Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

LeoP

Members
  • Content count

    1136
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    4

LeoP last won the day on August 6 2019

LeoP had the most liked content!

Community Reputation

6848 Excellent

1 Follower

About LeoP

  • Birthday 12/16/1991

Location

  • Location
    Pampulha - Belo Horizonte

Recent Profile Visitors

1872 profile views
  1. Aqui na Região Metropolitana de Belo Horizonte, outro dia ameno e agradável, chuvoso pela manhã e com um pouco de sol (entre nuvens) a partir do meio da tarde. Como era previsto, as temperaturas subiram um pouco devido às aberturas: INMET Santo Agostinho..... 17,0 / 24,6 (pode aumentar alguns décimos, já que as máximas hoje ocorreram entre 16 e 17h) INMET Pampulha................ 17,4 / 25,3 INMET Cercadinho.............. 15,6 / 23,3 O acumulado de ontem pra hoje chegou aos 26mm, parece pouco mas não é: esse volume caiu na forma de precipitação leve intermitente por cerca de 24h, ou seja, não foi pancadão como tem ocorrido em São Paulo e Brasília, mas uma chuva prolongada. Perfeito pra ir molhando a terra e apagar todo e qualquer risco de fogo. Hoje a tarde, quando o sol saiu timidamente: Apesar do retorno do sol na forma de aberturas, não vai esquentar muito e os próximos dias reservam máximas parecidas com as de hoje, com chance de chuva mais isolada. No final de semana, voltamos à condição de um tempo mais fechado e chuvoso novamente, com chance de grandes acumulados e temperaturas baixas pra época (máximas de 21/22 graus). Agora, um fim de tarde muito agradável, com algum azul no céu, vento e 23ºC. Como é bom voltar ao padrão normal de outubro...
  2. Por aqui, um dia chuvoso e com temperaturas baixas para a época do ano: INMET Convencional... 15,5 / 21,4 INMET Pampulha......... 17,7 / 21,9 INMET Cercadinho....... 15,0 / 19,4 Essas são máximas típicas de junho/julho, com destaque para a sub-20 nas áreas elevadas da cidade, como partes do barreiro, centro-sul, oeste e leste (todas com bairros acima de 1100m). Com os 21,4ºC da estação mais central, BH teve a menor máxima com folga dentre as capitais (*automáticas): Belo Horizonte........ 21,4 Brasília*................... 23,3 Vitória...................... 24,6 Florianópolis*......... 27,4 Porto Alegre........... 27,5 Goiânia*.................. 28,8 São Paulo*............. 29,3 Curitiba................... 29,6 Campo Grande*..... 32,3 Rio de Janeiro*...... 32,7 Cuiabá.................... 35,4 Até o momento, acumulou cerca de 15mm em 6h ininterruptas de precipitação leve. Para os próximos dias, a chuva continua (podendo ser intensa no final de semana) e o sol vai continuar evitando a cidade (podemos ter aberturas apenas). Anoiteceu e a chuva não pára, 17ºC.
  3. Enquanto Sampa tem novos temporais de verão, Belo Horizonte segue completamente encoberta e escura, sem chance pra tempo severo, porém com chuvas constantes no dia de hoje. Esse é o cenário do belorizontino hoje, com 18,7°C às 15h na Pampulha: Imagem da Lagoa da Pampulha, mostrando que novas nuvens pesadas crescem em meio a instabilidade já presente: Já são 5 dias consecutivos com pouco ou nenhum sol na capital.
  4. Por aqui, máximas de 22,4C (Pampulha), 21,1C (área central) e 20,6C (zona sul), abaixo de algumas mínimas do começo do mês. Existe a expectativa de um tempo fechado e mais chuvoso amanhã, com máximas ainda menores. 17°C agora.
  5. Por aqui, só chuviscos por enquanto, mas segue um tempo completamente chapado e escuro e olhem só... 18,9°C na Pampulha NO MEIO DA TARDE. Um grande corredor de nuvens e umidade atravessa o país, de norte a sudeste, trazendo chuvas e temperaturas amenas (levemente frias em algumas áreas), enquanto áreas entre o sul o BR e o norte da Argentina experimentam muito calor e secura no dia de hoje:
  6. Quando estive em Buenos Aires, em outubro de 2017, peguei temperaturas muito agradáveis, aquele frio gostoso de manhã e a noite com vento fresco à tarde, quase sempre com sol. Me lembrou muito um mês de julho em BH sob atuação de uma MP marítima. Montevideo, pelos relatos do colega de lá, me parece ter um clima fenomenal pra quem gosta de dinâmica, frio moderado e verão fresco. Mas minha capital climática da América do Sul é nada menos que São Paulo. Exceto pelos períodos muito quentes que tem ocorrido na cidade, Sampa tem um clima agradável boa parte do ano, uma vez que não sou adepto do clima frio, e tem boa dinâmica (que a diferencia bem daqui). Também tem, assim como aqui, um verão tempestuoso, algo que acho fenomenal. . . . Em Belo Horizonte, seguimos com tempo nublado, aliás, há dias a cidade é dominada por nuvens que, na maior parte do tempo, não causam precipitação (a última chuva foi na sexta a noite, embora haja previsão para todos os dias da semana). O último período com sol de verdade foi na quinta pela manhã, ou seja, há 4 dias. O lado bom desse tempo monótono são as temperaturas amenas, que não tem ultrapassado os 24 graus em boa parte da cidade. Hoje temos mais um dia dominado pela nebulosidade e umidade, com temperatura amena: mínima de 17, agora 19/20°C. Um vídeo de ontem, mostrando as nuvens escuras, porém inofensivas, que avançam continuamente para a cidade: VID-20201019-WA0013.mp4
