Jump to content
Brasil Abaixo de Zero
Rodolfo Alves

Monitoramento e Previsão - Brasil/América do Sul - Outubro/2020

Topic will be automatically locked at 03:00 AM

Recommended Posts

37 minutos atrás, floricambara disse:

Após um tempinho longe do fórum, deixo-lhes este tuíte, que resume um pouco a situação atual de contrastes no estado:

 

 

Para os próximos dias, Porto Alegre terá dias controlados: 

 

image.png.8de43e123e744fa13ac85a12913eeae4.png

 

A fronteira com o Uruguai, por sua vez, mais controlados ainda, como sempre. Bagé e Chuí:

 

image.png.4b391972b36bb16aaae2cff267e0b897.png

 

image.png.eb36f6f8ca03e7d95074f5c4059f4eb4.png

 

Outros lugares, como Santa Rosa, terão dias quentes pela frente:

 

image.png.51535a5c071fc4b5c752ab46e0083e83.png

 

Até mesmo cidades altas, como Erechim, que aliás quase sempre é mais fria que a região de Porto Alegre, terão calor também:

 

image.png.97c6bee590f7f6284eaa7e9a0d6aa1b1.png

Nas outras grandes ondas de calor que o sul enfrentou, como 2012, eu me lembro que Bagé pegou fogo. Mas Chuí consegue escapar até mesmo dessas?

  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)
18 minutos atrás, RafaelBHZ disse:

Nas outras grandes ondas de calor que o sul enfrentou, como 2012, eu me lembro que Bagé pegou fogo. Mas Chuí consegue escapar até mesmo dessas?

 

Não te sei dizer, em 2012 eu ainda era pequeno e não fazia um acompanhamento muito preciso. Mas o Chuí sempre costuma estar mais agradável, mesmo quando faz calor, a despeito de estar ao nível do mar. Lá, quando as ondas de frio do auge do inverno se enfraquecem, a temperatura mesmo assim não passa dos 20 graus, enquanto em Porto Alegre não é incomum que chegue aos 23 ou 24, às vezes até mais. É a latitude. 

 

O extremo sul do estado, vale dizer, é um “bico” latitudinal. Entre Rio Grande e o Chuí é uma diferença considerável. Certamente devem influenciar por ali a presença das lagoas, mas aí peço que outros a expliquem a todos nós, quem sabe o @Pablo MQL, porque não me sinto habilitado a opinar.

 

image.thumb.png.070e8e8d4e79bf43ba9b02ebfb952318.png

 

Edited by floricambara
  • Like 10
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

SÃO PAULO 11:00

 

MIRANTE DE SANTANA: 33,5ºC (ONTEM 32,8ºC)

SESC INTERLAGOS: 32,0ºC (ONTEM 30,3ºC)

BARUERI: 32,4ºC (ONTEM 32,8ºC)

  • Like 15
  • Thanks 4

Share this post


Link to post
Share on other sites
Agora, Rodolfo Alves disse:

SÃO PAULO 11:00

 

MIRANTE DE SANTANA: 33,5ºC (ONTEM 32,8ºC)

SESC INTERLAGOS: 32,0ºC (ONTEM 30,3ºC)

BARUERI: 32,4ºC (ONTEM 32,8ºC)


11:40 e já temos as primeiras estacoes do CGE com 35°C!

  • Like 9

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)

Outubro é o mês mais seco do ano em Natal (numa acirrada disputa com novembro). Apesar disso o dia amanheceu nublado e deu uma chuva rápida mais cedo acumulando 1,6 mm no INMET.

Agora o tempo já abriu:

screenshot_1601563130311.thumb.jpg.7e527949fe24170fc52d36bfac081db3.jpg

 

https://www.climaaovivo.com.br/rn/natal

Edited by Alexandre M
  • Like 11
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se você reduz a janela do gráfico anual do INMET você verá as médias diárias para 24 horas, no tamanho da tela são as médias para um período de 12 horas, em Primavera do Leste e Campo Verde na maior parte do ano fica numa constância com uma média diária entre 20 C e 25 C, em Cuiabá entre 25 C e 30 C, no meio do ano, normalmente a partir de maio, em alguns anos até setembro,  tem uns buracos profundos no gráfico que são as breves ondas de frio, com médias diárias entre 10 C e 15 C,  entre agosto e outubro tem uma protuberância no gráfico, com médias diárias aproximando ou até passando de 30 C em Primavera e Campo Verde e chegando a 35 C em Cuiabá, é esse o período em que ocorrem as mais intensas ondas de calor, mas passado o período, até o final do ano, voltam as médias diárias moderadas devido às chuvas. 

  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 minutos atrás, Fábio De Nittis disse:


11:40 e já temos as primeiras estacoes do CGE com 35°C!

 

001.png.fd972692ed092863b6a426f75667f42a.png

  • Like 10
  • Sad 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
43 minutos atrás, Matheus Vinicius disse:

Ontem essa hora tínhamos quase 32 graus, e agora temos 29.9...

Vai entender, eu estou esperando é que venha um recorde pelo menos.

O clima não é um é ciência exata. Muito menos o clima Curitibano.

