Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

Monitoramento e Previsão - Brasil/América do Sul - Janeiro/2015


Recommended Posts

Também creio no retorno da ASAS ainda neste verão, mas ainda de forma mais fraca. Creio que o grande problema este ano não seja a falta total das chuvas mas a grande irregularidade. Só nos resta acompanhar e pedir que as chuvas se prolonguem pelo outono, pelo menos.

 

--------------------------------------------------------------------------------------------

Ontem tivemos umas boas pancadas de chuva na zona oeste da cidade do Rio. A Vila Militar teve um acumulado de 28.6mm, elevando os valores mensais para 136mm.

Link to comment
Share on other sites

  • Replies 2.8k
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Sondagem dessa manhã no Campo de Marte mostrando atmosfera favorável para novas trovoadas e temporais esta tarde.

 

OwFs5JU.gif

Rodolfo, uma dúvida. O Rio está com índices ótimos de instabilidade nessa sondagem 12Z, mas diferente de SP, o índica de levantamento está em -2.9. Queria saber o que isso quer dizer, quais valores desse índice são bons ou ruins.

Link to comment
Share on other sites

Só para ilustrar o potencial de retorno da ASAS pelo CFS

 

Pelo menos nos próximos 14 dias, dá para notar anomalias geopotenciais negativas sobre a costa do Sudeste em 500hpas, o que é indicador de cavados (frentes) avançando por aqui, e trazendo chuvas.

 

PNvnmG7.png

eBtLKOs.png

 

Porém, em meados de fevereiro, o quadro muda muito e a possível ASAS volta a exercer grande força sobre o Sudeste, formando um novo bloqueio atmosférico, que poderá perdurar pela segunda quinzena do próximo mês, mas tendendo a ser mais fraco que o de Janeiro... Porém todos sabemos o quanto isso é péssimo.

 

YFSUTnU.png

DNbrj37.png

 

Todas as últimas soluções do CFS estão apontando uma segunda quinzena de fevereiro, em especial, com pouca chuva no Sudeste, e com a possibilidade de retorno da ASAS... Confirmando isto, o racionamento fica cada vez mais real!!

Link to comment
Share on other sites

Depois de bater 37,7° no dia de ontem com sensação de 46° e NÃO chover (sim gente, não choveu e só ficou nublado, caindo água em todas as regiões à volta), hoje amanheci com 24,6° e agora tenho 34,1° e 53%. Tá dose, viu?

 

Quanto à seca, o racionamento afetando SP também afetará o país, já que o principal parque industrial do Brasil está lá. A economia esta ruim? Vai piorar.

Link to comment
Share on other sites

Depois de bater 37,7° no dia de ontem com sensação de 46° e NÃO chover (sim gente, não choveu e só ficou nublado, caindo água em todas as regiões à volta), hoje amanheci com 24,6° e agora tenho 34,1° e 53%. Tá dose, viu?

 

Quanto à seca, o racionamento afetando SP também afetará o país, já que o principal parque industrial do Brasil está lá. A economia esta ruim? Vai piorar.

 

Nem me fale.

 

2015 pode dar PIB negativo.

 

Mas o pior vai ser a Crise Humanitária. E as complicações sanitárias derivadas disso, com água não confiável sendo distribuída. A mudança completa na vida das pessoas, o cotidiano virado de pernas pro ar. Dias e dias sem dar a descarga, banhos intermitentes no calor.

 

Mas o pior mesmo vai ser o tema da saúde. Quantas pessoas irão se contaminar com água inadequada. Quantos óbitos serão causados por isso?

Link to comment
Share on other sites

Rodolfo, uma dúvida. O Rio está com índices ótimos de instabilidade nessa sondagem 12Z, mas diferente de SP, o índica de levantamento está em -2.9. Queria saber o que isso quer dizer, quais valores desse índice são bons ou ruins.

 

Índice de Levantamento (Lifted Index), é usado para medir a instabilidade nos baixos níveis da atmosfera basicamente.

 

Quanto mais negativo o índice, mais instáveis são as condições. Valores entre -1 e -4 significam instabilidade para trovoadas... Entre -4 e -8 condições para tempestades, temporais, e de -8, -9 pra baixo, condições para tempo severo.

 

Nesse caso, o RJ apresenta um instabilidade maior que SP nos baixos níveis, o que é mais favorável ainda para a formação de trovoadas, a principio.

