Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

Monitoramento e Previsão - Brasil/América do Sul - Fevereiro/2020


Recommended Posts

1 hora atrás, Wagner97 disse:

2019 x 2020, nem se compara!

chuvas.png

Esse mapa me dá ocasião de consultar os foristas mais entendidos sobre uma suspeita que tenho sobre o ciclo das chuvas no centro-sul do pais. Os meio de comunicação dão como certa uma dependência destas chuvas à influência da amazônia e dos tais rios voadores mas me parece que essa influência, se existir, não é preponderante. Penso que há influências muito mais importantes e elas atendem pelos nomes de Oceano Atlântico e Cordilheira dos Andes. Salvo engano já vi o Molion falar sobre isso e penso que ele está certo. Nessa época do ano parece que uma "corrente de umidade" proveniente do Atlântico invade o continente e a certa altura topa com os Andes e faz uma curva em direção ao centro-sul do continente. É evidente que nesse processo parte dessa umidade se precipita sobre a amazônia e que parte dessa parte que choveu é "reciclada" pela evaporação e transpiração da floresta mas parece que a maior parte segue mesmo em suspensão na atmosfera provocando as chuvas mais abaixo. Certas animações que vi nos telejornais por esses dias parecem confirmar essa hipótese. Perdoem-me o desconhecimento dos termos técnicos e eventuais imprecisões mas espero que me entendam e, se alguém conhecer algo a respeito, agradeço desde já eventuais esclarecimentos.

Edited by marcio valverde
  • Like 7
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

Como já dito, a mínima em Curitiba foi 11,6°C. É o menor valor pra Fev desde 1991, quando fez 10,8°C, então realmente é histórica essa MP pra cá. Aqui em casa obtive 10,8°C.

Aposto que hoje foi recorde para Morretes também desde a abertura em 2008, com 15,5°C. Infelizmente a estação de Colombo parou de reportar por algumas horas; tenho convicção de uma sub-10 lá.

 

Foi uma noite atípica de verão. Primeiro, a advecção de ar frio com muito vento e chuvisco. Depois, a infiltração marítima cessou, porém restou um cobertor de nuvem mais elevado, que permaneceu até às 2h30, e que continuou segurando a temperatura. Depois, tivemos apenas 3 horas de céu limpo, suficientes pra chegarmos nesse recorde.

  • Like 13
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

3 minutos atrás, Guto Cesar disse:

Como já dito, a mínima em Curitiba foi 11,6°C. É o menor valor pra Fev desde 1991, quando fez 10,8°C, então realmente é histórica essa MP pra cá. Aqui em casa obtive 10,8°C.

Aposto que hoje foi recorde para Morretes também desde a abertura em 2008, com 15,5°C. Infelizmente a estação de Colombo parou de reportar por algumas horas; tenho convicção de uma sub-10 lá.

 

Foi uma noite atípica de verão. Primeiro, a advecção de ar frio com muito vento e chuvisco. Depois, a infiltração marítima cessou, porém restou um cobertor de nuvem mais elevado, que permaneceu até às 2h30, e que continuou segurando a temperatura. Depois, tivemos apenas 3 horas de céu limpo, suficientes pra chegarmos nesse recorde.

 

Desde 1991, uau ! Muito relevante essa informação, obrigado. 

 

Na verdade, este verão 19-20 pode ser considerado "fresco" até se compararmos com os verões "de antigamente" das décadas passadas. O trimestre DJF está com média de 21,2ºC na estação oficial de Juiz de Fora, enquanto a normal 81-2010 desse trimestre é 21,4ºC. Mas essa atual estação ainda perde para a média das décadas de 70 (20,8C) e de 80 (21,1C). Mesmo assim, está muito próximo daqueles tempos distantes. 

 

Esse verão ainda fica distante dos mais amenos já observados: DJF de 78-79 teve 19,7ºC e 90-91 registrou 19,8ºC , são esses os verões mais frescos em JF desde a reinauguração da estação em 1973.

  • Like 10
Link to comment
Share on other sites

Ontem aqui em Curitiba foi o que eu previ: Choveu 30 mm. Final do dia a temperatura desabou de 20 graus lá pelas 20:00 para 14 graus e pouco próximos a Meia noite.
Hoje: Mínima em torno de 11 graus nas estações por ai. 
5º dia seguido abaixo da média.E pelo jeito, hoje já foi também.
6º seguido, HOJE.
E pelas previsões: 28 e 29 serão 7 e 8ºs dias seguidos abaixo da média no mês. Muito bom

  • Like 9
Link to comment
Share on other sites

Boa tarde!

 

Conforme já imaginava, o mês vai terminar bem abaixo da média em Santos - SP. Fevereiro agradável, com poucos dias de calor extremo e também muito chuvoso. Até o momento, temos cerca de 512MM acumulados na estação do José Menino/Cemaden.

 

Dados da estação Boqueirão - Cetesb:

 

image.png.b7f8d760de914bb5c6e790ee23be65e4.png

 

Para os próximos 10 dias, previsão tão boa que nem parece verão:

 

image.png.b853e9b35078041014030120a34e9aa0.png

 

Agora faz 21,8ºC, esse mês de fevereiro está de parabéns!

