Jump to content
Brasil Abaixo de Zero

Recommended Posts

Posted (edited)
19 minutos atrás, Wallace Rezende disse:

 

Muito legal a compilação, dá uma boa ideia de como junho "virou a chavinha" por aqui.

 

Sei que este cálculo de média é feito automaticamente pelo algoritmo da planilha, mas mesmo assim é importante ressaltar que a automática de Jacarepaguá, além de lamentavelmente ter ficado mais de um mês com problema de bateria e com dados muitos limitados (nestes casos, o programa deveria cortar o cálculo de médias e anomalias), conta um histórico de apenas dois anos para comparação (inaugurada no segundo semestre de 2017).  Ou seja, qualquer média ou anomalia não tem qualquer valor para esta estação, mesmo em meses com dados completos.

 

Só mesmo o Alto da Boa Vista tem uma média mais consistente, apesar de algumas interrupções nas observações em certos anos, e com a Vila Militar e Marambaia ao menos dá para trabalhar com médias parciais (ainda que os dados também sejam incompletos em vários anos).  No caso de Copacabana também dá para fazer uma mini-normal, mas tenho um pouco de cisma com as máximas desta estação em dias de sol/mormaço e vento fraco de sul/sudeste, quando registra superaquecimento pela proximidade com o costão rochoso (este ano o problema não apareceu tanto, talvez por falta das condições que de vento que favorecem o aquecimento do abrigo).

 

Eu me lembro de uma PWS no Leblon que tinha dados no Wundergorund, mas já faz tempo que não encontro mais os dados por lá.  Creio que seja a mesma que você utilizou, mas não sei onde estes dados estão sendo compartilhados agora.  Eu não gostava muito desta estação, pois o gráfico de temperatura frequentemente apresentava um comportamento “serrilhado” durante a tarde, um sinal clássico de superaquecimento (problema que, para esta estação, parece ser maior nos meses de verão).

 

Mas no final de junho deste ano voltou ao ar outra PWS no Leblon (Davis) que registra dados mais coerentes, e é interessante para acompanhar os eventos de aquecimento adiabático, como o ocorrido ontem.  O link dela é este: https://www.wunderground.com/dashboard/pws/IRIODEJA96

 

A PWS da Ilha do Fundão é muito boa para representar aquele ambiente da costa da baía, pena que fique fora do ar de vez em quando também.

 

 

 

Em relações as anomalias, elas são calculadas através do histórico das próprias estações mesmo, não são normais e nem anomalias oficiais, visto que tirando o alto da boa vista, nenhuma estação ainda está próximo dos 30 anos de dados, portanto servem apenas para curiosidade, são "semi-normais", vulgarmente falando rsrs.

 

A titulo de curiosidade as anomalias na tabela do alto da boa vista utilizam dados entre 1966 e 2020, um bom período.

 

A automática do Leblon que utilizo é uma Davis, aparelho confiável e que apresenta dados bem coerentes e aparentemente está melhor instalada, ambas aparecem no mapa da Davis abaixo:

 

Capturar.thumb.PNG.b059dbcd1fc16d3be5c919ad7d5b152e.PNG

 

A estação que você indicou no link está instalada no topo de um prédio e aparentemente sofre interferência das paredes e telhas do prédio em suas medições, interferindo nos dados, a estação que circulei aparentemente fica no térreo em uma área gramada no terreno de uma casa, o que estaria mais próximo das condições de uma estação oficial.

Edited by Gvieira
  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

As máximas parecem ser menores (em média) na PWS mencionei (que já esteve no ar por um bom tempo, mas sumiu do início de 2019 até junho de 2020).  Por vezes um local com muitos obstáculos ao nível da rua acaba por sofrer com aquecimento por falta de ventilação na altura do abrigo (sob incidência solar, isso acontecia na antiga convencional de Santa Cruz por excesso de mato).  Só vendo a foto da estação mesmo para saber ao certo, o que provavelmente não vai rolar (área privada).  Mas pode-se fazer uma comparação entre os registros das duas a partir de agora, caso continuem online ao mesmo tempo.

 

Mas o mapa mostra que a PWS ruim que eu mencionei não é essa, lembro que ela ficava na rua João Lira (e pelo visto saiu do ar vez mesmo)

 

E sim, as médias do Alto da Boa Vista são bem consistentes, é a única que serve mesmo para ter uma ideia de como andam as anomalias comparando com um período padrão (30 anos ou mais), embora tenha algumas interrupções nos dados (quase toda estação tem, mas comparando com muitas outras convencionais com dados no BDMEP os do Alto até que são bem completos).  Também rolou uma mudança de local da estação do ADBV no início dos anos 2000, mas o impacto nas médias parece ter sido pequeno.

  • Like 2
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
11 minutos atrás, Wallace Rezende disse:

As máximas parecem ser menores (em média) na PWS mencionei (que já esteve no ar por um bom tempo, mas sumiu do início de 2019 até junho de 2020).  Por vezes um local com muitos obstáculos ao nível da rua acaba por sofrer com aquecimento por falta de ventilação na altura do abrigo (sob incidência solar, isso acontecia na antiga convencional de Santa Cruz por excesso de mato).  Só vendo a foto da estação mesmo para saber ao certo, o que provavelmente não vai rolar (área privada).  Mas pode-se fazer uma comparação entre os registros das duas a partir de agora, caso continuem online ao mesmo tempo.

 

Mas o mapa mostra que a PWS ruim que eu mencionei não é essa, lembro que ela ficava na rua João Lira (e pelo visto saiu do ar vez mesmo)

 

E sim, as médias do Alto da Boa Vista são bem consistentes, é a única que serve mesmo para ter uma ideia de como andam as anomalias comparando com um período padrão (30 anos ou mais), embora tenha algumas interrupções nos dados (quase toda estação tem, mas comparando com muitas outras convencionais com dados no BDMEP os do Alto até que são bem completos).  Também rolou uma mudança de local da estação do ADBV no início dos anos 2000, mas o impacto nas médias parece ter sido pequeno.

Infelizmente continuidade de estações no mesmo local não é um forte do Rio, sempre trocando de lugar, abrindo e fechando estação ..., fora a antiga estação oficial da cidade que ficava num terraço mal ventilado na Praça Mauá, considero um crime!!

 

Felizmente hoje temos estações mais bem instaladas e que no futuro terão uma normal climatológica completa.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 02/07/2020 em 21:43, Rodolfo Alves disse:

SÃO PAULO RESUMO JUNHO 2020

 

CONFORME JÁ ANTECIPADO PELO ALDO, JUNHO TERMINOU MUITO QUENTE NA CIDADE DE SÃO PAULO. 

 

- MIRANTE E IAG FECHARAM COM AS MAIORES MÍNIMAS MÉDIAS DA SUA HISTÓRIA PARA O MÊS DE JUNHO.

SÃO RECORDES DE 75 ANOS NO MIRANTE E 87 ANOS NO IAG. 

 

- AINDA NO IAG, OUTRO RECORDE DE CALOR FOI REGISTRADO, O DE MAIOR TEMPERATURA ABSOLUTA PARA JUNHO.

29,8ºC DE MÁXIMA NO DIA 11, SUPERANDO O ANTIGO RECORDE DE 29,3ºC (29/06/1972 e 24/06/2018).

 

- EM TERMOS DE TEMPERATURA MÉDIA (SIMPLES), TANTO MIRANTE, QUANTO O IAG, TERMINARAM COMO UM DOS 3 JUNHOS MAIS QUENTES DA HISTÓRIA.

