

Grécia, Turquia, Búlgaria, leste da Romênia, Cáucaso da Rússia bem quentes. Grécia inclusive teve uma cidade que registrou máxima de 28°C em pleno inverno. 

 

Também merece destacar que tem cidade na Grécia onde a chuva mais do que dobrou a média.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

1 hora atrás, Darley disse:

Grécia, Turquia, Búlgaria, leste da Romênia, Cáucaso da Rússia bem quentes. Grécia inclusive teve uma cidade que registrou máxima de 28°C em pleno inverno. 

 

Também merece destacar que tem cidade na Grécia onde a chuva mais do que dobrou a média.

 

Finalmente essas regiões com anomalia positiva receberão uma parte do ar polar que dominou outras áreas da Europa durante esse mês até agora. 

 

Atenas tem previsão de Máximas sub-10 com mínimas negativas nos próximos dias. Ancara na Turquia vai descer dos -10C a partir de Segunda-feira. No geral tem sido um Janeiro bom para os padrões atuais de clima. A anomalia geral no continente está quase zerada. 

  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

Paris tem um dia bem gelado nesse sábado. Tarde com temperatura de 0°. Assim como foi durante todo dia. Cai neve desde o fim da manhã e acumulou em alguns pontos.

Foi um episódio isolado, amanhã as temperaturas devem subir novamente, pra até acima da média.

 

Imagens do entorno da Torre Eiffel e da escadaria da Basílica de Sacré Cœur.

 

GQNTN5B3LXVSPCDEVQIW64DMOQ.jpg

OYVMFSNPU4FK6OLXORKHV4ZIPI.jpg

  • Like 8
Link to comment
Share on other sites

E hoje finalmente a principal estação meteorológica de Moscou (VDNKH, na parte norte da cidade) terá mínima inferior a 20 graus negativos.

 

Às 06UTC(9 horas no horário local) a mínima estava em -21,2°C. Esse valor é o menor desde 27/02/2018. Não se descarta uma mínima menor que essa ainda hoje. 

  • Like 7
Link to comment
Share on other sites

Hoje a MÁXIMA em Moscou(VDNKH) foi mais baixa que a MÍNIMA ABSOLUTA DE 2020. 

 

Temperatura variou entre -21,2°C a -16,2°C

 

O terrível inverno 2019-20 ficou definitivamente para trás. 

Edited by Darley
  • Like 4
  • Thanks 4
Link to comment
Share on other sites

10 dias depois da nevasca histórica Madrid continua com gelo acumulado nas ruas, mesmo com a elevação das temperaturas. Muita lama pode ser vista pelas câmeras de monitoramento pela cidade.

Hoje já chove novamente, temperatura baixa mas dentro dos padrões.

 

Pergunta de quem não conhece neve: numa situação dessa, pós nevasca, com a neve derretendo bem lentamente depois de virar gelo, essa chuva de hoje, com temperatura menor que 10 graus, ajuda ou atrapalha o derretimento da neve? E porque mesmo passados 10 dias o gelo acumulado continua? Pela temperatura baixa? Porque chegou a fazer sol alguns dias nesse intervalo, mesmo num período curto do dia, que não consegue aquecer tanto.

  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

10 horas atrás, fsorf9rj disse:

10 dias depois da nevasca histórica Madrid continua com gelo acumulado nas ruas, mesmo com a elevação das temperaturas. Muita lama pode ser vista pelas câmeras de monitoramento pela cidade.

Hoje já chove novamente, temperatura baixa mas dentro dos padrões.

 

Pergunta de quem não conhece neve: numa situação dessa, pós nevasca, com a neve derretendo bem lentamente depois de virar gelo, essa chuva de hoje, com temperatura menor que 10 graus, ajuda ou atrapalha o derretimento da neve? E porque mesmo passados 10 dias o gelo acumulado continua? Pela temperatura baixa? Porque chegou a fazer sol alguns dias nesse intervalo, mesmo num período curto do dia, que não consegue aquecer tanto.

 

Meu chute é que a cor branca reflete muito da energia solar que chega nela, somando isso ao poder de compactação das partículas do gelo cria um bloco sólido de lento derretimento. Lembro também de algo sobre a neve suja (misturada com outras partículas) ter um derretimento maior ou menor que a neve pura, mas não tenho certeza.

  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

42 minutos atrás, fsorf9rj disse:

Temperaturas na Europa ocidental acima da média nesses dias. Madrid depois da onda de frio e da nevada vai registrar até 17º nos próximos dias. Lisboa 18º. E sem mais frio a vista.

 

Ainda assim deve fechar um bom mês de Janeiro por lá:

 

1611662400-dHvKS5SPqgM.png

 

Não haverá tempo de reverter as anomalias negativas do mês.

  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

2 horas atrás, fsorf9rj disse:

Temperaturas na Europa ocidental acima da média nesses dias. Madrid depois da onda de frio e da nevada vai registrar até 17º nos próximos dias. Lisboa 18º. E sem mais frio a vista.

 

Agora devem amargar uns 7 a 8 meses bem acima da média, como compensação a apenas 1 abaixo da média. Essa é o panorama do pós 2000 no Brasil e no Mundo.

  • Like 1
  • Sad 1
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.