Jump to content
Brasil Abaixo de Zero
Rodolfo Alves

Médias Climatológicas 1991-2020

Recommended Posts

MIRANTE DE SANTANA - MÉDIA 1991-2020

*Dados de 2020 coletados da estação automática desde março.

 

001.thumb.png.9a6e21110810037176b80ae8cdbc2e01.png

 

 

IAG 1991-2020 - MÉDIA 1991-2020

 

002.thumb.png.0bf5b3419ef009a8c69ba8788a1c56f1.png

  • Like 7
  • Thanks 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Esses 21,3 do Mirante é da compensada? Se for, o Mirante atingiu o patamar de Brasília na normal 1981-2010. 

 

E observa-se que tivemos aumento significativo de chuva no primeiro trimestre (principalmente em março).

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

INDAIAL/SC - MÉDIA 1991-2020 (-26.914, -49.268), 72m

image.thumb.png.f3745e265ce2e190c5d40796f6cf5519.png

*média 24h automática 2006/2020 (A817) e média compensada convencional 1991/2006 (83872)

 

CHAPECÓ/SC - MÉDIA 1991-2020 (-27.085, -52.636), 687m

image.thumb.png.0b3e82271b456341e1443cabd2c4c281.png

*média SIMPLES convencional 1991/2019 (BDMEP INMET + Epagri automatizada) e 2019/2020 automática INMET (A895)

 

Lembrando que Indaial é média e Chapecó média simples: (média mínima + média máxima)/2 

  • Like 9

Share this post


Link to post
Share on other sites

Médias climatológicas das estações do INMET nas capitais. Os dados ainda são preliminares. No caso do Rio de Janeiro, não incluí a estação de Alto da Boa Vista porque faltam os dados dos últimos três dias de 2020, ainda essa semana irei postar aqui. A estação do Centro é a do bairro da Saúde, desativada em 2017. Para as estações de Campo Grande e Porto Velho, as médias foram completadas com as estações automáticas que estão no mesmo local das antigas convencionais.

 

 

Capitais.png

  • Like 9

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)
4 horas atrás, Darley disse:

Esses 21,3 do Mirante é da compensada? Se for, o Mirante atingiu o patamar de Brasília na normal 1981-2010. 

 

E observa-se que tivemos aumento significativo de chuva no primeiro trimestre (principalmente em março).

 

Média simples.

 

A média compensada anual do Mirante na normal 1991-2020 está em 20,4°C.

 

A média compensada anual do IAG no período 1991-2017 estava em 19,5°C.

 

Edited by Aldo Santos
  • Like 6

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 horas atrás, marcoseojr disse:

Médias climatológicas das estações do INMET nas capitais. Os dados ainda são preliminares. No caso do Rio de Janeiro, não incluí a estação de Alto da Boa Vista porque faltam os dados dos últimos três dias de 2020, ainda essa semana irei postar aqui. A estação do Centro é a do bairro da Saúde, desativada em 2017. Para as estações de Campo Grande e Porto Velho, as médias foram completadas com as estações automáticas que estão no mesmo local das antigas convencionais.

 

 

Capitais.png

A média de Aracaju vem despencando a cada nova Normal. Foi de 1700 mm para 1300 mm e agora 1200 mm.

  • Like 4
  • Sad 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)
3 horas atrás, marcoseojr disse:

Médias climatológicas das estações do INMET nas capitais. Os dados ainda são preliminares. No caso do Rio de Janeiro, não incluí a estação de Alto da Boa Vista porque faltam os dados dos últimos três dias de 2020, ainda essa semana irei postar aqui. A estação do Centro é a do bairro da Saúde, desativada em 2017. Para as estações de Campo Grande e Porto Velho, as médias foram completadas com as estações automáticas que estão no mesmo local das antigas convencionais.

 

 

Capitais.png

Curitiba ultrapassando 1600mm...

E Porto Alegre se junta a Belém como capitais com mais de 100mm em todos os meses do ano.

Edited by Darley
  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sobre a nova média do Mirante comparada com outras capitais: vi que o acumulado anual está entre o de Goiânia e o de Natal. Natal tem o detalhe de praticamente não haver chuva com trovoadas(o que é muito frequente em São Paulo principalmente em janeiro e em fevereiro). Geralmente as chuvas mais volumosas em Natal são frutos de DOL. 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
13 horas atrás, Darley disse:

Sobre a nova média do Mirante comparada com outras capitais: vi que o acumulado anual está entre o de Goiânia e o de Natal. Natal tem o detalhe de praticamente não haver chuva com trovoadas(o que é muito frequente em São Paulo principalmente em janeiro e em fevereiro). Geralmente as chuvas mais volumosas em Natal são frutos de DOL. 

Isso, Natal está entre os 50 municípios do país com menor incidência de trovoadas e raios, que costumam ocorrer geralmente quando a ZCIT atua em todo o estado do RN.

