Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

Leaderboard


Popular Content

Showing content with the highest reputation since 11/29/19 in all areas

  1. 51 points
    Bom dia a todos, TERCEIRO DIA DE RECORDES EM MAIO EM ALGUNS LOCAIS DA MANTIQUEIRA.| OBS:BAIRRO DO CHARCO QUEBROU SEU RECORDE NOVAMENTE, PARA MAIO E ANO. Registros nessa manhã: • -7,4°C Bairro Do Charco/Delfim Moreira - MG • -2,1°C Bairro Reserva/ Maria da Fé - MG • -1,8°C Melhoramentos/Camanducaia - MG • -1,4°C Monte Verde/INMET • -1,0°C Vila Inglesa/Campos do Jordão - SP • -0,3°C Fazenda Cambaú/Delfim Moreira - MG • 0,0°C Sitio da Lage /Maria da Fé - MG • 0,1°C Santo Antônio do Pinhal - SP • 0,5°C Marmelópolis - MG • 1,1°C São Bento do Sapucaí - SP • 1,7°C Aiuruoca - MG • 1,8°C Maria da Fé/INMET • 6,3°C Itajubá - MG Fonte: PWS/INMET Imagens: ● Bairro do Charco/Delfim Moreira -MG: - Nair; - Elina; - Elisa; - Rodrigo; - Izabel.
  2. 50 points
    Bom dia bazianos, OBS: A MENOR TEMPERATURA REGISTRADA DESDE 2018 NO BAIRRO DO CHARCO/DELFIM MOREIRA. Registros nessa manhã: • -7,2°C Bairro Do Charco/Delfim Moreira - MG (OBS: Encanamento de algumas casas congelaram. ) • -2,1°C Vila Inglesa/Campos do Jordão - SP • -2,1°C Bairro Reserva/ Maria da Fé - MG • -1,7°C Piranguçu - MG • -1,7°C Melhoramentos/Camanducaia - MG • -1,5°C Monte Verde/INMET • -0,5°C Sitio da Lage /Maria da Fé - MG • -0,4°C Campos do Jordão/INMET • -0,3°C Maria da Fe/INMET • -0,2°C Santo antônio do Pinhal - SP • 0,0°C PNI/INMET • 0,2°C São Bento do Sapucaí - SP • 0,4°C Marmelópolis - MG • 1,8°C Aiuruoca - MG • 4,8°C Itajubá - MG Fonte: PWS/INMET Algumas imagens hoje:
  3. 45 points
    Como vem sendo discutido já pelos usuários, a partir dos próximos dias as fortes anomalias positivas devem sofrer reversão com a virada de chave (que pode ser alucinante). Vejam as anomalias das próximas 2 pêntadas pelo euro das 00Z: Apesar do Sudeste aparecer ainda quente na segunda pêntada, é provável que isso mude na primeira semana de julho com o ingresso de ar mais frio em boa parte do país. Prefiro usar palavras que não exprimem certeza pois ainda temos uma boa instabilidade para os pulsos de frio do início do próximo mês. Por ora, temos uma maior confiabilidade nos próximos dois pulsos que devem congelar a Argentina. Abaixo, picos em 850 hPa e 700 hPa: Como podem bem observar, temperaturas na casa de -15/-18°C em 850 hPa na Patagônia e em torno de -25°C em 700 hPa. Estes valores são extraordinários. Portanto, a Argentina deve se preparar para um longo período de frio intenso e que pode trazer problemas para o país. Boa parte do país deve ter temperaturas (muito) abaixo de 0°C e a neve deve ser ampla. Ok, mas por que esse porrete todo? Vocês vão achar irônico, mas: bloqueio. Sim, bloqueio. Explico: a partir do dia 24, uma alta pressão vai se estabelecer no Oceano Antártico, entre a Terra do Fogo e a Península Antártica, pouco a oeste, e deve permanecer ali por vários dias. Empilhada a esta alta em superfície tem outra em médios níveis, o que é característico de bloqueios de alta. (Observem no topo da imagem). Ela não apenas vai ficar semiestacionada como vai ganhar muita força. Essa configuração de bloqueio permite que a circulação anticiclônica advecte ar gelado de forma contínua e espessa (por conta da alta empilhada) diretamente da Península Antártica e do Mar de Weddel. Sobre a onda de frio do início de julho, EU considero altamente provável, mas olhando os modelos o cenário ainda é aberto e está distante. O mais certo no momento é o congelamento na Argentina. Vamos acompanhando.
