Jump to content
Brasil Abaixo de Zero
Aldo Santos

Monitoramento e Previsão - Brasil/América do Sul - Novembro/2019

Topic will be automatically locked at 02:00 AM

Recommended Posts

Agora, Lucas Venturini disse:

Você mora em uma cidade quente, já está acostumado com o calor. Assim como muita gente que mora em Cuiabá não achar nada demais lá.

De fato.

Fazer calor é até normal, mas é chato para nós temperaturas perto ou acima dos 30 dias a fio, principalmente quando isso começou em outubro, e não em dezembro, como de costume

  • Like 1
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

O tempo mudou rapidamente depois das 12h30.

Já ocorreram pancadas de chuva isoladas e até trovoadas. O problema é q faltou organização nas formações e localmente não choveu forte.

Agora há algumas CBs no lado sul. Por lá a chuva está mais organizada.1572807256873.thumb.jpg.559acf5dd17fac5d6b47b9785b5931c6.jpg

  • Like 6

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 01/11/2019 em 14:59, Renan disse:

Novembro começa com CHUVA FORTE E TROVOADAS em Juiz de Fora, ou seja, o mês começa prometendo ser mais um Novembro que não decepciona no quesito chuvas (nunca tivemos um mês com menos de 100mm em Novembro, todos eles sempre foram acima disso). Não raro pode chegar a 250mm / 350mm, sendo então um dos períodos mais chuvosos na região. E começamos muito bem, com uma boa pancada de chuva que já acumulou 16mm na minha estação, com muitos raios também.

Renan, eu estava pesquisando aqui e novembro de 1968 foi o mais seco da história recente aí na sua região, a estação do INMET em Juiz de Fora registrou 76,1 mm e um pluviômetro da ANA na mesma cidade 69,8 mm.  Em Coronel Pacheco foram 73,8 mm e em Barbacena 70,9 mm no mês.  No centro do Rio foram 52,8 mm em 11/1968, bem abaixo da média também.

 

Mas na primeira metade do século XX parece que já houve um novembro com menos de 50 mm em JF, se não me engano o marinhonani uma vez mencionou.

 

Optei por desconsiderar o registro de 50,1 mm em novembro de 1970 (Juiz de Fora INMET) pois os dados pareceram subestimados para vários meses no período, e a estação da ANA registrou quase 190 mm.  Mas concordo que as perspectivas para este novembro (chuva) estão auspiciosas por enquanto, e acho que vocês não terão dificuldade de no mínimo chegar perto da média.

 

No centro da cidade do Rio, desde 1851, os novembro mais chuvosos foram:

1 - 415 mm (1851)

2 - 250,1 mm (1913)

3 - 228,2 mm (2003)

4 - 224,1 mm (1897)

5 - 212 mm (1880)

 

E os mais secos:

 

1 - 12 mm (1863)

2 - 26,8 mm (1909)

3 - 33,5 mm (1993)

4 - 35 mm (1921)

5 - 35,5 mm (1984)

 

A média para novembro é de 101 mm (1851/2010) e 112 mm (1981/2010).

 

Na era Alerta Rio (médias de toda a cidade, entre 1997 e 2018) o novembro mais chuvoso foi o de 2003 (212,5 mm) e o mais seco o de 2014 (57,3 mm).

 

O domingo foi de sol e bastante calor por aqui, as máximas chegaram aos 36/37ºc nos pontos mais quentes das zonas norte/oeste do Rio e da Baixada Fluminense, enquanto as praias da zona sul ficaram na faixa dos 27/30ºc de máxima.  Amanhã deve refrescar um pouco (mas ainda será um dia quente), e terça-feira promete ser o dia mais quente da semana (e talvez um dos mais quentes do ano, não se descartando 40ºc nos bairros mais quentes com dados de hoje), antes da chegada das instabilidades e das máximas mais amenas do restante da semana.

 

Agora céu parcialmente nublado e 28ºc no Ingá/Niterói, com uma brisa que deixa a sensação tolerável.

 

Sobre a enquete, bem desde que me entendo por gente nunca precisei de agasalho no Rio ou Niterói (nos dias mais "frios" do ano dá para colocar manga comprida fina e sair na rua sem sentir calor se não acelerar muito o passo, mas até isso raramente faço), então acho que tá respondido.😂  Agora, pro carioca médio é outra história..

