Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

Monitoramento e Previsão Brasil/América do Sul - Agosto 2014


Felipe F
 Share

Recommended Posts

  • Replies 19.9k
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Boa noite pessoal! Nao entendo o porque do segundo pulso ir para o mar, sendo que é mais forte que o promeiro,e fica com o caminho livre, achei bem estranho isso. Bom o gfs cedendo aos poucos para o global, ja no primeiro e agora no segundo, vamos ver o que vem. Adoro os comentarios de voces. Otima noite a todos :good2:

Oi Renata, bom você participar também desse momento tão importante aqui no BAZ... vamos ver se GFS e global encontrarão o mesmo caminho.. olho nas próximas rodadas... :good2:

Link to comment
Share on other sites

Pré-frontal um pouco diferente hoje. As tradicionais rajadas de norte estiveram presentes desde cedo, só que nublou logo e a máxima ficou em 23,6ºC.

Registrando agora 16,6ºC e chuva leve em alguns momentos. O alinhamento de tempestades deve chegar no início da madrugada, mas já há muitos raios entre o oeste e aqui em parte do noroeste.

 

Na expectativa dos mistérios que os modelos estão escondendo... Creio em surpresas boas também!

Link to comment
Share on other sites

GFS 18Z quase a mesma coisa, ligeiramente mais frio nas camadas mais altas.

 

Vejam que interessante, a projeção do posicionamento do vórtice do cavado para sexta 00Z e a imagem de satélite do cavado em 26/08/2013, quando nevava intensamente na serra gaúcha.

 

26/08/2013 00Z

 

jTvxV14.png

 

25/07/2014 00Z

 

UPrrThA.png

Link to comment
Share on other sites

Todo mundo apostando que a neve possa cair de quinta para sexta de madrugada, mas será que não corre o risco de ela acabar caindo na tarde/noite de sexta?

Estou indo para Bom Jardim sexta à noite e seria fantástico chegar na Serra do Rio do Rastro e a neve começando a cair...

 

Penso que não, pois logo de tarde já seca bem a atmosfera com a chegada mais abrupta e direta da massa polar.

 

Gente, desde criança me falam "Na hora da neve é tranquilo, o frio forte vem é depois". Eu nunca havia entendido o motivo, mas agora comecei a entender vagamente. É porque na realidade o momento propício para a neve ocorre quando há umidade e ar frio, mas quando ele ainda não entrou completamente a ponto de empurrar esta umidade. Aí quando ele chega com força a empurra completamente e esfria ainda mais. É isso? rs Sou muito leiga!

 

Para o planalto sul SC, essa é uma das situações, mas também tem situação com baixa pressão no litoral empurrando umidade (precipitação) para a região mesmo com ar polar em cima, e tem uma que penso ser a mas rara, umidade vinda de norte/noroeste 'entrando' no ar frio. Todas essas também são suscetíveis a pertubações atmosféricas locais e entre camadas.

 

Os demais podem corrigir; e neve no planalto sul SC é especialidade do Coutinho.

Link to comment
Share on other sites

Todo mundo apostando que a neve possa cair de quinta para sexta de madrugada, mas será que não corre o risco de ela acabar caindo na tarde/noite de sexta?

Estou indo para Bom Jardim sexta à noite e seria fantástico chegar na Serra do Rio do Rastro e a neve começando a cair...

 

Penso que não, pois logo de tarde já seca bem a atmosfera com a chegada mais abrupta e direta da massa polar.

 

Gente, desde criança me falam "Na hora da neve é tranquilo, o frio forte vem é depois". Eu nunca havia entendido o motivo, mas agora comecei a entender vagamente. É porque na realidade o momento propício para a neve ocorre quando há umidade e ar frio, mas quando ele ainda não entrou completamente a ponto de empurrar esta umidade. Aí quando ele chega com força a empurra completamente e esfria ainda mais. É isso? rs Sou muito leiga!

 

Fernanda, para mim é como a geada. Após o evento, quando "levanta" o vento, a sensação é que o freezer foi aberto.

Link to comment
Share on other sites

 

e a Analise do Moisés Alexandre ?

 

Também achei bastante interessante e animador, porém só gostaria de saber em qual modelo ele se baseia para essa previsão... se os nacionais ou estrangeiros... se acontecer desse jeito será incrível...

