Jump to content
Brasil Abaixo de Zero
Rodolfo Alves

Monitoramento e Previsão - Brasil/América do Sul - Setembro/2019

Recommended Posts

1 hora atrás, Jean Carlo disse:

 Pois é Evandro, foi bom seu comentário para trazer alguns dados que eu estava vendo esses dias, alguns fatos curiosos.

- De janeiro a setembro este ano devemos fechar com 1042 mm, nestes meus 14 anos de registro só em 2006 a marca foi menor com 905 mm, ano passado foi 1363 mm até o final de setembro.

- Este trimestre jul/ago/set é o mais seco nestes 14 anos e igualando a 2012, foram somente 140 mm, sendo 78 mm (jul), 3 mm (ago) e agora os 59 mm (set), realmente estamos passando por um período estranho nessa dificuldade de chover.

- só tivemos 1 mês até agora que passou os 200 mm que foi em janeiro.

- Destaque também para os períodos de seca, até então tive 7 episódios acima de 40 dias sem chuva ( período 2006-2019), e 3 destes foram entre 2018 e 2019.

 

Bom dia, o norte paranaense tem clima de transição entre Tropical/Subtropical e os períodos de estiagem/excesso de chuvas variam muito, não só de ano para ano qto períodos de 2 anos com inverno seco e 2 ou 3 anos com precipitação "normal" (o q seria isso, num clima transitório?). Simplesmente não há como estabelecer uma normal aceitável nessas condições. Além disso, há o fator agravante dos anos (não muitos, é vdd) com acumulados bem acima do normal (já falei q não há como definir "normal" para áreas como o norte do Paraná ~ de SP para cima, é mais fácil).

Claro q compensações virão, e como não entendo nada de "lavoura" não tenho a menor idéia do q poderia ser feito para minimizar os efeitos da estiagem nas plantações qdo a água atrasa em chegar.

Em Rolândia, Set/1981 teve 15,0 mm e algo parecido ocorreu em Maringá, onde caíram apenas 27,6 mm, mas Outubro dakele ano foram 474,6 mm em Rolândia e 295,4 mm em Maringá (pouca água e depois, muita água).

O início de primavera 1981 e 1982 foi seco em Setembro e pluvioso em Outubro: 15,0/474,6 contra 34,6/247,0. Seguiram-se dois setembros bons (1983/1984) com 187,0/105,8 e então dois setembros ruim/não tão ruim (1985/1986):  43,6/58,6.

1988 teve 35,2 mm aí e 34,4 mm em Maringá e Outubro trouxe a compensação:  257,4 mm Rolândia, 270,1 mm Maringá...

Curiosidade: pelo histórico (1976/2019) o Setembro mais chuvoso foi o de 1998 (super El Nino) com 363,1 mm no teu kintal. E isso depois de um Agosto com 129,7 mm, e como tudo é feito de compensações, Novembro dakele ano deixou vcs com apenas 43,6 mm.

Outro ano de caprichos da natureza: 2004 (creio q vc já era nascido haha) - 38,2 mm em Setembro e 268,6 mm em Outubro. Em Maringá, 67,0/345,6.

O trimestre Ago/Set/Out 2007 foi seco: 9,0/0,0/62,5 (veja teus próprios registros e comente) mas choveu bem em Nov/Dez com total de 585,3 mm.

2011:  5,2 mm Set contra 255,1 mm em Outubro (Maringá, 31,7/193,9).

2015, muita água na primavera e no início do verão: Set 230,6/Out 290,5/Nov 365,6/Dez 333,2 (confere?).

2017:  30,8 mm Set, 268,6 mm Outubro.

 

(Isso me deu trabalho)

Abraço

  • Like 5
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Estou em Guarulhos, a caminho de João Pessoa novamente. E desta vez, o jogo virou em relação a minha Viagem anterior. 

 

Desta vez, muitas nuvens em BH e tempo limpo a partir do sul de MG. 

 

IMG_20190930_104208.thumb.jpg.105bf061f84d2155b4a87b387688337b.jpgIMG_20190930_111604.thumb.jpg.8257a3a7e60130a2ee4eafccc0326696.jpg

  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 horas atrás, Jean Carlo disse:

 Pois é Evandro, foi bom seu comentário para trazer alguns dados que eu estava vendo esses dias, alguns fatos curiosos.

