Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

Julho - Após frio intenso, é o calor que arrebenta !!!!


Luiz
 Share

Recommended Posts

  • Replies 640
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

REDE DE ESTAÇÕES DE CLIMATOLOGIA URBANA DE SÃO LEOPOLDO

 

BOLETIM ESPECIAL

 

ALERTA METEOROLÓGICO - ATUALIZAÇÃO 4

 

SAB 16 JUL 2005 - 04:30

 

ALERTA DE CHUVA FORTE E MASSA DE AR POLAR MUITO INTENSA

 

Rede de Estações de Climatologia Urbana de São Leopoldo adverte para possobilidade de chuva forte hoje na metade norte do estado. Onda de frio muito intensa chega ao estado amanhã. Temperaturas serão extremamente baixas durante grande parte da próxima semana, sensação térmica será negativa em alguns momentos, geada será forte, pode nevar e mar estará muito agitado na costa

 

---

 

Estaremos realizando monitoramento especial do frio com informações a todo momento a partir da tarde de sábado. Clique aqui para ler as informações em tempo real da onda de frio.

 

---

 

A Rede de Estações de Climatologia Urbana de São Leopoldo mantém nesta atualização o alerta meteorológico de uma onda muito intensa de frio chegando ao Rio Grande do Sul a partir deste final de semana.

 

Onda de frio deve durar grande parte da semana

 

A massa de ar polar que ingressará no estado no próximo domingo será mais intensa que a da semana passada, porém seu grande diferencial será o seu tempo de duração maior.

 

A invasão fria da última semana, para recordar, provocou geada em grande parte do estado, neve fraca e temperaturas abaixo de zero, tendo registrado ainda uma das menores temperaturas no nível de 850 hPa na sondagem do Aeroporto de Porto Alegre dos últimos 5 anos. A onda de frio foi também responsável pela morte de duas pessoas por hipotermia em Santa Catarina.

 

As últimas projeções dos modelos consultados pela Climatologia Urbana de São Leopoldo mantém o padrão de frio intenso com indicativo de temperaturas extremamente baixas em todas as regiões gaúchas na primeira metade da semana.

 

Clique aqui para ver graficamente o mínimo de temperatura em 850 hPa (nível de 1.500 metros de altitude e não superfície) sugerido pelo modelo global norte-americano para a área de Porto Alegre na próxima semana. O gráfico leva em conta as variações das quatro saídas diárias entre 10 de julho e o começo da madrugada deste sábado.

 

Tudo indica que estamos diante de um prolongado período com temperatura baixa. Os dias mais gelados se concentrarão na primeira metade da semana, mas quando começar a diminuir o frio na segunda metade da semana deve chover, o que manterá a temperatura baixa.

 

A massa de ar polar que está chegando ao estado neste final de semana é, no entendimento da Climatologia Urbana de São Leopoldo, uma das mais fortes dos últimos 5 anos. Comparando as mínimas previstas para a primeira metade da semana com as estatísticas das mais fortes ondas de frio dos últimos anos se verifica a grande intensidade desta massa de ar polar. Dizer o contrário, seria desconhecer a recente história climática do estado e ignorar o potencial desta invasão de ar gelado. Não pode esta onda de frio obviamente ser comparada ao evento de julho de 2000 que foi excepcional, porém será comparável aos episódios de frio muito intenso de setembro de 2002, julho de 2003 e junho de 2004.

 

Veja a seguir a lista das menores temperaturas na estação da Climatologia Urbana na parte alta de Lomba Grande, Novo Hamburgo, desde a abertura da estação em 1997 e atente para a possibilidade da temperatura na próxima semana se encaixar entre as menores já registradas nos últimos anos

 

1) 14/7/2000 => -0,5

2) 18/7/2000 => 0,4

3) 12/7/2003 => 0,7

4) 29/6/1997 => 1,2

5) 11/7/2004 => 1,3

6) 14/6/2004 => 1,4

7) 12/7/2004 => 1,6

8 ) 15/7/2000 => 1,6

9) 30/6/1997 => 1,6

10) 29/7/2001 => 1,8

11) 27/7/2000 => 1,8

12) 13/7/2003 => 1,9

13) 10/7/2003 => 2,0

14) 22/6/2001 => 2,0

 

A onda de frio da próxima semana será resultado de uma típica invasão polar. Afinal, haverá um "corredor" de ar gelado avançando diretamente do pólo sul para o sul do Brasil. Clique aqui para ver o "caminho" do ar frio indicado pelo modelo para a noite de segunda-feira e note como o ar deve estar mais gelado (em altura - nível de 850 hPa) sobre o Rio Grande do Sul do que na Patagônia e extremo sul do continente.

