Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

Recommended Posts

A depressão tropical 11 (JMA) está localizada ao sul de Maysak e deve ganhar força nos próximos dias.
O sistema é previsto para se tornar um forte tufão no final de semana e afetar o sul do Japão e a Coreia do Sul.
O sistema pode afetar o sul do Japão como categoria 4 ou 5!
Próximo nome será Haishen.
 
Imagem
 
 
Imagem
 
 
  • Like 3
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Todos os modelos em acordo que um poderoso tufão pode afetar o sul do Japão no final de semana.

Haishen é o próximo nome da lista.

 

 

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

A temperatura da superfície do mar está 2ºC mais alta do que o normal no sul do Japão.

Em algumas áreas a temperatura média mensal da superfície do mar em agosto, foi a mais alta desde 1982, quando começaram os registros. 

 

 

Edited by Felipe F
  • Like 1
  • Thanks 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

SAÍDA DESTA TARDE DO MODELO EUROPEU, COLOCA A ENTÃO TEMPESTADE TROPICAL 11W (AGORA CHAMADA DE HAISHEN) UM POUCO MAIS A O OESTE DO JAPÃO, MAS MANTENDO A MESMA FORÇA COM PRESSÃO EM TORNO DE 914hpas

 

001.thumb.jpg.6623065483ae9bf69566151cf3b47c5d.jpg

 

POSTERIORMENTE, HAISHEN IRIA FAZER LANDFALL NA CORÉIA DO SUL NA SEGUNDA-FEIRA PELA MANHÃ (HORA LOCAL).

 

002.thumb.jpg.095a1e911e06fae5e4297c234c56f305.jpg

 

O LANDFALL DE HAISHEN SERIA UM DURO GOLPE PARA A CORÉIA DO SUL QUE JÁ TERA O LANDFALL DE OUTRO TUFÃO NESTA QUARTA-FEIRA. O MAYSAK

 

003.thumb.jpg.d07997bc318df036a74510f53acf59b5.jpg

 

PELA SAÍDA DESTA TARDE DO MODELO EUROPEU, ALGUNS LUGARES DO JAPÃO PODERIAM TER RAJADAS DE QUASE 300km/h O QUE SERIA ALTAMENTE DEVASTADOR. RAJADAS DE 200km/h TAMBÉM SERIAM OBSERVADAS NA CORÉIA DO SUL, INCLUINDO NA CIDADE LITORÂNEA DE BUSAN (3.4 milhões de habitantes), NA COSTA SUDESTE DO PAÍS.

 

CLARAMENTE, VENTOS E STORM SURGE SERÃO AS MAIORES AMEAÇAS DESTES TUFÕES A JAPÃO E CORÉIA DO SUL.

 

010.thumb.png.41ad09743e7af778db2bc0950ceb41a3.png011.thumb.png.c3e67c901419795780b6500ae57454c0.png

 

A EXPECTATIVA É QUE HAISHEN CHEGUE A CATEGORIA 4 ALTO OU ATÉ MESMO A CATEGORIA 5 NA ESCALA SAFFIR SIMPSON, SE APROVEITANDO DE SHEAR EXTREMAMENTE FRACO E TEMPERATURA DO OCEANO COM VALORES RECORDES. 

 

É PROVÁVEL QUE CHEGUE A STATUS DE SUPER-TUFÃO.

 

005.thumb.png.9ce076929a6aa6921b300ac8b10f0239.png

 

POR ENQUANTO A ULTIMA PREVISÃO DO JTWC SUGERE VENTOS DE 120nós (222km/h) NO PICO, O QUE LEVARIA UM CATEGORIA 4, MAS NÃO A UM SUPER-TUFÃO.

 

002.thumb.gif.3d8c143e05aa9502df6e723969e680ae.gif

  • Like 3
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

MAYSAK VAI SE APROXIMANDO DO LANDFALL SOBRE A CORÉIA DO SUL COMO UM TUFÃO DE CATEGORIA 2.

