Jump to content
Brasil Abaixo de Zero
Rodolfo Alves

Monitoramento e Previsão - Brasil/América do Sul - Julho/2020

Recommended Posts

Eu ainda acho que agosto esse padrão muda ... O pior e que não consigo lembrar de nenhum agosto/Setembro em BH que foi frio depois de junho e julho " ameno "

 

Talvez 2017 foi diferente @RafaelBHZ

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)

Temperarturas extremas registradas durante el dia de ayer en Montevideo (Melilla):

 

TEMP MÁXIMA
11.78 a las 14:14:00
TEMP MÍNIMA
0.44 a las 08:01:00

 

Hoy se dio una situacion bastante particular , la minima se dio a inicios de la madrugada (6,4°C Prado, aprox 1°C Melilla) como lo demuestra la grafica,, con el cielo algo nuboso, posteriormente se nublo totalmente y aumento la temperatura.

 

dfghhjjkl.jpg.3c112281f2153472dc50d124f60bb8c2.jpg

 

Actualmente a las 12 del mediodia el dia esta nuboso, apareciendo el sol en algunos momentos, y la temperatura en Montevideo es de 9,4°C tanto en la estacion Prado como en en la estacion Melilla,

 

 

dghj.jpg.b8a78c56a2115855de29c2ecc97b269e.jpg

Edited by Pablo MQL
  • Like 11

Share this post


Link to post
Share on other sites
12 horas atrás, Bruno D disse:

 

Está tudo certo com essa projeção? No primeiro gráfico, parece ter inicialmente a linha de 1 único membro, por ele o índice deu uma subida nós últimos dias, mas para os próximos dias irá afundar novamente no negativo, para depois subir freneticamente para além do limite do gráfico (+4)... São duas coisas estranhas, que de todos os anos que vejo ele nunca vi (Eu acompanho ele, basicamente pelo fórum, e não sei muitas coisas a respeito)... Mas nunca vi oscilações tão bizarras nele, e mais estranho ainda, no primeiro gráfico geralmente existe uma infinidades de linhas (que são os membros?), que representam as diferentes projeções para o período. Só que nessa rodada, só existe uma linha, um membro de projeção, que ao cair, se divide em 2, com uma linha disparando no positivo, e a outra ficando estável. Estranho por demais rsrs. Conferi no site, e a projeção pelo jeito saiu assim mesmo! Acredito que talvez apenas 1 ou 2 membros foram rodados no dia de hj... Oq diminui bastante a confiabilidade na projeção na dinâmica desse índice para os próximos dias. 

Sim!!

O gráfico demonstra esta tendência, o comportamento do índice, nesta característica é bem assim..  Pelo ciclo exposto, observa-se essa oscilação, tendo geralmente entre 2-4 períodos curtos e 1-2 longos.
Assim da atual conjuntura, teremos uma nova queda na curva, obedecendo uma certa taxa conhecida.
No meu análise, em conjunto com os dados, teremos um AAO entre segunda quinzena JUL e primeira de AGO entre -4/-5.

E conforme a correlação da qual defendo, teremos uma  mudança, já percebida da corrente de massa em média e alta altitude.  Não afirmando em fato que teremos um segundo tempo do inverno forte. Porém, haverá uma facilitação do escoamento de massa N-S e S-N. Com uma inversão apontada na zona Antártica  e a projeção de alguma erupção de uma MP forte, Causando a entrada e pegando o centro-sul BR e chegando até baixas latitudes,  deste indicativo. Situação de massas de ar seco no centro oeste, sempre normal nesta época, estão enfraquecidas, não temos bloqueios relevantes, o que não tivemos neste JUN foi MPs potentes. E neste último esfriamento Forte do Conesul, ainda sendo verificado esta corrente de oeste/leste em 40-20LS, traz uma turbulência na faixa apresentada e essa dinâmica que observamos semana passada. Assim dificultando a entrada mais continental. Porém está MP por si não era uma Alta expressiva o bastante pranteaste um arrasto de frio, que nestes casos se faz, pela entrada em baixa altitude, o que geralmente acontece no escoamento ARG- PAR- SUL BR e Centro oeste.

 

Em Lages, chove constantemente desde meado matutino, com queda de temperatura, agora com 11C, vento fraco de oeste.

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites
27 minutos atrás, Samihr Hermes disse:

 

 

 

off-topic mas não tanto pros amigos entenderem como é o nordestino
 

 

😂😂😂😂😂😂😂😂

Quase fiz chichi 😳

  • Like 1
  • Haha 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)

Depois do excelente mês de maio (o mais frio da série na Pampulha), as massas de ar polar foram ficando gradativamente mais fracas a partir de junho (deveria ser o contrário, mas...). Mês passado ainda ocorreram boas quedas da temperatura, tanto que não foi ruim como no sul do Brasil (o desvio positivo foi pequeno e ainda tivemos a menor máxima da série), mas agora em julho chegamos ao auge da insignificância nos últimos dias.

 

Na semana passada, o penúltimo sistema ainda provocou tempo nublado com 14-21C, mas o dessa semana passou quase despercebido. A temperatura caiu muito pouco (principalmente as mínimas pelo ar seco), o tempo permaneceu aberto e a única mudança mais significativa foi no grande aumento dos ventos. Hoje, Belo Horizonte tem um dia de céu azul e com muito vento. A mínima variou entre 12 e 15ºC e agora temos 24ºC (12h). Com essa ventania (que passa de 30km/h), a sensação é bem agradável agora e de frio leve à noite.

 

O único ponto positivo é que, apesar de acima da média, ainda teremos condições muito confortáveis pela frente e friozinho à noite em alguns dias. Julho não tem como ser desagradável, mas vamos desperdiçando o mês mais frio do ano.

