Jump to content
Brasil Abaixo de Zero
Renan

Monitoramento e Previsão - Brasil/América do Sul - Outubro/2019

Topic will be automatically locked at 03:00 AM

Recommended Posts

6 minutos atrás, Carlos Campos disse:

Meio dia com 23°C 

 

Queria eu. Kkkk. Aqui, infelizmente, deve está na casa dos 35°C (já que São Gonçalo teve 35,3°C e Patos 36,6°C às 13h).

image.png.51de7b8f62abf1b2f2ad3f0a7b79b1c4.png

Tem queimadas ocorrendo na região (foto com vista pra sul ↑).

  • Like 2
  • Sad 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
48 minutos atrás, CloudCb disse:

 

Queria eu. Kkkk. Aqui, infelizmente, deve está na casa dos 35°C (já que São Gonçalo teve 35,3°C e Patos 36,6°C às 13h).

image.png.51de7b8f62abf1b2f2ad3f0a7b79b1c4.png

Tem queimadas ocorrendo na região (foto com vista pra sul ↑).

Credo. Acho que nunca poderia acostumar com o interior do Nordeste ou mesmo Mato Grosso (dizem que o organismo humano se acostuma a tudo com o tempo, seja o fulano se mudando para o Death Valley ou para Yakutski ou Norilski (cidades em que o curto verão pode ser bem quente e abafado pela umidade nas alturas, chegando fácil aos 30 e muitos graus em Yakutski. E dependendo de onde estiver pode ser literalmente devorado por mosquitos ou percevejos... Um diliça..🙄). De qualquer forma, temperaturas de 30 e lá vai pedrada são hiper comuns nesse horário aqui em janeiro e são um suplício. Ainda estou apostando num verão ameno. Acho que La Nina vai dar as caras bem antes do outono-inverno. Mesmo com os dias de calor previstos, está tudo bem ameno ainda por aqui, nada para desespero, muito pelo contrário. Temperatura ainda nos 26 graus. Sol e algumas nuvens agora. 

  • Like 5
  • Haha 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Aqui em Curitiba no momento marca 23 c. 

Eu não consigo gostar de todas as estações como os outros conseguem.

Passou de 20 e tem sol já se torna perturbador.

Voltei cozinhando da escola hoje apenas com 21 c.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, João Ignacio disse:

Credo. Acho que nunca poderia acostumar com o interior do Nordeste ou mesmo Mato Grosso (dizem que o organismo humano se acostuma a tudo com o tempo, seja o fulano se mudando para o Death Valley ou para Yakutski ou Norilski (cidades em que o curto verão pode ser bem quente e abafado pela umidade nas alturas, chegando fácil aos 30 e muitos graus em Yakutski. E dependendo de onde estiver pode ser literalmente devorado por mosquitos ou percevejos... Um diliça..🙄). De qualquer forma, temperaturas de 30 e lá vai pedrada são hiper comuns nesse horário aqui em janeiro e são um suplício. Ainda estou apostando num verão ameno. Acho que La Nina vai dar as caras bem antes do outono-inverno. Mesmo com os dias de calor previstos, está tudo bem ameno ainda por aqui, nada para desespero, muito pelo contrário. Temperatura ainda nos 26 graus. Sol e algumas nuvens agora. 

Dezembro, Janeiro e Fevereiro em Porto Alegre é mil vezes pior que qualquer época do ano em qualquer parte do país.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Matheus Vinicius disse:

Aqui em Curitiba no momento marca 23 c. 

Eu não consigo gostar de todas as estações como os outros conseguem.

Passou de 20 e tem sol já se torna perturbador.

Voltei cozinhando da escola hoje apenas com 21 c.

