Jump to content
Brasil Abaixo de Zero
Sign in to follow this  
Joao

Monitoramento e Previsão Internacional - Novembro 2012

Recommended Posts

Muito legal acompanhar o clima dos Estados Unidos, de longe o País mais interessante do Mundo para se acompanhar Meteorologia!

agree,o clima na America rocks!

Jaja começa o outono... e as folhagem das plantas caducas ficam lindas de morrer, se preparando para o inverno e a neve.

 

Cara eu sou muito carente climaticamente :cray:

Moro no Hemisferio errado, no continente errado, e na costa errada desse continente... ao menos tenho pernas e saude para ir para os lugares certos hehe

abs!! :laugh: :laugh: :laugh:

 

ESTAIS NO PAÍS CERTO, UM DIA AGRADECERÁ E MUITO POR TER NASCIDO AQUI....

Share this post


Link to post
Share on other sites

valeu Coutinho... to esperando ha 30 anos já, vamos ver se os proximos 30 o tempo esfria um pouco...

abs

Share this post


Link to post
Share on other sites
valeu Coutinho... to esperando ha 30 anos já, vamos ver se os proximos 30 o tempo esfria um pouco...

abs

 

 

É SÓ MORAR AQUI, ORAS BOLAS! E QUANDO QUISERES SENTIR-SE NUM FORNO, PASSE POR ORLEANS ENTRE 12 E 17 HORAS, TERÁS O QUE QUERES!

Share this post


Link to post
Share on other sites
valeu Coutinho... to esperando ha 30 anos já, vamos ver se os proximos 30 o tempo esfria um pouco...

abs

 

João, pense no lado positivo. Se estivesse em Memphis agora, estaria acima dos 30C fácil... :laugh:

 

Além do mais, estaria tendo q escutar Blues, e dançando um freak dance!!! :mosking:

 

Sds.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Caramba, quero voltar pra Memphis TN!

 

The Mississippi delta was shining

Like a national guitar

I am following the river

Down the highway

Through the cradle of the civil war

I'm going to Graceland

Graceland

In Memphis, Tennessee

I'm going to Graceland

Poor boys and pilgrims with families

And we are going to Graceland

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bizarro!!!

 

Hottest rain on record? Rain falls at 115°F in Needles, California

 

By Dr. Jeff Masters

 

Published: 03:19 PM GMT em 15 de Agosto de 2012

A searing heat wave rare even for the Desert Southwest sent temperatures soaring to record levels on Monday, with Needles, California tying its record high for the date of 118°F (47.8°C). The temperature might have gone higher in Needles, but a thunderstorm rolled in at 3:20 pm, and by 3:56 pm PDT, rain began falling at a temperature of 115°F (46.1°C). Most of the rain evaporated, since the humidity was only 11%, and only a trace of precipitation was recorded in the rain gauge. Nevertheless, Monday's rain at 115° in Needles sets a new world record for the hottest rain in world history. I don't think many people were outside to experience to experience the feeling of rain falling at 115°, but if they were, it must have been an uncomfortable, sauna-like experience! Thanks go to Dr. Warren Blier of the NWS Monterey office for pointing out this remarkable event to me.

 

It is exceedingly rare to get rain when the temperature rises above 100°F, since those kind of temperatures usually require a high pressure system with sinking air that discourages rainfall. Monday's rain in Needles was due to a flow of moisture coming from the south caused by the Southwest U.S. monsoon, a seasonal influx of moisture caused by the difference in temperature between the hot desert and the cooler ocean areas surrounding Mexico to the south. According to weather records researcher Maximiliano Herrera, the previous record for hottest rain, which I blogged about in June, was a rain shower at 109°F (43°C) observed in Mecca, Saudi Arabia on June 5, 2012 and in Marrakech, Morocco on July 10, 2010. The 11% humidity that accompanied Monday's rain shower at 115° in Needles was the lowest humidity rain has ever occurred at anywhere on Earth in recorded history, according to Mr. Herrera.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Publicado em: 03:19 PM GMT in 15 de Agosto de 2012

