Jump to content
Brasil Abaixo de Zero
Augusto Göelzer

Monitoramento e Previsão - Brasil/América do Sul - Maio/2020

Recommended Posts

3 horas atrás, Bruno D disse:

Europeu ainda insiste na porrada polar para depois do dia 20 na rodada das 12z:

 

ar7D5MCHHNwyovJQyHnp32NtpIiVXjQJokgL1zcaiF-e2ns5Zx5iFBeaqTqssq-ECvagarVyZAQJ67jkp_OmhyliACTTp5ve4mnrITHcZweZXOesSaIYeQ8lStrJOjBxzmarW6I_

 

jAkyeDcG4-81W_C01OpGDORrCMoZQrtw94aess3D_iNNOcQ_4cin59yoSbics627JtYm6WE3XEeHbMGbkyWPy4axSxLRnWDInOPf1FMAdsH7u-Mtyq_ZGv8Ng38Wl1H1G5yO0Yic

 

Chama a atenção a similaridade do quadro nas Rodadas das 00z e agora nas 12z, sugerindo um amplo cenário para uma advecção forte e clássica de ar polar, pode ter caroço nesse angu, vamos aguardar...

 

Euro dando aquela surtadinha básica, adoro ... 🤣🤣🤣

  • Like 2
  • Haha 8

Share this post


Link to post
Share on other sites

Que virá bomba, vai. Tempo.com dando 4C pra SP no final do mês. Me contento com sub 10.

  • Like 7
  • Haha 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Situação da estiagem neste mês de Maio no Paraná.

Londrina com apenas 5% do esperado:

IMG_20200514_195214_1.thumb.jpg.de523f118e92a11c1c72fdb709d5ce56.jpg

Em Curitiba, choveu apenas 8% do esperado até o momento:

IMG_20200514_195524.thumb.jpg.38e5211776d5f76cf909047d8fae9061.jpg

  • Like 1
  • Sad 13

Share this post


Link to post
Share on other sites
26 minutos atrás, Carlos Campos disse:

 

ZERO

 

Screenshot_20200514-193153.thumb.png.8dd073a8a1f866152f388ba56faf6d71.png

 

 

Como eu gostaria de morar nesses lugares, em Curitiba sinto frio constante em junho e julho, e olhe lá.

  • Like 1
  • Haha 1
  • Confused 1
  • Sad 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
21 minutos atrás, Pedro Victor P. disse:

Chuva chegando! 


A chuva já está ganhando força e estão começando os relâmpagos e trovões. 

  • Like 7
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)

Boa noite a todos.... dia hj variou em Friburgo entre 15/24. O destaque ficou na temperatura de madrugada que ficou estacionada nos 15°C até o amanhecer na área urbana. Hj, dia de pre frontal Light, predominou o céu com muita nebulosidade, porém amanhã deve ser um dia frio, com maxima durante a tarde abaixo dos 18°C e possivelmente chuvoso como sugere o foreca:

Screenshot_20200514-195753_Foreca.jpg

 

No momento faz 18°C.

Edited by Rafael
  • Like 9

Share this post


Link to post
Share on other sites

0z de hoje do GFS veio simplesmente ESPETACULAR!!!

 

gfs_mslp_pcpn_samer_59.thumb.png.bc93c707ac68b0316e31f1a3efba973f.png

 

O normal nessa época do ano é de não chover praticamente nada por aqui, no máximo uma garoa. Seria épico se confirmasse, pena que ainda tá longe!

Mas já é uma tendência que o GFS tá mostrando a algumas rodadas, mas a 0z foi a melhor que vi até agora.

 

 

  • Like 16
  • Haha 1
  • Sad 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nesse momento FINALMENTE um chuvisqueiro em Bacuriti, com várias formações no entorno com deslocamento E, a célula mais forte desloca-se na direção NNE, que chegou apresentar tonalidade vermelha (chuva muito forte). Se cair 5mm aqui já fico totalmente satisfeito. Temperatura de 19,4ºC agora e incríveis 0,3mm kkkkk.
1814388140_ScreenShot2020-05-14at20_48_03.png.010cc4515b10265f0141b9ea2853d1e5.png

  • Like 9

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)

A frente fria chegou em BH trazendo chuva fraca a moderada em alguns pontos da capital.