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites
26 minutos atrás, edsr97 disse:

ÁGUA CLARA - INMET - 14 UTC - 40,1°C

 

Caraca! Quero só ver até onde isso vai chegar.

  • Like 6

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)

que disparo nas temperaturas no decorrer desta manhã:

 

obs: horas em UTC

image.thumb.png.46bb4a55098416eb8bff8f7be2470e32.png

Edited by Eclipse
  • Like 6
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)
54 minutos atrás, floricambara disse:

Perdoem-me o excesso de postagens, mas queria mostrar o seguinte: a questão do calor está tão latitudinal que amanhã à tarde fará mais calor em áreas das serras gaúcha e catarinense (até nos mais frios lugares) do que em lugares ao nível do mar, como Porto Alegre.

 

image.thumb.png.37d3b7531af9a8089825c568d7d5f8b9.pngO

 

Mas isso é climatológico mesmo, não? Esse calorão pós inverno e pré-monções é típico de áreas tropicais do Brasil central, então é esperado que o RS não enfrente altas temperaturas agora, especialmente a metade sul do estado. Como o maçarico pós inverno está em intensa expansão, é possível que outras áreas do Rio Grande do Sul tenham um expressivo incremento de calor já em setembro/outubro nos próximos anos, assim como temos observado no sudeste há vários anos (não era assim) e, mais recentemente, em grande parte do próprio Sul (inclusive penetrando no estado gaúcho pelo noroeste, não sei até quando isso é normal).

 

Áreas de grandes latitudes do RS têm calor forte a partir de dezembro, como o @Eclipse comenta dos caloraços em PoA próximo às festas de fim de ano, como bem deve ser mesmo um local com estações bem definidas. Nesse período, estará chovendo com abundância no centro do Brasil e teremos a situação inversa, de boa parte do RS (antes que gere polêmica, sabemos que há locais no estado que são mais amenos no verão, por isso "boa parte") torrar enquanto a metade sul do sudeste e centro-oeste têm temperaturas mais civilizadas (favorecidas pelas constantes chuvas).

 

Belo Horizonte já torra com temperaturas em torno de 33ºC no final da manhã.

Edited by LeoP
  • Like 9

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)
23 minutos atrás, LeoP disse:

 

Mas isso é climatológico mesmo, não? Esse calorão pós inverno e pré-monções é típico de áreas tropicais do Brasil central, então é esperado que o RS não enfrente altas temperaturas agora, especialmente a metade sul do estado. Como o maçarico pós inverno está em intensa expansão, é possível que outras áreas do Rio Grande do Sul tenham um expressivo incremento de calor já em setembro/outubro nos próximos anos, assim como temos observado no sudeste há vários anos (não era assim) e, mais recentemente, em grande parte do próprio Sul.

  

Áreas de grandes latitudes do RS têm calor forte a partir de dezembro, como o @Eclipse comenta dos caloraços em PoA próximo às festas de fim de ano, como bem deve ser mesmo um local com estações bem definidas. Nesse período, estará chovendo com abundância no centro do Brasil e teremos a situação inversa, de boa parte do RS torrar enquanto a metade sul do sudeste e centro-oeste têm temperaturas mais civilizadas (favorecidas pelas constantes chuvas).

 

Belo Horizonte já torra com temperaturas em torno de 33ºC no final da manhã.

 

É exatamente isso! Boa parte do Sul, não obstante esteja em altitudes elevadas, está em latitudes mais ambíguas. Como eu já disse outro dia: a vegetação explica tudo. Curitiba está numa altitude muito elevada, por isso tem até coníferas na sua floresta nativa, mas descendo a serra tu te deparas com uma vegetação muito tropical, mata densa, perene, com todo o jeito tropical.

 

O litoral sul-rio-grandense já deixa de ter esse ar tropical. O mais próximo de algo mais tropicalizado por aqui é a região de morros e matas entre a serra gaúcha e o litoral norte, onde o lugar ainda não tem tanta aparência temperada. Mas é uma transição ainda assim. Costumo pensar o seguinte: quando o lugar começa a ter muitas bananeiras à beira da estrada, é porque ali a “tropicalidade” está presente em algum grau. O @Eclipse deve conhecer o caminho entre Porto Alegre e Torres. Deixo umas fotos dele a seguir. Respectivamente: em agosto e em janeiro, pontos diferentes da BR-101. As palmeiras da segunda foto, aliadas ao verde escuro vibrante, lembram um pouco as matas de certos pontos da Ásia, do sul da China quem sabe, do norte da Índia… Sempre fui sensível a esses detalhes, haha.

 

Ah, adicionando uma pergunta: por que será que no sul da Geórgia, nos EUA, lugar na mesma latitude que Porto Alegre, a floresta já é de tipo bem mais temperado do que as que temos por aqui (na verdade uma pradaria, mas com algumas espécies arbóreas)? Até temos algumas plantas caducas, mas não são tantas. Ambas as regiões estão na costa atlântica, se bem que em hemisférios diferentes. Adoraria receber uma explicação.