Uma onda de calor escaldante rara até mesmo para o sudoeste do deserto enviou altas temperaturas para níveis recordes na segunda-feira, com Needles, Califórnia amarrar seu recorde para a data de 118 ° F (47,8 ° C). A temperatura pode ter ido mais elevada em agulhas, mas uma tempestade enrolado em às 3:20 pm, e por 15:56 PDT, a chuva começou a cair a uma temperatura de 115 ° F (46,1 ° C). A maior parte da chuva evaporada, uma vez que a humidade foi de apenas 11%, e apenas um vestígio de precipitação foi gravado no medidor de chuva. No entanto, a chuva de segunda-feira em 115 ° em Needles define um novo recorde mundial para o mais quente de chuva na história do mundo. Eu não acho que muitas pessoas estavam fora de experimentar para experimentar a sensação de chuva que cai em 115 °, mas se fosse, deve ter sido um incômodo, sauna experiência semelhante! Os agradecimentos vão para o Dr. Warren Blier do escritório Monterey NWS para apontar este evento marcante para mim.

 

É extremamente raro ter chuva quando a temperatura sobe acima de 100 ° F, uma vez que esse tipo de temperaturas normalmente requerem um sistema de alta pressão com ar naufrágio que desencoraja chuva. Chuva de segunda-feira, em agulhas foi devido a um fluxo de humidade vinda do sul causada por os EUA Southwest monção, um influxo sazonal da humidade causada pela diferença de temperatura entre o deserto quente e as áreas mais frias oceano circundante México ao sul. De acordo com registros pesquisador Maximiliano tempo Herrera, o recorde anterior para o mais quente da chuva, o que eu escrevi sobre em junho, foi uma chuva de 109 ° F (43 ° C) observadas em Meca, na Arábia Saudita em 05 de junho de 2012 e, em Marrakech, Marrocos em 10 de julho de 2010. A umidade de 11% que acompanhou chuveiro de segunda-feira de chuva em 115 ° em Needles foi a chuva mais baixa umidade jamais ocorreu em qualquer lugar da Terra na história registrada, segundo o Sr. Herrera.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Que isso ! Chuva com 46 graus ! :dash1:

 

A experiência dessa condição é como diz o texto. "sauna-like" :laugh:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Oeste americano continua ainda muito quente!!! Salt Lake City bate 36C... :shok:

 

12-2.jpg

8-10.gif

 

No Meio-oeste, mínimas começam a cair. Chicago amanhece com 13C...

 

13-2.jpg

8-10.gif

 

Sds.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Bem lembrado, Silvio. Park City - Utah a 40N 2000m bateu 30oC hoje!!!

 

Pois é Caio, quem conhece sabe que é muito quente pra lá! 2000 mts, hehehe. Seatlle também com 33C não foi pouco hein, o mar é muito gelado naquela região!!!

 

E aí, bateu saudade de Park City?

 

Sds.

Share this post


Link to post
Share on other sites

E aí, bateu saudade de Park City?

 

Oooo se bateu... ainda mais que eu peguei o Winter Olympic Games 2002. Lá se vão 10 anos, como passa...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu já estaria prá lá de satisfeito se o Sul do Brasil, quanto a eventos extremos de frio e de neve

houvesse continuado a ser o que era até uns 20 anos atrás. Eu e a torcida do Flamengo estamos

carecas de saber que sempre houve anos mais e menos frios, sempre houve calor fora de época

nos estados do Sul do Brasil, etc...mas isso não é argumento contra o fato de que os eventos de

frio e principalmente de neve, diminuíram bastante a sua incidência se comparados ao que sempre

foi registrado até o início dos anos 90. E a década de 1930 não serve de exemplo, pois em 1936

houve uma senhora nevada na serra gaúcha.

Outra coisa, por mais que anos frios costumam ser precedidos por anos quentes, após 2000 não

houve eventos extremos de frio na mesma proporção e ocorrência do que tem havido de períodos

de calor fora de época. Nesse mês de agosto, Caxias do Sul deverá fechar com no mínimo uns 5º

de anomalia positiva, acho que até mais. Estou pagando prá ver um ano em que haja um mês

com tal anomalia só que NEGATIVA, até 2030, neste período a que se atribui fraca atividade solar.