 

 

001.png.33312c2b8328ced02619df9360b86fd6.png002.png.c8b629e2a4c7858abbc013f592826c87.png

 

O AEROPORTO PRÓXIMO A CIDADE DE BUSAN ESTÁ REGISTRANDO RAJADAS DE 131km/h NESTE MOMENTO

 

003.thumb.png.dc534e3dcef80fca1f53342142b16338.png

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

A ESTATAL TV NORTE-COREANA ESTÁ COM A PROGRAMAÇÃO ATIVA NESTA MADRUGADA DE QUARTA PARA QUINTA (NORMALMENTE ENCERRAM A PROGRAMAÇÃO AS 23:00), COBRINDO OS IMPACTOS DE MAYSAK.

 

A PROGRAMAÇÃO SEGUE REGULAR, COM "PLANTÕES" DURANTE A PROGRAMAÇÃO DIRETO DO CENTRO METEOROLÓGICO DA  CORÉIA DO NORTE E OUTROS INFORMES.

 

 

875349945_WhatsAppImage2020-09-02at14_09_38.thumb.jpeg.10c6b855857e440401a2bf033749e746.jpeg002.thumb.png.66a565623831c31c282459836eaea97b.png

003.png.4e81b1962f9bb312788e549db32df174.png002.png.232b62a6b24014e130d448e701a9d5f2.png

 

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

TV NORTE-COREANA ACABA DE INFORMAR O SEU PÚBLICO QUE MAYSAK FEZ LANDFALL NA VIZINHA DO SUL 

 

HÁ INUNDAÇÕES SENDO REPORTADAS NA CORÉIA DO NORTE (SÓ NÃO ME PERGUNTE AONDE, PORQUE EU NÃO ENTENDO COREANO)

 

002.png.6e1958a4da675b6f68a9a9f456657e0a.png003.png.a7c93abaa4daee927d8b11eaaa72f8c6.png004.png.bed6a34f22fab2ba200c2726460b2c30.png

  • Haha 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

NOVO PLANTÃO DA TV ESTATAL DA CORÉIA DO NORTE EXIBIDO POR VOLTA DAS 5:00 HORA LOCAL (17:00 BRASÍLIA), INFORMANDO SOBRE O ANDAMENTO DO TUFÃO MAYSAK.

 

PELAS IMAGENS HÁ INUNDAÇÕES EM ALGUNS PONTOS DO PAÍS SENDO REPORTADAS. 

 

002.png.f10699083f51d01da18cb64a0ad8d18b.png003.png.5703b7719b807b3ac366d86310094b90.png004.png.891a9d8931dfe9d2c4eb6ef2049dfd31.png005.png.0e266818c9d688e3dc434edbe3f55bd4.png

 

 

CENTRO DO TUFÃO MAYSAK ESTÁ AGORA SOBRE A COSTA LESTE DA CORÉIA DO SUL, DEVENDO AVANÇAR SOBRE A CORÉIA DO NORTE AGORA A NOITE (HORÁRIO DE BRASÍLIA).

 

005.png.52ad3fc63827bf5c7dcb7f7f5f4972db.png

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Coreia do Sul pode ter outro grande problema no começo da próxima semana.

 

Imagem

Share this post


Link to post
Share on other sites

Haishen já iniciou seu processo de intensificação.

Ciclone neste momento está na categoria 2 e olho agora visível nas imagens de satélite. 

 

Imagem

 

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Fiquei inspirado para falar um pouco sobre o Haishan. 

Novamente, fiz uma ilustração com alguns pontos importantes sobre o tufão:

Em azul, fiz o contorno das bandas de tempestades de Haishan que mostram uma bela e clássica forma de um ciclone tropical em ambiente favorável e pronto para explodir. 

Em vermelho contornei os setores onde a saída de fluxo está mais estabelecida e escorrendo quase que para todos os quadrantes, lindo de se ver.

E em preto, circulei o pequeno olho que veio se formando nessas últimas horas, aparenta ser do tipo "pinhole", o mais perigoso e o clássico anúncio de rápida intensificação à caminho. Mas se notarmos nas imagens de satélite animadas, ainda há algum ar seco ingerido e o olho ainda não está completamente consolidado, eu presumo que no máximo em 6h veremos uma intensificação mais rápida. 