 

image.thumb.png.9d6aa60c0f001b28616c0c015fcd4b89.png

 

image.thumb.png.99fd7b341341568625bf857c41d6aba0.png

 

 

Edited by floricambara
  • Like 13
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Em Londrina 32,3ºC às 12h00. Previsão era 36ºC para esse horário! Contrariando a previsão, pelo jeito não vai nem bater a máxima de ontem. Ontem fazia 33,6ºC ao meio-dia.

  • Like 6

Share this post


Link to post
Share on other sites

Como previsto, temperatura DISPARANDO no sudoeste do PR.

Às 12:00

Fco. Beltrão - 32.7 ºC  (começa a superar a temp do mesmo horário de ontem)

Vem recorde por aí

Panela de Séries » Arquivos vem-ai - Panela de Séries

 

  • Like 4
  • Thanks 1
  • Haha 5
  • Sad 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

muito bem colocado, @floricambara !

 

 

 

A seguir, tweet com as máximas que se destacaram ontem na Argentina:

 

 

  • Like 16
  • Sad 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

36,9°, +0,3° que ontem no mesmo horário. Pelo o que eu vi, Altônia agora é a cidade mais quente do Paraná neste momento.

  • Like 7
  • Sad 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)
3 horas atrás, EvandroPR disse:

 

Londrina pra mim é uma incógnita tanto nas mínimas , menor que Apucarana e as vezes até Ctba...

 

Eu cresci , desde de criança escutando que Londrina era quente ... Aí quando começa a acompanhar vejo essas mínimas principalmente no inverno baixíssimas no Iapar/Simepar ... Deu um no na minha cabeça . Kkkk mas acho que todas estações devem estar certo...

 

Veja SP as vezes da 10 de diferença...

 

Então tanto as.minimas como as maximas estão certas sim. Bom eu penso isso.

 

O certo de uma cidade é pegar todas as estações e fazer uma média da temperatura.  E mais certo ainda era pegar o tamanho da cidade e fazer umas contas por área e população pra se chegar em um número exponencial . Mas não faço mínima ideia de como faz isso.

 

Eu sei que as vezes uma estação que dá temperatura maiores desagrada agente ... E faz agente questionar  mas eu acho que devemos aceitar.

 

No caso de Londrina, as mínimas no IAPAR são baixas, porquê lá é uma baixada - assim como esquenta bem em dias escaldantes. E o Simepar deve ficar no mesmo lugar. Quem conhece a cidade, percebe uma boa diferença de temperatura quando se está nos fundos de vale, sobretudo, na zona sul, que é arborizada, pouco adensada etc. Já fiz o trajeto às 6:30 num dia sem frente fria, e a diferença no termômetro do carro, facilmente, chegava a 4/5 graus da região central vs bairros atrás do shopping catuaí - na zona sul. E, particularmente, o aeroporto de Londrina é uma baita ilha de calor, ao lado do centro da cidade, bem urbanizado etc. Mas não acho que esteja errado, ele realmente representa o baita calor que o pessoal do centro, no topo, deve sentir.

Edited by Victor Naia
  • Like 9

Share this post


Link to post
Share on other sites
Agora, Felipe S Monteiro disse:

36,9°, +0,3° que ontem no mesmo horário. Pelo o que eu vi, Altônia agora é a cidade mais quente do Paraná neste momento.

 

 

Temperaturas Altonas em Alltorra mesmo, a previsão poderia ser facilmente confundida como uma de Cuiabá:

 

image.png.bd9503e5185f2d62f2f35088ae224df2.png

 

 

  • Like 2
  • Sad 5

Share this post


Link to post
Share on other sites
6 minutos atrás, Felipe S Monteiro disse:

36,9°, +0,3° que ontem no mesmo horário. Pelo o que eu vi, Altônia agora é a cidade mais quente do Paraná neste momento.

Qual era o máxima histórica de Altônia antes dos 40.2ºC de ontem?

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Aqui ao meio dia com 36,2°C, depois de uma mínima de 21,2°C. 

 

Bem perto já do recorde..

  • Like 9

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)

Fazer o contrário das gêmeas Olsen (Michelle forever, forever...), na época adolescentes, no filme Férias ao Sol, é o que não somente eu, mas muitos aqui, gostariam de fazer agora, devido a essa onda de calor, por curiosidade o ano do filme, 2001, teve 6 dias consecutivos com mínimas de 10 C em Cuiabá em junho, e não interou 40 C na convencional do INMET, só 39 C,  depois de tudo o que estamos passando, isso poderia se repetir no próximo ano, 20 anos depois, voltando para hoje, Primavera do Leste estava 35,3 C já às 10 horas da manhã, tem belas chances de registrar seu primeiro 40 C por esses dias. 

Edited by Leandro Leite
  • Like 5
  • Haha 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Algumas outras máximas ontem na minha região:

42,8° Palotina Centro-PWS

42,5° M. Cândido Rondon-PWS

40,9° Quatro Pontes Marciano Schmidt-PWS

40,3° Xambrê-IAPAR

40,3° Palotina Faz. Paineira-PWS

40,0° Quatro Pontes Adirso Gerhard-PWS

40,0° Iporã-IAPAR 

39,9° Iporã F. São Luís-PWS

39,5° Assis Chateaubriand-SIMEPAR 

35,5° Guaíra-SIMEPAR 

Algumas destas já estão com 38°-39°.