- De janeiro a setembro este ano devemos fechar com 1042 mm, nestes meus 14 anos de registro só em 2006 a marca foi menor com 905 mm, ano passado foi 1363 mm até o final de setembro.

- Este trimestre jul/ago/set é o mais seco nestes 14 anos e igualando a 2012, foram somente 140 mm, sendo 78 mm (jul), 3 mm (ago) e agora os 59 mm (set), realmente estamos passando por um período estranho nessa dificuldade de chover.

- só tivemos 1 mês até agora que passou os 200 mm que foi em janeiro.

- Destaque também para os períodos de seca, até então tive 7 episódios acima de 40 dias sem chuva ( período 2006-2019), e 3 destes foram entre 2018 e 2019.

 

Dados muito relevantes. Parabéns pela análise. Impressionante 3 periodos de seca em 2 anos. Nos não somos acostumados a períodos tão grandes de seca, igual o centro oeste e o sudeste. A diminuição de chuva no inverno, mas não seca como essas.

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 horas atrás, Jean Carlo disse:

 Pois é Evandro, foi bom seu comentário para trazer alguns dados que eu estava vendo esses dias, alguns fatos curiosos.

- De janeiro a setembro este ano devemos fechar com 1042 mm, nestes meus 14 anos de registro só em 2006 a marca foi menor com 905 mm, ano passado foi 1363 mm até o final de setembro.

- Este trimestre jul/ago/set é o mais seco nestes 14 anos e igualando a 2012, foram somente 140 mm, sendo 78 mm (jul), 3 mm (ago) e agora os 59 mm (set), realmente estamos passando por um período estranho nessa dificuldade de chover.

- só tivemos 1 mês até agora que passou os 200 mm que foi em janeiro.

- Destaque também para os períodos de seca, até então tive 7 episódios acima de 40 dias sem chuva ( período 2006-2019), e 3 destes foram entre 2018 e 2019.

 

 

2 horas atrás, Carlos Campos disse:

Bom dia, o norte paranaense tem clima de transição entre Tropical/Subtropical e os períodos de estiagem/excesso de chuvas variam muito, não só de ano para ano qto períodos de 2 anos com inverno seco e 2 ou 3 anos com precipitação "normal" (o q seria isso, num clima transitório?). Simplesmente não há como estabelecer uma normal aceitável nessas condições. Além disso, há o fator agravante dos anos (não muitos, é vdd) com acumulados bem acima do normal (já falei q não há como definir "normal" para áreas como o norte do Paraná ~ de SP para cima, é mais fácil).

Claro q compensações virão, e como não entendo nada de "lavoura" não tenho a menor idéia do q poderia ser feito para minimizar os efeitos da estiagem nas plantações qdo a água atrasa em chegar.

Em Rolândia, Set/1981 teve 15,0 mm e algo parecido ocorreu em Maringá, onde caíram apenas 27,6 mm, mas Outubro dakele ano foram 474,6 mm em Rolândia e 295,4 mm em Maringá (pouca água e depois, muita água).

O início de primavera 1981 e 1982 foi seco em Setembro e pluvioso em Outubro: 15,0/474,6 contra 34,6/247,0. Seguiram-se dois setembros bons (1983/1984) com 187,0/105,8 e então dois setembros ruim/não tão ruim (1985/1986):  43,6/58,6.

1988 teve 35,2 mm aí e 34,4 mm em Maringá e Outubro trouxe a compensação:  257,4 mm Rolândia, 270,1 mm Maringá...

Curiosidade: pelo histórico (1976/2019) o Setembro mais chuvoso foi o de 1998 (super El Nino) com 363,1 mm no teu kintal. E isso depois de um Agosto com 129,7 mm, e como tudo é feito de compensações, Novembro dakele ano deixou vcs com apenas 43,6 mm.

Outro ano de caprichos da natureza: 2004 (creio q vc já era nascido haha) - 38,2 mm em Setembro e 268,6 mm em Outubro. Em Maringá, 67,0/345,6.

