Jump to content
Brasil Abaixo de Zero
Carlos Dias

Astronomia e astrofotografia

Recommended Posts

Cacella, Parabéns.

 

Sobre estrelas, pouco conhecimento.

 

Sobre espectros digamos é minha praia,

 

O espectro de Hidrogênio me parece muito acentuado para ser uma supernova tipo 1A.

 

Que diabos é nova del 2013?

 

 

Abraços curiosos e grata surpresa...muito trampo

Share this post


Link to post
Share on other sites

Certamente não é uma super nova.

 

Em português muito difícil achar material,

 

Muito bom...essa do G1.

 

Uma nova estrela surge no céu? Sim, mas também não. Na quarta-feira (14), o astrônomo japonês Koichi Itagaki obteve a imagem de uma região na constelação do Delfim (Golfinho). Nessa região, vários objetos de interesse podem ser observados, como nebulosas planetárias, aglomerados abertos ou globulares. Comparando com uma imagem que ele havia obtido na noite anterior, Itagaki notou uma estrela brilhante, que não estava lá antes…

 

Após conferir com cuidado, ele se deu conta que havia descoberto uma estrela Nova. Veja bem, uma estrela da categoria de Nova! Novas formam uma categoria de estrelas velhas, na realidade. Um sistema binário, composto por uma anã branca e uma estrela fria, como uma anã vermelha, por exemplo.

 

Uma anã branca é como um “cadáver estelar”, resultado da evolução de uma estrela de pouca massa, como o Sol. Uma anã branca tem, tipicamente, 60% da massa do Sol, mas tudo confinado em um volume comparável ao volume da Terra.

 

O par de estrelas está tão próximo, que a anã branca rouba matéria de sua companheira. O gás da secundária (a anã branca é chamada de primária) vai se acumulando em um disco, chamado disco de acreção, ao redor da primária.

 

De tempos em tempos (dezenas, centenas ou mesmo milhares de anos), esse disco de acreção se desestrutura e “desaba” sobre a estrela primária. A alta temperatura na superfície de uma anã branca e a enorme densidade do gás que se comprime fazem com que haja uma explosão nuclear de forma descontrolada, da mesma natureza que uma bomba H.

 

Nesse evento de Nova, o sistema brilha intensamente, e dependendo do caso chega a ser visível a olho nu! Vários casos são conhecidos na história, e é daí que vem seu nome: “uma estrela nova surgiu no céu”.

 

Apesar de ser uma explosão violenta, a anã branca permanece intacta, e o processo todo se repete ao logo dos anos. Em alguns casos, quando a anã branca está próxima de um limite de massa conhecido como Limite de Chandrasekhar, com cerca de 1,4 vez a massa do Sol, o acúmulo de matéria pode fazer a anã branca colapsar em uma estrela de nêutrons. Nesses eventos, muito mais energéticos, ocorre uma supernova de tipo Ia.

 

Na nossa galáxia, a média prevista de explosões de Novas é de 40 por ano – apesar disso, em torno de 10 são detectadas. Isso acontece por que as Novas estão em partes fortemente obscurecidas pela Via Láctea, dificultando sua detecção. Eventos como esse, em que a Nova se torna visível a olho nu são ainda mais raros, talvez um a cada 10 ou 15 anos.

 

Para quem quiser tentar observa a Nova, vai aí um mapa de onde olhar no céu. Ele se refere à posição das constelações por volta das 19h30, pelo horário de Brasília. Olhe para a direção nordeste – para horários mais adiantados, a constelação estará mais alta e mais para o norte. Ela se põe por volta das 4h da manhã.

 

Para localizar a estrela em si, vai ser preciso um mapa mais detalhado. Esse abaixo, da revista “Sky & Telescope”, foi feito para o Hemisfério Norte, mas funciona perfeitamente para o Sul também: basta virá-lo de cabeça para baixo.

 

Mais difícil que localizar a Nova, será o tempo colaborar, mas quem sabe no fim de semana? Vamos torcer!

 

http://g1.globo.com/platb/observatoriog1/2013/08/16/nova-stella/

Share this post


Link to post
Share on other sites
Pode ser vista com um binoculo. Magnitude 6.5 hoje.

 

CACELLA, vai conseguir fotografar hoje?

 

pergunta tola... teu endereço quase remete para Tycho...coincidência???

