Jump to content
Brasil Abaixo de Zero
Sign in to follow this  
Marcos

Monitoramento e Previsão - Brasil - Junho 2012

Recommended Posts

Amigos, nossa atmosfera é uma coisa espetacular. Em menos de uma semana, saímos de um calorão, para muita e abençoada chuva a qual não se tinha expectativa da intensidade, e estamos prestes a viver um evento histórico. Como disse outro colega ai eu estou num misto de alegria mas de preocupação. Mínimas abaixo de zero configuram recordes e nos impressionam, mas também trazem muitos prejuízos. Minha maior preocupação é com as pessoas que não tenham uma casa adequada, roupas suficientes, lenha, ou ainda comidas quentes para se aquecerem... A próxima semana promete testar todas estas necessidades a fundo...

 

Sim, se o canadense acertar, o frio será literalmente mortal para os que não tem como se manterem aquecidos... infelizmente. (Mesmo pelos outros modelos, existe claro risco de hipotermia).

Share this post


Link to post
Share on other sites

O BAZ deve "entrar em ebulição" na próxima semana!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eis a conjunção de fatores que acreditava (e acredito) podem levar a ebulição que terá o BAZ nesta semana (e porque não neste mês?), prometida sob suspense ainda não revelado pela Metsul:

 

Em 11/05/2012:

 

Tenho duas possibilidades para o caminha da "ebulição" do BAZ sugerido pela Metsul. A que me remete ao frio me leva a algo assim:

 

 

AAO veio desde fins do ano passado em uma fase predominantemente positiva, com alguns intervalos negativos. Penso que ela possa estar entrando no terreno negativo e sinalizando a curto/médio prazo uma possível mudança de fase. Com predomínio de agora em diante de uma fase mais negativa e alguns intervalos positivos. O que seria muito bom!

 

aao.sprd2.gif

 

 

Esta mudança de fase da AAO no curto prazo pode ser observada na animação do jato polar (500mb), onde a última figura da animação mostra o jato desorganizando-se com uma forte anomalia positiva invadindo o pólo sul. Conseguindo assim "abrir a porta da geladeira", quando o ar frio da geladeira sai resfriando o ambiente, e o ar quente entra na geladeira.

Observem que as invasões polares coincidem com os períodos de entrada de ar quente na "geladeira", quando a porta se abre e esfria toda a "cozinha"

 

z500_sh_30d_anim.gif

 

 

A fase predominantemente positiva da AAO segurou o ar gelado na Antártica, o que resultou em uma cobertura recorde de gelo. Inclusive tema abordado pela Metsul recentemente.

Particularmente acho positivo começarmos o inverno com anomalias positivas e muito gelo na Antártida, pois se a fase da AAO realmente virar, a fábrica de gelo estará com os estoques bem cheios para despachar. Podendo até se dar ao luxo de perder um pouco dessa anomalia positiva, vindo para patamares mais próximos a normal

 

seaice.anomaly.antarctic.png

 

 

Em uma melhor ilustração do que ocorreu no HN veja no gráfico abaixo que apesar da cobertura no Ártico ter ficado muito abaixo da média, ela está relacionada também a uma fase predominante negativa da AO. E que trouxe os invernos memoráveis dos últimos anos no hemisfério norte. Agora a cobertura de sea ice vai se recuperando muito rapidamente em uma fase predominantemente positiva da AO, e o inverno foi o que foi. Assim, não ia nada mal a Antártica perder um pouco da anomalia positiva da cobertura de gelo.

 

seaice.anomaly.arctic.png

 

 

As anomalias em Nino 1+2 estavam indicando ficar possivelmente muito acima da média começaram a dar sinais de arrefecimento. Mostrando que possivelmente estamos próximos do ápice e alguns membros começam a sinalizar uma queda mais significativa a partir de julho. Em invernos passados sob neutralidade em Nino 3.4 ou até mesmo El Nino, mas com Nino1+2 comportado tivemos bons episódios/períodos de frio durante boa parte ou até mesmo grande parte da estação.