  4. 44 points
    Temos a entrada agora do primeiro pulso da onda de frio, e já são observadas temperaturas abaixo dos 15°C no Mato Grosso do Sul - 13,7°C em Porto Murtinho e 13,6°C em Aral Moreira, mostrando a extrema continentalidade do ar frio. Aqui no Sudeste, a maior preocupação de geral é: a frente vai trazer chuva suficiente? Tirando a divisa de SP com o PR, o restante do estado deve ter acumulados em 24h na ordem de 10-20 mm. Sul de Minas e Triângulo Mineiro devem ter acumulados geralmente entre 5-10 mm, pontualmente mais que isso. Sobre o frio agora, que é o assunto que interessa aos bazianos. Sábado: cavado bem amplificado e quase meridional pegando todo o Sul e parte do MS, além de ciclogênese no litoral do RS, com ainda muita chuva na região oclusa da onda frontal (sul do RS), com volumes passando de 100 mm em 24h. Temperatura em queda ao longo do dia no norte pioneiro do Paraná, em São Paulo, centro-nordeste do Mato Grosso do Sul, sudoeste de Goiás, oeste e sul de Minas. Na região Sul, exceto norte pioneiro do PR, temperatura baixa mesmo durante a tarde especialmente nas regiões mais elevadas (obviamente); por conta do vento oeste, deve ocorrer aquecimento adiabático no litoral de SC, PR e SP mesmo em regiões sob condições de céu encoberto. Importante destacar que não são esperadas condições muito secas no sábado. Domingo: anticiclone transiente bem continental com núcleo sobre o sudoeste do Mato Grosso do Sul e cavado ainda ativo empilhado sobre a alta, mas com força reduzida, na manhã de domingo. Ainda deve chover entre o sul do MT, GO, Triângulo e sul de MG, e extremo norte de SP, permanecendo assim durante todo o dia. A chuva nestas áreas deve tornar a tarde de domingo bem fria para os padrões das regiões citadas. O ar não seca tanto na madrugada de domingo em todo o centro-sul do país, exceto em alguns pontos específicos no oeste do MS e sul de SP, mas mesmo assim a temperatura fica baixa podendo bater os menores valores do ano no oeste e sul paulista. À tarde, a temperatura continua mais baixa mesmo na presença de sol, e deve ser amena em todo o estado de SP com máximas entre 17 e 20°C; há ainda efeito do aquecimento adiabático provocado pelo vento oeste na faixa leste de SC, PR e litoral de SP, além do Vale do Paraíba; o ar seca mais ao longo do dia no MS, SP, sul de MG, PR e SC, além do norte do RS, o que impactará na queda de temperatura entre domingo e segunda. Segunda-feira: devo destacar um novo ciclone extratropical que deve, ao longo do dia, se deslocar de sudoeste para nordeste, ficando próximo do litoral do RS até a noite. Deste primeiro pulso, a manhã de segunda-feira será a mais fria em boa parte do Centro-Sul e também no sul da Amazônia. Durante a tarde a temperatura sobe mais, passando dos 20°C na maior parte de SP. Terça-feira: com a ajuda do ciclone, ocorre um novo ingresso de ar frio e seco sobre o Sul e Sudeste do país, que deve alongar o período frio sobre as regiões inclusive adiando o pico do frio, que antes seria na terça-feira mesmo. É possível, inclusive, enxergar este reforço na mancha marrom e cinza no Uruguai e na Argentina na carta de água precipitável acima; na carta abaixo, a mancha mais cinza (menos vapor d'água) denota o estabelecimento do reforço. Com isso, a tarde de terça deve ser um pouco mais fria que a de segunda, e o efeito do aquecimento adiabático é atenuado por conta deste novo ingresso vir de sul/sudoeste e não de oeste. Quarta-feira: neste dia o "melhor dos mundos" se estabelece sobre a região Sul, e as baixadas de toda a região devem ter mínimas bem baixas em virtude da estabilidade trazida pela nova alta transiente, com um cavado imediatamente a leste e não empilhado. Então: ar frio + estabilidade. Mínimas baixas também em grande parte do Sudeste, com pico no sul de MG, porção sul do MT, GO e até mesmo o DF. Para a cidade de São Paulo, o cenário ideal para mínimas baixas e sem advecção de ar úmido do oceano é até este dia, pois ainda pela manhã o anticiclone começa a maritimizar. Por vários dias na sequência, após quarta-feira, as madrugadas devem continuar geladas na maior parte do Sudeste.
