Jump to content
Brasil Abaixo de Zero
ricardosilva

Monitoramento e previsão Europa - 2020

Recommended Posts

Uma onda de calor tardia quebrou recordes mensais em várias cidades de países como França, Bélgica e Holanda nos últimos dois dias.  Em Paris, a máxima de 34,3ºc hoje na estação do Parc Montsouris foi a mais alta já registrada a partir do dia 10 de setembro, mas não ameaçou o recorde mensal de 36,2ºc registrado em 07/09/1895 (único recorde mensal de calor que ainda pertence ao século XIX na capital francesa). Na bem mais recente estação do hipódromo de Longchamp a máxima chegou aos 34,9ºc hoje (após mínima de 12,8ºc), e no alto da Torre Eiffel a máxima foi de 32,8ºc (após mínima de 22,8ºc).

 

Na parte nordeste da França, recordes para setembro foram quebrados facilmente hoje em cidades como Lille (35,1ºc, recorde anterior 33,8ºc em 1949), que já havia registrado um novo recorde mensal em agosto deste ano (e triturado antigo o recorde absoluto em julho de 2019), e Charleville-Mézières (34,4ºc, superando os 32ºc do dia anterior e os 31,9ºc de setembro de 2016).  Esta última é uma estação relativamente recente, de 1990, e por isso quebrou o recorde por grande margem.  Apesar das tardes muito quentes (32ºc e 34,4ºc, a média das máximas em setembro é de 19,4ºc!), a localização quase rural da estação e as noites mais longas de setembro (junto com o ar seco) garantiram mínimas de 9,5ºc hoje e 6,1ºc ontem (Charleville-Mézières), ou seja só faz calor poucas horas por dia, o que torna estes eventos tardios bem suportáveis fora das ilhas de calor.

 

Nos próximos dias o calor vai diminuir gradualmente, mas segue acima da média para uma segunda quinzena de setembro na maior parte da região.

 

Abaixo uma tabela com estações principais da Météo-France que registraram novos recordes mensais de temperatura máxima hoje (algumas delas já haviam superado o recorde anterior ontem).  Ontem houve um número ainda maior de recordes mensais na França, ao sul/oeste da região que concentrou os recordes hoje.  Um dos destaques ontem foi Brest (Bretanha), que teve máxima de 32,2ºc (não foi recorde mensal por 0,4ºc, mas superou com folga a máxima do ano de 2020 até então, que era de 30,5ºc em julho).

 

charl.png.4a639f927795322fce8115eff63a9a7a.png

 

Nos últimos dias, também chamou a atenção em partes do norte de Europa a fumaça dos incêndios no oeste dos EUA, que foi carregada por ventos de oeste em grande altitude.

 

allemagne.thumb.jpg.fc2478a2233e96ddc12d497589ae965d.jpg

 

A foto abaixo foi tirada no norte de Alemanha, por volta do dia 11/09 (uma das áreas que aparecem como afetadas pela fumaça em altos níveis no mapa acima):

 

allemagne1.thumb.jpg.9e56b79a741686e007cfe0ba3874e915.jpg

 

Edited by Wallace Rezende
  • Like 7
  • Haha 1
  • Sad 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Em Paris tem uma estação meteorológica pública que fica em um hospital, no Brasil um dos lugares preferidos do INMET são as universidades. 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mas que coisa. O modelo ICON prevendo rajadas de 200 km/h. Acho que não rola.

miLaswB.png

 

Cassilda/Lanos

 

Pressão mínima de 983 mb prevista pelo ECMWF, caso ocorra será uma das mais baixas já medidas em sistemas tropicais no mediterrâneo. 

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 horas atrás, Felipe F disse:

Grécia nomeou o medicane como Lanos.

 

Imagem

 

Imagem

 

Tanto nome legal que poderia se colocar vindo da mitologia grega...

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, Tavares disse:

Mas que coisa. O modelo ICON prevendo rajadas de 200 km/h. Acho que não rola.

miLaswB.png

 

Cassilda/Lanos

 

Pressão mínima de 983 mb prevista pelo ECMWF, caso ocorra será uma das mais baixas já medidas em sistemas tropicais no mediterrâneo. 