Link to comment
Share on other sites

Depois de bater 37,7° no dia de ontem com sensação de 46° e NÃO chover (sim gente, não choveu e só ficou nublado, caindo água em todas as regiões à volta), hoje amanheci com 24,6° e agora tenho 34,1° e 53%. Tá dose, viu?

 

Quanto à seca, o racionamento afetando SP também afetará o país, já que o principal parque industrial do Brasil está lá. A economia esta ruim? Vai piorar.

 

Nem me fale.

 

2015 pode dar PIB negativo.

 

Mas o pior vai ser a Crise Humanitária. E as complicações sanitárias derivadas disso, com água não confiável sendo distribuída. A mudança completa na vida das pessoas, o cotidiano virado de pernas pro ar. Dias e dias sem dar a descarga, banhos intermitentes no calor.

 

Mas o pior mesmo vai ser o tema da saúde. Quantas pessoas irão se contaminar com água inadequada. Quantos óbitos serão causados por isso?

 

E ainda tem o racionamento de luz!

 

Que pode vir aí no meio do ano, ou no segundo semestre, com as represas chegando a 10%

 

2015 promete!!

Link to comment
Share on other sites

Bom dia, pessoal. Em Buenos Aires a madrugada foi de bastante calor, com temperaturas sempre acima de 26ºC. Por volta das 6h30 a chvua enim chegou, caindo com intensidade moderada a forte desde então. Já são quase 50 mm acumulados na estação do SMN. Por causa disso, a temperatura desabou e temos um dia bastante fresco e agradável na capital argentina. Faz 19,3ºC, com URA de 96%, vento nordeste a 5 km/h e pressão em 1008 hpa.

Link to comment
Share on other sites

Mais um dia com sol e calor no Rio, ao contrário de ontem, hoje ainda há poucas nuvens nesse começo de tarde e o sol predomina, com 37°C nesse momento na zona norte carioca.Aproveitando o assunto, gostaria de perguntar se alguém sabe se a sobretaxa para consumo de água que está sendo adotada em SP e pelo andar da caruagem, em breve será adotada em MG e no RJ é adotada apenas para o consumo residencial ou se isso recai também para o agronegócio e a indústria. Entendo a necessidade de evitar grandes perdas para a indústria e os serviços, já que um colapso na economia do Sudeste de fato comprometeria toda a economia nacional e a sociedade brasileira(quase 60% do PIB nacional nessa região), mas também é injusto atochar só o povo de sobretaxa sendo que o consumo residencial representa apenas 8% de todo o consumo de água no país. Alguém sabe sobre isso?

Edited by Guest
Link to comment
Share on other sites

Pessoal, vamos economizar água o máximo possível, pois na realidade é normal ocorrer bloqueios em Fevereiro, não à toa nós apelidamos carinhosamente este mês como "FERVEreiro ", hehehehe. Em todo caso, como teremos chuvas mais abundantes na primeira quinzena, tudo indica que será um mês mais chuvoso do que Janeiro.

 

Ao meu ver, já me parece CERTO que teremos racionamento de água e energia por boa parte do país. O Sudeste é a região mais prejudicada quando falta água e, por consequência, o Brasil todo sente muito isso.

Link to comment
Share on other sites

SP

 

Quinta-feira, uma frente fria encosta no sul do estado. Durante o dia se espera intensificação dos ventos de noroeste, aumento de nebulosidade e temperaturas ainda elevadas com sensação de abafamento.

Entre a tarde e a noite, pancadas de chuva de moderada a forte intensidade e trovoadas se formam e vão ganhando força e se estendem pela madrugada de sexta.

 

Na sexta-feira a frente fria avança pelo leste provocando declínio de temperaturas e chuva forte. No interior do estado o declínio de temperatura será mais discreto e as pancadas de chuva menos generalizadas, mas ainda assim localmente fortes.

 

No sábado o tempo deve permanecer instável, com pancadas de chuva e trovoadas na maioria das regiões, diminuindo de intensidade à noite no leste e sul.

 

No domingo, apesar do amanhecer com temperaturas mais amenas, o sol aparece entre nuvens por mais tempo e as temperaturas durante o dia aumenta rapidamente. Com o calor e a umidade pancadas esparsas e rápidas voltam a acontecer entre fim de tarde e início da noite.

 

inmet

Link to comment
Share on other sites

 

E ainda tem o racionamento de luz!

 

2015 promete!!

