Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

luizfbonfim

Members
  • Content count

    337
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    2

Everything posted by luizfbonfim

  1. Sim, vi pelo radar que choveu em Paralheiros e em Engenheiro Marsilac, além das cidades ao leste da grande SP.
  2. Nossa, No Estado de Sâo Paulo está pipocando áreas de instabilidade, chuva forte.
  3. É meus amigos, A chuva deixou a Grande SP no dia de hoje e resolveu cair toda a água em Araraquara e região. Hoje aqui teve diversas ruas alagadas, transbordamentos de rios e córregos, muitos estragos. Choveu 88mm durante o dia, muita água.
  4. Aqui em Araraquara - SP está chovendo torrencialmente desde as 11:30, em uma das estações (Jardim Brasil) , já choveu 43mm em uma hora.
  5. Peguei dos dados do Cemaden das últimas 24 horas em suas estações, segue a lista dos maiores acumulados. A chuvarada ficou mais concentrada na região Metropolitana de São Paulo e a região da Cantareira. Grande SP CEMADEN - Barueri - Est. Cícero Borges de Morais 96,4mm CEMADEN - Cotia 86,4 CEMADEN - São Paulo - Ipiranga - 78.27mm CEMADEN - Cotia - Parque Miguel Mirizola 73,6mm CEMADEN - São Caetano do Sul - Ceramica 71,1 mm CEMADEN - Carapicuiba - Altos da Santa Lúcia - 70,2mm Região da Cantareira CEMADEN - Bragança Paulista 59,00 CEMADEN - Atibaia 44,00 CEMADEN - Nazaré Paulista 36,00
  6. AUTOMÁTICA DO MIRANTE ACUMULANDO ATÉ AGORA 70,5 mm MAIOR ACUMULADO ATÉ AGORA NA CAPITAL É DA FREGUESIA DO Ó 74,5 mm
  7. Com esta imagem, da pra ver que a chuva está generalizada em todo o estado de São Paulo, Sul de Minas e Rio de Janeiro, todos os lugares com chuva entre moderada e forte.
  8. Frio de quase -60°C é registrado em Oymyakon, Iacútia, Rússia As temperaturas caíram de modo ainda mais acentuado nas últimas 48 horas em boa parte da Europa e Ásia, sob efeito de um poderoso vórtice polar que partiu do Ártico. Na Rússia, em específico, valores bastante negativos de temperatura, oficialmente, foram registrados. A menor marca do país foi anotada através da estação meteorológica de superfície mantida pelo Russian Federal Service for Hydrometeorology and Environmental Monitoring (RFSHEM) no município de Oymyakon, localizado na província de Iacútia, no norte do país, região da Sibéria. O frio rigoroso chegou a -59,6°C no domingo (14) e a temperatura máxima do dia não passou de -53,1°C. O município é considerado pela Organização Meteorológica Mundial (OMM) como o local permanentemente habitado mais frio de todo o planeta Terra. Diversas imagens do frio cavalar russo rodaram páginas de redes sociais nas últimas 24 horas, algumas, inclusive, com termômetros digitais marcando até -60°C, o que confere com o dado oficial, e instrumentos amadores, cravados em árvores, portanto, fora de abrigo meteorológico padrão, beirando os -70°C. Evidentemente, o órgão de meteorologia russo considera apenas dados de estações oficiais, que estão devidamente instaladas e seguindo critérios adotados pela OMM em todo o mundo. Portanto, o valor mínimo de Oymyakon foi de -59,6°C. A menor temperatura mínima já observada no município é de -67,7°C aferida em 06 de fevereiro de 1933, ou seja, há 85 anos. Essa é também, a menor marca – oficial – de temperatura mínima registrada em todo o Hemisfério Norte. O recorde mundial de frio estabelecido oficialmente por estação meteorológica de superfície é de -89,2°C registrado em 21 de julho de 1983, na Estação Vostok, base russa na Antártida. Ainda na Antártida, a base japonesa de Valkyre Dome (Fuji Dome) detém o registro da menor temperatura mínima do planeta feita pelo satélite Landsat 8, da Agência Espacial Americana (NASA), com -92°C em 10 de agosto de 2010. O valor, contudo, não é reconhecido pela OMM. (Crédito das imagens: Reprodução/Google – Reprodução/Ogimet - Anastasia Gruzdeva - Kirill Bakanov) Fonte: http://deolhonotempo.com.br/index.php/internacional/9215-frio-de-quase-60-c-e-registrado-em-oymyakon-iacutia-russia
  9. luizfbonfim