 

Uma massa de água tão pequena quanto o mar Mediterrâneo, e ainda assim eles conseguem muito mais ciclones tropicais do que essa imensidão do Atlântico Sul. Que fase....

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

PREVISÃO DO CENTRO METEOROLÓGICO EXPERIMENTAL PARA EVENTOS DE TEMPO SEVERO (ESTOFEX) PARA O MEDICANE EM EVOLUÇÃO.

 

001.thumb.png.f8bf35c4b95e1bc5c2f5540513387a90.png

 

A DISCUSSÃO DO ESTOFEX MENCIONA QUE POR ENQUANTO O CICLONE SERIA ASSIMÉTRICO. CHUVAS ENTRE 200 E 400mm ATINGIRIAM A GRÉCIA COM RISCO DE TORNADOS TAMBÉM.

 

Mesoscale Discussion
Valid: Wed 16 Sep 2020 20:00 to Thu 17 Sep 2020 09:00 UTC
Issued: Wed 16 Sep 2020 20:31
Forecaster: ESTOFEX

The cyclone has drifted northward durign the day and slowed down. At the same time its satellite representation has improved, and has strenghtened. ASCAT scatterometer data indicate sustained wind of around 45 kts, 22.5 m/s to the west of the center. The surface pressure is estimated to have dropped to near 995 mb.

The forecast track is shifted a little northward until reaching the coastal region of western Greece. The GFS and ECMWF strongly weaken the cyclone around this time, but both models expect a much weakened cyclone to move southward on Friday evening as it moves out to sea again offshore. The ICON model, which has the most northerly track dissipates the cyclone after making landfall.

The models are in good agreement and predicting a rather quick intensification during the next 24 hours until above hurricane speed. This intensification is probably aided by the weakening of wind shear that has resulted in a rather asymmetric cyclone until now, with most convection confined to the north and west of the centre.

Regardless of the exact scenario, very high accumulations of rain, locally between 200 and 400 mm are expected across the Peloponnesos and possibly parts of Central Greece late on Thursday, Friday and Saturday. They will lead to serious flash flooding in many areas.

Because strongly curved and long hodographs will develop along the eastern flank of the cyclone, there will be a risk of tornadoes across the western Peloponnese in association with embedded storms from Thurday evening onward.

 

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

O CENTRO METEOROLÓGICO DA GRÉCIA TAMBÉM EMITIU A SUA PREVISÃO PARA CASSILDA OU IANOS (COMO ELES CHAMAM). 

 

ABAIXO O BOLETIM DO CENTRO, TRADUZIDO DO GREGO PARA O PORTUGUÊS, ATRAVÉS DO GOOGLE.  

 

OBSERVE QUE POR ENQUANTO, O CENTRO GREGO DE METEOROLOGIA, NÃO CONFIRMA SE CASSILDA SERÁ TROPICAL DE FATO.

 

 

Mau tempo IANOS: estreia no outono com chuvas fortes e ventos tempestuosos

Redação do artigo: Str. Vougioukas, K. Lagouvardos, A. Karagiannidis, St., Dafis, I. Koletsis
EAA-Penteli, quarta-feira, 16 de setembro de 2020, 10:00

De acordo com os últimos dados de previsão do Observatório Nacional de Atenas / Meteo.gr, bem como modelos de previsão disponíveis de outras instituições, prevê-se que a perturbação atmosférica na região do Mediterrâneo Central (ver imagem de satélite) aumente gradualmente de forma significativa, criando o mau tempo IANOS que afetará nosso país a partir de quinta-feira 17/09. As principais características do IANOS serão as fortes chuvas , especialmente no Jônico e no sul do país, as   tempestades em alguns lugares e os ventos muito tempestuosos, principalmente nas partes marítimas, onde podem atingir níveis de tempestade.