 

Sem "LUZ" não há como retirar água do volume morto, nem como bombear para interconectar os reservatórios e nem tratar á água.

 

Como diz o Ronaldo: Ciclos.

 

Sem água não há luz, sem luz não há água, ....

 

É o fim dos Tempos Interessantes.

 

PS: Em breve o racionamento 7x7 [7dias sem água intercalados com 7 dias também sem água.]

Link to comment
Share on other sites

Mais um dia com sol e calor no Rio, ao contrário de ontem, hoje ainda há poucas nuvens nesse começo de tarde e o sol predomina, com 37°C nesse momento na zona norte carioca.Aproveitando o assunto, gostaria de perguntar se alguém sabe se a sobretaxa para consumo de água que está sendo adotada em SP e pelo andar da caruagem, em breve será adotada em MG e no RJ é adotada apenas para o consumo residencial ou se isso recai também para o agronegócio e a indústria. Entendo a necessidade de evitar grandes perdas para a indústria e os serviços, já que um colapso na economia do Sudeste de fato comprometeria toda a economia nacional e a sociedade brasileira(quase 60% do PIB nacional nessa região), mas também é injusto atochar só o povo de sobretaxa sendo que o consumo residencial representa apenas 8% de todo o consumo de água no país. Alguém sabe sobre isso?

 

No caso de São Paulo nem precisava taxar indústria, consumidor nem nada. De reparar encanamento as coisas já estariam bem melhores, já que 30% de TODA a água é perdida em vazamentos na rede. E depois querem me convencer que o problema é falta de chuvas. Risos. Aproveitando, os 7,6 mm de ontem na Cantareira foram suficientes para manter o volume em 5,1%. Hoje, por enquanto, nada de chuva lá.

 

Aqui em Buenos Aires já estamos com 51,8 mm e segue chovendo moderado. Faz 19,8ºC.

Edited by Guest
Link to comment
Share on other sites

Aqui em Canoas li uma vez, que a Corsan estima em 60% as perdas de água com vazamentos, é muita coisa.

 

 

A situação vai ficar feia mesmo, estou torcendo muito por bom volumes de chuvas p essa primeira quinzena de fevereiro para o sudeste, e que março seja um mês chuvoso

 

 

por aqui muito calor, antes do refresco que está por vir, minima de 25,0 e faz 34,8 agora

Link to comment
Share on other sites

E essa agora? Tem represa cheia no sistema Cantareira! Sabesp, o que significa isso??? 5 dias sem água e 2 com, tá de palhaçada???

 

http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2015/01/represa-cheia-no-cantareira-leva-boato-sobre-atual-nivel-do-sistema.html

 

 

Artur, com certeza você foi irônico.

 

Então para evitar eventuais confusões, lembro aqui que o reservatório Paiva Castro não passa de um ''canal'' que transmite toda a água do sistema para os consumidores.

 

No dia em que ele secar, só vai sobrar pó no Cantareira.

 

Abraço.

 

Calma lá, não leve ao pé de uma crítica politica, se trata apenas de uma reportagem onde pessoas in loco filmaram o Paiva Castro cheio...sei bem que se trata da represa do fundo do poço, se secar $%%#%$# geral.

 

Mas por que a Sabesp teima em divulgar que "todos os reservatórios estão secos e racionaremos 5 x 2"?

 

Qual a verdade?

 

Abraços

Link to comment
Share on other sites

2015 pode dar PIB negativo.

 

Mas o pior vai ser a Crise Humanitária. E as complicações sanitárias derivadas disso, com água não confiável sendo distribuída. A mudança completa na vida das pessoas, o cotidiano virado de pernas pro ar. Dias e dias sem dar a descarga, banhos intermitentes no calor.

 

Mas o pior mesmo vai ser o tema da saúde. Quantas pessoas irão se contaminar com água inadequada. Quantos óbitos serão causados por isso?

 

E ainda tem o racionamento de luz!

 

Que pode vir aí no meio do ano, ou no segundo semestre, com as represas chegando a 10%

 

2015 promete!!

Concordo com vocês dois. Quando postei minha mensagem, nem tinha pensado nas questões de saúde e o problema da falta de luz. Pelo menos os próximos dias devem ser de boa chuva no Sudeste, o que trará alguma esperança. Mas a única situação que poderia realmente ajudar seria chover MUITO acima da média e também outono adentro.