    Terremotos

    Agora um novo terremoto em Vanuatu 6.4 graus na escala Richter. Acabou de acontecer. Isso porque mais cedo já tinha dado outro de 6.1 na Nova Zelandia, agora a tarde outro de 6.1 no Japão e agora esse outro. https://earthquake.usgs.gov/earthquakes/eventpage/us2000as2f#executive
  10. Estimativas recentes diz que Maria está com pressão de 909-910mb com estimativas de 175mph. De acordo com a pressão, ele seria o segundo furacão com menor pressão já medido?
  11. Vídeo do tornado em Fort Lauderdale agora a pouco.
  12. Caracas, esse é monstro mesmo. Será que ele consegue se sustentar como categoria 5 até a Flórida?
  13. Situação no mínimo curiosa essa noite em São Paulo Estação Santana Tucurivi com 18ºC e a estação Capela do Socorro com 9ºC na mesma cidade, diferença de 9ºC agora as 23:00
  14. Situação no mínimo curiosa essa noite em SP Estação Santana Tucurivi com 18ºC e a estação Capela do Socorro com 9ºC na mesma cidade, diferença de 9ºC agora as 23:00
  15. Pela carta sinótica de 0h UTC do INMET, o centro dela está sobre o RS e SC, aparentemente indo para o Atlântico. Os modelos indicavam que ela ia ficar um tempo nesta posição antes de ir para o mar... mas... Entendi, por isso as mínimas excelentes nessa região nesse momento.
  16. Estação em São Francisco de Paulo - Várzea do Cedro está com -7,4 Cº nesse momento.
  17. Boa noite! Alguém sabe dizer onde está o centro da massa de ar polar e qual o caminho dela?
  18. Morro da Igreja com -4,3oC as 20:00. Detalhe: MI é topo e não baixada. Legal, agora PNI está -3,2Cº, está entre as mais baixas do Brasil. Onde você encontra a temperatura do morro da igreja em tempo real?
  19. Boa noite basianos. Menor temperatura no Brasil nesse momento no PNI -2.8 Cº https://www.wunderground.com/personal-weather-station/dashboard?ID=IRIODEJA40
  20. Massena voltou a cair, 1,1ºC. Tem uma estação em poços de caldas que aparece como -0,1Cº, alguem sabe se tem alguma problema nesta estação? Segue link: https://www.wunderground.com/personal-weather-station/dashboard?ID=IANDRADA2
  21. 2 Fikei enojado com as imagens do povo em procissão ao Itatiaia. Definitivamente detesto aglomerações de curiosos. Ate as 12h00 de hoje, já tinham passado 900 pessoas pela portaria do parque, rsrs.
  22. Queda de temperatura atrai ‘caçadores de neve’ em serra do Rio Após previsão no Jornal Nacional, turistas lotam pousadas, acampam e fazem fila para entrar no Parque Nacional de Itatiaia, onde já nevou em outras ocasiões Turistas fazem fila para entrar no Parque Nacional de Itatiaia, no Rio de Janeiro; possibilidade de neve (Divulgação/Divulgação) Com gorros, cachecóis, botas e muitas blusas, caçadores de frio chegam de todos os lugares ao Parque Nacional de Itatiaia, no sul do estado do Rio de Janeiro, na esperança de ver neve neste fim de semana. Desde a última quinta-feira, quando a jornalista Maria Júlia Coutinho, responsável por noticiar a previsão do tempo no Jornal Nacional, anunciou a possibilidade do fenômeno, a procura por guias e pequenas pousadas aumentou. Equipes de TV também subiram a serra para ficar de prontidão à espera dos cristais de gelo. De acordo com o Centro de Previsão Tempo e Estudos Climáticos, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Cptec/Inpe), a pequena chance de ocorrência de neve na serra de Itatiaia é a partir da tarde deste domingo, se estendendo até a madrugada de segunda-feira. As combinações para que o evento ocorra são uma forte massa de ar polar que se desloca pelo oceano, ar úmido, com condições para chuva, e baixas temperaturas. Nesta madrugada, os termômetros registraram 2,9° C no Parque Nacional de Itatiaia, onde está localizado o Pico das Agulhas, o quinto ponto mais alto do país, com 2.790 m. Geada na madrugada de quinta-feira no Parque Nacional de Itatiaia, no Rio, quando a mínima chegou a -6,9 graus (Cesar Caffe/Divulgação) A região já registrou a ocorrência de neve em outras ocasiões: em 1985, 1988 e 2012. A primeira vez foi em 1985, quando nevou nove horas seguidas e a camada