 

MIRANTE - MAIORES MÉDIAS SIMPLES - JUNHO (1945-2020):

2002: 20,42ºC

2003: 20,00ºC

2020: 19,95ºC

 

IAG - MAIORES MÉDIAS SIMPLES - JUNHO (1933-2020):

2002: 19,56ºC

2020: 19,39ºC

2019: 19,00ºC

 

RESUMO DO MIRANTE/IAG EM JUNHO:

 

001.thumb.png.60f374b13cb10834fa63d143b7f9e15a.png

 

EM TERMOS DE PRECIPITAÇÃO, JUNHO FOI BASTANTE CHUVOSO EM SÃO PAULO, ENCERRANDO UM CICLO DE 3 MESES MUITO SECOS EM SÃO PAULO.

 

O ACUMULADO NO MIRANTE DE SANTANA FOI DE 152,4mm, O QUE CORRESPONDE O TRIPLO DA MÉDIA (50,3mm). 

 

ESTE FOI O 6º JUNHO MAIS CHUVOSO DA HISTÓRIA:

 

JUNHOS MAIS CHUVOSOS DO MIRANTE DE SANTANA (1945-2020):

2012: 233,7mm

1983: 220,7mm

2016: 206,8mm

1987: 195,9mm

1982: 161,9mm

2020: 152,4mm

 

ALÉM DISTO, JUNHO TEVE SEU RECORDE DE CHUVA 24 HORAS QUEBRADO NO MIRANTE DE SANTANA, COM 89,6mm ACUMULADOS. O ANTIGO RECORDE ERA DE 74,0mm DE 15/06/1987. 

 

ESTE TAMBÉM FOI O 33º MAIOR VOLUME DE CHUVA EM 24 HORAS JÁ REGISTRADO EM TODA A SÉRIE DO MIRANTE DE SANTANA (1945-2020).

 

VOLUMES DE CHUVAS DIÁRIOS NO MIRANTE DE SANTANA EM JUNHO:

002.png.a4423858e4e71f9fe20a3a7fcdd4be46.png

 

 

ABAIXO, SEGUE O MÊS DE JUNHO EM OUTRAS ESTAÇÕES DA CIDADE SÃO PAULO, COM DESTAQUE PARA A SEMPRE GÉLIDA MARSILAC E A SEMPRE MAIS QUENTE DA CIDADE, SÉ-CGE QUE FICA NA REGIÃO DA AVENIDA PAULISTA.

DADOS DAS ESTAÇÕES DA CETESB, FORNECIDO GENTILMENTE POR @Bruno Maon

 

003.thumb.png.bbe4661d23fd6fa15b5a7e0e50571df7.png

 

Em junho o Mirante foi mais quente que Anápolis-Simehgo nas mínimas, lá a média das mínimas foi de 15,03°C.

  • Like 1
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)

Resumo de junho de 2020 em duas estações da cidade do Rio de Janeiro e no INMET/auto de Teresópolis.

 

O mês foi mais uma porcaria no Rio de Janeiro, engrossando o caldo de junhos quentes ou muito quentes que o estado vem registrando desde 2012 (com exceção de 2016).  Também foi um dos 3 menos chuvosos do século XXI na RM do RJ, conforme comentado em outro post.  A média compensada no aeroporto Santos Dumont (23ºc) ficou 1,5ºc acima da média parcial da Marina da Glória (ao lado) entre 1973 e 1990 (creio que a média 1981/2010 seria no máximo uns 2 ou 3 décimos maior, aquela região da cidade tem urbanização consolidada há mais de 50 anos).  Foi a primeira anomalia mensal positiva de temperatura do ano (claro, tinha que ser em junho). No restante do estado o mês foi igualmente ruim.

 

Entre os dias 11 e 13, a temperatura se aproximou dos recordes absolutos juninos de calor em pontos isolados da zona norte e (principalmente) em vários pontos da zona oeste da cidade, com novos recordes de maior máxima nas automáticas do Inmet da Vila Militar, Marambaia e Seropédica (séries de até 13 a 20 anos).  Entre as zonas sul e central, apesar das médias igualmente muito elevadas para o mês, as maiores máximas passaram longe dos recordes.

 

O grande destaque foi a total ausência de massas de ar frio, mesmo fracas, tanto que a menor mínima do mês ocorreu exclusivamente por ar seco (máxima de quase 30ºc no dia da mínima absoluta na Vila Militar), e a menor máxima exclusivamente por efeito da nebulosidade + chuvisco (mínima muito acima da média neste dia).  Na Região Serrana ocorreu o mesmo, como mostram os dados de Teresópolis/auto.

 

Em Teresópolis/INMET choveu 63,8 mm, com máximo diário de 33,4 mm (14/06), e 8 dias com registro de precipitação.  A temperatura média horária foi a segunda maior já registrada em junho (desde 2007), atrás dos 16,8ºc de 2019.  Foi um dos junhos com menos chuva desde a abertura da estação, talvez o menos chuvoso, mas em 2019 o pluviômetro passou boa parte do mês entupido e o total não está disponível (nos demais anos da série, choveu entre 78 mm e 261 mm em junho).

 

 

Na Vila Militar/INMET choveu 8,4 mm, com máximo diário de 4,2 mm (15/06), e 8 dias com registro de precipitação.  Foi o menor total de chuva para o mês de junho desde a inauguração da estação, em 2007.  A temperatura média horária foi a segunda maior já registrada em junho, atrás dos 22,3ºc de 2019.  A temperatura máxima média e a máxima absoluta foram as maiores já registradas em junhoJunho foi mais quente que maio pela primeira vez desde 2013.  Mas em 2013 a diferença foi de 0,1ºc, e em 2020 de 1,1ºc...

 

 

 A média (MED) é horária nas estações do INMET, e compensada no Santos Dumont (por falta de observações horárias durante todo o dia).

 

 

Teresópolis INMET (991 m):

1644440190_Jun20KMTS.png.6dd477899010969f16db84e4e2a6fb25.png

 

Aeroporto Santos Dumont (3 m):

873602580_Jun20SDU.png.e574c4230b01683744b214e243aba19e.png

 

Vila MIlitar INMET (30 m):

695532902_Jun20KMVI.png.7f9bd530437958ae88273512527080cd.png

Edited by Wallace Rezende
  • Like 8
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
6 horas atrás, Wallace Rezende disse:

Resumo de junho de 2020 em duas estações da cidade do Rio de Janeiro e no INMET/auto de Teresópolis.

 

O mês foi mais uma porcaria no Rio de Janeiro, engrossando o caldo de junhos quentes ou muito quentes que o estado vem registrando desde 2012 (com exceção de 2016).  Também foi um dos 3 menos chuvosos do século XXI na RM do RJ, conforme comentado em outro post.  A média compensada no aeroporto Santos Dumont (23ºc) ficou 1,5ºc acima da média parcial da Marina da Glória (ao lado) entre 1973 e 1990 (creio que a média 1981/2010 seria no máximo uns 2 ou 3 décimos maior, aquela região da cidade tem urbanização consolidada há mais de 50 anos).  Foi a primeira anomalia mensal positiva de temperatura do ano (claro, tinha que ser em junho). No restante do estado o mês foi igualmente ruim.

 

Entre os dias 11 e 13, a temperatura se aproximou dos recordes absolutos juninos de calor em pontos isolados da zona norte e (principalmente) em vários pontos da zona oeste da cidade, com novos recordes de maior máxima nas automáticas do Inmet da Vila Militar, Marambaia e Seropédica (séries de até 13 a 20 anos).  Entre as zonas sul e central, apesar das médias igualmente muito elevadas para o mês, as maiores máximas passaram longe dos recordes.

