Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

Lancaster

Members
  • Content count

    23
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutral

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. Nova entrevista do Molion: - Na opinião dele, La Nina continua até pelo menos Abril, segue neutralidade até o segundo semestre, onde voltaria novo La Nina (mais fraco). - Ele discorda da "secura" prevista por alguns modelos para o verão brasileiro, considera que vai ser chuvoso principalmente no centro-norte, comparando com o ano 2000.
  2. Lancaster

    Ouvidoria do BAZ

    Eliminar o fórum OFF-TOPIC é um erro gigante. Nunca se deve eliminar espaços de discussão, não importa sobre se é religião, futebol ou política. Pessoas sempre vão discordar, e isso é normal. O que se deve fazer é eliminar agressões verbais. Deleta-se o post, ou parte do post contendo a agressão, e dá uma chamada na pessoa que utilizou de agressão, se reincidente vai pra uma "prisão de segurança mínima" (ban de 3 dias), depois ban de 1 mês, 1 ano, etc. Funciona muito bem em um outro fórum que frequento. O sujeito que vai pra prisão de segurança mínima só consegue postar no fórum criado exclusivamente pra isso (sim, nesse fórum que frequento, tem uma parte "Presídio de Segurança Mínima"). Outra sugestão, de outro fórum que frequento: Criou-se o fórum "Pit Fight", em alusão ao filme "Clube da Luta". É um fórum onde as regras são relaxadas, e não é aberto ao público. Para entrar, você paga um valor ao fórum (uma vez só), que é utilizado para pagar despesas normais do fórum, como hospedagem. Fala-se o que quer, de quem quiser, sobre quem quiser, falando mal de quem for. Como é "exclusivo", ou seja, povo em geral não vê o que é postado, e as regras são relaxadas, todos que entram já sabem o que esperar, e não há problemas (pelo menos no fórum que frequento não há). E aquela frase, mais do que nunca, se aplica aos administradores do fórum: "Posso não concordar com o que dizes, mas defenderei até a morte o direito de dizê-lo".
  3. Estive olhando hoje o site https://earth.nullschool.net/#current/ocean/surface/currents/overlay=sea_surface_temp_anomaly/orthographic E a mancha azul (de anomalia inferior de temperatura) no Oceano Atlântico Sul está ENORME. Cresceu muito nos últimos dias.
  4. Lancaster

    Bate papo do BAZ

    Isso não acontece devido à forma de governo do Brasil, o presidencialismo. O que o governo quer, ele não simplesmente implanta, pois o Congresso tem que aprovar, ou seja, sem uma maioria no Congresso, nada feito. Por isso que o Congresso não tá nem aí se aprova aumento de gastos, pautas bombas, etc. Pois há sempre um choque entre o executivo e o congresso. O Congresso aprova o que interessa a eles, e o executivo que se vire com o orçamento para pagar. Já se aqui fosse um parlamentarismo, onde teríamos um primeiro-ministro votado pelo Congresso, tudo que aconteceria seria culpa do mesmo. Se por acaso o primeiro-ministro estivesse discordando do Congresso, tira-se ele e coloca-se outro. Então temos uma situação onde o Congresso não aprova medidas do Lula/Dilma, mas estes ainda assim possuem poderes de bagunçar totalmente a economia. Como? - A existência de um Banco Central, cujo presidente é escolhido pelo Presidente da República: No governo Lula não há o que se falar do Meireles, mas no governo Dilma, ela baixou taxa de juros à força, com inflação de 5%. Qualquer idiota saberia o que iria acontecer, mas isso foi implantado. Até mesmo hoje esquerdistas querem querem ainda baixar a taxa de juros, com inflação de quase 10%. - A taxa Selic interfere normalmente em empréstimos apenas de bancos privados, pois os bancos públicos têm que lidar com todo tipo de subsídios. FIES? A taxa era menor que 3% ao ano. Agricultores? Taxa baixa. BNDES? Taxa baixíssima. Então, quando o BC aumentou agora a taxa de juros, isso praticamente só afetou empresários, por isso o desemprego está crescendo. E quem manda baixar as taxas? O presidente da República, pois ele indica os presidentes do BB, da CAIXA e do BNDES. Estamos vendo que a Dilma quer taxar o andar de cima com a volta da CPMF, mas isso só passa com o aval do Congresso. Se estivéssemos num parlamentarismo, o primeiro-ministro, indicado pelo Congresso, já saberia se isso seria possível ou não; já saberia pois foi indicado pelo Congresso. No presidencialismo não. O presidente jogou a proposta, e o Congresso tem que (ser comprado) aprovar ou não.
  5. Lancaster