O trimestre Ago/Set/Out 2007 foi seco: 9,0/0,0/62,5 (veja teus próprios registros e comente) mas choveu bem em Nov/Dez com total de 585,3 mm.

2011:  5,2 mm Set contra 255,1 mm em Outubro (Maringá, 31,7/193,9).

2015, muita água na primavera e no início do verão: Set 230,6/Out 290,5/Nov 365,6/Dez 333,2 (confere?).

2017:  30,8 mm Set, 268,6 mm Outubro.

 

(Isso me deu trabalho)

Abraço

Obrigado Carlos , seu trabalho foi muito bom mesmo. Muito obrigado !

 

. Norte do Paraná região difícil msm por ser de transição , pode fazer muito frio , muito calor, muita chuva e muita seca..   esse ano no aeroporto de Maringá variamos de 0 C a 38 C.  mais uma vez obrigado por compartilhar tanto conhecimento. Abraço 

Edited by EvandroPR
  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Aqui em São Paulo setembro só teve chuva relevante apenas nos primeiros dias do mês, depois teve alguns dias muito quentes(com direito a dia mais quente do ano igualado) e por fim, alguns eventos de chuva fraca. Foram 75,5mm. Embora tenha ficado um pouco abaixo dos 85mm de média, foi mais chuvoso que o do ano passado.

Aliás, este ano no Mirante com exceção de agosto todos os demais meses do ano tiveram mais chuva em relação aos do ano passado.

 

Setembro Mirante chuva 2010-19:

 

2010: 104,8mm

2011: 7,4mm

2012: 19,2mm

2013: 81,3mm

2014: 58,7mm

2015: 201,7mm

2016: 22,2mm

2017: 11,1mm

2018: 72,8mm

2019: 75,5mm

 

MÉDIA 2010-19: 65,4mm

 

Considero que setembro não foi um mês tão chuvoso(as exceções são 2010 e 2015, que passaram dos 100mm). O de 2015 foi um dos mais chuvosos já registrados(maior desde 1993).

Outubro chegará e tem um detalhe: junto com agosto é um dos únicos meses que não passou dos 150mm nesta década.

 

Sobre a chuva nas capitais, setembro é o mês que tem o menor máximo das capitais na escala anual(a capital com a maior média normal de chuva em setembro é Porto Alegre, com 141,5mm) e junto com outubro são os únicos meses abaixo de 200mm em todas elas, mas tem capital que vai terminar o mês com quase 200mm de chuva.

 

 

Edited by Darley
  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites

Quantidade de dias com temperatura máxima abaixo dos 20° em Pinheiro Machado/RS 2019:

143 dias

 

Quantidade de dias com temperatura máxima abaixo dos 15°:

55 dias

 

Quantidade de dias com temperatura máxima abaixo dos 10°:

16 dias

 

Quantidade de dias com temperatura máxima abaixo dos 5°:

2 dias

Edited by Lucas Venturini
  • Like 15

Share this post


Link to post
Share on other sites

E num dia em que as máximas estão superando os 30ºc “Uruguai adentro”, o Rio de Janeiro segue sob infiltração marítima (embora tenha havido breves aberturas de sol, ao contrário de ontem) e temperaturas amenas, com máximas na casa dos 23/25ºc na maioria dos bairros.

 

Mas esta situação não é rara, me lembro de um janeiro em que na mesma tarde que Mar del Plata registrou uma das maiores máximas do verão (36ºc), o Rio de Janeiro estava com chuva e 22ºc (ZCAS).

 

A rampa da Pedra Bonita (alt 520 m) segue dentro das nuvens e a temperatura variou muito pouco por lá até agora, apenas 1ºc de amplitude até 16:40 (faz 16,6ºc agora, a máxima do dia por enquanto, e a mínima foi de 15,6ºc no início da manhã).  Esta máxima pode ser alterada a medida que o fluxo de ar úmido perde força, mas muito dificilmente vai chegar os 18ºc hoje.

 

Agora em Niterói (Ingá) céu com muitas nuvens (o sol já não aparece mais) e 22/23ºc, setembro vai se despedindo com um dia agradável e deve fechar ligeiramente acima da média de temperatura, bem longe das anomalias positivas entre significativas e históricas de janeiro/abril/maio/junho.