 

Penso que ele não se baseia apenas em projeções matemáticas. :good:

Link to comment
Share on other sites

Já que o Artur deu a largada e Moisés foi junto.

 

Lá vai... por 12Z tinha duas janelas de precipitação invernal para o alto da Mantiqueira. Como prever qualquer coisa lá pra cima é insano ainda, não tentarei detalhar.

 

Dependendo do desenvolvimento do cenário, tento detalhar melhor (mas acho que o Artur vai ficar ligado lá, é 'terreno' dele :laugh: ).

 

Para SC por 12Z; provavelmente muita instabilidade entre camadas, algumas projeções apontam valores de temperaturas muito diferente entre elas.

Link to comment
Share on other sites

 

Gente, desde criança me falam "Na hora da neve é tranquilo, o frio forte vem é depois". Eu nunca havia entendido o motivo, mas agora comecei a entender vagamente. É porque na realidade o momento propício para a neve ocorre quando há umidade e ar frio, mas quando ele ainda não entrou completamente a ponto de empurrar esta umidade. Aí quando ele chega com força a empurra completamente e esfria ainda mais. É isso? rs Sou muito leiga!

 

Para o planalto sul SC, essa é uma das situações, mas também tem situação com baixa pressão no litoral empurrando umidade (precipitação) para a região mesmo com ar polar em cima, e tem uma que penso ser a mas rara, umidade vinda de norte/noroeste 'entrando' no ar frio. Todas essas também são suscetíveis a pertubações atmosféricas locais e entre camadas.

 

Os demais podem corrigir; e neve no planalto sul SC é especialidade do Coutinho.

 

Humm, entendi!! Obrigada pela explicação!

Link to comment
Share on other sites

 

Gente, desde criança me falam "Na hora da neve é tranquilo, o frio forte vem é depois". Eu nunca havia entendido o motivo, mas agora comecei a entender vagamente. É porque na realidade o momento propício para a neve ocorre quando há umidade e ar frio, mas quando ele ainda não entrou completamente a ponto de empurrar esta umidade. Aí quando ele chega com força a empurra completamente e esfria ainda mais. É isso? rs Sou muito leiga!

 

Fernanda, para mim é como a geada. Após o evento, quando "levanta" o vento, a sensação é que o freezer foi aberto.

 

É, faz sentido mesmo, Valdir!!

Link to comment
Share on other sites

Aos poucos o Global vai se rendendo ao europeu e ao americano, embora segue um pouco mais agressivo no segundo pulso, entre sábado e domingo.

Mas é interessante notar que ele coloca para o dia 30 uma situação um pouco incomum, com uma baixa localizada entre o PR e SP, advectando ar polar remanescente para o sul e principalmente o sudeste.

 

2f0a9aa.png

Link to comment
Share on other sites

RIO - A temperatura média de junho de 2014 foi a mais alta desde que começaram os registros, em 1880. Os números recordes foram observados tanto em ambientes terrestres quanto nos mares do mundo.

 

De acordo com o último relatório da Administração Nacional Oceano e Atmosférica (NOAA, em inglês), já são 38 meses de junho consecutivos e outros 352 meses em que a temperatura global ficou acima da média do século 20. A última vez que o termômetros marcaram abaixo da média para junho foi em 1976, e a última temperatura global abaixo da média para todos os meses do ano foi fevereiro de 1985.

 

A temperatura média em terra e mar superfícies globais combinadas de junho 2014 ficou em 16,22 °C, ou 0,72 °C acima da média do século XX, que é de 15,5 ° C. Este valor ultrapassa em 0,03 ° C o recorde anterior de 2010.

 

Nove dos dez meses mais quentes do mês de junho no registro ocorreram no século XXI, incluindo cada um dos últimos cinco anos. A margem de erro é de 0,09 ° C, para mais ou para menos.

 

Esses números sugerem uma escalada progressiva do aquecimento global. Praticamente todas as regiões do mundo experimentou temperaturas mais quentes. Praticamente todas as regiões do planeta experimentaram temperaturas mais quentes, com calor recorde em toda a parte sudeste da Groenlândia, partes do norte da América do Sul, partes da África Central e Oriental, e seções do sul e sudeste da Ásia. Como em maio, espalhados cada seções principais da bacia do oceano também teve calor recorde. Algumas áreas do do hemisfério norte, extremo oriente da Rússia, e pequenas partes da Europa central e do nordeste da América, entretanto, foram mais frio ou muito mais frio do que a média.