DiataraxhSep16.jpg

Imagem de satélite do satélite meteorológico europeu "Meteosat-11" da Organização Europeia para a Exploração de Satélites Meteorológicos (EUMETSAT) na quarta-feira, 16/09/2020, às 08h55. hora local, editado pelo Observatório Nacional de Atenas / meteo.gr. Os topos das nuvens com temperaturas abaixo de -50 graus Celsius estão em tons de vermelho.

Observe que:

  • Devido à incerteza das estações de transição e à localização atual da perturbação atmosférica (localizada acima do mar), a trajetória que se seguirá ainda não está clara . O mapa abaixo apresenta os 4 cenários mais prevalentes em relação à trajetória que o centro da baixa barométrica seguirá até as 03:00 da madrugada de sábado 19/09.

 IANOS.jpg

  • Ainda não está claro se o IANOS adquirirá características tropicais e se se qualificará como um ciclone mediterrâneo (as baixas barométricas internacionalmente conhecidas como medicanos da união das palavras Mediterrâneo e furacões), algo que não pode ser descartado.

A equipe de previsão da EAA / meteo.gr estudará cuidadosamente os dados de previsão disponíveis e irá informá-lo sobre as próximas mudanças climáticas com anúncios mais recentes.

 

 

https://www.meteo.gr/article_view.cfm?entryID=1481&fbclid=IwAR23JfGR9t0_u8DTko2YJBYmPrpZqqeYZvT9fZcvoTs9aL9h-aA-CF9r4k8

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

SAÍDA 12Z DO ECMWF PROJETANDO ACUMULADOS DE 300mm LOCALMENTE, COM RAJADAS DE VENTO ACIMA DOS 100km/h NA GRÉCIA. 

 

BASTANTE SEVERO.

 

ACUMULADO DE CHUVA(mm):

002.png.44899d7de6ffe43743215b560f4ded49.png

 

 

RAJADAS DE VENTO MÁXIMO (km/h):

001.png.215b5031344954d9cd8c6376a9b1b885.png

 

ONDAS PODEM CHEGAR A 7 METROS TAMBÉM 

 

003.png.c1060496bb65bc4c6d1addc753b09431.png

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites

ÚLTIMAS IMAGENS DE SATÉLITE NÃO MOSTRAM UMA GRANDE INTENSIFICAÇÃO DE CASSILDA/IANOS NESSA NOITE/MADRUGADA NA EUROPA. 

 

001.gif.c93091e2050474af274c192ae7b3992f.gif

 

 

É POSSÍVEL OBSERVAR QUE O CENTRO DA BAIXA É EXPOSTO E COM ALGUM RAMO DE CONVECÇÃO APENAS NA PARTE OESTE E NORTE DA BAIXA.

 

004.thumb.png.219c621440ddef05873032250d81137f.png

 

IMAGENS EM VAPOR DÁGUA MOSTRAM QUE HÁ ENTRADA SIGNIFICATIVA DE AR SECO DENTRO DO "CORE" DA BAIXA, O QUE DIFICULTA UMA EVOLUÇÃO PARA TROPICAL. 

 

NESTE MOMENTO O MAIS PROVÁVEL É QUE O "MEDICANE" SEJA UMA TEMPESTADE SUBTROPICAL. 

 

003.thumb.png.6c9c735e1c98d72905ad18465d9a450b.png]

 

002.gif.ea0a2251768c647fdcbd186dfd5d7ab2.gif

 

 

A ÚLTIMA PASSAGEM DO SCARTOMETRO MOSTRA QUE A BAIXA TEM VENTOS SUSTENTADOS DE 40-45 NÓS (74-83km/h).

 

A PRESSÃO MINIMA ESTIMADA É DE 995hpas PELO ESTOFEX.