 

Por aqui tempo fechando e muito abafado. Já está escuro a O e NO e o radar pega chuva a uns 50 km de POA. Agora faz 35,1° com 52%. Já bati 35,7°.

 

Abraços preocupados!

Link to comment
Share on other sites

E essa agora? Tem represa cheia no sistema Cantareira! Sabesp, o que significa isso??? 5 dias sem água e 2 com, tá de palhaçada???

 

http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2015/01/represa-cheia-no-cantareira-leva-boato-sobre-atual-nivel-do-sistema.html

 

 

Artur, com certeza você foi irônico.

 

Então para evitar eventuais confusões, lembro aqui que o reservatório Paiva Castro não passa de um ''canal'' que transmite toda a água do sistema para os consumidores.

 

No dia em que ele secar, só vai sobrar pó no Cantareira.

 

Abraço.

 

Calma lá, não leve ao pé de uma crítica politica, se trata apenas de uma reportagem onde pessoas in loco filmaram o Paiva Castro cheio...sei bem que se trata da represa do fundo do poço, se secar $%%#%$# geral.

 

Mas por que a Sabesp teima em divulgar que "todos os reservatórios estão secos e racionaremos 5 x 2"?

 

Qual a verdade?

 

Abraços

 

Porque, como eu disse, o Paiva Castro é apenas um ''canal'' de passagem de toda a água para Sampa.

 

E eu não levei ''ao pé de uma crítica política" e nem fiquei ''brabo"

 

Essa represa é de apenas 7 bilhões de litros (a de Jundiaí, 400 mil habitantes, tem 8 bi). Então o Paiva Castro é a última represa do Sistema Cantareira, a mais baixa de todas e é por ela que passa toda a água de todo o sistema para ser novamente bombeada ''para cima'' (Sampa está em cota altimétrica maior).

 

Por isso é que ela está cheia e eu disse que, quando Paiva Castro estiver baixa, no restante do Cantareira só restará pó.

Link to comment
Share on other sites

Mais um dia com sol e calor no Rio, ao contrário de ontem, hoje ainda há poucas nuvens nesse começo de tarde e o sol predomina, com 37°C nesse momento na zona norte carioca.Aproveitando o assunto, gostaria de perguntar se alguém sabe se a sobretaxa para consumo de água que está sendo adotada em SP e pelo andar da caruagem, em breve será adotada em MG e no RJ é adotada apenas para o consumo residencial ou se isso recai também para o agronegócio e a indústria. Entendo a necessidade de evitar grandes perdas para a indústria e os serviços, já que um colapso na economia do Sudeste de fato comprometeria toda a economia nacional e a sociedade brasileira(quase 60% do PIB nacional nessa região), mas também é injusto atochar só o povo de sobretaxa sendo que o consumo residencial representa apenas 8% de todo o consumo de água no país. Alguém sabe sobre isso?

 

No caso de São Paulo nem precisava taxar indústria, consumidor nem nada. De reparar encanamento as coisas já estariam bem melhores, já que 30% de TODA a água é perdida em vazamentos na rede. E depois querem me convencer que o problema é falta de chuvas. Risos. Aproveitando, os 7,6 mm de ontem na Cantareira foram suficientes para manter o volume em 5,1%. Hoje, por enquanto, nada de chuva lá.

 

Aqui em Buenos Aires já estamos com 51,8 mm e segue chovendo moderado. Faz 19,8ºC.

 

Perfeito. Um índice de 30% de perdas é escandaloso.

 

Mas mesmo que baixassem esse índice, a construção de outro sistema já deveria estar pronta. Foi obrigação imposta no Contrato de Outorga da Agência Nacional das Águas com a Sabesp em 2003.

Link to comment
Share on other sites

Teve um bairro na Z Leste de SP, chamado Vl Prudente....que deu quase 100mm...Ali se não me engano é Alto Tiete...vamos ver agora o efeito disso..!!

É nada. Dali a água vai para o rio Tietê, muito depois dos reservatórios do Alto Tietê. Vai tudo para o oeste do estado.

Via rio Tamanduateí.

Link to comment
Share on other sites

Já faz alguns dias que as imagens de satélite mostram o SE do Brasil mais úmido/nublado, principalmente Minas; menos pior.

Aqui na cidade de São Paulo já faz vários dias que, apesar do sol, sempre temos boa quantidade de nuvens.

Os dias de poucas nuvens (Normalmente pouco comuns em janeiro) e temperaturas absurdamente altas cessaram com a chegada da última frente, em 21/01.