 

A seta vermelha indica o local aproximado da estação rampa Pedra Bonita, desde São Conrado: 

pedra-bonita-1-770.jpg

Edited by Wallace Rezende
  • Like 10
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Dia de bastante sol hoje na capital paulista.

Devido aos ventos marítimos , tivemos grande diferença entre as máximas na ZN e ZS.

 

Sesc Inmet teve máxima de 24.6 graus , já o Mirante chegou aos 29 graus .

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
57 minutos atrás, Wallace Rezende disse:

E num dia em que as máximas estão superando os 30ºc “Uruguai adentro”, o Rio de Janeiro segue sob infiltração marítima (embora tenha havido breves aberturas de sol, ao contrário de ontem) e temperaturas amenas, com máximas na casa dos 23/25ºc na maioria dos bairros.

 

Mas esta situação não é rara, me lembro de um janeiro em que na mesma tarde que Mar del Plata registrou uma das maiores máximas do verão (36ºc), o Rio de Janeiro estava com chuva e 22ºc (ZCAS).

 

A rampa da Pedra Bonita (alt 520 m) segue dentro das nuvens e a temperatura variou muito pouco por lá até agora, apenas 1ºc de amplitude até 16:40 (faz 16,6ºc agora, a máxima do dia por enquanto, e a mínima foi de 15,6ºc no início da manhã).  Esta máxima pode ser alterada a medida que o fluxo de ar úmido perde força, mas muito dificilmente vai chegar os 18ºc hoje.

 

Agora em Niterói (Ingá) céu com muitas nuvens (o sol já não aparece mais) e 22/23ºc, setembro vai se despedindo com um dia agradável e deve fechar ligeiramente acima da média de temperatura, bem longe das anomalias positivas entre significativas e históricas de janeiro/abril/maio/junho.

 

A seta vermelha indica o local aproximado da estação rampa Pedra Bonita, desde São Conrado: 

pedra-bonita-1-770.jpg

Vou para o Rio na sexta e fico até segunda. Estarei majoritariamente na Barra e, também, zona sul próxima ao mar e centro. Devo pegar uma variação de 20~30°C não? 

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, Lucas Venturini disse:

Quantidade de dias com temperatura máxima abaixo dos 20° em Pinheiro Machado/RS 2019:

120 dias

 

Quantidade de dias com temperatura máxima abaixo dos 15°:

55 dias

 

Quantidade de dias com temperatura máxima abaixo dos 10°:

16 dias

 

Quantidade de dias com temperatura máxima abaixo dos 5°:

2 dias

 

Dado extremamente interessante. Acho que só o Morro da Igreja deve bater isso daí (dos locais com estação).

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

dia muito seco, a Umidade máxima não passou dos 45%, e já às 6h estava em 35%, a tarde continuou no mesmo estilo, com média de 17% às 17h, mas deve ter chegado à 15% no momento mais crítico, agora ainda continua seco com 22%

  • Sad 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Victor Naia disse:

Vou para o Rio na sexta e fico até segunda. Estarei majoritariamente na Barra e, também, zona sul próxima ao mar e centro. Devo pegar uma variação de 20~30°C não? 

Parece que você vai pegar um pré-frontal (o tempo promete virar entre segunda e terça), mas que não será dos mais fortes.  Espere mínimas um pouco acima de 20ºc e máximas na faixa dos 27/29ºc.  Pode ser que um dia (maior chance no sábado, mas ainda pode mudar) supere os 30ºc, caso haja um fluxo de norte forte o suficiente para atrasar a chegada da brisa do mar.

 

A madrugada de sábado para domingo poderá ser mais abafada, na casa dos 23ºc.

Edited by Wallace Rezende
  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nasceram Cbs isolados (mais uma vez) neste último dia de setembro, nos sertões do PE e do PI.

image.png.2aa704c3b384bdf7e211a91d1ada11b1.png

Goes 14 - 2150 Z.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
8 horas atrás, Carlos Campos disse:

Bom dia, o norte paranaense tem clima de transição entre Tropical/Subtropical e os períodos de estiagem/excesso de chuvas variam muito, não só de ano para ano qto períodos de 2 anos com inverno seco e 2 ou 3 anos com precipitação "normal" (o q seria isso, num clima transitório?). Simplesmente não há como estabelecer uma normal aceitável nessas condições. Além disso, há o fator agravante dos anos (não muitos, é vdd) com acumulados bem acima do normal (já falei q não há como definir "normal" para áreas como o norte do Paraná ~ de SP para cima, é mais fácil).