 

Temperaturas negativas e próximas de zero em quase todo o estado

 

A Rede de Estações de Climatologia Urbana de São Leopoldo adverte que os gaúchos vão experimentar um declínio extremamente acentuado da temperatura amanhã e sobretudo no decorrer da segunda-feira. No centro e sul gaúcho, a forte queda da temperatura já começará a ser sentida até o final do dia de hoje. Segunda, terça e quarta serão os dias mais gelados em todo o Rio Grande do Sul e na Região Sul do Brasil. Neste momento, com base nos últimos dados, estão projetados os seguintes extremos (menor temperatura prevista durante a onda de frio) de temperaturas mínimas em superfície para o Rio Grande do Sul na próxima semana:

 

Grande Porto Alegre: 0 a 2 graus

Porto Alegre - Zonas Norte e Sul: 2 a 4 graus

Porto Alegre - Bairros Centrais: 3 a 5 graus

Vale dos Sinos - Zonas Urbanas: 2 a 4 graus

Vale dos Sinos - Lomba Grande e áreas verdes: 0 a 2 graus

Fronteira com o Uruguai: - 1 a 1 grau

Região Central - Santa Maria: 0 a 2 graus

Região Noroeste/Missões: -1 a 1 grau

Fronteira Oeste/Uruguaiana: -1 a 2 graus

Serra (Caxias/Bento/Gramado): -3 a -1 grau

Aparados da Serra: -5 a -3 graus

Planalto Sul Catarinense: -6 a -4 graus

 

Atenção - Estas projeções de extremos de temperatura mínima para a próxima semana estarão sujeitas a alterações nas próximas horas.

 

O frio intenso vai prosseguir mesmo à tarde e com a presença do sol. As máximas após o meio-dia no começo da próxima semana vão ficar entre 9 e 12 graus na maior parte do estado, incluindo a Grande Porto Alegre. Nos Aparados da Serra as máximas devem se situar entre 2 e 5 graus à tarde no começo da próxima semana. Em muitos pontos do sul gaúcho, os termômetros sequer vão superar a marca dos 10 graus.

 

No sul gaúcho, as mínimas devem ficar próximas de zero ao menos por três manhãs seguidas (segunda, terça e quarta). Na Grande Porto Alegre e grande parte do interior as menores temperaturas mínimas seguem sendo esperadas para o amanhecer de terça e quarta-feira. É importante ressaltar que o oeste/noroeste do estado vão enfrentar temperaturas mínimas extremamente baixas devido ao ar que estará muito seco à noite nestas regiões.

 

As linhas de corrente mostradas nos dados indicam que na quarta-deve deve ocorrer o colapso da alimentação de ar frio vindo diretamente do pólo, o que deve resultar em maior elevação da temperatura a partir da tarde. O frio diminui de quinta em diante, mas em compensação haverá o ingresso de muitas nuvens e chuva a partir do norte que manterão a temperatura relativamente baixa, sobretudo na Serra.

 

Geada deve ser ampla e forte em muitos locais

 

Deve gear em todo o Rio Grande do Sul na próxima semana. Com a umidade muito baixa, a escasez ou pouca nebulosidade e a temperatura muito baixa, a geada deve ser generalizada. A geada mais ampla é esperada para as madrugadas de terça e quarta-feira, quando o fenômeno deve ser observado inclusive na área urbana de Porto Alegre e no litoral, onde é menos comum gear. Na fronteira com o Uruguai já há possibilidade de formação de geada na madrugada deste domingo. As projeções de valores de temperatura de ponto de orvalho extremamente baixos sugerem temperaturas na relva (junto ao solo) de -5 a -10 em muitos locais, sobretudo na Serra, o que favorece a formação de geada forte a severa com possíveis prejuízos para as pastagens e produtos hortifrutigranjeiros. Não se descarta também o registro de "geada negra" nas áreas mais altas do estado devido ao frio intenso e o vento nas primeiras 24/36 horas da onda de frio.

 

Possibilidade de neve está mantida

 

A Rede de Estações de Climatologia Urbana de São Leopoldo mantém a possibilidade de neve na Serra, Aparados da Serra e Planalto Sul Catarinense. A análise de probabilidade do fenômeno, contudo, ficará melhor definida no decorrer deste final de semana. Por isso, permaneça atento às atualizações deste alerta nas madrugadas de sábado e do domingo.

 

O período mais favorável à ocorrência de neve será a segunda e a terça-feira, sobretudo entre a noite de domingo e a manhã da terça-feira.

 

Não pode ser descartada ainda a possibilidade de queda de neve granular e/ou graupel nos cerros do sul do estado (região de Bagé, Canguçu, Pinheiro Machado e Caçapava) na segunda-feira, mas a chance por ora é muito pequena.