 

Porém, se eu morasse no Alto da Boa Vista, ou em algum subúrbio mais contemplado pelo resfriamento radiativo e saísse de casa de madrugada, poderia colocar um casaquinho de vez em quando.  Ou se eu trabalhasse na rampa da Pedra Bonita (520 m), que fica muitas vezes dentro da nuvem e teve 48 máximas sub-20ºc este ano.

Edited by Wallace Rezende
  • Like 7
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

espero que essa rodada do europeu tenha sido uma coisa isolada, que coisa tenebrosa. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 horas atrás, Carlos Campos disse:

Q vida sofrida...  Bem... estude, trabalhe, junte grana e vá morar na Finlândia 😳..

Não vá para a Alemanha, pq com menos de 16°C muitas ruas recebem akecimento artificial 😳 (vc comentou q com >12°C já está com calor 😳)

Se na Alemanha 16 C é frio ele tem que ir pra antártica... Lembro quando fui viajar pra 3 lugares frios Buenos Aires , Santiago e Gramado com 15 C os moradores locais estavam com o mesmo frio que eu estava....em BA o pessoal até parecia ter um frio exagerado de gorro, luva, cachecol e sobretudo... Não sei se alguém que visitou buenos Aires teve essa impressão. 

..

Edited by EvandroPR
  • Like 1
  • Haha 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Escapamos por pouco dessa 👇1572815534716.thumb.jpg.38bc7e39fb57d391830a9c19904f94d8.jpg

 

Núcleo de chuva forte, rajadas e até granizo atingiu o norte do município e nordeste de Curitiba (Colombo) às 17h30. 

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 horas atrás, Matheus Vinicius disse:

O calor começou em Curitiba e não para mais Kkkkkk, só nas últimas semanas passou 90% do tempo quente, desde o início de outubro na verdade

Falam que a sensação de calor em Curitiba , que o sol daí é mais quente que Maringá... Isso quando ai está quente ...já ouvi várias pessoas comuns falarem... Não sei se é verdade ..

Share this post


Link to post
Share on other sites
6 minutos atrás, EvandroPR disse:

Falam que a sensação de calor em Curitiba , que o sol daí é mais quente que Maringá... Isso quando ai está quente ...já ouvi várias pessoas comuns falarem... Não sei se é verdade ..

É mais úmido pela proximidade com o mar né, e calor úmido é pior que o calor seco.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

E o ano de 2019 quebra mais um recorde, com 37.0°C, é a tarde mais quente para novembro em meus 14 anos de registro, superando os 36.9°C de 16.11.2017, segue o ano quebrando vários recordes.

  • Like 1
  • Sad 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Resumo desse início de novembro em Cons. Lafaiete:

  1. Sexta dia 01, muitas nuvens, chuvas isoladas, apenas 2mm no Cemaden. Temperatura entre 18° e 26°
  2. Sábado dia 02, nublado quase todo dia, sem chuva, um pouco de sol à tarde. Temperatura amena entre 17° e 25°
  3. Hoje, dia 03, predomínio de sol, sem qualquer sinal de chuva. Temperatura subindo, mínima de 17° e máxima de 29°

 

Para os próximos dias, baixa probabilidade de chuva até quarta, temperatura em gradual elevação podendo bater até os 33 graus na quinta, quando aumenta a possibilidade de chuva e declínio de temperatura a partir do fim de semana

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Calor, independente dos índices de URA, se altos ou baixos, é algo comum nas áreas litorâneas paranaenses e nas áreas baixas do oeste/noroeste do Estado.

Calor é algo comum em Joinville, Blumenau, Gaspar...cidades litorâneas de baixa altitude e um pouco afastadas da costa.

Quanto à Curitiba, calor é algo q acontece com uma certa frequência no semestre de verão e pouca frequência no semestre de "inverno". Isso a nível de Brasil.

A pessoa q sente aversão ao calor deve se sentir incomodada com ele, mas não há necessidade de expor isso o tempo todo (em TODOS os posts).

Assim como existe aversão ao calor, existe tbm aversão à reclamações diárias (horárias).

Existe tbm aversão à comentários diários sobre o "clima maravilhoso e gelado" do extremo sul gaúcho... Como uma espécie de provocação...como se isso fizesse realmente algum sentido..

