Jump to content
Brasil Abaixo de Zero
Augusto Goelzer

Monitoramento e Previsão - Brasil/América do Sul - Agosto/2019

Recommended Posts

Nani, você mesmo realiza medições da chuva em Laje do Muriaé?  Quantos meses/anos de dados você tem?

 

O último janeiro com chuvas em geral bem distribuídas e dentro ou acima da média pelo interior do RJ foi o de 2016, quando uma ZCAS turbinada por uma frente fria trouxe chuvas generalizadas que avançaram por RJ/MG e chegaram até a Bahia, onde várias cidades quebram o recorde de chuva para o mês em décadas (pena que depois o resto do verão foi seco).

 

Lembro que em janeiro de 2012 a automática do INMET em Muriaé registrou em torno de 700 mm e se não me engano um pluviômetro do Inea em Laje do Muriaé chegou aos 800 mm ou perto disso.  01/2012 foi um mês bem chuvoso em grande parte do interior/norte do RJ e em muitas cidades de MG também, tanto que Barbacena também superou os 700 mm na automática, o que foi de longe o mês mais chuvoso já registrado pelo INMET na cidade (lamentavelmente na convencional, com série mais longa e em outro bairro, não houve observação em vários dias de janeiro de 2012).

 

Em janeiro de 2011, apesar do aguaceiro da madrugada do dia 12 que detonou a tragédia em parte da Região Serrana (quase 1000 mortos no total), choveu muito pouco depois deste dia, e os acumulados mensais não chamaram a atenção em nenhuma região do estado, ficando até abaixo da média em algumas áreas.

 

O destaque em grande parte do interior do RJ (ao norte da Serra do Mar) neste século foi janeiro de 2007, com precipitação muito acima da média em inúmeros municípios como Petrópolis, Teresópolis, Friburgo, Cordeiro, Sumidouro, Bom Jardim, Santo Antônio de Pádua... (caso a convencional de Friburgo não tivesse fechado em 2003, janeiro de 2007 seria um grande candidato a quebrar o recorde mensal de chuva já que vários pluviômetros registraram de 700 a 900 mm pela área), com anomalias positivas de chuva avançando muito além da divisa pelo estado de MG.

 

Janeiro de 2003 foi outro bom mês para chuvas em quase todo o RJ e grande parte de MG (o segundo mais chuvoso na capital mineira), pegando a RM do RJ também (Copacabana/sul teve uma chuva de 220 mm em 4 horas entre os dias 24 e 25 de janeiro). 

 

Voltando um pouco mais, janeiro de 1985 foi bem chuvoso na maior parte do RJ e trouxe recordes de chuva mensal que ainda não foram quebrados até de hoje para cidades de MG relativamente distantes entre si como Juiz de Fora, Governador Valadares e Belo Horizonte (na capital mineira foram 850 mm de chuva, o recorde da cidade para qualquer mês e também para uma capital do centro-sul em estação principal). 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
10 horas atrás, Wallace Rezende disse:

Nani, você mesmo realiza medições da chuva em Laje do Muriaé?  Quantos meses/anos de dados você tem?

 

O último janeiro com chuvas em geral bem distribuídas e dentro ou acima da média pelo interior do RJ foi o de 2016, quando uma ZCAS turbinada por uma frente fria trouxe chuvas generalizadas que avançaram por RJ/MG e chegaram até a Bahia, onde várias cidades quebram o recorde de chuva para o mês em décadas (pena que depois o resto do verão foi seco).

 

Lembro que em janeiro de 2012 a automática do INMET em Muriaé registrou em torno de 700 mm e se não me engano um pluviômetro do Inea em Laje do Muriaé chegou aos 800 mm ou perto disso.  01/2012 foi um mês bem chuvoso em grande parte do interior/norte do RJ e em muitas cidades de MG também, tanto que Barbacena também superou os 700 mm na automática, o que foi de longe o mês mais chuvoso já registrado pelo INMET na cidade (lamentavelmente na convencional, com série mais longa e em outro bairro, não houve observação em vários dias de janeiro de 2012).

 

Em janeiro de 2011, apesar do aguaceiro da madrugada do dia 12 que detonou a tragédia em parte da Região Serrana (quase 1000 mortos no total), choveu muito pouco depois deste dia, e os acumulados mensais não chamaram a atenção em nenhuma região do estado, ficando até abaixo da média em algumas áreas.

 

O destaque em grande parte do interior do RJ (ao norte da Serra do Mar) neste século foi janeiro de 2007, com precipitação muito acima da média em inúmeros municípios como Petrópolis, Teresópolis, Friburgo, Cordeiro, Sumidouro, Bom Jardim, Santo Antônio de Pádua... (caso a convencional de Friburgo não tivesse fechado em 2003, janeiro de 2007 seria um grande candidato a quebrar o recorde mensal de chuva já que vários pluviômetros registraram de 700 a 900 mm pela área), com anomalias positivas de chuva avançando muito além da divisa pelo estado de MG.

