Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

Beto Krepsky

Members
  • Content count

    3048
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

387 Excellent

1 Follower

About Beto Krepsky

  • Birthday 09/04/1983

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. Por essa foto por esse ângulo ate parece uma cidade gringa. Por aqui calor totalmente normal pra um setembro temp na casa dos 26º com om vento.
  2. Exato, BR adora meter pau em tudo, mal ele sabe que faz parte do processo de degradação também. Complicado que a grande maioria das cidades são muito mal planejadas para ter uma melhor integração de natureza e crescimento urbano. A estética da maioria das cidades brasileiras é assim, ou deixam uma área "rural" verde feia, cuja mata secundária tem mais capim do que outra coisa, pobre em biomassa, ou é uma selva de concreto feio e depressivo. A minha sorte que onde moro ainda tem muitas boas áreas verdes.
  3. Brasília, 23 de novembro – Os ministérios do Meio Ambiente (MMA) e da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) divulgaram hoje (23) a taxa preliminar do Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal por Satélite (PRODES). Entre agosto de 2017 e julho de 2018, o sistema registrou aumento no desmatamento da Amazônia de 13,7% em relação aos 12 meses anteriores. Foram suprimidos 7.900 km2 de floresta amazônica, o que equivale a mais de cinco vezes a área da cidade de São Paulo.Essa é a maior taxa divulgada desde 2009, ano em que se registrou 7.464 km². Os estados que mais desmataram foram Pará (35,9%), Mato Grosso (22,1%), Rondônia (16,7%) e Amazonas (13,2%). Fonte: https://www.wwf.org.br/?68662/maior-aumento-desmatamento-amazonia-dez-anos Fico me perguntando, ONDE ESTAVA esses ativistas de apartamento em 2009??? Assim como vários outros anos...
  4. Esse processo iniciou desde 1500, mas parece que somente em 2019 a galerinha cool e dinâmica se tocou disso. Nos últimos 20 anos, pelo que li, vários e vários recordes de desmatamento e queimadas foram quebrados, mas óbvio, contanto que haja establishment no poder, tudo certo!
  5. Apesar de junho desastroso e talvez o mais quente da história, o inverno 2019 pra mim está bom e anos-luz dos piores (2005, 2006, 2012, 2014, 2015, 2017). Inverno bem dinâmico. Ultimamente tivemos boas primaveras, com frio tardio, vamos ver o que esse ano reserva. Com exceção de maio e junho, tudo dentro do script. Alias, em questão de horas de frio esse inverno ta bom, a maioria da população está torcendo por sol e calor.
  6. Começo de setembro clássico por aqui, vamos ter dias constantemente fechados pelos próximos dias, só falta CCM no estado pra ficar completo. To esperando um setembro +/- dentro da média esse ano. Ultimamente setembro é um mês que vem fazendo bonito, ao contrário de abril/maio. Setembro de 2013/2016 foram muito bons.
  7. Pra mim nem de longe lembra 2005, lembro bem daquele ano, os bloqueios eram constantes, proporcionando muitos dias de sol acima da média. Quando me referi com 2013 quis comparar mais o período invernal mesmo, J/J/A. É bem evidente que 2013 foi bem mais frio, se nao me engano a gente tava rodeado de águas frias, tanto no pacífico quanto no atlântico. O que eu quis dizer é que lembra 2013 pela mudança de chave.
  8. Por enquanto 2019 está semelhante com 2013. Até o comecinho de julho tava um inverno podre. Depois disso só alegria. Realmente não tenho que reclamar de julho/agosto. Só falta uma nevada, mas ta osso quanto a isso.
  9. Em termos de dinâmica de troca de massas de ar e ventos sem dúvida PM apresenta maior variabilidade climática do que Urupema e as montanhas tropicais do sudeste. Eu me baseio entre a relação de Blumenau x Planalto sul, a diferença de dinâmica na troca de ar quente x massa de ar polar são muito parecidas. Raramente aqui está sob bloqueio e lá com influência total de MP, então posso dizer que Urupema ainda tem resquício tropical de dinâmica. Depois do paralelo 30ºS fica mais nítido as diferenças latitudinais. Muito mais nítido 30 para 31° do que 24 para 25º por exemplo. Quanto mais próximo dos polo mais óbvia fica essa constatação. Agora sobre preferência de biomas e relevos dai é outros 500...
  10. Nosso oceano é um pau mandado 😄 Passou no jornal nacional hoje que foi o Junho mais quente em 149 anos de medição. Sinceramente não duvido nem um pouco...
  11. Nunca vi tanta gente doente como nesse ano agora em julho, inclusive eu fiquei gripado. Foi muito contrastante, viemos de um maio e junho bizarramente quentes, talvez um MJ mais quente da história pra um julho realmente excelente na questão do frio, tanto na constância de horas de frio quanto de valores extremos. Única coisa por enquanto que não está nada excepcional é quanto as máximas, tipo uma tarde gelada com 11ºC, embora já tivemos dias de chuva e muito frio.
  12. O que reparei pelas fotos nesse ano é como a vegetação esse ano no sul está mais verde, fruto de ausência de frio até então. Por enquanto qualifico essa MP como sendo Excelente, principalmente se relevarmos a década atual e o ano atual. Outro destaque pra mim é quanto a homogeneidade, do RS a MG as geadas estão no mesmo patamar. O que quase sempre ocorre é aqui no sul com geada grossa, passa uns dias a MP perde a força e então depois no sudeste começa a dar geada, dessa vez pegou todas as regiões ao mesmo tempo. Eu acho que algumas cidades o excesso de tempo seco pode ter prejudicado sim com a formação de algo mais bonito.
  13. Painel com -7.4ºc cacilds A temperatura mais baixa que o BAZ já viu se não me engano foi em 2008 em Bom Jardim da Serra com -9.2ºC se minha memória não falha. Acho que vai ser bem difícil alguma estação ficar abaixo disso.
×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.