    Bate papo do BAZ

    A taxa dívida pública X PIB caiu de perto de 60% nos tempos FHC para algo próximo a 35% atualmente. Pode e deve subir com o déficit fiscal anunciado, mas não garanto que volte ao patamar efeagáceano. Onde que você viu isso de que a taxa atual é próxima a 35%? Segundo o site http://pt.tradingeconomics.com/brazil/government-debt-to-gdp A taxa atual é de 58,91% no fim de 2014. Com o rombo desse ano, cálculos mostram que ficará entre 60-65% em 2015, e acima de 65% em 2016.
  6. Lancaster

    Bate papo do BAZ

    Essa tabela do Melo não está levando em conta o pagamento dos juros da dívida. Sem levar em conta, seria um déficit de -0,3% do PIB, que é o que aparece nas manchetes. Levando em conta, o déficit do Brasil seria em torno de -8,8% do PIB, e esse é o real, pois o governo imprime dinheiro pra pagar a dívida (se endividando, e é por isso que a dívida pública está aumentando).
  7. Lancaster

    Bate papo do BAZ

    Faz tempo que eu não posto aqui (mas leio todo dia), vim só comentar a parte de "respeito à opinião". Volto a dizer que opiniões e idéias não merecem respeito. Pessoas merecem respeito. Idéias são feitas para serem discutidas, e não respeitadas. Uma pessoa pode ter uma idéia/opinião hoje (por exemplo, achar que negros são escravos), isso é problema apenas dele. Se ele quiser discutir a sua idéia, não tem direito nenhum de pedir respeito a qualquer idéia ou opinião. Já quando uma idéia ou opinião tem uma maioria de pessoas concordando, ou "respeitando", isso novamente não significa que está certa, ou que mereça respeito. Essas mesmas pessoas podem mudar de opinião quando lhes convém, ou quando aparecem fatos ou provas novos. O problema no debate de idéias vem do uso de falácias, como "ad hominem", ataque ao argumentador: ao invés de discutir a idéia, um dos lados resolve atacar o outro; é aí onde há a falta de respeito, pois pessoas merecem respeito. Então o que acontece quando uma pessoa diz que "NÃO SE PODE DISCUTIR POLÍTICA, RELIGIÃO E FUTEBOL"? Na minha opinião (que não merece respeito, vai de quem concorda ou não comigo), os três assuntos podem ser discutidos, mas há choque de opiniões pois há falta de lógica e provas, e muita paixão envolvida: - Futebol: torço time X, quero que time X vença, e danem-se todos os outros. Não há lógica. - Religião: "creio em algo, mas não posso provar". A última palavra diz tudo. Todas as religiões vão brigar entre si e entre os que não acreditam nelas simplesmente pq não há provas, consequentemente não há lógica. - Política: esse seria o campo mais possível de se discutir, e provavelmente é o mais discutido dos três, pois os efeitos de escolhas de políticos estão aí para todos ver. Porém, pessoas não enxergam os fatos, e mesmo com países com denominação "paraíso fiscal" (liberdade econômica) serem ricos, e países com denominação "socialista" (intervencionismo econômico) serem pobres, é difícil você conseguir que a outra pessoa enxergue tais fatos, pois normalmente essas pessoas passaram a vida sendo ensinadas algo (como na religião e no futebol), e é difícil que novas idéias tenham entrada fácil.
  8. Lancaster