 

002.thumb.png.5664e6c5defccba64b82776590871bf1.png

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tem até um olho o sistema. Muito interessante. O tamanho é que é bem pequeno, semelhante a alguns ciclones tropicais da Austrália que já vi.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

ÚLTIMA DISCUSSÃO DO ESTOFEX:

 

001.thumb.png.257e19be1d912bd4a76ce0d620f4773a.png

 

 

Mesoscale Discussion
Valid: Thu 17 Sep 2020 19:00 to Fri 18 Sep 2020 06:00 UTC
Issued: Thu 17 Sep 2020 19:56
Forecaster: ESTOFEX

+ + + AMENDED + + +
The bulletin was amended to include recent scatterometer data in the intensity analysis + + +

The cyclone has almost reached hurricane strength. It has strengthened significantly after widespread deep convection developed in all quadrants and its satellite representation features spiral bands and occasional hints of an eye forming. Winds around the centre are estimated to have risen to near 30 m/s with higher gusts. Scatterometer data at a large distance from the centre indicate winds of 25 m/s. The central pressure is estimated to be near 986 mb. A little more intensification is expected in the next 6 hours.

The cyclone has gradually moved eastward during the day, slightly faster than most model guidance, and is expected to be very close to the southern Ionian islands tomorrow morning at 06 UTC. By then, it should slow down and become almost stationary. Model guidance remains very divided about its fate, with some models like ICON let the cyclone disspate fully, whereas others, including GFS and ECMWF, predict it to move back onto sea to the south or even south-southwest. The forecast reflects the latter scenario.

The wind is picking up across the coastal area of western Greece, with Kefalonia airport reporting a 15 m/s south-easterly wind with gusts to 20 m/s at 1800 UTC. The southern Ionian islands of Kefalonia and Zakynthos will likely experience hurricane-force or near-hurricane force winds, with gusts likely in the 40-50 m/s (144-180 km/h) range, and possibly higher across the mountains. Winds of similar strength or only marginally weaker will be experienced along the coastline of the Gulf of Patras from Astakos via Patras to Pyrgos and possibly further south to Kyparissia.

A major risk with the cyclone are extreme amounts of precipitation and the attendant risk of flash flooding. Across large parts of the Peloponnese and Central Greece rainfall will exceed 200 mm, whereas near the cyclone's centre more than 400 mm may accumulate locally as it stalls near the Gulf of Patras. Another area at risk of extreme precipitation and flash floods are the eastern slopes of the Pindus mountains, where strong easterly upslope flow of humid air is expected, and result in accumulations around or above 400 mm in some areas.

Finally, a risk of tornadoes exists with embedded convective storms east and northeast of the cyclone centre. The area of highest storm-relative helicity in the 0-1 km layer has gradually shifted a bit northward in the latest model guidance. Hence the threat now seems highest in a wide area surrounding the Gulf of Patras.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

MAIORES ACUMULADOS DE CHUVA E RAJADAS DE VENTO REPORTARDOS NA GRÉCIA

 

001.png.c090d91529ff7854821235428559d8b3.png002.png.ae5632a6f0054eefad5eac4c67493ba2.png

 

 

PELAS IMAGENS DE SATÉLITE A IANOS VAI SE DISSIPANDO DENTRO DA GRÉCIA. 

 

002.png.12a207f3624a9059fdacc07e00848cae.png002.gif.ee15730b9a334ec153c6c0de7de4cf90.gif

 

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Moscou com chances de baixar de zero já no próximo sábado.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Situação de Estocolmo em 2020.

A capital sueca está tendo um ano bastante quente, de janeiro até outubro a média compensada anual já está acima de 10°C. 

No que se diz a mínima absoluta, eles estão perdendo até mesmo para o BRASIL, exemplo é o Morro da Igreja que teve mínima menor que Estocolmo este ano... 

 

Entretanto em novembro e dezembro não descarto a possibilidade da mínima absoluta de 2020 em diversas cidades da Europa acontecerem nesse período. 

20201110_171319.jpg

20201110_171347.jpg

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Depois o outubro mais quente de sua história, o mês de novembro até aqui está acima do normal em Moscou. Mas isso não vai durar muito: segundo o Foreca a partir de segunda as temperaturas vão ficar negativas por vários dias seguidos e haverá uma sequência de temperaturas máximas abaixo de zero, o que não acontece desde o final de março(-1,7°C no dia 31/03)

 

Recentemente tivemos duas negativas em Moscou: -1,2°C no dia 09/11 e -2,9°C no dia 12/11. A última negativa antes desses registros havia sido no dia 27/04 com -1,3°C.