 

O grande destaque foi a total ausência de massas de ar frio, mesmo fracas, tanto que a menor mínima do mês ocorreu exclusivamente por ar seco (máxima de quase 30ºc no dia da mínima absoluta na Vila Militar), e a menor máxima exclusivamente por efeito da nebulosidade + chuvisco (mínima muito acima da média neste dia).  Na Região Serrana ocorreu o mesmo, como mostram os dados de Teresópolis/auto.

 

Em Teresópolis/INMET choveu 63,8 mm, com máximo diário de 33,4 mm (14/06), e 8 dias com registro de precipitação.  A temperatura média horária foi a segunda maior já registrada em junho (desde 2007), atrás dos 16,8ºc de 2019.  Foi um dos junhos com menos chuva desde a abertura da estação, talvez o menos chuvoso, mas em 2019 o pluviômetro passou boa parte do mês entupido e o total não está disponível (nos demais anos da série, choveu entre 78 mm e 261 mm em junho).

 

 

Na Vila Militar/INMET choveu 8,4 mm, com máximo diário de 4,2 mm (15/06), e 8 dias com registro de precipitação.  Foi o menor total de chuva para o mês de junho desde a inauguração da estação, em 2007.  A temperatura média horária foi a segunda maior já registrada em junho, atrás dos 22,3ºc de 2019.  A temperatura máxima média e a máxima absoluta foram as maiores já registradas em junhoJunho foi mais quente que maio pela primeira vez desde 2013.  Mas em 2013 a diferença foi de 0,1ºc, e em 2020 de 1,1ºc...

 

 

 A média (MED) é horária nas estações do INMET, e compensada no Santos Dumont (por falta de observações horárias durante todo o dia).

 

 

Teresópolis INMET (991 m):

1644440190_Jun20KMTS.png.6dd477899010969f16db84e4e2a6fb25.png

 

Aeroporto Santos Dumont (3 m):

873602580_Jun20SDU.png.e574c4230b01683744b214e243aba19e.png

 

Vila MIlitar INMET (30 m):

695532902_Jun20KMVI.png.7f9bd530437958ae88273512527080cd.png

Incrível como junho não tem perdão, sempre se ferrando...

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)

Dados de Junho, referentes a Camaquã, Caçapava do Sul e Canela.

fonte: inmet

Destaque para as mínimas em Canela, em que "apenas" 4 delas ficaram acima do RECORDE de maior mínima em um mês de junho, que era de 16.1 foi exterminado, e virou só 18.5, o que mostra que o calor teve maior predomínio, do centro para o norte do RS.

 

Screenshot_2020-07-12-18-13-39-1.png

Edited by Misael Matos
Para acrescentar dados.
  • Like 8

Share this post


Link to post
Share on other sites

Com atraso, seguem as médias de Belo Horizonte (INMET Santo Agostinho - centro) para junho 2020. A Pampulha já deixo por conta do @Wallace Rezende (que já postou).

 

1936359614_Semttulo.png.25fd0a4287d226898fe0ba61d41ada89.png

 

Chuva: 0,8mm (garoa de infiltração marítima no dia 16).

 

Menor máxima: 19,2

Maior máxima:   29,1

Menor mínima:  12,9

Maior mínima:   18,6

 

Fez um pouco de frio no começo do mês e em alguns dias da segunda quinzena, com destaque para a máxima de 19,2C no dia 17, a primeira sub-20 e a menor do ano. Destaque para o período entre os dias 8 e 15, com mínimas altas para a época e tardes quentes.

 

Após um maio frio e dinâmico, foi um junho ruim, embora um pouco melhor em relação a SP e a região Sul. É a primeira anomalia positiva relevante do ano. Apesar de ruim, por enquanto foi mais interessante que esse julho está sendo até agora, já que ao menos tivemos algumas variações relevantes de temperatura.

  • Like 8
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Fechamento do primeiro semestre do ano em Indaial/INMET:

 

image.thumb.png.d21c4f90d8f8c8e2586dffbb6bcda574.png

obs: Anomalias para a normal 1991-2020 (finalmente a normal completa 😍)

 

Foi um outono (MAM) extremamente seco no vale do Itajaí (o mais seco desde o desértico 2006, que teve 80mm) e sem destaques nas temperaturas. O acúmulo de chuva do trimestre Março-Maio foi de apenas 123mm. 

 

Junho foi péssimo, com média de 18,0C (+1,6 na 1991-2020), mas ao menos com seus 195mm foi o mês mais chuvoso de 2020, o que aliviou a estiagem. É o segundo Junho consecutivo sem mínimas abaixo de 10C. Junhos sem mínima sub10 desde 1971 foram apenas 2005, 2019 e 2020, sendo a mínima absoluta média 6C.

  • Like 8

Share this post


Link to post
Share on other sites
7 minutos atrás, Felipe Backendorf disse:

Fechamento do primeiro semestre do ano em Indaial/INMET:

 

image.thumb.png.d21c4f90d8f8c8e2586dffbb6bcda574.png

obs: Anomalias para a normal 1991-2020 (finalmente a normal completa 😍)

 

Foi um outono (MAM) extremamente seco no vale do Itajaí (o mais seco desde o desértico 2006, que teve 80mm) e sem destaques nas temperaturas. O acúmulo de chuva do trimestre Março-Maio foi de apenas 123mm. 

 

Junho foi péssimo, com média de 18,0C (+1,6 na 1991-2020), mas ao menos com seus 195mm foi o mês mais chuvoso de 2020, o que aliviou a estiagem. É o segundo Junho consecutivo sem mínimas abaixo de 10C. Junhos sem mínima sub10 desde 1971 foram apenas 2005, 2019 e 2020, sendo a mínima absoluta média 6C.

 

Você me deu uma boa ideia. Para este ano, já usarei a normal 91-2020 da estação do INMET daqui também !

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

2020 está sendo um ano de chuva bem abaixo da média por enquanto em Buenos Aires. Abaixo o acumulado por mes e entre parenteses o desvio em relacao às médias 81-10:

Janeiro: 52,8 mm (- 61,7%)
Fevereiro: 67 mm (- 47,5%)
Marco: 157,7 mm (+ 12,8%)
Abril: 85 mm (- 28,4%)
Maio: 22,6 mm (- 75,5%)
Junho: 86 mm (+ 46%)

Primeiro semestre: 471,1 mm (- 30,2%). A média para o período é de 675,6 mm.

  • Like 5
  • Sad 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)

Junho/2020

 

Arcoverde, PE 

IMG_20200724_124558_083.jpg.81337eec4f4d1fd78267452b80a8b9ab.jpg

 

Caruaru, PE

IMG_20200724_124610_720.jpg.8d1d9a1d67c57e7c29334d206b546a48.jpg

 

Piatã, BA

IMG_20200724_124608_737.jpg.7e1d978f9dcc8b26e59d6f18468b74c1.jpg

 

Os dados são das automáticas do INMET.