 

image.png.f1529a1d37c6882776a1a9ce8fb399e2.png

A água do mar como vemos, não é um problema no assunto "combustível". Falando em combustível, vejam o calor acumulado em profundidade, é o suficiente para grande surpresas e inclusive está MUITO acima da média nessa região e a água do mar está pelo menos 2°C acima da média.image.png.04019563bbdd5023f59463391e6bb25d.png

 

É bem provável que Haishen atinja a categoria 5.

 

haishen.JPG

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

O pinhole de ontem, comentei que não estava muito bem consolidado, eis o motivo: ciclo de substituição da parede do olho, ela acabou de ser completada! Veja nas imagens em microondas: 

 

gifsBy12hr_04.gif

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
Citar

TPPN10 PGTW 032129

A. TYPHOON 11W (HAISHEN)

B. 03/2050Z

C. 21.44N

D. 135.66E

E. THREE/HMWRI8

F. T7.0/7.0/D2.5/24HRS STT: D0.5/03HRS

G. IR/EIR

H. REMARKS: 09A/PBO RAGGED EYE/ANMTN. WMG EYE SURROUNDED BY W
YIELDS AN E# OF 6.0. ADDED 1.0 EYE ADJUSTMENT FOR W, TO YIELD A
DT OF 7.0. MET IS 6.0. PT IS 6.5. DBO DT.

I. ADDITIONAL POSITIONS:
03/1640Z 21.13N 136.05E MMHS
03/1657Z 21.12N 135.98E AMS2


MARTIN

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

EXATO TRAJETO DE HAISHEN SEGUE INDEFINIDO NO TOCANTE QUANTO O LANDFALL NA CORÉIA DO SUL.

 

MODELOS GLOBAIS VARIAM A POSIÇÃO DO LANDFALL E PROGRESSO

 

002.thumb.png.6dc6288a5fbd833e73737e6f6830f2b8.png

 

JÁ O MODELO EUROPEU PARECE TER ALTA CONFIANÇA DENTRO DO SEU ENSEMBLE PARA UM TRAJETO SIMILAR A MAYSAK, PASSANDO PARA COSTA LESTE DAS CORÉIAS

 

 

003.thumb.png.23d152c3c9b5c62b4848e79c46c16a5d.png

 

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não faz landfall como equivalente a categoria 5 não, né ? Pelo que vi nas previsões, deve perder alguma força até lá.

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Renan disse:

Não faz landfall como equivalente a categoria 5 não, né ? Pelo que vi nas previsões, deve perder alguma força até lá.

Somente em algumas ilhas japonesas deve chegar como categoria 5.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

2 horas atrás, Renan disse:

Não faz landfall como equivalente a categoria 5 não, né ? Pelo que vi nas previsões, deve perder alguma força até lá.

 

Absolutamente não vai ser categoria 5 ou 4, e vai perder não alguma, mas muita força (mesmo categoria 3 não deve conseguir, se bem que pela lentidão com que o JTWC "enfraquece" os tufões após o pico eu não duvido desta categoria como "oficial" ao tocar o solo).  A Coréia continental nunca teve um impacto de ciclone tropical (na era moderna) acima da categoria 3 (na ilha de Jeju tecnicamente poderia ocorrer, numa situação excepcional).  As águas na costa sul do país, mesmo quando muito quentes (o que tende a acontecer no final do verão, como agora), são bem mais frias logo abaixo da superfície (águas que permanecem relativamente quentes em maior profundidade são o principal combustível para ciclones realmente intensos, tipo Haiyan).

 

Mas além destes limitadores naturais, este tufão promete seguir uma trajetória quase igual à de Maysak, o que torna o ambiente por onde o sistema vai passar (especialmente ao se aproximar da Coréia) mais hostil a um ciclone intenso, já que o tufão “de ontem” revolveu e refrescou as águas.