 

--------------

Agora, sol entre muitas nuvens (Altas, médias e baixas) em Sampa.

Ventos NO com rajadas de até 33 km/h na automática do Mirante.

 

Aeroportos entre 28 e 29°C.

 

--------------

No litoral centro:

Guarujá (Base Aérea): 34°C (Já bateu nos 35°)

Santos (CIIAGRO): 33,4°C (Registrou 34,3°C às 13h, registro de 20 em 20 min)

Link to comment
Share on other sites

Formou-se trovoadas hoje na região norte de Blumenau e se espalharam pela região litorânea do Vale, tivemos bons acumulados!

 

Fazia tempo que não via chuva de verão tão cedo, por volta das 14hs veio a primeira e depois de 1 hora veio a segunda.

 

Tivemos acúmulos que variaram de 2,0 mm (extremo sul do município) a 38,4mm.

 

Muito irregular, chuva de verão realmente não resolve problemas de estiagem, caso tivéssemos.

 

Agora está agradáveis 24ºC! Baita alívio.

Link to comment
Share on other sites

Já faz alguns dias que as imagens de satélite mostram o SE do Brasil mais úmido/nublado, principalmente Minas; menos pior.

Aqui na cidade de São Paulo já faz vários dias que, apesar do sol, sempre temos boa quantidade de nuvens.

Os dias de poucas nuvens (Normalmente pouco comuns em janeiro) e temperaturas absurdamente altas cessaram com a chegada da última frente, em 21/01.

 

 

É, mas tinha que ter também muita chuva.

 

Aqui foi a 32º, ocorreu trovoada foi para 24º, teve queda de energia por uns 5/10 minutos. Agora parece que vai reaquecer...

Link to comment
Share on other sites

Janeiro de 2015 deve terminar como o mais quente desde o começo dos registros em 1974, superando 1990 e 2014.

A média das máximas até o momento é maior que os terríveis Outubros de 2012 e 2014.

 

01 a 28 de Janeiro de 2014

 

Média das máximas: 29,9°C

Média das mínimas: 15,8°C

Chuva: 57,4 mm

 

01 a 28 de Janeiro de 2015

 

Média das máximas: 31,9°C

Média das mínimas: 15,9°C

Chuva: 47,8 mm

Link to comment
Share on other sites

Fortes áreas de instabilidade se formaram rapidamente próximo a divisa do município do Rio com a Baixada e no momento avançam pela zona oeste da cidade, segundo relatos no Twitter nesse momento chove até granizo em bairros como Campo Grande e Bangu na zona oeste carioca, com ocorrência de forte ventania e atividade elétrica. Aqui na zona norte nada de chuva por enquanto mas o tempo vai fechando rapidamente e começa a ventar de forma moderada, já escutei dois trovões distantes. Pelos radares, a instabilidade é bem intensa, vamos ver se conseguirá se espalhar e pelo menos estabilizar a queda nos reservatórios que abastecem o Estado, que embora tenham seu início longe da capital, chegam até aqui através do Sistema Guandu que localiza-se justamente entre a Baixada e a zona oeste. No momento ainda 36°C.

Link to comment
Share on other sites

Fortes áreas de instabilidade se formaram rapidamente próximo a divisa do município do Rio com a Baixada e no momento avançam pela zona oeste da cidade, segundo relatos no Twitter nesse momento chove até granizo em bairros como Campo Grande e Bangu na zona oeste carioca, com ocorrência de forte ventania e atividade elétrica. Aqui na zona norte nada de chuva por enquanto mas o tempo vai fechando rapidamente e começa a ventar de forma moderada, já escutei dois trovões distantes. Pelos radares, a instabilidade é bem intensa, vamos ver se conseguirá se espalhar e pelo menos estabilizar a queda nos reservatórios que abastecem o Estado, que embora tenham seu início longe da capital, chegam até aqui através do Sistema Guandu que localiza-se justamente entre a Baixada e a zona oeste. No momento ainda 36°C.

Amigos relataram queda de granizo e muita chuva em Realengo. Campo Grande está alagado.

Link to comment
Share on other sites

Tempestade com vento de 83 km/h em Goiânia (GO)28 de janeiro de 2015 às 16:41 por Marcelo Pinheiro

Áreas de instabilidade formadas pelo ar abafado se espalharam por Goiás nesta tarde de quarta-feira. Um temporal com muitos raios e ventana atingiu a cidade de Goiânia por volta de 16h. No aeroporto Santa Genoveva as rajadas de vento chegaram a 83 km/h, a visibilidade ficou limitada a apenas 100 metros e a temperatura caiu de 29 para 22 graus em menos de 20 minutos.