 

nino12SSTMon.gif

 

 

A SOI que tinha sido dada como favas contadas, tem mostrado que o vigor inicial que refletiu o aquecimento do pacífico pode ter sido alterado de rota. Análise de curto prazo, mas importantíssima para avaliar o potencial de aquecimento do pacífico.

 

soi30.png

 

 

Esperava-se mais do sol e que seu ciclo de atividade estivesse mais intenso, com um pico maior neste momento. Ao contrário, observamos a atividade solar em queda e bem menor que o esperado. Deste modo o sol, que poderia ter muita influência, tende a ter menos impacto que o esperado. O que acho que acabará acarretando em reflexos em ENSO, com menos El Ninos e/ou mais fracos. Como o caso do próximo, se ocorrer.

 

sunspot.gif

 

 

PDO

 

1976, 2009 e 1951 - análogos do quadro do pacífico semelhante ao atual, e com bons invernos - começaram com PDO negativo como agora

 

1976 -1.14 -1.85 -0.96 -0.89 -0.68 -0.67

1951 -1.54 -1.06 -1.90 -0.36 -0.25 -1.09

2009 -1.40 -1.55 -1.59 -1.65 -0.88 -0.31

 

 

AMO

 

Apresenta pouca correlação entre os análogos. Ao contrário deste ano, 1976 e 2009 tiveram uma fase negativa durante todo o ano (1976) ou em sua primeira metade (2009). 1951 e 2012 estão no campo neutro/positivo.

 

Apesar da fase neutra a positiva da AMO o Atlântico resfriou-se interessantemente sobre a região tropical neste ano em comparação a 2011 e 2010.

 

2012-20112010.png

 

 

Também mais ao sul vemos o Atlântico dando sinais de algum resfriamento entre a costa da Argentina/Uruguai/RS.

 

sst_planet_diff_2012.jpg

 

 

Enquanto que o modelo Japonês mostra a PDO continuando negativa no trimestre JJA, a AMO neutra e fraca enquanto que o pacífico em warm-neutral a Nino fraco e um Atlântico Sul mais resfriado.

 

pdo.gif

 

 

Todos esses fatores são apenas pistas ou verdadeiros ventos da mudança para um bom inverno que está chegando? Só o tempo dirá...

 

 

E ai, o tempo vai dizer?

 

I believe so!

 

Observações atualizadas:

 

1- A AAO de fato entrou em um período negativo após a mensagem, deu um pulo positivo rápido e mostra dinais de uma forte queda. A tão esperada mudança de fase parece ter chegado.

 

2 - Como apresentado a época a anomalia de sea ice na Antártica estava em +0.7 alguma coisa, caindo drásticamente agora para +0.192. Sinais que a geladeira de fato foi aberta e a anomalia de gelo veio caindo.

 

3 - Nino 1+2 justamente atravessava seu pico e já caiu 1,0oC desde então.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bom, se o freezer está aberto mesmo, acredito que seja hora do poder público começar a se movimentar e atender as necessidades que mencionei antes, ou presenciaremos mortes por hipotermia...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Paulo, para mim, a maior (mas pequena e remota) janela se dá de quarta para quinta, na entrada do grosso do frio. Espero estar errado, mas esta erupção deve ficar marcada mesmo pelo congelamento com mínimas baixíssimas, e não pela neve.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Caio, torço por isso! (Referente ao: "E ai, o tempo vai dizer? I believe so!")

 

Paulo, palpite (quem sou eu para isso?), primeiro mais na entrada do ar frio. Depois, dependendo da dinâmica atmosférica, mas no fim. Isso pensando em planalto sul SC divisa com serra gaúcha.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pelo CFS, Julho e Agosto com anomalias positivas na península Antártica?

 

Anomalias positivas na Argentina?

 

Excelente!

 

Cada vez melhor e mais atual! Mais dos modelos e do baú em 16/05/2012:

 

Obs: Mapas abaixo com imagens de links atualizados, padrão em sua maior parte parecido com maio, e mantido! Por isso a transcrição integral ainda cai bem.

