Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

Monitoramento e Previsão Europa - 2019


Felipe F
 Share

Recommended Posts

4 horas atrás, Darley disse:

Moscou teve hoje a primeira máxima acima de 20°C em 2019: 22,3°C na leitura das 12UTC(15:00 hora de Moscou). O valor pode ser maior na próxima leitura(18UTC)

Lembrando que máximas acima de 20 graus em Moscou ocorrem somente entre abril e outubro.

Vale lembrar que isso ocorreu dois meses depois de um fevereiro atípico em outras regiões da Europa, em que várias cidades bateram recordes de máxima histórica no último inverno(incluindo temperaturas máximas acima de 20 graus em fevereiro que nunca foram registradas em diversas regiões europeias), além de um fevereiro muito quente em Moscou(com média das máximas positiva).

 

image.png.84a4547aac68b849be316d7f7d5d8949.png

 

Previsão do Foreca indica temperaturas acima de 20 graus em Moscou até sexta(26)

 

image.png.542b3d2bbe36c9391e22388cc56e8106.png

 

 

 

5,5 a 17,0 é um primaverão da poha! :)

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

  • 3 weeks later...
  • 3 weeks later...

Roma registrou o terceiro Maio mais frio desde 1950.

A média máxima do mês que é 23ºC, fechou cerca de 4ºC abaixo da média, com nenhum dia chegando a máxima que seria o normal.

O mês fechou cerca de 3ºC abaixo da média, perdendo apenas de 1991 (13,7ºC) e 1980 (14,5ºC).

 

D7635lAWsAInHdT.png

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

  • 3 weeks later...
25 minutos atrás, Renan disse:

Tudo estava tranquilo até então... Mas vem aí a primeira onda de calor do verão:

 

cfs-europe_wide-t2m_f_anom_5day-1852800.thumb.png.2e9c5d5baf0c1ea17827fc7a8e522b2b.png

 

 

Screenshot_20190622-180646.thumb.png.ee70da09892aec77cb14f0b4ba94716a.png

 

Enquanto isso partes da Geórgia, Azerbaijão, Portugal e Espanha, parte europeia do Cazaquistão e boa parte da Rússia europeia(em especial áreas mais próximas dos Urais) nem vão sentir essa onda de calor, com anomalias de até 15°C abaixo da média.

 

Aproveito e mostro a previsão para algumas localidades:

 

Tórshavn, Ilhas Faroé(onde as temperaturas acima de 20°C são quase impossíveis, só uma onda de calor extrema poderia fazer isso, é um dos verões mais frios do mundo fora da Antártida):

 

:image.png.19d557712c186db27a44b41f723486a6.png

 

Moscou(junho vai terminar agradável e julho começará igual)

image.png.2c25e4ddb08bcf3da97a2e771c4b191b.png

 

Kazan, Rússia(a temperatura nem sequer vai atingir a média de junho-julho no período mencionado(a partir do dia 25)

image.png.be8c47781e74057bbd884a1da31adbec.png

 

Berna, Suíça(35 graus de máxima, acho que vem recorde vindo aí(o recorde de junho em Berna é 33,7°C) )

image.png.741b48008901f6044e11c7c2cd141f63.png

 

 

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

Enquanto a onda de calor não chega, no Reino Unido o destaque foi a chuva.

Algumas localidades da Inglaterra tiveram seus recordes de chuva de junho quebrados. O mês de junho pode ser um dos mais chuvosos em mais de um século no país, com algumas estações terminando o mês com mais de 100mm. Houve até mesmo registro de tornados.

 

https://www.itv.com/news/2019-06-19/wet-weather-could-make-june-most-rainy-in-years/

 

E o valor pode aumentar ainda mais, pois há previsão de tempestades no Reino Unido hoje e amanhã, e depois disso  o mês vai terminar com uma forte onda de calor.

Edited by Darley
  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

Enquanto isso, na vizinha Bielorrússia, a situação não é muito diferente em relação às temperaturas a partir de quinta(com direito a mínima sub-10 em pleno verão):

20190624_213705.jpg

 

Tanto em Moscou quanto em Minsk, a média das mínimas no verão (trimestre JJA) é praticamente a mesma que a de São Paulo no inverno (sendo que Minsk possui média das mínimas ligeiramente menores que a do Mirante no trimestre JJA)

Edited by Darley
Link to comment
Share on other sites

Germany's June temperature record smashed as Europe's heat wave intensifies

Germany recorded its highest-ever June temperature on Wednesday, as much of continental Europe contends with a major heat wave.

The German Weather Service said the mercury hit 38.6 degrees Celsius (101.5 Fahrenheit) at 2:50 p.m. local time in Coschen, on the country's border with Poland.
The previous record stood at 38.5 Celsius (101.3 Fahrenheit), which was measured in 1947 in Bühlertal, which lies close to France.
The longevity of the previous record -- 72 years -- shows just how unusual and intense the current heat wave is in Europe. Any sign of quick relief is not on cards either.
 