Link to comment
Share on other sites

Desilusão: a instabilidade que parecia tão forte e extensa, acabou por desintegrar-se antes de avançar para outras partes da cidade do Rio. Chegou a chover bem forte com queda de granizo em boa parte da zona oeste(Santa Cruz, Campo Grande, Bangu, Padre Miguel, Realengo, Sulacap, Taquara) com acumulado em apenas uma hora de 59 mm no Mendanha, 27 mm em Campo Grande e 24 mm em Bangu, mas absolutamente nada em toda a zona norte, Centro e zona sul da cidade. Nada além de trovões distantes. Agora, as nuvens já começam a se dissipar e faz 31°C, pelo menos o vento diminuiu um pouco o calorão.

Link to comment
Share on other sites

Nenhum sinal de chuva ainda por aqui. Mas acredito que possa sim chover mais tarde, justamente pela sondagem mostrar novamente uma atmosfera bem instável!

29 graus na Mooca-CGE

 

=============================

Já estou começando a fazer minha reza para que chova bastante na primeira quinzena de fevereiro e para que a possível ASAS seja camarada com os sudestinos e não atue com tanta força e muito tempo e que também não venha aquele calorão bizarro, que passa dos 35 graus aqui em Sampa.

Link to comment
Share on other sites

Pessoal, vamos economizar água o máximo possível, pois na realidade é normal ocorrer bloqueios em Fevereiro, não à toa nós apelidamos carinhosamente este mês como "FERVEreiro ", hehehehe. Em todo caso, como teremos chuvas mais abundantes na primeira quinzena, tudo indica que será um mês mais chuvoso do que Janeiro.

 

Ao meu ver, já me parece CERTO que teremos racionamento de água e energia por boa parte do país. O Sudeste é a região mais prejudicada quando falta água e, por consequência, o Brasil todo sente muito isso.

 

Exatamente isso Renan. Tanto que aqui em Sampa a maior média das máximas no Mirante do Santana é exatamente no mês de fevereiro.

Também vale dizer que há algumas cidades do norte e nordeste mineiro, ES costumam ter mais chuva em março do que em fevereiro (de acordo com a média histórica 61-90)e isso pode ter a ver justamente com a atuação de bloqueios!

Link to comment
Share on other sites

Aqui na cidade de São Paulo já faz vários dias que, apesar do sol, sempre temos boa quantidade de nuvens.

Os dias de poucas nuvens (Normalmente pouco comuns em janeiro) e temperaturas absurdamente altas cessaram com a chegada da última frente, em 21/01.

É, mas tinha que ter também muita chuva.

Pois é...

Por enquanto só está um pouco menos ruim. :sad:

Estamos tendo chuva sim, mas esparsas e irregulares.

Chuvas que apenas refrescam (O que é bom) mas não resolvem nada. :negative:

 

-------------

Já estou começando a fazer minha reza para que chova bastante na primeira quinzena de fevereiro e para que a possível ASAS seja camarada com os sudestinos e não atue com tanta força e muito tempo e que também não venha aquele calorão bizarro, que passa dos 35 graus aqui em Sampa.

Bons tempos aqueles em que dizíamos que, após 15 a 20 de fevereiro, a temperatura não chegava mais a 33°C em Sampa.

Ou seja, calorão, se houvesse, só a partir de setembro.

 

O pior é que era verdade na grande maioria dos anos.

Hoje, nada mais é garantido com relação a altas temperaturas na capital paulista. :cray:

Link to comment
Share on other sites

Boa noite bazianos!

 

Hoje tivemos mais um dia típico de verão, sol e forte aquecimento com chuvas do meio pro final da tarde, chuvas essas que ficaram mais restritas a zona oeste da cidade, há pouco até choveu aqui, mas foi uma chuva leve, a queda de temperatura foi mais por conta do vento do que pela chuva. A estação do Mendanha, na zona oeste acumulou 59,6mm, totalizando 231,8mm no mês.

 

A máxima de hoje na cidade foi de 39,3° em Irajá, zona norte da cidade.

 

fm013t.jpg

Link to comment
Share on other sites

Guest
This topic is now closed to further replies.
 Share


×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.