Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

Monitoramento e Previsão Climática (ENSO/SST/AAO/PDO) 2022


Recommended Posts

Algumas considerações, se estiver errado me corrijam: Em anos de La Nina o corredor de umidade que adentra nosso Continente pela Amazônia é fortalecido. Com La Nina há uma intensificação no verão da Alta Pressão no altiplano boliviano. Com El Nino esse corredor de umidade é enfraquecido bem como a Alta da Bolívia. Agora o questionamento. Se desde 2020 estamos com La Nina, porquê tem chovido no Verão no altiplano boliviano ? 

  • Like 4
  • Thanks 2
Link to comment
Share on other sites

Em 12/09/2022 em 13:17, LucianoD disse:

 

Regiões niño NOAA (variação em relação a semana anterior)

 

Niño 4: -1,1ºC (-0,3)

Niño 3.4: -1,0ºC (-0,1)

Niño 3: -0,7ºC (-0,3)

Niño 1+2: -0,9ºC (-0,4)

 

Regiões niño NOAA (variação em relação a semana anterior)

 

Niño 4: -0,9ºC (+0,2)

Niño 3.4: -0,9ºC (+0,1)

Niño 3: -0,8ºC (-0,1)

Niño 1+2: -0,8ºC (+0,1)

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

Em 12/09/2022 em 17:18, Peregrine disse:

Algumas considerações, se estiver errado me corrijam: Em anos de La Nina o corredor de umidade que adentra nosso Continente pela Amazônia é fortalecido. Com La Nina há uma intensificação no verão da Alta Pressão no altiplano boliviano. Com El Nino esse corredor de umidade é enfraquecido bem como a Alta da Bolívia. Agora o questionamento. Se desde 2020 estamos com La Nina, porquê tem chovido no Verão no altiplano boliviano ? 

A alta da Bolívia é uma alta diferente, acontece nos altos níveis da atmosfera

Esta alta é uma resposta a insolação extrema que ocorre na América do Sul.

A camada troposférica em torno de 200 hPa aumenta de espessura e isto gera convergência nos níveis mais baixos.

Ela começa a se formar sobre o norte do país em Outubro e vai se deslocando para o Sul e oeste meio que acompanhando o zênite solar

No trimestre DJF ela se posiciona de vez sobre a Bolívia as vezes mais para Leste ou mais para oeste as vezes fica no Paraguai, no MS, as vezes fica gde que dá pra ver o giro das nuvens até no oceano pacífico.

Em março ela enfraquece e se desloca para leste e geralmente uma FF que traz a primeira MP significativa desconfigura  e encerra seu ciclo.

Já sobre o verão altiplano, na verdade é o contrário. É justamente quando a AB está sobre a Bolívia que neva nas altitudes elevadas do país.

O inverno altiplanico na verdade acontece no verão astronômico, inclusive é o posicionamento mais ao Sul possível da AB que traz a curtíssima estação chuvosa do norte do chile. Que se dá entre a segunda quinzena de Janeiro e a primeira de fevereiro caso de cidades como São Pedro do Atacama.

Um mau posicionamento da AB pode falhar a estação chuvosa daquela região e aí só no ano seguinte imagine.

El nino atrapalha a AB, intensifica o jato subtropical devido ao enfraquecimento  dos ventos aliseos, aliás este é o mecanismo que aumenta a chuva no Sul do país. Além do que El nino provoca levantamento no pacifico perto Am do Sul e este ar vai descer e gerar subsidencia em cima do NE atrapalhando atuação de Vcans, pessoal reclama de La Nina, mas pra mim El Nino é pior.

Claro que n fatores precisam ser levados em consideração, nós não estávamos sob El nino no verão de 2014, e a atividade termodinâmica foi suprimida totalmente interrompendo a estação chuvosa em pleno verão.

 

  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

Em 20/09/2022 em 00:57, jrmartinisp disse:

A alta da Bolívia é uma alta diferente, acontece nos altos níveis da atmosfera

Esta alta é uma resposta a insolação extrema que ocorre na América do Sul.

A camada troposférica em torno de 200 hPa aumenta de espessura e isto gera convergência nos níveis mais baixos.

