Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

Monitoramento e previsão Europa - 2020


ricardosilva
 Share

Recommended Posts

Janeiro inicia-se com um dia tipicamente londrino aqui em Paris. Neblina constante desde cedo com traços de garoa inapreciavel. A mínima ficou em torno de 0°C na cidade e ainda não passou de 4°C nessa tarde.

Mesmo assim os turistas (e alguns franceses também) estão nas ruas e nos jardins, como o de Luxemburgo (foto abaixo), de onde falo agora.

IMG_20200101_161718.thumb.jpg.bb098e4c1653e2fd456340e8558e058d.jpg

 

  • Like 8
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

Segue bem fraco também o inverno aqui em Londres, as máximas nos últimos dias ficaram entre 8 e 12 e nenhuma mínima baixou de 4, tendo dia com amanhecer com 11°C (poderia ser um amanhecer de inverno no Rio de Janeiro!), para os próximos dias pode fazer até 14°C por aqui, ou fevereiro vai compensar ou esse vai ser um dos invernos mais fracos da capital britânica

  • Like 1
  • Sad 1
Link to comment
Share on other sites

Olá pessoal, eu já tinha uma conta aqui no fórum mas desde que deixei o Brasil em 2016 eu acessava o fórum algumas vezes só como visitante.

Pois bem, esse inverno aqui em Bratislava está sendo relativamente "quente" comparado aos últimos 3 invernos que passei aqui. Até agora só tivemos 1 episódio de neve em dezembro e ontem acredito que tenha sido o dia mais frio do ano (em média) em que a máxima ficou em -2°C com uma neblina densa na maior parte do dia proporcionando imagens muito bonitas da vegetação congelada, mas hoje a temperatura durante o dia já alcançou 8°C e tem previsão de chuva para esta noite. Este inverno está sendo assim, uma gangorra nas temperaturas. O pessoal aqui está comentando bastante sobre esse inverno atípico e muitos já me disseram para me preparar que alguma hora o frio vai ter que compensar. Veremos...

Vou deixar aqui uma foto que tirei ontem 

 

IMG_0697.JPG

  • Like 14
  • Sad 1
Link to comment
Share on other sites

Como foi 2019 em Moscou:

 

20200104_213324.jpg

 

E 2020 já não começou muito bem: a capital russa já registrou máximas positivas nos cinco primeiros dias do ano(a máxima até o momento é de +2°C em duas ocasiões). As mínimas, entretanto, foram todas negativas(a menor até o momento é -3°C).

Edited by Darley
  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

14 horas atrás, Lucas Borges disse:

Olá pessoal, eu já tinha uma conta aqui no fórum mas desde que deixei o Brasil em 2016 eu acessava o fórum algumas vezes só como visitante.

Pois bem, esse inverno aqui em Bratislava está sendo relativamente "quente" comparado aos últimos 3 invernos que passei aqui. Até agora só tivemos 1 episódio de neve em dezembro e ontem acredito que tenha sido o dia mais frio do ano (em média) em que a máxima ficou em -2°C com uma neblina densa na maior parte do dia proporcionando imagens muito bonitas da vegetação congelada, mas hoje a temperatura durante o dia já alcançou 8°C e tem previsão de chuva para esta noite. Este inverno está sendo assim, uma gangorra nas temperaturas. O pessoal aqui está comentando bastante sobre esse inverno atípico e muitos já me disseram para me preparar que alguma hora o frio vai ter que compensar. Veremos...

Vou deixar aqui uma foto que tirei ontem 

 

IMG_0697.JPG

 

Eu estive em Bratislava no final de 2017, eu amei a cidade, que bom vê-la no fórum. Nos dois dias que estive, o primeiro variou de 0°C a 4°C e o segundo já esquentou mais, chegando a 10°C a tarde, mas logo esfriando. Peguei um céu azul muito bonito.

 

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

5 horas atrás, Guto Cesar disse:

 

Eu estive em Bratislava no final de 2017, eu amei a cidade, que bom vê-la no fórum. Nos dois dias que estive, o primeiro variou de 0°C a 4°C e o segundo já esquentou mais, chegando a 10°C a tarde, mas logo esfriando. Peguei um céu azul muito bonito.