 

Janeiro de 2003 foi outro bom mês para chuvas em quase todo o RJ e grande parte de MG (o segundo mais chuvoso na capital mineira), pegando a RM do RJ também (Copacabana/sul teve uma chuva de 220 mm em 4 horas entre os dias 24 e 25 de janeiro). 

 

Voltando um pouco mais, janeiro de 1985 foi bem chuvoso na maior parte do RJ e trouxe recordes de chuva mensal que ainda não foram quebrados até de hoje para cidades de MG relativamente distantes entre si como Juiz de Fora, Governador Valadares e Belo Horizonte (na capital mineira foram 850 mm de chuva, o recorde da cidade para qualquer mês e também para uma capital do centro-sul em estação principal). 

 

Janeiro de 1985 foi o mês mais chuvoso da história de Juiz de Fora: foram 715,4mm acumulados. E Janeiro de 2007 foi o segundo mais chuvoso, com 585,4mm.

 

Confira como foram as temperaturas e precipitações em Janeiro-85 aqui:

 

image.png.88d1575d5b41e38e9b1ba8e9ee78f31a.png

 

- Nota-se que o período crítico das precipitações deu-se no fim do mês, entre os dias 23 e 28. 

- Essas temperaturas baixas para a época não deixam dúvidas: Houve uma forte ZCAS associada com uma intensa frente fria e massa polar.

- A máxima absoluta de apenas 27,8ºC mostra o quanto foi um mês nublado.

- As anomalias foram: -02,5ºC nas máximas e -00,6ºC nas mínimas.

  • Like 10

Share this post


Link to post
Share on other sites

Devido a falta de chuva, vários pontos da Grande Florianópolis enfrentam problemas no abastecimento de água.

Em alguns locais já faz quase 10 dias que nada chega nas torneiras.

 

Rio Vargem do Braço

89.jpg.f5abe68aa65d2eb26574cdb285c96643.jpg

 

52.thumb.jpg.c8bf4ffe13f097993a02b09936e7550e.jpg

 

 

 

  • Like 2
  • Sad 5

Share this post


Link to post
Share on other sites

Niño 1+2 predominantemente negativo é isso aí, estiagens pelo Sul do Brasil.

 

Máxima de 27,9 as 13:15, depois o vento mudou de direção e refrescou levemente mesmo com sol. Tempo parcialmente encoberto agora e 24,2. A minima foi de 17,7

 

Amanhã um pouco de calor ainda, entre terça (13/08) e quinta (15/08) pode ter um certo frio. Essa primeira quinzena está sendo marcada por uma montanha russa nas temperaturas.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 minuto atrás, LucianoD disse:

Niño 1+2 predominantemente negativo é isso aí, estiagens pelo Sul do Brasil.

 

Máxima de 27,9 as 13:15, depois o vento mudou de direção e refrescou levemente mesmo com sol. Tempo parcialmente encoberto agora e 24,2. A minima foi de 17,7

 

Amanhã um pouco de calor ainda, entre terça (13/08) e quinta (15/08) pode ter um certo frio. Essa primeira quinzena está sendo marcada por uma montanha russa nas temperaturas.

 

Vai fazer um friozinho bacana aí no RS no fim de semana. Será uma massa polar de média intensidade e tiro curto, para depois vir o calibre mais grosso no dia 14.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
8 horas atrás, Renan disse:

 

Janeiro de 1985 foi o mês mais chuvoso da história de Juiz de Fora: foram 715,4mm acumulados. E Janeiro de 2007 foi o segundo mais chuvoso, com 585,4mm.

 

Confira como foram as temperaturas e precipitações em Janeiro-85 aqui:

 

image.png.88d1575d5b41e38e9b1ba8e9ee78f31a.png

 

- Nota-se que o período crítico das precipitações deu-se no fim do mês, entre os dias 23 e 28. 

- Essas temperaturas baixas para a época não deixam dúvidas: Houve uma forte ZCAS associada com uma intensa frente fria e massa polar.

- A máxima absoluta de apenas 27,8ºC mostra o quanto foi um mês nublado.

- As anomalias foram: -02,5ºC nas máximas e -00,6ºC nas mínimas.

nenhum dia com 30 graus ou mais. Nenhuma mínima acima de 20 graus. QUem dera uma Janeiro fosse assim aqui em Curitiba. Aliás, onde será que consigo achar igual a você o Janeiro mais frio, assim, dia por dia, mínima, máxima, precipitação?