 

Impressiona mesmo é o prognóstico pra São Paulo - SP, que pode encostar nos 30ºC em mais de um dia, Goiânia, que deve passar dos 30C TODOS os dias da previsão e Cuiabá, que já deve romper a barreira dos 37ºC em pleno auge de inverno climático. Curitiba também entrou na dança do capiroto na semana que vem. 😈

Edited by LeoP
  • Like 5
  • Haha 2
  • Sad 8

Share this post


Link to post
Share on other sites
52 minutos atrás, Samihr Hermes disse:

 

 

 

off-topic mas não tanto pros amigos entenderem como é o nordestino
 

 

Tá explicado.

  • Haha 5

Share this post


Link to post
Share on other sites
13 minutos atrás, LeoP disse:

Depois do excelente mês de maio (o mais frio da série na Pampulha), as massas de ar polar foram ficando gradativamente mais fracas a partir de junho (deveria ser o contrário, mas...). Mês passado ainda ocorreram boas quedas da temperatura, tanto que não foi ruim como no sul do Brasil (o desvio positivo foi pequeno e ainda tivemos a menor máxima da série), mas agora em julho chegamos ao auge da insignificância nos últimos dias.

 

Na semana passada, o penúltimo sistema ainda provocou tempo nublado com 14-21C, mas o dessa semana passou quase despercebido. A temperatura caiu muito pouco (principalmente as mínimas pelo ar seco), o tempo permaneceu aberto e a única mudança mais significativa foi no grande aumento dos ventos. Hoje, Belo Horizonte tem um dia de céu azul e com muito vento. A mínima variou entre 12 e 15ºC e agora temos 24ºC (12h). Com essa ventania (que passa de 30km/h), a sensação é bem agradável agora e de frio leve à noite.

 

O único ponto positivo é que, apesar de acima da média, ainda teremos condições muito confortáveis pela frente e friozinho à noite em alguns dias. Julho não tem como ser desagradável, mas vamos desperdiçando o mês mais frio do ano.

 

Impressiona mesmo é o prognóstico pra São Paulo - SP, que pode encostar nos 30ºC em mais de um dia, Goiânia, que deve passar dos 30C TODOS os dias da previsão e Cuiabá, que já deve romper a barreira dos 37ºC em pleno auge de inverno climático. Curitiba também entrou na dança do capiroto na semana que vem. 😈

Acho que estamos muito próximos do "ponto de não retorno", ou seja, de perdemos qualquer chance de classificar esse inverno como "bom". Mesmo que agosto seja espetacular, um ano com junho e julho tórridos já entrou na lista de invernos perdidos. 

 

Obs. Claro que pro RS e pra SC o rescaldo é melhor, mas mesmo assim distante do potencial de frio da região. 

  • Like 5
  • Sad 4

Share this post


Link to post
Share on other sites

Depois de uma segunda extremamente agradável, o sol voltou a predominar em Fortaleza nesta terça. A mínima ficou em 21,8ºC, frio de fato para os padrões da cidade. 
 

575B17B1-A50F-468E-9F35-22D0F73C4FDC.thumb.jpeg.1ba3e91e93cb04eb10539c1aa75b0168.jpeg
 

A boa notícia é que na sexta-feira deverá voltar a chover. 

  • Like 12
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)

Mais um dia gelado em Florianópolis. Neste momento 16ºC na maioria das estações. Garoa e vento sul. Basicamente um replay de ontem.

 

Em Porto Alegre 13,7ºC na estação urbana Auxiliadora.  

 

Em Pinheiro Machado, máxima por enquanto de 7,9ºC. Julho vai sendo predominantemente frio nas latitudes médias do País.

 

Em Bagé estes primeiros 7 dias vão sendo bem frios: 

 

image.png.5e6828b3da92c47e7d040fb8206e91ea.png

Edited by VitorVM
  • Like 14
  • Thanks 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tarde de muito frio em Buenos Aires: 9,8°C agora, com vento leste a 20 km/h e sensacao térmica de 7,1°C.

  • Like 11
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boa tarde. Por aqui, mais uma tarde amena dentre várias neste inicio de julho (até agora vem sendo ótimo).

 

No momento tenho 17,1°C 94% com 14mm acumulados. 

 

Primeira semana de julho em NT (máxima de hoje ainda provisória):

876148315_Semttulo588.png.1a14b89c4d2ba92a88da839ddfe32781.png

 

  • Like 11
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 minutos atrás, Augusto Goelzer disse:

Boa tarde. Por aqui, mais uma tarde amena dentre várias neste inicio de julho (até agora vem sendo ótimo).

 

No momento tenho 17,1°C 94% com 14mm acumulados. 

 

Primeira semana de julho em NT (máxima de hoje ainda provisória):

876148315_Semttulo588.png.1a14b89c4d2ba92a88da839ddfe32781.png

 

 

Bom frio no Vale na baixa altitude do Leste de SC.

 

Cidade de Pinheiro Machado neste mês(e com ventania, aliás a média do vento hoje por lá está acima de 40 km/h):

image.png.18d872aafa6b3df74c1c779196603542.png

  • Like 10

Share this post


Link to post
Share on other sites

Depois da chuvarada, temos um dia maravilhoso em Natal, depois de uma madrugada e amanhecer com sensação de frio na rua.

 

Agora 27ºC e rajadas de SE em 36km/h.

 

image.png.15e01a44f9bd07557fb16cdf1e6cb934.png

 

 

  • Like 16

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 horas atrás, CloudCb disse:

Mais tarde eu trago os dados daqui da PB e do RN desse evento.