 

Eu lembro bem do inverno 2017/18. A primeira quinzena de dezembro foi relativamente fria mas a época do natal e ano novo foi bem ameno, inclusive a temperatura chegou a 14°C no dia do natal e continuou assim sem graça por um bom tempo, o fato mais marcante daquele inverno foi em fevereiro quando o chamado "beast of the east" atingiu a europa e se não me engano tivemos dias em que a máxima ficou na casa de -10°C. 

Inclusive no dia 5 de Janeiro de 2019 a exatos um ano atrás tivemos uma noite com bastante neve trazendo um pouco de caos para a cidade na manhã do dia seguinte.

 

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

2 horas atrás, Lucas Borges disse:

Eu lembro bem do inverno 2017/18. A primeira quinzena de dezembro foi relativamente fria mas a época do natal e ano novo foi bem ameno, inclusive a temperatura chegou a 14°C no dia do natal e continuou assim sem graça por um bom tempo, o fato mais marcante daquele inverno foi em fevereiro quando o chamado "beast of the east" atingiu a europa e se não me engano tivemos dias em que a máxima ficou na casa de -10°C. 

Inclusive no dia 5 de Janeiro de 2019 a exatos um ano atrás tivemos uma noite com bastante neve trazendo um pouco de caos para a cidade na manhã do dia seguinte.

 

 

Sim, o inverno foi xoxo, mas melhor que esse de agora. Eu passei os dias 26/12 e 27/12 aí. Eu consegui pegar neve bem fraca só uma noite em Dublin, e dois dias depois que fui embora caiu uma tempestade de neve lá em março de 2018, algo nada comum pra cidade, tipo essa aí do vídeo.

 

Imagem

 

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Janeiro de 2020 segue com temperaturas acima da média da França, e também no restante da Europa de um modo geral.  Nos próximos dias a temperatura vai ficar mais próxima da média na França, mas semana que vem volta a esquentar, e ainda não há uma onda de frio no horizonte de previsibilidade razoável.  Isso depois de um dezembro que registrou uma anomalia nacional de +2,4ºc, e foi o quinto mais quente desde 1899 no país (dezembro de 2015, com + 3,9ºc de anomalia, foi o mais quente).

 

O ano de 2019 foi o terceiro mais quente desde 1899, com anomalia nacional de +1,1ºc, ficando atrás apenas de 2018 (+1,4ºc) e 2014 (+1,2ºc).  Janeiro (-0,3ºc) e maio (-1,1ºc) foram os únicos meses de 2019 que ficaram abaixo da média na França, sendo a anomalia de janeiro desprezível.  Olhando para cada estação principal da França, todas registraram anomalias positivas de temperatura em 2019, variando entre +0,5ºc (Brest, Biarritz e Lorient) e +1,7ºc (Langres).

 

A chuva ficou dentro da média em 2019 na França (anomalia nacional de apenas + 1%), mas isto esconde meses muito secos (junho e julho) e chuvosos (outubro e novembro), sendo que no final os extremos se anularam.  Nas principais cidades do país, o volume acumulado no ano variou entre 400 mm (Montpellier) e 1790 mm (Biarritz).

 

O grande destaque do ano foram as ondas de calor de junho no sul/sudeste francês (46ºc em Vérargues, novo recorde nacional), e a de julho no centro-norte (42ºc em Paris, vários recordes absolutos na França e países vizinhos).

 

Abaixo: 1- Médias de dezembro desde 1899.  2 – anomalias térmicas do ano de 2019 nas estações principais da França.

plus doux.png

moyenne annuelle.png

 

Resumos completos:

 

12/2019http://www.meteo-paris.com/actualites-meteo/bilan-de-decembre-2019-pluvieux-mais-particulierement-doux-03-janvier-2020.html

 

2019http://www.meteo-paris.com/actualites-meteo/bilan-climatique-de-2019-3e-annee-la-plus-chaude-en-france-03-janvier-2020.html

Edited by Wallace Rezende
  • Like 8
Link to comment
Share on other sites

Anteontem tivemos 13°C de máxima aqui em Londres, completamente atípico para a época. Já ontem a temperatura ficou um pouco mais próxima da média, com máxima de 8°C e mínima de 6°C aqui na região de Willesden/ Kensal Green, noroeste londrino . No momento já faz 10°C, nem nove e meia da manhã e o dia já está acima da média. Nos próximos dias pode fazer até 14°C 