Incrível como este ano está sendo favorável para chuva aqui. Uma forte compensação da natureza por conta dos anos anteriores.

 

Enquanto isso, a MP traz um frio moderado pro sul,  seguem as temperaturas agora no Centro Sul,20:40:

 

Cwb:13oc

Poa: 15oC

Sp,Fln: 17oC

Bh,Bsb: 20oC

Rio: 23oC

 

O frio deve ser mais forte amanha e sabado, em ambas regiões, sendo que em BH o destaque vai para as máximas.


Quanto a Mp do final da grade, torcendo por uma baleia polar! Apesar de não ser a torcida da maioria, são as melhores para o leste do sudeste! Rs

Edited by BrunoBH
  • Like 12

Share this post


Link to post
Share on other sites

Impressionante a rapidez na keda de temperatura nas baixadas serranas de Santa Catarina!

Será q teremos valores próximos à -8°C amanhã?

  • Like 9

Share this post


Link to post
Share on other sites

São Paulo tendo queda nas temperaturas essa noite devido ao ar frio pós frontal que está começando a entrar.

Embora a previsão era mesmo de que a frente fria trouxesse pouca chuva para cá, ela acabou decepcionando visto que tivemos apenas uma chuva fraca em pontos isolados.

Nas estações do CGE, as temperaturas não estão com aquela diferente entre os locais como nos dias anteriores. 14-17 graus.

Ikp6NiJ.png

 

 

Radar de São Roque mostra que temos chuva fraca entre o extremo sul de MG e a região do sistema Cantareira (que alías, tem tido pouquíssma chuva desde o início de março).

iv6lT7J.jpg

  • Like 11

Share this post


Link to post
Share on other sites

10° na base aérea de Canoas, região metropolitana de Porto Alegre, 9° em Santa Maria, 1° em Pinheiro Machado e -1° em São José dos ausentes.

  • Like 9
  • Thanks 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)

Dia muy soleado y despejado pero con maximas bajas en Montevideo, el sol no calentaba nada:

 

Prado max 13,8°C

            min    7,8°C

Carrasco max 14,5°C

                  min    6,7°C

Melilla max aprox 15.3°C

                min aprox 4,5°C

Los datos exactos de Melilla  los tendre despues de la medianoche.

Las minimas son datos parciales ya que vamos a tener minimas invertidas, temperaturas a las 21hrs Melilla 4,9°C , Prado 7,8°C con neblina y Carrasco 7,7°C tambien con neblina.

En la zona rural que rodea Montevideo la estacion Canelon Chico marca a las 9hrs 2,4°C

 

SL.jpg.064864585c8785c07fc5f30e5b3d055f.jpgSL2.jpg.b0bb0905db6eee8abbf0432c05c9771a.jpgSL3.jpg.38b93637ae471c9a8021e8967e67cb72.jpg

 

 

Edited by Pablo MQL
  • Like 9

Share this post


Link to post
Share on other sites

Imagem do satélite desta noite de quarta feira mostra as nuvens da frente fria atuando entre sul e triângulo mineiro, RJ e o leste e a metade norte de SP.

Já em áreas do norte do Brasil e no norte do NE, temos núcleos convectivos.

Em outras áreas, sem instabilidades significativas (no máximo nuvens baixas).