 

No tocante à neve, é muito interessante observar a discrepância dos modelos. Mais de metade das projeções computadorizadas indicam o ar secando muito rapidamente após a passagem da frente fria, o que dificulta a neve. Porém, alguns modelos mantêm a umidade sobre o norte do estado, favorecendo a neve. É o caso do modelo ETA do CPTEC que retém muita umidade sobre as partes mais altas do Rio Grande do Sul e Santa Catarina na segunda e na terça-feira, garantindo condições propícias ao fenômeno. Na erupção de ar polar da primeira semana deste mês, é bom lembrar, o ETA foi um dos modelos que melhor sinalizou a manutenção da umidade.

 

Sensação térmica abaixo de zero em quase todo o estado nas primeiras 24/36 horas da onda de frio

 

A Rede de Estações de Climatologia Urbana de São Leopoldo adverte para sensação térmica de frio muito intenso a extremo para o Rio Grande do Sul nas primeiras 24/36 horas da onda de frio, sobretudo durante a segunda e a manhã de terça-feira, quando o vento vai ser mais forte. O vento deve soprar com rajadas máximas de 60 a 80 km/h durante o ingresso do ar polar e deve seguir forte nas 24 horas seguintes, trazendo valores de sensação térmica extremamente baixos na maior parte do estado e excepcionalmente baixos nos Aparados. A sensação térmica deve ficar em torno de zero grau na maioria das regiões gaúchas, inclusive Porto Alegre, e pode variar de 10 graus negativos a 15 graus abaixo de zero nos Aparados da Serra durante as rajadas mais fortes nas áreas acima de mil metros de altitude (eixo São Francisco de Paula-São José dos Ausentes).

 

Valores tão baixos de sensação térmica oferecem riscos e não se recomenda estar acampado ou expor-se ao vento por tempo prolongado sem estar muito abrigado.

 

Mar deve ficar agitado

 

A atuação de um sistema de baixa pressão sobre o Oceano Atlântico deve favorecer a agitação marítima na costa gaúcha na primeira metade da próxima semana. A navegação será desaconselhável. Para informações específicas sobre condições de navegação na costa, consulte a Marinha do Brasil.

 

Frio muito intenso é antecedido por chuva

 

Uma frente fria, que antecede o ar polar, está sobre o estado e traz chuva para todas as regiões. Pode chover forte na metade norte neste sábado, mas nosso entendimento é que o risco de temporal é pequeno.

 

Próximas semanas seguirão registrando novos episódios de frio intenso

 

Em seu prognóstico para o inverno divulgado em julho, a Climatologia Urbana advertia que a segunda quinzena de julho poderia ser o período mais frio do inverno. No último final de semana, divulgamos um outro boletim destacando que a segunda metade deste mês poderia ter o períodos mais prolongado de frio intenso desde julho de 2000. E está mantida a tendência. Nossas projeções já identificam a possibilidade de uma onda de frio muito intensa atingir o estado nos últimos dias do mês e/ou começo de agosto na sequência da massa de polar objeto deste alerta. "Diferentemente dos meses de outono quando as escalas mostravam uma baixa frequência de ingresso de ar polar, com ondas de frio a cada 25/30 dias, agora estamos com uma alta frequência de 10/15 dias para as invasões frias", destaca o coordenador da Climatologia Urbana, meteorologista Eugenio Hackbart.

 

Hackbart ressalta que a atividade da OMJ (Oscilação de Madden-Jullian), uma oscilação de dimensão global, e a temperatura mais alta do Atlântico junto ao sul do Brasil e a Bacia do Prata devem favorecer a formação de ciclones extratropocais (ciclogênese) e com isso o ingresso de ar frio no estado. O coordenador da Climatologia Urbana destaca ainda um rápido e súbito processo de resfriamento do Oceano Pacífico previsto para as próximas semanas, o que deve repercutir ainda neste inverno que será mais rigoroso do que previamente se antecipava. Com efeito, a Climatologia Urbana de São Leopoldo alerta que o restante da estação deve seguir registrando o ingresso de fortes massas de ar frio que em alguns casos podem ser intensas. Para agosto, por exemplo, não se descarta uma erupção de ar polar muito significativa na segunda quinzena, dando continuidade ao ciclo aproximado de 30 dias das massas de ar frio mais fortes chegando ao Rio Grande do Sul na segunda metade do mês, o que estamos observando desde abril.

Link to comment
Share on other sites

Não desanimem Delcio,Paulo Lopes e Tomazini, a neve vem pra cá, sempre é asim a umidade mais concentrada no nordeste do RS e SC, mas sempre sobra uma ponta de nebulosidade pra cá como foi em 200o por exemplo e aí pimba, nem que seja em forma de pancadas localizadas ela vem,vem mesmo. :twisted: :twisted: :twisted: :twisted:

Link to comment
Share on other sites

Não sei o que houve em São Paulo , apesar do céu limpissimo a noite toda a minima foi de 17 graus (6 graus acima da media) , sendo que ontem foi de apenas 10 graus.