 

Matheus, neste caso só tem um lugar aqui no Brasil que você consiga se sentir bem em praticamente todos os dias do ano. Esse lugar é o Parque Nacional do Itatiaia. Acompanhe os dados da estação no site das estações automáticas do INMET pra você ver. O parque está a 2500m de altitude, com picos de quase 2800m. É um lugar surreal e frio o ano inteiro. Acho que a maior temperatura já registrada por lá, desde que iniciou-se o monitoramento em 2013, é algo em torno dos 23 graus. Todas as noites, eu disse TODAS AS NOITES, a temperatura fica abaixo dos 15 graus. Frio constante e perpétuo, não importa o que aconteça no resto do país.

  • Like 7

Share this post


Link to post
Share on other sites
20 horas atrás, Carlos Campos disse:

Leo, a maior parte do território brasileiro é ruim até para manter um determinado tipo de "padrão" climático por muito tempo. O q poderíamos chamar de "ciclo", seja ele qual for, não se sustenta. 

Acho q a única área do território nacional q consegue se manter íntegra a algum tipo de anomalia sustentável (no caso, a seca prolongada) é a região conhecida como "o polígono da seca" no interior do Nordeste. 

Estive lendo e já havia lido em outras ocasiões sobre esses períodos de estiagem no Sudeste do Brasil e alguns trabalhos de especialistas no assunto sugeriam q a diminuição periódica dos índices pluviométricos na Região estariam relacionados, não aos fenômenos El Nino ou La Nina...tampouco à diminuição das áreas florestais tanto na própria Região quanto na Amazônia e sim aos ciclos de maior ou menor atividade solar. Se realmente for essa a chave da kestão, significa q as ocorrências serão na maioria das vzs aleatórias e não padronizadas (não se seguirá, digamos, uma tendência de diminuição gradual e duradoura das estiagens, o q não seria tão mal).

A verdade é q sabemos tão pouco sobre tudo q discussões sobre esses assuntos geralmente não terminam com resultados satisfatórios e sim com mais kestões em aberto...

Abraço 

 

Carlos, sobre esses ciclos de chuva, seria necessário um estudo mais aprofundado.

 

Mas, claramente, o estado de São Paulo era menos chuvoso no período aproximado de 1930 a 1965 do que a partir da década de 1980.

Qualquer mapa de chuva do período 1930-1970, mais ou menos, mostra médias de 1.100 a 1.250 mm em grande parte do estado (Dados do INMET, DAEE, etc).

Atualmente, essas médias estão entre 1.300 e 1.500 mm, aproximadamente.

 

Na cidade de São Paulo, o posto do Jardim da Luz, no centro da cidade, tem dados de chuva desde 1887.

A gente nota um período mais chuvoso entre 1887 e 1930, aproximadamente, mas não tão chuvoso quanto o período a partir dos anos 1980.

 

Constam 3 anos muito secos:

 

1893

Jardim da Luz: 899,1 mm

 

1933

Jardim da Luz: 844,2 mm

IAG: 849,8 mm

 

1963

IAG: 866,4 mm

Mirante: 894,9 mm

  • Like 3
  • Thanks 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Lucas Venturini disse:

Dezembro, Janeiro e Fevereiro em Porto Alegre é mil vezes pior que qualquer época do ano em qualquer parte do país.

 

Ah é? Então tem alguma prova que Porto Alegre é mais quente nesses meses que outras partes do país?

 

Você tem algum dado? Ou é novamente achismo da sua parte?

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
29 minutos atrás, Renan disse:

 

Matheus, neste caso só tem um lugar aqui no Brasil que você consiga se sentir bem em praticamente todos os dias do ano. Esse lugar é o Parque Nacional do Itatiaia. Acompanhe os dados da estação no site das estações automáticas do INMET pra você ver. O parque está a 2500m de altitude, com picos de quase 2800m. É um lugar surreal e frio o ano inteiro. Acho que a maior temperatura já registrada por lá, desde que iniciou-se o monitoramento em 2013, é algo em torno dos 23 graus. Todas as noites, eu disse TODAS AS NOITES, a temperatura fica abaixo dos 15 graus. Frio constante e perpétuo, não importa o que aconteça no resto do país.

