Jump to content
Brasil Abaixo de Zero
Carlos Dias

Mudanças Climáticas - Discussões Gerais

Recommended Posts

Aquecimento global: se não houver ação será tarde demais, aponta relatório internacional

 

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.Ox-WOnzISI.jpg

 

A síntese do 5º Relatório do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC, da sigla em inglês), divulgado neste domingo (2), em Copenhague, na Dinamarca, mostra que se não houver ação imediata das nações para frear o aquecimento global, em pouco tempo, não haverá muito o que fazer. “Se as taxas de emissão de gases de efeito estufa continuarem aumentando, os meios de adaptação não serão suficientes”, aponta o documento. “Temos uma janela de oportunidade, mas ela é muito curta. O relatório mostra isso. As mudanças climáticas não deixarão nenhuma parte do globo intacta”, enfatizou o presidente do IPCC, Rajendra Pachauri, durante a apresentação da síntese. Ele ressaltou que ainda há meios para frear as mudanças climáticas e construir um futuro mais próspero e sustentável, mas que a comunidade internacional precisa levar a questão a sério. Nas últimas três décadas foram registrados sucessivos aquecimentos na superfície da Terra, sem precedentes desde 1850. O período entre 1983 e 2012 foi o mais quente dos últimos 800 anos no Hemisfério Norte, de acordo com a síntese. O aquecimento médio global combinado da Terra e dos oceanos no período de 1880 a 2012 foi 0,85 grau Celsius (°C). O derretimento das geleiras, em especial na Groelândia e na Antártida, geraram o aumento do nível do mar em 19 centímetros de 1991 a 2010. O número é maior do que os registrados nos últimos dois milênios. O relatório alerta, também, para a acidificação dos oceanos em 26% por causa da apreensão de gás carbônico da atmosfera, o que pode ter impacto grave sobre os ecossistemas marítimos. Para o secretário-geral da Organização das Nações Unidas, Ban Ki-moon, que participou da apresentação do relatório, é preciso agir imediatamente. “O tempo não está a nosso favor. Vamos trabalhar juntos para construir um mundo mais sustentável. Vamos preservar o nosso planeta Terra e promover desenvolvimento de maneira sustentável”, disse. Informações da Agência Brasil.

 

http://www.bahianoticias.com.br/noticia/162692-aquecimento-global-se-nao-houver-acao-sera-tarde-demais-aponta-relatorio-internacional.html

Share this post


Link to post
Share on other sites
Aquecimento global: se não houver ação será tarde demais, aponta relatório internacional

 

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.Ox-WOnzISI.jpg

 

A síntese do 5º Relatório do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC, da sigla em inglês), divulgado neste domingo (2), em Copenhague, na Dinamarca, mostra que se não houver ação imediata das nações para frear o aquecimento global, em pouco tempo, não haverá muito o que fazer. “Se as taxas de emissão de gases de efeito estufa continuarem aumentando, os meios de adaptação não serão suficientes”, aponta o documento. “Temos uma janela de oportunidade, mas ela é muito curta. O relatório mostra isso. As mudanças climáticas não deixarão nenhuma parte do globo intacta”, enfatizou o presidente do IPCC, Rajendra Pachauri, durante a apresentação da síntese. Ele ressaltou que ainda há meios para frear as mudanças climáticas e construir um futuro mais próspero e sustentável, mas que a comunidade internacional precisa levar a questão a sério. Nas últimas três décadas foram registrados sucessivos aquecimentos na superfície da Terra, sem precedentes desde 1850. O período entre 1983 e 2012 foi o mais quente dos últimos 800 anos no Hemisfério Norte, de acordo com a síntese. O aquecimento médio global combinado da Terra e dos oceanos no período de 1880 a 2012 foi 0,85 grau Celsius (°C). O derretimento das geleiras, em especial na Groelândia e na Antártida, geraram o aumento do nível do mar em 19 centímetros de 1991 a 2010. O número é maior do que os registrados nos últimos dois milênios. O relatório alerta, também, para a acidificação dos oceanos em 26% por causa da apreensão de gás carbônico da atmosfera, o que pode ter impacto grave sobre os ecossistemas marítimos. Para o secretário-geral da Organização das Nações Unidas, Ban Ki-moon, que participou da apresentação do relatório, é preciso agir imediatamente. “O tempo não está a nosso favor. Vamos trabalhar juntos para construir um mundo mais sustentável. Vamos preservar o nosso planeta Terra e promover desenvolvimento de maneira sustentável”, disse. Informações da Agência Brasil.

 

http://www.bahianoticias.com.br/noticia/162692-aquecimento-global-se-nao-houver-acao-sera-tarde-demais-aponta-relatorio-internacional.html

 

É séria a coisa, amigo! Abraços.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Aquecimento Global: ninguém sabe a causa, mas um monte de gente tem intere$$e$ evidentes no tema.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Teorias dizem que até o excesso de frio em alguns lugares e a neve antecipada também é culpa do aquecimento global.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Oh! dúvida cruel.

Onde postar a A NEVE MAIS PREMATURA EM 100 ANOS.

 

uoU8U.AuSt.156.jpeg

 

DESCULPE. Mas isso não prova NADA que a Terra não está aquecendo. São eventos isolados. Temos que ver no geral. E, no geral, é INDISCUTÍVEL, que a Terra aqueceu SIM e caminha para um aquecimento pior ainda. Ainda há tempo de salvá-la, na minha opinião, embora muitos acreditem que nem haja mais tempo.

Abraços.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Aquecimento Global: ninguém sabe a causa, mas um monte de gente tem intere$$e$ evidentes no tema.

 

O causador é o ser humano!!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Oh! dúvida cruel.

Onde postar a A NEVE MAIS PREMATURA EM 100 ANOS.

 

uoU8U.AuSt.156.jpeg

 

DESCULPE. Mas isso não prova NADA que a Terra não está aquecendo. São eventos isolados. Temos que ver no geral. E, no geral, é INDISCUTÍVEL, que a Terra aqueceu SIM e caminha para um aquecimento pior ainda. Ainda há tempo de salvá-la, na minha opinião, embora muitos acreditem que nem haja mais tempo.

Abraços.

 

Só para esclarecer: a Terra aqueceu, ninguém debate isso. Sempre levando em conta que os últimos dados mostram que, após o aquecimento, a temperatura se estabilizou. Mas isso também não é o tema.

 

O fato é que não se sabe qual é a causa do aquecimento. Não existe um consenso científico nesse tema.

 

Do alto da minha ignorância, seria de se supor que, se o aquecimento é antropogênico, a temperatura média global deveria ter subido nos últimos anos. E isso simplesmente não aconteceu. Qual seria a causa dessa estabilização? O IPCC também não responde isso. Não tivemos nenhuma explosão de Pinatubo ultimamente.

 

A minha única certeza é a de que existe sim um conjunto de intere$$e$ em volta do aquecimento global catastrófico e antropogênico.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Outro dia o Nobre enquadrou a Seca do Sudeste como consequência do desmatamento da Amazônia.

 

Nesse caso, as mudanças climáticas não seriam explicadas somente pelo acúmulo de carbono na atmosfera. Ok.