Sobre este último, não faz o menor sentido pra mim, pq frio mesmo..clima com ausência de calor (sem ter q subir montanha) é lá na Patagônia, em Ushuaia, em Islotes Evangelistas, Falklands...etc

Perto disso, o q acontece no sul do RS é "tropical"..

 

 

  • Like 4
  • Thanks 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

QUEBRA DE RECORDES DE CALOR PARA NOVEMBRO NO INTERIOR DE SP!

 

 

 

PELO IPMET-UNESP DE BAURU HOJE FOI O DIA MAIS QUENTE JÁ REGISTRADO EM NOVEMBRO, COM 35.8°C.

 

RECORDES ANTERIORES ERAM DE 35.5°C REGISTRADOS EM NOVEMBRO DE 2015 e 2009.

 

 

 

OBSERVAÇÕES: Pelo banco de dados do ipmet a estação está em operação desde 2001, e neste ano já quebrou alguns recordes de calor, senão vejamos: 

 

● Outubro com a temperatura média mais alta de 25.7°C, deixando para trás os 25.3°C de 2002 e de 2012;

 

● Máxima mais alta em setembro de 38.1°C, deixando para trás os 37.7°C de 2015.

 

● Janeiro com a temperatura média mais alta de 26.8°C, deixando para trás os 26.3°C de 2014.

 

● Maio com temperatura média mais alta de 22.4°C, deixando para trás os 21.3°C de 2018 e 2005.

Edited by Maicon
  • Like 6

Share this post


Link to post
Share on other sites

QUEBRA DE RECORDES DE CALOR PARA NOVEMBRO NO INTERIOR DE SP!

 

 

 

PELA ESTAÇÃO DO INMET DE JOSÉ BONIFÁCIO-SP, HOJE FOI O DIA MAIS QUENTE JÁ REGISTRADO EM NOVEMBRO, COM 37.9°C.

 

O RECORDE ANTERIOR ERA DE 37.0°C REGISTRADO EM 2015.

 

OBSERVAÇÃO: Em casa, na minha estação meteorológica, instalada desde 2005, registrou 37.3°C, igualando o recorde anterior, registrado em 13 de novembro de 2015.

Edited by Maicon
  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 horas atrás, Matheus Vinicius disse:

Não exatamente com calor, calor mesmo é a partir de 20.

Mas frio eu começo a sentir com 12 para baixo, mas depende da temperatura, pode ser mais, se tiver vento.

Nem sabia que existia essa de aquecimento artificial em ruas

Matheus Vinicius,

acho um desperdício de energia aquecimento nas ruas com temperatura abaixo de 16.

Alemanha é uma nação de primeiríssimo mundo, bem na frente de outros da Europa,saúde, educação,média salarial a maior da Europa(em comparação com os países mais populosos),muitas regras e leis, PIB alemão é o dobro do Reino Unido e França.

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
42 minutos atrás, EvandroPR disse:

Se na Alemanha 16 C é frio ele tem que ir pra antártica... Lembro quando fui viajar pra 3 lugares frios Buenos Aires , Santiago e Gramado com 15 C os moradores locais estavam com o mesmo frio que eu estava....em BA o pessoal até parecia ter um frio exagerado de gorro, luva, cachecol e sobretudo... Não sei se alguém que visitou buenos Aires teve essa impressão. 

..


É verdade, aqui em Buenos Aires o povo é muito exagerado nos agasalhos e nunca entendi a razao. Em Ushuaia, me chamou a atencao que as pessoas usavam uma blusa de la, uma jaqueta e acabou, sem luva, nem gorro, apesar daquelas tardes nubladas e super ventosas de 5 graus.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, EvandroPR disse:

Se na Alemanha 16 C é frio ele tem que ir pra antártica... Lembro quando fui viajar pra 3 lugares frios Buenos Aires , Santiago e Gramado com 15 C os moradores locais estavam com o mesmo frio que eu estava....em BA o pessoal até parecia ter um frio exagerado de gorro, luva, cachecol e sobretudo... Não sei se alguém que visitou buenos Aires teve essa impressão. 

..

 

Estive em BsAs em outubro, mês em que a temperatura é parecida com o que ocorre em junho/julho aqui em Belo Horizonte. Também percebi isso, eles usavam a mesma quantidade de roupa que eu.