 

 

 

Read more: http://oglobo.globo.com/sociedade/ciencia/junho-de-2014-foi-mais-quente-da-historia-no-planeta-segundo-noaa-13347499#ixzz38LICnPv5

Link to comment
Share on other sites

RIO - A temperatura média de junho de 2014 foi a mais alta desde que começaram os registros, em 1880. Os números recordes foram observados tanto em ambientes terrestres quanto nos mares do mundo.

 

De acordo com o último relatório da Administração Nacional Oceano e Atmosférica (NOAA, em inglês), já são 38 meses de junho consecutivos e outros 352 meses em que a temperatura global ficou acima da média do século 20. A última vez que o termômetros marcaram abaixo da média para junho foi em 1976, e a última temperatura global abaixo da média para todos os meses do ano foi fevereiro de 1985.

 

A temperatura média em terra e mar superfícies globais combinadas de junho 2014 ficou em 16,22 °C, ou 0,72 °C acima da média do século XX, que é de 15,5 ° C. Este valor ultrapassa em 0,03 ° C o recorde anterior de 2010.

 

Nove dos dez meses mais quentes do mês de junho no registro ocorreram no século XXI, incluindo cada um dos últimos cinco anos. A margem de erro é de 0,09 ° C, para mais ou para menos.

 

Esses números sugerem uma escalada progressiva do aquecimento global. Praticamente todas as regiões do mundo experimentou temperaturas mais quentes. Praticamente todas as regiões do planeta experimentaram temperaturas mais quentes, com calor recorde em toda a parte sudeste da Groenlândia, partes do norte da América do Sul, partes da África Central e Oriental, e seções do sul e sudeste da Ásia. Como em maio, espalhados cada seções principais da bacia do oceano também teve calor recorde. Algumas áreas do do hemisfério norte, extremo oriente da Rússia, e pequenas partes da Europa central e do nordeste da América, entretanto, foram mais frio ou muito mais frio do que a média.

 

 

 

Read more: http://oglobo.globo.com/sociedade/ciencia/junho-de-2014-foi-mais-quente-da-historia-no-planeta-segundo-noaa-13347499#ixzz38LICnPv5

 

Acho que a Fernanda já postou isso em algum lugar.

Link to comment
Share on other sites

PNI sobre pré-frontal hoje, Chuto 4°C de mínima amanhã.

 

Aqui poucos sinais da FF, até agora houve apenas uma aumento de nuvens no fim da tarde. Mas melhor assim, quanto mais demorado, maior o frio. Ano passado aquele pré-frontal demorou um absurdo. Chuva provavelmente só no fim da noite ou começo da madrugada por aqui.

Link to comment
Share on other sites

 

Gente, desde criança me falam "Na hora da neve é tranquilo, o frio forte vem é depois". Eu nunca havia entendido o motivo, mas agora comecei a entender vagamente. É porque na realidade o momento propício para a neve ocorre quando há umidade e ar frio, mas quando ele ainda não entrou completamente a ponto de empurrar esta umidade. Aí quando ele chega com força a empurra completamente e esfria ainda mais. É isso? rs Sou muito leiga!

 

Para o planalto sul SC, essa é uma das situações, mas também tem situação com baixa pressão no litoral empurrando umidade (precipitação) para a região mesmo com ar polar em cima, e tem uma que penso ser a mas rara, umidade vinda de norte/noroeste 'entrando' no ar frio. Todas essas também são suscetíveis a pertubações atmosféricas locais e entre camadas.

 

Os demais podem corrigir; e neve no planalto sul SC é especialidade do Coutinho.

 

Humm, entendi!! Obrigada pela explicação!

 

Por nada! :good:

_____

21hs nevando com -1,8ºC no Ushuaia.