Share this post


Link to post
Share on other sites

29/08/2013

 

Hello everyone, Astronomers from Brazil have discover a ancient sun nearly 4 billion years old. The oldest sun in the solar system may be host to a rocky planet. give me your thoughts.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Também é conhecida uma irmã gêmea do Sol mais novinha.

 

Mudando de assunto, conhecem o site Planet Hunters? Site que usa dados do Kepler para que as pessoas analisem as variações de brilho das estrelas em busca de exoplanetas, qualquer um pode ajudar analisando os dados.

 

Abraços

Share this post


Link to post
Share on other sites
Também é conhecida uma irmã gêmea do Sol mais novinha.

 

Mudando de assunto, conhecem o site Planet Hunters? Site que usa dados do Kepler para que as pessoas analisem as variações de brilho das estrelas em busca de exoplanetas, qualquer um pode ajudar analisando os dados.

 

Abraços

 

Reade, [pessoal o nome dele é inglês....soa como a capital da Arabia Saudita falada por um piracicabano]

 

Pelo tempo que o pessoal procura ET acho sensato procurar as residências dos mesmo.

 

Vou dar uma olhada no Planet Hemp. [hunters]

 

A irmão gêmea mais novinha do Sol,

Wiki para referências rápidas,

Parece que ela tem um cadim a mais de lítio.

É razoavelmente longe mas pode ser um bom endereço daqui uns séculos [vídeo]

 

18 Scorpii is a solitary star located at a distance of some 45.3 light-years (13.9 parsecs) from Earth at the northern edge of the Scorpius constellation. It has an apparent visual magnitude of 5.5,[2] which is bright enough to be seen with the naked eye outside of urban areas.

18 Scorpii has many physical properties in common with the Sun. Cayrel de Strobel (1996) included it in her review of the stars most similar to the Sun,[10] and Porto de Mello & da Silva (1997) identified it as a solar twin.[11] Some scientists therefore believe the prospects for life in its vicinity are good. However, no planet has yet been discovered orbiting this star.

 

2gmKB30iuKs

Share this post


Link to post
Share on other sites
Também é conhecida uma irmã gêmea do Sol mais novinha.

 

Mudando de assunto, conhecem o site Planet Hunters? Site que usa dados do Kepler para que as pessoas analisem as variações de brilho das estrelas em busca de exoplanetas, qualquer um pode ajudar analisando os dados.

 

Abraços

 

Reade, [pessoal o nome dele é inglês....soa como a capital da Arabia Saudita falada por um piracicabano]

 

Pelo tempo que o pessoal procura ET acho sensato procurar as residências dos mesmo.

 

Vou dar uma olhada no Planet Hemp. [hunters]

 

A irmão gêmea mais novinha do Sol,

Wiki para referências rápidas,

Parece que ela tem um cadim a mais de lítio.

É razoavelmente longe mas pode ser um bom endereço daqui uns séculos [vídeo]

 

18 Scorpii is a solitary star located at a distance of some 45.3 light-years (13.9 parsecs) from Earth at the northern edge of the Scorpius constellation. It has an apparent visual magnitude of 5.5,[2] which is bright enough to be seen with the naked eye outside of urban areas.

18 Scorpii has many physical properties in common with the Sun. Cayrel de Strobel (1996) included it in her review of the stars most similar to the Sun,[10] and Porto de Mello & da Silva (1997) identified it as a solar twin.[11] Some scientists therefore believe the prospects for life in its vicinity are good. However, no planet has yet been discovered orbiting this star.

 

2gmKB30iuKs

 

Boa explicação do meu nome, Mafili :D

 

Já a gêmea idosa está "prestes" a virar uma Gigante Vermelha e posteriormente uma Anã Branca, triste fim!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Marte: Curiosity registra lua Phobos eclipsando o disco solar

 

Ninguém, até agora, observou um eclipse solar em Marte, mas com ajuda das câmeras do jipe-robô Curiosity dá para ter uma pequena ideia de como é esse espetáculo celeste. O evento registrado foi muito rápido e só cobriu a parte central do Sol, mas permitiu contemplar como é um eclipse visto do Planeta Vermelho.

 

eclipse_phobos.gif

 

As cenas foram obtidas no dia 17 de agosto de 2013 pelo instrumento óptico MastCam no topo do jipe-robô Curiosity e retrata em três frames a passagem da lua Phobos na frente do disco solar. O evento ocorreu próximo ao meio dia local, de modo que a câmera precisou ser apontada quase na direção vertical.