 

Outra, anomalias positivas no centro da Argentina geralmente refletem dois cenários: frio muito represado no extremo sul da Patagônia ou temperaturas abaixo da média no Centro-Sul do Brasil, com o rápido avanço e reabastecimento de anticiclones, padrão observado em boa parte do último inverno. E estes cenários geralmente observados não estão contemplados, as anomalias positivas são generalizadas, cobrindo boa parte do Cone-Sul.

 

Observem que o CFSV2 não corrobora a solução apresentada no curto prazo (junho), nem a permanência do padrão para o trimestre JJA:

 

 

glbT2mMonInd1.gif

 

glbT2mMonInd2.gif

 

glbT2mMonInd3.gif

 

 

Querem saber o que tiro de positivo nos mapas do CFSV2 acima?

 

1 - Anomalias positivas na Argentina em julho e agosto. E principalmente se for na região central/Andes. Invernos ruins nos Andes costumam refletir com invernos bons para o Centro-Sul brasileiro, a não ser que o ar gelado fique preso no extremo sul da Patagônia.

 

2 - Anomalias negativas no centro do Brasil.

 

3 - E o principal: anomalias muito altas na península Antártica, possivelmente refletindo um jato polar enfraquecido e a AAO em padrão negativo, com a porta da geladeira aberta deixando o ar gelado escoar do extremo sul do continente em direção as médias latitudes.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pô, ninguém me avisa.

 

Temperatura global por satélites deu um salto em abril,

2012 03 +0.110

2012 04 +0.295

 

Culpa do aumento no hemisfério norte de +0.411 ºC.

 

Caio, nada contra ao teu item 3. Atenção ao item 6 do Dr Huug ( o dono do CFS)

 

PERSISTENTLY DRY OR WET SOILS IN THE SPRING AND SUMMER AND SNOW AND ICE

COVER ANOMALIES IN THE WINTER. THESE FACTORS TEND TO PERSIST FOR LONG PERIODS

AND ACT AS A KIND OF MEMORY IN THE CLIMATE SYSTEM.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Pô, ninguém me avisa.

 

Temperatura global por satélites deu um salto em abril,

2012 03 +0.110

2012 04 +0.295

 

Culpa do aumento no hemisfério norte de +0.411 ºC.

 

Caio, nada contra ao teu item 3. Atenção ao item 6 do Dr Huug ( o dono do CFS)

 

PERSISTENTLY DRY OR WET SOILS IN THE SPRING AND SUMMER AND SNOW AND ICE

COVER ANOMALIES IN THE WINTER. THESE FACTORS TEND TO PERSIST FOR LONG PERIODS

AND ACT AS A KIND OF MEMORY IN THE CLIMATE SYSTEM.

 

Desculpem. É para não editar.

 

Muito melhor que procurar explicação em um La Niña que acabou digamos há muito tempo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Fim da polêmica?!

 

O INMET mudou a localização da estação do MI: passou de Urubici para Bom jardim da Serra! A comitiva de BJS, da qual havia falado o Coutinho, conseguiu convencer o INMET. Eu ainda quero estudar mais. :russian: Quero dar um pulo em BJS e ver essa documentação que eles têm, se possível. Sei não, mas podem ter levado no grito... :rtfm:

 

Mioto.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sei não, aqui pro nordeste de SC está parecendo que a MP ficará totalmente dentro dos padrões do que se espera para um mês de junho. 2012 está tosquera d+, quanto às demais regiões de SC e RS será Espetacular! Quiçá épico. Por enquanto vou curtindo um tropical outono confortavelmente de bermuda dentro de casa :evil:

Share this post


Link to post
Share on other sites
Pelo CFS, Julho e Agosto com anomalias positivas na península Antártica?

 

Anomalias positivas na Argentina?

 

Excelente!

 

Cada vez melhor e mais atual! Mais dos modelos e do baú em 16/05/2012:

 

Obs: Mapas abaixo com imagens de links atualizados, padrão em sua maior parte parecido com maio, e mantido! Por isso a transcrição integral ainda cai bem.