Edited by CloudCb
  • Like 6
  • Thanks 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)

EXTREMOS DE TEMPERATURA 2020 01/01 A 28/07 PRIMAVERA DO LESTE MT INMET 680 m A923:

MENOR MÍNIMA 10,2 C EM 24 DE MAIO

MAIOR MÁXIMA 35,2 C EM 16 DE JANEIRO

MAIOR MÍNIMA 22,3 C EM 11,19 E 26 DE MARÇO

MENOR MÁXIMA 19,3 C EM 24 DE MAIO

MENOR MÁXIMA DIURNA 14,7 C EM 23 DE MAIO

MENOR MÉDIA DIÁRIA 13,8 C EM 24 DE MAIO

MAIOR MÉDIA DIÁRIA 27 C EM 6 DE ABRIL

Edited by Leandro Leite
  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

EXTREMOS TEMPERATURA 2020 01/01 A 29/07 PRIMAVERA DO LESTE PWS IPREMAVE5 605 m RIO SAPÉ:

MENOR MÍNIMA 5,9 C EM 27 DE MAIO

MAIOR MÁXIMA 34,9 C EM 16 DE JANEIRO

MAIOR MÍNIMA 22,3 C EM 2 DE FEVEREIRO E 28 DE MARÇO

MENOR MÁXIMA 21,3 C EM 24 DE MAIO

MENOR MÁXIMA VESPERTINA 15,6 C EM 23 DE MAIO

MENOR MÉDIA DIÁRIA 15,2 C EM 27 DE MAIO

MAIOR MÉDIA DIÁRIA 28 C EM 12 E 14 DE JANEIRO

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

O patético julho de 2020 trouxe apenas uma “boa” notícia para o Rio de Janeiro: a precipitação voltou a alcançar a média após 5 anos seguidos com chuva abaixo da média no mês.  A cidade do Rio de Janeiro registrou em média 63,7 mm de chuva neste mês de julho (média dos 33 pluviômetros do Alerta Rio), valor que ficou dentro da média 1997/2019 do Alerta Rio (62,3 mm).

 

A maior parte da chuva do mês na capital fluminense esteve associada a esta última “frente fresca”, e caiu entre o dia 30 e a madrugada do dia 31, embora tenham ocorrido chuvas moderadas de infiltração marítima em alguns pontos também entre os dias 14 e 15 (outra frente bloqueada), e chuva mais isolada (com volumes médios muito baixos) logo no início do mês (dias 3 e 4).  Fora esses dias, o tempo firme (sol entre nuvens) predominou.

 

Como é tradicional nesta época do ano (quando predominam as chuvas frontais e pós-frontais orográficas), bairros mais favorecidos pelo relevo receberam volumes de chuva muito maiores que as terras baixas no interior das zonas norte e oeste.  Das 33 estações da rede Alerta Rio, o maior volume de 07/2020 foi registrado na Rocinha (ZS), com 202,6 mm, e o menor na Penha (ZN), com 13,2 mm.  6 das 33 estações pluviométricas (~18%) superaram os 100 mm, e 4 estações (~12%) fecharam julho com menos de 20 mm.

 

Em Niterói, os volumes mensais alcançaram os 35 mm no Inmet/Barreto e quase 50 mm no Cemaden mais perto de casa (Praia João Caetano/Ingá), também próximos da média estimada do mês, porém a chuva se distribuiu melhor entre os 3 eventos do mês (sem a prevalência deste último evento, ao contrário do que ocorreu na capital, e especialmente no centro/sul da cidade).

 

Abaixo, as médias municipais de julho da rede Alerta Rio (apenas pluviômetros localizados na capital do estado, eram 30 nos primeiros anos e são 33 desde 2011) desde 1997:

 

 

J.png.75edea901a594faed625ff8801ed6bb5.png

 

Edited by Wallace Rezende
  • Like 6
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Apresento-lhes o terrível Julho-2020 em Juiz de Fora (INMET):

 

image.png.7325140f78db22283f131a8e2edbd852.png

 

 

Notas:

 

- Foi o sexto Julho mais quente da série 1973-2020;

- Foi o Julho mais seco desde 2008;

- Julho-2020 faz história ao se tornar aquele com a MAIOR MÍNIMA ABSOLUTA DA SÉRIE. Sua menor mínima foi de 12,3C (a mais alta até então era de 11,9C em Jul-1978)

 

- Resumo diário na tabela abaixo. IRC, QUE NOJO !

 

image.png.9679f8c6350e66d017d06b2c8cbd16d9.png

  • Like 6
  • Sad 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Renan disse:

Apresento-lhes o terrível Julho-2020 em Juiz de Fora (INMET):

 

image.png.7325140f78db22283f131a8e2edbd852.png

 

Esse seria um julho muito bom aqui, hehe. Julho/2017 teve médias muito parecidas com esse julho atual em JF nos bairros mais baixos de Belo Horizonte, com a diferença que teve mais dinâmica (tivemos aquela grande MP no começo do mês trazendo mínimas de 9 a 5ºC pela cidade). Mas parece que essa estação do inmet não representa muito bem a cidade...

 

Falando das médias daqui, foi um mês com anomalia positiva expressiva e dinâmica muito fraca:

 

1507813796_Semttulo.png.e00b3bfbf2be9af8941203a3dd0d17c6.png

 

Os únicos "acontecimentos", por assim dizer, foram devido a atuação de ventos marítimos fracos, que eram a sobra das MPs que passavam pelo sul, que traziam nuvens e queda suave da temperatura. Nenhuma massa de ar polar chegou por aqui de fato.

 

O mês teve mínimas absolutas muito altas: 11,0 (Cercadinho), 12,2 (Pampulha) e 13,9 (Santo Agostinho), embora nenhum ponto da cidade tenha atingido os 30ºC (os bairros serranos sequer chegaram aos 27C).

 

Choveu aproximadamente 5mm, em pancada inesperada no meio do mês.

 

  • Like 7
  • Thanks 1
  • Sad 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mais um chegando aqui pra engrossar as fileiras da choradeira desse julho terrível. Achei que ia dizer aqui que foi o pior julho da história mas por increible que pareça e por poucos décimos, achei um julho de 2009 que superou esse julho horroroso de 2020, então julho 2020 fica com o 2° lugar dos piores julhos com média simples de 18,91° atrás de julho de 2009 com 18,95° (detalhe que eu não lembro mais o que aconteceu em 2009 pra ser tão ruim hahaha)

 

Vamos aos dados, INMET Ouro Branco:

  • Média das mínimas: 13,54° horrorosamente 1,7° acima da média
  • Média das máximas: 24,28° aqui nesse caso apenas 0,3° acima da média
  • Média simples: 18,91° no fim das contas 1° acima da média

 

Percebe-se que o desastre do mês ficou por conta das mínimas que ficaram muuuuito altas, não caiu de 11° em pleno auge do inverno

  • Mínima: 11° no dia 17
  • Máxima: 27,9° no dia 14
  • Menor máxima: 18,3° no derradeiro dia 31
  • Maior mínima: 15,9° no dia 15

 

Enquanto na região de BH ainda passou uma chuvinha considerável que bateu a mísera meta de pluviosidade do mês, por aqui em Lafaiete tivemos no máximo uns chuviscos e 1mm acumulado no mês no CEMADEN, mas isso não chega a ser nenhum destaque, afinal chuva é coisa que não esperamos por aqui essa época

 

Não quero mais falar de julho, vou deprimir, tchau pra vcs

  • Like 5
  • Thanks 1
  • Sad 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Julho 2020 em Natal

  • Média máxima: 28,7 (+0,4)
  • Média mínima: 22,0 (-0,1)
  • Média horária: 24,9
  • Máxima absoluta: 30,5
  • Mínima absoluta: 20,4

Chuva:

  • INMET: 239 mm (99% da média de 81-2010)
  • Os pluviômetros do CEMADEN na cidade variaram de 255,5 mm no bairro de Neópolis (Zona Sul) a 164 mm no bairro de Nossa Senhora da Apresentação (Zona Norte).

 

Edited by Alexandre M
  • Like 6

Share this post


Link to post
Share on other sites

Primeiros 7 meses do ano na estação de Santos - Ponta da Praia/CETESB:

 

image.png.a25b7bda836dbc4511d3e9e3b2c8eaa6.png

 

Os cinco primeiros meses do ano estavam bem comportados e até mesmo abaixo da média por aqui, mas junho e julho foram um desastre total. Ambos terminaram com anomalia de a +1 - 1,5 grau tanto nas mínimas quanto nas máximas. Esperamos que agosto seja ao menos dentro da média.