 

Outro destaque é Brasília, em que pela primeira vez o mês de julho figurou como mais seco.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 01/01/2021 em 17:40, Felipe Backendorf disse:

CHAPECÓ/SC - MÉDIA 1991-2020 (-27.085, -52.636), 687m

image.thumb.png.0b3e82271b456341e1443cabd2c4c281.png

*média SIMPLES convencional 1991/2019 (BDMEP INMET + Epagri automatizada) e 2019/2020 automática INMET (A895)

 

Lembrando que Indaial é média e Chapecó média simples: (média mínima + média máxima)/2 

 

Estava achando estranho como Chapecó esquentou muito da 1981-2010 pra 1991-2020, haha. Depois vi que era média simples. Tá explicado. Parece que a média compensada normalmente tende a ser menos que a média simples.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 01/01/2021 em 18:06, marcoseojr disse:

Médias climatológicas das estações do INMET nas capitais. Os dados ainda são preliminares. No caso do Rio de Janeiro, não incluí a estação de Alto da Boa Vista porque faltam os dados dos últimos três dias de 2020, ainda essa semana irei postar aqui. A estação do Centro é a do bairro da Saúde, desativada em 2017. Para as estações de Campo Grande e Porto Velho, as médias foram completadas com as estações automáticas que estão no mesmo local das antigas convencionais.

 

 

Capitais.png

 

No que diz respeito ao Rio de Janeiro, é impossível calcular médias fidedignas destas estações (com exceção da antiga convencional do Centro, mas ressaltando que os registros do Inmet na Praça Mauá/Saúde começaram em 2002 e terminaram em 2017).  O Alto da Boa Vista tem dados relativamente completos (algumas falhas, numa escala menor), mas na página do Inmet há meses faltando na maioria dos anos, o que também prejudicaria o cálculo das médias.

 

O número de meses com dados incompletos ou completamente sem dados pluviométricos é grande demais nas nossas automáticas, de forma que a média derivada destes dados incompletos acaba distorcendo a realidade.  Calcular médias pluviométricas de estações automáticas do Inmet é uma perda de tempo, em mais de 90% dos casos.

 

No caso da Vila Militar, estação que acompanho de perto desde 2008 (atualizando e controlando a qualidade dos dados mais de uma vez por semana), estes são os meses com dados pluviométricos ausentes ou incompletos:

 

Outubro de 2008

Novembro de 2008

Dezembro de 2008

Janeiro de 2009

Fevereiro de 2009

Novembro de 2009

Dezembro de 2009

Janeiro de 2010

Março de 2010

Abril de 2010

Janeiro de 2011

Fevereiro de 2011

Março de 2011

Outubro de 2011

Novembro de 2011

Abril de 2012

Maio de 2012

Junho de 2012

Julho de 2012

Dezembro de 2012

Janeiro de 2013

Fevereiro de 2013

Março de 2013

Abril de 2013

Maio de 2013

Agosto de 2013

Setembro de 2013

Dezembro de 2013

Maio de 2016

Junho de 2016

Agosto de 2016

Outubro de 2016

Abril de 2017

Maio de 2017

Junho de 2017

Julho de 2017

Outubro de 2017

Outubro de 2020

Novembro de 2020

Dezembro de 2020

 

Vejam que num período de 13 anos (2008/2020), ou 156 meses, nada mais nada menos que 40 meses (quase 26%) estão com dados ausentes ou incompletos, e olha que a situação de muitas estações automáticas pelo Brasil é ainda pior.  Houve uma melhora a partir de 2014 (somente os anos de 2014, 2015, 2018 e 2019 estão com dados completos), mas ainda está longe do ideal.  A maior parte das lacunas em 2016 e 2017 resultou de falhas na transmissão dos dados, enquanto entre 2008 e 2013 o entupimento/falha do pluviômetro foi a principal causa de perda de dados.  Em 2020, um problema na bateria solar foi responsável pela lacuna nos dados entre outubro e dezembro.

 

Dentre os meses com dados incompletos na Vila Militar, estão janeiro de 2013 (o mais chuvoso do século XXI nas estações mais próximas), dezembro de 2013 (evento de chuva diária entre 150 e 200 mm em estações próximas entre 10 e 11), e os também muito chuvosos dezembro de 2009 e março e abril de 2010.

 

Não acompanho os dados da estação do Forte de Copacabana de perto (até pela localização inadequada para os registros de temperatura, ao lado de um costão rochoso e com vegetação baixa), mas sei que igualmente sofreu com entupimento do pluviômetro e falhas na transmissão dos dados várias vezes.

 

Com certeza há falhas em algumas outras capitais também, como por exemplo no caso de Aracaju, onde as precipitações foram superestimadas durante parte da década de 1960 (o que empurrou as médias da época para cima), e há algumas falhas no século XXI que parecem ter deixado as médias mais recentes um pouco abaixo da realidade.

  • Like 7

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 01/01/2021 em 18:06, marcoseojr disse:

Médias climatológicas das estações do INMET nas capitais. Os dados ainda são preliminares. No caso do Rio de Janeiro, não incluí a estação de Alto da Boa Vista porque faltam os dados dos últimos três dias de 2020, ainda essa semana irei postar aqui. A estação do Centro é a do bairro da Saúde, desativada em 2017. Para as estações de Campo Grande e Porto Velho, as médias foram completadas com as estações automáticas que estão no mesmo local das antigas convencionais.

 

 

Capitais.png


Abril em Fortaleza despencou de 412,8 mm para 376,3 mm...