  • Like 10

Share this post


Link to post
Share on other sites
8 minutos atrás, Vitor Hugo disse:

Qual era o máxima histórica de Altônia antes dos 40.2ºC de ontem?

39,1° 30/10/2019.

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites

SAÍDA 12Z DO MODELO ICON BOTANDO O PAU NA MESA PARA SEXTA-FEIRA.....

 

AUMENTOU A MÁXIMA PARA 39ºC NA CAPITAL PAULISTA AMANHÃ, 44ºC NA BAIXADA SANTISTA

 

us_model-en-057-9_moddeu_2020100112_30_38384_147.thumb.png.003e03808710fe339fa13012c49c0277.png

 

 

 42ºC NO RIO DE JANEIRO

 

us_model-en-057-9_moddeu_2020100112_30_38386_147.thumb.png.cc032df361ab1073d9d41b782ea12d6d.png

 

45ºC REGISTRO

 

us_model-en-057-9_moddeu_2020100112_30_12675_147.thumb.png.abb6018987ddc95c2b77dc0c5f2840e5.png

 

MARCAS EM TORNO OU ACIMA DE 40ºC EM SC

 

us_model-en-057-9_moddeu_2020100112_30_12807_147.thumb.png.47b71c87c63b22cda78213dc5fd641a8.pngus_model-en-057-9_moddeu_2020100112_30_12806_147.thumb.png.54b4d10cb4f0c5eed6853dea13541936.png

 

  • Like 15
  • Thanks 6
  • Haha 2
  • Sad 5

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 minuto atrás, floricambara disse:

 

É exatamente isso! Boa parte do Sul, não obstante esteja em altitudes elevadas, está em latitudes mais ambíguas. Como eu já disse outro dia: a vegetação explica tudo. Curitiba está numa altitude muito elevada, por isso tem até coníferas, mas descendo a serra tu te deparas com uma vegetação muito tropical, mata densa, perene, com todo o jeito tropical.

 

O litoral sul-rio-grandense já deixa de ter esse ar tropical. O mais próximo de algo mais tropicalizado por aqui é a região de morros e matas entre a serra gaúcha e o litoral norte, onde o lugar ainda não tem tanta aparência temperada. Mas é uma transição ainda assim. Costumo pensar o seguinte: quando o lugar começa a ter muitas bananeiras à beira da estrada, é porque ali a “tropicalidade” está presente em algum grau. O @Eclipse deve conhecer o caminho entre Porto Alegre e Torres. Deixo umas fotos dele a seguir. Respectivamente: em agosto e em janeiro, pontos diferentes da BR-101. As palmeiras da segunda foto, aliadas ao verde escuro vibrante, lembram um pouco as matas de certos pontos da Ásia, do sul da China quem sabe, do norte da Índia… Sempre fui sensível a esses detalhes, haha.

 

image.thumb.png.9d6aa60c0f001b28616c0c015fcd4b89.png

 

image.thumb.png.99fd7b341341568625bf857c41d6aba0.png

 

 

O clima Tropical, com estações úmida e seca definidas igualmente durante o ano (pico chuvoso entre novembro a fevereiro, transição para a seca nos meses de março a abril, pico seco entre maio e agosto, transição para as chuvas em setembro e outubro) vai desde a latitude 10S até o paralelo 20S; na sua forma típica; onde os picos de calor acontecem em agosto, setembro e começo de outubro, depois as temperaturas ficam mais amenas com o gradual aumento da precipitação. A vegetação no interior é caracterizada pelo cerrado, com árvores de casca grossa e mais retorcida adaptadas a estiagem e rápido brotamento com as primeiras chuvas; no litoral desde o Rio Grande do Norte até o Rio de Janeiro temos a Mata Atlântica, floresta tropical densa e com folhas perenes, indicando maior umidade e temperaturas mais altas em boa parte do ano.

Ao sul de 20S começa a haver uma transição para o clima subtropical; o período seco fica mais curto pela maior frequência das frentes frias que causam chuvas frontais, os resfriamentos se tornam mais consistentes e frequentes, inclusive com o aparecimento das geadas e as temperaturas mais altas não ficam restritas somente a agosto-setembro-comeco de outubro. Um exemplo deste clima ''sanduiche'', são as capitais São Paulo e Campo Grande; as características de tropicalidade do clima como chuvas concentradas na primavera/verão e tempo mais seco no outono/inverno ainda são presentes, porém durante a passagem das frentes frias mais intensas do ano é comum volumes de chuva acima dos 20 mm nessa região de mudança (entre maio e agosto, as áreas ao norte do paralelo 20S dificilmente registram chuvas mais constantes).

O clima subtropical, entre o sul do MS, SP até o norte do RS, por si só, é uma mistura do tropical com o temperado; ele já não é quente pelos resfriamentos intensos na época do frio e pela melhor distribuição das chuvas durante o ano; e também não é temperado, pois o inverno não e tão frio e a neve não ocorre de maneira ampla por 3/4 meses seguidos. A vegetação é meio ambígua, em ainda lugares há a configuração de mata tropical, em outros há a ocorrência de árvores que não tem folhas no inverno, nas áreas acima de 600 metros há a araucária, pinheiro que resiste mais ao frio. O Paraná e Santa Catarinaora sofrem com a massa de ar seco do Brasil central ora com as tempestades e inundações de primavera.