Ela começa a se formar sobre o norte do país em Outubro e vai se deslocando para o Sul e oeste meio que acompanhando o zênite solar

No trimestre DJF ela se posiciona de vez sobre a Bolívia as vezes mais para Leste ou mais para oeste as vezes fica no Paraguai, no MS, as vezes fica gde que dá pra ver o giro das nuvens até no oceano pacífico.

Em março ela enfraquece e se desloca para leste e geralmente uma FF que traz a primeira MP significativa desconfigura  e encerra seu ciclo.

Já sobre o verão altiplano, na verdade é o contrário. É justamente quando a AB está sobre a Bolívia que neva nas altitudes elevadas do país.

O inverno altiplanico na verdade acontece no verão astronômico, inclusive é o posicionamento mais ao Sul possível da AB que traz a curtíssima estação chuvosa do norte do chile. Que se dá entre a segunda quinzena de Janeiro e a primeira de fevereiro caso de cidades como São Pedro do Atacama.

Um mau posicionamento da AB pode falhar a estação chuvosa daquela região e aí só no ano seguinte imagine.

El nino atrapalha a AB, intensifica o jato subtropical devido ao enfraquecimento  dos ventos aliseos, aliás este é o mecanismo que aumenta a chuva no Sul do país. Além do que El nino provoca levantamento no pacifico perto Am do Sul e este ar vai descer e gerar subsidencia em cima do NE atrapalhando atuação de Vcans, pessoal reclama de La Nina, mas pra mim El Nino é pior.

Claro que n fatores precisam ser levados em consideração, nós não estávamos sob El nino no verão de 2014, e a atividade termodinâmica foi suprimida totalmente interrompendo a estação chuvosa em pleno verão.

 

Então vejamos: Se o Sol é a forçante que faz surgir a AB e temos baixa atividade solar bem como aumento da cobertura de nuvens no altiplano, certamente ela será enfraquecida. Isso faz com que a Circulação Atmosférica no nosso Continente não responda ao "resfriamento" do Pacífico Equatorial. Nos três últimos anos tenho percebido a intensificação de chuvas no Verão justamente onde não deveria chover. Dessa forma, além de levar em conta a baixa atividade solar, passo a considerar a predominância de Circulação Atmosférica Meridional (trocas de Ar intensificadas entre os Polos e os Trópicos) teorizada pelo Climatologista russo George Vangeingeim. Agradeço sua explicação !

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

Em 19/09/2022 em 11:07, LucianoD disse:

 

Regiões niño NOAA (variação em relação a semana anterior)

 

Niño 4: -0,9ºC (+0,2)

Niño 3.4: -0,9ºC (+0,1)

Niño 3: -0,8ºC (-0,1)

Niño 1+2: -0,8ºC (+0,1)

 

 

Regiões niño NOAA (variação em relação a semana anterior)

 

Niño 4: -1,0ºC (-0,1)

Niño 3.4: -0,9ºC (0,0)

Niño 3: -0,8ºC (0,0)

Niño 1+2: -1,0ºC (-0,2)

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Em 20/09/2022 em 08:10, Peregrine disse:

Então vejamos: Se o Sol é a forçante que faz surgir a AB e temos baixa atividade solar bem como aumento da cobertura de nuvens no altiplano, certamente ela será enfraquecida. Isso faz com que a Circulação Atmosférica no nosso Continente não responda ao "resfriamento" do Pacífico Equatorial. Nos três últimos anos tenho percebido a intensificação de chuvas no Verão justamente onde não deveria chover. Dessa forma, além de levar em conta a baixa atividade solar, passo a considerar a predominância de Circulação Atmosférica Meridional (trocas de Ar intensificadas entre os Polos e os Trópicos) teorizada pelo Climatologista russo George Vangeingeim. Agradeço sua explicação !

ALÉM DE NÃO SER A LA OU EL OS ÚNICOS, TEM O ÍNDICO, ATLÂNTICO, TUDO EM "EQUILÍBRIO", EM 2018 NÃO TINHA LA NINA E O COMPORTAMENTO ERA DELA, QUEM MANDAVA ERA O ÍNDICO.