 

Dm2tV7y.jpg

  • Like 9

Share this post


Link to post
Share on other sites
RESUMO: Pacífico frio traz menos chuva ao inverno e primavera do centro e sul do Brasil ANÁLISE: Após muita ameaça, o oceano Pacífico finalmente entra em seu período frio. Dependendo da simulação usada, pode-se chegar à conclusão de que a intensidade e duração da temperatura abaixo da média dará origem a um fenômeno La Niña ou que haverá, sim, um período frio no Pacífico, mas que ele não será duradouro e intenso suficiente para formação de um La Niña. Cada simulação tem uma metodologia diferente, mas o que chama a atenção é a temperatura no oceano Pacífico profundo. Embora exista água fria em profundidade, algo que manterá a temperatura da superfície mais baixa que o normal, na porção oeste do Pacífico profundo não são vistas grandes massas de água fria que poderiam manter o resfriamento por tempo suficiente para nomear o fenômeno como La Niña. Mas independentemente da formação ou não do fenômeno, o fato é que a atmosfera sentirá a queda da temperatura do maior oceano do globo e trará um padrão climático próximo de uma La Niña. No Brasil, o maior efeito do resfriamento do Pacífico durante o inverno é a chuva mais fraca que o normal no Sul e em partes do Sudeste e Centro-Oeste. As frentes frias não têm amplitude suficiente para avançar pelo interior da América do Sul, conectar com a umidade da Amazônia e trazer chuva. Boa parte dos sistemas frontais afasta-se para a costa do Brasil mantendo a precipitação abaixo da média histórica. Importante afirmar que este efeito será visto principalmente no decorrer do segundo semestre. Atualmente, a atmosfera ainda não sente o efeito do declínio e o que predomina é a sazonalidade-climatologia. E a sazonalidade indica que a chuva neste momento acontece de forma mais frequente sobre o centro e sul do Brasil por conta do avanço das primeiras grandes ondas de frio e a presença da umidade da Amazônia. Importante pontuar este curto intervalo com chuva mais regular e intensa, porque a Região Sul já vem de um período de estiagem que, dependendo da localidade, já dura seis meses. E se analisarmos o que virá pela frente de forma linear, poderemos ser surpreendidos por chuva forte que já vem acontecendo neste mês de maio em partes do Rio Grande do Sul, Paraná, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso. Por fim, de uma forma geral as simulações americanas CFSv2 e NASA-GEOS5v2 e a média sete simulações americanas e canadenses (NMME) indicam um padrão semelhante para o período entre junho e agosto com chuva abaixo da média na maior parte do Brasil. As poucas áreas com precipitação acima da média estão no Rio Grande do Sul e no leste das Regiões Sudeste e Nordeste. Trata-se de um padrão intermediário entre o que acontece com a atmosfera quando o Pacífico esfria e o atual período em que a atmosfera e o oceano ainda estão sob neutralidade. As simulações foram escolhidas por terem melhor desempenho na previsão da posição de chuva acima e abaixo da média em abril. O ECMWF não mostra a mesma escala das simulações anteriores e acaba indicando muitas áreas com precipitação dentro da média para o trimestre. Por fim, todas as simulações indicam temperatura acima da média para a maior parte do Brasil no trimestre. Embora, 2020 mostre-se mais frio que 2019, espera-se alternância entre períodos frios e de calor. E no fim das contas, o calor predominará mais que o frio.
  • Like 1
  • Sad 6