  5. 40 points
    ENQUANTO BOA PARTE ESTÁ DE OLHO NA CHANCE DE ALGUMA NEVE NO SUL DO BRASIL, O MESMO CICLONE EXTRATROPICAL QUE IRÁ SE FORMAR, DEVERÁ TRAZER TAMBÉM UM PROVÁVEL EPISÓDIO DE TEMPO SEVERO NO SUL DO BRASIL AMANHÃ A TARDE/NOITE. A EVOLUÇÃO DE UM INTENSO CENTRO DE BAIXA PRESSÃO SOBRE O RIO GRANDE DO SUL, COM VALORES DE 995hpas APROXIMADAMENTE, IRÁ PROJETAR UMA INTENSA PISTA DE JATOS EM BAIXOS NÍVEIS NESSA TERÇA-FEIRA, JATO ESSE DENOMINADO DE JBN. LOCALMENTE O JATO PODE CHEGAR A 100km/h, TAMANHO APROFUNDAMENTO DA BAIXA. EM ASSOCIAÇÃO A ESTA CORRENTE DE JATOS, HAVERÁ FORTE DIVERGÊNCIA EM MÉDIOS/ALTOS NÍVEIS, O QUE COLABORÁ PARA DEIXAR A ATMOSFERA ALTAMENTE INSTÁVEL. EM RAZÃO DA CONFIGURAÇÃO DESTA BAIXA, UMA LINHA DE INSTABILIDADE (SQUALL LINE) IRÁ VARRER OS ESTADOS DE SC E PARANÁ. ANTES DISSO, A BAIXA TAMBÉM TRARÁ BONS VOLUMES DE CHUVA, DE FORMA MAIS HOMOGÊNEA NO RIO GRANDE DO SUL. DENTRO DESSA LINHA DE INSTABILIDADE QUE IRÁ AVANÇAR, ESTARÃO SOBRETUDO AS CONDIÇÕES DE SEVERIDADES PREVISTAS PARA AMANHÃ. PROJEÇÕES DO GFS DE SHEAR EM BAIXOS NÍVEIS 0-1km e 0-3km, INDICAM VALORES ALTOS, O QUE INDUZ POTENCIAL DE SEVERIDADE, SOBRETUDO ENTRE O OESTE DE SC E OESTE DO PR. PRINCIPAL PADRÃO DE TEMPO SEVERO DEVERÃO SER VENDAVAIS, MAS NÃO PODE-SE DESCARTAR TORNADOS, EM RAZÃO DOS ALTOS VALORES DE SHEAR ALINHADOS COM INTENSO JBN. UM DOS CAMPOS ESPECÍFICOS PARA TORNADOS NO GFS INDICA POTENCIAL NO OESTE DO PARANÁ. ESTE CAMPO EM SI, NÃO SERVE PARA PARÂMETRO DO QUE DE FATO DEVE OCORRER, MAS MOSTRA COMO A ATMOSFERA ESTARÁ BEM INSTÁVEL EM RAZÃO DA EVOLUÇÃO DO CICLONE. EM SEU BOLETIM ESTA TARDE PARA A AMÉRICA DO SUL, O NOAA, ENFATIZA A POSSIBILIDADE DE TEMPO SEVERO NESTA TERÇA-FEIRA SOBRE O SUL DO PAÍS. CHAMA A ATENÇÃO A PREVISÃO DE INTENSAS RAJADAS DE VENTOS POR TODO O CENTRO-SUL SENDO ESPERADAS AMANHÃ. NOS PONTOS MAIS ALTOS DA SERRA GERAL EM SC, AS RAJADAS DEVEM CHEGAR A 120-140km/h, ENQUANTO DEVEM VARIAR ENTRE 80-100km/h EM BOA PARTE DO RESTANTE DE SC, PARTES DO RS, E LESTE DO PARANÁ (INCLUINDO CURITIBA). ATÉ MESMO SÃO PAULO CAPITAL TERÁ INTENSAS RAJADAS, SOBRETUDO NA QUARTA-FEIRA, PODENDO CHEGAR A 70-80km/h.