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

1 hora atrás, Breno Coimbra disse:

Anteontem tivemos 13°C de máxima aqui em Londres, completamente atípico para a época. Já ontem a temperatura ficou um pouco mais próxima da média, com máxima de 8°C e mínima de 6°C aqui na região de Willesden/ Kensal Green, noroeste londrino . No momento já faz 10°C, nem nove e meia da manhã e o dia já está acima da média. Nos próximos dias pode fazer até 14°C 

Pelo menos tu tá em londres e ainda tem frio, eu sou obrigado a esperar maio para começar a ter uma migalha de frio.

  • Thanks 1
  • Haha 1
Link to comment
Share on other sites

2019 foi o ano mais quente na Sérvia desde 1951 com média de 12,3 ° C superando 2018 com 12,0 ° C.  

Foi o ano mais quente em Belgrado desde 1888 com média de 14.8ºC, superando 2018 que tinha média de 14.6ºC.  

O mês de Novembro e outono de 2019 foram os mais quentes já registrados.

13 de 15 dos anos mais quentes ocorreram desde 2000.

 

Imagem

 

 

Edited by Felipe F
  • Like 4
  • Sad 1
Link to comment
Share on other sites

Em 11/01/2020 em 08:33, Matheus Vinicius disse:

Pelo menos tu tá em londres e ainda tem frio, eu sou obrigado a esperar maio para começar a ter uma migalha de frio.

 

Cara, abre um tópico só pra se lamentar pq tá meio repetitivo isso já...difícil ouvir um Curitibano reclamar de falta de frio (imagina alguém que mora em Teresina ouvindo isso). Ademais aceite que no Brasil as coisas são assim.

  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

Agora, ricardosilva disse:

 

Cara, abre um tópico só pra se lamentar pq tá meio repetitivo isso já...difícil ouvir um Curitibano reclamar de falta de frio (imagina alguém que mora em Teresina ouvindo isso). Ademais aceite que no Brasil as coisas são assim.

Acontece que isso não foi uma reclamação, foi uma realidade, a única migalha de frio começa em maio.

Só disse que pelo menos ele está em Londres, eu preferia estar lá do que aqui.

Edited by Matheus Vinicius
Link to comment
Share on other sites

Aqui em Bratislava diria que estamos em uma monotonia climática, as temperaturas não estão muito fora do padrão (max 2ºC min -3ºC pra essa época) porém está muito seco, por enquanto em Janeiro só choveu 7,4mm e a média é 45,7mm e as previsões pelo menos pros próximos 10 dias não indicam nada de precipitação, nem chuva e nem neve o que está sendo muito estranho pois nos últimos anos ocorreram vários episódios de neve durante Janeiro e até agora nada, espero que fevereiro reserve alguma surpresa pra nós. 

 

 

IMG_2033.PNG

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Frio muito fraco para os padrões europeus, várias cidades estão com variação de temperatura facilmente observada no sul do Brasil (inclusive perde para algumas cidades serranas) e que não são nada de outro mundo mesmo aqui para o sudeste:

 

475596388_Semttulo.png.82298e9abd2a341dd925a64ef72164f0.png

 

 

Moscou, na Rússia, continua lutando pra ter sequer uma máxima negativa e, pelos próximos 10 dias, as mínimas continuarão acima da média das máximas. Bem bizarro esse padrão por tanto tempo.

  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

Em dezembro de 2019, Moscou teve apenas 8 horas de sol. Um número muito baixo, mas ainda bem acima dos 0,1 horas(6 minutos) de dezembro de 2017.

https://www.m24.ru/amp/news/obshchestvo/16012020/103776

 

Só teremos apenas 1 evento de frio significativa em Moscou até o dia 29.

 

 

20200119_234234.jpg

 

Se continuar assim, Moscou terá o janeiro mais quente de sua história. Aliás irá DESTRUIR o atual recorde. Atualmente o recorde de média compensada de janeiro pertence a 2007(-1,6°C). Até o momento estamos com +0,4°C de compensada. Se continuar assim, Moscou terá seu primeiro janeiro em 241 anos de medições com temperatura média compensada positiva.