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
14 horas atrás, Wallace Rezende disse:

 

No que diz respeito ao Rio de Janeiro, é impossível calcular médias fidedignas destas estações (com exceção da antiga convencional do Centro, mas ressaltando que os registros do Inmet na Praça Mauá/Saúde começaram em 2002 e terminaram em 2017).  O Alto da Boa Vista tem dados relativamente completos (algumas falhas, numa escala menor), mas na página do Inmet há meses faltando na maioria dos anos, o que também prejudicaria o cálculo das médias.

 

O número de meses com dados incompletos ou completamente sem dados pluviométricos é grande demais nas nossas automáticas, de forma que a média derivada destes dados incompletos acaba distorcendo a realidade.  Calcular médias pluviométricas de estações automáticas do Inmet é uma perda de tempo, em mais de 90% dos casos.

 

No caso da Vila Militar, estação que acompanho de perto desde 2008 (atualizando e controlando a qualidade dos dados mais de uma vez por semana), estes são os meses com dados pluviométricos ausentes ou incompletos:

 

Outubro de 2008

Novembro de 2008

Dezembro de 2008

Janeiro de 2009

Fevereiro de 2009

Novembro de 2009

Dezembro de 2009

Janeiro de 2010

Março de 2010

Abril de 2010

Janeiro de 2011

Fevereiro de 2011

Março de 2011

Outubro de 2011

Novembro de 2011

Abril de 2012

Maio de 2012

Junho de 2012

Julho de 2012

Dezembro de 2012

Janeiro de 2013

Fevereiro de 2013

Março de 2013

Abril de 2013

Maio de 2013

Agosto de 2013

Setembro de 2013

Dezembro de 2013

Maio de 2016

Junho de 2016

Agosto de 2016

Outubro de 2016

Abril de 2017

Maio de 2017

Junho de 2017

Julho de 2017

Outubro de 2017

Outubro de 2020

Novembro de 2020

Dezembro de 2020

 

Vejam que num período de 13 anos (2008/2020), ou 156 meses, nada mais nada menos que 40 meses (quase 26%) estão com dados ausentes ou incompletos, e olha que a situação de muitas estações automáticas pelo Brasil é ainda pior.  Houve uma melhora a partir de 2014 (somente os anos de 2014, 2015, 2018 e 2019 estão com dados completos), mas ainda está longe do ideal.  A maior parte das lacunas em 2016 e 2017 resultou de falhas na transmissão dos dados, enquanto entre 2008 e 2013 o entupimento/falha do pluviômetro foi a principal causa de perda de dados.  Em 2020, um problema na bateria solar foi responsável pela lacuna nos dados entre outubro e dezembro.

 

Dentre os meses com dados incompletos na Vila Militar, estão janeiro de 2013 (o mais chuvoso do século XXI nas estações mais próximas), dezembro de 2013 (evento de chuva diária entre 150 e 200 mm em estações próximas entre 10 e 11), e os também muito chuvosos dezembro de 2009 e março e abril de 2010.

 

Não acompanho os dados da estação do Forte de Copacabana de perto (até pela localização inadequada para os registros de temperatura, ao lado de um costão rochoso e com vegetação baixa), mas sei que igualmente sofreu com entupimento do pluviômetro e falhas na transmissão dos dados várias vezes.

 

Com certeza há falhas em algumas outras capitais também, como por exemplo no caso de Aracaju, onde as precipitações foram superestimadas durante parte da década de 1960 (o que empurrou as médias da época para cima), e há algumas falhas no século XXI que parecem ter deixado as médias mais recentes um pouco abaixo da realidade.

@Wallace Rezende realmente tive que eliminar muitos meses por falta de dados. A estação da Vila Militar também tem esse problema, porém, como ela fica bem próxima da estação do Realengo, algumas falhas eu considerei quando os valores disponíveis estavam quase os mesmos, visto que com essa proximidade os valores dão parecidos. Farei um post com os meses que eu considerei.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)

INMET - Alto da Boa Vista/RJ (1991-2020)

 

Os meses em branco foram desconsiderados.
 

  JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ ANO
                           
MÉDIA 228,6 177,8 252 201,1 180,8 149,8 179,9 150,5 219,5 194,7 238,9 236,2 2409,8
                           
1991                 171,4 190,9      
1992 420,3 78,1 59,3 144,1 94,7 32,1 380,4 220,6 319,7 197,9 399,3 88,9 2435,4
1993 154 195,6 226,5 235,6 263,5   106,9 126,8 245,2 128,2 84,4 313,5  
1994 189,6 40,2 423,2 285,8 181,5 276,8 219,7 201,1 147 108,6 249,9 172,9 2496,3
1995 142,1 150,8 144,7 112,2 299,6 98,8 135,8 243,6 421,1 307,8 230,3 192,7 2479,5
1996 257,2 705,9 325,3 218,1 126 174,6 76,4 72,6 263,1 97,3 242,5 199,4 2758,4
1997 246,8 23,6 113,4 105,6 109,9 41,6 54,8 142,6 158,6 136,8 239 106,3 1479
1998 392,5 474,5 464,9 157,2 304,7 202,1 148,9 123,1 319,7 506,7 276,3 409,7 3780,3
1999 182,6 65,2 305,9 176 57 199,6 237,9 140,5 138,7 158,2 128,2 118,7 1908,5
2000 154,6 187 140,4 51,2 78,1 54,1 230,4 230,6 391,4 81,9 162,5 267,9 2030,1
2001 69,4 102,1 137 85 188,3 172,2 314 3,9 146,4 101,9 125,3 463,3 1908,8
2002 93,4 217,2 68,5 55,9 195,7 135,8 74,4 37,4 361,9 110,9 361,5 367,6 2080,2
2003 362 1,4 373,3 156,2 149 37,9 142,3 393,8 245,6 334,9 380,7 281 2858,1
2004 344,5 239,6 79,2 250 102,3 101,7 494,7 75,4 113,6 143,8 281,5 215 2441,3
2005 328,8 179,8 314,6 375,9 178 102,6 236,4 70,8 543,9 250,6 288,8 325,2 3195,4
2006 224,3 141,9 192 264,2 303,5 219,4 76 112,5 280,5 219,2 173,8 275,9 2483,2
2007 182,1 119,8 25,4 182,7 328,5 106,3 290,5 64,5 54 302 345,5 473,4 2474,7
2008 238,9 128,8 317,7 244,6 297,5 140,6 39,3 202,3 106,6        
2009               129,9 167,3 418 157 415,5  
2010 174,9 151,5 478 574,9 112,3 114,8 389,8   95,4 223,4 174,7 206,8  
2011 140 38,4 178,8 331,8 225,9 92,9 144,1 107,6   164,4 160,6 234,1  
2012 197,4 22,2 244,9 124 277,9 281,6 112,2 26,2 202,7 113,1 182,4 43,7 1828,3
2013 582,1 96,2 448,6 140,6 315,2 91 353,5 105,9 205,9 155,4 251,3 332,8 3078,5
2014 85,5 91,5 96,7 289,4 134,2 154,2 229,4 160,2 62,2 55,5 106,3 115,9 1581
2015 119,4 155,9 217,1 124,4 92,8 260,3 72,5 26 190,7 107,2 199,7 125,9 1691,9
2016 392,7   421,1 49,8 132,8 222,1 28,2 128,8 167   331,3 160  
2017 110,6 22,8 256,7 340,6 46,8 371,8 96,3 140,6 23,2   180,8 117  
2018 328,6 265,4 180,8 138,8 76,4 187,2 66,4 309,4 78,8 262,7 379,4 124,6 2398,5
2019 67,4 419,6 477,6 350,3 186,6 88,5 117,8 302,6 353,4 99,4 300,4 134,4 2898
2020 219,4 484,4 343,6 67 203 84,1 167,4 315 389,5 280,4 297,1 332,1 3183
Edited by marcoseojr
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

INMET - Vila Militar/RJ

 

  JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ ANO
                           
MÉDIA 191,9 129,9 168,1 127,7 60,5 48,2 36,4 29,8 65,7 71,7 145,1 141,7 1216,7
                           
2007         11 9,8 3 18,4 157,2     188,2  
2008 186,4 277,8   107,4 44,4 36,2 18,4 62,6 54,2 62      
2009   62,2 160,8 134 115,8 53,6 98 32,6 99,8 137,2      
2010   82,2     65,6 51,2 74,8 8,6 43,6 85,2 98,6 175,4  
2011       261,8 117 33,6 11,4 12,4 24 130,8   236  
2012 211 28,6 144,2         25,8 95,2 59,8 93,8 79,6  
2013     215,8     38 89,8 2,2 23,2 81,2 177,8 228,2  
2014 102,4 42,6 137,6 143,6 64,2 44,4 89,4 24 64,4 44,4 85,4 60,8 903,2
2015 169,6 159 249 63,8 60,2 75 12,2 6,2 111 14,4 165,8 109,2 1195,4
2016 243,2 185 192,4 19,6 32,8 60,8 0,8 34,8 49,6 43,2 206,4 240,8 1309,4
2017 165 48 97 117,8 40,8 103,2 16 42,6 3,4   185,2 74,2  
2018 314,4 165 66,2 65 33,8 40,4 12 64,8 45,4 74,2 178,2 36,6 1096
2019 143 248,2 250 236,6 79,4 31,6 11,6 52,2 83,2 56,8 114,2 130 1436,8
2020 88,6 301,8 289,2 17,2 82,4 8,4 38,4 76,4 118        
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

INMET - Rio de Janeiro/RJ (Copacabana)

 

  JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ ANO
                           
MÉDIA 134,8 77,7 158 136,2 85,5 63,3 52,4 54,1 68,3 77 129,4 132,5 1169,2
                           
2007           10,8 23 6,8 10,6 145,4   192,4  
2008 175,4 83,8   28,6 86,4 122 25,2 95,2 184,4 121,4 256,4 171  
2009 203,6 82 113,6 168 79,2 114,4 67,8 127,2 86,4 37 77,2 397,6 1554
2010 188,4 17,8 210 385,8         48,8 92 78 213  
2011   24,2           43 21,8 110,6   184  
2012 157 22,4 37 88,2 145,4 30,8 8,4 17,8 102 57 105,4 26 797,4
2013 220,8 40,8 52 60 124,8 47,6 92 20 80 96,4 130,4 149,4 1114,2
2014 49,2 22,2 74,6 122,6 71,2 64 189,2 54 28 30 53,4 33,2 791,6
2015 82,6 37,4   139,4 75 80,6 26,6 7,6   36 211,4 99,2  
2016 181,6 160,6 287,2 5,6 63,6 86,8 8 59 62,8 30,4 144,2 62,6 1152,4
2017 57,6 7,4 183,6 175 27,8   30 58 5,6 72,4 61,2 86,8  
2018 118 136 111,2 51,2 24 57 23,2 75,4 48 81,2 197,8 81,4 1004,4
2019 49 297,2 396,2 378,6 115,8 64,4 42,6 77,8 91,8 58,8 101,2 83,8 1757,2
2020     114,6 31 127,8 18,2 92,4 61,8 118,2 109 136,2 171,4  
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, LucasFSopranos disse:

