Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

marcio valverde

Members
  • Posts

    444
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by marcio valverde

  1. Acho que nós ainda estamos longe das maiores enchentes do começo do século passado, anteriores à retificação dos Rios Tietê e Pinheiros, as quais duravam meses até a água baixar, sendo que a de 1929 ainda é considerada a maior que a cidade já viu http://www.saopauloantiga.com.br/o-marco-da-enchente-de-1929/. Também há que se considerar que, pelo fato de a cidade de São Paulo estar situada num planalto (plano + alto) faz com que, muito embora circundada de morros e serras, seja a topografia do todo relativamente plana, do que resultam rios de planície, caso dos rios Tietê e Pinheiros que tinham seus leitos originais cheios de meandros, curvas e lagoas marginais (aqui uma reprodução do que era o leito original do Pinheiros - na verdade mais um ribeirão que um rio de verdade) Rios assim correm lentamente, então se eles não tivessem sido retificados e aprofundados o resultado de uma chuva como a da madrugada passada seria um alagamento geral que duraria dias e não horas. A imprensa fala em caos irresponsavelmente. Sei que nós estamos no Brasil e tudo poderia ser bem melhor mas se não fosse um planejamento sério que já data de mais de século e, mais do que isso, o empenho de gerações em construir o que temos hoje a cidade não passaria de ser o pântano cheio de sapos e aguapés que já foi. Aos que se interessarem pelo assunto sugiro visitas aos sites da Emplasa https://emplasa.sp.gov.br/, DAEE http://www.daee.sp.gov.br/, Emae http://www.emae.com.br/ e do Museu da Energia http://www.museudaenergia.org.br/, todos eles repletos de informações sobre o assunto.
  2. No geral os reservatórios do sudeste ainda estão com os reservatórios pela metade, de sorte que esse volume todo de água que caiu vai servir para recompor esses reservatórios. Num ou noutro caso pode ser necessário abrir os vertedouros, como no caso de Barra Bonita e de outras usinas que operam a fio d'agua no Tietê. Mas se você observar que Três Irmãos e Ilha Solteira (que operar um mesmo e enorme reservatório) estão pela metade então dá para imaginar que essa água não vai passar dali, salvo se a chuvarada continuar. http://www.ons.org.br/paginas/energia-agora/reservatorios
  3. Por aqui registrei um recorde desde o início das minhas medições: 96mm nas últimas 24 horas.
  4. Que lugar paradisíaco. Chuva com temperatura amena em pleno novembro. Aqui depois da chuva mais intensa tivemos um dia com temperaturas mais baixas. Logo depois ferveu novamente.
  5. Aqui, como sempre, as previsões de precipitação falharam miseravelmente. Indicavam algo entre 0 e 5 mm mas registrei 63. Foi uma chuva só e apesar do calorão que fez à tarde não houve muito vento nem raios. 🙏
  6. Resultou num acumulado de 27 mm por aqui e num amanhecer bem mais fresquinho do que na semana passada.
  7. Obrigado por postar os quadros acima, mas Deus me livre se isso se confirmar. Chuvas abaixo da média combinadas com temperaturas acima é um cenário de tristeza por aqui.
  8. Máximas rondaram os 40 graus por aqui. O ar muito seco ainda proporciona uma significativa queda durante a noite com amanheceres em torno dos 20 graus, além de alvoreceres e poentes coloridos e profundos. Em dias assim o sol se "põe" acima da linha do horizonte. É curioso vê-lo desaparecer "no ar", ou melhor, no que está suspenso nele. Tentei registrar mas estava dirigindo e sozinho. A paisagem fica linda mas eu sou um fotógrafo miserável 😁
  9. Em meio à secura e aos nada extraordinários 35 graus os ipês sempre aparecem para pintar o panorama com cor e graça. P.s. acho que as chuvas não tardam a retornar. A vegetação nativa semidecidual já começou a rebrotar as folhas.
  10. Ontem ficamos o dia inteiro com um céu esfumaçado muito esquisito. Já tinha visto antes, se não me engano nessa mesma época do ano. É raro porém. Pelo visto hoje teremos um repeteco.
  11. Contrariando todas as previsões que não indicavam a chegada do ar frio até aqui, hoje tivemos 9,5° ao amanhecer. Nada mal.
  12. Ontem eu falava do estranho comportamento dessa FF por aqui e hoje o quadro se completou kkk. Passada a frente o normal é vir o ar polar e seco depois, pois bem, está chovendo agora e provavelmente teremos a menor maxima do ano por aqui (talvez de muitos anos). Eu que gosto de frio úmido estou adorando é claro.
  13. Frente fria bem esquisita essa. A pré-frontal até que foi normal mas o sistema frontal passou desapercebido. Não houve nuvens, chuva, ventania nem nada. Simplesmente esfriou no meio da tarde com sol e tudo. Amanhecemos com oito graus e céu limpo (alguns cirros apenas) mas antes das oito vieram algumas nuvens e agora temos um céu plumbeo e doze graus, prenúncio de uma maxima bem baixa.
  14. Será que posso usar esse mapa dos ventos como um indicativo do limiar já alcançado pela FF? Minha experiência é de que sim.
  15. Que lugar lindo esse em que vc mora! Bom dia a todos. Para minha surpresa mais um dia de minima na casa de um dígito. O céu amanheceu muito bonito.
  16. Mais um dia se inicia com temperatura na casa dos 3 graus. Não vou sair para caçar geada mas deve ter ocorrido novamente ainda que haja um pouco de vento. Deve fazer bem uns vinte anos que não tínhamos uma sequência dessas (três dias seguidos de frio tão intenso). Bom dia a todos. Edit. Eu disse que não ia caçar geada mas não resisti quando encontrei no caminho do trabalho, às 8h da manhã, com sol já alto, esse resquício kkk
  17. Tudo o que eu queria são dias frios com nuvens e garoa mas aqui quase no meio do continente nem dá para sonhar com isso.
  18. Os mais entendidos poderiam explicar mas eu sempre fico com a impressão de que depois de uma MP abrangente como essa acaba vindo um baita bloqueio, pelo menos para o sudeste e centro-oeste. Parece que depois que o ar frio e seco se espalha pelo interior do continente ele vai se aquecendo e se converte numa imensa bolha de ar quente e seco que impede o avanço imediato de outras MPs. Talvez isso que falei seja um completa bobagem mas sempre fico com essa impressão.
  19. Vai aí mais um relato amador do fenômeno por estas bandas. A mínima hoje foi maior do que ontem 2,5 contra os 0,7 graus de ontem. Muito mais frio dentro de casa e como não tinha vento me animei a procurar geada. Achei logo na primeira baixada fora da cidade e um pouco mais extensa perto da represa municipal. Aqui logo que saí da cidade. Havia não só nas baixadas mas também nos pastos à beira da estrada, ainda que fraquinha. Lá embaixo a represa fumegando. Vamos até ela. No caminho foi ganhando corpo devido à maior umidade eu acho. Às magens da represa o frio era mais intenso e a geada também. O termômetro do carro indicava 2,5 contra 4,0 na rodovia e 7,0 dentro da cidade. A variação de altitude é pequena.
  20. Aqui já estamos com 3 graus. Também não me recordo de nada assim. Vou me recolher porque amanhã madrugo para conferir a situação.
×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.