Claro q compensações virão, e como não entendo nada de "lavoura" não tenho a menor idéia do q poderia ser feito para minimizar os efeitos da estiagem nas plantações qdo a água atrasa em chegar.

Em Rolândia, Set/1981 teve 15,0 mm e algo parecido ocorreu em Maringá, onde caíram apenas 27,6 mm, mas Outubro dakele ano foram 474,6 mm em Rolândia e 295,4 mm em Maringá (pouca água e depois, muita água).

O início de primavera 1981 e 1982 foi seco em Setembro e pluvioso em Outubro: 15,0/474,6 contra 34,6/247,0. Seguiram-se dois setembros bons (1983/1984) com 187,0/105,8 e então dois setembros ruim/não tão ruim (1985/1986):  43,6/58,6.

1988 teve 35,2 mm aí e 34,4 mm em Maringá e Outubro trouxe a compensação:  257,4 mm Rolândia, 270,1 mm Maringá...

Curiosidade: pelo histórico (1976/2019) o Setembro mais chuvoso foi o de 1998 (super El Nino) com 363,1 mm no teu kintal. E isso depois de um Agosto com 129,7 mm, e como tudo é feito de compensações, Novembro dakele ano deixou vcs com apenas 43,6 mm.

Outro ano de caprichos da natureza: 2004 (creio q vc já era nascido haha) - 38,2 mm em Setembro e 268,6 mm em Outubro. Em Maringá, 67,0/345,6.

O trimestre Ago/Set/Out 2007 foi seco: 9,0/0,0/62,5 (veja teus próprios registros e comente) mas choveu bem em Nov/Dez com total de 585,3 mm.

2011:  5,2 mm Set contra 255,1 mm em Outubro (Maringá, 31,7/193,9).

2015, muita água na primavera e no início do verão: Set 230,6/Out 290,5/Nov 365,6/Dez 333,2 (confere?).

2017:  30,8 mm Set, 268,6 mm Outubro.

 

(Isso me deu trabalho)

Abraço

Em setembro de 1998 o Super El Niño já tinha acabado e dado lugar a uma La Niña que duraria até 2001, sendo responsável pelo famoso inverno de 2000. 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
11 horas atrás, Carlos Campos disse:

Bom dia... Conheci 3 localidades q se ajustam perfeitamente na tua descrição.. Uma, na divisa de SC/RS (Várzea) e duas no RS, logo abaixo da divisa: Silveira e Faxinal Preto. Todas elas ligadas ao resto do Brasil por estradas esburacadas e sem cobertura asfáltica (não sei como está, hoje)...e todas acima da cota altimétrica de 1.000m, sendo q Silveira e Faxinal Preto situam-se acima dos 1.150m.  

Parece, pelo q me contaram, q esses locais prosperavam (dentro das devidas possibilidades) enquanto ainda haviam as grandes madeireiras e à partir de meados dos anos 1980 declinaram (não haviam mais grandes áreas cobertas por araucárias, sendo substituídas pelo Pinus mas em menor escala). 

Muitos moradores venderam suas pekenas fazendas e foram então morar em outras cidades, como por exemplo Caxias do Sul, Bom Jesus, São Joaquim, Bom Jardim, etc. Na vdd, com a morte dos patriarcas da 3 geração e com a proximidade da morte dos da 2 geração, não havia mais interesse da parte dos filhos e netos em continuar vivendo nesses locais tão dificultosos. Eu me recordo bem das minhas inúmeras explorações particulares pelos arredores da região no começo da década de 1990 e do sentimento de tristeza (na verdade, uma mistura de tristeza e satisfação) q tomava conta de mim ao ver as casas abandonadas, com árvores crescendo nas partes internas das mesmas e suas copas saindo pelos telhados... E, por que "satisfação"? Pq já sabia nakela época q a única forma de preservação do meio ambiente é a ausência do ser humano. Para entender (acho difícil não entender algo tão óbvio) basta lembrar q atualmente só existe uma ínfima parte da cobertura florestal q havia em meados do século passado.  