 

Na PB

  1. Catolé do Rocha: 43,1 mm
  2. Mato Grosso: 28,2 mm
  3. Jericó: 26,2 mm
  4. Belém do Brejo do Cruz: 25,6 mm

No RN

  1. Francisco Dantas: 81 mm
  2. Felipe Guerra: 78 mm
  3. Martins: 77 mm
  4. Rafael Godeiro: 71 mm
  5. Patu e Umarizal: 70 mm

Dados da AESA e EMPARN

  • Like 9

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, Moisés Alexandre disse:

Sim!!

O gráfico demonstra esta tendência, o comportamento do índice, nesta característica é bem assim..  Pelo ciclo exposto, observa-se essa oscilação, tendo geralmente entre 2-4 períodos curtos e 1-2 longos.
Assim da atual conjuntura, teremos uma nova queda na curva, obedecendo uma certa taxa conhecida.
No meu análise, em conjunto com os dados, teremos um AAO entre segunda quinzena JUL e primeira de AGO entre -4/-5.

E conforme a correlação da qual defendo, teremos uma  mudança, já percebida da corrente de massa em média e alta altitude.  Não afirmando em fato que teremos um segundo tempo do inverno forte. Porém, haverá uma facilitação do escoamento de massa N-S e S-N. Com uma inversão apontada na zona Antártica  e a projeção de alguma erupção de uma MP forte, Causando a entrada e pegando o centro-sul BR e chegando até baixas latitudes,  deste indicativo. Situação de massas de ar seco no centro oeste, sempre normal nesta época, estão enfraquecidas, não temos bloqueios relevantes, o que não tivemos neste JUN foi MPs potentes. E neste último esfriamento Forte do Conesul, ainda sendo verificado esta corrente de oeste/leste em 40-20LS, traz uma turbulência na faixa apresentada e essa dinâmica que observamos semana passada. Assim dificultando a entrada mais continental. Porém está MP por si não era uma Alta expressiva o bastante pranteaste um arrasto de frio, que nestes casos se faz, pela entrada em baixa altitude, o que geralmente acontece no escoamento ARG- PAR- SUL BR e Centro oeste.

 

Em Lages, chove constantemente desde meado matutino, com queda de temperatura, agora com 11C, vento fraco de oeste.

Eu sempre fico feliz com seu otimismo, mas rodei todos os modelos ontem e não vi uma única projeção de MP significativa até o final da grade. 

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)
23 minutos atrás, Daniel Lisboa disse:

Eu sempre fico feliz com seu otimismo, mas rodei todos os modelos ontem e não vi uma única projeção de MP significativa até o final da grade. 

Os modelos geralmente respondem aos dados coletados dentro de algoritmos rodados dentro de situações  coletadas de gráficos extraídos de análise sensorial e plataformas de calor por leitura de satélites estes 2/ 4 vezes dia.  Dos dados o sistema aborda o análise sempre em referência 24h/48H.  Estes algoritmos são balanceados para atender o sistema Climático do HN, refletindo-se em assertos limitados para HS. Porém o Noaa e organismos outros vêm desenvolvendo novos algoritmos, esses mais assertivos ao acesso da nossa realidade (Modelo meteorológico baseado na base dados HS). Sabemos que  a maioria das projeções levam em cotas as bases norte,  aliás a proporção de sensores HN é 8/10 e de rastreamento de satélites  7/10.  Os modelos Conhecidos e usados pra atender nossas projeções e dos institutos brasileiros são baseados no INPE em concordância com o americano e europeu, além das cartas marítimas. Porém observa-se  erros de concordância superior a 48h. Um modelo que vem se destacado nas condições apresentadas no HS é o alemão.  No mais estes dados coletados,  tem sua influência e importância nos dados modelais, com incerteza superior 50% pra análises superiores a 52h.  
Mas não deixo de estar desapontado com este inverno,  mas tem sido nossa normal pós 2000.  Porém fica a expectativa! E se o índice AAO, afundar mesmo, poderemos esperar uma bomba Polar entre segunda quinzena de Jul e primeira de AGO.

Edited by Moisés Alexandre
  • Like 3
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 minutos atrás, Moisés Alexandre disse:

Modelos respondem aos dados coletados geralmente um algoritmo roda os dados guardados dentro da situação coletada de 48H. São algoritmos, estes são balanceados pro sistema HN, refletem-se e assertos limitados no HS. Porém o Noaa vêm desenvolvendo novos algoritmos de acesso a nossa realidade. Modelo meteorológico que baseia a maioria das projeções levam em conta muito as bases norte,  aliás a quantidade de sensores HN é 8/10 e rastreamento de satélites  7/10.  Os modelos Conhecidos pelo americano e europeu, tem todos erros de concordância superior a 48h. Um modelo que tem se destacado nas condições do HS é o alemão.  No mais estes dados coletados,  tem sua influência no dados dos modelos sempre superior a 52h.  Estou na expectativa deste índice AAO, se afundar mesmo, pode esperar uma bomba Polar. 

@Moisés Alexandre...você é meteorologista? Apenas curiosidade...

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)
15 minutos atrás, ifreitasrosa disse:

@Moisés Alexandre...você é meteorologista? Apenas curiosidade...

Físico e engenheiro.

Amante dos estudos e assuntos geográficos em geral.