Que tempo maluco , isso seria um pré frontal ? só que tá muito cedo ainda , a frente só chega aqui no domingo a noite!

 

[-o< olha que legal esse novo smile , é bom para os sempre esperançosos quanto o frio :lol:

Link to comment
Share on other sites

O que dizem em Buenos Aires ?

 

Una amplia zona de bajas presiones, que nos estuvo afectando durante el día de ayer con lluvias, lloviznas y viento del Sur y Sudeste, ya se estuvo desplazando durante la madrugada hacia el Este y Sudeste, y actualmente las mínimas presiones se infieren (mediante las últimas imágenes satelitales disponibles) ubicadas sobre el Sudeste de Uruguay.

 

Por otro lado, un importante sistema de bajas presiones en niveles medios y altos, el mismo que favoreció el desarrollo de la baja presión de ayer cerca nuestro, está ingresando a nuestro país. Según las imágenes satelitales, este sistema se encuentra aproximadamente sobre el centro de la provincia de La Rioja. Su nubosidad asociada, en niveles medios y altos, afecta a gran parte del país, incluyendo a nuestra ciudad... que en estos momentos se encuentra con cielo mayormente nublado. También se observa en las imágenes un eje de mínimas presiones sobre el límite entre las provincias de Chubut y Río Negro, con algo de nubosidad media asociada, y desplazándose hacia el Norte.

 

De acuerdo a los modelos de pronóstico analizados esta mañana, la nubosidad que actualmente se encuentra en nuestra ciudad no dejará lluvias sobre nosotros, y de hecho debería ir en disminución especialmente en el transcurso de la tarde. Las temperaturas seguirán bajas, con viento soplando desde el Sur y cambiando progresivamente durante el día al sector Sudoeste y hasta Oeste eventualmente, a la espera de la llegada del frente frío actualmente ubicado en el centro de la Patagonia. Mañana veremos la llegada de este frente mencionado, con un pasaje de nubes, sin probabilidad de lluvias (aunque el cielo estará cubierto por momentos) y viento rotando nuevamente a moderado del Sudoeste.

 

Las condiciones finalmente mejorarán hacia la noche de mañana o en las primeras horas del día Lunes, con nubosidad en disminución y dominio de altas presiones. Esta situación se mantendrá durante algunos días más (al menos hasta mediados o finales de la próxima semana). Las temperaturas estarán bastante frías en las madrugadas y mañanas, y frías en la tarde durante el día Domingo, a frescas a partir del día Lunes. No esperamos precipitaciones en el período de días desde el Lunes hasta el Jueves como mínimo.

Link to comment
Share on other sites

Esta informação da Climatologia:

 

Veja a seguir a lista das menores temperaturas na estação da Climatologia Urbana na parte alta de Lomba Grande, Novo Hamburgo, desde a abertura da estação em 1997 e atente para a possibilidade da temperatura na próxima semana se encaixar entre as menores já registradas nos últimos anos

 

1) 14/7/2000 => -0,5

2) 18/7/2000 => 0,4

3) 12/7/2003 => 0,7

4) 29/6/1997 => 1,2

5) 11/7/2004 => 1,3

6) 14/6/2004 => 1,4

7) 12/7/2004 => 1,6

8 ) 15/7/2000 => 1,6

9) 30/6/1997 => 1,6

10) 29/7/2001 => 1,8

11) 27/7/2000 => 1,8

12) 13/7/2003 => 1,9

13) 10/7/2003 => 2,0

14) 22/6/2001 => 2,0

 

 

 

Não mostra um evidente enfraquecimento do nosso inverno????

Link to comment
Share on other sites

Esta informação da Climatologia:

 

Veja a seguir a lista das menores temperaturas na estação da Climatologia Urbana na parte alta de Lomba Grande, Novo Hamburgo, desde a abertura da estação em 1997 e atente para a possibilidade da temperatura na próxima semana se encaixar entre as menores já registradas nos últimos anos

 

1) 14/7/2000 => -0,5

2) 18/7/2000 => 0,4

3) 12/7/2003 => 0,7

4) 29/6/1997 => 1,2

5) 11/7/2004 => 1,3

6) 14/6/2004 => 1,4

7) 12/7/2004 => 1,6

8 ) 15/7/2000 => 1,6

9) 30/6/1997 => 1,6

10) 29/7/2001 => 1,8

11) 27/7/2000 => 1,8

12) 13/7/2003 => 1,9

13) 10/7/2003 => 2,0

14) 22/6/2001 => 2,0

 

 

 

Não mostra um evidente enfraquecimento do nosso inverno????

 

Está em ordem crescente de temperaturas, porém em ordem alternada de datas

Link to comment
Share on other sites

Boa Tarde galera.