 

Espero que fevereiro tenha o frio que Moscou não teve em janeiro. Vamos aguardar.

Edited by Darley
  • Like 1
  • Sad 1
Link to comment
Share on other sites

Em 09/01/2020 em 23:14, Wallace Rezende disse:

Janeiro de 2020 segue com temperaturas acima da média da França, e também no restante da Europa de um modo geral.  Nos próximos dias a temperatura vai ficar mais próxima da média na França, mas semana que vem volta a esquentar, e ainda não há uma onda de frio no horizonte de previsibilidade razoável.  Isso depois de um dezembro que registrou uma anomalia nacional de +2,4ºc, e foi o quinto mais quente desde 1899 no país (dezembro de 2015, com + 3,9ºc de anomalia, foi o mais quente).

 

O ano de 2019 foi o terceiro mais quente desde 1899, com anomalia nacional de +1,1ºc, ficando atrás apenas de 2018 (+1,4ºc) e 2014 (+1,2ºc).  Janeiro (-0,3ºc) e maio (-1,1ºc) foram os únicos meses de 2019 que ficaram abaixo da média na França, sendo a anomalia de janeiro desprezível.  Olhando para cada estação principal da França, todas registraram anomalias positivas de temperatura em 2019, variando entre +0,5ºc (Brest, Biarritz e Lorient) e +1,7ºc (Langres).

 

A chuva ficou dentro da média em 2019 na França (anomalia nacional de apenas + 1%), mas isto esconde meses muito secos (junho e julho) e chuvosos (outubro e novembro), sendo que no final os extremos se anularam.  Nas principais cidades do país, o volume acumulado no ano variou entre 400 mm (Montpellier) e 1790 mm (Biarritz).

 

O grande destaque do ano foram as ondas de calor de junho no sul/sudeste francês (46ºc em Vérargues, novo recorde nacional), e a de julho no centro-norte (42ºc em Paris, vários recordes absolutos na França e países vizinhos).

 

Abaixo: 1- Médias de dezembro desde 1899.  2 – anomalias térmicas do ano de 2019 nas estações principais da França.

plus doux.png

moyenne annuelle.png

 

Resumos completos:

 

12/2019http://www.meteo-paris.com/actualites-meteo/bilan-de-decembre-2019-pluvieux-mais-particulierement-doux-03-janvier-2020.html

 

2019http://www.meteo-paris.com/actualites-meteo/bilan-climatique-de-2019-3e-annee-la-plus-chaude-en-france-03-janvier-2020.html

Já ouvi falar de correlação entre os invernos do Brasil e dos EUA, mas será que tem também correlação com a Europa Ocidental? O dezembro mais frio dessa sequência na França é justamente o de 1933, ano em que Cuiabá teve sua mínima absoluta histórica de 1,2 C, além de temperatura negativa de - 2 C próximo da atual Primavera do Leste, 1933 foi marcado por ondas de frio fortes no Centro-Sul brasileiro, agora o dezembro mais quente da França foi o de 2015, que podemos chamar de o ano sem inverno no Brasil, decorrente do Super El Niño, naquele ano não caiu um floco de neve na Região Sul, Cuiabá não teve sub-15 e Sampa não teve sub-10 no Mirante, ano passado Cuiabá e Paris empataram com o recorde de 42,6 C, por curiosidade Cuiabá fazia frio no dia do recorde parisiense. 

Edited by Leandro Leite
  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Ondas fortíssimas na Espanha. Li num jornal português que esta é a maior onda de sempre, ou seja, de toda história na ilha. Alguém sabe mais algima coisa? Os vídeos são impressionantes. 

 

 

  • Like 2
  • Thanks 2
  • Confused 1
Link to comment
Share on other sites

Hoje a capital russa teve sua menor temperatura do ano até o momento, "quentes" -6,8°C(normalmente a mínima do ano por lá costuma ficar em torno de -20°C). Ontem teve a sua menor máxima do ano de -1,1°C.

 

Previsão para os próximos dias em Moscou: parece que o bloqueio que se instaurou por lá finalmente irá se desfazer aos poucos. Previsão é que o frio deve aumentar a partir da semana que vem. Acho difícil baixar de -10 até o final do mês.