  • Like 4
Link to comment
Share on other sites

Em 27/09/2022 em 13:37, coutinho disse:

ALÉM DE NÃO SER A LA OU EL OS ÚNICOS, TEM O ÍNDICO, ATLÂNTICO, TUDO EM "EQUILÍBRIO", EM 2018 NÃO TINHA LA NINA E O COMPORTAMENTO ERA DELA, QUEM MANDAVA ERA O ÍNDICO.

Que o Pacífico está em sua fase fria (ODP ~30 anos) não se têm dúvidas. O que não conhecemos são os mecanismos que fazem esse resfriamento. Seriam as Ondas de Rossby ditas oceânicas? Ou os Anticiclones Móveis Polares ? O que conhecemos no Brasil sobre essas  Oscilações é justamente o que vêm ocorrendo no Sul: maior ocorrência de geadas como ocorreu na fase fria anterior (1945/1975). Coincidindo com essas Oscilações, temos justamente a Tese de Vangeingeim: Pacífico Equatorial Frio, predomínio de Circulação Atmosférica Meridional (troca acentuada entre o Ar tropical e o Ar polar). Esse modo de Circulação favorece a ocorrência de Extremos Climáticos.

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

Em 26/09/2022 em 10:37, LucianoD disse:

 

 

Regiões niño NOAA (variação em relação a semana anterior)

 

Niño 4: -1,0ºC (-0,1)

Niño 3.4: -0,9ºC (0,0)

Niño 3: -0,8ºC (0,0)

Niño 1+2: -1,0ºC (-0,2)

 

Regiões niño NOAA (variação em relação a semana anterior)

 

Niño 4: -1,1ºC (-0,1)

Niño 3.4: -0,8ºC (+0,1)

Niño 3: -1,0ºC (-0,2)

Niño 1+2: -1,7ºC (-0,7)

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Em 03/10/2022 em 12:55, LucianoD disse:

 

Regiões niño NOAA (variação em relação a semana anterior)

 

Niño 4: -1,1ºC (-0,1)

Niño 3.4: -0,8ºC (+0,1)

Niño 3: -1,0ºC (-0,2)

Niño 1+2: -1,7ºC (-0,7)

 

Regiões niño NOAA (variação em relação a semana anterior)

 

Niño 4: -1,2ºC (-0,1)

Niño 3.4: -0,8ºC (0,0)

Niño 3: -0,9ºC (+0,1)

Niño 1+2: -1,6ºC (+0,1)

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

Em 10/10/2022 em 11:09, LucianoD disse:

 

Regiões niño NOAA (variação em relação a semana anterior)

 

Niño 4: -1,2ºC (-0,1)

Niño 3.4: -0,8ºC (0,0)

Niño 3: -0,9ºC (+0,1)

Niño 1+2: -1,6ºC (+0,1)

 

Regiões niño NOAA (variação em relação a semana anterior)

 

Niño 4: -1,1ºC (+0,1)

Niño 3.4: -0,8ºC (0,0)

Niño 3: -1,0ºC (-0,1)

Niño 1+2: -2,0ºC (-0,4)

  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

Em 17/10/2022 em 10:30, LucianoD disse:

 

Regiões niño NOAA (variação em relação a semana anterior)

 

Niño 4: -1,1ºC (+0,1)

Niño 3.4: -0,8ºC (0,0)

Niño 3: -1,0ºC (-0,1)

Niño 1+2: -2,0ºC (-0,4)

 

Regiões niño NOAA (variação em relação a semana anterior)

 

Niño 4: -1,1ºC (0,0)

Niño 3.4: -0,8ºC (0,0)

Niño 3: -0,8ºC (+0,2)

Niño 1+2: -1,4ºC (+0,6)

  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

Em 24/10/2022 em 19:34, LucianoD disse:

 

Regiões niño NOAA (variação em relação a semana anterior)

 

Niño 4: -1,1ºC (0,0)

Niño 3.4: -0,8ºC (0,0)

Niño 3: -0,8ºC (+0,2)

Niño 1+2: -1,4ºC (+0,6)

 

Regiões niño NOAA (variação em relação a semana anterior)

 

Niño 4: -1,1ºC (0,0)

Niño 3.4: -1,0ºC (-0,2)

Niño 3: -1,0ºC (-0,2)

Niño 1+2: -1,8ºC (-0,4)

  • Like 2
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

Em 31/10/2022 em 11:47, LucianoD disse:

 