  7. Em Belo Horizonte, mais um dia nublado, ventoso e ameno (com frio leve de manhã): INMET Santo Agostinho..... 15,9 / 23,5 INMET Pampulha................ 16,3 / 26,0 INMET Cercadinho.............. 13,3 / 23,1 Provavelmente houve alguma abertura de sol na região da estação da Pampulha, que teve um pico bem rápido de aquecimento no começo da tarde. Vista da região nordeste da cidade que, diferente do que pensam, também tem relevo muito acidentado e vista para as montanhas. O céu era encoberto e a temperatura de 23/22C às 15h: A previsão indica chuva ao longo da semana e frio para a época amanhã e terça, com máximas de 20 e mínimas de 15C.
  8. Dia úmido e ameno em todas as estações de Belo Horizonte, como era previsto: INMET Santo Agostinho....... 16,5 / 23,4 INMET Pampulha.................. 16,8 / 24,3 INMET Carcadinho................ 14,1 / 23,8 O céu predominantemente nublado e os ventos deixaram o dia com a cara de maio, inclusive houve sensação de friozinho em alguns momentos da manhã. Algo que tende a ficar cada vez mais comum daqui em diante, esse céu encoberto e cinzento, como na tarde de hoje: Ventos frios sopram nesse fim de tarde, que tem temperaturas entre 19 e 17°C.
  9. Bom dia a todos, as chuvas ontem foram bem calmas por aqui: em 3h horas de precipitação constante (20 às 23h), os volumes variaram de 5 a 7mm apenas. Algumas descargas elétricas contrastaram com a baixa intensidade da precipitação. Apesar do baixo volume, foi uma chuva amiga, como disse um colega aqui uma vez, ideal para ir molhando a terra: Muitas poças d'água pelas ruas da Pampulha. Pareceu que choveu mais. Hoje começamos o dia com céu nublado, um pouco de vento e frio leve logo cedo: 16 a 14ºC pelas estações da cidade. Muito diferente da primeira semana, a tendência é de temperaturas amenas até o final do mês e de chuvas cada vez mais constantes e intensas nas próximas semanas.
  10. Por aqui, seguimos a tendência de boa parte de Minas Gerais: tempo nublado com aberturas de sol, agradável, porém sem chuva (até o momento, ela pode aparecer nas próximas horas). As temperaturas máximas variaram entre 25 e 27ºC pelas estações, 6ºC a menos que ontem, e as mínimas em torno de 19ºC. Ao contrário do que esperava, o dia foi ventoso, parecia pós frontal, de forma que praticamente não houve abafamento. Perfeição total. Fim da tarde de hoje, com nuvens nada ameaçadoras e 23°C: Pela previsão, teremos a continuidade de um padrão ameno e sujeito a chuvas até o final do mês, até mesmo a possibilidade de um pouco de frio nos próximos dias: Vale ressaltar que as previsões estão com grande dificuldade de pegar os eventos de chuva. Acertaram a mudança de padrão mas, de lá pra cá, tem errado os volumes. Por exemplo, na quarta, quando choveu forte, a previsão era de chuva fraca e passageira. Hoje, que havia previsão de bastante chuva, ainda não tivemos nada. Ou seja, interpreto que tudo (ou nada) pode acontecer a qualquer momento, o que não deixa de ser bom, o efeito surpresa. Faz 21ºC na Pampulha nesse começo de noite.
  11. Tem estudo da com informações bem detalhadas sobre as altitudes de BH (o local da estação está marcado com a seta): Não dá pra falar que a estação da Pampulha não seja representativa, seria até irresponsável. Como já falei aqui em algum momento, ela é um bom parâmetro para a metade norte do município, que é mais quente mesmo. Toda a região do barreiro, oeste, noroeste, centro-sul e parte do leste da cidade tem valores de altitude maiores (o que está em amarelo escuro/marrom significa >900m) e tardes mais amenas (0,5 a 3ºC de diferença). Segundo esse levantamento, a altitude média da cidade como um todo é 903m. Pampulha tem 860m, Santo agostinho 915m. Enfim, as informações tão aí, o resto é interpretação. Em resumo, de forma geral, ela representa bem a parte mais quentinha da cidade (embora a parte nordeste da cidade seja mais baixa que ela) Porém, @BrunoBH, a estação convencional não transmite a temperatura hora a hora, então não daria pra fazer esse tipo de monitoramento por ela.