    Bate papo do BAZ

    Democracia é a escolha da maioria, e não a escolha do menos ruim. Não posso perder a oportunidade: são tudo farinha do mesmo saco sim, mas existem os menos piores. Daí vem as discussões. A única solução, eu já comentei com você qual é.
  9. Enquanto isso, aqui no Nordeste, anomalias negativas no Maranhão, Piauí e Ceará, no mês mais chuvoso do ano. Pois é, quarto ano de seca seguida. Realmente não sei o que precisa pra chover por aqui. O Castanhão está em 23,3%; no mesmo período do ano passado, estava com 37,8%.
  10. Lancaster

    Bate papo do BAZ

    A hipocrisia petista está de volta com força total. - Crise hídrica em SP? É falta de gestão. - Crise energética brasileira? É falta de chuvas.
  11. Lancaster

    Sobre deletar um post

    Eu não tenho conhecimento para postar na parte de meteorologia, e sou um usuário consciente e não posto sobre o que eu não sei. E se por acaso constasse essa regra, eu simplesmente não postaria. E o pior, criei esse tópico para ajudar a moderação a tratar melhor os usuários do fórum, mas estou levando é patadas. Deixa pra lá, já aprendi a lição.
  12. Lancaster

    Sobre deletar um post

    O problema aqui é que tudo está sendo decidido na base do "AGORA É ASSIM...". Eu não tenho nenhum problema em não discutir religião. O fórum deve ser propriedade de alguma pessoa, e eu acho que essa pessoa, ou pessoas, tem o poder de decidir sobre esse assunto, apesar de eu discordar. Só que no fórum não tinha NENHUMA regra sobre isso. Faz de conta que eu nunca entrei no tópico de bate-papo, e não vi o aviso que foi dado no meio do tópico. Lá vai mais posts serem apagados, ou moderadores terem de dar novos avisos. Então é isso, se querem impôr regras, tem um botão do lado do FAQ em cima do fórum escrito "Regras", escrevam tudo o que quiserem e deixem que a gente saiba o que pode, ou não pode, ao invés de criar situações embaraçosas que poderiam ser evitadas. Caso resolvam criam uma regra nova, vão lá, editem o arquivo das regras, e fica tudo ok, ao invés da situação atual.
  13. Lancaster

    Sobre deletar um post

    Fiz um post no bate-papo quotando o Mafili sobre o motivo de não poder falar sobre religião, e meu post foi deletado. Bem, primeira vez em 15 anos de internet e várias participações em fóruns que tenho um post deletado. Só queria fazer uma sugestão: se for deletar um post, seria uma cortesia mandar uma mensagem privada informando o motivo, pois não faltei o respeito com ninguém, não xinguei ninguém, e não quebrei nenhuma regra do fórum (e eu procurei as regras do fórum, mas não achei - agradeceria por um link). Porém, se questionei no lugar errado, peço desculpas.
  14. Lancaster

    Bate papo do BAZ

    O quanto custa pra você me chamar de "LIBERTÁRIO"? Ou quando for me chamar de ultra-conservador, acrescente: "... no campo econômico", pois aí não sou comparado à conservadores no campo pessoal. Há uma diferença gritante entre um conservador e um libertário, e já que vc está rotulando, use o correto.
  15. Lancaster

    Bate papo do BAZ

    Se você tiver um tempo, leia este artigo, então. Refuta o que você falou. http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=267 - A Mania das Tulipas e o ambiente monetário holandês do século XVII Posso colar um trechinho: "O preço das tulipas foi apenas o resultado de uma política governamental que expandiu a quantidade de dinheiro e, por conseguinte, fomentou um ambiente propício à especulação e ao mau investimento. Esse cenário vem se repetindo com frequência cada vez mais constante ao longo da história."
×