 

Em seguida fui a Bariloche, experimentei variações entre 5 e 13ºC com sol (valores que ocorrem com alguma frequência no sul do BR e até mesmo no SE e CO, em situações especiais), suficiente para TODOS os ambientes estarem com calefação, a  ponto de eu ter que abrir a janela pra refrescar o quarto. Lá, idem, usavam a mesma quantidade de agasalho que eu (até mais, pois não usei cachecol). Inclusive, numa tarde ensolarada com máxima de 17ºC, as pessoas estavam usando roupas quentes. Tudo bem que estava ventando, mas não deixa de ser notável para uma cidade fria.

  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, EvandroPR disse:

Se na Alemanha 16 C é frio ele tem que ir pra antártica... Lembro quando fui viajar pra 3 lugares frios Buenos Aires , Santiago e Gramado com 15 C os moradores locais estavam com o mesmo frio que eu estava....em BA o pessoal até parecia ter um frio exagerado de gorro, luva, cachecol e sobretudo... Não sei se alguém que visitou buenos Aires teve essa impressão. 

..

Bom isso q vc escreveu...

Eu tenho uma grande amiga q mora há uns 50 anos no norte de Wisconsin e é caçadora de tempestades (ainda é, apesar da idade avançada) e, veja...a cidade onde ela mora fica isolada do restante do país durante as tormentas de inverno. A altura da neve não é calculada em meros centímetros e sim em metros, nessas ocasiões. Em Dezembro último, a temperatura atingiu -39°C e houve dias de máxima na casa dos -25°C.  Algumas vzs a sequência de máximas negativas vai além de 12 ou 15 dias (eu fico pensando...como é isso?)...

E acredite ou não, quando termina o curto verão e em setembro começam os dias com mínimas próximas de 5°C ou máximas de +10°C, ela reclama DE FRIO! 

Q fike claro: ela reclama durante os 2 ou 3 primeiros dias frios do outono... Depois, óbvio q reclama das primeiras nevadas intensas do final do outono e das primeiras mínimas sub-menos15°C.

Geralmente nas piores nevadas (com mais de 1 ou 2 metros de acumulação) ela grava vídeos pela janela da casa (de madeira com paredes próprias para frio extremo) e posta no Facebook (sempre me marca na publicação pq sabe o qto admiro akilo tudo). Hoje não utilizo mais o Facebook e infelizmente não vejo mais nada sobre akele lugar incrível e ao mesmo tempo, tenebroso).

Bem, acho q deu pra entender q mesmo suportando grandes frios, frios de vdd, a pessoa pode não achar confortável os friozinhos, qdo passou por um certo período de ausência do mesmo..

E isso vale para o calor.

Eu fico louco de contentamento com os primeiros 28/30°C de setembro. Em Novembro já estou saturado disso (mas ainda gosto ha ha)..

Abraço

  • Like 5
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Agora, Carlos Campos disse:

Bom isso q vc escreveu...

Eu tenho uma grande amiga q mora há uns 50 anos no norte de Wisconsin e é caçadora de tempestades (ainda é, apesar da idade avançada) e, veja...a cidade onde ela mora fica isolada do restante do país durante as tormentas de inverno. A altura da neve não é calculada em meros centímetros e sim em metros, nessas ocasiões. Em Dezembro último, a temperatura atingiu -39°C e houve dias de máxima na casa dos -25°C.  Algumas vzs a sequência de máximas negativas vai além de 12 ou 15 dias (eu fico pensando...como é isso?)...

E acredite ou não, quando termina o curto verão e em setembro começam os dias com mínimas próximas de 5°C ou máximas de +10°C, ela reclama DE FRIO! 

Q fike claro: ela reclama durante os 2 ou 3 primeiros dias frios do outono... Depois, óbvio q reclama das primeiras nevadas intensas do final do outono e das primeiras mínimas sub-menos15°C.

Geralmente nas piores nevadas (com mais de 1 ou 2 metros de acumulação) ela grava vídeos pela janela da casa (de madeira com paredes próprias para frio extremo) e posta no Facebook (sempre me marca na publicação pq sabe o qto admiro akilo tudo). Hoje não utilizo mais o Facebook e infelizmente não vejo mais nada sobre akele lugar incrível e ao mesmo tempo, tenebroso).

Bem, acho q deu pra entender q mesmo suportando grandes frios, frios de vdd, a pessoa pode não achar confortável os friozinhos, qdo passou por um certo período de ausência do mesmo..