Bom, enquanto o frio começa a pegar nesse fds, já vou postando aqui o que eu acho que vai ser o frio mais intenso desse julho, ou talvez, ano.

Se for confirmado o que o Global do Cptec está mostrando na saída 00z, será com certeza um dos invernos mais rigorosos dos últimos anos.

Só para dar uma "animada".

04941W2543S20050716002005073100.gif

04653W2255S20050716002005073100.gif

 

Diria que esse modelo acerta 90% das previsões para Campinas. Tomara que acerte mais essa vez.

Uma coisa é certa, final de julho promete muito!!

Link to comment
Share on other sites

Boa Tarde galera.

Bom, enquanto o frio começa a pegar nesse fds, já vou postando aqui o que eu acho que vai ser o frio mais intenso desse julho, ou talvez, ano.

Se for confirmado o que o Global do Cptec está mostrando na saída 00z, será com certeza um dos invernos mais rigorosos dos últimos anos.

Só para dar uma "animada".

 

Diria que esse modelo acerta 90% das previsões para Campinas. Tomara que acerte mais essa vez.

Uma coisa é certa, final de julho promete muito!!

 

Caramba!! Minima bem negativa e máxima de 5°C para Curitiba???? neve?? hehe

 

pena que foi só uma rodada extremada...mas em 1 semana ja é a 3° rodada que da um frio histórico para o final do mês. Não acho que tenhamos algo histórico, mas to curisoso pra ver o que vem depois do dia 25.

Sem falar que a dessa semana ta prometendo.

Link to comment
Share on other sites

Só para se ter uma idéia do que o Global e Ensemble do cptec estão considerando:

Temperatura em 850hPa de -6 a -9 graus no Planalto Catarinense e região de Palmas-Pr; -3 a -6 em todo o Sul do país, sul do MS e divisa entre PR e SP; 0 a -3 no Sudoeste e Oeste de SP e Sudeste do MS; 0 a 3 em quase todo estado de SP e centro do MS.

 

Impressionante!!! Porém, quase impossível de acontecer.

Link to comment
Share on other sites

A continentalidade da massa polar está se comprovando, Asunção PY tem no momento céu nublado e temperatura de 12 graus com máxima hoje de 14. Foz do Iguaçu já apresenta temperaturas baixas e máxima de 20. No momento faz 16 na fronteira. Cascavel tem céu nublado com chuvas isoladas e temperatura de 17 graus.

 

Amanhã as máximas serão muito baixas em todo Oeste, Centro-sul e Sudoeste do Paraná: Teto de 16 graus e de 13/15 para Cascavel!!!!!!!

 

é só aguardar!

fotos das geadas fortes de Terça e Quarta estarão garantidas!!!! :wink:

Link to comment
Share on other sites

NCEP reproduz essa condição comentada por mim na última rodada, máximas muito baixas para amanha e segunda feira, tanto que Palmas-PR deverá ter máximas rondando os 9 graus.

 

Esta é uma frente fria de deslocamento rápido e temporais e chuvas fortes ESTÃO DESCARTADAS no Oeste e Centro-sul paranaense. Amanhã teremos dia nublado nestes pontos e máximas muito baixas

 

JÁ NA SEGUNDA FEIRA DEVE OCORRER FORTES GEADAS nestes pontos do Paraná e segundo rodada do NCEP a TERÇA FEIRA será extremamente fria, cotinuo sinalizando a tendencia de ZERAR os termômetos em muitas cidades desta região que estou cobrindo (O,S,SO) PR

 

Dias com geadas nestas regiões:

SEGUNDA: Moderada

TERÇA: Severa

QUARTA: Severa

QUINTA: Sem geada

 

para mais detalhes: http://www.abaixodezero.com/forum/viewtopic.php?t=73

 

http://www.infotempo.com.br

abraços!

Link to comment
Share on other sites

Realmente, um ar desertico, mas vocês ainda contaram com a chuva né, nós nem isso veio, até agora, com vontade!!

 

A terça feira, em decorrencia da falta de nebulosidade, será o dia mais frio em parte do Paraná, com previsão de geada para quase todo estado. Confira abaixo as temperaturas e o risco e a força da geada para este dia:

 

geada1.jpg

 

Há previsão de geada igualmente forte para segunda e em algumas cidades na quarta feira.

 

O índice de erro de temperatura é de +- 2 graus. É garantia que estas não excederão este limite!

 

um abraço

Link to comment
Share on other sites

Luiz Gustavo, apenas complete seu perfil. Isso é regra aqui no BAZ. :wink:

E, realmente, o Global do CPTEC dá um frio simplesmente estúpido para o Centro-Sul, e ainda assim é muito "light" com a temperatura de 1° a 7° para POA enquanto que o sul de SP vai abaixo de 0°. O modelo anda bastante cançante: frio, aquecimento, chuva, frio extremo.