  12. Obrigado a todos pela contribuição. Também não acho que os dados da estação sejam inválidos, muito pelo contrário, uso eles praticamente todos os dias quando comento no tópico de monitoramento. Porém era uma suspeita que eu já tinha e que se confirmou com esse levantamento. A estação tem altitude muito parecida com a central, os poucos metros a menos não justificam os frequentes 1,5C a mais nas máximas. Infelizmente, os valores extremos tendem a ficar levemente prejudicados. Como foi dito, vamos continuar monitorando (o que deveria ser função do INMET...), principalmente do ano passado pra cá, que a diferença vem aumentando. Em breve, vou dar uma passada lá e trago fotos.
  13. Em BH, os temporais de ontem foram típicos de outubro mesmo, sem grandes acumulados, porém com muitos raios e ventania. Pelas estações, variamos dos 8 aos 27mm e as rajadas de vento alcançaram os 58km/h na Pampulha e quase 100km/h próximo da Serra do Curral, Zona Sul. Como podem ver, ventou forte e houve algumas ocorrências isoladas. Hoje, após mínima de 17ºC, o sol apareceu pela manhã, elevando a temperatura para uma máxima de 31/32C, seguido de grande aumento de nuvens e uma tarde nublada e agradável. A ausência do sol (esteve até mesmo um pouco escuro), juntamente com temperatura de 26/27C, trouxeram uma condição muito confortável na rua. Claro, há abafamento, que é sentido principalmente quando se movimenta mais, porém é uma típica tarde suave de verão, bem mais confortável que aquele sol acima de 30ºC. O tempo segue bastante instável na capital nas próximas 36h, de forma que pode chover a qualquer momento, inclusive com grande intensidade. Com o tempo mais fechado nos próximos dias e algum ar frio, a temperatura terá expressiva queda e passaremos por vários dias amenos, que devem vir com chuviscos no final de semana e chuvas mais consistentes retornando na semana que vem. Na segunda, com variação 16/21C, vai dar até mesmo pra sentir um frio leve. Uma imagem que tirei da tarde de hoje no cartão postal da cidade, com céu bastante encoberto por nuvens altas entre CBs e 26ºC: Não tem mais transição, agora é primavera plena por aqui.
  14. Um desrespeito só com minha volta pra casa: 20201014_193642~5.mp4 Temperatura baixou para 17°C! Muitos raios e muito vento. 22mm até o nomento.
  15. Em conversa com @Felipe Backendorf, levantei a possibilidade de a estação da Pampulha estar aquecendo artificialmente nas máximas, devido ao crescimento de árvores no entorno da estação (que estaria atrapalhando a ventilação da mesma e favorecendo aquecimento, especialmente nos dias de sol). Bom, resolvi tabelar: Fiz a relação das temperaturas entre: INMET Santo Agostinho (central, 915m) X INMET Pampulha ("mata da UFMG", 850m). Cada célula representa a diferença entre Pampulha e Santo Agostinho, ou seja, valores negativos significam que no mês em questão as máximas foram menores na Pampulha que no Santo Agostinho, da mesma forma que, quanto mais vermelho, maior o aquecimento da Pampulha em relação à convencional. É bem claro que o padrão entre as duas mudou gradativamente ao longo dos anos. No começo, os valores eram muito parecidos, passando a Pampulha se sobressair poucos anos depois. Principalmente nos últimos 15 meses, a diferença tem estado bem alta e chegou a superar 1,0 em outubro do ano passado (para média, é muita coisa!). É interessante reparar, também, que essa diferença é muito mais significativa nos meses mais ensolarados e bem menor nos meses mais encobertos e chuvosos (sobreaquecimento nos dias de sol?) Alguns colegas, especialmente aqui da capital (inclusive eu), chegaram a ficar surpresos com o aquecimento que a estação teve nessa onda de calor, superando a área central da cidade em mais de 1,5C em vários dias, o que nunca foi comum. Inclusive o pico de calor das duas foi bem diferente nesse episódio. É interessante notar que cidades ao leste do sudeste, como JF, SP (Mirante) também não bateram seus recordes, de forma que o epicentro dessa onda de calor foi mais continental (o que poderia justificar o não-recorde da convencional de BH). A mesma relação, porém entre INMET Santo Agostinho X INMET Cercadinho (desde a inauguração do Cercadinho, em 2014). Da mesma forma, quanto mais verde, menor a diferença: Reparem que não há uma correlação clara de aquecimento ou resfriamento, as cores verde e amarelo/marrom se distribuem melhor verticalmente, principalmente no bimestre set/out (apesar do curtíssimo tempo de comparação). Também não dá pra deixar de ressaltar que, tanto pro Santo Agostinho quanto pro Cercadinho, essa onda de calor não superou 2015. A Pampulha, destoando das outras 2 e com boa folga, teve um comportamento mais agressivo dessa vez. Agora, o recorde absoluto da Pampulha supera em 1,0C o da convencional (a diferença era de 0,3) O que acham? (o intuito aqui não é negar o recorde, mas questionar)
×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.