  • Like 6

Share this post


Link to post
Share on other sites

Julho 2020 nas cidades do RN

image.png.1780093f543187d68cb914c7d90b2169.png

 

OBS 1: As estações de Ipanguaçu, Caicó e Macau não funcionaram durante a madrugada na maioria dos dias, afetando as mínimas.

OBS 2: A estação de Galinhos não registrou dados nos dias 2, 3, 28, 30 e 31.

Edited by Alexandre M
  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites

Junho e julho de 2020 em Paulistana - PI

 

Screenshot_114.png.1aa3b6eaa9148b3c90ca3f552ca2bbc5.png

Junho:

Média de máximas: 31,1ºC (-1,1)*

Média de mínimas: 21,2ºC (-0,8)*

Média 24h: 25,4ºC (-1,3)*

 

Marcas importantes:

  • Foi o junho mais frio (média 24h) desde a instalação da automática (set/2007).
  • Considerando a média ponderada calculada por meio da automática (que deu 25,4ºC), esse foi o junho mais frio desde 2006.
  • Também foi a primeira vez desde 2006 que junho foi o mês mais frio do ano. Só um milagre faria este agosto ser mais frio que junho. O mês mais frio do ano quase sempre é julho.

 

Julho:

Média de máximas: 31,7ºC (0,0)*

Média de mínimas: 20,4ºC (-0,8)*

Média 24h: 25,6ºC (-0,5)*

 

Marcas importantes:

  • Foi a menor média mínima registrada no mês desde 2008, por 0,03ºC não igualou a média de mínimas daquele julho.
  • Considerando os dados da convencional (no período em que não havia automática) esse foi o segundo julho com menor média de mínimas do século.

 

*Média da automática entre 2008 e 2019.

Edited by Tstorm
  • Like 9

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Alexandre M disse:

Julho 2020 em Natal

  • Média máxima: 28,7 (+0,4)
  • Média mínima: 22,0 (-0,1)
  • Média horária: 24,9
  • Máxima absoluta: 30,5
  • Mínima absoluta: 20,4

Chuva:

  • INMET: 239 mm (99% da média de 81-2010)
  • Os pluviômetros do CEMADEN na cidade variaram de 255,5 mm no bairro de Neópolis (Zona Sul) a 164 mm no bairro de Nossa Senhora da Apresentação (Zona Norte).

 

Por curiosidade eu também calculei quanto choveu em cada período do dia:

 

Manhã (6h às 12h)    24,6%
Tarde (12h às 18h)       23,3%
Noite (18h às 00h)    19,8%
Madrugada (00h às 6h)    32,2%
  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites

São Sebastião do Paraíso - Julho de 2020

 

image.png.f3d9175384a713703ec19b37fac2ffed.png

Média em relação a 1981-2010.

 

Média máxima: 27,4°C (+1,6)

Média horária: 18,4°C (+1,0)

Média mínima: 11,3°C (+0,6)

 

Máxima absoluta: 30,2°C 29/07

Mínima absoluta: 5,6°C  03/07

Maior mínima: 15,5°C  11/07

Menor máxima: 22,8°C 01/07

 

Precipitação: 0 mm (-19,8 mm)

Dias com mais de 1 mm: 0 dias (-2 dia)

 

O mês de julho foi bem acima da média aqui. Mas ainda sim teve uma média melhor que junho. Além do mais ainda tivemos uma MP no inicio do mês e outra bem fraca no fim do mês. Bem longe do ideal, mas longe também do desastre que foi o julho em Minas Gerais e outras partes do Sudeste. Junho/Julho bem acima da média esse ano, espero que em 2021 venha a recompensa com juros e correções.

  • Like 12

Share this post


Link to post
Share on other sites

Julho de 2020 em Porto Alegre foi um mês “OK” pela temperatura média, mas isto esconde detalhes interessantes como o forte veranico de uma semana e o predomínio de frio (ainda que sem qualquer evento de destaque histórico) no restante do mês.  Comparado com a tragédia grega que o mês foi mais para cima, eles não podem reclamar.  Julho de 2019 foi pouco menos de um décimo mais frio que julho de 2020 na capital gaúcha pelos dados da automática, com 13,7297ºc (2020) x 13,64919ºc (2019), seguindo o horário UTC na média das 744 horas.

 

A temperatura máxima de 07/2020 na automática de Porto Alegre foi de 30,7ºc no dia 19, e a mínima de 2,7ºc nos dias 15 e 30.  Um destaque do mês foi o grande volume de chuva, com 262 mm (incluindo 106,2 mm em 24 horas, até a manhã do dia 08).

 

Fiz um compilado das médias horárias de julho no Inmet/auto de Porto Alegre desde 2002 para dar uma perspectiva (em 2001 utilizei dados do aero junto com a automática para estimar a média, pois não há dados de temperatura da convencional no BDMEP e os dados da automática estão cheios de buracos, e em 2000 a média é da convencional, pois não havia automática ainda).  No restante do período (2002/2020) os dados são quase todos da automática, com eventuais correções feitas com dados da convencional (que fica ao lado) só nos dias com observações horárias incompletas (caso de julho de 2017, durante a MP tiro-curto, quando a automática resolveu dar pane nas madrugadas).

 

Reparem que julho de 2009 foi o mais frio desde 2000 na capital gaúcha, mesmo mês que foi horrível em MG (como mostram os dados do Enio de Ouro Branco, e também os dados de Belo horizonte/Pampulha que postarei adiante).  Certamente foi um padrão de frio fortemente bloqueado até o RS, com pré-frontal direcionado sobre DF/GO/MG (no RJ 07/2009 foi muito chato mas inofensivo, bem menos pior que 2020, 2018, 2015..).

 

Médias horárias julho (Porto Alegre/auto):

 

HH.png.a2139bde3108ea5ce7a9f383cd05c240.png

 

* Compensada conv

  • Like 10

Share this post


Link to post
Share on other sites

Julho nas 3 PWS:

image.thumb.png.e2d004cce8aa38cf1bc4df3380bb17c3.png

Médias 24h: 12,6..............15,8.................14,5          

 

Indaial/INMET (UTC):

image.thumb.png.a266b27700bd0ecfdb02e3af3e19d065.png

Média 24h: 15,7 (-0,0 em relação à 1991/2020)

 

Julho foi marcado pela grande quantidade de máximas amenas, o que o tornou o Julho com menor média máxima desde 2011. A chuva acumulou 98mm, pouco abaixo da média normal de 124mm. Apesar de ter sido na média foi o Julho mais frio desde 2013 no INMET. Anomalias dos ultimos Julhos:

 

2013 -0,8
2014 0,9
2015 1,5
2016 0,2
2017 1,0
2018 1,4
2019 0,0
2020 0,0

 

Julho de 2020 (na verdade 2020 como um todo) não teve nenhum evento significativo de frio invernal em Santa Catarina até o momento, o que é bem mostrado por essas mínimas absolutas pífias.

  • Like 9

Share this post


Link to post
Share on other sites

Minha primeira tabelinha, pessoal. Talvez depois eu poste o restante.