O ETA já dá 3° para cá na 4ª-feira pela manhã. Tenho a impressão de que poderemos ficar perto de 0°, e na Zona Sul de POA acredito que teremos esse valor propriamente dito. Vamos ter a primeira geada do ano! 8)

 

A continentalidade da massa polar está se comprovando, Asunção PY tem no momento céu nublado e temperatura de 12 graus com máxima hoje de 14. Foz do Iguaçu já apresenta temperaturas baixas e máxima de 20. No momento faz 16 na fronteira. Cascavel tem céu nublado com chuvas isoladas e temperatura de 17 graus.

(...texto...)

Asunção já tem apenas 11° às 16 h com chuvisco! :D Na Argentina, no Chaco, Resistência tem 11,2° (17 h), Roque Saenz Peña 9,8° (17 h) e Iguazú, em Misiones, 14,7° (17 h) com que da progressiva. A cidade tinha 20,5° às 13 h. Na província de Corrientes, 11,3° na capital e 11,0° em Paso de Los Libres! :D O frio já vem com tudo pelo oeste da Região Sul e eu projetaria 13° para o dia de amanhã em POA.

O ETA dá, de hoje até pelo menos 4ª-feira, temperatura não passando do 10° em Buenos Aires.

 

Abraços!

Link to comment
Share on other sites

Atenção Tomasini e Paulo Henrique!

 

O ETA é generoso e não descarta neve aí. Aguardem! O mesmo vale aos Palmenses!

 

Sds.,

 

LUIZ

 

O único senão é que é o ETA não é mesmo? De qualquer forma é a chance aí para a gurizada. Toda a torcida para os gaudérios!

 

Saudações E N C A R N A D A S

 

hehe

O WRF roda para 96 horas de integração usando a microfísica WSM-6 (considera graupel e neve) para a área da serra. Estou cogitando a possibilidade de esticar antes para São Joaquim. O Clóvis também.

 

Sds.,

Link to comment
Share on other sites

Por favor não decolem, neve em Pato Branco 100% descartado e neve para palmas chances em torno dos 10% (caiu pois, o céu deverá estar limpo na madrugada de segunda!)

 

abraços!

Cada um tem sua opinião. Como dzi meu prof. de sociologia, Cada ponto de vista é a vista de um ponto.

Apenas coloquei pois pela conversa com o Luiz, não se descarta a possibilidade de neve aqui. E no nosso entendimento, a chance para Palmas é muito maior que 10%. Não quero que mude de opinião, aenas estou expondo a minha.

Abraço

Link to comment
Share on other sites

Lucas, vc não acha q fara menos em Curitiba? Se na massa polar passada, que era um pouco mais fraca que esta, e chegou aqui maritimizada, fez 2°C em Ctba com ceu nublado. Se esta chegar aqui continental com tempo seco, acho que pode chegar nos 0°C. Vc não acha?

 

Olá Rodrigo, tudo bem? Olha, creio sim que fará menos do que 4 graus, mas conforme a saida de hoje, o modelo deixa restrito o ar frio mais forte ao oeste. Mesmo assim, já se tornou normal a exclusão de Curitiba mas, na realidade o frio se confirma forte também na capital. Por isso creio que poderá fazer menos sim em Curitiba, mas não zero.

Outro fator é que, dou 100% de garantia para as mínimas, mas principalmente para a região Centro-Sul e Oeste (Sudoeste) com indice de erro de +- 2ºC (devido a distancia temporal existente), por se tratar da minha área de estudo.

 

Um abraço

Lucas

Link to comment
Share on other sites

Por favor não decolem, neve em Pato Branco 100% descartado e neve para palmas chances em torno dos 10% (caiu pois, o céu deverá estar limpo na madrugada de segunda!)

 

abraços!

Cada um tem sua opinião. Como dzi meu prof. de sociologia, Cada ponto de vista é a vista de um ponto.

Apenas coloquei pois pela conversa com o Luiz, não se descarta a possibilidade de neve aqui. E no nosso entendimento, a chance para Palmas é muito maior que 10%. Não quero que mude de opinião, aenas estou expondo a minha.

Abraço

 

Ok Clovis, respeito, por favor não se ofenda

 

mas garanto que não irá nevar :oops:

um abraço!

Link to comment
Share on other sites

Paulo! Se nevar por aí prende um grito! Dependendo saio sim daqui para ver.

Clóvis! Puxa! Ter uma frase minha na sua assinatura me deixa lisonjeado! :oops: :D

Mas é isso mesmo! Na verdade nunca presenciei neve em outras localidades mas certamente não deve ser tão emocionante do que ver a neve caindo no local onde se reside! ;)

 

Voltando um pouco mais ao tópico. Chove sem parar desde o meio-dia. Agora mais fraco. Pena não ter o meu pluviômetro instalado. Foi muita água!