Em Curitiba, após 1995, dificilmente passa um ano inteiro sem ter ao menos um mês com

anomalias positivas de 3ºC ou 4ºC em pelo menos um mês do ano, quando não em mais. Porém,

quando se trata de anomalia negativa, se for na irdem de 0,5ºC ou 1ºC é muito!

Talvez estejamos mesmo apenas no meio de um aquecimento natural, como o que ocorreu na Idade

Média, e talvez o nosso clima só volte a ser o que era por volta de 2300...fazer o quê, não sou

Matusalém!

Share this post


Link to post
Share on other sites

E aí, bateu saudade de Park City?

 

Oooo se bateu... ainda mais que eu peguei o Winter Olympic Games 2002. Lá se vão 10 anos, como passa...

 

Engraçado, eu estive pela primeira vez nos U.S exatamente em 2001, fazendo intercâmbio e morando em Salt Lake City. Fui a Park City algumas vezes no inverno, mas nos jogos olímpicos estava muito disputado! Me lembro de caminhar na rua com o pessoal, com sol e -15C!!!

Era muito novinho naquela época, bons tempos realmente! Pena que o tempo não volta...

 

Sds.

Share this post


Link to post
Share on other sites

E lá vem ele...

 

 

9-7.jpg

Isaac Threat Index

 

Portions of the U.S. Gulf Coast are now in "Action" status (red shading). The risk of impact is sufficiently high that preparations should be made for the storm.

 

10-6.jpg

Enhanced Satellite

 

How does the system look on satellite imagery? Click on "enhanced" satellite imagery, to see how "cold" the cloud tops are. Brighter oranges and reds shadings concentrated near the center of circulation signify a healthy tropical cyclone.

 

Sds.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Gelo no Árctico bateu recorde mínimo e vai ainda continuar a diminuir

 

"""

Nunca houve tão pouco gelo no Pólo Norte como este ano, batendo-se o recorde de 2007. Nas próximas semanas, o gelo continuará a derreter, mas o Verão de 2012 já tem a marca das alterações climática.

 

Era uma questão de tempo, mas aconteceu agora. A área de gelo no Árctico atingiu a sua extensão mínima, batendo o recorde de Setembro de 2007. Desde 1979, quando se iniciaram as medições do gelo do Árctico por satélite, que nunca se tinha medido uma área branca tão pequena no Pólo Norte. O gelo vai continuar a derreter nas próximas duas ou três semanas, por isso é preciso aguardar pelo final do Verão para se determinar qual será o novo recorde de 2012.

 

O gelo do Árctico está por cima do oceano. Todos os anos por esta altura, os climatólogos seguem com atenção a evolução do tamanho da área branca. O fenómeno faz parte do ciclo meteorológico anual: no Inverno o frio faz aumentar a área de gelo no Pólo Norte e, mais ou menos a partir de Abril, há mais gelo a derreter-se do que a ser formado, o que faz inverter o ciclo até meados de Setembro.

 

Mas, na última década, têm-se observado verões com cada vez menos gelo, atingindo-se valores muito abaixo da média entre 1979 e 2000. Uma mudança que os cientistas dizem ser uma consequência das alterações climáticas causadas pelas actividades humanas que emitem para a atmosfera dióxido de carbono e outros gases com efeito de estufa, que fazem com que a Terra retenha mais calor da radiação solar.

 

"O balanço de energia no Árctico está a mudar. Há mais calor, estamos a perder mais gelo sazonal", disse recentemente Julienne Stroeve, cientista do Centro Nacional de Dados de Neve e do Gelo dos Estados Unidos (NSIDC, sigla em inglês), ao jornal britânico Guardian. "Há 15 anos não esperaria ver mudanças tão drásticas - ninguém esperaria. A temporada com menos gelo é muito maior agora. Há 20 anos era de um mês, agora são três. Há uma semana, a temperatura no Árctico era de 14 graus Celsius, o que é bastante quente."