Seria ótimo morar num lugar com temperaturas assim mesmo.

Pena que não dá para me mudar ainda.

Mas se der um dia estarei na Finlândia

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
10 minutos atrás, Moretão disse:

 

Ah é? Então tem alguma prova que Porto Alegre é mais quente nesses meses que outras partes do país?

 

Você tem algum dado? Ou é novamente achismo da sua parte?

Eu acho o verão da região de Blumenau e Joinville , como toda aquela parte baixa do Vale o pior verão do Sul do país . E talvez um dos piores do Brasil.

Os litorais de PR , SP e RJ além do Vale do Ribeira em SP são abomináveis no verão.

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites

A média de chuva do período 1991-2017 na estação do IAG, na cidade de São Paulo, é de 1.558,6 mm.

 

Agora, vejam alguns dados ANUAIS das décadas de 1930 e 1940.

É fato que a intensa urbanização influencia no aumento do volume de chuvas mas... mesmo assim... 

 

1933:    849,8 mm

1934: 1.071,7 mm

 

1936: 1.129,9 mm

 

1939: 1.059,7 mm

1940: 1.043,7 mm

1941: 1.123,0 mm

1942: 1.143,9 mm

1943: 1.071,5 mm

1944: 1.067,6 mm

 

1946: 1.086,7 mm

 

1948: 1.152,7 mm

 

1953: 1.196,9 mm

1954: 1.059,5 mm

1955: 1.097,0 mm

 

Imaginem essas sequências nos dias de hoje...

  • Like 6
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Hoje tivemos o terceiro dia seguido com máxima sub 20 no Sesc Inmet SP , e o 47 dia com máxima sub 20 no ano .

 

Tivemos mais um dia garoento e bem nublado.

A partir de amanhã começa a esquentar , semana que vem teremos dias mornos e chuvosos. 

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)
16 minutos atrás, Juzinho disse:

Eu acho o verão da região de Blumenau e Joinville , como toda aquela parte baixa do Vale o pior verão do Sul do país . E talvez um dos piores do Brasil.

Os litorais de PR , SP e RJ além do Vale do Ribeira em SP são abomináveis no verão.

 

Já fui muitas vezes em Porto Alegre (Embora faça muitos anos que não vou lá) em todas as épocas do ano.

Pra mim, o verão de PoA é "brabo".

Mas existem vários lugares no Brasil bem piores, na minha opinião.

 

Vou citar os lugares onde peguei os "piores calores":

1. O vale do Ribeira, como o Juninho citou, pode ser insuportável no verão.

2. Corumbá

3. Cuiabá

4. Teresina

5. Santos e o litoral paulista podem ter noites literalmente indormíveis sem ar condicionado.

6. Embora não seja coisa de rotina, cidades do norte do RJ como Itaperuna, Santo Antônio de Pádua, São Fidélis, etc podem ser um forno também.

   Certa vez, passei 2 dias em Itaperuna e quase derreti. Como faz calor naquela terra. :D

7. Etc, etc

 

Edited by Aldo Santos
  • Like 8
  • Haha 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Lucas Venturini disse:

Dezembro, Janeiro e Fevereiro em Porto Alegre é mil vezes pior que qualquer época do ano em qualquer parte do país.

Concordo. Em dezembro, em anos "bons" fica relativamente ameno até por volta do dia 10, depois o calor chega de supetão, não é uma coisa gradual, e fica, então é um mês muito muito ruim. Em anos ruins, começa a esquentar em fins de outubro, com picos medonhos de abafamento em novembro e dezembro.. Em janeiro, o sofrimento é total, não há muito o que fazer kkkk e considero o pior mês. Fevereiro tem péssima fama (tivemos uma onda de calor pavorosa em 2010), mas também é famoso por começar a registrar algumas noites e madrugadas frescas, algumas até frias (muita gente já tiritou de frio assistindo Carnaval de rua) e já sabemos que o verão está acabando, então, há anos em que o mês é horrível e noutros em que é bem suportável (melhor exemplo de mês de fevereiro maravilhoso: 2018 ❤️❤️❤️).  