20201114_005440.jpg

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Previsão para o início de dezembro em Moscou:

 

 

20201130_182703.jpg

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
13 horas atrás, Darley disse:

Previsão para o início de dezembro em Moscou:

 

 

20201130_182703.jpg

 

Lembro que Moscou teve um inverno 2019-2020 extremamente ridículo, com temperaturas que mal baixaram desses valores previstos nesta imagem. Fico contente em saber que nesse ano as coisas encaminham para ser diferentes.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 horas atrás, Renan disse:

 

Lembro que Moscou teve um inverno 2019-2020 extremamente ridículo, com temperaturas que mal baixaram desses valores previstos nesta imagem. Fico contente em saber que nesse ano as coisas encaminham para ser diferentes.

 

E em longo prazo não vejo perspectiva nenhuma de temperatura positiva na capital russa na primeira quinzena deste mês. 

 

E aumentou o frio previsto para o dia 10. 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites


"Calor" na Sibéria. Temperaturas bem acima da média na famosa Yakutsk, no mês de Novembro.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

E a Europa Ocidental terá bastante frio nos próximos dias.

Previsão de neve, podendo haver boa acumulação até no Norte de Portugal nos distritos de Viseu e Guarda . Frio continuará forte também e deverá se acentuar nos próximos dias em Turim (onde já nevou hoje e deve nevar mais), Milão e restante do Norte italiano, toda Suíça, grande parte da Aústria, Centro Sul da Alemanha e boa parte dos balcãs. 

 

Pode até não significar que o inverno será forte mas perto do que foi o último no Hemisfério Norte mas essas temperaturas, apesar de não serem raras, são bem boas, melhores do que a maior parte do último período frio na Europa.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

E o frio em Moscou veio acima do previsto hoje. 

 

A previsão era de mínima de -5°C mas o frio foi mais forte e a mínima na capital russa foi de -8°C. 

 

E aumentou mais um pouco o frio previsto para os próximos dias. Previsão é de -11°C até a próxima semana mas não descarto até mesmo a possibilidade da mínima do ano acontecer neste mês. 

 

Pelas previsões, se não esquentar na semana do natal e ano novo, Moscou poderá ter o mês mais frio de 2020. 

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Todos os modelos aumentaram o frio previsto para Portugal a partir de amanhã, até domingo, pelo menos. Poderá haver neve no centro norte do país em altitudes de até 200m, o que não ocorre todos os anos. Porto, Guimarães, Braga e Coimbra poderão ter chuva com temperatura en torno  de 5°. Lisboa poderá ficar os próximos três dias sub 10. Poderá nevar até no distrito de Lisboa. Grande possibilidade de boa acumulação nas já tradicionais Bragança, Vila Real, Viseu, Montalegre e toda área acima dos 200 na região do Minho, Douro e Alto Alentejo. Evento bastante significativo, tanto pela duração quanto pela intensidade. Vai ser bom se acompanhar.

 

E outros lugares da Europa começam a esfriar bem. Madrid terá temperaturas baixíssimas mesmo durante o dia nos próximos dias, havendo pequena possibilidade de neve. Da mesma forma Paris.

 

O inverno ainda não começou oficialmente mas as temperaturas dele chegaram antecipadas.

 

Nesse início de madrugada já neva na região de Vila Real. Amanhã várias áreas devem amanhecer cobertas de branco.

Edited by fsorf9rj
  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Como já esperado, houve bastante precipitação em Portugal. As regiões do litoral estão em alerta pela agitação marítima e tiveram bastante chuva no decorrer dessa sexta, com temperaturas bem baixas, em muitos lugares sub10. No interior, em locais acima de 200m nevou e em alguns lugares mais do que de costume, como em Montalegre, onde neva todo ano mas essa nevasca foi bem forte. Nevou também em praticamente toda região mais alta do eixo centro-norte português, como em Viseu, Vila Real e, claro, em toda região da Serra da Estrela. Nevou com relativa força nas regiões mais altas de Guimarães e houve relato de água neve no centro da cidade, assim como em regiões mais altas da cidade de Braga. Porto teve chuva com 4º e pode ter havido alguma precipitação invernal. Chuva com temperatura na casa dos 5º também em Coimbra, bem mais abaixo. Surpresa foi a neve forte que caiu em Fafe, no Minho. 