  • Like 11
  • Thanks 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Curiosamente, Pato Branco/PR registra 33.5ºC, enquanto Fco. Beltrão 33.4ºC.

As cidades são próximas, têm latitudes semelhantes (Pato pouco maior), mas a primeira é 160m mais elevada.

Raro ver Fco. Beltrão perder para Pato em temperatura máxima nessa época do ano.

  • Like 6

Share this post


Link to post
Share on other sites
9 minutos atrás, klinsmannrdesouza disse:

O clima Tropical, com estações úmida e seca definidas igualmente durante o ano (pico chuvoso entre novembro a fevereiro, transição para a seca nos meses de março a abril, pico seco entre maio e agosto, transição para as chuvas em setembro e outubro) vai desde a latitude 10S até o paralelo 20S; na sua forma típica; onde os picos de calor acontecem em agosto, setembro e começo de outubro, depois as temperaturas ficam mais amenas com o gradual aumento da precipitação. A vegetação no interior é caracterizada pelo cerrado, com árvores de casca grossa e mais retorcida adaptadas a estiagem e rápido brotamento com as primeiras chuvas; no litoral desde o Rio Grande do Norte até o Rio de Janeiro temos a Mata Atlântica, floresta tropical densa e com folhas perenes, indicando maior umidade e temperaturas mais altas em boa parte do ano.

Ao sul de 20S começa a haver uma transição para o clima subtropical; o período seco fica mais curto pela maior frequência das frentes frias que causam chuvas frontais, os resfriamentos se tornam mais consistentes e frequentes, inclusive com o aparecimento das geadas e as temperaturas mais altas não ficam restritas somente a agosto-setembro-comeco de outubro. Um exemplo deste clima ''sanduiche'', são as capitais São Paulo e Campo Grande; as características de tropicalidade do clima como chuvas concentradas na primavera/verão e tempo mais seco no outono/inverno ainda são presentes, porém durante a passagem das frentes frias mais intensas do ano é comum volumes de chuva acima dos 20 mm nessa região de mudança (entre maio e agosto, as áreas ao norte do paralelo 20S dificilmente registram chuvas mais constantes).

O clima subtropical, entre o sul do MS, SP até o norte do RS, por si só, é uma mistura do tropical com o temperado; ele já não é quente pelos resfriamentos intensos na época do frio e pela melhor distribuição das chuvas durante o ano; e também não é temperado, pois o inverno não e tão frio e a neve não ocorre de maneira ampla por 3/4 meses seguidos. A vegetação é meio ambígua, em ainda lugares há a configuração de mata tropical, em outros há a ocorrência de árvores que não tem folhas no inverno, nas áreas acima de 600 metros há a araucária, pinheiro que resiste mais ao frio. O Paraná e Santa Catarinaora sofrem com a massa de ar seco do Brasil central ora com as tempestades e inundações de primavera.

No caso da floresta atlântica semidecidual aqui do interior de SP a acentuada perda de folhas no inverno me parece mais associada ao stress hídrico dessa época do ano do que ao frio, já que as geadas não são nem tão frequentes nem tão amplas a ponto de explicar o fenômeno generalizado de desfolhamento da floresta. Não sei qual é o comportamento da floresta atlântica no sul mas parece que lá ela não fica tão pelada no inverno quanto aqui e lá faz mais frio e por mais tempo.

  • Like 8

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)
56 minutos atrás, klinsmannrdesouza disse:

O clima Tropical, com estações úmida e seca definidas igualmente durante o ano (pico chuvoso entre novembro a fevereiro, transição para a seca nos meses de março a abril, pico seco entre maio e agosto, transição para as chuvas em setembro e outubro) vai desde a latitude 10S até o paralelo 20S; na sua forma típica; onde os picos de calor acontecem em agosto, setembro e começo de outubro, depois as temperaturas ficam mais amenas com o gradual aumento da precipitação. A vegetação no interior é caracterizada pelo cerrado, com árvores de casca grossa e mais retorcida adaptadas a estiagem e rápido brotamento com as primeiras chuvas; no litoral desde o Rio Grande do Norte até o Rio de Janeiro temos a Mata Atlântica, floresta tropical densa e com folhas perenes, indicando maior umidade e temperaturas mais altas em boa parte do ano.

 Ao sul de 20S começa a haver uma transição para o clima subtropical; o período seco fica mais curto pela maior frequência das frentes frias que causam chuvas frontais, os resfriamentos se tornam mais consistentes e frequentes, inclusive com o aparecimento das geadas e as temperaturas mais altas não ficam restritas somente a agosto-setembro-comeco de outubro. Um exemplo deste clima ''sanduiche'', são as capitais São Paulo e Campo Grande; as características de tropicalidade do clima como chuvas concentradas na primavera/verão e tempo mais seco no outono/inverno ainda são presentes, porém durante a passagem das frentes frias mais intensas do ano é comum volumes de chuva acima dos 20 mm nessa região de mudança (entre maio e agosto, as áreas ao norte do paralelo 20S dificilmente registram chuvas mais constantes).