 

E o "Dust Bowl" dos EUA, nas décadas de 20 e 30?

 

Durou mais de 10 anos, foi uma Seca foi pior do que a atual no Brasil. Começou e terminou sem deixar vestígios naturais (só sociais, econômicos, etc).

 

O que teria causado o "Dust Bowl"?

 

O desmatamento dos Apalaches? :sarcastic:

Share this post


Link to post
Share on other sites
Oh! dúvida cruel.

 

DESCULPE. Mas isso não prova NADA que a Terra não está aquecendo. São eventos isolados. Temos que ver no geral. E, no geral, é INDISCUTÍVEL, que a Terra aqueceu SIM e caminha para um aquecimento pior ainda. Ainda há tempo de salvá-la, na minha opinião, embora muitos acreditem que nem haja mais tempo.

Abraços.

 

Claro que não prova.

São eventos isolados

Indiscutível

A Terra aqueceu, Sim.

 

Até esse ponto meu caro JT....sem discussão.

====================

E caminha para um aquecimento maior ainda.

 

Tempo de salvá-la.

 

Não há nenhuma evidência que caminhamos rumo a um aquecimento.....e isto é ruim. Seria bom aquecer mais.

 

Salvar o quê? mesmo.

 

OqQMJra20MQ

Share this post


Link to post
Share on other sites

O texto abaixo é do Dr Roy Spencer líder do projeto UHA [universidade do Alabama Hunstville] para medidas de temperaturas existe outro grupo que processa dos dados dos radiomêtros AMSU.

Particularmente sou um cético quanto a influência antropogênica no aquecimento planetário desde o fim da pequena idade do gelo [LIA]

Sei que textos longos não são palatáveis como regra geral.

 

Contexto: Recentemente houve várias reportagens nos órgãos de comunicação clamando que 2014 foi ano mais quente "desde sempre".

 

Quem acompanha o amigo Ronaldo Coutinho. Sabe que ele iria espernear com uma expressão do tipo "_ Mas 2014 ainda nem acabou".

 

Por essa razão é que vemos a expressão 3/4 de ano.

 

O argumento geral da NOAA e GISS foi....well....agora que estamos no limite de um El-Niño. Fato que foi traduzido por órgão do RS e outros de SP como não tem EL NIño.

Na verdade não tivemos EL Niño até agora em 2014. [ exceto para alguns professores brasileiros]

 

Como os amigos sabem época de vender aquecimento é no verão. [fica desagradável vender aquecimento no inverno do HN].

 

Aqui tanto faz...

 

 

Por que 2014 não será o ano mais quente já registrado

 

Muito está sendo feita dos dados termômetro de superfície "globais", que três quartos do caminho através de 2014 está agora sugerindo a média global este ano será o mais quente no registro instrumental moderna.

 

O ponto do Dr Roy, Os termômetros não podem medir a temperatura média global apenas os satélites.

 

Deois eu continuo para não ficar muito longo....

 

Eu reivindico 2014 não será o ano mais quente da média mundial no registro.

 

..se por nenhuma outra razão do que isso: os termômetros não pode medir médias globais - apenas os satélites podem . Os instrumentos dos satélites medem quase todos quilômetro cúbico - o inferno, cada centímetro cúbico - da baixa atmosfera em uma base diária. Você pode viajar centenas, se não milhares de quilômetros sem encontrar um termômetro nas proximidades.

 

I claim 2014 won’t be the warmest global-average year on record.

 

..if for no other reason than this: thermometers cannot measure global averages — only satellites can. The satellite instruments measure nearly every cubic kilometer – hell, every cubic inch — of the lower atmosphere on a daily basis. You can travel hundreds if not thousands of kilometers without finding a thermometer nearby.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Teorias dizem que até o excesso de frio em alguns lugares e a neve antecipada também é culpa do aquecimento global.

 

Verdade, Troy.

 

Como foi a neve mais precoce de 1880.

 

Concluimos que em 1880 estava quente demais.

 

Para quem espera era glacial.

 

Ronaldo. Estou tentando aprender como se coloca legenda no vídeo.

 

woP5wB-rkqE&list=UU-5dIHmtQzHIdNCs7-bEdCA

Share this post


Link to post
Share on other sites

E o "Dust Bowl" dos EUA, nas décadas de 20 e 30?

 

Durou mais de 10 anos, foi uma Seca foi pior do que a atual no Brasil. Começou e terminou sem deixar vestígios naturais (só sociais, econômicos, etc).

 

O que teria causado o "Dust Bowl"?

 

O desmatamento dos Apalaches? :sarcastic:

 

Sem dúvida foi uma da piores já registradas, olha a área afetada nos EUA:

 

5cx3th.jpg

Quanto as possíveis causas:

 

Two key factors were responsible for the severity and extent of the drought, according to the report. A persistent, blocking high pressure system that anchored along the West coast, forcing storms away from the region and poor land management practices, which enhanced dust storms.

 

a4vk3p.jpg

(accuweather)

Share this post


Link to post
Share on other sites

IMAGINEM O ESCÂNDALO QUE SERIA, NA MÍDIA, UMA SECA DESTAS HOJE!

 

SERÁ QUE A AMAZÔNIA TAMBÉM ESTAVA DESMATADA NO PERÍODO DE MAIS DE 10 ANOS DE POUCA CHUVA EM SP?

 

 

FICAREI DE CADEIRA ESPERANDO AS VÁRIAS DESCULPAS QUE DARÃO EM BREVE.

 

O LADO BOM É QUE LUTARÃO PELA PRESERVAÇÃO DA FLORESTA, MESMO QUE SEJA ATRAVESSADO AS CAUSAS.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Two key factors were responsible for the severity and extent of the drought, according to the report. A persistent, blocking high pressure system that anchored along the West coast, forcing storms away from the region and poor land management practices, which enhanced dust storms.

 

Esta é a explicação satisfatória até o momento;

 

a- Um bloqueio semelhante ao atual....PERSISTENTE.

 

B- Práticas agrícolas que degradam o solo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

SECAS E EVENTOS EXTREMOS SÃO RECORRENTES, O PROBLEMA ESTÁ NO IMPACTO, NA DÉCADA DE 20/40 A POP. E A COBERTURA VEGETAL DE SP ERA MUITO, MUITO MELHOR QUE AGORA E O CONSUMO DE ÁGUA IDEM.

 

ACONTECEU SECAS EXTREMAS NA DÉCADA DE 60 EM SC, QDO REPETIR O IMPACTO SERÁ DEVASTADOR DEVIDO A COBERTURA VEGETAL BEM MENOS E O ALTO CONSUMO DE ÁGUA. AGORA IMAGINEM O IMPACTO DE UMA SECA COMO DE 20/30 NO USA HOJE POR LÁ!

 

PREFEREM COLOCAR TUDO EM MUDANÇAS CLIMÁTICAS QUE , MINHA OPINIÃO, NÃO HÁ, SIM VARIABILIDADE DO CLIMA.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sempre houve secas. ISSO É INDISCUTÍVEL!