 

Apesar de não registrar tufões intensos, a península coreana tem um longo histórico de grandes volumes de chuva causados por tufões, sendo que em 2002 um deles (Rusa) provocou 880 mm de chuva em 24 horas nos arredores da cidade de Gangneung, na costa leste da Coréia do Sul, com ajuda da orografia local (este é  o recorde nacional de chuva diária fora da ilha de Jeju, onde existe uma montanha que sempre registra totais muito elevados, já tendo superado os 1000 mm algumas vezes; nas áreas mais habitadas de Jeju chove bem menos nestas ocasiões).

 

No Japão, por outro lado, existem registros de “landfalls” bem intensos, sendo os recordes nacionais de menor pressão ao nível do mar (dentre as ilhas principais, deixando de fora as Ryukyu) de 911,6 mb no Cabo Muroto, na ilha de Shikoku, em 1934, e 916,1 mb em Makurazaki, na ilha de Kyushu, em 1945 (valores que jamais foram aproximados no século XXI, diga-se de passagem, apesar do aumento da temperatura média do mar).

 

Para quem vai além da histeria sensacionalista que domina a discussão sobre ciclones tropicais nos dias de hoje, isto não é surpresa nenhuma, pois a “água quente” é muito importante para sustentar um ciclone tropical intenso, mas ela sozinha não faz nada, é necessária uma combinação de fatores que vai muito além. 

 

Estudos de paleoclimatologia indicam que “storm surges” imensos (acima dos maiores registros modernos) ocorreram no litoral do Belize (América Central) em plena pequena idade do gelo, quando os mares da região eram bem menos quentes que hoje (mas ainda suficientemente quentes para gerar furacões muito intensos, e por algum motivo desconhecido as condições atmosféricas de uma maneira geral pareciam bem mais favoráveis à furacões fortes naquela área no passado).  Também, o furacão mais devastador da história do Atlântico Norte ocorreu em 1780, ano da pequena idade do gelo com um inverno gélido no leste dos EUA, que congelou parte da costa de NY.

 

Abaixo a tabela de recordes (top 10) da estação de Makurazaki (ponto sul da ilha de Kyushu) desde 1923, com a pressão mínima do tufão de 1945 na liderança isolada (primeira linha).

 

makura.thumb.png.6d3d1e3ade167abb3bd85c97f0b17565.png

 

Abaixo uma foto do Monte Hallasan, em Jeju (Coréia do Sul), região que costuma registrar grandes volumes de chuva durante a passagem de tufões (a foto é de novembro, final de outono, com as praias subtropicais ao fundo).

hallasan.jpg.872ab4568dbbfbcc0fb24a89e7f6791c.jpg

 

 

Edited by Wallace Rezende
  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites

Haishen oficialmente se tornou um Super Tufão.

Ventos sustentados  (1 min) estimados em 250 km/h e pressão de 925 hPa.

O pico do ciclone de acordo com maioria dos modelos deve ocorrer nas próximas 12 horas.

Ilhas japonesas tem a possibilidade de um landfall como fraco categoria 5 ou forte categoria 4 nos próximos dias (landfall previsto de 927 mbar).

 

Imagem

Edited by Felipe F
  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites

Efeitos do ciclone pós-tropical Maysak na região de Vladivostok (Rússia) no dia de ontem (03/09).  O aeroporto de Vladivostok, que fica bem "para dentro" e longe da península (onde está a cidade) registrou rajadas de até 90 Km/h, mas nos locais mais expostos dentro da área urbana as rajadas superaram facilmente os 100 Km/h, talvez 150 Km/h.

 

 

 

 

Estes tufões em transição para baixas extratropicais podem provocar rajadas bem fortes em alguns locais quando interagem com outros sistemas meteorológicos, em setembro de 2004 um deles provocou rajadas de até 180 Km/h em Sapporo (Hokkaido, Japão), causando danos severos à vegetação da área, descritos com os piores já vistos.

 

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Haishen foi categoria 5 por alguns minutos, porém a JTWC voltou atrás e manteve o ciclone como um forte categoria 4 (250 km/h).

Uma parede externa já começou a se formar e um ciclo de substituição da parede do olho é esperado.