  • Like 11
  • Haha 1
Link to comment
Share on other sites

51 minutos atrás, Rafael Rezende de loyola disse:

Ontem aqui em Curitiba foi o que eu previ: Choveu 30 mm. Final do dia a temperatura desabou de 20 graus lá pelas 20:00 para 14 graus e pouco próximos a Meia noite.
Hoje: Mínima em torno de 11 graus nas estações por ai. 
5º dia seguido abaixo da média.E pelo jeito, hoje já foi também.
6º seguido, HOJE.
E pelas previsões: 28 e 29 serão 7 e 8ºs dias seguidos abaixo da média no mês. Muito bom

 

Finalmente....o jejum de Curitiba vai acabar....ao menos na normal mais recente (81-2010). E com certeza na nova normal 91-2020, esse Fevereiro também ficará marcado como sendo de anomalia negativa.

  • Like 6
Link to comment
Share on other sites

1 hora atrás, marcio valverde disse:

Esse mapa me dá ocasião de consultar os foristas mais entendidos sobre uma suspeita que tenho sobre o ciclo das chuvas no centro-sul do pais. Os meio de comunicação dão como certa uma dependência destas chuvas à influência da amazônia e dos tais rios voadores mas me parece que essa influência, se existir, não é preponderante. Penso que há influências muito mais importantes e elas atendem pelos nomes de Oceano Atlântico e Cordilheira dos Andes. Salvo engano já vi o Molion falar sobre isso e penso que ele está certo. Nessa época do ano parece que uma "corrente de umidade" proveniente do Atlântico invade o continente e a certa altura topa com os Andes e faz uma curva em direção ao centro-sul do continente. É evidente que nesse processo parte dessa umidade se precipita sobre a amazônia e que parte dessa parte que choveu é "reciclada" pela evaporação e transpiração da floresta mas parece que a maior parte segue mesmo em suspensão na atmosfera provocando as chuvas mais abaixo. Certas animações que vi nos telejornais por esses dias parecem confirmar essa hipótese. Perdoem-me o desconhecimento dos termos técnicos e eventuais imprecisões mas espero que me entendam e, se alguém conhecer algo a respeito, agradeço desde já eventuais esclarecimentos.

 

Eu penso da mesma forma. Do jeito que falam, parece que a única responsável pelas chuvas aqui é a evapotranspiração das plantas da amazônia, como se isso fosse capaz de afetar as diversas camadas da atmosfera, como é necessário para formação dos sistemas atmosféricos precipitantes.

 

2019 e 2020 têm, praticamente, a mesma cobertura vegetal na amazônia, mas tiveram comportamentos pluviométricos completamente diferentes. Com a variável "cobertura florestal" mantida igual, abre-se o espaço para analisar as outras, que se mostraram extremamente preponderantes. pois saímos de um extremo ao outro. 

 

Não acho que a amazônia seja insignificante nesse sentido, mas seria muito mais uma "ajudinha" do que a grande provedora de chuvas no Sudeste do Brasil.

Edited by LeoP
  • Like 6
  • Thanks 2
Link to comment
Share on other sites

1 hour ago, marcio valverde said:

Esse mapa me dá ocasião de consultar os foristas mais entendidos sobre uma suspeita que tenho sobre o ciclo das chuvas no centro-sul do pais. Os meio de comunicação dão como certa uma dependência destas chuvas à influência da amazônia e dos tais rios voadores mas me parece que essa influência, se existir, não é preponderante. Penso que há influências muito mais importantes e elas atendem pelos nomes de Oceano Atlântico e Cordilheira dos Andes. Salvo engano já vi o Molion falar sobre isso e penso que ele está certo. Nessa época do ano parece que uma "corrente de umidade" proveniente do Atlântico invade o continente e a certa altura topa com os Andes e faz uma curva em direção ao centro-sul do continente. É evidente que nesse processo parte dessa umidade se precipita sobre a amazônia e que parte dessa parte que choveu é "reciclada" pela evaporação e transpiração da floresta mas parece que a maior parte segue mesmo em suspensão na atmosfera provocando as chuvas mais abaixo. Certas animações que vi nos telejornais por esses dias parecem confirmar essa hipótese. Perdoem-me o desconhecimento dos termos técnicos e eventuais imprecisões mas espero que me entendam e, se alguém conhecer algo a respeito, agradeço desde já eventuais esclarecimentos.

Penso tbm que o sistema amazônico não é preponderante sobre o regime de chuvas e temperatura no centro-sul do Brasil, considerando variáveis como mínimo e máximo solar, temperatura do Pacífico equatorial e do Atlântico sul próximo do continente, posicionamento e ocorrência de fenômenos meteorológicos (ex: VCAN, AB, ASAS). A questão que se coloca é contribuição negativa que a retirada dessa cobertura vegetal causaria no regime de chuvas, será que em anos favoráveis ao ZCAS esse sistema não seria enfraquecido? Ou será que o grande regulador de umidade de fato seriam as correntes do Atlântico equatorial junto com a barreira dos Andes? Outra questão, em anos mais secos a amazônia não funcionaria como um amortecedor, evitando que o que está ruim ficasse ainda pior (seco e quente)? São só suposições, aliás o interessante seria pesquisar artigos científicos como dados sobre esse assunto. Também partilho dessa dúvida.
1615886310_ScreenShot2020-02-27at17_22_16.png.210e8a4fb46bbea63ccb6a4d2071dcd7.png