 O clima subtropical, entre o sul do MS, SP até o norte do RS, por si só, é uma mistura do tropical com o temperado; ele já não é quente pelos resfriamentos intensos na época do frio e pela melhor distribuição das chuvas durante o ano; e também não é temperado, pois o inverno não e tão frio e a neve não ocorre de maneira ampla por 3/4 meses seguidos. A vegetação é meio ambígua, em ainda lugares há a configuração de mata tropical, em outros há a ocorrência de árvores que não tem folhas no inverno, nas áreas acima de 600 metros há a araucária, pinheiro que resiste mais ao frio. O Paraná e Santa Catarinaora sofrem com a massa de ar seco do Brasil central ora com as tempestades e inundações de primavera.

 

Sobre a questão do padrão de chuvas, há um artigo num blogue de meteorologia que compara os padrões climáticos entre Porto Alegre, Curitiba e São Paulo. Na parte das precipitações especificamente, ele diz o seguinte: 

 

Citar

 

Diferentemente das variáveis anteriores, essa é a primeira onde não é possível achar uma relação mais estreita entre as três capitais. São Paulo e Curitiba apresentam redução da pluviosidade média no inverno, porém Curitiba não chega a apresentar valor tão baixo quanto São Paulo nestes meses. Os 73 milímetros médios registrados em Curitiba em Agosto não chegam a ser tão baixos quanto os 39 milímetros médios de São Paulo. Porto Alegre, por outro lado, tem crescimento no seu índice médio nos meses de inverno. 

 

 

 Precipitacao.png

 

Insolacao.png

 

Diz, concluindo:

 

Citar

Porto Alegre possui pouca correlação com São Paulo e Curitiba em relação à nebulosidade, insolação e precipitação, e apresenta-se mais oscilante ao longo do ano quanto ao comportamento das temperaturas, exceto nos recordes de temperatura máxima e mínima, quando a oscilação tende a ocorrer numa mesma proporção das outras duas capitais

 

Extra:

 

UR%2BMedia.png

Edited by floricambara
  • Like 10
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
20 minutos atrás, Rodolfo Alves disse:

SAÍDA 12Z DO MODELO ICON BOTANDO O PAU NA MESA PARA SEXTA-FEIRA.....

 

AUMENTOU A MÁXIMA PARA 39ºC NA CAPITAL PAULISTA AMANHÃ, 44ºC NA BAIXADA SANTISTA

 

us_model-en-057-9_moddeu_2020100112_30_38384_147.thumb.png.003e03808710fe339fa13012c49c0277.png

 

 

 42ºC NO RIO DE JANEIRO

 

us_model-en-057-9_moddeu_2020100112_30_38386_147.thumb.png.cc032df361ab1073d9d41b782ea12d6d.png

 

45ºC REGISTRO

 

us_model-en-057-9_moddeu_2020100112_30_12675_147.thumb.png.abb6018987ddc95c2b77dc0c5f2840e5.png

 

MARCAS EM TORNO OU ACIMA DE 40ºC EM SC

 

us_model-en-057-9_moddeu_2020100112_30_12807_147.thumb.png.47b71c87c63b22cda78213dc5fd641a8.pngus_model-en-057-9_moddeu_2020100112_30_12806_147.thumb.png.54b4d10cb4f0c5eed6853dea13541936.png

 

To achando que o primeiro 39 oficial da cidade de SP vem pelo Sesc pra alegria do Juzinho kkkkkkk

  • Like 8
  • Thanks 1
  • Haha 1
  • Sad 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)
13 minutos atrás, marcio valverde disse:

 No caso da floresta atlântica semidecidual aqui do interior de SP a acentuada perda de folhas no inverno me parece mais associada ao stress hídrico dessa época do ano do que ao frio, já que as geadas não são nem tão frequentes nem tão amplas a ponto de explicar o fenômeno generalizado de desfolhamento da floresta. Não sei qual é o comportamento da floresta atlântica no sul mas parece que lá ela não fica tão pelada no inverno quanto aqui e lá faz mais frio e por mais tempo.

 

Concordo plenamente. Existe o desfolhamento ligado à precipitação, isto é, ligado à secura de determinada época, e o desfolhamento de clima temperado. Eu posso dizer sobre as florestas do Rio Grande do Sul que, enquanto nas áreas de mata mais densa de lugares como Caxias a floresta continua predominantemente num verde sombrio (fortalecido pelas araucárias, apesar de muitas árvores serem exceções), nas áreas de vegetação mais escassa, estepes mesmo, como os campos de cima da serra (que continua na serra catarinense), a vegetação nem tem muito em que mudar, porque são praticamente só arbustos e araucárias. Mas os pastos mudam claramente de cor, assim como os pampianos. Às vezes também a planta muda de cor sem perder as folhas. Mas isso tudo depende, às vezes um rio faz toda a diferença na vegetação, por exemplo. Sempre me empolgo bastante falando do assunto, mas quero aprender também, haha.