 

Abraços!

Link to comment
Share on other sites

Lucas, vc não acha q fara menos em Curitiba? Se na massa polar passada, que era um pouco mais fraca que esta, e chegou aqui maritimizada, fez 2°C em Ctba com ceu nublado. Se esta chegar aqui continental com tempo seco, acho que pode chegar nos 0°C. Vc não acha?

 

Olá Rodrigo, tudo bem? Olha, creio sim que fará menos do que 4 graus, mas conforme a saida de hoje, o modelo deixa restrito o ar frio mais forte ao oeste. Mesmo assim, já se tornou normal a exclusão de Curitiba mas, na realidade o frio se confirma forte também na capital. Por isso creio que poderá fazer menos sim em Curitiba, mas não zero.

Outro fator é que, dou 100% de garantia para as mínimas, mas principalmente para a região Centro-Sul e Oeste (Sudoeste) com indice de erro de +- 2ºC (devido a distancia temporal existente), por se tratar da minha área de estudo.

 

Um abraço

Lucas

 

Uma coisa é fato: com tempo limpo, 2 graus aqui é muito fácil, inclusive em ocasiões de massa de ar frio de média intensidade. Tanto que isso acontece até em maio. O mais interessante é que há boa possibilidade de não ficar encoberto mesmo com a virada dos ventos. É minha leitura, já que os ventos estarão ainda muito fracos e o centro da alta entre o continente e o oceano.

Link to comment
Share on other sites

Boa Tarde galera.

Bom, enquanto o frio começa a pegar nesse fds, já vou postando aqui o que eu acho que vai ser o frio mais intenso desse julho, ou talvez, ano.

Se for confirmado o que o Global do Cptec está mostrando na saída 00z, será com certeza um dos invernos mais rigorosos dos últimos anos.

Só para dar uma "animada".

04941W2543S20050716002005073100.gif

04653W2255S20050716002005073100.gif

 

Diria que esse modelo acerta 90% das previsões para Campinas. Tomara que acerte mais essa vez.

Uma coisa é certa, final de julho promete muito!!

 

Fiquei impressionado com os meteogramas para o sul do Brasil neste período :shock:

Link to comment
Share on other sites

Lucas, vc não acha q fara menos em Curitiba? Se na massa polar passada, que era um pouco mais fraca que esta, e chegou aqui maritimizada, fez 2°C em Ctba com ceu nublado. Se esta chegar aqui continental com tempo seco, acho que pode chegar nos 0°C. Vc não acha?

 

Olá Rodrigo, tudo bem? Olha, creio sim que fará menos do que 4 graus, mas conforme a saida de hoje, o modelo deixa restrito o ar frio mais forte ao oeste. Mesmo assim, já se tornou normal a exclusão de Curitiba mas, na realidade o frio se confirma forte também na capital. Por isso creio que poderá fazer menos sim em Curitiba, mas não zero.

Outro fator é que, dou 100% de garantia para as mínimas, mas principalmente para a região Centro-Sul e Oeste (Sudoeste) com indice de erro de +- 2ºC (devido a distancia temporal existente), por se tratar da minha área de estudo.

 

Um abraço

Lucas

 

Uma coisa é fato: com tempo limpo, 2 graus aqui é muito fácil, inclusive em ocasiões de massa de ar frio de média intensidade. Tanto que isso acontece até em maio. O mais interessante é que há boa possibilidade de não ficar encoberto mesmo com a virada dos ventos. É minha leitura, já que os ventos estarão ainda muito fracos e o centro da alta entre o continente e o oceano.

 

Está certo, esse episódio será parecido com o de junho de 2004 (em termos de temperatura), o Leste não ficará fora desta onda de frio, apesar de uma certa resistencia do NCEP.

Com base nos últimos dados recebidos hoje, passo uma análise mais sofisticada sobre as temperaturas e as condições de geada para a manhã de terça feira em todo estado.

 

geada2.jpg

 

Toda parte Sul do estado será bem "acolhido" pela massa de ar polar, as regiões mais elevadas terão geadas severas, isso inclui a região de Cascavel por conta da disposição do relevo mais elevado em relação ao restante da região oeste. O Sudoeste, igualmente, terá geadas fortes sobre quase toda área correspondente, ficando com temperaturas mais altas próximo ao Rio Iguaçu onde há previsão de geadas moderadas. Esta região inclui os municipios de Realeza, Nova Prata do Iguaçu e Capanema, onde a mínima prevista é de 1 grau. Adentrando a região Sudoeste, se espera mínimas entre -2ºC e 0ºC para todas as cidades (há inúmeros municípios nesta região que se encontram em baixadas). A forma do relevo da região, muito acidentado e com fortes desníveis garante queda brusca na temperatura (desconhecidas oficialmente) (o Clovis pode confirmar). Destaque para Palmas, com -3ºC e Guarapuava com -2ºC

 

Um abraço!