Edited by Moisés Alexandre
  • Like 8
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Um começo de Julho realmente agradável no sul. Hoje novamente temperaturas amenas, mínima de 14,2C e máxima de 18,6C em Blumenau. Chuva acumulou 24mm somando o acumulado de ontem e da madrugada de hoje, a tarde de hoje é de céu nublado sem chuva com o recuo da frente para o sul de SC/RS. Imagem a seguir mostra bem como o frio é raso no leste da região sul e de SP:

 

image.thumb.png.c700dda6977554d8a9d64d220f5de33f.png

 

Na estação da Moema/Itaiópolis o vento quente de norte e o frio raso de sul travam uma batalha:

image.png.159fc797a278b161d73cb1ba6aefe73b.png

 

Temperaturas 14h (comunidade de moema/Itaiópolis no circulo vermelho):

image.thumb.png.d67f50914c3dd91cf1ee93b37b973a9b.png

Extremo oeste também apresenta um gradiente de temperatura considerável. Mondaí tem apenas 17,2C às 15h

  • Like 13

Share this post


Link to post
Share on other sites
36 minutos atrás, Moisés Alexandre disse:

Os modelos geralmente respondem aos dados coletados dentro de algoritmos rodados dentro de situações  coletadas de gráficos extraídos de análise sensorial e plataformas de calor por leitura de satélites estes 2/ 4 vezes dia.  Dos dados o sistema aborda o análise sempre em referência 24h/48H.  Estes algoritmos são balanceados para atender o sistema Climático do HN, refletindo-se em assertos limitados para HS. Porém o Noaa e organismos outros vêm desenvolvendo novos algoritmos, esses mais assertivos ao acesso da nossa realidade (Modelo meteorológico baseado na base dados HS). Sabemos que  a maioria das projeções levam em cotas as bases norte,  aliás a proporção de sensores HN é 8/10 e de rastreamento de satélites  7/10.  Os modelos Conhecidos e usados pra atender nossas projeções e dos institutos brasileiros são baseados no INPE em concordância com o americano e europeu, além das cartas marítimas. Porém observa-se  erros de concordância superior a 48h. Um modelo que vem se destacado nas condições apresentadas no HS é o alemão.  No mais estes dados coletados,  tem sua influência e importância nos dados modelais, com incerteza superior 50% pra análises superiores a 52h.  
Mas não deixo de estar desapontado com este inverno,  mas tem sido nossa normal pós 2000.  Porém fica a expectativa! E se o índice AAO, afundar mesmo, poderemos esperar uma bomba Polar entre segunda quinzena de Jul e primeira de AGO.

Vc quis dizer que os modelos são menos confiáveis para o hemisfério sul? 

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

O baixo verão segue em grande fase aqui no RJ. Aqui no Centro 25º, com céu bem nublado. Outros pontos da cidade estão na faixa dos 30º.

Previsões continuem amedrontadoras, com tanta falta de resfriamento. Nem sinal....

 

Eu tentei acreditar que teríamos um inverno razoavelmente decente, tendo em vista os 5 primeiros meses do ano. Mas não. Não dá mais. Jogo a toalha. Todo e qualquer evento daqui pra frente que possa acontecer não vai apagar a tristeza do Junho bizarro e do Julho, que apesar de estar só no começo, deve ser acima da média. Devo confessar que não está nível 2019, que foi extremo. Mas até 2019 teve dias mais amenos, pontualmente, do que estamos tendo agora. Agosto costuma trazer bons eventos ainda, ano passado inclusive foi o mês que teve o dia com frio diurno mais forte por aqui. Mas ao mesmo tempo as temperaturas já começam a subir. Estamos no miolo do período mais frio menos quente do ano no Rio e temos temperaturas de primavera. 

 

Fui dar uma pesquisa e é impressionante como as temperaturas por aqui estão maiores desde de 2014. Melhor dizendo, os episódios de frio estão diminuindo. A temperatura nem está tão fora da média assim. Até ali o RJ registrava ao menos 2, 3 dias de dias com temperaturas sub20 ou na casa dos 20, em estações ao nível do mar (o que pra cá é evento anual mesmo). De 2000 à 2014 quase todos os anos tiveram ao menos um dia do ano sub20. A partir de 2014 nem todos os anos têm. Além das máximas, é sensível o aumento nas mínimas. Já se vão anos e anos que o Rio não desce dos 10º. Nem o Alto da Boa Vista consegue mais descer. 

  • Like 2
  • Sad 8

Share this post


Link to post
Share on other sites
13 minutos atrás, Samihr Hermes disse:

 

Que "curiosa" essa escrita no orvalho, e tbm curioso esse frio todo, essa cidade não tem nem 200m e fica a apenas 80km do oceano.

  • Like 6

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 minutes ago, Felipe S Monteiro said:

Que "curiosa" essa escrita no orvalho, e tbm curioso esse frio todo, essa cidade não tem nem 200m e fica a apenas 80km do oceano.

 

Foi exatamente o que pensei. Imagino que deve ter sido numa área de baixada, talvez?

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pré frontal resolveu bater com tudo, até as 14h estava perto dos 26° com rajadas de 35km/h, e deu um pulo pra 29° com rajadas de 45km/h agora, amanhã deve vir um alívio.

  • Like 9

Share this post


Link to post
Share on other sites
14 minutos atrás, fsorf9rj disse:

O baixo verão segue em grande fase aqui no RJ. Aqui no Centro 25º, com céu bem nublado. Outros pontos da cidade estão na faixa dos 30º.

Previsões continuem amedrontadoras, com tanta falta de resfriamento. Nem sinal....

 

Eu tentei acreditar que teríamos um inverno razoavelmente decente, tendo em vista os 5 primeiros meses do ano. Mas não. Não dá mais. Jogo a toalha. Todo e qualquer evento daqui pra frente que possa acontecer não vai apagar a tristeza do Junho bizarro e do Julho, que apesar de estar só no começo, deve ser acima da média. Devo confessar que não está nível 2019, que foi extremo. Mas até 2019 teve dias mais amenos, pontualmente, do que estamos tendo agora. Agosto costuma trazer bons eventos ainda, ano passado inclusive foi o mês que teve o dia com frio diurno mais forte por aqui. Mas ao mesmo tempo as temperaturas já começam a subir. Estamos no miolo do período mais frio menos quente do ano no Rio e temos temperaturas de primavera. 

