Jump to content
Brasil Abaixo de Zero
Augusto Goelzer

Monitoramento e Previsão - Brasil/América do Sul - Agosto/2019

Recommended Posts

6 horas atrás, Felipe Backendorf disse:

Impressionante a fumaça hoje no centro-sul do Brasil. Neste momento, acima do frio superfícial e das instabilidades a fumaça das queimadas da amazônia encobre a região metropolitana de Curitiba:

 

image.thumb.png.1a3682e6527e6bba6fd4b3e045dd06dd.png

 

Incrível.

 

No vale o dia é frio e úmido, ás 15h faz 12,5C no INMET/Indaial e 13,6C no AlertaBlu/Blumenau. Já em floripa frio seco, apesar do céu encoberto faz 16C com umidade em 59% no aeroporto e o vento sul derruba a sensação térmica

Felipe foi a tarde mais fria do ano?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Previsões dos modelos desanimam bastante em relação às chuvas no centro do Brasil nos próximos 10/15 dias.

 

Europeu ainda dá algum alento, mostrando aumento das chuvas no sul da Amazônia, o que ajudará nas queimadas por lá. Já o GFS  mostra uma situação bem pior.

 

Europeu 12z desta segunda, 19 de agosto. Chuva nos próximos 10 dias.

D99GSD6.png

 

 

GFS 18z desta segunda, 19 de agosto. Chuva nos próximos 15 dias

tyx18ZG.png

  • Like 3
  • Sad 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

A tarde possivelmente mais fria e de menor amplitude térmica de 2019: mínima 7,6°C e máxima 8,0°C.

Variação de 0,4°C em 6h.

Fica difícil saber qual dado é o mais interessante, se a baixa temperatura ou a minúscula variação térmica...

A altura pluviométrica chegou aos 25mm.

IMG_20190819_221308.thumb.jpg.54048a2e2f3fef1be13de713737c29ea.jpg

 

  • Like 6

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Aldo Santos disse:

 

Renan, você chegou a comparar as leituras horárias da convencional (0, 12 e 18h UTC) com as da automática nos mesmos horários?

A leitura horária é feita em termômetro diferente daquele de máximas, o de bulbo seco do psicrômetro.

Pode até dar diferença em dias de máxima invertida, em que a temperatura só cai, porque como o abrigo da convencional é muito maior do que o da automática, ele tem resposta mais lenta.

Também, pelo mesmo motivo, pode dar alguma diferença na leitura de 12h UTC (9h da manhã) em dias de elevação muito rápida.

Mas em dias normais deveriam ser próximas.

 

A primeira vez que diferença entre automática e convencional de Juiz de Fora me chamou a atenção foi naquela onda de calor de outubro de 2014, quando a convencional marcou 36,6ºc e a automática não passou de 35,..ºc.  Pena que o INMET não disponibiliza os dados das automáticas para consulta da forma como faz com as convencionais pelo BDMEP, que seria mais fácil tentar comparar essas diferenças ao longo do tempo.  Se for mesmo um problema no termômetro de máxima não será a primeira vez, foi exatamente isso que aconteceu na convencional de Brasília ("nas barbas" do INMET) por quase 2 anos até ser corrigido sorrateiramente em junho de 2017 (o termômetro de máxima foi trocado, evidenciado pelo fato de que um dia do mês ficou sem máxima, e a partir do dia seguinte as diferenças, que sempre rondavam  1ºc/1,5ºc, voltaram à estaca zero).

 

Um pequeno teste com os dias mais quentes de 2014 e 2015 em Juiz de Fora já indica uma diferença acima do esperado entre a leitura das 18z e a máxima.  Ainda que em alguns dias a passagem de nuvens/instabilidades certamente responda pela maior flutuação, acho que a diferença média está grande.  Claro que esta comparação fica muito prejudicada sem os valores horários da automática, e até sem saber a pontualidade do observador (sim!), mas segue como curiosidade que pode levar a uma investigação melhor.  Uma comparação da diferença média entre "18z aut X Tmax aut" e "18z conv X Tmax conv" por um período de dias seria interessante.