E isso vale para o calor.

Eu fico louco de contentamento com os primeiros 28/30°C de setembro. Em Novembro já estou saturado disso (mas ainda gosto ha ha)..

Abraço

Então esse lugar em Winconsin deve ser fantástico e com certeza eu moraria.

Eu nunca fiquei com contentamento com calor desde que me conheço por gente.

Aí está um lugar que eu moraria.

Alemanha não, porque faz calor demais no verão.

Então meus lugares preferidos são RÚSSIA e ESCANDINÁVIA.

  • Thanks 1
  • Haha 2
  • Sad 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, Wallace Rezende disse:

Renan, eu estava pesquisando aqui e novembro de 1968 foi o mais seco da história recente aí na sua região, a estação do INMET em Juiz de Fora registrou 76,1 mm e um pluviômetro da ANA na mesma cidade 69,8 mm.  Em Coronel Pacheco foram 73,8 mm e em Barbacena 70,9 mm no mês.  No centro do Rio foram 52,8 mm em 11/1968, bem abaixo da média também.

 

Mas na primeira metade do século XX parece que já houve um novembro com menos de 50 mm em JF, se não me engano o marinhonani uma vez mencionou.

 

Optei por desconsiderar o registro de 50,1 mm em novembro de 1970 (Juiz de Fora INMET) pois os dados pareceram subestimados para vários meses no período, e a estação da ANA registrou quase 190 mm.  Mas concordo que as perspectivas para este novembro (chuva) estão auspiciosas por enquanto, e acho que vocês não terão dificuldade de no mínimo chegar perto da média.

 

No centro da cidade do Rio, desde 1851, os novembro mais chuvosos foram:

1 - 415 mm (1851)

2 - 250,1 mm (1913)

3 - 228,2 mm (2003)

4 - 224,1 mm (1897)

5 - 212 mm (1880)

 

E os mais secos:

 

1 - 12 mm (1863)

2 - 26,8 mm (1909)

3 - 33,5 mm (1993)

4 - 35 mm (1921)

5 - 35,5 mm (1984)

 

A média para novembro é de 101 mm (1851/2010) e 112 mm (1981/2010).

 

Na era Alerta Rio (médias de toda a cidade, entre 1997 e 2018) o novembro mais chuvoso foi o de 2003 (212,5 mm) e o mais seco o de 2014 (57,3 mm).

 

O domingo foi de sol e bastante calor por aqui, as máximas chegaram aos 36/37ºc nos pontos mais quentes das zonas norte/oeste do Rio e da Baixada Fluminense, enquanto as praias da zona sul ficaram na faixa dos 27/30ºc de máxima.  Amanhã deve refrescar um pouco (mas ainda será um dia quente), e terça-feira promete ser o dia mais quente da semana (e talvez um dos mais quentes do ano, não se descartando 40ºc nos bairros mais quentes com dados de hoje), antes da chegada das instabilidades e das máximas mais amenas do restante da semana.

 

Agora céu parcialmente nublado e 28ºc no Ingá/Niterói, com uma brisa que deixa a sensação tolerável.

 

Sobre a enquete, bem desde que me entendo por gente nunca precisei de agasalho no Rio ou Niterói (nos dias mais "frios" do ano dá para colocar manga comprida fina e sair na rua sem sentir calor se não acelerar muito o passo, mas até isso raramente faço), então acho que tá respondido.😂  Agora, pro carioca médio é outra história..

 

Porém, se eu morasse no Alto da Boa Vista, ou em algum subúrbio mais contemplado pelo resfriamento radiativo e saísse de casa de madrugada, poderia colocar um casaquinho de vez em quando.  Ou se eu trabalhasse na rampa da Pedra Bonita (520 m), que fica muitas vezes dentro da nuvem e teve 48 máximas sub-20ºc este ano.

Wallace Rezende,

fui consultar meu arquivo de chuvas em Juiz de Fora, medidas  pelo engenheiro Luís Creuzol de 1893 a 1930, o menor valor para novembro foi de 117 mm em 1918, você confundiu com o menor valor de dezembro, que foi de 42,2 mm em 1895, mesmo mês que Curitiba e São Paulo registraram máximas recordes para qualquer mês.