20200124_235413.jpg

Edited by Darley
  • Like 2
  • Thanks 1
  • Sad 2
Link to comment
Share on other sites

Ainda no que seria o auge do inverno, os últimos dias de janeiro e o começo de fevereiro serão atipicamente acima da média em varias cidades da Europa. Algumas capitais que destaco:

 

Londres: mínima de 12°C no dia 01/02.

Paris: mínimas entre 10 e 12°C por 5 dias seguidos.

Atenas: máxima deverá se aproximar de 20°C por vários dias!

 

Até a gélida Oymyakon, já na Ásia, terá máximas entre 10 e 20°C acima da média por mais de 5 dias seguidos...

 

O mais impressionante é que esse padrão já dura semanas. 

  • Like 2
  • Thanks 1
  • Sad 1
Link to comment
Share on other sites

2 horas atrás, LeoP disse:

Ainda no que seria o auge do inverno, os últimos dias de janeiro e o começo de fevereiro serão atipicamente acima da média em varias cidades da Europa. Algumas capitais que destaco:

 

Londres: mínima de 12°C no dia 01/02.

Paris: mínimas entre 10 e 12°C por 5 dias seguidos.

Atenas: máxima deverá se aproximar de 20°C por vários dias!

 

Até a gélida Oymyakon, já na Ásia, terá máximas entre 10 e 20°C acima da média por mais de 5 dias seguidos...

 

O mais impressionante é que esse padrão já dura semanas. 

 

Muito estranho, e olha que se trata de uma grande anomalia positiva numa área gigantesca. A Rússia praticamente inteira com um inverno bem fraco até o momento.

Link to comment
Share on other sites

Agora, Renan disse:

 

Muito estranho, e olha que se trata de uma grande anomalia positiva numa área gigantesca. A Rússia praticamente inteira com um inverno bem fraco até o momento.

Engraçado que mesmo um inverno "fraco" na Rússia seria o mais intenso de nossa vida, para todos nós brasileiros.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Na parte europeia da Rússia só está fazendo frio mesmo em Murmansk (a cidade mais populosa do mundo situada em zona polar). Às mínimas até sexta variam entre -15 e -22 graus, e nenhum dia terá mais do que -10 graus até lá. Isso comprova que há um bloqueio que impede o frio intenso em Moscou e em outras cidades do lado europeu da Rússia. 

 

Na Bielorrússia a situação é pior: em Minsk a mínima registrada até o momento e de -3,1°C no dia 18(mesmo dia da menor máxima de -1,1°C, aliás a única máxima negativa até o momento) e a máxima foi de +6,5°C no dia 03/01.

Minsk não vai baixar de zero até o final do mês (só teremos negativa por lá apenas na semana que vem). A média compensada de Minsk em janeiro é de -4,5°C, e sequer chegou a esse valor neste mês.

  • Thanks 2
  • Sad 4
Link to comment
Share on other sites

Estive em Estocolmo entre sexta e ontem e a capital sueca também não está escapando do inverno atípico no continente. Cheguei lá com 7°C e sol às 13:00 de sexta, completamente inesperado para a época. Durante a noite chegou a cair mais e a mínima do sábado ficou em -1°C, ainda assim nada demais pra cidade. O sábado foi ainda de sol e algumas nuvens e um pouco mais frio, não passando de 3°C durante a tarde, o que pra lá , repetia para mim minha amiga que já passou 3 invernos lá, não era nada de especial. Durante a noite de sábado o tempo fechou e a temperatura subiu, chegando a bater 6°C antes da meia noite e não baixando disso até a noite do domingo, domingo este que foi muito nublado e ventoso mas com novamente atípicos 7°C de máxima. Já na segunda, novamente dia nublado com temperatura entre 4 e 5°C até o horário que meu avião decolou às 15h. De volta a Londres, frio normal por aqui também, com máxima de 7 e mínima de 3 nesta terça feira e variação de nebulosidade, ainda que o vento tenha ajudado a aumentar pelo menos a sensação de frio. No momento 4°C por aqui e os próximos dias devem ter termômetros em elevação, até o final de semana a capital britânica deve bater os 13°C, uma despedida "quente" da União Europeia.