Edited by Lucas Centurion
  • Like 7
Link to comment
Share on other sites

Fevereiro atípico em SC, segunda forte massa de ar frio no estado. Em Florianópolis foi o segundo registro mais baixo no mês com 13,7°C no norte da Ilha em 1987 tivemos 12,6°C na UFSC/CCA.
Abaixo as mínimas abaixo de 7°C (geada isolada nas oito primeiras)

0,9 Urupema*
2,0 S.Joaquim/F.Keiser
2,3 Lebon Régis/DSoares
2,5 B.Jardim/F.K
3,1 Fraiburgo/F.K
4,2 Curitibanos/UFSC*
4,2 Urubici/F.K
4,7 Água Doce/DSares
5,7 Painel/G.Hugen
5,8 São Cristóvão do Sul*
6,2 Ponte alta do Norte*
6,4 Rio Rufino*
6,4 Brunópolis*
6,5 Otacílio Costa*
6,6 Monte Castelo*
6,9 Frei Rogério*

*Epagri

13,7°C Florianópolis* (mais baixa desde 1987!)

Ronaldo Coutinho/Piter Scheuer

  • Like 9
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

1 hora atrás, Renan disse:

 

Desde 1991, uau ! Muito relevante essa informação, obrigado. 

 

Na verdade, este verão 19-20 pode ser considerado "fresco" até se compararmos com os verões "de antigamente" das décadas passadas. O trimestre DJF está com média de 21,2ºC na estação oficial de Juiz de Fora, enquanto a normal 81-2010 desse trimestre é 21,4ºC. Mas essa atual estação ainda perde para a média das décadas de 70 (20,8C) e de 80 (21,1C). Mesmo assim, está muito próximo daqueles tempos distantes. 

 

Esse verão ainda fica distante dos mais amenos já observados: DJF de 78-79 teve 19,7ºC e 90-91 registrou 19,8ºC , são esses os verões mais frescos em JF desde a reinauguração da estação em 1973.

 VERÃO CLIMA ATÉ AGORA;

 

image.thumb.png.a7371d11d9672a768f9eec351c1e65d3.png

  • Like 11
Link to comment
Share on other sites

Enquanto em boa parte de SP já sentimos o efeito dessa mPa histórica, no nordeste do estado ainda resiste estando na borda do corredor de umidade (ZCAS), permanecendo com chuvas intermitentes praticamente o dia todo. O sol acabou de brilhar agora, temperatura de 22,8ºC.
1304419924_ScreenShot2020-02-27at17_43_28.thumb.png.e86da1fe6d16c95cd44f1d9717e66191.png

Bebedouro (ClimaaoVivo)

373321255_ScreenShot2020-02-27at17_42_26.thumb.png.78e910fd42e6f10b84db0639078fb33a.png

Morro Agudo (ClimaaoVivo)

973810255_ScreenShot2020-02-27at17_48_34.thumb.png.84f2c41bf855d089f31ac3de552d873e.png

Edited by Lucas Centurion
  • Like 7
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

2 horas atrás, marcio valverde disse:

Esse mapa me dá ocasião de consultar os foristas mais entendidos sobre uma suspeita que tenho sobre o ciclo das chuvas no centro-sul do pais. Os meio de comunicação dão como certa uma dependência destas chuvas à influência da amazônia e dos tais rios voadores mas me parece que essa influência, se existir, não é preponderante. Penso que há influências muito mais importantes e elas atendem pelos nomes de Oceano Atlântico e Cordilheira dos Andes. Salvo engano já vi o Molion falar sobre isso e penso que ele está certo. Nessa época do ano parece que uma "corrente de umidade" proveniente do Atlântico invade o continente e a certa altura topa com os Andes e faz uma curva em direção ao centro-sul do continente. É evidente que nesse processo parte dessa umidade se precipita sobre a amazônia e que parte dessa parte que choveu é "reciclada" pela evaporação e transpiração da floresta mas parece que a maior parte segue mesmo em suspensão na atmosfera provocando as chuvas mais abaixo. Certas animações que vi nos telejornais por esses dias parecem confirmar essa hipótese. Perdoem-me o desconhecimento dos termos técnicos e eventuais imprecisões mas espero que me entendam e, se alguém conhecer algo a respeito, agradeço desde já eventuais esclarecimentos.

Essa conversa de que só chove no centro-sul graças à amazônia é uma das maiores bobagens que eu já ouvi! e o pior é que a mídia vive repetindo essa ladainha, subestimando a inteligência das pessoas. Porque até onde eu sei, a vegetação de um lugar vai depender do regime de chuvas desse lugar, e não o contrário. Eles invertem a relação de causa e efeito.

Edited by Wagner97
  • Like 4
  • Thanks 2
Link to comment
Share on other sites

1 hora atrás, LeoP disse:

 

Eu penso da mesma forma. Do jeito que falam, parece que a única responsável pelas chuvas aqui é a evapotranspiração das plantas da amazônia, como se isso fosse capaz de afetar as diversas camadas da atmosfera, como é necessário para formação dos sistemas atmosféricos precipitantes.