São Sebastião do Paraíso, MG - Média 1991-2020

 

image.thumb.png.95a50ec075e61ca9d8d32c4da9f1e318.png

Essas mínimas absolutas de junho e julho foram em 1994? Parece que a menor máxima de junho foi em 1996, maio do ano passado teve máxima invertida com 11 C de tarde. 

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Alguém poderia postar Cuiabá e Goiânia, cidades quentes que já tiveram máximas sub-15, Goiânia teve máxima de 14 C em 1996 e pelo critério UTC, foi fim de junho, Cuiabá um dia antes teve uma leve sub-10 de tarde, mas com máxima invertida de 13 C pelo critério UTC, em 2010 Cuiabá teve máxima de 13 C em julho e essa foi de tarde, o aeroporto em VG teve máxima de 12 C.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
19 minutos atrás, Leandro Leite disse:

Essas mínimas absolutas de junho e julho foram em 1994? Parece que a menor máxima de junho foi em 1996, maio do ano passado teve máxima invertida com 11 C de tarde. 

Foi sim, Leandro Leite. Outras negativas foram em 2000 e 2019, mas nenhuma delas chegaram em um digito.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu não consigo acessar dados do BDMEP, toda vez volta pra página inicial, daí eles me mandam por e-mail e quando abro não tem nada, diz que não há dados, era melhor no site antigo do INMET, dá até pra acessar dados antigos, mas só de convencionais ainda operantes pela tabela de dados do INMET, das desativadas não tem como, não tem o nome na lista. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Leandro Leite disse:

Eu não consigo acessar dados do BDMEP, toda vez volta pra página inicial, daí eles me mandam por e-mail e quando abro não tem nada, diz que não há dados, era melhor no site antigo do INMET, dá até pra acessar dados antigos, mas só de convencionais ainda operantes pela tabela de dados do INMET, das desativadas não tem como, não tem o nome na lista. 

@Leandro Leite qual estação você tenta acessar?

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Agora, marcoseojr disse:

@Leandro Leite qual estação você tenta acessar?

Já tentei acessar por exemplo a convencional de Rondonópolis/MT, que foi desativada, outra que eu gostaria era a de São Joaquim/SC, mas são várias que eu gostaria de ver, principalmente os dados horários. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 minuto atrás, Leandro Leite disse:

Já tentei acessar por exemplo a convencional de Rondonópolis/MT, que foi desativada, outra que eu gostaria era a de São Joaquim/SC, mas são várias que eu gostaria de ver, principalmente os dados horários. 

Acho isso estranho, aqui consigo acessar normalmente.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)
19 horas atrás, Leandro Leite disse:

Já tentei acessar por exemplo a convencional de Rondonópolis/MT, que foi desativada, outra que eu gostaria era a de São Joaquim/SC, mas são várias que eu gostaria de ver, principalmente os dados horários. 

Daí na minha caixa de e-mail diz: ''Sua requisição foi confirmada e está na fila para ser processada''

Edited by Leandro Leite

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)
4 horas atrás, marcoseojr disse:

Sim, por aí mesmo. Em menos de cinco minutos eu recebo os dados. Caso queira posso processar pra você.

Recebi por e-mail, só que dura apenas 48 horas, mas daí copiei e colei uns dados no Microsoft Word e salvei no computador.

Edited by Leandro Leite

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)
Em 06/01/2021 em 12:27, marcoseojr disse:

INMET - Alto da Boa Vista/RJ (1991-2020)

 

Os meses em branco foram desconsiderados.
 

  JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ ANO
                           
MÉDIA 228,6 177,8 252 201,1 180,8 149,8 179,9 150,5 219,5 194,7 238,9 236,2 2409,8
                           
1991                 171,4 190,9      
1992 420,3 78,1 59,3 144,1 94,7 32,1 380,4 220,6 319,7 197,9 399,3 88,9 2435,4
1993 154 195,6 226,5 235,6 263,5   106,9 126,8 245,2 128,2 84,4 313,5  
1994 189,6 40,2 423,2 285,8 181,5 276,8 219,7 201,1 147 108,6 249,9 172,9 2496,3
1995 142,1 150,8 144,7 112,2 299,6 98,8 135,8 243,6 421,1 307,8 230,3 192,7 2479,5
1996 257,2 705,9 325,3 218,1 126 174,6 76,4 72,6 263,1 97,3 242,5 199,4 2758,4
1997 246,8 23,6 113,4 105,6 109,9 41,6 54,8 142,6 158,6 136,8 239 106,3 1479
1998 392,5 474,5 464,9 157,2 304,7 202,1 148,9 123,1 319,7 506,7 276,3 409,7 3780,3
1999 182,6 65,2 305,9 176 57 199,6 237,9 140,5 138,7 158,2 128,2 118,7 1908,5
2000 154,6 187 140,4 51,2 78,1 54,1 230,4 230,6 391,4 81,9 162,5 267,9 2030,1
2001 69,4 102,1 137 85 188,3 172,2 314 3,9 146,4 101,9 125,3 463,3 1908,8
2002 93,4 217,2 68,5 55,9 195,7 135,8 74,4 37,4 361,9 110,9 361,5 367,6 2080,2
2003 362 1,4 373,3 156,2 149 37,9 142,3 393,8 245,6 334,9 380,7 281 2858,1
2004 344,5 239,6 79,2 250 102,3 101,7 494,7 75,4 113,6 143,8 281,5 215 2441,3
2005 328,8 179,8 314,6 375,9 178 102,6 236,4 70,8 543,9 250,6 288,8 325,2 3195,4
2006 224,3 141,9 192 264,2 303,5 219,4 76 112,5 280,5 219,2 173,8 275,9 2483,2
2007 182,1 119,8 25,4 182,7 328,5 106,3 290,5 64,5 54 302 345,5 473,4 2474,7
2008 238,9 128,8 317,7 244,6 297,5 140,6 39,3 202,3 106,6        
2009               129,9 167,3 418 157 415,5  
2010 174,9 151,5 478 574,9 112,3 114,8 389,8   95,4 223,4 174,7 206,8  
2011 140 38,4 178,8 331,8 225,9 92,9 144,1 107,6   164,4 160,6 234,1  
2012 197,4 22,2 244,9 124 277,9 281,6 112,2 26,2 202,7 113,1 182,4 43,7 1828,3
2013 582,1 96,2 448,6 140,6 315,2 91 353,5 105,9 205,9 155,4 251,3 332,8 3078,5
2014 85,5 91,5 96,7 289,4 134,2 154,2 229,4 160,2 62,2 55,5 106,3 115,9 1581
2015 119,4 155,9 217,1 124,4 92,8 260,3 72,5 26 190,7 107,2 199,7 125,9 1691,9
2016 392,7   421,1 49,8 132,8 222,1 28,2 128,8 167   331,3 160  
2017 110,6 22,8 256,7 340,6 46,8 371,8 96,3 140,6 23,2   180,8 117  
2018 328,6 265,4 180,8 138,8 76,4 187,2 66,4 309,4 78,8 262,7 379,4 124,6 2398,5
2019 67,4 419,6 477,6 350,3 186,6 88,5 117,8 302,6 353,4 99,4 300,4 134,4 2898
2020 219,4 484,4 343,6 67 203 84,1 167,4 315 389,5 280,4 297,1 332,1 3183

A diferença de chuva anual entre o Alto da Boa Vista e Manaus está um pouco menor se comparado com 1981-2010. Valor do Alto é equivalente ao de Lábrea/Itacoatiara na normal 1981-2010. 

 

Alguém tem as médias das estações do estado do Amazonas 1991-2020(convencionais e automáticas)?

Edited by Darley

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, Darley disse:

A diferença de chuva anual entre o Alto da Boa Vista e Manaus está um pouco menor se comparado com 1981-2010. Valor do Alto é equivalente ao de Lábrea/Itacoatiara na normal 1981-2010. 

 

Alguém tem as médias das estações do estado do Amazonas 1991-2020(convencionais e automáticas)?

@Darley tenho algumas, são poucas, mais tarde repasso aqui.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pessoal, segue abaixo a tabela-resumo da nova normal 91-2020 em Juiz de Fora (INMET):

 

image.png.9d269149b876ab4ed871f42a018da2c5.png

 

- Houve um aumento geral nas temperaturas médias graças à calorosa década de 2010, além da estação convencional ter ficado um pouco descalibrada nos anos finais da série. O aumento na temperatura média anual foi de +00,4.

 

- O único mês sem alterações, como era de se esperar, foi Novembro. O mês mais alterado, também sem surpresas, foi Setembro.

 

- Houve uma leve redução na precipitação anual de 69mm. Novembro passou a ser o terceiro mês mais chuvoso do ano, superando Março.

 

 

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, Renan disse:

Pessoal, segue abaixo a tabela-resumo da nova normal 91-2020 em Juiz de Fora (INMET):

 

image.png.9d269149b876ab4ed871f42a018da2c5.png

 

- Houve um aumento geral nas temperaturas médias graças à calorosa década de 2010, além da estação convencional ter ficado um pouco descalibrada nos anos finais da série. O aumento na temperatura média anual foi de +00,4.

 

- O único mês sem alterações, como era de se esperar, foi Novembro. O mês mais alterado, também sem surpresas, foi Setembro.

 

- Houve uma leve redução na precipitação anual de 69mm. Novembro passou a ser o terceiro mês mais chuvoso do ano, superando Março.

 

 

Boa noite @Renan, acompanho várias estações meteorológicas espalhadas pelo Brasil e Juiz de Fora é uma delas. As médias de chuva não deram igual. Acrescentando, recebi por e-mail que, depois de o DISME de BH completar os dados da capital no banco de dados do INMET, Juiz de Fora seria a próxima. Alguns dados já apareceram, porém a digitação não foi completamente concluída.