  • Like 6
  • Sad 1
Link to comment
Share on other sites

1 minuto atrás, Breno Coimbra disse:

Estive em Estocolmo entre sexta e ontem e a capital sueca também não está escapando do inverno atípico no continente. Cheguei lá com 7°C e sol às 13:00 de sexta, completamente inesperado para a época. Durante a noite chegou a cair mais e a mínima do sábado ficou em -1°C, ainda assim nada demais pra cidade. O sábado foi ainda de sol e algumas nuvens e um pouco mais frio, não passando de 3°C durante a tarde, o que pra lá , repetia para mim minha amiga que já passou 3 invernos lá, não era nada de especial. Durante a noite de sábado o tempo fechou e a temperatura subiu, chegando a bater 6°C antes da meia noite e não baixando disso até a noite do domingo, domingo este que foi muito nublado e ventoso mas com novamente atípicos 7°C de máxima. Já na segunda, novamente dia nublado com temperatura entre 4 e 5°C até o horário que meu avião decolou às 15h. De volta a Londres, frio normal por aqui também, com máxima de 7 e mínima de 3 nesta terça feira e variação de nebulosidade, ainda que o vento tenha ajudado a aumentar pelo menos a sensação de frio. No momento 4°C por aqui e os próximos dias devem ter termômetros em elevação, até o final de semana a capital britânica deve bater os 13°C, uma despedida "quente" da União Europeia.

Quem me dera estar passando por um inverno atípico desses. Enquanto isso aqui máxima de 31°.

  • Haha 1
Link to comment
Share on other sites

Hoje tivemos o primeiro dia com alguma acumulação de neve aqui na parte baixa da cidade. Nevou por aproximadamente 2h, horas com flocos grandes como no vídeo e horas bem fraco, mas logo depois o sol veio e a temperatura logo alcançou 5°C e toda a neve derreteu rapidamente. A previsão para os próximos dias indica um aumento nas temperaturas podendo chegar a 12°C de máxima e as temperaturas só baixariam de novo no fim da próxima semana, o inverno tem sido bem fraco até agora e até então não há nenhuma tendência para um frio mais forte. 

  • Like 4
Link to comment
Share on other sites

Londres esta com anomalia de + 2.4C nesses ultimos 31 dias.

 

 

....e de +1.1C nos ultimos 365 dias.

 

 

=========

Media mensal de (Jan-Dez 2019)...com anomalias.

4.6 °C
(-0.1)
7.6 °C
(+2.7)
9.1 °C
(+2.1)
10.1 °C
(+1.2)
13.0 °C
(+0.5)
16.5 °C
(+0.9)
19.8 °C
(+1.9)
19.0 °C
(+1.3)
15.6 °C
(+0.7)
11.3 °C
(-0.4)
7.1 °C
(-0.5)
6.9 °C
(+1.4)

 

 

http://nw3weather.co.uk/wx14.php

  • Like 3
  • Thanks 1
  • Sad 3
Link to comment
Share on other sites

Como já dito por aqui, temperaturas estão acima da média na Europa e alguns lugares com temperaturas que chamam atenção. Espanha, por exemplo, tem previsão de calor para fevereiro.

 

♨️Simplesmente aberrante! 
🌡️Fevereiro com temperaturas de #agosto em alguns locais da Península, quem o diz é a AEMET!😨😨😨
"El lunes, según las previsiones de la Agencia Estatal de Meteorología (Aemet), se rondarán los 25ºC en puntos del Cantábrico y Andalucía, unas máximas que, en algunos casos, serán propias de abril o mayo y en otros, incluso de agosto. "Las máximas estarán más cerca del récord de febrero que de lo normal para la época", destaca Rubén del Campo".
Como vos disse nos últimos dias, o calor anormal seria notícia, artigo do El País:

https://elpais.com/politica/2020/01/30/actualidad/1580389249_802340.html

 

Texto do Meteo Trás Os Montes, excelente página climatológica portuguesa.

 

A se confirmar, mesmo na quente Andaluzia, 25 graus em fevereiro é bem alta a temperatura.

 

A propósito, Portugal também está sendo bem afetado por essa anomalia. Nesses últimos dias vários lugares tiveram mínimas acima de 20 graus (inclusive a capital Lisboa) e máximas beirando ou atingindo 20, o que não é raro mas por dias consecutivos não é comum.

 

Inverno fraco na maior parte da Europa até aqui.