A questão é que os eventos extremos estão cada vez mais EXTREMOS. (trocadilho de palavras).

Sempre justificam o que está ocorrendo no clima mundial com eventos passados. Na minha opinião e de muitos, isso é um erro.

Não podemos fechar os olhos para o que está ocorrendo com o clima no Brasil e no mundo.

Esse post, colocado pelo Carlos Dias, foi de muita coragem inclusive, num fórum de tantos céticos quanto ao aquecimento global.

A ONU, meteorologistas mundiais renomados e premiados inclusive acreditam e defendem o aquecimento global.

Não seria bom repensarmos e deixarmos o "preconceito" de lado e encararmos uma realidade que é GRITANTE aos nossos olhos e sentidos?

 

Reflitamos...

Abraços.

Share this post


Link to post
Share on other sites
IMAGINEM O ESCÂNDALO QUE SERIA, NA MÍDIA, UMA SECA DESTAS HOJE!

 

SERÁ QUE A AMAZÔNIA TAMBÉM ESTAVA DESMATADA NO PERÍODO DE MAIS DE 10 ANOS DE POUCA CHUVA EM SP?

 

 

FICAREI DE CADEIRA ESPERANDO AS VÁRIAS DESCULPAS QUE DARÃO EM BREVE.

 

O LADO BOM É QUE LUTARÃO PELA PRESERVAÇÃO DA FLORESTA, MESMO QUE SEJA ATRAVESSADO AS CAUSAS.

 

Interessante. Naquele período entre as décadas de 30/40 onde choveu muito pouco aqui em SP; o Aldo até postou os valores semana passada, qual era a área de cobertura da Amazônia ??

 

Sem dúvida alguma, muito maior. O que explica aquela seca então ???

 

Acho que aquela tentativa do Carlos Nobre, em apontar o desmatamento como uma das prováveis causa da seca, vai por água abaixo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Two key factors were responsible for the severity and extent of the drought, according to the report. A persistent, blocking high pressure system that anchored along the West coast, forcing storms away from the region and poor land management practices, which enhanced dust storms.

 

Esta é a explicação satisfatória até o momento;

 

a- Um bloqueio semelhante ao atual....PERSISTENTE.

 

B- Práticas agrícolas que degradam o solo.

 

Eu só relativizaria o ''item B'' pelo fato dele não ter determinado o fenômeno climatológico que foi o "Dust Bowl". Com certeza as práticas agrícolas daquele contexto, baseadas no uso intensivo do arado, contribuíram para amplificar as "tempestades de areia". Mas essas práticas não geraram as ditas tempestades, apenas aportaram a elas um aumento da quantidade de areia transportada pelas fortes e secas tempestades de ventos.

 

A verdade é que os solos recém-ocupados do meio-oeste dos EUA são rasos, eram o domínio das pradarias. Quando revolvidos intensamente pelos arados, expuseram toneladas de areia aos ventos secos do "Dust Bowl". Isso foi um caso típico do "pan handle" (cabo de panela, um território em forma de apêndice do estado de Oklahoma), que foi considerado o "epicentro" da tragédia.

 

Uma coisa interessante ainda sobre o tema é que o bioma das pradarias nos EUA tem uma característica de inconstância nas chuvas, que podem ser suficientes ou não para agricultura de acordo com o passar dos anos. Hoje eles usam muito a irrigação, usando e abusando dos lençóis freáticos. Mas, durante a ocupação daqueles territórios, os loteadores induziram os compradores a acreditar que a mera ocupação agrícola da região iria aumentar a pluviosidade. Deu no que deu.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Oh! dúvida cruel.

 

DESCULPE. Mas isso não prova NADA que a Terra não está aquecendo. São eventos isolados. Temos que ver no geral. E, no geral, é INDISCUTÍVEL, que a Terra aqueceu SIM e caminha para um aquecimento pior ainda. Ainda há tempo de salvá-la, na minha opinião, embora muitos acreditem que nem haja mais tempo.

Abraços.

 

Claro que não prova.

São eventos isolados

Indiscutível

A Terra aqueceu, Sim.

 

Até esse ponto meu caro JT....sem discussão.

====================

E caminha para um aquecimento maior ainda.

 

Tempo de salvá-la.

 

Não há nenhuma evidência que caminhamos rumo a um aquecimento.....e isto é ruim. Seria bom aquecer mais.

 

Salvar o quê? mesmo.

 

OqQMJra20MQ

 

Só o Mafili pra postar palestra do George Carlin. :good2:

 

Pra mim, as palestras dele tinham que ser reproduzidas nas escolas todas.

 

"Save the planet". And ''f.ck the people"! :sarcastic:

Share this post


Link to post
Share on other sites

MELO, HOJE NA ELDORADO, RA´DIO QUE FAÇO, O LOCUTOR E AMIGO, FANÁTICO PELO TEMPO, LEMBROU O ESTUDO DE UM ANTROPÓLOGO SOBRE SECAS AINDA MAIORES NOS USA, EM UMA DELAS SIMPLESMENTE ACABOU COM TODA UMA POPULAÇÃO DE IMIGRANTES EUROPEUS NO OESTE DOS USA DEVIDO A FALTA TOTAL DE ÁGUA. ASSIM COMO A GRANDE SECA NO FINAL DO SÉCULO 19 DIZIMOU MEIO MILHÃO DE NORDESTINOS.

 

O QUE FALTA A GRANDE MAIORIA É O CONHECIMENTO DO CLIMA E SUAS ADVERSIDADES, HOJE É MAIS FÁCIL PERCEBÊ-LAS DEVIDO A FACILIDADE DE REGISTRO.

 

NESTE ANO JÁ TIVE 6 TORNADOS ( DIZEM, OS OFICIAIS DO PEDRÃO, QUE É 2/3/ANO...ACREDITE QUEM QUISER) QUE NÃO ENTRARAM NAS ESTATÍSTICAS "OFICIAIS" E A MEDIDA QUE O MONITORAMENTO AUMENTA "ELES" ENTRARAM E AÍ DIRÃO AS PROSAS DE SEMPRE DOS QUE DESCONHECEM O CLIMA, NÃO APENAS A POPULAÇÃO "LEIGA", MAS, PIOR, OS ESPECIALISTAS, POIS MUITOS NUNCA FORAM A CAMPO OU FIZERAM OBSERVAÇÕES REGULARES POR SE ACHAREM "SUPERIORES", ESTE FATO AJUDARIA EM MUITOS PARA ELES, MUITAS BESTEIRAS NÃO ESCUTARÍAMOS COMO; COM VENTO NÃO TEM GEADA, COM VENTO NÃO TEM NEVOEIRO, NÃO PODE NEVAR COM X DE TEMPERATURA OU X DE VENTO E ASSIM VAI.

 

AS OBSERVAÇÕES DOS EVENTOS NO BRASIL AINDA DEIXAM MUITO A DESEJAR, ISTO EXPLICA MUITO (EM TERMOS %) O AUMENTOS DOS DITOS EVENTOS EXTREMOS E A FALTA DE MEMÓRIA INTENCIONAL OU NÃO.