 

Outra, anomalias positivas no centro da Argentina geralmente refletem dois cenários: frio muito represado no extremo sul da Patagônia ou temperaturas abaixo da média no Centro-Sul do Brasil, com o rápido avanço e reabastecimento de anticiclones, padrão observado em boa parte do último inverno. E estes cenários geralmente observados não estão contemplados, as anomalias positivas são generalizadas, cobrindo boa parte do Cone-Sul.

 

Observem que o CFSV2 não corrobora a solução apresentada no curto prazo (junho), nem a permanência do padrão para o trimestre JJA:

 

 

glbT2mMonInd1.gif

 

glbT2mMonInd2.gif

 

glbT2mMonInd3.gif

 

 

Querem saber o que tiro de positivo nos mapas do CFSV2 acima?

 

1 - Anomalias positivas na Argentina em julho e agosto. E principalmente se for na região central/Andes. Invernos ruins nos Andes costumam refletir com invernos bons para o Centro-Sul brasileiro, a não ser que o ar gelado fique preso no extremo sul da Patagônia.

 

2 - Anomalias negativas no centro do Brasil.

 

3 - E o principal: anomalias muito altas na península Antártica, possivelmente refletindo um jato polar enfraquecido e a AAO em padrão negativo, com a porta da geladeira aberta deixando o ar gelado escoar do extremo sul do continente em direção as médias latitudes.

 

Por esses 3 mapas ali só achei interessante Junho, pois Jul e Agosto todo o Sul ficará na média. Ver o Brasil central abaixo da média é só a cereja do bolo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

00Z mantém as temperaturas espetaculares para quinta-feira. Vai ser interessante acompanhar

o dia de sol gelado que vai fazer no RS e SC na quarta.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Muito melhor que procurar explicação em um La Niña que acabou digamos há muito tempo.

 

Negar que a influência do recém falecido La Nina e que a atmosfera continua refletindo alguns aspectos do fenômeno, me parece negar a realidade que vivenciamos.

 

1 - Seca presente e contínua no sul do Brasil, Argentina e Uruguai, tendo este fim de verão/outono sido ainda mais seco que outros sob seca e influência de La Nina. Como o mesmo período do ano passado.

 

2 - Ausência de forte bloqueio e corrente de jato aparente no Brasil-Central, permitindo o ingresso de MP's incomuns em março e abril. Fato raríssimo de ocorrer em fins de verão, inicio de outono climático.

 

3 - Forte evento de chuva e a maior enchente da história da bacia do rio Amazonas, situação associada historicamente a eventos de La Nina.

 

De modo que com aspectos macroclimáticos tão aparentes a eventos típicos da influência do fenômeno, fica difícil descartar por completo que a atmosfera continua respondendo a aspectos de La Nina. Ainda mais vindo de um La Nina de dois anos consecutivo - a two year event - o segundo mais intenso já registrado, junto com 74-75.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Caramba, é um privilégio compartilhar do conhecimento da galera baziana, se em Soledade o povo me considera "especialista" e me chamam homem do tempo, :laugh: imaginem se eles conhecem os feras do BAZ. :ok: :good2:

Aqui sou apenas um aluno com conhecimentos básicos :laugh:

Share this post


Link to post
Share on other sites

-8 na fronteira Sul do Rio Grande ? Delírio !!! Será uma massa de ar polar linda, maravilhosa, mas já andei lendo pelas redes sociais (aqui não) comparações com julho de 2000 e o escambau. Menos, menos.....

 

Caio, acrescenta o ponto 4. Dois ciclones tropicais no Atlântico Norte antes do começo da temporada. Modo Niña na atmosfera favorece aumento de tempestades na região. Niño desfavorece. Acrescenta o ponto 5 agora. Se estudada a correlação entre eventos extremos e históricos de frio no nosso inverno climático e a condição ENSO do começo do ano se encontrará muita coisa interessante.