Não estou sendo radical, dizendo q a ausência do ser humano em determinados lugares é necessária... Basta observar e entender como está a situação do meio-ambiente nos dias atuais. O homem não está preparado para conviver em harmonia com a natureza. Não está preparado e não está interessado, pra falar bem a vdd.

Então, lá estão essas "deadwood's" q tanto me encantaram e pelo q vc disse, ainda se mantém como nakela época q estive por lá...

Setembro é o mês das tempestades e dos granizos (como vc já mencionou em outro post) também na região das "cidades mortas" e não raras vezes presenciei noites tenebrosas entre Set/Outubro. Em algumas ocasiões o nevoeiro da viração cobria tudo e inesperadamente se ouvia estouros de trovões ao longe... akilo me animava a tal ponto q era como se a própria eletricidade do relâmpago percorresse minhas veias. Dependendo de qual Massa de Ar ganhasse a batalha, teríamos sol e calor, ou então mais algumas geadas tardias (q nas baixadas seriam akivalentes às geadas mais fortes do inverno aki na minha região). 

Em Silveira existem 2 rios de cachoeira q tem seus leitos paralelos, porém com um curioso desnível entre os 2 e nessas tempestades de primavera alguns pontos de estrada ficavam cobertos pelas águas por vários dias (era assim).

Boas e ruins recordações...

Abraço

Vc falou sobre como a ausência de humanos ajuda a natureza, e eu presencio isto, eu morava em um sítio que tinha vários sítios vizinhos com pessoas, nessa época o máximo de animal selvagem que se via era tatu e lebre, já hoje em dia essa região em que eu morei já não tem ninguém, alguns sítios continuam com plantações padrões, e outras grande parte virou mato ou eucalipto, e é lindo ir lá e ver como a natureza ocupou o local, tem até papagaios e macacos

  • Like 2
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 horas atrás, Wallace Rezende disse:

E num dia em que as máximas estão superando os 30ºc “Uruguai adentro”, o Rio de Janeiro segue sob infiltração marítima (embora tenha havido breves aberturas de sol, ao contrário de ontem) e temperaturas amenas, com máximas na casa dos 23/25ºc na maioria dos bairros.

 

Mas esta situação não é rara, me lembro de um janeiro em que na mesma tarde que Mar del Plata registrou uma das maiores máximas do verão (36ºc), o Rio de Janeiro estava com chuva e 22ºc (ZCAS).

 

A rampa da Pedra Bonita (alt 520 m) segue dentro das nuvens e a temperatura variou muito pouco por lá até agora, apenas 1ºc de amplitude até 16:40 (faz 16,6ºc agora, a máxima do dia por enquanto, e a mínima foi de 15,6ºc no início da manhã).  Esta máxima pode ser alterada a medida que o fluxo de ar úmido perde força, mas muito dificilmente vai chegar os 18ºc hoje.

 

Agora em Niterói (Ingá) céu com muitas nuvens (o sol já não aparece mais) e 22/23ºc, setembro vai se despedindo com um dia agradável e deve fechar ligeiramente acima da média de temperatura, bem longe das anomalias positivas entre significativas e históricas de janeiro/abril/maio/junho.

 

A seta vermelha indica o local aproximado da estação rampa Pedra Bonita, desde São Conrado: 

pedra-bonita-1-770.jpg

Wallace Rezende,

o Rio de Janeiro é muito bonito, a soma de montanhas com formatos interessantes(Pedra da Gávea, Pão de Açúcar e também o Morro dos Dois Irmãos),Restinga da Marambaia,o Jardim Botânico,mais as praias, os enormes Parques, como a Parque Nacional da Floresta da Tijuca  e a maior Floresta urbana do mundo,o Parque Estadual da Pedra Branca com 125 quilômetros quadrados.

Edited by marinhonani
  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 horas atrás, Victor Naia disse:

Vou para o Rio na sexta e fico até segunda. Estarei majoritariamente na Barra e, também, zona sul próxima ao mar e centro. Devo pegar uma variação de 20~30°C não? 