 

O MAIS IMPORTANTE É CONSERVAR O QUE AINDA ESTÁ INTEIRO OU PARCIALMENTE INTEIRO NO PLANETA, ÁGUA, SOLO, FLORESTAS, ETC... ESTE DEVERIA SER O FOCO, O RESTO SERIA CONSEQUÊNCIA DESTAS ATITUDES. FICAM FAZENDO FANTASIAS DE COMO SERÁ O CLIMA DAQUI A 20/30/50 ANOS E ESQUECEM O AGORA!

 

SECAS, ENCHENTES, CALORÃO GELADEIRA E TORMENTAS FORA DO PADRÃO SEMPRE OCORRERÃO, ORA COM MAIS FREQUÊNCIA ORA COM PERÍODOS MAIS CALMOS ENTRE ELAS, CLIMA SE TRABALHA COM MILHARES DE ANOS E ALGUMAS DEZENAS DE ANOS, NÃO SABEMOS QUASE NADA DO NOSSO PASSADO, MUITO TERIAM INFARTES SE VIVESSEM ENTRE 1800/1900 E OLHE QUE TEMOS POUCOS DADOS DESTE PERÍODO! E JÁ SÃO EXTRAORDINÁRIOS OS EVENTOS E PARA TODOS OS GOSTOS.

Share this post


Link to post
Share on other sites
MELO, HOJE NA ELDORADO, RA´DIO QUE FAÇO, O LOCUTOR E AMIGO, FANÁTICO PELO TEMPO, LEMBROU O ESTUDO DE UM ANTROPÓLOGO SOBRE SECAS AINDA MAIORES NOS USA, EM UMA DELAS SIMPLESMENTE ACABOU COM TODA UMA POPULAÇÃO DE IMIGRANTES EUROPEUS NO OESTE DOS USA DEVIDO A FALTA TOTAL DE ÁGUA. ASSIM COMO A GRANDE SECA NO FINAL DO SÉCULO 19 DIZIMOU MEIO MILHÃO DE NORDESTINOS.

 

O QUE FALTA A GRANDE MAIORIA É O CONHECIMENTO DO CLIMA E SUAS ADVERSIDADES, HOJE É MAIS FÁCIL PERCEBÊ-LAS DEVIDO A FACILIDADE DE REGISTRO.

 

NESTE ANO JÁ TIVE 6 TORNADOS ( DIZEM, OS OFICIAIS DO PEDRÃO, QUE É 2/3/ANO...ACREDITE QUEM QUISER) QUE NÃO ENTRARAM NAS ESTATÍSTICAS "OFICIAIS" E A MEDIDA QUE O MONITORAMENTO AUMENTA "ELES" ENTRARAM E AÍ DIRÃO AS PROSAS DE SEMPRE DOS QUE DESCONHECEM O CLIMA, NÃO APENAS A POPULAÇÃO "LEIGA", MAS, PIOR, OS ESPECIALISTAS, POIS MUITOS NUNCA FORAM A CAMPO OU FIZERAM OBSERVAÇÕES REGULARES POR SE ACHAREM "SUPERIORES", ESTE FATO AJUDARIA EM MUITOS PARA ELES, MUITAS BESTEIRAS NÃO ESCUTARÍAMOS COMO; COM VENTO NÃO TEM GEADA, COM VENTO NÃO TEM NEVOEIRO, NÃO PODE NEVAR COM X DE TEMPERATURA OU X DE VENTO E ASSIM VAI.

 

AS OBSERVAÇÕES DOS EVENTOS NO BRASIL AINDA DEIXAM MUITO A DESEJAR, ISTO EXPLICA MUITO (EM TERMOS %) O AUMENTOS DOS DITOS EVENTOS EXTREMOS E A FALTA DE MEMÓRIA INTENCIONAL OU NÃO.

 

O MAIS IMPORTANTE É CONSERVAR O QUE AINDA ESTÁ INTEIRO OU PARCIALMENTE INTEIRO NO PLANETA, ÁGUA, SOLO, FLORESTAS, ETC... ESTE DEVERIA SER O FOCO, O RESTO SERIA CONSEQUÊNCIA DESTAS ATITUDES. FICAM FAZENDO FANTASIAS DE COMO SERÁ O CLIMA DAQUI A 20/30/50 ANOS E ESQUECEM O AGORA!

 

SECAS, ENCHENTES, CALORÃO GELADEIRA E TORMENTAS FORA DO PADRÃO SEMPRE OCORRERÃO, ORA COM MAIS FREQUÊNCIA ORA COM PERÍODOS MAIS CALMOS ENTRE ELAS, CLIMA SE TRABALHA COM MILHARES DE ANOS E ALGUMAS DEZENAS DE ANOS, NÃO SABEMOS QUASE NADA DO NOSSO PASSADO, MUITO TERIAM INFARTES SE VIVESSEM ENTRE 1800/1900 E OLHE QUE TEMOS POUCOS DADOS DESTE PERÍODO! E JÁ SÃO EXTRAORDINÁRIOS OS EVENTOS E PARA TODOS OS GOSTOS.

 

 

Coutinho, é engraçado como em meio a essa nossa "sociedade da informação" o público é induzido a um sentimento "milenarista" de fim dos tempos, tal e qual ou pior do que acontecia na Idade Média. É isso mesmo, a Terra tem 4,5 BI de anos, a um mero par de séculos os viventes experimentaram eventos muito mais radicais dos que são noticiados agora. E mesmo assim achamos que somos ''o último biscoito do pacote", os "eleitos" pelo Universo para assistir de camarote o fim dos tempos, afinal somos tão "especiais".

 

A verdade é que a crosta da Terra é formada de "rugas de preocupação" com o que fazemos e com o nosso destino. :sarcastic:

 

Grande abraço.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Coutinho, é engraçado como em meio a essa nossa "sociedade da informação" o público é induzido a um sentimento "milenarista" de fim dos tempos, tal e qual ou pior do que acontecia na Idade Média. É isso mesmo, a Terra tem 4,5 BI de anos, a um mero par de séculos os viventes experimentaram eventos muito mais radicais dos que são noticiados agora. E mesmo assim achamos que somos ''o último biscoito do pacote", os "eleitos" pelo Universo para assistir de camarote o fim dos tempos, afinal somos tão "especiais".

 

A verdade é que a crosta da Terra é formada de "rugas de preocupação" com o que fazemos e com o nosso destino. :sarcastic:

 

Grande abraço.

 

 

O VÍDEO ANTERIOR, PARA MIM É UMA PERDA DE TEMPO E SÓ ATRAPALHA UMA CONSCIÊNCIA MELHOR DO NOSSO AMBIENTE E DE NOSSA RESPONSABILIDADE, TEM ALGUMAS PARTES BOAS, MAS O SARCASMO ESTRAGA TUDO.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Como você escreveu Coutinho, hoje com a facilidade de se registrar/compartilhar informação sobre esses eventos extremos às vezes tem-se a impressão de um aumento na taxa de ocorrência de alguns deles. Não se pode generalizar, cada evento/localidade é particular, mas nos EUA há um DECRESCIMO no número anual de tornados (EF-2 e mais fortes) desde 1970. O único aumento foi visto nos EF-1(fracos).