Edited by Guest

Share this post


Link to post
Share on other sites
Caio,

Topa subirmos? Boto a gasosa. :good: :good:

Tô doidinho pra ir. Me sinto um baziano típico. O comichão não tá se aguentando. A Karla falou: mas nós não vamos pra Bariloche daqui um mês e depois pro encontro?

Disse-lhe: mas essa onda pode ser histórica. Não posso perder. :sarcastic: :sarcastic: :sarcastic:

 

 

Claro que topo. Preciso ver com a patroa que fica com o bebe na barriga, além do que é feriadão e deve estar lotado. Vamos falando...

 

Mas vocês não tem jeitoooooo....

 

São (ou somos) verdadeiros caçadores de frio e neve. Caio, eu sabia que você não iria se aguentar, mas o Rodrigo, cruzar o Brasil de centro para o sul é algo impressionante. :good2:

 

Bom, choveu bem a madrugada toda em Lages. Agora, o sol sai entre as núvens. Aqueça bem as casas, pois depois... :russian:

Share this post


Link to post
Share on other sites
Caius Caesar & Shimutz, por júpiter, coloquem essa estação lá no pé do MT de uma vez!!!!!!!!!!!!!!!!!

 

Segunda-feira o Shima vai fazer este grande favor para nós. Santo Shima! E teremos uma prova de teste fortíssima logo na estréia!

 

CERTEZA. Está bem combinado, segunda cedito subo pra Urupema e instalamos. Nos 40 minutos do 2º tempo. Vai pegar a onda de frio.

 

Mas gentileza de vocês. Auxilio com o maior prazer. :good2:

 

Abçs

Share this post


Link to post
Share on other sites
Alexandre dá notícias por favor amigooooo! A Davis, a parceria com a Metsul sai mesmoooo?

 

PH, mas o que esta combinado? Tem empenho já realizado pela Pref.? Pelo valor, nem se licita.

 

Mesmo assim, vai conseguir registrar o grosso do frio. Será mínima de dois dígitos negativos no PAntera? Eu aposto lá!

 

Jeferson, pelos modelos e análises, creio que o alto da serra catarinense será o canal. O fato é a constância e afirmação repetida da qualidade do ar frio, além da abrangência. Não é previsão isolada. Mas aproveite toda a região serrana. Vale muito a pena. :hi:

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Mas vocês não tem jeitoooooo....

 

São (ou somos) verdadeiros caçadores de frio e neve. Caio, eu sabia que você não iria se aguentar, mas o Rodrigo, cruzar o Brasil de centro para o sul é algo impressionante. :good2:

 

Bom, choveu bem a madrugada toda em Lages. Agora, o sol sai entre as núvens. Aqueça bem as casas, pois depois... :russian:

 

Shima,

Além do frio, a companhia dos amigos também justifica o sacrifício. :laugh: :laugh: :laugh:

Já combinei com o Caio e daqui a pouco emitirei as passagens. Chegamos na 4ª feira. E claro, tomaremos aquele bom vinho.

Grande abraço

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pois é, queria levar a patroa para mostrar que tem frio pior do que o de Curitiba...hehehe. Vamos ver o que acontece nas próximas horas, e se o dinheiro não acabar de vez, vamos pra lá...hehe. Mas acho que vou pegar um frio de doer no canion Fortaleza...

 

Alexandre dá notícias por favor amigooooo! A Davis, a parceria com a Metsul sai mesmoooo?

 

PH, mas o que esta combinado? Tem empenho já realizado pela Pref.? Pelo valor, nem se licita.

 

Mesmo assim, vai conseguir registrar o grosso do frio. Será mínima de dois dígitos negativos no PAntera? Eu aposto lá!

 

Jeferson, pelos modelos e análises, creio que o alto da serra catarinense será o canal. O fato é a constância e afirmação repetida da qualidade do ar frio, além da abrangência. Não é previsão isolada. Mas aproveite toda a região serrana. Vale muito a pena. :hi:

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.
Sign in to follow this  

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.