 

Fui dar uma pesquisa e é impressionante como as temperaturas por aqui estão maiores desde de 2014. Melhor dizendo, os episódios de frio estão diminuindo. A temperatura nem está tão fora da média assim. Até ali o RJ registrava ao menos 2, 3 dias de dias com temperaturas sub20 ou na casa dos 20, em estações ao nível do mar (o que pra cá é evento anual mesmo). De 2000 à 2014 quase todos os anos tiveram ao menos um dia do ano sub20. A partir de 2014 nem todos os anos têm. Além das máximas, é sensível o aumento nas mínimas. Já se vão anos e anos que o Rio não desce dos 10º. Nem o Alto da Boa Vista consegue mais descer. 

Joga toalha não amigo, esse inverno será marcado por onda de frio tardia. Agora só nos resta esperar 😐

  • Like 4
  • Sad 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 minutos atrás, Samihr Hermes disse:

 

Foi exatamente o que pensei. Imagino que deve ter sido numa área de baixada, talvez?

Pelo o que eu vi no maps, uma parte desse distrito de Bengala fica em uma baixada, tudo leva a crer q essa temperatura foi medida nessa baixada ou em outra próxima.

  • Like 2
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

O pau tá kebrando no norte do Rio Grande do Sul 👇

989300827_product1(6).jpeg.f40cea9fe4a9a319d9eacdb7559c626e.jpeg

Contraste impressionante de temperatura entre o Sul e o norte da nossa Região 👇AirBrush_20200707155108.thumb.jpg.cb3ffd45c93cb4dbc5ff616e8e360833.jpg

Contraste também, e esse é gritante, entre Paraguai e MS 👇

AirBrush_20200707154947.thumb.jpg.5d5d2e24a4e6c321dcfad1ada82337ad.jpg

Fora isso 👆 temperaturas baixíssimas no sul da Argentina, com -7°C em Puerto Natales e -3°C em Balmaceda 👇AirBrush_20200707154817.jpg.cac7c6bb78121856a4c5fd4512043c32.jpg

  • Like 15

Share this post


Link to post
Share on other sites
7 horas atrás, Carlos Campos disse:

Há exatamente 1 ano atrás, mínima -3,7°C aki na vila e belas imagens da primeira forte onda de frio do ano 👇

1594119988510.thumb.jpg.5d7402c8e710660d896baf0fc8808374.jpg1594120331213.thumb.jpg.f8026527554eeb1dc8ad71e06f7d4aef.jpg1594119890259.thumb.jpg.257f91f591f24dc238af4182dab31d04.jpg1594120252933.thumb.jpg.4b54f1073c78027a6312bd74f9b9be89.jpg

Antes q a geada derretesse, fui até o Parque das Águas em Pinhais e consegui boas imagens também 👇1594119738455.thumb.jpg.f6d9d4749a7583246959fad5bf701c4e.jpg1562504557143-1.thumb.jpg.30d10210187c5bbc5400a4a46b0a7971.jpg1594120461273.thumb.jpg.633c9fc0e73cc07678530f873b6c167a.jpg

Mínimas pelo estado até às 7h da manhã 👇

-3,4°C Lapa (RMCuritiba)

-2,1°C Colombo (RMCuritiba)

 

-5,3°C São Mateus do Sul

-5,3°C General Carneiro

-5,0°C Palmas

-4,2°C Inácio Martins

-3,6°C Guarapuava

-3,3°C Ponta Grossa

13225.jpg.d4de36049caa15f86e26b767111e8276.jpg

esse dia maravilhoso no frio bateu -2,5 na AHU e -2,6 na PILARZINHO aqui em Curitiba. Saudades desse frio

 

  • Like 6
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
13 minutos atrás, Rafael Rezende de loyola disse:

esse dia maravilhoso no frio bateu -2,5 na AHU e -2,6 na PILARZINHO aqui em Curitiba. Saudades desse frio

 

Isso acontecerá esse ano novamente?

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 minuto atrás, Matheus Vinicius disse:

Isso acontecerá esse ano novamente?

 

Oremos! Quem sabe do dia 21, 22 ou 23 em diante não venha algo...(momento de otimismo) 

  • Like 3
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 minutos atrás, ifreitasrosa disse:

 

Oremos! Quem sabe do dia 21, 22 ou 23 em diante não venha algo...(momento de otimismo) 

É que 2020 de fato está sendo mais frio que 2019, mas até agora não chegou uma massa polar forte daquela.

  • Like 3
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Hoje aqui com mínima de 11,6°C, que é praticamente a media mínima do mês de julho e máxima de 27°C e o céu com nenhuma nuvem.

 

E sem nenhuma projeção de onda de frio forte nem no frio da grade, o jeito é relembrar a MP de 1 ano atrás. Aqui em S. Sebastião Paraíso amanheceu com -0,5°C. Uma das menores mínimas absolutas dos últimos 20 anos.

 

1232369821_InstaSave(2)2.thumb.jpg.a00f5f6a3413f0f07fa70550138dd54a.jpg

2011041851_InstaSave(3)2.thumb.jpg.a07980ca69732420439d2fd9d4c6a720.jpg

33047691_cd6e123b92a3b24370b188ff6bfcb88e1s2.jpg.4a8722ab2b0d04fada824ec5cbd150ab.jpg

1602026498_6c288f952b3cf619c92e5a8fc2a613bd0a2.jpg.7fcf19c1ad5e2b6d40fcc933c9d72ea1.jpg

  • Like 11
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
17 minutos atrás, Matheus Vinicius disse:

É que 2020 de fato está sendo mais frio que 2019, mas até agora não chegou uma massa polar forte daquela.