 

Os dados dão da SPC (http://www.spc.noaa.gov/wcm/#data):

 

2v7xe02.png

 

E em 1974 cientistas relacionavam os tornados e secas com mudanças climáticas também, mas naquela época era o "global cooling"...

 

312xt8h.png

Time Magazine/wattsupwiththat

Share this post


Link to post
Share on other sites

OU SEJA, AINDA ESTAMOS LONGE DE ENTENDER O CLIMA, MAS, PARA MIM, TANTO ESFRIANDO COMO AQUECENDO TEREMOS EVENTOS EXTREMOS MAIS ACENTUADOS, UNS MAIS OUTROS MENOS EM RELAÇÃO A FRIO/CALOR, POIS A DIFERENÇA ENTRE O POLO/EQUADOR SERÁ SEMPRE GRANDE EM RELAÇÃO A MÉDIA (POR SINAL, QUAL MÉDIA?)

Share this post


Link to post
Share on other sites
OU SEJA, AINDA ESTAMOS LONGE DE ENTENDER O CLIMA, MAS, PARA MIM, TANTO ESFRIANDO COMO AQUECENDO TEREMOS EVENTOS EXTREMOS MAIS ACENTUADOS, UNS MAIS OUTROS MENOS EM RELAÇÃO A FRIO/CALOR, POIS A DIFERENÇA ENTRE O POLO/EQUADOR SERÁ SEMPRE GRANDE EM RELAÇÃO A MÉDIA (POR SINAL, QUAL MÉDIA?)

 

Apesar do aquecimento, já li alguns estudos defendendo além de verões mais quentes, invernos mais frios, no geral...

Edited by Guest

Share this post


Link to post
Share on other sites
OU SEJA, AINDA ESTAMOS LONGE DE ENTENDER O CLIMA, MAS, PARA MIM, TANTO ESFRIANDO COMO AQUECENDO TEREMOS EVENTOS EXTREMOS MAIS ACENTUADOS, UNS MAIS OUTROS MENOS EM RELAÇÃO A FRIO/CALOR, POIS A DIFERENÇA ENTRE O POLO/EQUADOR SERÁ SEMPRE GRANDE EM RELAÇÃO A MÉDIA (POR SINAL, QUAL MÉDIA?)

 

Apesar do aquecimento, já li alguns estudos defendendo além de verões mais quentes, invernos mais frios, no geral...

 

Aqui no Sul do Brasil, temos cada vez verões mais extremos. Isso é um fato INEGÁVEL.

Cidades serranas que se contentavam com o ventilador de teto nos hotéis, estão vendo a necessidade do ar condicionado hoje em dia. Um absurdo o que tem sido de quentes, de um modo geral, os Natais, algo que antigamente era mais raro. Noites de Natal eram quentes, mas sem muito extremo. Normalmente, hoje em dia, temos tido dias e noites de Natal tórridos. Podem observar.

Não vamos tapar o sol com a peneira! Acho estranho que tem pessoas que ainda debocham de algo tão sério e triste. PRECISAMOS preservar o PLANETA TERRA para nossos descendentes. Do que muitos riem e não se preocupam hoje, muito chorarão depois.

Pensem nisso, amigos!

Abraços.

Share this post


Link to post
Share on other sites
OU SEJA, AINDA ESTAMOS LONGE DE ENTENDER O CLIMA, MAS, PARA MIM, TANTO ESFRIANDO COMO AQUECENDO TEREMOS EVENTOS EXTREMOS MAIS ACENTUADOS, UNS MAIS OUTROS MENOS EM RELAÇÃO A FRIO/CALOR, POIS A DIFERENÇA ENTRE O POLO/EQUADOR SERÁ SEMPRE GRANDE EM RELAÇÃO A MÉDIA (POR SINAL, QUAL MÉDIA?)

 

Apesar do aquecimento, já li alguns estudos defendendo além de verões mais quentes, invernos mais frios, no geral...

 

NO TOPO DA SERRA;

 

VERÕES MAIS CURTOS, NA MÉDIA SEM ALTERAÇÃO, MAS COM PERÍODOS CURTOS DE FORTE CALOR (7/12 DIAS), FEVE ATÉ FICOU UM POUCO MAIS FRIO, TALVEZ PELA CHUVA.

 

INVERNOS MAIS LONGOS E FRIOS, QUEDA MAIOR EM MAIO, JULHO E SETEMBRO, QUASE NEUTRO EM JUNHO E AGOSTO (+0,1/+0,2), NA MÉDIA O INVERNO ESTÁ MAIS FRIO E LONGO E O VERÃO MAIS CURTO E GROSSO.

 

ISTO VALE MAIS PARA PARTE ACIMA DOS 900/1000 DO PLANALTO CENTRO-SUL/sc E TOPO DO RS, JÁ NO LITORAL E OUTRAS ÁREAS, TERIA QUE TER OS DADOS, FORA ISTO TEMOS MUITO ACHISMO DISTO OU DAQUILO.

 

UM FATO QUE VEM CHAMANDO A ATENÇÃO SÃO AS GEADAS DANOSAS NA PRIMAVERA, DE 2004 PARA CÁ TEM COLHIDO MAIS QUE O NORMAL.

 

DESDE QUE VIM PARA CÁ, OUT. DE 98, DUAS COISAS; UM VERÃO QUE TEVE 13 DIAS COM GEADA E EM TODOS OS MESES E ESTE INVERNO SEM NEVE NO QUINTAL

 

NA MÉDIA A CHUVA AUMENTOU, SE NÃO ME FALHA A MEMÓRIA ALGO ENTRE 150/200 MM/ANO.

 

PENA NÃO TERMOS UM WOLFGANG POR MUNÍCPIO, UMA VEZ ELE COMENTOU AS VARIAÇÕES DA MÉDIA POR DÉCADA, CHEGA A + DE 2°C P/+ OU -, LÁ JÁ TEVE PERÍODOS DE INTENSO FRIO E OUTROS DE CALOR, ISTO ANOS A FIO P/UM E OUTRO E SÃO SÓ 80 ANOS DE DADOS. LÁ VOLTOU A CAIR A TEMPERATURA E AUMENTOU A CHUVA.

 

GRAÇAS A PESSOAS COMO ELE, INFELIZMENTE MUITO RARAS, É QUE TEMOS NOÇÃO MELHOR DO CLIMA EM PARTE DE SC E NOROESTE DO RS, A TÃO FALADA ONDA DE CALOR DE 2014 NEM CHEGOU PERTO DA DE 1958. TEMOS MUITA FALTA DE DADOS.

 

ESTE SENHOR, HOJE COM MAIS DE 70 ANOS, COMEÇOU COM O PAI DELE, DÁ GOSTO DE TROCAR IDEIAS, SABE MUITO BEM O QUE FALA, POIS ESTÁ EMBASADO EM DADOS CONCRETOS E TEM UMA NOÇÃO DE CLIMA MUITO ALÉM DA SUA INSTRUÇÃO FORMAL (4 SÉRIE), DÁ UM BANHO EM MUITOS LETRADOS, INCLUSIVE É FONTE DE CONSULTA, A PETROBRAS JÁ CONSULTOU TEMPOS ATRÁS SOBRE A CHUVA POR LÁ.