Link to comment
Share on other sites

Ops... ao ler o post do Caio fui ver a 18Z do GFS e ví que tinha visualizado a 12Z e não a 18Z... no site onde ví já indicava 18Z mas não tinha atualizado a rodada por completo e como não tinha visto a 12Z achei que era a 18Z... foi mal pessoal... erro técnico :mosking: :mosking: agora vendo REALMENTE a 18Z de fato pouca mudança em relação à 12Z... Aliás a 12Z melhor que a 18Z no avanço do segundo pulso, como falei um pouco mais "continentalizada" em relação às rodadas anteriores e melhor avanço da linha do 0C... ainda bem que a 12Z tá melhor já que usa mais dados para processar a rodada... :mosking: sorry pesoal...

Link to comment
Share on other sites

Desde após 12Z alguns dizem que os filhos de tupã se aproximam de GFS/Europeu. Eu penso que o GFS se aproximou deles e eles do GFS, assim como o europeu está em outra. Como já vinha comentando, existe uma convergência, logo, 'o quente ganha frio e o frio ganha calor'. Isso até 12Z de hoje.

Link to comment
Share on other sites

Desde após 12Z alguns dizem que os filhos de tupã se aproximam de GFS/Europeu. Eu penso que o GFS se aproximou deles e eles do GFS, assim como o europeu está em outra. Como já vinha comentando, existe uma convergência, logo, 'o quente ganha frio e o frio ganha calor'. Isso até 12Z de hoje.

 

Sim, de fato houve um mix entre eles ao meu ver. Afinal, já era hora.

Link to comment
Share on other sites

RIO - A temperatura média de junho de 2014 foi a mais alta desde que começaram os registros, em 1880. Os números recordes foram observados tanto em ambientes terrestres quanto nos mares do mundo.

 

De acordo com o último relatório da Administração Nacional Oceano e Atmosférica (NOAA, em inglês), já são 38 meses de junho consecutivos e outros 352 meses em que a temperatura global ficou acima da média do século 20. A última vez que o termômetros marcaram abaixo da média para junho foi em 1976, e a última temperatura global abaixo da média para todos os meses do ano foi fevereiro de 1985.

 

A temperatura média em terra e mar superfícies globais combinadas de junho 2014 ficou em 16,22 °C, ou 0,72 °C acima da média do século XX, que é de 15,5 ° C. Este valor ultrapassa em 0,03 ° C o recorde anterior de 2010.

 

Nove dos dez meses mais quentes do mês de junho no registro ocorreram no século XXI, incluindo cada um dos últimos cinco anos. A margem de erro é de 0,09 ° C, para mais ou para menos.

 

Esses números sugerem uma escalada progressiva do aquecimento global. Praticamente todas as regiões do mundo experimentou temperaturas mais quentes. Praticamente todas as regiões do planeta experimentaram temperaturas mais quentes, com calor recorde em toda a parte sudeste da Groenlândia, partes do norte da América do Sul, partes da África Central e Oriental, e seções do sul e sudeste da Ásia. Como em maio, espalhados cada seções principais da bacia do oceano também teve calor recorde. Algumas áreas do do hemisfério norte, extremo oriente da Rússia, e pequenas partes da Europa central e do nordeste da América, entretanto, foram mais frio ou muito mais frio do que a média.

 

 

 

Read more: http://oglobo.globo.com/sociedade/ciencia/junho-de-2014-foi-mais-quente-da-historia-no-planeta-segundo-noaa-13347499#ixzz38LICnPv5

 

Acho que a Fernanda já postou isso em algum lugar.

 

Postei lá no tópico de Monitoramento Internacional, mas honestamente, achei sensacionalista e sem sentido essa matéria!

Link to comment
Share on other sites

RIO - A temperatura média de junho de 2014 foi a mais alta desde que começaram os registros, em 1880. Os números recordes foram observados tanto em ambientes terrestres quanto nos mares do mundo.

 

De acordo com o último relatório da Administração Nacional Oceano e Atmosférica (NOAA, em inglês), já são 38 meses de junho consecutivos e outros 352 meses em que a temperatura global ficou acima da média do século 20. A última vez que o termômetros marcaram abaixo da média para junho foi em 1976, e a última temperatura global abaixo da média para todos os meses do ano foi fevereiro de 1985.

 

A temperatura média em terra e mar superfícies globais combinadas de junho 2014 ficou em 16,22 °C, ou 0,72 °C acima da média do século XX, que é de 15,5 ° C. Este valor ultrapassa em 0,03 ° C o recorde anterior de 2010.