Julho/2019 ainda teve outro evento importante, porém mais curto aki na nossa região.

O potencial desse segundo evento era enorme mas foi desperdiçado com a MP saindo para o oceano.

Ainda registrei -2,4°C numa madrugada difícil para os termômetros.

A geada foi muito forte aki 👇1563363410788.thumb.jpg.9858879638660dab600a81ac85bd3128.jpg1563447042139.jpg.d646cbb4313d7eae33a31bf71c573fd0.thumb.jpg.10b1e19a0027a5b2de32a26e8e4d012e.jpg1563363312354.thumb.jpg.22111b5911043dceb4947a064ba95880.jpg1563363387815.thumb.jpg.2af2ba417a56b52d2b2fe40c65168dd8.jpg1563363242853.thumb.jpg.21bf64d69d10826201a0fbf5fe35c7ae.jpg

Mas veja isso 👇q aconteceu no Paraguai, como resultado da entrada abrupta do ar frio sob a chuvarada (foi um colega q publicou esse vídeo, mas infelizmente não me recordo kem 🤔)

  • Like 6
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 minutos atrás, Carlos Campos disse:

Julho/2019 ainda teve outro evento importante, porém mais curto aki na nossa região.

O potencial desse segundo evento era enorme mas foi desperdiçado com a MP saindo para o oceano.

Ainda registrei -2,4°C numa madrugada difícil para os termômetros.

A geada foi muito forte aki 👇1563363410788.thumb.jpg.9858879638660dab600a81ac85bd3128.jpg1563447042139.jpg.d646cbb4313d7eae33a31bf71c573fd0.thumb.jpg.10b1e19a0027a5b2de32a26e8e4d012e.jpg1563363312354.thumb.jpg.22111b5911043dceb4947a064ba95880.jpg1563363387815.thumb.jpg.2af2ba417a56b52d2b2fe40c65168dd8.jpg1563363242853.thumb.jpg.21bf64d69d10826201a0fbf5fe35c7ae.jpg

Mas veja isso 👇q aconteceu no Paraguai, como resultado da entrada abrupta do ar frio sob a chuvarada (foi um colega q publicou esse vídeo, mas infelizmente não me recordo kem 🤔)

 

Eu lembro das fotos, encontrei o fórum justamente neste evento de frio do início de julho de 2019

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites
Agora, Matheus Vinicius disse:

Eu lembro das fotos, encontrei o fórum justamente neste evento de frio do início de julho de 2019

Olhou o vídeo? É chocante 😳

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, fsorf9rj disse:

O baixo verão segue em grande fase aqui no RJ. Aqui no Centro 25º, com céu bem nublado. Outros pontos da cidade estão na faixa dos 30º.

Previsões continuem amedrontadoras, com tanta falta de resfriamento. Nem sinal....

 

Eu tentei acreditar que teríamos um inverno razoavelmente decente, tendo em vista os 5 primeiros meses do ano. Mas não. Não dá mais. Jogo a toalha. Todo e qualquer evento daqui pra frente que possa acontecer não vai apagar a tristeza do Junho bizarro e do Julho, que apesar de estar só no começo, deve ser acima da média. Devo confessar que não está nível 2019, que foi extremo. Mas até 2019 teve dias mais amenos, pontualmente, do que estamos tendo agora. Agosto costuma trazer bons eventos ainda, ano passado inclusive foi o mês que teve o dia com frio diurno mais forte por aqui. Mas ao mesmo tempo as temperaturas já começam a subir. Estamos no miolo do período mais frio menos quente do ano no Rio e temos temperaturas de primavera. 

 

Fui dar uma pesquisa e é impressionante como as temperaturas por aqui estão maiores desde de 2014. Melhor dizendo, os episódios de frio estão diminuindo. A temperatura nem está tão fora da média assim. Até ali o RJ registrava ao menos 2, 3 dias de dias com temperaturas sub20 ou na casa dos 20, em estações ao nível do mar (o que pra cá é evento anual mesmo). De 2000 à 2014 quase todos os anos tiveram ao menos um dia do ano sub20. A partir de 2014 nem todos os anos têm. Além das máximas, é sensível o aumento nas mínimas. Já se vão anos e anos que o Rio não desce dos 10º. Nem o Alto da Boa Vista consegue mais descer. 

 

2019 foi bem pior que este ano, mas só nos primeiros 5 meses, aí é que está a grande diferença.  O primeiro semestre de 2019 terminou com grande anomalia positiva de temperatura no RJ, talvez a maior da história, mas no segundo semestre as coisas ficaram totalmente comportadas (não tivemos meses abaixo da média, mas nenhum se desviou muito da média a partir de julho).  Será que 2020 vai ser um "inverso" de 2019, com o "forno" ligado por quase todo o segundo semestre?  Eu espero, sinceramente, que não.

 

2020 até agora foi o oposto (exceto por junho, que foi igualmente péssimo nos dois anos), pois de janeiro até maio predominaram as anomalias negativas de temperatura, e tanto o verão quando o outono (até maio) ficaram entre os 2 mais amenos do século XXI até agora.

 

Julho do ano passado, ainda que não tenha sido um mês realmente bom, não se desviou muito da média, e tivemos duas entradas de ar frio moderadas, que conseguiram segurar a média mensal dentro dos valores históricos do mês, ainda que sem nenhum evento marcante.  O contraste com o junho muito quente também trouxe um ar “invernal” para alguns dias de julho de 2019.  Este ano, julho já começou bem “pior” que o de 2019, e tudo indica que vai continuar assim.