Share this post


Link to post
Share on other sites
27 minutos atrás, JOÃO MARCOS disse:
RESUMO: Pacífico frio traz menos chuva ao inverno e primavera do centro e sul do Brasil ANÁLISE: Após muita ameaça, o oceano Pacífico finalmente entra em seu período frio. Dependendo da simulação usada, pode-se chegar à conclusão de que a intensidade e duração da temperatura abaixo da média dará origem a um fenômeno La Niña ou que haverá, sim, um período frio no Pacífico, mas que ele não será duradouro e intenso suficiente para formação de um La Niña. Cada simulação tem uma metodologia diferente, mas o que chama a atenção é a temperatura no oceano Pacífico profundo. Embora exista água fria em profundidade, algo que manterá a temperatura da superfície mais baixa que o normal, na porção oeste do Pacífico profundo não são vistas grandes massas de água fria que poderiam manter o resfriamento por tempo suficiente para nomear o fenômeno como La Niña. Mas independentemente da formação ou não do fenômeno, o fato é que a atmosfera sentirá a queda da temperatura do maior oceano do globo e trará um padrão climático próximo de uma La Niña. No Brasil, o maior efeito do resfriamento do Pacífico durante o inverno é a chuva mais fraca que o normal no Sul e em partes do Sudeste e Centro-Oeste. As frentes frias não têm amplitude suficiente para avançar pelo interior da América do Sul, conectar com a umidade da Amazônia e trazer chuva. Boa parte dos sistemas frontais afasta-se para a costa do Brasil mantendo a precipitação abaixo da média histórica. Importante afirmar que este efeito será visto principalmente no decorrer do segundo semestre. Atualmente, a atmosfera ainda não sente o efeito do declínio e o que predomina é a sazonalidade-climatologia. E a sazonalidade indica que a chuva neste momento acontece de forma mais frequente sobre o centro e sul do Brasil por conta do avanço das primeiras grandes ondas de frio e a presença da umidade da Amazônia. Importante pontuar este curto intervalo com chuva mais regular e intensa, porque a Região Sul já vem de um período de estiagem que, dependendo da localidade, já dura seis meses. E se analisarmos o que virá pela frente de forma linear, poderemos ser surpreendidos por chuva forte que já vem acontecendo neste mês de maio em partes do Rio Grande do Sul, Paraná, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso. Por fim, de uma forma geral as simulações americanas CFSv2 e NASA-GEOS5v2 e a média sete simulações americanas e canadenses (NMME) indicam um padrão semelhante para o período entre junho e agosto com chuva abaixo da média na maior parte do Brasil. As poucas áreas com precipitação acima da média estão no Rio Grande do Sul e no leste das Regiões Sudeste e Nordeste. Trata-se de um padrão intermediário entre o que acontece com a atmosfera quando o Pacífico esfria e o atual período em que a atmosfera e o oceano ainda estão sob neutralidade. As simulações foram escolhidas por terem melhor desempenho na previsão da posição de chuva acima e abaixo da média em abril. O ECMWF não mostra a mesma escala das simulações anteriores e acaba indicando muitas áreas com precipitação dentro da média para o trimestre. Por fim, todas as simulações indicam temperatura acima da média para a maior parte do Brasil no trimestre. Embora, 2020 mostre-se mais frio que 2019, espera-se alternância entre períodos frios e de calor. E no fim das contas, o calor predominará mais que o frio.

 

Quem escreveu isso tem grandes chances de errar. A parte que faz sentido é a chuva abaixo da média, devido a La Nina. 

  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites

Previsão do CFS para junho com média das rodadas dos últimos 3 dias.

 

Chuva acima da média em praticamente todo o centro sul do Brasil e norte do nordeste.

GKOifk4.png?2

 

 

Temperaturas dentro a abaixo da média em parte do Brasil central, tanto em superfície quanto em 850 hpa.

 

Superfície

GjE9Hc4.png?1

 

850 hpa

Q5ZUQGS.png?1

 

 

Geopotencial em 500 hpa

208mBHW.png?1

  • Like 8
  • Sad 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
38 minutos atrás, Renan disse:

 

Quem escreveu isso tem grandes chances de errar. A parte que faz sentido é a chuva abaixo da média, devido a La Nina. 

Impressionante como nunca, jamais indicam temperaturas abaixo da média. Se toda essa configuração não é suficiente para um inverno decente, é hora de perder a esperança. 

  • Like 7
  • Sad 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)
12 minutos atrás, Daniel85 disse:

Previsão do CFS para junho com média das rodadas dos últimos 3 dias.

 

Chuva acima da média em praticamente todo o centro sul do Brasil e norte do nordeste.

GKOifk4.png?2

 

 

Temperaturas dentro a abaixo da média em parte do Brasil central, tanto em superfície quanto em 850 hpa.

 

Superfície

GjE9Hc4.png?1

 

850 hpa

Q5ZUQGS.png?1

 

 

Geopotencial em 500 hpa

208mBHW.png?1

Sei não. Dada a ausência de grandes eventos no mês de Maio, me recuso a acreditar que Junho vai pelo mesmo caminho e ainda terminar com anomalias positivas em boa parte do centro-sul.

Edited by RafaelBHZ
  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.