 

2019 e 2020 têm, praticamente, a mesma cobertura vegetal na amazônia, mas tiveram comportamentos pluviométricos completamente diferentes. Com a variável "cobertura florestal" mantida igual, abre-se o espaço para analisar as outras, que se mostraram extremamente preponderantes. pois saímos de um extremo ao outro. 

 

Não acho que a amazônia seja insignificante nesse sentido, mas seria muito mais uma "ajudinha" do que a grande provedora de chuvas no Sudeste do Brasil.

 

Não sou expert no assunto mas vou tentar clarear um pouco.

 

Isso das chuvas de verão no Sudeste tem muito a ver também com o posicionamento da ASAS (Anticiclone ou Alta Subtropical do Atlântico Sul).

Como é uma área de alta pressão, na maior parte do seu domínio temos ar seco em superfície.

Tanto que aquelas ilhas do Atlântico (Ascensão e Santa Helena) são semi-áridas.

 

No final do outono, inverno e início da primavera, ela tende se localizar mais para interior da América do Sul, trazendo o clima seco característico desta época no Sudeste, parte do Nordeste, Centro-Oeste e sul da Amazônia.

Na sua circulação, com a ajuda da barreira dos Andes, os ventos carregam a umidade da Amazônia para SC, RS, Uruguay, Paraguay e norte da Argentina, que são bem mais chuvosos nessa época.

Lembrando que boa parte da umidade da Amazônia vem também do Atlântico Norte tropical.

Paralelamente, a circulação dos ventos arrasta umidade do oceano para o litoral oriental do Nordeste (BA, AL, SE, PE, PB e RN) que tem sua época mais chuvosa.

O norte do Nordeste (Norte do RN, CE, PI e MA) permanece seco.

 

No verão, a ASAS se localiza mais próxima da África, se afastando da América do Sul.

Com esse afastamento, os ventos trazem a umidade amazônica mais pra norte, isto é, para o Sudeste.

O que contribui para as chuvas convectivas do verão, formação de ZCAS, etc.

A zona de convergência intertropical desce (Com o inverno no hemisfério norte) e provoca chuvas no MA, PI e CE enquanto o litoral oriental do Nordeste seca.

 

Nos verões de 2014 e 2015, a ASAS ficou fora da sua posição climatológica normal da época, invadindo a América do Sul em vez de estar mais próxima da África.

Resultado: tivemos aqueles verões secos e tórridos.

 

Tentei explicar resumidamente.

Fiquem à vontade pra corrigir ou acrescentar informações.

 

Edited by Aldo Santos
  • Like 15
  • Thanks 3
Link to comment
Share on other sites

As massas de ar semi-permanentes no planeta.

E a Amazônia é sim uma região exportadora de umidade.

Só que essa umidade não é toda gerada lá, uma boa parte é transportada pelos ventos desde o Atlântico Norte tropical (Prestem atenção nas setas).

E a floresta certamente ajuda neste processo.

 

 

ASAS.png

Fonte: meteosinotica.blogspot.com

 

As áreas de alta pressão semi-permanentes no planeta:

1. ASPN - Alta Subtropical do Pacífico Norte ou anticiclone do Hawai

2. ASPS - Alta Subtropical do Pacífico Sul ou anticiclone da Ilha de Páscoa

3. ASAN - Alta Subtropical do Atlântico Norte ou anticiclone dos Açores

4. ASAS - Alta Subtropical do Atlântico Sul ou anticiclone de Santa Helena

5. ASI - Alta subtropical do Índico ou anticiclone de Mascarenhas (Por causa das ilhas Mascarenhas)

 

Edited by Aldo Santos
  • Like 15
  • Thanks 2
Link to comment
Share on other sites

2 horas atrás, Guto Cesar disse:

Como já dito, a mínima em Curitiba foi 11,6°C. É o menor valor pra Fev desde 1991, quando fez 10,8°C, então realmente é histórica essa MP pra cá. Aqui em casa obtive 10,8°C.

Aposto que hoje foi recorde para Morretes também desde a abertura em 2008, com 15,5°C. Infelizmente a estação de Colombo parou de reportar por algumas horas; tenho convicção de uma sub-10 lá.

 

Foi uma noite atípica de verão. Primeiro, a advecção de ar frio com muito vento e chuvisco. Depois, a infiltração marítima cessou, porém restou um cobertor de nuvem mais elevado, que permaneceu até às 2h30, e que continuou segurando a temperatura. Depois, tivemos apenas 3 horas de céu limpo, suficientes pra chegarmos nesse recorde.

Em Fevereiro de 1991 eu fazia anotações aleatórias na vila onde eu morava e eu lembro desse frio absurdo q fez por aki. É algo q não tinha como ser eskecido pq foi comentado bastante sobre a impressão de q estávamos vivendo um dia de inverno em pleno mês de fevereiro. 

Li uma matéria em um jornal q falava sobre esse frio em Curitiba.

O ar estava tão gelado na manhã dakele dia q parecia uma manhã de geada, inclusive.

A temperatura nas áreas mais baixas de Piraquara deve ter atingido 6°C já q no aeroporto Afonso Pena chegou à 8,6°C e em manhã como akela a diferença fica em torno de 2 ou 3°C a menos (baixadas rurais x aeroporto Afonso Pena).