Edited by floricambara
  • Like 11

Share this post


Link to post
Share on other sites

Segundo o site Meteoblue não teremos recorde de calor para Curitiba. É somente hoje e amanha, e já no final de semana a temperatura cai bastante e a máxima não passará dos 18º.

  • Like 6
  • Haha 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

SESC INTERLAGOS ACABA DE BATER NOS 36,6ºC. 

 

ONTEM TINHA 35,2ºC NESTE MESMO HORÁRIO

  • Like 13
  • Thanks 2
  • Sad 4

Share this post


Link to post
Share on other sites
14 minutos atrás, André Luiz DS disse:

Onde eu queria estar agora: 

 

 

Eu estive em Ushuaia em 2014. Como venta nesse lugar!

  • Like 6

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mínima de 21°C em Varginha! Quase uma aberração da natureza, ainda mais em Outubro. 

 

Agora chegando aos 34°C. Acho que não iremos bater o recorde absoluto  hoje - que é de 36°C. Talvez amanhã.

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 minutos atrás, AugustoSP disse:

Eu estive em Ushuaia em 2014. Como venta nesse lugar!

Cidade com ótimo clima. Mas nessa cidade não acontece nada. Odeio isso !

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)

VAMO FALAR DE COISA BOA?

 

Accuweather mudou completamente sua previsão e indica uma solução de MUITA CHUVA e temperaturas agradáveis para boa parte de outubro, botando um fim definitivo à onda de calor, fumaça, incêndios florestais e baixa UR. Previsão para Belo Horizonte - MG:

 

 

1377292753_Semttulo.png.02d2af67994d6527e640f0a880895a51.png

 

Os volumes eu não sei, mas a frequência da chuva está acima da média para o período, indicando os primeiros corredores de umidade ainda na 1ª quinzena. E reparem, também, nas temperaturas máximas, que podem ficar entre 24 e 27ºC em toda a segunda quinzena do mês. Uma mudança radical no padrão atmosférico!

 

Algumas previsões apontam chuva antes do dia 10, ou seja, daqui 1 semaninha. Apesar de todo esse terror, no final outubro pode ser bem comportado em sua maior parte. A acompanhar...

 

13:30: entre 35 e 33ºC com poucas nuvens.

Edited by LeoP
  • Like 13
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)

Mais uma tarde quente em BH, mas felizmente, aqui, o calor perdeu um pouco de força.

Os picos de calor em BH foram observados na segunda e terça, com 36 graus na área central, 37 na Pampulha e 33 aqui em casa (970 metros) e no Cercadinho.

Agora tenho 30,8⁰ C, após máxima comportada de 31,9⁰ C, malgrado o céu esteja um pouco esfumaçado e a mínima tenha sido de abafados 22,5⁰ C (Ontem foi ainda pior, com mínima de 23,1⁰ C e máxima de 32,4⁰ C; minha casa, contudo, costuma registrar máximas de cerca de 2 a 3 graus mais baixas que a área central nessas condições).

 

Abaixo, foto tirada há pouco.

 

 

 

20201001_132229.jpg

Edited by Rafael MG
  • Like 14

Share this post


Link to post
Share on other sites
38 minutos atrás, marcio valverde disse:

No caso da floresta atlântica semidecidual aqui do interior de SP a acentuada perda de folhas no inverno me parece mais associada ao stress hídrico dessa época do ano do que ao frio, já que as geadas não são nem tão frequentes nem tão amplas a ponto de explicar o fenômeno generalizado de desfolhamento da floresta. Não sei qual é o comportamento da floresta atlântica no sul mas parece que lá ela não fica tão pelada no inverno quanto aqui e lá faz mais frio e por mais tempo.

No estado de São Paulo não faz muito frio a ponto de refletir na perda de folhas, talvez no sul do mesmo que é um pouco mais ameno por já ter clima subtropical.

No interior do RS, SC e PR tem algumas especies de árvores que perdem as folhas no outono, em parte deve ser pelas temperaturas mais baixas já que a redução das chuvas não é tão grande que nem no Brasil central. A maior parte da vegetação lá, contudo, fica num verde escuro, como citaram aqui as pastagens mudam drasticamente durante o ano. 

  • Like 8

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 minutos atrás, LeoP disse:

VAMO FALAR DE COISA BOA?

 

Accuweather mudou completamente sua previsão e indica uma solução de MUITA CHUVA e temperaturas agradáveis para boa parte de outubro, botando um fim definitivo à onda de calor. Previsão para Belo Horizonte - MG:

 

 

1377292753_Semttulo.png.02d2af67994d6527e640f0a880895a51.png

 

Os volumes eu não sei, mas a frequência da chuva está acima da média para o período, indicando os primeiros corredores de umidade ainda na 1ª quinzena. E reparem, também, nas temperaturas máximas, que podem ficar entre 24 e 27ºC em toda a segunda quinzena do mês. Uma mudança radical no padrão atmosférico!

 

Algumas previsões apontam chuva antes do dia 10, ou seja, daqui 1 semaninha. Apesar de todo esse terror, no final outubro pode ser bem comportado em sua maior parte. A acompanhar...