 

14/10/2014: 36,2ºc(Tx) 31ºc (18z)

19/10/2014: 36,6ºc(Tx) 32,1ºc (18z)

25/09/2015: 35,3ºc(Tx) 32,4ºc (18z)

16/10/2015: 35,6ºc(Tx) 33,8ºc (18z)

 

Mas fica uma dica: se alguém tiver a disponibilidade de fazer, tendo um termômetro digital calibrado, tentar pedir ao observador que deixe o seu digital passar uma temporada no abrigo (ao menos 24 horas, de preferência ao menos uma vez com tempo aberto), e depois comparar com os valores anotados.  Já ajudaria a testar hipóteses como superaquecimento do abrigo ou termômetro de máxima descalibrado.  Também há o famoso erro de paralaxe, não deveria acontecer algo tão básico mas nunca se sabe.  Abordagem científica deixa todas as possibilidades em aberto.

 

Voltando ao monitoramento: até agora a mudança do tempo foi mais lenta que o esperado na Região Metropolitana do Rio; não digo a queda de temperatura que seria bem lenta mesmo e sem destaques (está dentro do script), mas quase todas as previsões já indicavam uma chuva mais generalizada (ainda que fraca) na noite de hoje, e até agora só tivemos chuviscos esparsos e chuva fraca isolada.  Agora 22ºc e sem chuva em Niterói, só chuviscou muito fraco mais cedo.  Continua a previsão de tardes frescas para toda a semana, com noites sem maior queda de temperatura típicas do tempo nebuloso.

Edited by Wallace Rezende
  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Temperatura máxima mais baixa do ano em capitais até a presente data:

Porto Alegre/RS: 10.7º  

Curitiba/PR: 11.1º

São Paulo/SP: 12º

Campo Grande/MS: 15.4º

Florianópolis/SC: 16.2º

Belo Horizonte/MG: 19.6º

Brasilia/DF: 21.1º

Cuiabá: 21.6º

Goiânia/GO: 23.2º

Rio Branco: 23.4º

 

Dados automaticos da Agritempo ou seja é claro que eles levam em consideração os registros a partir da 00:00 até as 23:59 do mesmo dia.

 

 

 

 

Edited by Lucas Venturini
  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bom dia BAZianos!

 

Aqui na Cidade Alta (JF) mínima de 15,6 C hoje pela manhã, céu nublado com chuviscos. No momento, 7h50m, 16,0C.

Estou vendo as previsões e me parece que teremos um período de frio não extremo mas de duração mais longa, com maior desvio em relação 'as máximas que em relação 'as mínimas.

Pelo modelo europeu vamos de máxima sub-20 de quarta a quarta! Vamos acompanhar. 

Talvez tenhamos a menor máxima registrada aqui na minha novíssima estação (menor máxima 17,0 C, medições desde '14/8/19).

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
9 horas atrás, Lucas Venturini disse:

Dados automaticos da Agritempo ou seja é claro que eles levam em consideração os registros a partir da 00:00 até as 23:59 do mesmo dia.

 

Dados UTC.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
10 horas atrás, Wallace Rezende disse:

A primeira vez que diferença entre automática e convencional de Juiz de Fora me chamou a atenção foi naquela onda de calor de outubro de 2014, quando a convencional marcou 36,6ºc e a automática não passou de 35,..ºc.  Pena que o INMET não disponibiliza os dados das automáticas para consulta da forma como faz com as convencionais pelo BDMEP, que seria mais fácil tentar comparar essas diferenças ao longo do tempo.  Se for mesmo um problema no termômetro de máxima não será a primeira vez, foi exatamente isso que aconteceu na convencional de Brasília ("nas barbas" do INMET) por quase 2 anos até ser corrigido sorrateiramente em junho de 2017 (o termômetro de máxima foi trocado, evidenciado pelo fato de que um dia do mês ficou sem máxima, e a partir do dia seguinte as diferenças, que sempre rondavam  1ºc/1,5ºc, voltaram à estaca zero).

 

Um pequeno teste com os dias mais quentes de 2014 e 2015 em Juiz de Fora já indica uma diferença acima do esperado entre a leitura das 18z e a máxima.  Ainda que em alguns dias a passagem de nuvens/instabilidades certamente responda pela maior flutuação, acho que a diferença média está grande.  Claro que esta comparação fica muito prejudicada sem os valores horários da automática, e até sem saber a pontualidade do observador (sim!), mas segue como curiosidade que pode levar a uma investigação melhor.  Uma comparação da diferença média entre "18z aut X Tmax aut" e "18z conv X Tmax conv" por um período de dias seria interessante.