Link to comment
Share on other sites

2 horas atrás, renata16 disse:

Se fosse só a Europa, não seria tããão bizarro, mas, há anomalias positivas no Hemisfério Norte inteiro neste inverno, bizarríssimo. Tenho até medo de pensar no que esperar para o Hemisfério Sul.

 

E o resultado disso é a anomalia global, que está em recordes +00,6C em Janeiro-20. Para quem pensou que o GW ia dar uma sossegada, estava enganado. 

  • Sad 1
Link to comment
Share on other sites

4 horas atrás, renata16 disse:

Se fosse só a Europa, não seria tããão bizarro, mas, há anomalias positivas no Hemisfério Norte inteiro neste inverno, bizarríssimo. Tenho até medo de pensar no que esperar para o Hemisfério Sul.

Para esse ano, parece que a América do Sul vai escapar um pouco dessas anomalias. Veranicos vão persistir, mas não como na última década. O que mais me preocupa no futuro é o regime das chuvas que pode levar a uma estiagem. Até então, chove bastante no Sudeste, Centro-Oeste e parte do Nordeste, duvido muito se essa dinâmica continua no outono.

 

Quanto a Europa, está prevista uma onda de frio no final de fevereiro no que poderá resfriar todo o continente, vai aliviar essas anomalias. 

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

4 horas atrás, renata16 disse:

Se fosse só a Europa, não seria tããão bizarro, mas, há anomalias positivas no Hemisfério Norte inteiro neste inverno, bizarríssimo. Tenho até medo de pensar no que esperar para o Hemisfério Sul.

Parece que o Hemisfério Norte está seguindo o padrão de outono/inverno da América do Sul deste 2018 quando tivemos uma época fria mais quente e logo em seguida eles tiveram a época fria também acima da média; este inverno fraco lá é como uma cópia do nosso em 2019.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Já que comentaram do inverno quente na Europa.

Na Sibéria os dias mais frios foram de 24 a 27, com várias estações registrando -54,0. As menores mínimas do inverno 2019/2020, foram registradas nessas estações abaixo

-57,2 dia 27 Verhoyansk

-57,1 dia 26 Verhoyansk

-56,9 dia 25  Delhyankir

-56,5 dia 26 Aghayakan

-56,4 dia 26 Ojmjakon

 

Não sei porque, mas Ojmjakon perdeu na mínima para Verhoyansk

Edited by marinhonani
  • Like 5
Link to comment
Share on other sites

4 horas atrás, marinhonani disse:

Não sei porque, mas Ojmjakon perdeu na mínima para Verhoyansk

 

Oficialmente Oymyakon perde para Verkhoyansk. Os recordes oficiais são -67,7 em Oymyakon e -67,8 em Verkhoyansk. Mas a sibéria é engraçada, tem anos que o grosso do ar frio siberiano fica mais a sul, outras vezes mais a norte, leste, oeste, etc. No começo de novembro de 2019, Rovaniemi, na Finlândia, estava até mais fria que muitos lugares da sibéria, o que é bem incomum. Essas latitudes altas da Eurásia (na américa do norte também) tem um desvio padrão muito alto, com anomalias mensais muito grandes (tanto negativas quanto positivas), por isso esse tipo de coisa acontece.

 

Para exemplificar, pegando Rovaniemi:

 

    Dezembro 1978       Dezembro 2011         

1777374631_dez1978rovaniemi.thumb.png.4c251f87699039380372951d733cfaa0.png1437878559_2011rovaniemi.thumb.png.a8888899e5b935655bcf99c919f669f9.png

 

São dois mundos completamente diferentes esses dois dezembros, e esse tipo de coisa é relativamente comum nas latitudes altas.