 

Eu sempre enxerguei a sequência de meses amenos que tivemos até maio com alguma preocupação, pois tudo estava muito longe de significar (ao contrário das esperanças que muitos aqui alimentaram, por simplesmente gostarem de frio e preferirem o frio) que tudo ia continuar do mesmo jeito, mas sim que estávamos cada vez mais perto do final desta sequência (ainda mais levando em conta o aumento da temperatura média global, que aumenta a frequência de meses acima da média em quase todos os lugares), e de fato é o que aconteceu, pois veio junho e o "calor" voltou.  O preço por um verão "ameno" estamos pagando agora, com um inverno (muito) xoxo.  Já quase estou torcendo por um verão insuportável em 2020/2021 (embora não queira dizer nada, com muita sorte poderia colocar a "virada de chave" das anomalias mais para o inverno).  Este tipo de coisa "2020: o ano da mudança, da profecia", etc e tal, não passa de pensamento desejante, ou "wishful thinking".  A natureza tá se F* para tudo isso.

 

Mas é claro que algum evento tardio há de acontecer, todo ano acontece, só não temos como saber ainda quando e com qual intensidade.  2006 foi um inverno muito ruim, mas nos primeiros dias de setembro houve um evento histórico para o mês, ainda que de curta duração (8,1ºc no Alto e 8,5ºc em Seropédica, recordes mensais desde os anos 60 pelo menos).

 

A Região Sul (principalmente o centro-sul desta região), que não experimentou as anomalias negativas aqui da nossa região entre o verão e outono de 2020 (março então foi bem quente na maior parte do Sul, com um pico de calor histórico em boa parte do RS e parte de SC, enquanto aqui foi o mais ameno desde 1997) está se saindo melhor agora com o frio (sempre falando de anomalias), mas mesmo assim está infinitamente distante do potencial de frio que a região tem, e o mesmo vale para todo o Uruguai e a maior parte da Argentina (as mínimas absolutas de 2020 até agora estão bem acima do potencial de frio destes locais num evento intenso, com exceção de um trecho entre as pouco povoadas províncias de Santa Cruz e Terra do Fogo).

  • Like 7
  • Thanks 10

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boa tarde a todos.

Aproveitando as férias, e o marasmo meteorológico, criei um mapa para postar a variação da temperatura nos principais municípios de MG

 

Aí vai a versão 7/7/20, com dados de PWS e Inmet.

 

No momento, céu claro, 22,7˚C/ 54% (17h).

Captura de Tela 2020-07-07 às 17.02.29.png

  • Like 15
  • Thanks 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)

Nota-se que o inverno está um fracasso quando temos que nos contentar em recordar....2019!!! O duro é pensar que logo vem agosto, começa a mudar o padrão e diversão só a partir de abril de 2021

Edited by ifreitasrosa
  • Sad 4

Share this post


Link to post
Share on other sites
8 minutos atrás, ifreitasrosa disse:

Nota-se que o inverno está um fracasso quando temos que nos contentar em recordar....2019!!! O duro é pensar que logo vem agosto, começa a mudar o padrão e diversão só a partir de abril de 2021

Agosto já teve várias surpresas. Mas, realmente: depender de agosto pra ter esperanças é sucumbir ao desespero 

  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 minutos atrás, Daniel Lisboa disse:

Agosto já teve várias surpresas. Mas, realmente: depender de agosto pra ter esperanças é sucumbir ao desespero 

pela minha memória, sem analisar dados, o último agosto bom foi em 2013...

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Daniel Lisboa disse:

Vc quis dizer que os modelos são menos confiáveis para o hemisfério sul? 

Sim. Os algoritmos que fazem a interpretação de dados e realizam as projeções, ainda na sua maioria e finalidade são construídos pra atender um comportamento climático observado no HN, em boa parte: subtropical, Mediterrâneo, temperado e glacial. Com certa correlação com HS, mas num erro bem maior desse análise. Com isso, os modelos usam bases diferentes. Singulares na densidade atmosférica, divergentes no comportamento de relevos e latitudes, mas especialmente devido a influência oceânica. Além disso temos a direção e sentido de massas Congruentes. O análise do HS, tem que ser baseado em condições tropicais (que está tendo um grande avanço)  influenciadas pela sazonalidade de convergência e impacto maior no HS,  povoado na grande parte entre as faixas tropical-equatorial, alem da grande parte da região 25-75 L.Sul ser oceânica. Temos uma quantidade de dados colhidos no HS significativamente menor que o HN.

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
31 minutos atrás, Wallace Rezende disse:

 

2019 foi bem pior que este ano, mas só nos primeiros 5 meses, aí é que está a grande diferença.  O primeiro semestre de 2019 terminou com grande anomalia positiva de temperatura no RJ, talvez a maior da história, mas no segundo semestre as coisas ficaram totalmente comportadas (não tivemos meses abaixo da média, mas nenhum se desviou muito da média a partir de julho).  Será que 2020 vai ser um "inverso" de 2019, com o "forno" ligado por quase todo o segundo semestre?  Eu espero, sinceramente, que não.

 

2020 até agora foi o oposto (exceto por junho, que foi igualmente péssimo nos dois anos), pois de janeiro até maio predominaram as anomalias negativas de temperatura, e tanto o verão quando o outono (até maio) ficaram entre os 2 mais amenos do século XXI até agora.

 

Julho do ano passado, ainda que não tenha sido um mês realmente bom, não se desviou muito da média, e tivemos duas entradas de ar frio moderadas, que conseguiram segurar a média mensal dentro dos valores históricos do mês, ainda que sem nenhum evento marcante.  O contraste com o junho muito quente também trouxe um ar “invernal” para alguns dias de julho de 2019.  Este ano, julho já começou bem “pior” que o de 2019, e tudo indica que vai continuar assim.