 

14/10/2014: 36,2ºc(Tx) 31ºc (18z)

19/10/2014: 36,6ºc(Tx) 32,1ºc (18z)

25/09/2015: 35,3ºc(Tx) 32,4ºc (18z)

16/10/2015: 35,6ºc(Tx) 33,8ºc (18z)

 

Mas fica uma dica: se alguém tiver a disponibilidade de fazer, tendo um termômetro digital calibrado, tentar pedir ao observador que deixe o seu digital passar uma temporada no abrigo (ao menos 24 horas, de preferência ao menos uma vez com tempo aberto), e depois comparar com os valores anotados.  Já ajudaria a testar hipóteses como superaquecimento do abrigo ou termômetro de máxima descalibrado.  Também há o famoso erro de paralaxe, não deveria acontecer algo tão básico mas nunca se sabe.  Abordagem científica deixa todas as possibilidades em aberto.

 

Voltando ao monitoramento: até agora a mudança do tempo foi mais lenta que o esperado na Região Metropolitana do Rio; não digo a queda de temperatura que seria bem lenta mesmo e sem destaques (está dentro do script), mas quase todas as previsões já indicavam uma chuva mais generalizada (ainda que fraca) na noite de hoje, e até agora só tivemos chuviscos esparsos e chuva fraca isolada.  Agora 22ºc e sem chuva em Niterói, só chuviscou muito fraco mais cedo.  Continua a previsão de tardes frescas para toda a semana, com noites sem maior queda de temperatura típicas do tempo nebuloso.

 

Infelizmente eu também não tenho os dados mais antigos da estação automática para fazer a comparação, mas minha memória não se deixa enganar, realmente a diferença era menor antigamente, hoje se acentuou um pouco mais. Até a grande mídia aqui da cidade só usa os dados da estação automática atualmente. 

 

O que eu deveria fazer ? Considero os 36,6ºC da Convencional de Outubro-14 como oficiais ? Sempre os considerei dessa forma.... nesse mesmo evento, minha estação registrou 37,1ºC (no mesmo dia). DIferença demasiadamente pequena para mais de 200m de altitude...

 

Olhando mais para trás, o recorde de calor na minha Davis ocorreu em Outubro-2012, quando obtive 38,3ºC no dia 31 e o INMET-convencional teve...34,7ºC. Só que nessa ocasião a minha estação estava num local menos ventilado, então pode haver influência no resultado. 

 

Tomando como exemplo dois meses que foram muito acima da média na temperatura e sob condições atmosféricas de bloqueio aqui na região: Janeiro-14 e Maio-19. E agora comparando os dados da convencional com a minha estação, respectivamente:

 

Máximas Jan-14: 30,2ºC x 32,0ºC = 01,8ºC diferença

Mínimas Jan-14: 18,9ºC x 18,3ºC

 

Máximas Mai-19: 24,9ºC x 26,5ºC = 01,6ºC diferença

Mínimas Mai-19: 17,0ºC x 15,9ºC

 

Historicamente, a diferença na média das máximas entre INMET-Convencional e minha estação fica em torno dos 2ºC no verão e 01,5ºC no inverno. Já com a estação automática, essa diferença aumenta para uns 3ºC no verão e 02,5ºC no inverno. E se eu te dissesse que não tenho a menor ideia de qual valor é o real ? E se a convencional estiver mais descalibrada "para cima" e a automática mais descalibrada "para baixo" ? A única forma deu tirar isso a limpo vai ser fazer um levantamento completo entre a convencional e a minha estação. Avaliar, mês a mês, desde Outubro-2012 (quando instalei a Davis), se houve mudança na diferença média de temperatura entre aqui e lá. Talvez resida aí alguma chance da análise surtir efeito.  

 

Independente de qual seja a verdade, continuarei tabelando ambas as estações. Mas os cálculos de anomalias, desde Abril-19 tenho usado a automática. E está fazendo mais sentido as anomalias dela, quando comparo com os dados de estações do INMET próximas.

Edited by Renan
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Em São Paulo/SP a virada do tempo na tarde de ontem foi manchete principal no jornal.

capa.png

Já aqui em Curitiba/PR, possível morte em decorrência do frio na região metropolitana da Capital:

cwb.png

Edited by Lucas Venturini
  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bom dia a todos!

No momento, no Centro Histórico de Porto Alegre, 12°c. 

A METSUL está prevendo entre 6ºc e 15ºc amanhã (quarta-feira) e entre 4ºc e 18ºc para quinta-feira na capital gaúcha. A madrugada mais fria, portanto, deverá ser a de quinta-feira. 

No próximo final de semana (segundo o site "Tempo.com") temperatura mais amena, mas que não chegará a ser "calor", bem longe disso.