  6. 40 points
    Bom dia à todos... Descomunal o frio de baixada nesta manhã por aki. -3,7°C e -3,2°C nas minhas duas estações de baixada. O nevoeiro e as fumaças não atrapalharam a keda durante a madrugada e no início da manhã. Algumas das imagens aki na vila: Congelamento do orvalho na porteira: Congelamento dos arbustos:
  7. 40 points
    Bom dia à todos... Superada a mínima do dia 28/4/16 (1,2°C) nesta manhã gelada e maravilhosa de quinta-feira, 16/4/20! Às 7h a temperatura na baixada aki da vila em Piraquara atingiu 0,7°C e o gelo cobria a vegetação e aparecia sobre os capôs dos carros e nos telhados...
  8. 39 points
    Resende amanheceu frio (nada comparado as serras do sul) e com bastante neblina! É por dias assim que curto o outono/inverno! Fiz alguns registros da cidade!
  9. 38 points
  10. 38 points
    Bom dia à todos... Hoje por pouco não consigo registrar a terceira forte geada da semana. Por volta das 6h30 houve a chegada de um intenso nevoeiro pelo nordeste q cobriu toda a região e em pouco tempo fez com q a temperatura se elevasse cerca de + 4°C mesmo antes do surgimento do sol no horizonte. As mínimas nas duas estações de baixada foram -2,9°C e -2,4°C. Em casa registrei mínima de 1,1°C Fotos da manhã de hoje, com geada e nevoeiro se intensificando: Nevoeiro chegando... Às 8h30 a neblina cobria toda a região com temperatura de 3°C:
  11. 38 points
    Bom dia a todos ! Eis que ocorre NOVO RECORDE PARA MAIO NA MINHA ESTAÇÃO, apenas 2 dias depois do recorde anterior: 05,8°C foi a incrível mínima registrada nesse amanhecer. Fui na baixada Passos del Rei , porém quando cheguei já era quase 7h da manhã e o local já recebia os primeiros raios solares, apesar do nevoeiro. O resultado é que não reparei diferença significativa de temperatura entre lá e meu sítio, porém tenho certeza que às 6h da manhã a temperatura era no mínimo sub-5 por lá. Fiz algumas fotos. Havia apenas orvalho grosso, mas eu já esperava por isso: - ESTA ÚLTIMA JÁ É NA BR-040, UMA BELA VISTA DO VALE DO PARAÍBA COM NEVOEIRO:
  12. 38 points
    Em casa a mínima atingiu apenas 2,3°C mas nas duas estações de baixada os registros me surpreenderam e não foi pouco gelo. Na relva a temperatura chegou à -6,8°C e só não foi menor provavelmente devido ao nevoeiro fraco.
  13. 38 points
    Variação hoje 7,8/18,4°C Como já comentado pelo @Matheus Vinicius, sol e pouca nebulosidade pela manhã passando a parcialmente nublado a quase nublado após às 14h. Vento oeste mantendo sensação de frio, mesmo ao sol. Fiz algumas imagens durante o pedal entre Piraquara e Quatro Barras. Escolhi alguns locais q transmitiam a (verdadeira) impressão de um dia típico de outono (e realmente foi):
  14. 37 points
    Teve geada em alguns pontos aqui em Caxias do Sul.