O dia seguinte, 26/2 também foi muito frio pela manhã, com mínima de 10,2°C (aero) e possivelmente 8°C nas baixadas.

Nakele ano tivemos em Agosto a maior geada provavelmente desde 1975. 

Impossível também de eskecer algo tão incrível: GEADA SE FORMANDO ÀS 17h, com o Sol quase se pondo na linha do horizonte. Por volta das 18h30 dakela data (3/8)  já escuro e os para-brisa dos poucos automóveis q estavam estacionados na avenida principal do distrito de Pinhais (ainda não era "município de Pinhais") exibiam uma fina camada de gelo, q infelizmente iria derreter durante a madrugada devido à entrada da maldita infiltração oceânica. De qker forma, a mínima já estava firmada em -5,2°C pela manhã no aeroporto. Por aki, não duvidaria em nada de algo em torno de -7°C.

Mas não foi um inverno memorável como um todo e depois do frio de Fevereiro, não houve nada de excepcional até Agosto...

  • Like 8
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

Tem algumas coisas que não precisam ser noticiadas. Portal de meteorologia colocando como manchete os 17ºC de Campo Grande é piada, ainda mais quando se teve temperaturas mais interessantes em outros lugares. Achei o cúmulo chamar isso de recorde de frio, ainda mais em "ar frio polar", sendo que a temperatura chegou em 30ºC à tarde. Por sinal a convencional de BH registrou uma máxima menor que Campo Grande. Menos, muito menos.

 

Edited by Nowcasting
  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

Em 24/02/2020 em 13:38, CloudCb disse:

Na quinta trago um resumo mais completo dos dados da sexta (21/02) à quarta (26/02).

 

Postando.

Contém apenas dados da PB.

  • Sexta (21)

image.png.ee3e47053d6ec4fd00d00d89180857bc.png

 

Registrei 31,6 mm no meu pluviômetro.

  • Sábado (22)

image.png.e499773f00a7974eb7b1ad747961912e.png

 

Nesse dia registrei 3,8 mm.

  • Domingo (23)

image.png.86af23a8d8cf19fa14a5fc9d7ce83971.png

  • Segunda (24)

image.png.6868ae6806afff168c584b51a5d1a7ab.png

 

Nesse aqui tive 10,1 mm.

 

  • Terça (25)

Houve apenas o registro de 15,7 mm em São João do Rio do Peixe.

 

  • Quarta (26)

O registro mais significativo ontem ocorreu em Santa Luzia, com 24 mm. No fim da madrugada e manhã de hoje ocorreram chuvas no Vale do Piancó, sobretudo na área de fronteira com o Ceará, como mostra a imagem de radar abaixo.

image.png.110daa01654a33d207ddd650c50cba0c.png

 

Falando de acumulados mensais de chuva deste fevereiro, Cajazeiras agora atingiu os 500 mm:

image.png.6020ab0765f7bea3abd88a9724aff0a8.png

 

Sobre Cajazeiras, este já é o Fevereiro mais chuvoso da série histórica (superando o FEV de 2011), assim como também é o 7° mês mais chuvoso de todos:

image.png.7984e890d42d4928e2d1293a16049805.pngimage.png.92280c3fa7ed7d5a381cd1a3528b94fb.png

 

Dados: AESA, EMPAER.

Edited by CloudCb
  • Like 9
  • Thanks 2
Link to comment
Share on other sites

5 horas atrás, Moretão disse:

 

Você é o dono das estações de Araquari? Tem diferença de relevo e urbanização entre elas?

De Relevo não as três na média ficam nos 10Mts.

Sobre urbanização, a do Areias Pequenas fica na área rural, Centro é bem urbana e a do Rainha fica em uma fazenda.

  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

27/02 - Pelo menos a 3ª geada na Serra Catarinense no mês. Janeiro teve uma.

 

General Carneiro - 8,8°C ~ 25,2°C

Inácio Martins - 10,2°C ~ 22,9°C

 

Bom Jesus/BASF - 4,61°C ~ 22,82°C

Pinheiro Machado/Passo Da Olaria - 6,2°C ~ 27,9°C

São José Dos Ausentes/INMET - 7,8°C ~ 19,1°C

São José Dos Ausentes/PWS - 2,2°C ~17,8°C

Soledade/Sítio Toniolo - 6,6°C ~ 27,3°C

Vacaria/BASF - 4,67°C ~ 23,49°C

 

Água Doce/PWS - 4,7°C ~ 21,5°C

Bom Jardim Da Serra/Fazenda Santa Rita - 3,6°C ~ 19,5°C

Bom Jardim Da Serra/Mantiqueira - 2,5°C ~ 20,8°C

Bom Jardim Da Serra/Rio Do Rastro - 6,1°C ~ 15,1°C

Curitibanos/UFSC - 4,25°C ~ 23,36°C

Fraiburgo/Liberata - 3,1°C ~ 22,6°C

Lebon Régis/PWS - 2,3°C ~ 21,5°C

Painel/PWS - 5,7°C ~ 29,5°C

São Joaquim/Cruzeiro/PWS - 5,1°C ~ 18,4°C

São Joaquim/Jardim Bandeira - 2°C ~ 20,7°C

São Joaquim/INMET - 5,8°C ~ 19°C

São Joaquim/Rio Antoninha - 2,2°C ~ 22,6°C

São Joaquim/Santo Antão - 2,2°C ~ 21°C

Urubici/Jararaca - 4,2°C ~ 20,8°C

Urubici/Mundo Novo/PWS - 6,1°C ~ 17,6°C

Urupema - 0,9°C ~ 22,05°C

  • Like 10
  • Thanks 3
Link to comment
Share on other sites

Pouca nebulosidade e sol intenso marcaram o dia de hoje aki no leste da região de Curitiba, porém as temperaturas não subiram muito.