 

Nove dos dez meses mais quentes do mês de junho no registro ocorreram no século XXI, incluindo cada um dos últimos cinco anos. A margem de erro é de 0,09 ° C, para mais ou para menos.

 

Esses números sugerem uma escalada progressiva do aquecimento global. Praticamente todas as regiões do mundo experimentou temperaturas mais quentes. Praticamente todas as regiões do planeta experimentaram temperaturas mais quentes, com calor recorde em toda a parte sudeste da Groenlândia, partes do norte da América do Sul, partes da África Central e Oriental, e seções do sul e sudeste da Ásia. Como em maio, espalhados cada seções principais da bacia do oceano também teve calor recorde. Algumas áreas do do hemisfério norte, extremo oriente da Rússia, e pequenas partes da Europa central e do nordeste da América, entretanto, foram mais frio ou muito mais frio do que a média.

 

 

 

Read more: http://oglobo.globo.com/sociedade/ciencia/junho-de-2014-foi-mais-quente-da-historia-no-planeta-segundo-noaa-13347499#ixzz38LICnPv5

 

Acho que a Fernanda já postou isso em algum lugar.

 

Postei lá no tópico de Monitoramento Internacional, mas honestamente, achei sensacionalista e sem sentido essa matéria!

 

Idem

Link to comment
Share on other sites

Aqui em Sampa tivemos um calor pré-frontal hoje, com céu limpo praticamente o dia todo porém sem ventos intensos de N/NO.

 

Mirante: 12,9°C / 26,7°C

IAG: 12,9°C / 26,9°C

 

Agora já temos cobertura quase total de cirrus por aqui.

Noite "morninha" com umidade baixa para o horário.

 

Congonhas: 21°C, UR 38%

Campo de Marte e Cumbica: 19°C, UR 49%

 

Pressão atmosférica caindo.

Link to comment
Share on other sites

Aqui em Sampa tivemos um calor pré-frontal hoje, com céu limpo praticamente o dia todo porém sem ventos intensos de N/NO.

 

Mirante: 12,9°C / 26,7°C

IAG: 12,9°C / 26,9°C

 

Agora já temos cobertura quase total de cirrus por aqui.

Noite "morninha" com umidade baixa para o horário.

 

Congonhas: 21°C, UR 38%

Campo de Marte e Cumbica: 19°C, UR 49%

 

Pressão atmosférica caindo.

 

A FF vai desembestar de vez amanhã.

Link to comment
Share on other sites

Algumas mínimas por aqui.....

 

-05,1 - PNI Posto Marcão MG / PWS

-00,6 - Campos do Jordão SP / Horto Florestal

-00,3 - Campos do Jordão SP / Vl Inglesa

 

01,5 - Campos do Jordão SP / INPE

02,7 - PNI Morro Massena RJ / PWS

03,0 - Poços de Caldas MG / Aero

03,4 - Caldas MG / Inmet

04,8 - Monte Verde MG / Inmet

05,2 - Campos do Jordão SP / Inmet

05,5 - Florestal MG / Inmet

06,6 - Passa Quatro MG / Inmet

06,6 - São João Del Rei MG / Inmet

06,8 - Maria da Fé MG / Lage

Convencionais:

 

Campos do Jordão-SP: 4,2°C

São Lourenço-MG: 5,0°C

Caparaó-MG: 5,3°C

Bambuí-MG: 6,4°C

 

Ainda bem que a minima aqui esta sendo agora a noite 3,6°C no momento , bom pras medias ..

Link to comment
Share on other sites

Boa noite pessoal! Nao entendo o porque do segundo pulso ir para o mar, sendo que é mais forte que o promeiro,e fica com o caminho livre, achei bem estranho isso. Bom o gfs cedendo aos poucos para o global, ja no primeiro e agora no segundo, vamos ver o que vem. Adoro os comentarios de voces. Otima noite a todos :good2:

Oi Renata, bom você participar também desse momento tão importante aqui no BAZ... vamos ver se GFS e global encontrarão o mesmo caminho.. olho nas próximas rodadas... :good2:

Animada pra que venha algo interessante :wink:

Link to comment
Share on other sites

Guest
This topic is now closed to further replies.
 Share


×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.