 

EM RELAÇÃO AOS PESQUISADORES OS RUSSO FORAM OS QUE MAIS SE APROXIMARAM DA REALIDADE 24 ANOS DEPOIS. DEVEM SER LEVADOS MAIS A SÉRIOS. EMBORA TANTO FAZ AQUECER OU ESFRIAR OU FICAR NA MESMA, NÃO MUDAREMOS ATÉ QUE A "NATUREZA" NOS DÊ UM ULTIMATO BEM RADICAL (FOME, FALTA DE ÁGUA POTÁVEL A CONTENTO, ÁREA AGRÍCOLA, COISAS DO TIPO).

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vejamos algumas coisas,

A mensagem de ontem;

Resumindo: Os termômetros na maioria das estações utilizadas para compor a rede mundial de estações meteorológicas não foram projetados para medir com a acurácia e resolução aquilo que se convencionou chamar de aquecimento ou seja a resolução necessária é de milésimos de graus 0,001ºC talvez com centésimos de graus a coisa já seria um pouco melhor.

Os termõmetros com álcool não apresentariam nenhum aquecimento ou resfriamento.

 

Dessa forma NENHUM ser humano tem a sensibilidade para dectetar essa diferença.

 

Abraços

image_thumb264.png?w=157&h=139

 

image_thumb265.png?w=636&h=294

Share this post


Link to post
Share on other sites
OU SEJA, AINDA ESTAMOS LONGE DE ENTENDER O CLIMA, MAS, PARA MIM, TANTO ESFRIANDO COMO AQUECENDO TEREMOS EVENTOS EXTREMOS MAIS ACENTUADOS, UNS MAIS OUTROS MENOS EM RELAÇÃO A FRIO/CALOR, POIS A DIFERENÇA ENTRE O POLO/EQUADOR SERÁ SEMPRE GRANDE EM RELAÇÃO A MÉDIA (POR SINAL, QUAL MÉDIA?)

 

Apesar do aquecimento, já li alguns estudos defendendo além de verões mais quentes, invernos mais frios, no geral...

 

NO TOPO DA SERRA;

 

VERÕES MAIS CURTOS, NA MÉDIA SEM ALTERAÇÃO, MAS COM PERÍODOS CURTOS DE FORTE CALOR (7/12 DIAS), FEVE ATÉ FICOU UM POUCO MAIS FRIO, TALVEZ PELA CHUVA.

 

INVERNOS MAIS LONGOS E FRIOS, QUEDA MAIOR EM MAIO, JULHO E SETEMBRO, QUASE NEUTRO EM JUNHO E AGOSTO (+0,1/+0,2), NA MÉDIA O INVERNO ESTÁ MAIS FRIO E LONGO E O VERÃO MAIS CURTO E GROSSO.

 

ISTO VALE MAIS PARA PARTE ACIMA DOS 900/1000 DO PLANALTO CENTRO-SUL/sc E TOPO DO RS, JÁ NO LITORAL E OUTRAS ÁREAS, TERIA QUE TER OS DADOS, FORA ISTO TEMOS MUITO ACHISMO DISTO OU DAQUILO.

 

UM FATO QUE VEM CHAMANDO A ATENÇÃO SÃO AS GEADAS DANOSAS NA PRIMAVERA, DE 2004 PARA CÁ TEM COLHIDO MAIS QUE O NORMAL.

 

DESDE QUE VIM PARA CÁ, OUT. DE 98, DUAS COISAS; UM VERÃO QUE TEVE 13 DIAS COM GEADA E EM TODOS OS MESES E ESTE INVERNO SEM NEVE NO QUINTAL

 

NA MÉDIA A CHUVA AUMENTOU, SE NÃO ME FALHA A MEMÓRIA ALGO ENTRE 150/200 MM/ANO.

 

PENA NÃO TERMOS UM WOLFGANG POR MUNÍCPIO, UMA VEZ ELE COMENTOU AS VARIAÇÕES DA MÉDIA POR DÉCADA, CHEGA A + DE 2°C P/+ OU -, LÁ JÁ TEVE PERÍODOS DE INTENSO FRIO E OUTROS DE CALOR, ISTO ANOS A FIO P/UM E OUTRO E SÃO SÓ 80 ANOS DE DADOS. LÁ VOLTOU A CAIR A TEMPERATURA E AUMENTOU A CHUVA.

 

GRAÇAS A PESSOAS COMO ELE, INFELIZMENTE MUITO RARAS, É QUE TEMOS NOÇÃO MELHOR DO CLIMA EM PARTE DE SC E NOROESTE DO RS, A TÃO FALADA ONDA DE CALOR DE 2014 NEM CHEGOU PERTO DA DE 1958. TEMOS MUITA FALTA DE DADOS.

 

ESTE SENHOR, HOJE COM MAIS DE 70 ANOS, COMEÇOU COM O PAI DELE, DÁ GOSTO DE TROCAR IDEIAS, SABE MUITO BEM O QUE FALA, POIS ESTÁ EMBASADO EM DADOS CONCRETOS E TEM UMA NOÇÃO DE CLIMA MUITO ALÉM DA SUA INSTRUÇÃO FORMAL (4 SÉRIE), DÁ UM BANHO EM MUITOS LETRADOS, INCLUSIVE É FONTE DE CONSULTA, A PETROBRAS JÁ CONSULTOU TEMPOS ATRÁS SOBRE A CHUVA POR LÁ.

 

EM RELAÇÃO AOS PESQUISADORES OS RUSSO FORAM OS QUE MAIS SE APROXIMARAM DA REALIDADE 24 ANOS DEPOIS. DEVEM SER LEVADOS MAIS A SÉRIOS. EMBORA TANTO FAZ AQUECER OU ESFRIAR OU FICAR NA MESMA, NÃO MUDAREMOS ATÉ QUE A "NATUREZA" NOS DÊ UM ULTIMATO BEM RADICAL (FOME, FALTA DE ÁGUA POTÁVEL A CONTENTO, ÁREA AGRÍCOLA, COISAS DO TIPO).

 

Acho que pessoas como o Wolfgang que você falou são bastante difíceis de encontrar. Com certeza o pessoal mais ligado ao campo tem uma percepção bem melhor do clima. Como você escreveu, cada década com suas variações.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Apesar do aquecimento, já li alguns estudos defendendo além de verões mais quentes, invernos mais frios, no geral...

 

No HN a era glacial "deve" ser caracterizada por invernos curtos e verões longos.

 

Ronaldo, O topo da Serra, é uma coisa local.

 

As variações decadais são comuns no clima local e decorrência das variações decadais de grande escala.

 

Assim é normal períodos um pouco mais frio e períodos um pouco mais quente.

 

Se estamos em um período interglacial....

 

E dentro do período interglacial tivemos períodos longos de temperatura em queda ou em elevação.

 

E dentro desses períodos longos também tivemos invernos mais frios alternando com invernos mais quentinhos.