 

Untitled.thumb.png.d59f7bd8bf3c320a7b51773b8553f417.png

 

 

 

Edited by Samihr Hermes
  • Like 10
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Asi cerro julio en la estacion Melilla de Montevideo:

 

Julio
1             10.9        7.6
2             10.2        7.1
3             13.4        3.6
4             15.9        6.7
5             13.2        3.7
6             11.8        0.4
7             10,6        1.4
8             10.9        2.9
9             12.4        2.7
10           13.2        6
11           13.4        0.7
12           10.7        3.4
13           10.2        6.4
14           10.4       -1.1
15           15.8       -2.2
16           14.2        4.7
17           16.8        4.7
18           21.8       14.2
19           26.3       12.7
20           24.1       14
21           18.9       12.3
22           18.6       12.7
23           14.2       10.9
24           10.9        4.7
25           10.6        2.7
26           16.3        3.8
27           15.8        6.2
28             9.8        1.2
29           13.7       -1.8
30           15.5       -1
31           16.3        5.8

Promedio temperatura maxima 14.4°C

Promedio temperatura minima     5°C

Promedio mensual: 9.7°C

 

 

  • Like 16

Share this post


Link to post
Share on other sites

Julho de 2020 registrou temperatura acima da média em Belo Horizonte (como já mostrou o resumo do LeoP), enquanto em Brasília as temperaturas ficaram entre dentro e ligeiramente acima da média de 30 anos só.  Foi o quinto julho mais quente desde 2007 na estação automática da Pampulha (praticamente empatado com o terceiro e o quarto), enquanto a automática de Brasília já registrou 10 julhos mais quentes que esse desde 2000 (sendo 8 deles desde 2007).

 

Não houve registro de chuva em Brasília, enquanto na Pampulha/BH choveu bem fraco entre os dias 02 e 03, acumulando 2,4 mm.  Não chover ou chover muito pouco é o esperado para as duas cidades em julho, e foi o que aconteceu este ano.

 

Na estação da Pampulha (BH), a maior temperatura registrada em julho de 2020 foi de 29,6ºc no dia 29, e a menor de 12,2ºc no dia 13.  A precipitação acumulada no mês foi de 2,4 mm.

 

 

A automática de Brasília registrou sua maior temperatura do mês no dia 03, com 27,2ºc (curiosidade: mesmo dia e valor da maior máxima de junho), e a menor no dia 14, com 11ºc.  Não houve registro de precipitação (0 mm).

 

 

Abaixo as médias horárias de julho nas duas estações em questão, desde a inauguração das respectivas estações (julho de 2017 foi o mais fresco nas duas cidades, com ajuda da “baleia marítima”, enquanto 2009 registrou grande desvio positivo nas duas cidades, mas foi líder isolado em BH, e ficou no mesmo patamar de ruindade de 2002, 2007 e 2016 em Brasília, perdendo por muito pouco para 2016 na capital federal).

 

Belo Horizonte/Pampulha auto:

BH.png.5a3db0b6c1cc6ea8d079b520dce396b5.png

 

 

Brasília/auto (setor sudoeste):

BRB.png.ec1805c530c85ed2f4476967e885edff.png

  • Like 12

Share this post


Link to post
Share on other sites

Asi cerro julio en la estacion Melilla de Montevideo:

 

Julio
1             10.9        7.6
2             10.2        7.1
3             13.4        3.6
4             15.9        6.7
5             13.2        3.7
6             11.8        0.4
7             10,6        1.4
8             10.9        2.9
9             12.4        2.7
10           13.2        6
11           13.4        0.7
12           10.7        3.4
13           10.2        6.4
14           10.4       -1.1
15           15.8       -2.2
16           14.2        4.7
17           16.8        4.7
18           21.8       14.2
19           26.3       12.7
20           24.1       14
21           18.9       12.3
22           18.6       12.7
23           14.2       10.9
24           10.9        4.7
25           10.6        2.7
26           16.3        3.8
27           15.8        6.2
28             9.8        1.2
29           13.7       -1.8
30           15.5       -1
31           16.3        5.8

Promedio temperatura maxima 14.4°C

Promedio temperatura minima     5°C

Promedio mensual: 9.7°C

 

Maxima absoluta: 26,3°C

Minima absoluta: -2.2

Dias con minimas bajo 0°c: 4

Dias con maximas sub10: 1

Dias on maximas sobre20: 3

 

Para comparar la estacion Carrasco en julio posee en el periodo 1961-1990 :

Un promedio de temperatura maxima de 15°C

Un promedio de temperatura minima de 6,8°C

Un promedio de temperatura de 10,7°C .

 

Si bien no son las mismas estaciones, solo como referencia, se podria decir de que julio se desarrollo con una anomalia de temperaturas negativa "a grosso modo" de -1°C.

No seria una anomalia negativa muy elevada ni del tipo historico.

 

 

 

 

Edited by Pablo MQL
  • Like 6
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
23 hours ago, Pablo MQL said:

Asi cerro julio en la estacion Melilla de Montevideo:

 

Julio
1             10.9        7.6
2             10.2        7.1
3             13.4        3.6
4             15.9        6.7
5             13.2        3.7
6             11.8        0.4
7             10,6        1.4
8             10.9        2.9
9             12.4        2.7
10           13.2        6
11           13.4        0.7
12           10.7        3.4
13           10.2        6.4
14           10.4       -1.1
15           15.8       -2.2
16           14.2        4.7
17           16.8        4.7
18           21.8       14.2
19           26.3       12.7
20           24.1       14
21           18.9       12.3
22           18.6       12.7
23           14.2       10.9
24           10.9        4.7
25           10.6        2.7
26           16.3        3.8
27           15.8        6.2
28             9.8        1.2
29           13.7       -1.8
30           15.5       -1
31           16.3        5.8

Promedio temperatura maxima 14.4°C

Promedio temperatura minima     5°C

Promedio mensual: 9.7°C

 

 

 

Completo:

 

Maxima absoluta: 26,3°C

Minima absoluta: -2.2

Dias con minimas bajo 0°c: 4

Dias con maximas sub10: 1

Dias con maximas sobre20: 3

 

 

Edited by Pablo MQL
  • Like 7

Share this post


Link to post
Share on other sites

O ultimo mês aqui em casa e nas estações próximas:

JUL-20.thumb.jpg.3d06abcf51d321430a1a430ac40ab0ba.jpg

 

Como o colega Wallace disse ali em cima, em BSB não foi o pior julho dos últimos tempos e isso deve se aplicar aqui também, só foi um pouco decepcionante mesmo. A automática de Silvânia registrou diversos dias acima de 30°C no pavoroso JUL/2016 e pelo menos esse mês a mesma não bateu essa marca (na verdade desde abril não se bate 30°C nessa estação).

O dia 19 registrou a menor máxima em todas as estações dessa tabela, ao mesmo tempo em que o sul "fervia" em seu veranico. A maior mínima em quase todas as estações foi registrada no dia 29 enquanto o sul voltava a receber uma frente fria. Já foi muito comentado sobre a relação contrária em determinadas situações climáticas no Sul/Sudeste e talvez o mesmo se aplique aqui. 

No dia 1 a estação do SIMEHGO registrou uma mínima quase 5°C maior que a da minha casa aqui em Anápolis, foi uma coisa que me chamou os olhos e não sei o pq disso, será que foi erro ou algo tipo nuvens baixas, nevoeiro etc? Além disso é notório o quanto a estação do SIMEHGO registra mínimas menores que a do INMET em GYN.

 

Agosto chegou e é o mês da transição entre o inverno e o inferno climático daqui, vamos ver se daqui um mês vai ser perceptível o aumento gradual das temperaturas no gradiente da tabela pois esses primeiros dias serão dentro/levemente abaixo da média. 

  • Like 7

Share this post


Link to post
Share on other sites
15 horas atrás, Samihr Hermes disse:

Minha primeira tabelinha, pessoal. Talvez depois eu poste o restante.