  • Like 3
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)
1 hora atrás, Moretão disse:

 

Ah é? Então tem alguma prova que Porto Alegre é mais quente nesses meses que outras partes do país?

 

Você tem algum dado? Ou é novamente achismo da sua parte?

1- Evite reporta minhas opiniões. Eu falo de lugares que eu morei, e não de lugares que passei 2 ou 3 dias.

 

2- O que é calor não depende apenas de dados brutos meu querido. Tu não deves sabe disso pelo visto. Uma coisa é 40° com 10% de URA, outra coisa é 38º com 60% de umidade. Por isso RM de Porto Alegre, Vale do Itajaí, áreas baixas de Santa Catarina Paraná, e São Paulo, Espirito Santo e Rio de Janeiro são sim as áreas onde o calor é mais infernal por causa da sensação que a umidade trás a essas localidades. Eu conheço de conviver por causa do meu trabalho 11 estados portanto meu conhecimento sobre o clima do país é bem mais do que teoria, é literalmente sentir na pele.

 

Edited by Lucas Venturini
  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
11 minutos atrás, Aldo Santos disse:

 

Já fui muitas vezes em Porto Alegre (Embora faça muitos anos que não vou lá) em todas as épocas do ano.

Pra mim, o verão de PoA é "brabo".

Mas existem vários lugares no Brasil bem piores, na minha opinião.

 

Vou citar os lugares onde peguei os "piores calores":

1. O vale do Ribeira, como o Juninho citou, pode ser insuportável no verão.

2. Corumbá

3. Cuiabá

4. Teresina

5. Santos e o litoral paulista podem ter noites literalmente indormíveis sem ar condicionado.

6. Embora não seja coisa de rotina, cidades do norte do RJ como Itaperuna, Santo Antônio de Pádua, São Fidélis, etc podem ser um forno também.

   Certa vez, passei 2 dias em Itaperuna e quase derreti. Como faz calor naquela terra. :D

7. Etc, etc

 

Eu tinha um colega de faculdade que era da Ilha de Marajó e ele dizia que era muito semelhante (porém pior) ao verão de POA. E é um calor que não dá folga ao longo do ano. É difícil de acreditar. Teresina é famosa também, mas também são famosas cidades do interior de São Paulo e Mato Grosso. Lembro que antes da popularização dos splits era comum que os aparelhos de ar condicionado não dessem conta de refrigerar escritórios e casas em Porto Alegre. Eu senti isso na pele. O ar condicionado mal fazia cócegas. Grande invenção essa, o split. 😊

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
12 minutos atrás, João Ignacio disse:

Concordo. Em dezembro, em anos "bons" fica relativamente ameno até por volta do dia 10, depois o calor chega de supetão, não é uma coisa gradual, e fica, então é um mês muito muito ruim. Em anos ruins, começa a esquentar em fins de outubro, com picos medonhos de abafamento em novembro e dezembro.. Em janeiro, o sofrimento é total, não há muito o que fazer kkkk e considero o pior mês. Fevereiro tem péssima fama (tivemos uma onda de calor pavorosa em 2010), mas também é famoso por começar a registrar algumas noites e madrugadas frescas, algumas até frias (muita gente já tiritou de frio assistindo Carnaval de rua) e já sabemos que o verão está acabando, então, há anos em que o mês é horrível e noutros em que é bem suportável (melhor exemplo de mês de fevereiro maravilhoso: 2018 ❤️❤️❤️).  