 

Os cientistas estavam à espera que este recorde fosse atingido. "A cobertura de gelo no Árctico derreteu até à sua extensão mínima, de acordo com registos de satélite de domingo", alertou ontem o NSIDC, em comunicado. Ou seja, a área de cobertura do gelo atingiu, a 26 de Agosto, segundo aquele centro norte-americano, só 4,10 milhões de quilómetros quadrados, o que é menos do que os 4,17 milhões alcançados a 18 de Setembro de 2007.

 

Na última quinta-feira, o Centro de Monitorização Remota da Noruega já tinha anunciado esta cobertura mínima de gelo, tal como fez dias depois a Agência de Exploração Espacial do Japão. O NSIDC veio agora confirmar o fenómeno. As pequenas diferenças relativas ao dia em que tal mínimo se atingiu devem-se à forma como se mede o gelo.

 

"No contexto do que se tem passado nos últimos anos, esta é uma indicação de que a cobertura do gelo oceânico do Árctico está a mudar", disse Walt Meier, do NSIDC. Para o director deste centro, Mark Serreze, o gelo está tão fino e frágil que, independentemente das condições atmosféricas, derrete-se com muita facilidade.

 

Até 2050, prevê-se que o Árctico passe a ter verões sem gelo, uma mudança significativa não só visualmente, como a nível climático e económico. O gelo tem uma capacidade muito grande de reflectir a luz do Sol e, se não existir, a Terra aquece ainda mais e as alterações climáticas aceleram-se. Não se sabe o que acontecerá aos padrões das correntes oceânicas, e que consequências isso terá por sua vez no clima, mas a exploração dos recursos minerais tornar-se-á, pela primeira vez, uma possibilidade naquela região. E tudo parece estar a acontecer mais depressa do que se esperava.

"""

 

Fonte:

PUBLICO

http://ecosfera.publico.pt/noticia.a...8Publico.pt%29

Share this post


Link to post
Share on other sites

Até 2050, prevê-se que o Árctico passe a ter verões sem gelo, uma mudança significativa não só visualmente, como a nível climático e económico. O gelo tem uma capacidade muito grande de reflectir a luz do Sol e, se não existir, a Terra aquece ainda mais e as alterações climáticas aceleram-se. Não se sabe o que acontecerá aos padrões das correntes oceânicas, e que consequências isso terá por sua vez no clima, mas a exploração dos recursos minerais tornar-se-á, pela primeira vez, uma possibilidade naquela região. E tudo parece estar a acontecer mais depressa do que se esperava.

"""

 

NOS ANOS 90 FALAVAM EM 2010/2015, DEPOIS PASSARAM PARA 2020 E AGORA PARA 2050......

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ontem nevou em algumas cidades no Norte da Italia entre 1.800 a 2.500 m de altitude: Cervinia, Livigno, Claviere, Sestriere..

E que inveja deles.. em pleno verão!!!!

O que 45º de Latitude não faz né....srs

Share this post


Link to post
Share on other sites
Ontem nevou em algumas cidades no Norte da Italia entre 1.800 a 2.500 m de altitude: Cervinia, Livigno, Claviere, Sestriere..

E que inveja deles.. em pleno verão!!!!

O que 45º de Latitude não faz né....srs

 

Uns com tanto e outros com quase nada...nós aqui, em Pleno inverno com esse clima tropicaliente...

Share this post


Link to post
Share on other sites

O outono vai dar o ar da graça em boa parte dos EUA nos próximos dias. :good2:

Share this post


Link to post
Share on other sites
Eu vi esse artigo e até pensei em postá-lo, mas como vai contra o posicionamento da maioria das pessoas

do fórum, preferi não fazê-lo.

Michel, isso aqui não é um partido político, mas um fórum!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Eu vi esse artigo e até pensei em postá-lo, mas como vai contra o posicionamento da maioria das pessoas

do fórum, preferi não fazê-lo.

Michel, isso aqui não é um partido político, mas um fórum!

 

Pois é Michel, a opinião de todos é importante aqui no fórum, até porque ninguém sabe tudo! Escreva sempre a sua opinião, independente se ela vai contra ou a favor da maioria.

Estamos aqui pra isso mesmo, pra discutir!

 

Sds.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.
Sign in to follow this  

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.