 

São alterações dentro mesmo regime....talvez na linguagem do Anderson "sazonais" sem volume suficiente para "alterar tendências".

Share this post


Link to post
Share on other sites

A título de curiosidade, ocorrências conhecidas de seca no Nordeste.

 

A existência das secas mais antigas vai sendo conhecida principalmente pela pesquisa de documentos históricos: relatos de cronistas e viajantes (Estudiosos e cientistas incluídos), relatórios que governadores e/ou representantes da Coroa Portuguesa enviavam para seus superiores ou para o rei, etc, etc.

 

Anos em que hoje se tem documentação suficiente para afirmar que houve seca no NE:

1564, 1583

1603, 1605-07, 1614, 1645, 1652, 1692

1710-11, 1723-27, 1736-37, 1744-45, 1766, 1777-78, 1790-93

1808-09, 1816-17, 1824-25, 1835-37, 1844-45, 1877-79, 1888

1915, 1919, 1932, 1958, 1979-84 e esta última.

 

A seca de 1877-79 passou para a história como a que teve mais mortes (Foi a 1ª razoavelmente documentada).

Calcula-se que morreram mais de 500.000 pessoas, direta e indiretamente devido à seca.

Isto numa época em que o Brasil tinha cerca de 12 milhões de habitantes, apenas. :shok:

 

Mas há autores que afirmam que a seca de 1824-25 foi até pior.

A diferença é que a população do sertão era muito menor do que em 1877-79, logo o impacto também foi bem menor.

Houve um grande incremento populacional naquelas regiões durante o século XIX.

 

Lembrando que os índios da região conviviam com a seca há milênios, mas eram uma população muito rarefeita.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O AQUECIMENTO GLOBAL é um problema mundial e inegável. Afeta não somente o Brasil, onde o clima anda "doido" ultimamente, com extremos prejudicando a fauna e a flora inclusive.

Vejam essa notícia abaixo do ano passado, sobre a proliferação de mosquitos na Alemanha! Cada vez mais os invernos são mais frios na Europa. Eu senti isso na pele no ano passado, quando fui ao Leste Europeu! Era para estar bem mais frio. Em Praga, onde é minha foto do BAZ, ainda fez frio com sol, no final de outubro/inicio de novembro, mas nada demais. Em Budapeste o povo estava impressionado com a temperatura amena para novembro, quando já é normalmente gelado, principalmente pela manhã e à noite. Conversei com nossa guia, Edith, e ela AFIRMOU que os invernos não são nem parecidos com os de antigamente.

E quando faz um frio forte, é rápido. Pelo jeito, de um modo geral, o calor está predominando no mundo. Isso é perceptível.

Abraços a todos.

http://www.dw.de/condi%C3%A7%C3%B5es-clim%C3%A1ticas-favorecem-adapta%C3%A7%C3%A3o-de-mosquitos-tropicais-na-alemanha/a-16958516

Share this post


Link to post
Share on other sites
O AQUECIMENTO GLOBAL é um problema mundial e inegável. Afeta não somente o Brasil, onde o clima anda "doido" ultimamente, com extremos prejudicando a fauna e a flora inclusive.

Vejam essa notícia abaixo do ano passado, sobre a proliferação de mosquitos na Alemanha! Cada vez mais os invernos são mais frios na Europa. Eu senti isso na pele no ano passado, quando fui ao Leste Europeu! Era para estar bem mais frio. Em Praga, onde é minha foto do BAZ, ainda fez frio com sol, no final de outubro/inicio de novembro, mas nada demais. Em Budapeste o povo estava impressionado com a temperatura amena para novembro, quando já é normalmente gelado, principalmente pela manhã e à noite. Conversei com nossa guia, Edith, e ela AFIRMOU que os invernos não são nem parecidos com os de antigamente.

E quando faz um frio forte, é rápido. Pelo jeito, de um modo geral, o calor está predominando no mundo. Isso é perceptível.

Abraços a todos.

http://www.dw.de/condi%C3%A7%C3%B5es-clim%C3%A1ticas-favorecem-adapta%C3%A7%C3%A3o-de-mosquitos-tropicais-na-alemanha/a-16958516

 

Infelizmente, João.

 

Isto não é perceptível em termos de temperatura pelo ser humano.

As pessoas não tem essa hipersensibilidade.

 

Muitas pessoas [ em geral leigos] confundem variações decadais com mudanças climáticas.

 

O aquecimento efetivo desde 1850 é de aproximadamente 1ºC com uma incerteza de 0,4ºC.

 

A década mais quente no planeta foi a década de 30 do século passado. [ isto é de 1850].

 

Porém, dentro da escala do tempo de vida humano....memórias de 90 anos....[ o que eu comi hoje mesmo?]

 

Y7hGC9PaXQk

Share this post


Link to post
Share on other sites

Apesar do aquecimento, já li alguns estudos defendendo além de verões mais quentes, invernos mais frios, no geral...

 

No HN a era glacial "deve" ser caracterizada por invernos curtos e verões longos.

 

Ronaldo, O topo da Serra, é uma coisa local.

 

As variações decadais são comuns no clima local e decorrência das variações decadais de grande escala.

 

Assim é normal períodos um pouco mais frio e períodos um pouco mais quente.

 

Se estamos em um período interglacial....

 

E dentro do período interglacial tivemos períodos longos de temperatura em queda ou em elevação.

 

E dentro desses períodos longos também tivemos invernos mais frios alternando com invernos mais quentinhos.

 

São alterações dentro mesmo regime....talvez na linguagem do Anderson "sazonais" sem volume suficiente para "alterar tendências".

 

Cada período é bastante particular mesmo... A temperatura global durante o período Cretáceo é estimada de 6 a 8 ºC acima da média atual. O nível de CO2 nesse período era por volta de 1700 ppm, 4x maior do que os 400 ppm de hoje.

Sob essas condições havia rica biodiversidade, grandes áreas cobertas com florestas...

"Tempos interessantes" hein Mafili? :sarcastic:

u06zk.jpg

http://www.bbc.co.uk/nature/history_of_the_earth/Cretaceous - wattsupwiththat

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sou apenas um curioso em meteorologia, mas não posso deixar de externar o meu agradecimento pela riqueza de informações disponibilizada pelos senhores.

 

:clapping:

Share this post


Link to post
Share on other sites
Sou apenas um curioso em meteorologia, mas não posso deixar de externar o meu agradecimento pela riqueza de informações disponibilizada pelos senhores.

 

:clapping:

 

Bazooka, Como não sei tua formação. Vamos pegar o exemplo abaixo.

 

Parece-me um tema popular e uma matemática do ensino fundamental.

 

Descobri aqui [no fórum] que não é composto por pessoas leigas que a maior dificuldade minha é não conseguir de forma adequada o que realmente é a hipótese do aquecimento global antropogênico. [ vulgo CO2]

 

Se alguém não entender é só perguntar.

 

Abraços

 

Exemplo 1

 

Paulo aplicou R$ 800,00 num investimento que rende 3% a.m., a juros compostos. Quanto tempo após a aplicação o saldo será de R$ 1.200,00?