 

Imagem

 

Imagem

 

  • Sad 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Haishen segue na categoria 4 (pressão mínima de 916 mbar).

A previsão era que o sistema iria passar por um ciclo de substituição da parede do olho e aos poucos iria se enfraquecendo, porém até o momento nada aconteceu.

Existe divergência até mesmo nas principais agências de meteorologia da região, com JTWC apostando no enfraquecimento e a JMA no fortalecimento até amanhã.

 

gifsBy12hr_05.gif.759ae64fbef8a23f0bcfbdbd38d95490.gif

 

Imagem

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Felipe F disse:

Haishen segue na categoria 4 (pressão mínima de 916 mbar).

A previsão era que o sistema iria passar por um ciclo de substituição da parede do olho e aos poucos iria se enfraquecendo, porém até o momento nada aconteceu.

Existe divergência até mesmo nas principais agências de meteorologia da região, com JTWC apostando no enfraquecimento e a JMA no fortalecimento até amanhã.

 

gifsBy12hr_05.gif.759ae64fbef8a23f0bcfbdbd38d95490.gif

 

Imagem

Mas eu acho que ta começando outro ciclo de substituição do olho de novo, o lado noroeste-oeste já erodiu, na parte sudeste aparentemente ta começando a formar um olho maior, provavelmente há ressurgência também começando a atacar. Nas imagens em Infravermelho, é notável que o olho não está tão definido quanto antes e o CDO começou a aquecer nos setores ao norte, além de que o olho começou a ter um aspecto triângular, não duvido que no próximo aviso público a intensidade caia, seria surpresa um upgrade pra categoria 5 levando em consideração a melhora que a tempestade teve de tarde, tanto que até o SATCON colocou a intensidade estimada em 142 nós

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

BINGO!

Realmente, Haishen está desde ontem, passando por um novo ciclo de substituição da parede do olho, como vemos nas imagens microondas. 

É possível ver também bastante ar seco deteriorando o lado oeste do olho do tufão, além disso há bastante ressurgência deixada por Maysak e o próprio Haishen por ser muito grande. Esse ciclo não vai completar até porque ele ta ajudando a destruir o núcleo com bastante ar seco e mais frio que está descendo pelo leste da China.

gifsBy12hr_06.gif

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Fiz esse gif pelo site do Weathernerds e o Haishen ta começando a sentir efeitos que mencionei antes, ressurgência, ciclo de substituição da parede do olho, ar seco e frio... Ta com um aspecto parecida com o tufão sanba em 2012 nessa mesma região e com a mesma intensidade no local

88447900.gif

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

OLHO DE HAISEN VEM SE APROXIMANDO DAS ILHAS JAPONESES. 

 

002.png.913c25dd149ae154b9cb7836d6c42165.png003.png.97d796630c30ab986dfb598ba1ae42d1.png

 

AEROPORTO DE KIKAI JÁ REGISTRA RAJADAS SUPERIORES A 100km/h A MEDIDA QUE O OLHO VEM SE APROXIMANDO

 

002.png.54ca9cd31ef4538e81294eea68539342.png

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Devido ao ciclo de substituição da parede do olho o ciclone enfraqueceu para categoria 2.

A menor pressão em Minamidaito foi de 942.3 mbar e as rajadas mais fortes foram de quase 190 km/h.

 

Imagem

Edited by Felipe F
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vídeos da região de Amami, Japão.

O ciclone afetou essa região como categoria 2.

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pacific Tropical Cyclone Centre está ao vivo desde ontem:

 

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

A região de Kagoshima e Nagasaki foram bem afetadas pelo ciclone.

Acumulados de chuva na casa dos 500 mm foram registrados em regiões mais altas (~500 metros) de Miyazaki.

Nomozaki, na prefeitura de Nagasaki registrou ventos sustentados de 158 km/h e rajadas de 216 km/h (cidade fica 190 metros).

 

Imagem

Share this post


Link to post
Share on other sites

Quase 500 mil sem energia neste momento no Japão.

Dezenas de feridos sendo reportados.

 

Imagem

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.