Tudo isso é causado pela Depressão Dora, que estava na França mas levou muita instabilidade pra Península Ibérica.

No fim de semana a precipitação diminui mas o frio se acentua, com mínimas mais baixas.

 

Foto de Vila Pouca de Aguiar, no Distrito de Vila Real.

FB_IMG_1607132677927.jpg

  • Like 6

Share this post


Link to post
Share on other sites

Moscou vai emplacar uma bela sequência de dias abaixo da média para Dezembro. Começa semana que vem:

 

Screenshot_20201205-094229.thumb.png.0a954d890716ec1084d8842fe63c5c60.png

 

Ok, não é frio intenso para os padrões locais, mas é um alento para os moscovitas após o terrivelmente ridículo inverno passado. 

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Muita neve e chuva prevista para cair entre hoje e amanhã nos Alpes italianos e austríacos:

 

us_model-en-999-2_modez_2020120500_48_7817_294.thumb.png.cb4ea9c482520c4377bda20ed630a308.png

 

Situação agora por lá:

 

Arabba, Veneto:

 

image.png.718c6904f25ce0235c6a88e235ad66c5.png

 

Colfosco in Alta Badia, Trentino Alto-Ádige

image.png.00703bbdf8f253c5dcbc218f1fb61f74.png

 

 

Livigno, Lombardia:

 

image.thumb.png.142f553bb27ec6cd6a7c8af14c29f071.png

 

image.thumb.png.189e254a4f9af9ae41d6fd8c113e2904.png

 

Nem a câmera escapou do acumulo de neve  😄

 

  • Like 6

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 05/12/2020 em 09:42, Renan disse:

Moscou vai emplacar uma bela sequência de dias abaixo da média para Dezembro. Começa semana que vem:

 

Ok, não é frio intenso para os padrões locais, mas é um alento para os moscovitas após o terrivelmente ridículo inverno passado. 

 

Bem fraquinhas esta marcas para Moscou, e já aparece um aquecimento no final da grade.  Apesar de um ou outro dia ligeiramente abaixo da média, claramente não se trata de um padrão frio real para os padrões da cidade/época. Quando fazia frio de verdade, novembro já chegou aos -32,8ºc (1890, dia 26).  Em dezembro de 1959, a temperatura baixou dos -30ºc nos dias 06 e 07.  No dia 06/12/1959, a máxima foi de apenas -27ºc.

 

Sem falar que o início da estação mais fria deste ano foi muito frustrante, a cidade registrou nada mais nada menos que a primeira mínima negativa mais tardia da história em 2020, com -1,2ºc no dia 09/11.  Nunca antes, em mais de 100 anos de observações, ela havia ocorrido tão tarde.

 

Vamos ver se em janeiro vai fazer frio de verdade para compensar o ridículo inverno passado, pois dezembro está bem sem graça até agora.

  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites
7 horas atrás, Wallace Rezende disse:

 

Bem fraquinhas esta marcas para Moscou, e já aparece um aquecimento no final da grade.  Apesar de um ou outro dia ligeiramente abaixo da média, claramente não se trata de um padrão frio real para os padrões da cidade/época. Quando fazia frio de verdade, novembro já chegou aos -32,8ºc (1890, dia 26).  Em dezembro de 1959, a temperatura baixou dos -30ºc nos dias 06 e 07.  No dia 06/12/1959, a máxima foi de apenas -27ºc.

 

Sem falar que o início da estação mais fria deste ano foi muito frustrante, a cidade registrou nada mais nada menos que a primeira mínima negativa mais tardia da história em 2020, com -1,2ºc no dia 09/11.  Nunca antes, em mais de 100 anos de observações, ela havia ocorrido tão tarde.