  15. 36 points
    PIRAQUARA online ha ha Terminamos a instalação da estação q irá monitorar a minha vila 😍 Mais um grande passo no monitoramento da região de Curitiba e também do estado do Paraná! Da eskerda para a direita, Eu, @Rafael Valiati@stankevecz1, @Flavio Feltriml Agradeço de coração pelo empenho de diversas formas desse pessoal incrível e também de outros q se envolveram nesse projeto. Em tempo, tarde fria, com 12°C
  16. 36 points
    CHEGOU JUNHO! QUASE MIOLO DO INVERNO! UNS QUEREM A BRANQUINHA OUTROS QUEREM O -10ºC E EU SÓ QUERO UM MÊS ABAIXO DA MÉDIA.
  17. 36 points
    Frio na casa dos 15°C aqui em Penedo (Itatiaia-RJ) e com bastante vento um pouco antes das 17h.
  18. 36 points
    Hoje aproveitei que estive no Rio, em casa de parentes, para fazer um passeio pelo bairro mais alto do Rio de Janeiro (o Alto da Boa Vista), onde pude fotografar alguns pontos de interesse. Um dos meus desejos antigos, e que foi bem fácil de concretizar, foi visitar a estação do INMET/Alto da Boa Vista, que fica numa rua tranquila na parte de trás do quartel do Corpo de Bombeiros (numa construção que parece ser um anexo da Escola Municipal Marc Ferrez), numa altitude aproximada de 350 metros. Outro lugar que visitei, já na parte menos conhecida do Alto, foi a rua que muito provavelmente é a mais alta da cidade Rio de Janeiro (cota 550 m aproximadamente), e no ponto mais alto desta rua fica a Escola Municipal Diogo Feijó, a escola mais alta da cidade, praticamente na base do Morro da Taquara (830m), que ainda faz sombra sobre a região à tarde amenizando ainda mais o clima já agradável do local (estimo uns 2ºc abaixo da média do Inmet/ADBV). Bem em frente à escola, num poste (e facilmente visível na foto) fica o pluviômetro do Cemaden/Alto da Boa Vista, que registrou o recorde carioca de intensidade de chuva das redes Cemaden e Alerta Rio no dia 14/02/2018, com 130,6 mm em apenas 1 hora. Entre 8 e 9 de abril de 2019, a estação voltou a registrar um acumulado altíssimo, mas desta vez em 24 horas (mais de 350 mm). É um local um pouco mais chuvoso que o Alto da Boa Vista/INMET (está 200 metros acima), e creio que a média anual por ali supere os 2500 mm, podendo chegar a 4000 mm em anos muitos chuvosos. É também o local urbanizado com menor média de temperatura da cidade do Rio, estimo média compensada/horária anual entre 19,5ºc e 20ºc. Saindo dali, a capela do Santo Cristo dos Milagres é um ponto de referência, e depois fica a área do Vale Encantado, com um mirante para a Barra da Tijuca (neste ponto, as nuvens de infiltração marítima que o vento sul trouxe começaram a se dissipar, e as fotos começam a ficar mais ensolaradas; isto foi já no meio da tarde, pois do início até o meio da tarde estava 100% nublado, com cerração em vários pontos, como mostram as fotos). Parênteses: O dia começou com sol e névoa em todo o Rio, mas no final da manhã o tempo nublou no Alto da Boa Vista com a chegada dos ventos de sul/sudoeste (em outros pontos da cidade não chegou a nublar durante o dia, mas o Alto é também o bairro com menor insolação de toda a cidade, creio que tenha média abaixo das 1500 horas anuais). As fotos seguintes foram tiradas novamente na área mais “central” do Alto (perto da e na pracinha do Alto), e por fim as últimas