Ao meio-dia a temperatura estava em 19,5°C e o vento soprava gelado do leste 👇 Máxima de 22,4°C.

AirBrush_20200227203959.thumb.jpg.7fb2f2d9aee478eb4a24d9ffe4331f64.jpg

Ao anoitecer a temperatura já atingia os 16°C e em keda rápida 👇1582846868087.thumb.jpg.4852109324ea7acdfe44e7cf16efd66f.jpg

Agora, 20h45 temos céu limpo e 13°C.

  • Like 13
  • Thanks 3
Link to comment
Share on other sites

7 horas atrás, fsorf9rj disse:

Tarde com temperatura comportada no Rio, média na casa dos 24 graus pelas estações do Alerta Rio. Pelas previsões que procurei, TODAS, dão máxima de 26º aqui para a cidade pelo menos até Segunda-feira. Nada mal. Ainda não tive a oportunidade de parar pra analisar mas creio que teremos anomalia negativa nas máximas na cidade do Rio em Fevereiro. As mínimas não, nenhuma surpresa, todas dentro do padrão. Mas dá um alívio um período grande assim, sem calor extremo, apesar de mesmo com temperaturas mais baixas o abafamento continua, de leve.

 

Verão beeeeem tranquilo esse, principalmente levando em conta os últimos anos. Talvez comparando com verões antigos esteja até quente mas comparando aos últimos está até fresco.

Tenho sentido falta de chuvas mais generalizadas também. Estamos tendo um fevereiro chuvoso mas sem aquelas verdadeiras tempestades de verão, que ocorrem duas ou três vezes ao ano, geralmente ao final da tarde, em dias de muito calor. A falta de calor extremo favorece isso também, creio eu.

 

Este mês de fevereiro realmente está com temperaturas muito bem comportadas (em especial as máximas), tanto que está no mesmo patamar de 2018 aqui no Rio (o mais ameno da década), e deve até fechar um pouco abaixo de 2018 em parte da cidade.  Claro que fez calor, como faz em qualquer mês no Rio, mas os intervalos de calor forte nunca duraram mais de três ou quatro dias, sem aqueles longos períodos de desconforto que são característicos do verão carioca.  Pelos meus cálculos, com dados da região central do Rio, fevereiro vai fechar uns 0,8ºc abaixo da última semi-normal climatológica (1973/1990) do INMET, e praticamente dentro da normal 1931/1960, ou seja, estamos experimentando um fevereiro digno de “antigamente”, sem tirar nem pôr.  Eu dormi de ventilador umas 5/6 noites só.

 

Este predomínio de chuvas fracas a moderadas, como você destacou, também está relacionado com as temperaturas mais comportadas, embora tenha chovido forte algumas vezes também de maneira pontual, com destaque para os 110,6 mm em 1 hora na estação do Cemaden em Padre Miguel (bairro da zona oeste, quase na zona norte) no dia 02/02, evento responsável pela única morte por chuva na cidade este ano até agora (um motorista que dirigia numa rua alagada caiu com o carro num valão que estava escondido pelo alagamento no bairro de Vila Valqueire, e o corpo nunca foi encontrado).  Na mesma noite caiu outra chuva muito forte nas proximidades de Raposo, no noroeste do estado e perto da divisa com MG, reportada pelo Marinhonani.

 

Falando em chuva, a frente-fria chegou hoje de maneira muito preguiçosa ao Rio de Janeiro, trazendo o refresco prometido (máximas de até 27/28ºc no início da madrugada deram lugar a 22/23ºc no meio da tarde), mas com chuva somente em doses homeopáticas, variando entre chuvisco e chuva fraca apenas na maioria dos bairros.  A chuva acumulada no dia de hoje foi de apenas 11,5 mm (em média), mas já foi suficiente para elevar o acumulado mensal médio da cidade do Rio de Janeiro (33 pluviômetros) para 279 mm, chegando muito perto do fevereiro mais chuvoso registrado pelo Alerta Rio nos últimos 24 anos, que foi o do ano passado com 281,3 mm.  Para amanhã há previsão apenas de chuviscos e chuvas muito fracas e isoladas no máximo, mas falta tão pouco para alcançar 2019 que não descarto que o recorde (da era Alerta Rio, pois antes disso 02/1988 segue insuperável) seja superado já amanhã. A noite segue sem chuva e agora faz 22/23ºc no Ingá/Niterói, onde as condições do tempo hoje foram iguais às do Rio.