 

eqz51v.png

Share this post


Link to post
Share on other sites

Gozado,

 

Acho que nenhum membro do fórum guardou dinheiro.

 

well, isto responde parte das minha dúvidas.

 

Estranho

Share this post


Link to post
Share on other sites
hrmyiq.png

(bob tidsdale)

 

Land Ocean Temperature Index (LOTI)...[ tão útil como geladeira para esquimó]

 

A ideia geral no gráfico é que o modelos de circulação global do IPCC não são capazes de prever nada.

 

Ou seja se você entrar com os dados disponíveis até 1940 [ 1940/41 enigmático é um shift inesplicável] você não chega a 1979 nem vagamente.

 

Os modelos partem da mesma premissa.

 

Como dito na minha penúltima mensagem....

 

Logaritimo.

 

Abraços

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Land Ocean Temperature Index (LOTI)...[ tão útil como geladeira para esquimó]

 

A ideia geral no gráfico é que o modelos de circulação global do IPCC não são capazes de prever nada.

 

Ou seja se você entrar com os dados disponíveis até 1940 [ 1940/41 enigmático é um shift inesplicável] você não chega a 1979 nem vagamente.

 

Os modelos partem da mesma premissa.

 

Como dito na minha penúltima mensagem....

 

Logaritimo.

 

Abraços

 

Se o aumento de temperatura projetada dependesse da [CO2/outros gases] a taxa de elevação deveria ser bem maior no segundo período, o que não ocorre... grande falha na hipótese de aquecimento antropogênico/modelos.

abs

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Se o aumento de temperatura projetada dependesse da [CO2/outros gases] a taxa de elevação deveria ser bem maior no segundo período, o que não ocorre... grande falha na hipótese de aquecimento antropogênico/modelos.

abs

 

Anderson, O quadro é pior.

 

A ausência de aquecimento já é um leve transtorno para os modelos.

 

O quadro que eles não suportam ....QUALQUER TENDÊNCIA DE RESFRIAMENTO [no sentido Dow....by Anderson da palavra]

 

aBraços....to be continues....

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Anderson, O quadro é pior.

 

A ausência de aquecimento já é um leve transtorno para os modelos.

 

O quadro que eles não suportam ....QUALQUER TENDÊNCIA DE RESFRIAMENTO [no sentido Dow....by Anderson da palavra]

 

aBraços....to be continues....

 

vejo muitos comentários que cada vez que uma nova versão desses modelos é lançada, os ajustes dessa última sempre aquecem os dados anteriores...

Share this post


Link to post
Share on other sites

ORAS BOLAS, O CO2 SUBIU PORQUE A TERRA AQUECEU, LOGO ELE COMEÇARÁ A CAIR, BEM SIMPLES.

 

PLANTE MEIO BRASIL NO MUNDO COM PLANTAS DE REFLORESTAMENTO E O CO2 ESTARIA TODINHO PRESO.....DEVE TER ALGO ESTRANHO NO AR...

Share this post


Link to post
Share on other sites
ORAS BOLAS, O CO2 SUBIU PORQUE A TERRA AQUECEU, LOGO ELE COMEÇARÁ A CAIR, BEM SIMPLES.

 

PLANTE MEIO BRASIL NO MUNDO COM PLANTAS DE REFLORESTAMENTO E O CO2 ESTARIA TODINHO PRESO.....DEVE TER ALGO ESTRANHO NO AR...

 

No so far,

 

São tres os isótopos de carbono,

 

C¹² = carbono 12 [ 6 prótons e 6 neutrons]

C¹³ = carbono 13 [ 6 prótons e 7 neutrons]

C¹ = carbono 14 [ 6 prótons e 8 neutrons] formado pela colisão de raios cósmicos com Nitrogênio e em experiências nucleares [não é importante para o tema].

 

Por razões biológicas a concentração de carbono 13 e carbono 12 nas plantas são diferentes daquelas encontradas na atmosfera [referência]

 

Agora, Os combustíveis são de origem biológica, portanto, a queima de combustíveis fósseis e queima de vegetação deve alterar a relação de C¹³/C¹² para menor.

 

E é exatamente aquilo que é observado.

 

Assim as emissões antrópicas de CO2 são significativas para o aumento da concentração de CO2 observado na atmosfera.

 

Neste ponto a luz dos conhecimentos atuais os aquecimentistas estão certos. As emissões humanas são significativas.

 

Abraços

 

Atualmente, o 13CO2 está em uma concentração de aproximadamente 1,1% em relação ao 12CO2 na atmosfera. A ocorrência do 13C na massa vegetal é baixa, porque durante a carboxilação o 12C é favorecido pelas enzimas

 

referência: LEIA

 

http://www.rimaeditora.com.br/pagecofisio.pdf

Share this post


Link to post
Share on other sites

ESTAMOS INDO PARA

 

OUTRA IDADE DO GELO

 

O padrão de tempo bizarro e imprevisível dos últimos anos.

 

Há um perigo mais imediato do que a perspectiva de uma outra era do gelo. Mesmo que os padrões de temperatura e precipitação alterar apenas ligeiramente no futuro próximo em um ou mais dos três principais países exportadores do grão dos EUA, Canadá e Austrália. Acredita-se que a seca contínua e o recente fracasso da colheita russo deu ao mundo uma premonição sombria do que poderia acontecer.

 

O homem, também, pode ser um pouco responsável pela tendência de arrefecimento. A Universidade de Wisconsin Reid A. Bryson e outros climatologistas sugerem que a poeira e outras partículas liberadas na atmosfera como resultado da agricultura e da queima de combustíveis pode estar bloqueando mais e mais luz solar de alcançar e aquecimento da superfície da terra.

 

Vejam as evidências,

 

1- Na África a seca persiste por 6 anos consecutivos trazendo uma terrível fome para aquela sofrida população.

 

2- As maiores chuvas e inundações em séculos nos EUA, Paquistão e Japão.

 

3- O cinturão do trigo no Canadá foi especialmente frio e chuvoso atrasando o plantio e trazendo uma colheita decepcionante.

 

4- A chuvosa Grã-Bretanha sofreu com um período prolongado seco.

 

5- Uma sequência de excepcionalmente frios invernos tem assolado o Velho Oeste Americano.

 

6- A Nova Inglaterra e o Norte da Europa tem sido observado os invernos mais amenos desde sempre.

 

7- Aumento do gelo na Islândia.

 

8-Migração para o sul de criaturas adaptadas a climas quente [ como o Tatu do Meio-Oeste]

 

9-Aumento de 12% na cobertura de gelo e neve. Áreas de Ilha de Baffin, no Ártico canadense, por exemplo, já foram totalmente livre de qualquer neve no verão; agora eles estão cobertos ano.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Atualmente, o 13CO2 está em uma concentração de aproximadamente 1,1% em relação ao 12CO2 na atmosfera. A ocorrência do 13C na massa vegetal é baixa, porque durante a carboxilação o 12C é favorecido pelas enzimas

 

referência: LEIA

 

http://www.rimaeditora.com.br/pagecofisio.pdf

 

a velocidade das reações são maiores com carbono 12 do que com seu isótopo, o famoso efeito isotópico cinético...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.