 

13:30: entre 35 e 33ºC com poucas nuvens.

 

 

Leo, isso seria uma mudança para um padrão com mais cara de La Niña na tua região? Caso sim, talvez haja chance de que essa bizarrice que vem ocorrendo nessa semana seja sepultada de vez em breve, para enfim termos (no Brasil como um todo) a tão desejada Primavera mais amena típica de La Niña, correto?

 

 

  • Like 8

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pessoal, alguém me tira uma dúvida: 

 

Qual a chance de chuva em Ubatuba a partir do próximo domingo? Estava variando bastante até a última vez que vi.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
6 minutos atrás, André Luiz DS disse:

Onde eu queria estar agora: 

 

 

É interessante como os meses de Agosto Setembro e Outubro (primeira quinzena) são justamente o core do inverno nessas latitudes polares e subpolares, na Antártica faz mas frio em Setembro do que Julho ou Agosto, diferente do subtropical ou "temperado" predominante aqui entre Buenos Aires e o Norte da Argentina (incluso aí o centro-sul do Brasil), e vamos cair na real gente, chamar a metade sul gaúcha, que apesar ter o clima bem diferente do restante do país, de temperada é forçar demais a barra, temperado clássico por definição começa lá ao redor dos 40° N ou S, como exemplo Bariloche e Bahia Blanca. No hemisfério norte temos Atlanta na latitude do Chuí, o clima destas duas localidades é subtropicalíssimo, se diferem em muitas coisas por questões geográficas mas o comportamento é o mesmo no quesito latitudinal.

 

Falando de Curitiba, a chance de recorde hoje é mínima, está ventando demais, a temperatura não está conseguindo subir violentamente como ontem, estamos com 31,8°C no momento, amanhã a chance deve ser maior porém todos os modelos revisaram a máxima pra baixo devido ao vento.

  • Like 9
  • Thanks 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
9 minutos atrás, Victor Naia disse:

Mínima de 21°C em Varginha! Quase uma aberração da natureza, ainda mais em Outubro. 

  

Agora chegando aos 34°C. Acho que não iremos bater o recorde absoluto  hoje - que é de 36°C. Talvez amanhã.

 

Aqui em São Carlos a mínima foi de 24º C. A cidade está a quase 900 m de altitude. Se não me engano, em 2014 houve um dia no qual a mínima foi equatorial (>25ºC), mas é uma raridade por aqui. Essa onda de calor tá braba mesmo, não tem o que falar.

  • Like 5
  • Confused 1
  • Sad 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)
6 minutos atrás, RamirezFZ disse:

É interessante como os meses de Agosto Setembro e Outubro (primeira quinzena) são justamente o core do inverno nessas latitudes polares e subpolares, na Antártica faz mas frio em Setembro do que Julho ou Agosto, diferente do subtropical ou "temperado" predominante aqui entre Buenos Aires e o Norte da Argentina (incluso aí o centro-sul do Brasil), e vamos cair na real gente, chamar a metade sul gaúcha, que apesar ter o clima bem diferente do restante do país, de temperada é forçar demais a barra, temperado clássico por definição começa lá ao redor dos 40° N ou S, como exemplo Bariloche e Bahia Blanca. No hemisfério norte temos Atlanta na latitude do Chuí, o clima destas duas localidades é subtropicalíssimo, se diferem em muitas coisas por questões geográficas mas o comportamento é o mesmo no quesito latitudinal.

  

Falando de Curitiba, a chance de recorde hoje é mínima, está ventando demais, a temperatura não está conseguindo subir violentamente como ontem, estamos com 31,8°C no momento, amanhã a chance deve ser maior porém todos os modelos revisaram a máxima pra baixo devido ao vento.

 

Pelo menos no meu caso, a palavra “temperado” é mais usada como indicadora de característica do que como definição. A metade sul do Rio Grande do Sul apresenta características temperadas, embora possa não ser estritamente pertencente a um padrão climático com esse nome.

Edited by floricambara
  • Like 5
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Agora, floricambara disse:

 

Pelo menos no meu caso, a palavra “temperado” é mais usada como indicadora de característica do que de definição. A metade sul do Rio Grande do Sul apresenta características temperadas, embora possa não ser estritamente pertencente a um clima com esse nome. 

Parte do Rio Grande do Sul é uma espécie de transição entre o subtropical e o temperado, pode-se notar pela grande variação de temperatura ao longo do ano e o forte calor em novembro, dezembro e janeiro; no mês de fevereiro as temperaturas começam a diminuir, coincidindo com o aumento da inclinação solar. O clima temperado só vai aparecer nas regiões ao sul de Buenos Aires (cidade), visto as características típicas como neve ampla e frequente no inverno, tempo muito seco e quente nas ondas de calor do verão, vegetação que muda bastante durante o ano.

Apesar de tudo, a América do Sul possui poucas regiões com o clima temperado típico, visto a pouca quantidade de terras ao sul do Trópico de Capricórnio, diferente de outros lugares do Hemisfério Norte. Por aqui, o clima subtropical é dominante, com algumas ''pitadas'' de alta latitude.

  • Like 7

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.