de gelo demorou três dias para derreter. Voluntário do parque no grupo Anjos da Montanha Resgate, Gabriel Fichter Zaccari, 25 anos, tem a esperança de refazer a foto que o pai Vicente Zaccari fez na nevasca de 1985. https://abrilveja.files.wordpress.com/2017/07/img_8479.jpg?quality=70&strip=info Vicente Zaccari, em foto feita em 1985 no Parque Nacional de Itatiaia, no Rio; filho Gabriel Fichter Zaccari, 25 anos, quer refazer imagem (Divulgação/Divulgação) “Eu torço para que neve e para conseguir refazer a foto como a do meu pai em frente ao abrigo Alsene”, diz o voluntário, que tem preocupação com o grande número de turistas no local. “Existe o risco de neve, mas também o risco de chuva e isso aumenta a nossa preocupação por causa do número reduzido de pessoas trabalhando dentro da área”, observa. Na parte alta do Parque Nacional de Itatiaia, são quatro voluntários, seis brigadistas e quatro funcionários na portaria. Na manhã desde domingo, o movimento foi intenso na BR-485, considerada a rodovia mais alta do país, que dá acesso ao parque. Na portaria, uma enorme fila de moradores e turistas se formou para entrar na área de preservação. Pousadas da região ficaram lotadas e alguns turistas não encontram quartos disponíveis. Tudo lotado “Toda vez que tem neve, aumenta o movimento. Desde a divulgação de que havia possibilidade de neve, a procura aumentou muito”, diz Olímpia Fonseca, de 61 anos, proprietária de uma pequena pousada em Vargem Grande, localizada na parte mineira do parque. Na noite de sábado, três hóspedes chegaram sem reservas, mas não encontram mais vagas. Duas pousadas localizadas nas proximidades também estão com 100% das acomodações ocupadas. “O interesse para subir está grande. Meu telefone e redes sociais não param de [receber consulta de] gente querendo subir, mas não podemos garantir que vá ocorrer neve. Só Deus para confirmar”, diz Cesar Caffe, 33 anos, que trabalha como guia de turismo no parque desde 2013 e acompanha as estações meteorológicas. “Trabalho dentro do parque há cinco anos e nunca vi um interesse tão grande. Os dois lados da estrada já estão ocupados de carros e as pessoas continuam chegando, na expectativa da neve”, completa. Engenheiro eletrônico e montanhista, Roberto Soares de Medonça, de 39 anos, está acampado dentro do parque desde sábado. “Eu iria embora no domingo, mas, com a chance de neve, só saio daqui na segunda-feira de manhã”, diz. Apesar da grande expectativa gerada pelas notícias, o observador meteorológico do Sul Fluminense, Rafael Leonardo Bellan, prefere tratar com cautela a ocorrência do fenômeno. “Em 2013, havia uma onda de frio, com chances de nevar, mas não nevou. De todo jeito, neste domingo é dia de ficar de olho nos dados meteorológicos, pois as temperaturas devem cair ainda mais neste fim de tarde.” Caça à neve no Parque Nacional de Itatiaia, no Rio Fila de turistas e moradores da região na entrada do parque na manhã deste domingo (02) (Divulgação/Divulgação) Fila de turistas e moradores da região na entrada do parque na manhã deste domingo (02) (Divulgação/Divulgação) Registro de geada na madrugada de quinta-feira. A mínima foi de -6,9 graus (Cesar Caffe/Divulgação) Pessoas acampadas no Parque Nacional do Itatiaia (Jussara Soares/VEJA.com) Registro de geada na madrugada de quinta-feira. A mínima foi de -6,9 graus (Cesar Caffe/Divulgação) Registro de geada na madrugada de quinta-feira. A mínima foi de -6,9 graus (Cesar Caffe/Divulgação) Registro de geada na madrugada de quinta-feira. A mínima foi de -6,9 graus (Cesar Caffe/Divulgação) Registro de geada na madrugada de quinta-feira. A mínima foi de -6,9 graus (Cesar Caffe/Divulgação) Foto de 1985, quando nevou por 9 horas seguida e o acúmulo de gelo demorou três dias para se desfazer. Na foto, Vicente Zaccari, pai de Gabriel Fitcher Zaccari, que torce para refazer a foto do pai. (Divulgação/Divulgação) Fonte: http://veja.abril.com.br/brasil/queda-de-temperatura-atrai-cacadores-de-neve-em-serra-do-rio/
×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.