Victor Naia, 

vai pegar calorão no domingo e segunda.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, Leandro Leite disse:

Em setembro de 1998 o Super El Niño já tinha acabado e dado lugar a uma La Niña que duraria até 2001, sendo responsável pelo famoso inverno de 2000. 

Sim, terminou sua atividade no Pacífico em ~junho/98, porém os efeitos indiretos (e foram inúmeros) persistiram por mais alguns meses.

IMG_20190930_214623.thumb.jpg.137ca97deb1cd2e4437f5af9196db468.jpg

 

Quando se trata de fenômenos abrangentes, de larga escala e longa duração, os reflexos não são imediatos, tanto no início quanto no final. 

 

Abraço

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
6 horas atrás, Lucas Venturini disse:

Quantidade de dias com temperatura máxima abaixo dos 20° em Pinheiro Machado/RS 2019:

143 dias

 

Quantidade de dias com temperatura máxima abaixo dos 15°:

55 dias

 

Quantidade de dias com temperatura máxima abaixo dos 10°:

16 dias

 

Quantidade de dias com temperatura máxima abaixo dos 5°:

2 dias

Frio, sem dúvida alguma!

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

O mês de setembro termina aqui no Alphaville JF com temperatura média de 19,3 C. Pequena anomalia positiva se comparado com média 2008-18 observado na UFJF, com altitude semelhante `aquela que temos aqui - 900 e poucos metros.

 

A máxima de hoje, 24,9C é a maior observada desde 21/9/19, que marcou 29,6 C. No momento, 22h,  16,8 C e UR 88%.

 

Boa noite a todos!

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

A Serra da Mantiqueira registrou um bom frio hoje cedo.

 

-0,3ºC estação Parque Nacional de Itatiaia-MG

2,2ºC  bairro do Charco/Delfim Moreira-MG

4,2ºC estação Monte Verde/Camanducaia-MG.

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boa noite! Em Buenos Aires tivemos uma madrugada abafada e com vento. A mínima foi de 19°C e, portanto, nao tivemos a primeira acima de 20°C da temporada, mas de qualquer forma foi a maior desde 2 de abril já. O dia comecou com céu parcialmente nublado, mas logo as nuvens tomaram conta do céu e tivemos algumas pancadas de chuva, algumas até fortes e com raios e trovoes por volta das 11h30-12h30. Mas foi rápido. A tarde foi nublada, com aberturas de sol e abafada, com máxima de 27,6°C. A pressao baixou bastante, chego a 996,7 hpa.

 

Agora temos céu parcialmente nublado, 20°C, URA de 71%, vento leste a 14 km/h e pressao ainda baixa, em 1.000,6 hpa. Há várias células de tempestades nas proximidades: umas sobre o rio da Prata, outras ao sudoeste da cidade. Vamos ver se chega algo aqui, mas Buenos Aires é meio pé frio pra tempestade, vive desviando ou perdendo forca ao chegar aqui.

 

Amanha o dia será nublado, com possibilidade de chuva principalmente de madrugada e de manha. Vai ventar bastante de sudeste e a temperatura cai, com mínima de 15°C e máxima de 20°C segundo o SMN. O sol nasce às 6h30 e se poe às 18h56.

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites

Máxima hoje foi de 37,2°C em Itapiranga após mínima de 11,9°C. Valor ainda menor que os 38,4°C do dia 9 deste mês porém com mais variação.

 

No litoral e áreas próximas ainda relativamente ameno, com máximas abaixo de 25°C, com exceção do litoral sul.

 

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites
8 horas atrás, Wallace Rezende disse:

Parece que você vai pegar um pré-frontal (o tempo promete virar entre segunda e terça), mas que não será dos mais fortes.  Espere mínimas um pouco acima de 20ºc e máximas na faixa dos 27/29ºc.  Pode ser que um dia (maior chance no sábado, mas ainda pode mudar) supere os 30ºc, caso haja um fluxo de norte forte o suficiente para atrasar a chegada da brisa do mar.

 

A madrugada de sábado para domingo poderá ser mais abafada, na casa dos 23ºc.

Muito obrigado. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.