Temperatures exceeding 40 Celsius (104 Fahrenheit) are forecast in a number of major cities across the continent, with meteorologists warning that higher humidity could make it feel even hotter.
France's national weather forecaster Météo-France, increased the number of heat-related weather alerts to 78 on Wednesday from earlier 65.
A new June temperature record was also set neighboring Poland, where meteorologists measured 38.2 Celsius.
While 100 degrees Fahrenheit might not sound like an exceptionally hot weather to some, such temperatures are far above average across central and western Europe.
"When summer temperatures are routinely in the 70s, like in northern Europe or the West Coast of the US, many places do not have air conditioning. This can turn deadly fast if heat waves strike and last for several days," CNN senior meteorologist Brandon Miller said.
  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

56 minutos atrás, Tavares disse:

Recorde quebrado na França

45.1ºC registrado em Villevieille no departamento de Gard a NE de Montpellier. Recorde antigo era de 2003 também em Gard (44.1ºC)

iwv7sGA.png

Impressionante, a França ultrapassou o Brasil em recorde histórico de temperatura máxima. Aqui no Brasil nunca foi registrado uma temperatura máxima de mais de 45°C que a França registrou hoje.

  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

O Brasil é um país de clima predominantemente quente mas, em termos mundiais, não é um país de extremos.

Aqui, mesmo nas regiões mais quentes, raramente a temperatura passa de 43°C.

 

EUA, Canadá, Austrália, Argentina, México, Espanha, Portugal... todos têm recordes de calor superiores aos nossos.

Pra não falar em Paquistão, Índia, terras baixas do Irã, Arábia Saudita e vizinhos, norte de África, Iraque, Síria, Jordânia, ex-repúblicas soviéticas da Ásia Central...

 

Edited by Aldo Santos
  • Like 1
  • Thanks 3
Link to comment
Share on other sites

Ondas de calor já ocorreram no passado distante na Europa.

Tanto que o recorde de calor em Moscou, antes de ser quebrado em 2010, era da década de 1910 (Não me lembro exatamente o ano, acho que 1918).

 

A diferença é que, parece, estão mais frequentes atualmente.

Esse sim é o problema.

 

Mas... não é coisa inédita.

 

 

  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

34 minutos atrás, Aldo Santos disse:

Ondas de calor já ocorreram no passado distante na Europa.

Tanto que o recorde de calor em Moscou, antes de ser quebrado em 2010, era da década de 1910 (Não me lembro exatamente o ano, acho que 1918).

 

A diferença é que, parece, estão mais frequentes atualmente.

Esse sim é o problema.

 

Mas... não é coisa inédita.

 

 

 

Pois é, o risco está no aumento da frequência dos episódios, porém a população europeia hoje está muito mais consciente desses fatos e muito mais bem preparada para esse tipo de evento. Tanto é que o índice de mortalidade da onda atual será MUITO MENOR que em 2003. 

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

9 horas atrás, Aldo Santos disse:

O Brasil é um país de clima predominantemente quente mas, em termos mundiais, não é um país de extremos.

Aqui, mesmo nas regiões mais quentes, raramente a temperatura passa de 43°C.

 

EUA, Canadá, Austrália, Argentina, México, Espanha, Portugal... todos têm recordes de calor superiores aos nossos.

Pra não falar em Paquistão, Índia, terras baixas do Irã, Arábia Saudita e vizinhos, norte de África, Iraque, Síria, Jordânia, ex-repúblicas soviéticas da Ásia Central...

 

E o foda q é cheio de gente q acha que o Brasil é o país mais quente do mundo, ou um dos mais quentes

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

Lisboa vem registrando temperaturas entre 16•C a 25•C. Raramente chegando aos 25•C. Porto, ainda mais fresco. Faro, muito parecida com Lisboa e mínimas e máximas levemente mais altas, ou seja, absolutamente agradáveis. 

 

No interior do país, onde as máximas disparam e grandes variações térmicas são registradas, Elvas, no Alentejo, na divisa com Espanha(350m), tem tido mínimas de 15•C e máximas de 30•C a 32•C. Castelo Branco, Évora, Viseu, Vila Real, Bragança etc, as temperaturas estão similares(12•C à 32•C). 

Coimbra, 17•C-29•C. Braga/Guimarães 15•C/16•C- 28•C/29•C. 

Edited by Victor Naia
  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

Belo recorde de calor na França, impressionante.

 

No Brasil não é registrado extremos assim pelo fator chuva, nos meses mais quentes do ano em que o sol está praticamente a pino em todo país, a massa de ar equatorial úmida e instável predomina em todas as regiões, as chuvas convectivas se formam evitando um aquecimento maior. Se os meses de Novembro e Dezembro fossem mais secos, proporcionaria ondas de calor mais severas, como o calor que faz na Índia antes das Monções de verão, mas claro que em valores não tão elevados.

Edited by LucianoD
  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

Não tinha visto este tópico específico da Europa, por isso mandei uma mensagem ontem para o tópico de "demais continentes" sobre a onda de calor atual, se alguém puder transferir para cá eu agradeço.

 

Em outras palavras, o pico do calor será na quinta-feira, quando várias estações entre o nordeste da França e partes de Bélgica, Holanda e talvez até Inglaterra podem quebrar seus recordes de calor.  Algumas áreas da Escandinávia também podem registrar recordes, mas não as capitais.

  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

Guest
This topic is now closed to further replies.
 Share

×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.