fotos são do bairro contíguo da Usina, já na parte baixa (lado da zona norte). As últimas fotos mostram e Escola Municipal Araújo Porto Alegre, onde fica outro pluviômetro do Cemaden que registrou mais de 110 mm (115 mm) por hora, mas em março de 2016 (o pluviômetro está no telhado da escola, vendo a foto no tamanho original dá para distinguir o aparelho contra a copa de uma árvore). A última foto mostra o antigo prédio da CBTU, onde hoje funciona o INMET (sexto Disme), depois que foi desalojado da área portuária (Centro) por obras de revitalização urbana, mas não há nenhum sinal externo de que o INMET funciona ali. Ou seja, quatro locais de monitoramento do tempo/clima só neste passeio de hoje entre os bairros cariocas do Alto da Boa Vista e da Usina, está de bom tamanho. 1: Estação do INMET/Alto da Boa Vista da rua (como é uma estação auxiliar, tem apenas abrigo e pluviômetro básico mesmo). Na chuva de 04/2019, com mais de 300 mm em 24 horas, o pluviômetro transbordou antes da leitura e parte da chuva se perdeu). 2: A mesma estação mais de perto, abrigo em boas condições apesar do lugar meio esquisito, no alto de uma rampa gramada íngeme e bem perto de uma casa. 3: Rua que dá acesso à estação (bem ao fundo, abaixo da luminária, há uma grande araucária, a maior que já vi na cidade do Rio). Melhor ampliar a foto para ver a araucária. 4: Paisagem no Alto da Boa Vista (entre as partes "baixa" e alta do bairro) 5: Já na parte alta do Alto, a escola municipal Diogo Feijó, a mais alta da cidade (550 metros de altitude). O pluviômetro está no alto do poste parcialmente corroído pela ferrugem (é um lugar extremamente úmido, e de baixa insolação, mesmo após 8 dias sem chuva estava úmido). 6: Escola vista da rua, provavelmente a rua mais alta da cidade (se houver alguma mais alta, é por muito pouco, e fica na mesma área). 7 e 8: A capela do Santo Cristo dos Milagres. 9: Cerração ao lado da capela. 10: Mirante para a Barra da Tijuca (Vale Encantado), o tempo abrindo rapidamente. 11: Morro da Taquara (825/830 m) finalmente surge por entre as nuvens. 12: Uma das ruas que dão acesso à "parte alta" do Alto. 13: Plantação e construção abandonada, descendo a mesma rua. 14: Luminária antiga, já na parte baixa (ou "central") do Alto, na estrada que liga as zonas norte e oeste 15: Na pracinha do Alto, vários tipos de palmeiras e também alguns pinheiros. 16: Lua crescente entre o Alto e a Usina 17: Escola Municipal Araújo Porto Alegre, já na Usina, com pluviômetro no telhado (visível contra a copa de uma árvore) e lua crescente. 18: Prédio da antiga CBTU na Usina, que hoje abriga o INMET/sexto Disme.
  19. 35 points
    Eu vi isso ...ja vi sincelo em urupema ...para mim aquilo claramente é sincelo é igualzinho como fica no morro das torres em urupema Fotos postados por pablo no face
  20. 35 points
    Bom dia pessoal.. começando mais um dia gelado por aki, com a quarta geada consecutiva e mínimas negativas novamente nos dois pontos de medição em baixada na minha vila. Hoje o nevoeiro e as fumaças não interferiram na keda da temperatura. Minimas de -2,1°C e -1,7°C
  21. 35 points
    Euro 12Z veio com um cavado violento junto de um ciclone na MP do dia 5:
  22. 35 points
    Simplesmente surreal o frio de baixada aki na vila!!