  • Like 10
Link to comment
Share on other sites

Janeiro 2020 em alguns locais da Europa:

 

1725692676_resumoeuropa.thumb.jpg.10fee35eaaaff7d66602bd1b2db1654d.jpg

 

653693738_europa1.thumb.png.bf2d282d33ba80d38b07d6f944b64318.png

1224633075_europa2.thumb.png.cf9316ae9fd74f9c3266bc9e6e0592ca.png

 

O leste europeu vem sofrendo com um inverno extremamente quente para os padrões, até então. Moscou teve o janeiro mais quente da sua história e o segundo dezembro mais quente. É bizarro ver Debrecen, na Hungria, mais fria que Moscou. Além da falta de frio em si, janeiro 2020 apresentou a falta de qualquer neve, em muitos locais da europa, pela primeira vez na história. Moscou, como cidade, durante a sua história, sempre teve problemas em lidar com o excesso de neve do seu inverno. No inverno 2019/2020, a cidade teve que espalhar neve artificial para o ano novo, em uma das principais avenidas de Moscou, a Tverskaya, na Praça Vermelha, e em alguns outros pontos do centro da cidade.

  • Like 7
  • Thanks 4
  • Sad 5
Link to comment
Share on other sites

Moscou teve o maior destaque de janeiro, na compensada aconteceu algo sem precedentes: a média ficou POSITIVA em pleno janeiro(+0,1°C de média), foi o último mês que restava para seu recorde de compensada ficasse positivo...

Depois do horror de janeiro, uma boa notícia para quem gosta de frio: na quarta a previsão é de -14°C de mínima em Moscou. Tomara que este fevereiro tenha um frio bem forte por lá, tipo 2007(naquele ano teve o janeiro mais quente até então, e o mês seguinte teve anomalia negativa expressiva de frio, e ressaltando que o fim de janeiro de 2007 teve uma onda de frio forte que persistiu por praticamente todo o mês de fevereiro).

  • Like 6
Link to comment
Share on other sites

13 graus nesse começo de tarde em Londres, após uma mínima de 8. Simplesmente não há nenhuma previsão de mudança no padrão por pelo menos mais dez dias. Após um janeiro fraquíssimo, esperei uma compensação em fevereiro (como diziam que normalmente ocorre aqui quando um mês do inverno é fraco) mas pelo visto me enganei. Não vou dizer que não estou gostando do conforto térmico proporcionado por esse inverno mais camarada, mas não deixa de ser preocupante.

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

Incrível esse valor em Debrecen, mais fria que Moscou.

 

Continua o tempo mais quente que o normal em grande parte da Europa Ocidental. Lisboa, por exemplo, tem previsão de temperaturas entre 9 e 20 graus nos próximos dias, quando a cidade tem média de 9 (min) e 16(max) em fevereiro. Seriam 4 graus de diferença nas máximas. E isso não é só na capital portuguesa mas sim por todo país.

A Espanha já tem dias quentes também. Bilbao está com 21 graus na tarde de hoje. Bem acima da média para o País Basco nesse período.

Marselha, ao Sul da França, também tem um início de tarde com 21 graus. Ainda que seja uma das cidades grandes mais quentes da Europa, a temperatura está bem acima do normal para a época, que é de 12 graus de máxima, ou seja, 9 a mais.

Suíça me assustou quando vi. Lucerna (15º), Zurique (13º) e berna (14º). Muito acima dos valores habituais. Da mesma forma República Tcheca, Eslováquia, Áustria. Todos esses países com temperaturas altas para o período.

 

É o clima, se mostrando cada vez mais dinâmico.

  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

Estação do IPMA no Porto (Massarelos) reportando 23.2º. Alvalade, na província de Setúbal com 24.2º. Região de Lisboa toda com 20º em média

A maior parte das estações em Portugal Continental acima de 20º nesse momento. Mesmo pra um país dos menos quentes na Europa são temperaturas atípicas, ainda mais levando em conta a sequência de dias assim, com um bom tempo sem frio mais forte. Deve está fazendo diferença até na vegetação dos lugares essa anomalia. Até terras altas estão com temperaturas bem altas. Penhas Douradas, na porta da Serra da Estrela, geralmente uma das estações mais frias do país está nesse momento na faixa dos 15º.

  • Like 4
Link to comment
Share on other sites

33 minutos atrás, Luís Podestá disse:

Turim tinha máxima prevista de 27 graus hoje, neste momento (20h15) 22 graus...temperatura extremamente alta. Mas está prevista a chegada de uma frente fria que deve derrubar as temperaturas.

É Turim/Itália, sede das Olimpíadas de Inverno de 2006 há exatos 14 anos? Imagine se fosse agora, iria estragar o evento. 

Link to comment
Share on other sites

Guest
This topic is now closed to further replies.
 Share

×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.