 

Vamos ver se em janeiro vai fazer frio de verdade para compensar o ridículo inverno passado, pois dezembro está bem sem graça até agora.

 

Sabe quando vai voltar a fazer -30°C em Moscou ? Acho que nunca mais. A Rússia é um dos países mais afetados pelo GW. 

  • Like 2
  • Sad 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bom dia a todos ! 

Aqui em Marina di Modica Sicilia tem chovido bastante e a previsão é de mais chuva durante a semana .

No norte muita neve e aqui na região do Etna já está com muita neve também. 

As temperaturas hj vão variar entre 9°C e 13°C aqui (meteo italia).

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Giuliano Leoni disse:

Bom dia a todos ! 

Aqui em Marina di Modica Sicilia tem chovido bastante e a previsão é de mais chuva durante a semana .

No norte muita neve e aqui na região do Etna já está com muita neve também. 

As temperaturas hj vão variar entre 9°C e 13°C aqui (meteo italia).

Temperatura dum dia bem frio em Cuiabá, que dá a cada 4 anos mais ou menos, mas este ano em Tangará da Serra, no Mato Grosso, teve mínima de 7 C e máxima de 13 C, foi 21 de agosto. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 03/02/2020 em 17:45, jean10lj disse:

 

Na verdade a mínima do ano costuma ficar em -27. A de fevereiro é -22. No caso, essa onda de frio ainda seria menos do que o normal esperado para lá.

 

dgffdgdfg.thumb.png.d74ac877d5656a24d2187291b25ac5a7.png

 

Mínimas absolutas de Moscou

 

Untitledf.thumb.png.2725823207023e9ac6159cad12f881b1.png

@Renan como você pode falar isso se deu em 2017, arredondando? Pode ter dado menos em outros pontos da cidade. É como falar que não teremos mais temperaturas sub-10 em Cuiabá, já que 2017 também foi o último ano que deu. 

Edited by Leandro Leite

Share this post


Link to post
Share on other sites

A frequência de -60ºC reduziu na Sibéria (quase não se tem mais em anos recentes), isto em locais isolados e sem urbanização, porém, em Moscou, algo de efeito da ilha de calor e interferência física (obstáculos) deve ter. Porém, dentro do possível, a estação de Moscou não está mal localizada. Fica num parque:

 

dfggdfdfggdfgdf.thumb.png.6c1c684525c7b784789403ae3a3f9b0c.png

 

Mínimas absolutas de Oymyakon:

 

620665264_minoymyakon.thumb.png.42e2b634c30798b10bfcd06f3c5c0158.png

 

691404668_minoymyakonfdgdfg.thumb.png.836827cb3fa2ced0f4ef00c798664260.png

 

 

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 horas atrás, Renan disse:

 

Sabe quando vai voltar a fazer -30°C em Moscou ? Acho que nunca mais. A Rússia é um dos países mais afetados pelo GW. 

 

Tô contigo nessa. Creio fortemente que os míticos valores baixos da Sibéria e Rússia num modo geral vão ficar cada vez mais no passado. E digo mais, creio que para a população local um inverno muito mais quente que a média como o do ano passado é digno de comemoração, acho que não se importam com isso. É tipo nossa alegria com um inverno abaixo do média.

 

1 hora atrás, Leandro Leite disse:

@Renan como você pode falar isso se deu em 2017, arredondando? Pode ter dado menos em outros pontos da cidade. É como falar que não teremos mais temperaturas sub-10 em Cuiabá, já que 2017 também foi o último ano que deu. 

 

Também acredito que o Centro Oeste de uma forma geral vai ter cada vez menos episódios de frio intenso. Lembro de ter visto numa matéria recente sobre uma simulação que fizeram na Universidade de Princeton (USA) sobre um cenário com 50% da Amazônia devastada pela agropecuária. Salvo engano as temperaturas médias na sua região tendem a subir de 4 a 6 graus.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.