Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

Sopron

Members
  • Content count

    118
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

75 Excellent

Location

  • Location
    Marília / São Paulo

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. Ontem a noite começou as chuvas e hoje cedo uma garoa deixou o tempo bem agradável, apesar do vento incômodo. Neste momento faz 16°C e o sol começa a aparecer aos poucos no fim de tarde e as temperaturas seguem em forte queda.
  2. Por aqui, a mínima no sábado será de 8°C e a máxima de 23°C, já no domingo a mínima de 10°C e máxima de 26°C. Depois nos dias restantes a máxima já bate em 29, 30°C. É alguma coisa para esse tempo, mas espero que junho melhore.
  3. Sopron

    Terremotos

    Terceiro tremor na região metropolitana de Curitiba. https://www.tribunapr.com.br/noticias/parana/terremoto-atinge-grande-curitiba-terceira-vez-em-um-mes/
  4. Sopron

    Vulcões

    Já tem alguns dias que está ativo
  5. Uma hora esse ar represado chega no interior do Brasil, nunca será normal um outono quente como esse. Já é alguma coisa
  6. Olha que sou um cara otimista, mas está horrível mesmo ter esse padrão monótono e horroroso principalmente em relação as temperaturas mínimas. Mais agravante ainda é a sensação de abafamento, aqui na minha cidade, um céu fechado e com aberturas esporádicas de sol e sem chuva. A América do Sul só pode estar sobre "maldição" num bom sentido. Vi algumas previsões sobre outros continentes no Hemisfério Sul e vejo que a África Austral (Africa do Sul, Zimbábue, Namíbia e até mesmo Moçambique, Malawi e Zâmbia, entre outros) já apresentam quedas significativas de temperatura e o outono segue a todo vapor. Na Austrália e Nova Zelândia, sem comentários. O normal para essa época era no Sul já ocorrer geadas nas áreas mais altas no mínimo, mesmo que fosse nm cenário caótico, mas nem isso está ocorrendo. Só se ocorrer uma poderosa onda de frio que faça trincar e quebrar os termômetros com recordes em boa parte do país, mas vejo que isso dificilmente vai ocorrer. Pode ser que num futuro segundo especialistas, sejam frequentes ondas de frio, mas estou cada vez mais convencido que serão fenômenos raros levando em consideração esse fenômeno no continente como um todo.
  7. Sopron

    Vulcões

    Uma matéria bastante interessante sobre o comportamento anormal de Yellowstone que vem sendo frequente e está deixando alguns cientistas preocupados. https://www.express.co.uk/news/science/1120532/Yellowstone-volcano-eruptions-USGS-ground-deformation-volcanic-hazards-yellowstone-news
  8. Uma hora, esse ar frio represado lá na Antártida chega aqui, pode ser que antes ele chega na África Austral ou na Nova Zelândia, mas ele vem. Não existe esse padrão exagerado que s modelos estão propagando por aí, uma coisa é ter eventos de calor no nosso outono/inverno por mais exagerado que sejam, outra é anular totalmente eventos de frio por aqui. Convenhamos, os exageros de ambos os lados não dão para serem levados a sério.
  9. Eu nem falo mais nada, dá até desânimo do clima do Brasil em relação a sua monotomia. Chega a ser chato demais, todo dia essa mesmice e o pior é que o povão gosta disso.
  10. Respeito a opinião de vocês, vejo que conhecem o assunto de forma mais profunda, mas ainda fico com um pé atrás, em referência a política e ao sistema.
  11. Esse negócio de aquecimento global foi uma invenção da elite para aplicar suas políticas destrutivas contra a civilização ocidental. Não vou entrar a fundo nessa questão política, mas toda essa bagunça no meio acadêmico em relação a meteorologia, pesquisa, investimentos em prol de ongs, políticos é um meio de deturpar as informações que os leigos em 95% jamais imagina e engole a seco. Existe sim aquecimento, mas não é da maneira como esse alarmistas propagam, há inúmeros fatores já citados em outros posts e com colegas aqui com maior conhecimento no assunto. Ainda haverá períodos quentes, só que não da maneira como estamos acostumados, estudos sérios afirmam que irá diminuir em ambos os hemisférios, porém para a grande mídia é mais importante notícias de temperaturas altas, períodos quentes, bom para o negócio deles, ruim para a população que segue desinformada.
  12. Sopron

    Terremotos

    Verdade que aconteceu um sismo leve no interior do Ceará e nada chegou a mídia ???
  13. Eu ainda sou leigo, mas prefiro ser realista. É de todo entendimento que temperaturas acima da média estão ocorrendo não apenas no Brasil, mas no mundo todo (na Europa após um inverno severo), temperaturas altas com padrão brasileiro de inverno perpetuaram no continente e não serão 3, 4 anos seguidos que isso acontecerá. Algo semelhante ocorreu na América do Norte alguns anos atrás. No hemisfério Sul, parte da África Austral teve temperaturas baixas em alguns meses e pouco se comentou, creio que isso não se repete com frequência, na Austrália houve enchentes históricas e em regiões com clima árido, são coisas cíclicas. Num cenário futuro, creio que o Brasil passará por um resfriamento brando, longe de ser severo como no Hemisfério Norte, mas que terá mais impacto nas temperaturas máximas no Verão e no Inverno, que serão menores. O ciclo de altas temperaturas no hemisfério Sul retornando a normalidade está no fim e os extremos ocorrerão com maior frequência no Norte seja em calor ou frio. Os oceanos com suas correntes marítimas terão um efeito catalizador de controle, sem falar nas atividade vulcânicas bastante frenéticas e a qualquer momento um "Krakatoa", "Kilawea" ou um "Vilarica" solta toda sua força e os efeitos serão terríveis. Isso devemos considerar.
  14. Acho impossível terem invernos quentes três, quatro ou cinco anos seguidos. No cenário mais pessimista, aposto num inverno dentro da média sem extremos, seja de frio ou calor. Pode acontecer transformações profundas, a atividade vulcânica ao redor do mundo está bastante ativa, sismos são frequentes e influenciam tanto a atmosfera e podem impactar indiretamente a temperatura dos oceanos. Podemos ter um inverno dentro da média, de resto é puro alarmismo.
  15. Eu também já notei algo parecido ao dia, quando estou na sombra. Entre as 11:00 e 15:00 o calor é bem diferente como estava em março por exemplo, na sombra é possível sentir um frescor, uma sensação de alívio, embora as temperaturas estejam altas, mas há uma diferença sutil. Ao amanhecer e ao entardecer, já se nota uma queda mais acentuada nas temperaturas, a amplitude térmica é notória, ainda que por forçada subsidência, mas é algo a se considerar, fevereiro e março tinha dias abafados e agora não uso mais ventilador, nem no serviço se usa ar-condicionado. São coisas do nosso clima, mas na hora certa o frio vem. Mas não quero criar falsa expectativa, os modelos oscilam bastante. Só creio que invernos quentes não vão acontecer em 2, 3 anos seguidos como tem ocorrido ultimamente.
×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.