  23. 35 points
    Minha caça pelo frio foi um desastre total. Primeiro, que esperei o inmet registrar 1 dígito (o que foi acontecer às 6h), aí saí de casa. Peguei a moto e fui pro local com 9,5ºC, quase congelei no caminho. Chegando lá, parei e começei a caçar o melhor ponto. Como estou de quarentena e quase não saio de casa, tive problemas com a bateria da moto e tive que sair empurrando ela ladeira acima pra pegar no tranco. 😒 Resultado: perdi a mínima e tive esse registro (reparem que o sol já brilhava no fundo...) 🤨 : Pelo menos fiz uns registros da Orla da Pampulha nessa bela manhã de sol. Na foto, 7h20, com 10ºC:
  24. 35 points
    Bom dia a todos, Amanhecer muito gelado na mantiqueira, porém diferente de outros dias, com a entrada de ar frio e vento prejudicando alguns locais, as minimas foram mais homogêneas e assim, recordes do ano foram registrados: Registros pelo amanhecer: • -1,6°C Bairro Do Charco/Delfim Moreira - MG • -1,2°C Vila Inglesa/Campos do Jordão - SP (Recorde) • -0,4°C Bairro Reserva/ Maria da Fé - MG (Recorde) • -0,2°C Fazenda Cambaú/Delfim Moreira - MG (Recorde) • 0,9°C Sitio da Lage /Maria da Fé - MG (Recorde) • 1,3°C Maria da fé/INMET (Recorde) • 1,0°C Melhoramentos/Camanducaia - MG • 1,5°C PNI/INMET • 2,3°C Campos do Jordão/INMET (Recorde) • 2,4°C Santo antônio do Pinhal - SP (Recorde) • 2,4°C Brazópolis/Observatório Pico dos Dias 1.860m • 2,5°C Maria da Fé/Topão 1.900m • 3,4°C Monte Verde/INMET • 3,5°C Piranguçu - MG • 3,5°C Marmelópolis - MG (Recorde) • 4,7°C São Bento do Sapucaí - SP • 5,2°C Itajubá - MG (Recorde) • 6,0°C Aiuruoca - MG Fonte: PWS/INMET Imagens: Maria da Fé/William Siqueira; Bairro do Charco/Márcio.
  25. 35 points
    Sobre a próxima incursão de ar frio, ela já está engatilhada no sul do continente. O ASPS (Anticiclone Subtropical do Pacífico Sul) está posicionado a oeste do Chile, com bordas ao largo do litoral. Em níveis superiores, nota-se uma crista empilhada desde os médios até os altos níveis sobre o ASPS, enquanto um cavado encontra-se imediatamente a leste da alta, o que é característico nestes eventos de frio. A estrutura do cavado é perceptível pela imagem de satélite, e se nota a formação de uma frente no litoral centro-sul da Argentina. (windy.com) Entre hoje e amanhã, todo o complexo de sistemas que provocará queda nas temperaturas nos próximos dias em grande parte do Centro-Sul do Brasil progredirá com a transposição de parte da alta pelos Andes, com avanço para nordeste tanto da alta quanto do cavado, que se amplifica e atinge o sul do RS entre a tarde e noite de amanhã (06). Com o avanço da alta e o fortalecimento do JBN (Jato de Baixos Níveis) no interior do continente, chuvas intensas são esperadas amanhã no RS (exceto sul), meio-oeste de SC e há alguma chances também no sudoeste do PR. Oeste, centro, leste e noroeste do PR devem ter chuva menos intensa, apenas com alguns temporais esparsos, e o mesmo serve para as outras regiões de SC. Em boa parte do MS e SP, a chuva vem entre a noite de amanhã e terça-feira (07). No sul de MG, RJ e ES entre a tarde de terça e quarta-feira. Ao longo do dia amanhã também se espera a formação de um ciclone extratropical, em posição mais ao sul e menos intenso que o último. A interação da alta com o ciclone, e o suporte dinâmico do cavado em médios níveis, além do posicionamento do ramo norte do Jato Polar (mesmo que breve) deve propiciar uma erupção mais intensa de ar frio que qualquer outra este ano até agora em boa parte do RS e SC. É notável pelas cartas de temperatura em 850 e 700 hPa. Mínimas baixas são esperadas a partir de terça-feira, e podem vir mais baixas que o apontado pelos modelos. O motivo: ar seco em toda a coluna atmosférica. As menores temperaturas devem ocorrer nas manhãs de quarta e quinta-feira (08 e 09), e muito provavelmente teremos as primeiras temperaturas negativas do ano na região Sul. Neste primeiro momento, as temperaturas caem no Sudeste porém de forma mais sutil. No segundo momento, sobre o qual falarei ainda hoje, o Sudeste terá temperaturas mais baixas. Um aftershock, com uma nova amplificação do cavado, deve ocorrer a partir de quinta-feira. Falarei sobre isso depois da 12Z do ECMWF.
×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.