 

Se a chuva acumulada total de fevereiro de 2019 não for superada amanhã, com certeza será no dia 29, quando há previsão de um retorno das chuvas (fracas/moderadas) até o final do dia (mas vou torcer para que seja superada logo amanhã, pois se este ano precisar do dia 29 para superar o total de fevereiro passado vai ser um recorde “roubado”, já que 2018 contou com apenas 28 dias).  33,333..% dos pluviômetros do Alerta Rio na capital fluminense já superaram os 300 mm neste mês, com máximo de 468,4 mm no Alto da Boa Vista; em várias estações das zonas norte e central este já é o fevereiro mais chuvoso desde o início do monitoramento em 1997 (no Grajaú, com 349 mm, 2020 já superou o recorde anterior no meio do mês).  Em São Cristóvão, que fica entre Grajaú e o Centro, este é apenas o segundo mês a quebrar a barreira dos 300 mm desde o início dos registros no local em 2001 (o outro foi abril de 2010).

 

Um reforço nas instabilidades previsto para entre o final de fevereiro e o início de março poderá trazer alguns acumulados significativos aos locais mais favorecidos pelo relevo na RM do RJ, com chuva entre fraca e moderada de maior duração.

 

De uma maneira geral, este mês de fevereiro está sendo bom ou muito bom para chuvas em grande parte da Região Sudeste (exceto pelo centro/norte de MG e pela maior parte do ES); eu diria até que é o melhor fevereiro em mais de uma década em  grande parte da região, com ótimos acumulados numa área bem grande que inclui a maior parte de SP, todo centro-sul e oeste de MG e a maior parte do RJ, o que contribui para os reservatórios e aquíferos.  No RJ a chuva já superou a média na maior parte do estado, com alguns pontos ainda ligeiramente abaixo da média mais para o norte/noroeste do estado (mas mesmo esta área tem cidades com chuva acima da média, como Itaperuna, com mais de 250 mm).

Edited by Wallace Rezende
  • Like 10
  • Thanks 2
Link to comment
Share on other sites

13 minutos atrás, Daniel85 disse:

Foto do satélite desta noite de quinta feira.

Instabilidades da frente fria concentradas em MG, RJ e ES. Em SP, somente nebulosidade baixa (como a infiltração marítima no leste deste estado).

 

Q7wwlfg.jpg

 

Em Bonifácio céu encoberto também.

Não aparece aí na realçada, mas hoje não teve quase sol.

 

1374100255_Screenshot_20200227-212213_SamsungInternet.thumb.jpg.9f331c9b6b677159871d176c2431dd37.jpg

 

Nesta imagem dá para ver certinho, dentro do risco azul, nuvens baixas e céu encoberto. No risco vermelho, região de chuvas e trovoadas.

 

 

Edited by Maicon
  • Like 8
Link to comment
Share on other sites

Instabilidades + ar frio estão trazendo uma sensação maravilhosa por aqui. As temperaturas momentâneas são as seguintes:

 

- Bandeirantes: 18,6ºC

- Aeroporto: 15,8ºC

- Alphaville: 16,3ºC

 

Grande advecção fria nos topos da cidade, a maior desse verão até o momento. Acredito muito em mínimas sub-15 amanhã.

  • Like 11
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

Dia de mormaço e pancadas de chuva em Conselheiro Lafaiete. Mínima de 19°  e máxima de 29°. Parece que hoje foi o último dia com essa temperatura pois nos próximos 10 dias a previsão indica que não devemos passar dos 26 graus nos dias mais quentes. Seria o início de março já trazendo uma prévia do outono? Será que esse verão passa sem ASAS? 

No momento chove fraco depois de já ter chovido forte com muitas trovoadas por volta das 20h. Temperatura no momento de 19 graus

  • Like 6
Link to comment
Share on other sites

47 minutos atrás, Moretão disse:

27/02 - Pelo menos a 3ª geada na Serra Catarinense no mês. Janeiro teve uma.

 

General Carneiro - 8,8°C ~ 25,2°C

Inácio Martins - 10,2°C ~ 22,9°C

 

Bom Jesus/BASF - 4,61°C ~ 22,82°C

Pinheiro Machado/Passo Da Olaria - 6,2°C ~ 27,9°C

São José Dos Ausentes/INMET - 7,8°C ~ 19,1°C

São José Dos Ausentes/PWS - 2,2°C ~17,8°C

Soledade/Sítio Toniolo - 6,6°C ~ 27,3°C

Vacaria/BASF - 4,67°C ~ 23,49°C

 

Água Doce/PWS - 4,7°C ~ 21,5°C

Bom Jardim Da Serra/Fazenda Santa Rita - 3,6°C ~ 19,5°C

Bom Jardim Da Serra/Mantiqueira - 2,5°C ~ 20,8°C

Bom Jardim Da Serra/Rio Do Rastro - 6,1°C ~ 15,1°C

Curitibanos/UFSC - 4,25°C ~ 23,36°C

Fraiburgo/Liberata - 3,1°C ~ 22,6°C

Lebon Régis/PWS - 2,3°C ~ 21,5°C

Painel/PWS - 5,7°C ~ 29,5°C

São Joaquim/Cruzeiro/PWS - 5,1°C ~ 18,4°C

São Joaquim/Jardim Bandeira - 2°C ~ 20,7°C

São Joaquim/INMET - 5,8°C ~ 19°C

São Joaquim/Rio Antoninha - 2,2°C ~ 22,6°C

São Joaquim/Santo Antão - 2,2°C ~ 21°C

Urubici/Jararaca - 4,2°C ~ 20,8°C

Urubici/Mundo Novo/PWS - 6,1°C ~ 17,6°C

Urupema - 0,9°C ~ 22,05°C


Essa máxima de Painel está fumada. Minha estação próxima registrou 24C.