 

Seguem as médias mensais e anual de 1991 a 2020:

 

JAN = 297,6
FEV = 170,5
MAR = 207,5
ABR = 78,5
MAI = 41,3
JUN = 18,6
JUL = 14,4
AGO = 18,8
SET = 57,8
OUT = 117,6
NOV = 236,2
DEZ = 310,9

 

TOTAL = 1.569,7 mm

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
21 minutos atrás, marcoseojr disse:

Boa noite @Renan, acompanho várias estações meteorológicas espalhadas pelo Brasil e Juiz de Fora é uma delas. As médias de chuva não deram igual. Acrescentando, recebi por e-mail que, depois de o DISME de BH completar os dados da capital no banco de dados do INMET, Juiz de Fora seria a próxima. Alguns dados já apareceram, porém a digitação não foi completamente concluída.

 

Seguem as médias mensais e anual de 1991 a 2020:

 

JAN = 297,6
FEV = 170,5
MAR = 207,5
ABR = 78,5
MAI = 41,3
JUN = 18,6
JUL = 14,4
AGO = 18,8
SET = 57,8
OUT = 117,6
NOV = 236,2
DEZ = 310,9

 

TOTAL = 1.569,7 mm

 

Bem, pelo menos deu praticamente igual, kkkkkk. Essa média eu retirei a partir do cálculo da média de todos os meses de 1991 a 2020. A diferença para o seu cálculo pode ter ocorrido devido a alguns meses que estão faltando no meu banco de dados. Isso é provável. Você tem todos os meses completos ?

Share this post


Link to post
Share on other sites
10 minutos atrás, Renan disse:

 

Bem, pelo menos deu praticamente igual, kkkkkk. Essa média eu retirei a partir do cálculo da média de todos os meses de 1991 a 2020. A diferença para o seu cálculo pode ter ocorrido devido a alguns meses que estão faltando no meu banco de dados. Isso é provável. Você tem todos os meses completos ?

Mandei

  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 horas atrás, Renan disse:

Pessoal, segue abaixo a tabela-resumo da nova normal 91-2020 em Juiz de Fora (INMET):

 

image.png.9d269149b876ab4ed871f42a018da2c5.png

 

- Houve um aumento geral nas temperaturas médias graças à calorosa década de 2010, além da estação convencional ter ficado um pouco descalibrada nos anos finais da série. O aumento na temperatura média anual foi de +00,4.

 

- O único mês sem alterações, como era de se esperar, foi Novembro. O mês mais alterado, também sem surpresas, foi Setembro.

 

- Houve uma leve redução na precipitação anual de 69mm. Novembro passou a ser o terceiro mês mais chuvoso do ano, superando Março.

 

 

Renan,

temperaturas médias subiram como o esperado, a surpresa, foi novembro superar março em chuvas.

Será que a média de chuvas de abril, diminuiu em relação as normais 1961 a 1990

 

Vou divulgar a antiquíssima média anual de Juiz de Fora, feita pelo engenheiro Luiz Creusol.

Normais pluviométricas de Juiz de Fora de 1893 a 1930 (são 38 anos completos), a média anual de Juiz de Fora, fica sempre acima de 1500 mm 

 

JAN   299,9

FEV   198,3,

MAR  209,1

ABR    70,0

MAI    28,7,

JUN    27,1

JUL     14,4

AGO    22,4

SET     58,3

OUT  132,7

NOV  204,1

DEZ   266,2

       1.531,2 total anual

Edited by marinhonani
  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Dados anuais completos de chuva (mm) no bairro do Alto da Boa Vista (cidade do Rio) desde 2010.  A estação do Alerta Rio no bairro (que fica ao lado do Inmet, no terreno contíguo do Corpo de Bombeiros) começou a funcionar no final de abril de 2010, o que permitiu preencher os "buracos" da série do Inmet a partir deste ano.

 

Os dados são preferencialmente do Inmet, apenas em caso de ausência dos dados do Inmet (caso de alguns meses em 2010, 2011, 2016 e 2017) ou de algum erro (caso do transbordamento do pluviômetro em 09/04/2019, que resultou num total diário abaixo da realidade) utilizei os totais do Alerta Rio para fins de complementação.

 

ADBV.png.9d640e23f666e1990e63f214b3e6a58b.png

 

O total do Inmet também poderia ter ficado incompleto em 04/2010, mas tudo indica que neste evento o observador percebeu que o pluviômetro estava ficando cheio e efetuou a leitura antes do horário padrão, o que “reduziu” o total do dia 06/4 e “aumentou” o do dia 07/04, sem afetar o acumulado mensal.

 

Apesar dos dois pluviômetros serem de modelos diferentes (Alerta Rio automático e Inmet manual), as diferenças tendem a ser desprezíveis entre as duas estações (ao contrário do que acontece em muitos outros locais, onde há um viés praticamente permanente quando comparamos estações automáticas e convencionais uma ao lado da outra).

 

A estação auxiliar do Inmet no Alto da Boa Vista não conta com o pluviômetro grande (modelo padrão) das estações principais do Inmet, mas sim com um modelo menor (capacidade de uns 220 mm), por isso o medidor está sujeito a transbordamento nos eventos de chuva mais volumosa.  Até a mudança de local da estação no começo do século XIX, o modelo de pluviômetro era outro, maior.