 

Untitled.thumb.png.d59f7bd8bf3c320a7b51773b8553f417.png

 

 

 

As máximas baixíssimas para a latitude nos pontos mais altos do nordeste me encantam 

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hour ago, Alexandre Pereira said:

As máximas baixíssimas para a latitude nos pontos mais altos do nordeste me encantam 

 

É sim. Essa latitude combinada com a altura faz com que os dias tenham constantemente temperaturas agradáveis nessa época.

 

Eu tenho olhado umas estações em Goiás também, particularmente estava olhando essa PWS em Anápolis https://www.wunderground.com/dashboard/pws/IANPOL7

 

Você poderia compartilhar onde eu posso ver esses dados do SIMEHGO? Valeu!

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eis aí, galera, o resumo de Julho em algumas estações aqui da metade Sul do RS

-- Alguns destaques:

   A média mínima de S. do Livramento( 5.54°) foi menor que em Vacaria ( 5.59°), além de quase igual média máxima

( Vac. 16.4°x16.8° Liv.).

   As 2 mínimas seguidas em 19.7° em Caçapava do Sul foram as maiores da década para julho nesta cidade.

 

Screenshot_2020-08-02-18-24-39-1.png

Edited by Misael Matos
  • Like 8
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 horas atrás, Samihr Hermes disse:

 

É sim. Essa latitude combinada com a altura faz com que os dias tenham constantemente temperaturas agradáveis nessa época.

 

Eu tenho olhado umas estações em Goiás também, particularmente estava olhando essa PWS em Anápolis https://www.wunderground.com/dashboard/pws/IANPOL7

 

Você poderia compartilhar onde eu posso ver esses dados do SIMEHGO? Valeu!

 

Essa PWS me intriga, claro fica numa baita baixada mas tipo sempre as mínimas são bem baixas e estão coladas no Ponto de Orvalho, eu pensava que só poderia ser defeito mas esses dias colocaram no thread de monitoramento uma PWS na zona rural do DF +/- na mesma altitude com valores menores ainda, então agora to menos desconfiado e mais animado que mesmo sem MPs lá está registrando excelentes valores. Eu deveria ir um dia no amanhecer lá fazer uma medição com meu termômetro, mas quem diz que a preguiça deixa kkkkk

Sobre o SIMEHGO, é um site tão defasado que nem sei como ver os registros mais antigos que dois meses, entro por esse link: http://www.simehgo.sectec.go.gov.br/cgi-bin/rede_obs/consulta_dados3.pl

 

Edit: Eu usei a estação Goiânia 2 na tabela ali em cima, pois ela fica em baixada; tem outras na capital e região metropolitana.

Edited by Alexandre Pereira
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

SÃO PAULO JULHO 2020

 

011.thumb.png.c50462c7342723ae6b1c5183e1623a89.png

 

NO MIRANTE DE SANTANA, JULHO 2020 FECHOU COMO O 4º MAIS QUENTE JÁ REGISTRADO (1945-2020)

 

1121504567_MIRANTE02.png.07c62dc53a1c23807d83c2cda2bbcd7d.png

 

NO IAG, JULHO 2020 FECHOU COMO O 3º MAIS QUENTE DESDE 1933.

 

IAG02.png.5ced2f5dcc3b2df9c31f5f3d2b7e6488.png

 

UM FATO INTERESSANTE, SE JUNTARMOS O BIMESTRE JJ, SÃO PAULO TEVE A MAIOR MÉDIA DA SUA HISTÓRIA, TANTO NO MIRANTE DE SANTANA, QUANTO NO IAG.

 

MIRANTE

703534235_MIRANTE01.png.0c721fdde5140dcb8aef795f51b44df6.png

 

IAG

IAG01.png.d5b0e81a386bbc05e417288ee31cdd60.png

 

MIRANTE DE SANTANA FECHOU COM 12,6mm EM JULHO, O QUE REPRESENTA 26,4% DA MÉDIA PARA O MÊS.

 

001.png.608fd671f141e4cdb0336ea07ca4f4c0.png

 

  • Like 8
  • Thanks 1
  • Sad 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Para o pessoal da média compensada, os valores deste julho foram os seguintes para a cidade de São Paulo:

Mirante: 18,44°C

Interlagos: 17,33°C

IAG: 17,31°C

 

A média compensada para julho no Mirante, na normal "extra-oficial" 1991-2020, é 17,2°C.

 

Os maiores valores de média compensada já registrados num mês de julho no Mirante são:

19,00°C (1977)

18,67°C (2018)

18,57°C (1995)

18,52°C (1987)

18,44°C (2020)

18,36°C (2010)

18,21°C (1997)

18,10°C (2006)

 

Edited by Aldo Santos
  • Like 6
  • Sad 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mês de Julho - Topo da Serra RS/SC:

 

1632731299_SerraJulho.thumb.JPG.39bf4896f415e14aa1fcf04af885c883.JPG

 

Não é possível uma boa comparação de médias entre as estações já que faltam bastante dados devido a passagem do ciclone. Além disso, a diferença pequena entre as estações dificulta ainda mais. Um simples valor altera completamente uma maior comparação. No entanto, algumas observações são possíveis:

 

> É o mês do -10°C na Vista Alegre que outra vez teve média mínima bem baixa. Faltam dados mas seguramente é a média mínima tão baixa.

 

> Não fez calor em praticamente nenhuma estação. O máximo valor foi em Painel/Fazenda Velha que é uma estação mais baixa e continentalizada, com 24,6°C.

 

> Cruzeiro/1436 m teve apenas uma máxima acima de 20°C. Rio do Rastro, INMET/São Joaquim e Mundo novo tiveram duas. Quanto ao Mundo Novo, tem a menor média máxima. Infelizmente faltaram dados do Cruzeiro para uma comparação melhor, mas dificilmente conseguiria média menor.

 

> Na média final é uma briga feia entre Urupema e Vista Alegre. Não dá para saber qual seria mais fria.

  • Like 5
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
12 horas atrás, Pablo MQL disse:

Asi cerro julio en la estacion Melilla de Montevideo:

 

Julio
1             10.9        7.6
2             10.2        7.1
3             13.4        3.6
4             15.9        6.7
5             13.2        3.7
6             11.8        0.4
7             10,6        1.4
8             10.9        2.9
9             12.4        2.7
10           13.2        6
11           13.4        0.7
12           10.7        3.4
13           10.2        6.4
14           10.4       -1.1
15           15.8       -2.2
16           14.2        4.7
17           16.8        4.7
18           21.8       14.2
19           26.3       12.7
20           24.1       14
21           18.9       12.3
22           18.6       12.7
23           14.2       10.9
24           10.9        4.7
25           10.6        2.7
26           16.3        3.8
27           15.8        6.2
28             9.8        1.2
29           13.7       -1.8
30           15.5       -1
31           16.3        5.8

Promedio temperatura maxima 14.4°C

Promedio temperatura minima     5°C

Promedio mensual: 9.7°C

 

Maxima absoluta: 26,3°C

Minima absoluta: -2.2

Dias con minimas bajo 0°c: 4

Dias con maximas sub10: 1

Dias on maximas sobre20: 3

 

Para comparar la estacion Carrasco en julio posee en el periodo 1961-1990 :

Un promedio de temperatura maxima de 15°C

Un promedio de temperatura minima de 6,8°C

Un promedio de temperatura de 10,7°C .

 

Si bien no son las mismas estaciones, solo como referencia, se podria decir de que julio se desarrollo con una anomalia de temperaturas negativa "a grosso modo" de -1°C.

No seria una anomalia negativa muy elevada ni del tipo historico.

 

 

Carrasco teve médias quase iguais, mas é menos extremada que Melilla por ficar mais perto da agua (a menor mínima foi de 0,3ºc positivos - 0ºc arredondando -, e as máximas em média são um pouco menores também).  A média horária foi de 9,8ºc, e a simples de 9,9ºc.