  • Like 6
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

Acumulado de chuva nas estações do CGE com a passagem dessa frente fria entre 7 horas da manhã de ontem e 7 horas da manhã de hoje.

Vale ressaltar que após isso (as 7 da manhã de hoje), os acumulados foram bem irrisórios já que as instabilidades já estavam se afastando da Grande SP.

 

Áreas mais ao sul da cidade e da Grande SP receberam os maiores volumes.

 

ncdk5mQ.jpg

  • Like 9
Link to comment
Share on other sites

OFICIALMENTE O MIRANTE DE SANTANA QUEBROU SEU RECORDE DE CHUVA PARA FEVEREIRO.

 

ATÉ AS 9:00  DE HOJE A ESTAÇÃO CONVENCIONAL REGISTROU 483,6mm. 

 

ESTE VALOR É QUASE O DOBRO DA MÉDIA PARA O MÊS.

 

001.thumb.png.2e3b388cd079bb6712bab7acc886b95d.png

 

MAIORES VOLUMES DE CHUVA EM FEVEREIRO - MIRANTE DE SANTANA (1945-2020)

483,6mm - 2020

445,5mm - 1995

416,2mm - 1970

394,2mm - 1998

385,2mm - 1976

369,8mm - 1999

358,0mm - 1991

335,6mm - 2004

335,0mm - 1961

333,7mm - 1957

 

AINDA NO MIRANTE DE SANTANA, TIVEMOS HOJE A MENOR TEMPERATURA PARA FEVEREIRO EM 15 ANOS

 

A MÍNIMA REGISTRADA NA ESTAÇÃO AUTOMÁTICA FOI DE 15,6ºC. A ÚLTIMA VEZ QUE TIVEMOS MÍNIMA INFERIOR A ESTA, NA ESTAÇÃO CONVENCIONAL, FOI EM 2005 QUANDO CHEGOU A 14,8ºC DE MÍNIMA.

 

002.png.a67fd76ab2c22d4325742895c2804827.png

 

OUTRO DESTAQUE É A ESTAÇÃO AUTOMÁTICA DO INMET EM BARUERI.

 

O ACUMULADO ATÉ AS 9:00 JÁ CHEGAVA EM 526mm.

  • Like 14
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

56 minutos atrás, Renan disse:

Instabilidades + ar frio estão trazendo uma sensação maravilhosa por aqui. As temperaturas momentâneas são as seguintes:

 

- Bandeirantes: 18,6ºC

- Aeroporto: 15,8ºC

- Alphaville: 16,3ºC

 

Grande advecção fria nos topos da cidade, a maior desse verão até o momento. Acredito muito em mínimas sub-15 amanhã.

Chegamos agora as 22h15min `a temperatura de 15,9 C, que é a menor temperatura registrada no ano de 2020 até agora. Daqui para frente é recorde de frio para os dois meses de 2020.

Neste verão tivemos 15,1 C no dia 25/12/19. Quebraremos este recorde nesta madrugada? Vamos bater os 14,6 C de 3/12/19? Aguardemos.

  • Like 6
Link to comment
Share on other sites

Amanhecer desta quinta-feira em VACARIA - Rio Grande do Sul, com nevoeiro nos arredores da cidade (ao fundo) e temperatura mínima de 4,7°C 

Screenshot_2020-02-27-22-25-57-1.png.9100025222478944e25b0a8d08ca3fb6.png

Máxima atingiu os 23,5°C numa tarde com sol entre nuvens Cumulus. 

Ao entardecer, pouca nebulosidade anunciando outra madrugada gelada na região...Screenshot_2020-02-27-22-27-33-1.png.b04d450a66618b51e912902402c5cb86.png

  • Like 8
Link to comment
Share on other sites

1 hora atrás, fdobner disse:


Essa máxima de Painel está fumada. Minha estação próxima registrou 24C.

 

Verdade, o que eu tinha notado era a mínima está alta. Deu 5,9°C na Epagri que é ruim de mínima, 3,68°C na Bossoroca e 4,76°C na Santa Izabel.

 

5,7°C no Torradinho é o valor mais alto da região. Difícil...

Edited by Moretão
  • Like 7
Link to comment
Share on other sites

4 minutos atrás, Carlos Campos disse:

...e que raios seria isso ⬇ detectado pelo radar, sobre Urubici? 

Uma nave alienígena? 😨  Corona vírus?  😲Screenshot_2020-02-27-22-34-42-1.png.b22a9c9caf5bb0e613effe0a389dcde4.pngScreenshot_2020-02-27-22-34-55-1.thumb.png.9f546c4df0b5257e83de686d3900e1ca.png

 

 

Corona vírus sofrendo nova mutação pelo frio fora de época

 

 

 

Acho que teremos outra madrugada boa por aqui, talvez, com otimismo, amor no coração, positividade e bastante endorfina e serotonina, dá pra afirmar que atingiremos uns 17 C.

 

  • Like 1
  • Haha 10
Link to comment
Share on other sites

Guest
This topic is now closed to further replies.
 Share

×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.