 

Eu sempre enxerguei a sequência de meses amenos que tivemos até maio com alguma preocupação, pois tudo estava muito longe de significar (ao contrário das esperanças que muitos aqui alimentaram, por simplesmente gostarem de frio e preferirem o frio) que tudo ia continuar do mesmo jeito, mas sim que estávamos cada vez mais perto do final desta sequência (ainda mais levando em conta o aumento da temperatura média global, que aumenta a frequência de meses acima da média em quase todos os lugares), e de fato é o que aconteceu, pois veio junho e o "calor" voltou.  O preço por um verão "ameno" estamos pagando agora, com um inverno (muito) xoxo.  Já quase estou torcendo por um verão insuportável em 2020/2021 (embora não queira dizer nada, com muita sorte poderia colocar a "virada de chave" das anomalias mais para o inverno).  Este tipo de coisa "2020: o ano da mudança, da profecia", etc e tal, não passa de pensamento desejante, ou "wishful thinking".  A natureza tá se F* para tudo isso.

 

Mas é claro que algum evento tardio há de acontecer, todo ano acontece, só não temos como saber ainda quando e com qual intensidade.  2006 foi um inverno muito ruim, mas nos primeiros dias de setembro houve um evento histórico para o mês, ainda que de curta duração (8,1ºc no Alto e 8,5ºc em Seropédica, recordes mensais desde os anos 60 pelo menos).

 

A Região Sul (principalmente o centro-sul desta região), que não experimentou as anomalias negativas aqui da nossa região entre o verão e outono de 2020 (março então foi bem quente na maior parte do Sul, com um pico de calor histórico em boa parte do RS e parte de SC, enquanto aqui foi o mais ameno desde 1997) está se saindo melhor agora com o frio (sempre falando de anomalias), mas mesmo assim está infinitamente distante do potencial de frio que a região tem, e o mesmo vale para todo o Uruguai e a maior parte da Argentina (as mínimas absolutas de 2020 até agora estão bem acima do potencial de frio destes locais num evento intenso, com exceção de um trecho entre as pouco povoadas províncias de Santa Cruz e Terra do Fogo).

 

Eu sempre tento ser bem otimista com tudo, mesmo as circunstâncias indicando o contrário, mas também olhava com certa preocupação a sequência de meses abaixo da média, dava a sensação de que estava gastando o gás no tempo errado. Lá pelo final do verão minha mãe me falava: "o inverno vai parecer um verão esse ano...". Eu rebatia imerso em meu otimismo dizendo: "Esse ano a tendência de entradas frias está boa, acho que teremos um bom inverno".

 

A véia acertou ... 

  • Like 1
  • Haha 16

Share this post


Link to post
Share on other sites

Em Florianópolis choveu durante toda madrugada e manhã, com maior acumulado ocorrendo na Lagoa da Conceição com 41,7 mm.

Em todas as estações da cidade choveu no mínimo 20 mm nas últimas 24 horas.

A mínima hoje ficou na casa dos 14ºC em toda a cidade e as máximas devem ser registradas às 23h devido a entrada do vento norte.

Até o momento a máxima está na casa dos 17ºC em toda a cidade e até às 23h pode chegar em 18ºC.

Últimos 12 dias bem agradáveis na estação do INMET Floripa/São José.

 

fln.JPG.4dceb368d9d67f2fe6e6687871a60b39.JPG

 

  • Like 15

Share this post


Link to post
Share on other sites

Em Patrocínio a primeira semana de Julho vai fechar com média 10/26 (dentro da média).

Até dia 20/07 não espero nenhuma mudança no padrão e a cidade deve ficar em eternos 10/26.

 

ptc.JPG.756a50fd3bb31d0b4f1b74da07c6ae05.JPG

  • Like 10
  • Sad 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

2020 até aqui

Janeiro: levemente acima da média;

Fevereiro: levemente acima da média;

Março: acima da média;

Abril: levemente acima da média;

Maio: levemente abaixo da média;

Junho: muito acima da média.

 

Diferente da parte mais ao leste do centro sul do Brasil(tirando SC pra baixo), aqui o verão não foi nada ameno, a minha esperança é que isso mudasse agora, que aqui fosse recompensado, mas não existe nenhum indício de que isso vai acontecer, mas não sei, vai que a chave do clima inverta, e a partir do fim de julho comece a chegar MPs continentais duradouras, mas como já foi dito acima, não é a esperança que molda o clima.

  • Like 10
  • Thanks 1
  • Sad 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)
13 minutos atrás, Felipe S Monteiro disse:

2020 até aqui

Janeiro: levemente acima da média;

Fevereiro: levemente acima da média;

Março: acima da média;

Abril: levemente acima da média;

Maio: levemente abaixo da média;

Junho: muito acima da média.

Gostaria de apostar que Julho seja 47% acima da média, com neve mediana em certos lugares como Urupema, São Joaquim e Gramado.

Acho que Agosto tem chances de judiar menos da gente, 2 massas de ar frio 15 - 17% mais fraca do é visto geralmente, com chances de chegar um pouco mais a norte de BH, numa linha decresente até o centro do estado do RJ.

(Achei q fosse melhor colocar com detalhes, talkey?)

Edited by Miguel Russe
  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites
6 minutos atrás, Felipe S Monteiro disse:

2020 até aqui

Janeiro: levemente acima da média;

Fevereiro: levemente acima da média;

Março: acima da média;

Abril: levemente acima da média;

Maio: levemente abaixo da média;

Junho: muito acima da média.

 

Em Florianópolis tirando Junho, os demais meses foram até aceitáveis.

Comparando com o terrível 2019 fica mais aceitável ainda, rs.

 

2019

2019.JPG.92341b081442bfb12ca86d64612ae404.JPG

 

2020

2020.JPG.f34b244d19df9a993cac48f03e2292d3.JPG

 

  • Like 12

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.