Deve ter sido um dezembro muito quente(para os padrões da época) na Zona da Mata e Rio de Janeiro, devido ao baixíssimo índice de chuvas na região

Edited by marinhonani
  • Like 3
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Agora, marinhonani disse:

...1895... mês que Curitiba e São Paulo registraram máximas recordes para qualquer mês.

37,2°C em Curitiba...

Há 124 anos atrás 😎 

Qto foi em Sampa?

  • Confused 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

15º no Chuí/RS maravilhoso e gelado. Hoje a máxima não passou dos 18º 😍
E eu aqui morrendo o calor com máxima de 31º.

Edited by Lucas Venturini
  • Like 1
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Carlos Campos disse:

Calor, independente dos índices de URA, se altos ou baixos, é algo comum nas áreas litorâneas paranaenses e nas áreas baixas do oeste/noroeste do Estado.

Calor é algo comum em Joinville, Blumenau, Gaspar...cidades litorâneas de baixa altitude e um pouco afastadas da costa.

Quanto à Curitiba, calor é algo q acontece com uma certa frequência no semestre de verão e pouca frequência no semestre de "inverno". Isso a nível de Brasil.

A pessoa q sente aversão ao calor deve se sentir incomodada com ele, mas não há necessidade de expor isso o tempo todo (em TODOS os posts).

Assim como existe aversão ao calor, existe tbm aversão à reclamações diárias (horárias).

Existe tbm aversão à comentários diários sobre o "clima maravilhoso e gelado" do extremo sul gaúcho... Como uma espécie de provocação...como se isso fizesse realmente algum sentido..

Sobre este último, não faz o menor sentido pra mim, pq frio mesmo..clima com ausência de calor (sem ter q subir montanha) é lá na Patagônia, em Ushuaia, em Islotes Evangelistas, Falklands...etc

Perto disso, o q acontece no sul do RS é "tropical"..

 

 

 Cara, mais uma vez perfeito...👏.

 

tem gente que acha que frio tem a ver com ser superior.... Mais desenvolvido ...isso por sermos colônia no passado e os nossos colonizadores terem clima mais frio... Ou por Eua e Europa serem mais desenvolvidos ...  Sei lá é cada viagem .....

  • Like 3
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mínima hj de 26.5 em Maringá e máxima de 35.6 . O que sempre chama atenção em Mga é a baixa amplitude térmica . Talvez seja o local da estação do simepar.

  • Like 1
  • Sad 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boa noite! Resumo do tempo nos últimos dias em Buenos Aires:

Quinta: dia ensolarado e com temperatura agradável, variando entre 13,2°C e 24,2°C.
Sexta: o tempo mudou e esteve bem nublado. À noite se formou uma área de chuva a noroeste de Buenos Aires com muita atividade elétrica, tivemos raios e trovoes, mas pouca chuva, já que acabou passando a norte e indo para o rio. Mínima de 16,4°C e máxima de 22,9°C.

Ontem: dia de sol e calor, com mínima de 20,1°C e máxima de 28,3°C, mesmo com vento sul/sudeste/sudoeste. À noite lentamente comecou a refrescar.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
Agora, EvandroPR disse:

 Cara, mais uma vez perfeito...👏.

 

tem gente que acha que frio tem a ver com ser superior.... Mais desenvolvido ...isso por sermos colônia no passado e os nossos colonizadores terem clima mais frio... Ou por Eua e Europa serem mais desenvolvidos ...  Sei lá é cada viagem .....

O clima frio não está relacionado diretamente com "ser superior" ou "mais desenvolvido"... Fosse assim, La Paz seria o centro do desenvolvimento da AmSul... 😂

Por exemplo, uma cidade digamos, fria 😀 no Sul do Brasil: Chuí/RS... tem idh inferior ao de uma das mais kentes da Região (Loanda/PR) ⬇️

IMG_20191103_204547_546.jpg.159e2b3417d16b44a252e91a7ec02d95.jpguIMG_20191103_204424_619.jpg.e881f60527dcedf2a9d6f8a79ac8560a.jpg


Então...não tem nada a ver uma coisa com outra.

Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa 😋

Sobre preferências climáticas, se a pessoa é independente e maior de idade e ainda assim tem q viver num lugar onde o clima é sofrivel para ela, de duas, uma: ou gosta de sofrer, ou sei lá 

Ha ha 

  • Like 2
  • Thanks 1
  • Haha 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.