Uma terça-feira com muita paz a todos nós!   

  

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

E essa frente fria semi-estacionária já começa a travar sua batalha com o ar quente. E assim começam a pipocar instabilidades sobre o Sudeste, ainda isoladas. 

 

Estamos com descargas elétricas nesse momento no sul e sudoeste de Minas, áreas de SP e extremo oeste do RJ:

 

pffeiffferrr.jpg.f92bd6f9d3a2015db6fd0580ec591bd1.jpg

 

 

  • Like 6

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Lucas Venturini disse:

Em São Paulo/SP a virada do tempo na tarde de ontem foi manchete principal no jornal.

capa.png

Já aqui em Curitiba/PR, possível morte em decorrência do frio na região metropolitana da Capital:

cwb.png

Acontece em SP ...tá na mídia hehe .

 

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 11/08/2019 em 18:07, Luiz Henrique. disse:

Ontem a tarde a estação da Cetesb/Boqueirão em Santos saiu do ar e não consegui acompanhar os dados completos, mas fui ver agora e surpreendeu: chegamos a quentes 37,4℃.

Na estação da Ponta da Praia atingiu 37,2℃. Não tenho os dados de agosto em outros anos, mas se não bateu o recorde de calor para o mês, deve ter ficado bem perto.

 

Hoje o dia está totalmente diferente de ontem, com uma garoa persistente desde a manhã e a temperatura na casa dos 20℃. Isso que eu chamo de mudança radical!

 

Me manda teu e-mail no privado que eu te envio os dados completos de Santos. Tenho tudo tabelado desde o início. 👍

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
26 minutos atrás, Bruno Maon disse:

 

Me manda teu e-mail no privado que eu te envio os dados completos de Santos. Tenho tudo tabelado desde o início. 👍

Manda aqui tbm!!!

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Temos garoas aqui na ZS de SP .

 

Sesc Inmet as 12 h tinha 14.5 graus , depois de uma mínima de 12.9 graus .

 

Dia invernal em SP.

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boa tarde...

Por enquanto, máxima de 11,0°C nesta terça-feira. 

Ainda com tempo instável e com alguma chuva fraca nas redondezas..

IMG_20190820_130445.jpg.4cdf65b1e2df2a53536f650ec360667b.jpg

1566317264324.thumb.jpg.cf8bd136cffcdb638ab8d4c3610a117e.jpg

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites
17 horas atrás, Beto Krepsky disse:

Felipe foi a tarde mais fria do ano?

 

Foi. e também a menor máxima lá em casa, 15,3C invertido. registros horários da davis 19/08/2019:

 

image.png.6ab95a385d92bd47c932d6f2c389bf6e.png

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Enfim a chuva chegou, não é forte mas é suficiente para melhorar a umidade e qualidade geral do ambiente. Acumulou 1mm até agora, hehehe. Faz 19,1°C , mas está em queda. 

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 horas atrás, Lucas Venturini disse:

 

 

É bom dizer que o fato do "dia virar noite" já aconteceu outras vezes na cidade de São Paulo, com grandes nuvens de cumulonimbus.

A diferença é que o fenômeno foi localizado, ficando restrito à área de influência da nuvem.

 

Diferentemente, ontem escureceu numa área bem maior do que toda a região metropolitana.

 

 

  • Like 6

Share this post


Link to post
Share on other sites

Apesar desse agosto até agora não ter tido nenhuma MP com mínimas baixas para cá, a chuva não está decepcionando de jeito nenhum

Hoje chuvas fracas intercalando com o sol e por enquanto acumulado 7mm.

 

Com isso o mês tem 40mm de chuva, o dobro da média para o mês de agosto.

 

Pela previsão do europeu não vai ter nenhum calor significativo aqui até o fim do mês, mas também nenhuma mínima abaixo da média.

 

  • Like 7

Share this post


Link to post
Share on other sites

Em compensação pelo  GFS o calor do centro do país se direciona e cozinha o norte da Argentina no final do mês, Além do Paraguai e Uruguai, até o RS, depois viria uma baita FF varrendo tudo isso no início de Setembro. 

  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites

Máxima de 40,4°C em Palmas hoje no INMET CONV. 

 

Hoje realmente esquentou muito na cidade. Chegando em casa a noite vejo quanto deu no meu termômetro, ontem tive 39,9°C nele. 

IMG_20190820_114959408.jpg

IMG_20190820_091655408_HDR.jpg

  • Like 10
  • Thanks 1
  • Haha 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.