Regiões niño NOAA (variação em relação a semana anterior)

 

Niño 4: -1,1ºC (0,0)

Niño 3.4: -1,0ºC (-0,2)

Niño 3: -1,0ºC (-0,2)

Niño 1+2: -1,8ºC (-0,4)

 

Regiões niño NOAA (variação em relação a semana anterior)

 

Niño 4: -1,0ºC (+0,1)

Niño 3.4: -1,1ºC (-0,1)

Niño 3: -1,1ºC (-0,1)

Niño 1+2: -1,8ºC (0,0)

  • Like 1
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

Em 07/11/2022 em 15:27, LucianoD disse:

 

Regiões niño NOAA (variação em relação a semana anterior)

 

Niño 4: -1,0ºC (+0,1)

Niño 3.4: -1,1ºC (-0,1)

Niño 3: -1,1ºC (-0,1)

Niño 1+2: -1,8ºC (0,0)

 

 

Regiões niño NOAA (variação em relação a semana anterior)

 

Niño 4: -0,9ºC (+0,1)

Niño 3.4: -1,0ºC (+0,1)

Niño 3: -0,9ºC (+0,2)

Niño 1+2: -1,4ºC (+0,4)

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Em 14/11/2022 em 13:14, LucianoD disse:

 

 

Regiões niño NOAA (variação em relação a semana anterior)

 

Niño 4: -0,9ºC (+0,1)

Niño 3.4: -1,0ºC (+0,1)

Niño 3: -0,9ºC (+0,2)

Niño 1+2: -1,4ºC (+0,4)

 

Regiões niño NOAA (variação em relação a semana anterior)

 

Niño 4: -0,9ºC (0,0)

Niño 3.4: -0,8ºC (+0,2)

Niño 3: -0,9ºC (0,0)

Niño 1+2: -1,3ºC (+0,1)

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

Em 21/11/2022 em 21:24, LucianoD disse:

 

Regiões niño NOAA (variação em relação a semana anterior)

 

Niño 4: -0,9ºC (0,0)

Niño 3.4: -0,8ºC (+0,2)

Niño 3: -0,9ºC (0,0)

Niño 1+2: -1,3ºC (+0,1)

 

Regiões niño NOAA (variação em relação a semana anterior)

 

Niño 4: -0,9ºC (0,0)

Niño 3.4: -0,8ºC (0,0)

Niño 3: -0,8ºC (+0,1)

Niño 1+2: -1,7ºC (-0,4)

Link to comment
Share on other sites

Em 28/11/2022 em 10:51, LucianoD disse:

 

Regiões niño NOAA (variação em relação a semana anterior)

 

Niño 4: -0,9ºC (0,0)

Niño 3.4: -0,8ºC (0,0)

Niño 3: -0,8ºC (+0,1)

Niño 1+2: -1,7ºC (-0,4)

 

Regiões niño NOAA (variação em relação a semana anterior)

 

Niño 4: -0,9ºC (0,0)

Niño 3.4: -1,0ºC (-0,2)

Niño 3: -0,9ºC (-0,1)

Niño 1+2: -0,5ºC (+1,2)

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

Em 27/09/2022 em 12:37, coutinho disse:

ALÉM DE NÃO SER A LA OU EL OS ÚNICOS, TEM O ÍNDICO, ATLÂNTICO, TUDO EM "EQUILÍBRIO", EM 2018 NÃO TINHA LA NINA E O COMPORTAMENTO ERA DELA, QUEM MANDAVA ERA O ÍNDICO.

O oceano atlântico na costa da América do Sul por vezes interfere na circulação dos ventos bem mais do que o pacífico equatorial. Quando as anomalias são positivas, o comportamento atmosférico sobre nós é uma imitação do el niño, mesmo na ausência dele. 2014 foi um exemplo, verão tórrido, outono/inverno fracos em frio e primavera com chuvas mais concentradas ao sul de 18S.

Nos anos 90, 1995 estávamos sob la niña, não houve nenhum grande evento de frio na América do Sul, foi o inverno mais fraco da década; 1997 apesar do super el niño, pelo menos o frio deu as caras em abril, maio e junho, com certeza teve influências do Atlântico sul aí.

2018, pacífico neutro, pouco frio, a exceção de maio e setembro.

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.