SUMU.png.89ae26de6f63a598a5051f70f06d8058.png

 

Na região mais adensada, acompanho uma PWS urbana que é um meio-termo entre a estação climatológica do Prado (parque urbano) e região das ramblas (área de mínimas mais altas, especialmente no inverno, e máximas mais baixas com vento do mar).  Um dado interessante sobre esta PWS (Uruguay Link) é que os dados pluviométricos estão praticamente completos desde janeiro (a estação Melilla/Nimbus esteve com o pluviômetro entupido durante boa parte do mês de junho, o mais chuvoso do ano até agora na capital Uruguaia, e o total anual apresentado na página deles, de 378,4 mm, está muito abaixo da realidade).  Apenas nos dias 23 e 24 de julho a PWS ficou sem dados de chuva, mas por sorte existe outra PWS muito próxima que registra valores sempre parecidos, e pude pegar os dados de chuva de lá (Malvin) para estes dois dias.

 

Dados da julho/2020 nesta PWS urbana:

 

Média das máximas: 13,9ºc

Média das mínimas: 7,7ºc

Média de todas as observações: 10,5ºc

Maior máxima: 24,2ºc (20)

Menor máxima: 9,8ºc (07)

Maior mínima: 15,9ºc (20)

Menor mínima: 3,3ºc (30)

Maior média diária: 19,9ºc (20)

Menor média diária: 7,6ºc (14)

Precipitação total: 28,6 mm (mês com menor volume de chuva em 2020 até agora)

Precipitação diária máxima: 14 mm (23)

 

As médias, a menor máxima e a menor mínima foram as mais baixas de 2020, uma vez que junho foi de temperatura um pouco acima da média (11,9ºc Carrasco e 12,4ºc PWS em 06/2020).

 

Claro que não é uma estação padronizada, mas representa o que sentem os moradores das áreas mais adensadas da cidade, não muito diferente da PWS na Auxiliadora, em Porto Alegre (e as máximas mostram que não há superaquecimento apreciável, ou seja, os dados são confiáveis dentro das limitações de uma estação não padronizada).

 

Estatísticas de precipitação em 2020:

 

Janeiro: 32,8 mm

Fevereiro: 51,8 mm

Março: 79 mm

Abril: 110,3 mm

Maio: 53,1 mm

Junho: 205,7 mm (maior precipitação diária 58,4 mm em 22/06)

Julho: 28,6 mm*

Parcial do ano: 561,3 mm

 

*Interessante também este contraste: o mês menos chuvoso do ano na capital uruguaia foi o mais chuvoso em Porto Alegre, possivelmente causado pelo fato de Porto Alegre ter ficado mais tempo perto do limite do bloqueio atmosférico que impediu o avanço dos pulsos de ar frio para o norte e desacelerou o deslocamento das chuvas frontais na "altura" de POA.

 

Voltando a falar de junho de 2020, foi um mês bem chuvoso em parte do Uruguai, e até o mais chuvoso em 40 anos em alguns pontos segundo o boletim Inumet (um dos raros casos em que eles divulgam dados):

 

junio.png.2f52cdb15750ec9600cd39558b8474fc.png

 

 

Edited by Wallace Rezende
  • Like 6

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 horas atrás, Aldo Santos disse:

Para o pessoal da média compensada, os valores deste julho foram os seguintes para a cidade de São Paulo:

Mirante: 18,44°C

Interlagos: 17,33°C

IAG: 17,31°C

 

A média compensada para julho no Mirante, na normal "extra-oficial" 1991-2020, é 17,2°C.

 

Os maiores valores de média compensada já registrados num mês de julho no Mirante são:

19,00°C (1977)

18,67°C (2018)

18,57°C (1995)

18,52°C (1987)

18,44°C (2020)

18,36°C (2010)

18,21°C (1997)

18,10°C (2006)

 

Digníssimo Aldo, você tem as médias compensadas de Janeiro até Junho , das nossas 3 estações oficiais?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Resumo do ano das estações de Teutônia, Westfália e Poço das Antas:

INMET

INMET.thumb.jpeg.4742d370fe32e79fd4c246b127de6d0d.jpeg

 

LANGUIRU

Languiru.thumb.jpeg.93798f34aa8e46fe5305adc261b61ebb.jpeg

 

LINHA WELP

Welp.thumb.jpeg.43a99eae6e61beb6829e274753cc02d1.jpeg

 

LINHA CATARINA

Catarina.thumb.jpeg.b814776157aea297a2935c56a90e4c8f.jpeg

 

BOA VISTA

774777778_BoaVista.thumb.jpeg.840079a11c8f6d3fef7155adf197a6ab.jpeg

 

LAGOA DA HARMONIA

Lagoa.thumb.jpeg.b6f3b7123f9bb89ad6aea9be7301580a.jpeg

 

MORRO DAS ANTENAS

Antenas.thumb.jpeg.6d0dd7ed74a22dddb353f9e62824e082.jpeg

 

POÇO DAS ANTAS

1382814796_Poo.thumb.jpeg.2f7e8fa67e8eb663410be5aac54cfd6f.jpeg

 

WESTFÁLIA

886701399_Westflia.thumb.jpeg.529a6e745bf3076943f39d85fe9f92f2.jpeg

 

COMPARATIVO DAS ESTAÇÕES EM JULHO

1326463986_WhatsAppImage2020-08-03at07_58_51.thumb.jpeg.1dc0e84017d50b7fc668bd6e83dc2032.jpeg

  • Like 8

Share this post


Link to post
Share on other sites

Julho 2020 fechou exatamente na média histórica em Florianópolis. Tivemos a famosa bomba de médias neste mês, com as anomalias ficando em +0,2/+0,2° no Inmet São José, baseado na normal 1991-2020. Assim foi julho nas estações de Florianópolis (HBR):

image.thumb.png.abea7d5eec78887b50a22e75f2857ac5.png

  • Like 4
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
15 horas atrás, Juzinho disse:

Digníssimo Aldo, você tem as médias compensadas de Janeiro até Junho , das nossas 3 estações oficiais?

 

Infelizmente não.

Só tenho do Mirante.

Do IAG e Interlagos só tenho a partir de maio, quando comecei a calcular.

 

Médias compensadas no Mirante em 2020, entre parênteses as anomalias em relação à 1991-2020:

Jan: 23,2°C (+0,1°)

Fev: 22,8°C (-0,6°)

Mar: 21,7°C (-0,8°)

Abr: 20,2°C (-0,9°)

Mai: 17,8°C (-0,6°)

Jun: 19,3°C (+1,8°)

Jul: 18,4°C (+1,2°)

 

Interlagos

Mai: 16,9°C

Jun: 18,4°C

Jul: 17,3°C

 

IAG (Anomalias em relação à média 1991-2017)

Mai: 16,8°C (-0,8°)

Jun: 18,2°C (+1,7°)

Jul: 17,3°C (+1,2°)

 

Edited by Aldo Santos
  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites

Com a estação Sesc Inmet , SP volta a ter uma estação oficial do Inmet que provavelmente terá média anual abaixo dos 20 graus. Já que a média compensada do SESC geralmente fica 1 grau abaixo do Mirante.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
14 minutos atrás, Juzinho disse:

Com a estação Sesc Inmet , SP volta a ter uma estação oficial do Inmet que provavelmente terá média anual abaixo dos 20 graus. Já que a média compensada do SESC geralmente fica 1 grau abaixo do Mirante.

 

 

A propósito, a estação do IAG tem média compensada anual de 19,5°C na 1991-2017.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.