 

Diferente dos eclipses aqui na Terra onde o disco lunar pode encobrir totalmente o Sol, em Marte as coisas são um pouco diferentes. Lá, o tamanho angular de Phobos é bem menor que o do Sol, o que impede que o disco estelar fique totalmente encoberto pela passagem da lua marciana. Neste caso, o eclipse "total" do Sol por Phobos se assemelha a um eclipse do tipo anular, quando o Sol toma a forma de anel ou arco luminoso.

 

Além disso, devido à distância e velocidade orbital de Phobos, o eclipse registrado não é tão longo como na Terra. Nesta sequência, os frames foram obtidos com apenas três segundos de intervalo entre cada um.

 

phobos_nov_2009.jpg

 

Phobos

 

Phobos é a maior e mais próxima das duas luas marcianas. Orbita o planeta a apenas 5980 km de altitude e completa cada volta em 07h39m. Assim, Phobos nasce três vezes por dia no horizonte.

 

É um mundo bastante irregular, com 26 km de diâmetro e devido à baixa altitude orbital despenca sobre Marte cerca 2 metros por século. Neste ritmo, em 50 milhões de anos as forças gravitacionais romperão o satélite produzindo um anel de rochas e poeira em volta do planeta. Mas até lá, muitos eclipses ainda virão

 

Arte: Animação de três frames registrados pelo jipe-robô Curiosity mostram a lua Phobos cruzando o disco solar. Na sequência, Phobos visto pela Sonda de Reconhecimento Marciano MRO. A cena mostra uma das faces do satélite, marcada pela presença indisfarçável da grande cratera Stickney, de 9 km de diâmetro. Créditos: Nasa/JPL, Apolo11.com

 

logo_apolo11_licenciamento.gif

 

"Apolo11.com - Todos os direitos reservados"

 

http://www.apolo11.com/spacenews.php?titulo=Marte_Curiosity_registra_lua_Phobos_eclipsando_o_disco_solar&posic=dat_20130829-101926.inc

Share this post


Link to post
Share on other sites

Por detrás das Cirrus é possível observar a lua sorrindo (literalmente) e uma estrela (Vênus?) na ponta do lábio direito do sorriso!

Linda visão!

Alguém mais estaria vendo?

Mafili?

Vitor?

Estão vendo?

Share this post


Link to post
Share on other sites

CARLOS, sim,

Para os habitantes da latitude de Florianópolis haverá o ocultamento de Vênus pela Lua 80%

e em Porto Alegre ocultamento total

Em Florianópolis, das 19h24 e às 19h36 ficará 80% ocultado pela Lua, só ressurgindo completamente às 19h52.

 

Em Porto Alegre o evento será ainda mais intenso. A borda do disco venusiano tocará o limbo da Lua às 19h11 e as 19h18 será totalmente ocultado. O planeta permanecerá oculto por 34 minutos e as 19h52 ressurgirá lentamente já na área iluminada da Lua. A ocultação termina as 19h57 quando Vênus estará novamente visível.

 

300x209x4-522ccf37662dee622ada80a0d569d8330b62b329a3454.jpg

 

MAIS AQUI

Share this post


Link to post
Share on other sites
Por detrás das Cirrus é possível observar a lua sorrindo (literalmente) e uma estrela (Vênus?) na ponta do lábio direito do sorriso!

Linda visão!

Alguém mais estaria vendo?

Consegui ver numa frestinha das nuvens. Mas do jeito que está fechado acho que não vejo mais.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Por detrás das Cirrus é possível observar a lua sorrindo (literalmente) e uma estrela (Vênus?) na ponta do lábio direito do sorriso!

Linda visão!

Alguém mais estaria vendo?

Mafili?

Vitor?

Estão vendo?

 

Eu estou vendo.. É Vênus, aqui ele será ocultado.

 

Na realidade do centro de Floripa ao sul será ocultação completa, no norte da ilha será um rasante de Vênus.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Daqui dá pra ver também da pra ver Vênus bem do ladinho da lua... SHOW! Só não vai ser ocultado por ela. Mas já vale.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Imagem de Floripa...

 

1175683_552964021418378_1545316151_n.jpg

 

Tá Mafili, e de Julho e Agosto 2013 x Julho e Agosto de 2012, como é que fica ???(Toma essa)

 

Estás a cada postagem ficando mais cego.

Edited by Guest

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.