 

Foto da estação do Inmet que tirei em junho de 2020 (a segunda é da rua sem saída que dá acesso à estação):

 

altos3.thumb.jpg.174489b896a045d15e1a9ca360c7d208.jpgaltos5.thumb.jpg.c79492da03039fb4f716e98a5faf194c.jpg

Edited by Wallace Rezende
  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites

Wallace Rezende,

eu editei a média anual de Juiz de Fora, acrescentei mais oito anos, 1893 a 1930, dados copiados do Livro do Engenheiro Magarinos Torres, com dados pluviométricos e também de temperatura de algumas cidades da bacia do rio Paraíba do Sul

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
21 minutos atrás, Wallace Rezende disse:

Dados anuais completos do Alto da Boa Vista desde 2010.  A estação do Alerta Rio no bairro (que fica ao lado do Inmet, no terreno contíguo do Corpo de Bombeiros)começou a funcionar no final de abril de 2010, o que permitiu preencher os "buracos" da série do Inmet a partir deste ano.

 

Os dados são preferencialmente do Inmet, apenas em caso de ausência dos dados do Inmet (caso de alguns meses em 2010, 2011, 2016 e 2017) ou de algum erro (caso do transbordamento do pluviômetro em 09/04/2019, que resultou num total diário abaixo da realidade) utilizei os totais do Alerta Rio para fins de complementação.

 

ADBV.png.9d640e23f666e1990e63f214b3e6a58b.png

 

O total do Inmet também poderia ter ficado incompleto em 04/2010, mas tudo indica que neste evento o observador percebeu que o pluviômetro estava ficando cheio e efetuou a leitura antes do horário padrão, o que “reduziu” o total do dia 06/4 e “aumentou” o do dia 07/04, sem afetar o acumulado mensal.

 

Apesar dos dois pluviômetros serem de modelos diferentes (Alerta Rio automático e Inmet manual), as diferenças tendem a ser desprezíveis entre as duas estações (ao contrário do que acontece em muitos outros locais, onde há um viés praticamente permanente quando comparamos estações automáticas e convencionais uma ao lado da outra).

 

A estação auxiliar do Inmet no Alto da Boa Vista não conta com o pluviômetro grande (modelo padrão) das estações principais do Inmet, mas sim com um modelo menor (capacidade de uns 220 mm), por isso está sujeita a transbordar nos eventos de chuva mais volumosa.  Até a mudança de local da estação no começo do século XIX, o modelo de pluviômetro era outro, maior.

 

Foto da estação do Inmet que tirei em junho de 2020 (a segunda é da rua sem saída que dá acesso à estação):

 

altos3.thumb.jpg.174489b896a045d15e1a9ca360c7d208.jpgaltos5.thumb.jpg.c79492da03039fb4f716e98a5faf194c.jpg

Wallace Rezende,

muito importante suas informações.

Pelo histórico de chuvas em 24 h no Alto da Boa Vista, o modelo de pluviômetro não deveria ser esse pequeno e sim, o modelo, que as estações convencionais da ANA, usam, que tem capacidade três vezes maior. Afirmo isso, porque visitei a estação convencional da ANA em Patrocínio do Muriaé em julho de 2020,está ao lado da estação telemétrica da CPRM.

Edited by marinhonani
  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
21 horas atrás, marinhonani disse:

Renan,

temperaturas médias subiram como o esperado, a surpresa, foi novembro superar março em chuvas.

Será que a média de chuvas de abril, diminuiu em relação as normais 1961 a 1990

 

Vou divulgar a antiquíssima média anual de Juiz de Fora, feita pelo engenheiro Luiz Creusol.

Normais pluviométricas de Juiz de Fora de 1893 a 1930 (são 38 anos completos), a média anual de Juiz de Fora, fica sempre acima de 1500 mm 

 

JAN   299,9

FEV   198,3,

MAR  209,1

ABR    70,0

MAI    28,7,

JUN    27,1

JUL     14,4

AGO    22,4

SET     58,3

OUT  132,7

NOV  204,1

DEZ   266,2

       1.531,2 total anual

 

Exatamente Nani, em todas as normais que temos de Juiz de Fora, a média anual sempre fica acima de 1500mm. Raramente fecha abaixo de 1000mm (última vez em 2017), mas também é incomum superar 2000mm (última vez em 2008). Desde que a estação trocou de lugar, o ano mais chuvoso foi 1983, com 2268,8mm. 

 

Em relação a Abril, a média de 81-2010 era de 78,6mm.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Médias pluviométricas de Petrolina (PE) de 1991 a 2020. Março de 2008 usei mais da automática por conta da diferença em alguns registros diários com a estação convencional.

 

image.png.f24ffdb80659e3947c9fb98c9180bd95.png

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
32 minutos atrás, marcoseojr disse:

Médias pluviométricas de Petrolina (PE) de 1991 a 2020. Março de 2008 usei mais da automática por conta da diferença em alguns registros diários com a estação convencional.

 

image.png.f24ffdb80659e3947c9fb98c9180bd95.png

Dentre os locais com estações convencionais do INMET talvez seja o mais seco.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.