Link to comment
Share on other sites

Fico Feliz por ti Lucas!! Pra quem dizia no msn que as baixadas não importam e que não contam nas previsões, dizendo agora seus efeitos e tal. Parabéns guri, é assim que a gente cresce! :D

Aqui o vento que tinha parado, começa novamente mas agora N/NW/W, o ar frio deve começar a entrar muito em breve.

15,8°C e chuva fraca

Abraços

Link to comment
Share on other sites

Agora está "bonito" para o estado todo (inclusive Guaratuba).

Imagino que a Lapa possa, para esta previsão, marcar entre -0,5 e 0, e Pinhais, que é uma Curitiba não urbanizada dos bons tempos, marcar entre 0 e 1 (que provavelmente é o que eu marcarei, face as características de meu bairro).

Isso é válido, como disse, se esta previsão para o PR se concretizar.

Link to comment
Share on other sites

Imaginem uma previsão de 4 dias, de acordo com estes meteogramas do cptec para Curitiba:

 

26/07 Chuva min 6°C máx 12°C

27/07 Neve min -2°C máx 5°C

28/07 Geada min -6°C máx 6°C

29/07 Geada min -3°C máx 12°C

 

hhahahaahaha só pra viaja um pouco :lol:

 

 

Pisando no chão agora, tenho uma pergunta ao Ronaldo, e se o Duquia quiser falar a respeito também seria legal.

 

A cidade mais perto de Curitiba que o climaterra faz previsão é Mafra. De um modo grosseiro, a previsão para Mafra poderia ser usada como base para Curitiba (colocando uns 1°C/2°C a mais para Ctba)?

Link to comment
Share on other sites

Fico Feliz por ti Lucas!! Pra quem dizia no msn que as baixadas não importam e que não contam nas previsões

 

Pior é que para os modelos não contam mesmo.

Correto. Aí está o diferencial de quem "pensa" e de quem "copia" os dados diretamente deles. Por exemplo, pegue um bairro no topo aqui em Pato. Em uma noite calma de inverno lá se registrará 3°C. Enquanto que no fundo do vale, que aqui se resume a uns 40% da área urbana, chegue a -3°C. São 5°C de diferença, e em certas ocasiões a diferença aqui cé ainda maior. Se não se levar em consideração isso, o erro com certeza será grande. Por isso fico feliz em ver o Lucas colocando isso nas previsões, como o Ronaldo mesmo fala na rádio, 0/2 nas baixadas e 3/5 no alto, hehehehhe.

Abraços

Link to comment
Share on other sites

Muito obrigado Clovis, eu como geografo deveria ter levado uma surra ao postar e comentar aquilo no MSN.

Na verdade, a geografia é extremamente útil para fazer uma previsão de qualidade, quem desconhece fica pra traz.

Bem, os valores estão aí, estamos agora na espera apenas, pois, esse frio vem, vamos ver as fotos depois

E para conferir TODOS os detalhes da previsão para o Paraná basta acessar

http://www.abaixodezero.com/forum/viewtopic.php?t=88

 

Para outras´previsões:

http://www.infotempo.com.br

http://www.simepar.br

 

Espero que o frio agrade a todos nós :D

Link to comment
Share on other sites

Modelo norte-americano está apresentando maluquices.

 

Em primeiro lugar, ainda não encontrou tendência. As últimas rodadas diminuíram o frio, mas o ensemble sugere que esteja subestimando. Vejam a evolução das saídas desde o dia 10 de julho. Na lista estão as quatro saídas diárias com os extremos de temperatura mínima em 850 hPa para Porto Alegre:

 

10/jul	-3,7
10/jul	-3,5
11/jul	-1,4
11/jul	1,5
11/jul	-4,1
11/jul	-2,1
12/jul	-4,5
12/jul	1,7
12/jul	3,2
12/jul	-1,5
13/jul	-1,8
13/jul	-4,4
13/jul	-4
13/jul	-2,1
14/jul	-1,9
14/jul	-3,3
14/jul	-4,4
14/jul	-3
15/jul	-3,5
15/jul	-3,2
15/jul	-3,2
15/jul	-2,7
16/jul	-3,1
16/jul	-1,4
16/jul	-1,5
16/jul	-0,9

 

Vejam agora a evolução gráfica:

 

87.gif

 

E olhem outra maluquice.

 

O NCEP sinaliza 12 graus em superfície para Porto Alegre três da tarde de terça e 4 graus para as seis da tarde de terça. Depois sobe para 5 graus à noite e cai para 3 na madrugada.

Link to comment
Share on other sites

Guest
This topic is now closed to further replies.
 Share


×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.