Sem citar os anos que avança sobre Março e Abril. A diferença que POA tem sobre as outras localidades quente no Brasil é que é por um tempo determinado no geral passado esses 3 meses o clima é aceitável e depois no miolo do inverno é um dos melhores do país a nível de capitais e grandes cidades com mais de 500.000 habitantes.

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Dia muito abafado em Belo Horizonte, bem desconfortável. A temperatura nem foi tão alta assim, variou entre 20 e 29°C, mas a sensação foi de muito calor. O céu se manteve inconstante ao longo do dia, ora aberto ora mais nublado. Pode chover fraco amanhã.

 

...................................................................................

 

Sobre o verão, aqui ele pode ser bem quente e abafado (embora seja raro máximas acima de 35 e mínimas acima de 23), mas também pode ser muito ameno e agradável:

 

No período compreendido entre 1° de novembro de 2011 e 13 de janeiro de 2012, ou seja, 73 dias corridos, BH teve apenas 3 máximas de 30°c ou mais. Nesses 3 meses, que são o verão climático puro, não houve nenhuma temperatura sob-32 na capital mineira. O tempo ficou constantemente fechado e chuvoso nesse verão, com 1420mm acumulados nesses 3 meses e temperatura média compensada foi de 21,7°C.

 

 

 

 

 

  • Like 2
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Agora, Lucas Venturini disse:

Sem citar os anos que avança sobre Março e Abril. A diferença que POA tem sobre as outras localidades quente no Brasil é que é por um tempo determinado no geral passado esses 3 meses o clima é aceitável e depois no miolo do inverno é um dos melhores do país a nível de capitais e grandes cidades com mais de 500.000 habitantes.

Março é quente, sim, mas é um quente "normal" , digamos, porque a umidade cai bastante. Tivemos os bem conhecidos exemplos recentes de abril fora da casinha. Espero que tenham sido exceções e não uma mudança de padrão. Assim como dezembro pode seguir bem ameno e, por volta do dia 10, dar um salto no calor e na Ura que segue por toda a estação, um mês de abril "normal" também pode ser cálido até por volta do dia 15, quando as noites e madrugadas esfriam também de modo um tanto abrupto. Esse seria o padrão. Olhando, temos um verão bem curto, na verdade, são três, quatro meses de calor. Pode passar disso? Pode, mas não é nada usual. Ao menos por enquanto. 

A questão da ura elevada para todo o RS (incluindo a Serra) e excetuando-se partes da Campanha é um complicador. Seria interessante se tivéssemos um índice como o Humidex canadense. 

  • Like 3
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Registro de temperatura minima abaixo de 10º nas capitais até a presente data:

 

- Curitiba/PR: 41 dias

- Porto Alegre/RS: 38

- Florianópolis/SC: 12 dias

- Campo Grande/MS: 6 dias

- São Paulo/SP: 6 dias

- Goiânia/GO: 3 dias

- Brasilia/DF: 3 dias

- Belo Horizonte/MG: 3 dias

 

- Demais capitais: 0

Registro de temperatura minima abaixo de 5º:

 

- Curitiba/PR: 7 dias

- Porto Alegre/RS: 6 dias

- Florianópolis: 1

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Foi um dia extremamente adorável hoje em Juiz de Fora, o tempo esteve sempre nublado e sem sol algum. Vários momentos com garoa e alguns com chuva fraca, e durante a madrugada teve chuva moderada. 

 

A máxima foi de 21,4C em minha estação e a mínima está sendo agora, com 18,2C nesse momento. 07,6mm de chuva. 

 

Amanhã podemos ter uma máxima sub-20. Às vezes eu agradeço muito por morar numa cidade assim, com vários momento de trégua no calor. Pode-se dizer que é uma cidade com clima bem equilibrado termicamente, onde o que predomina ao longo do ano são temperaturas agradáveis. Raros dias gélidos e dias tórridos -pelo menos até há pouco tempo, antes do nosso verão mudar-. 

  • Like 6

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 horas atrás, Matheus Vinicius disse:

O quanto a cidade de Curitiba teve seu clima modificado do século 20 para agora?

Foi muito?

 

Cerca de 1,5 grau no JJA e 1 grau no JF.

Mas acho que abril, maio, setembro aqueceram uns 2 graus mesmo.

Setembro tá com 16,5 na última década. Ou seja, tá com a média que era a de abril entre 1880-1920. 

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites

Radar de São Roque mostra que nesse início de noite não há chuva no leste paulista.

Já no sul de Minas (radar Pico do Couto), chove com fraca intensidade e em grande área.

 

2cxBB6P.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites
7 horas atrás, João Ignacio disse:

Agora faz 26 graus e parece muito mais, óbvio que em ambientes internos está agradável, mas circular de calça e camisa pela cidade já começa a ser ruim.  De amanhã até sábado teremos, como já pontuado pelo meu xará, dias de alto verão, temperaturas de 37, 38 graus. Domingo vira a chave, deve ter tempo muito abafado ainda pela umidade. Noites mal dormidas à vista. De segunda em diante, dias de Ilhas Faroe: chuva, vento e amplitude térmicas baixas, mínimas de 12 e 13 graus, o que nessa época já é garantia de sensação de frio (ampliada pela umidade). De SC pra cima, quem gosta de calor não terá do que reclamar...  Muita, mas muita gente doente. Chega a ser engraçado você levantar de manhã e escutar a sinfonia de vizinhos tossindo (alguns de forma preocupante) e assoando o nariz que se escuta pela janela do banheiro (que dá para um poço de luz e é dividida por mais dois edifícios. Porto Alegre e seus prédios grudados...) 

Vendo pelo ângulo de kem mora em um grande centro urbano, deve ser um horror vivenciar essas bruscas mudanças de temperatura.

Fora o fato de q quando é calor, é calor demais. Quando é frio, frio demais e assim por diante.

Não, eu não sei mais o q é isso... Mas já passei por experiências desse tipo e não é nada legal.

Me lembro de um verão q passei 2 meses em Gravataí (POA) e outros tantos, até início do outono em "balneário" Arambaré (distrito de Camaquã, às margens da Lagoa dos Patos). Em Gravataí foi um pesadelo e em Arambaré, um "sonho de Verão".

Foi um verão seco no leste do RS mas a sensação de desconto térmico era constante. Dormir todas as noites com ventilador ligado é algo impensável aki. Aliás nc precisei ter um em casa.

 

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Lucas Venturini disse:

1- Evite reporta minhas opiniões. Eu falo de lugares que eu morei, e não de lugares que passei 2 ou 3 dias.

 

2- O que é calor não depende apenas de dados brutos meu querido. Tu não deves sabe disso pelo visto. Uma coisa é 40° com 10% de URA, outra coisa é 38º com 60% de umidade. Por isso RM de Porto Alegre, Vale do Itajaí, áreas baixas de Santa Catarina Paraná, e São Paulo, Espirito Santo e Rio de Janeiro são sim as áreas onde o calor é mais infernal por causa da sensação que a umidade trás a essas localidades. Eu conheço de conviver por causa do meu trabalho 11 estados portanto meu conhecimento sobre o clima do país é bem mais do que teoria, é literalmente sentir na pele.

 

 

1 - Então não é de qualquer parte do país, como você disse... Aqui é Fórum de meteorologia, não de Astrologia.

 

2 - Quase todas as áreas que citaste depois de Porto Alegre, são mais quentes que Porto Alegre. Tem médias maiores, menos vento e mais umidade. O litoral paranaense não tem média máxima tão alta, mas mínima sim. Litoral de SP deve ser parecido. O RJ (longe do mar) deve ganhar em todos os quesitos também.

 

Ainda que Porto Alegre tenha um verão quente, a única coisa que Porto Alegre consegue estar entre as mais quentes no calor é na máxima absoluta.

  • Like 2
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.