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
50 minutos atrás, Renan disse:

 

Vai fazer um friozinho bacana aí no RS no fim de semana. Será uma massa polar de média intensidade e tiro curto, para depois vir o calibre mais grosso no dia 14.

O Europeu enfraqueceu muito a MP do dia 14 para cá .

 

A AAO bem negativa a princípio, parece que não vai trazer nada muito interessante .

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
9 horas atrás, Renan disse:

image.png.88d1575d5b41e38e9b1ba8e9ee78f31a.png

 

Nossa. Olha esse volume.

 

Esse janeiro de 1985 foi bem anormal. Kkkkk. Sobrou muita chuva até pro sertão da Paraíba:

image.png.0dd43ee52e03fa2cc48d1c56ec2636af.png

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boa tarde... 

Hoje foi um dia de grande variação térmica, principalmente nas baixadas aki no leste paranaense.

Registrei 8,4°C pela manhã e 27,4°C durante a tarde.

Estamos sob influência de ventos kentes q sopram do noroeste e tbm a proximidade de uma nova frente fria.

Nevoeiro fraco no início do dia, com friozinho de 8°C 👇1565297094800.thumb.jpg.e6af86166c5973e07fdcfd3764aee88a.jpg

 

Durante a tarde, houve formação de nuvens "congestus" e em alguns momentos parecia q iria ocorrer precipitação, mas a chuva passeou pelas áreas mais afastadas do município...

1565297321539.thumb.jpg.54640b28a2c2a9ee81f3e8e558036020.jpg1565296599535.thumb.jpg.2dbacfe219b1ee94eb8f7624d4efedf9.jpg

  • Like 6

Share this post


Link to post
Share on other sites

Entrando naquela sequência de dias xoxos hoje foi um repeteco de ontem, mínima de 14° e máxima de 24°

  • Like 3
  • Sad 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)
4 horas atrás, Felipe F disse:

Devido a falta de chuva, vários pontos da Grande Florianópolis enfrentam problemas no abastecimento de água.

Em alguns locais já faz quase 10 dias que nada chega nas torneiras.

 

Rio Vargem do Braço

89.jpg.f5abe68aa65d2eb26574cdb285c96643.jpg

 

52.thumb.jpg.c8bf4ffe13f097993a02b09936e7550e.jpg

 

 

 

Quanto tempo sem chover pra chegar a essa situação? Vejo que o sul é mais suscetível a esses problemas do que o sudeste. Aqui na região central de MG são 2 meses sem qualquer  chuva e 4 meses sem chuvas volumosas e mesmo assim não vemos isso. Só lá no norte de MG, mas lá são 6 meses pra mais de seca em alguns lugares. 

 

No Verão entendo que o sul possui maior insolação e é muito quente, o que ajuda a água a se perder mais rápido em caso de estiagem, se comparado ao sudeste no período seco, que é frio, mas até no inverno? O que explica isso?

Edited by RafaelBHZ
  • Like 4
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 06/08/2019 em 14:38, Darley disse:

2019 está sendo marcado pela chuva excessiva em algumas regiões.

Duas capitais já ultrapassaram a média de chuva anual ainda no primeiro semestre(São Luís e Fortaleza).

Em agosto, mais uma capital já superou a média: João Pessoa. A chuva do dia 02/08(16,6mm) foi a responsável por ultrapassar a marca de 1914mm. Agora João Pessoa está com 1932,8mm, e ainda tem o restante de agosto, setembro, outubro, novembro e dezembro. Vai aumentar ainda mais até lá.

Macapá deve ser a próxima da lista: com média de 2549,7mm, até agora o acumulado está em 2547mm. Faltam apenas 2,7mm para superar a média.

 

Atualizando:

Com os 9,2mm acumulados ontem, Macapá se tornou a quarta capital a ultrapassar a média anual de chuva. E mais 0,9mm acumulados hoje.

Com essas chuvas acumuladas de ontem e hoje, a capital do Amapá já está com 2557,1mm.

 

  • Like 6

Share this post


Link to post
Share on other sites
23 minutos atrás, RafaelBHZ disse:

Quanto tempo sem chover pra chegar a essa situação? Vejo que o sul é mais suscetível a esses problemas do que o sudeste. Aqui ma região central de MG são 2 meses sem qualquer  chuva e 4 meses sem chuvas volumosas e mesmo assim não vemos isso. Só lá no norte de MG, mas lá são 6 meses pra mais de seca em alguns lugares. 

 

No Verão entendo que o sul possui maior insolação e é muito quente, o que ajuda a água a se perder mais rápido em caso de estiagem, se comparado ao sudeste no período seco, que é frio, mas até no inverno? O que explica isso?

Excelente observação: temos no sul a estação em q os dias são realmente longos, comparando com outras Regiões. No Rio Grande do Sul tem ainda a agravante "estiagem" entre Dez/Fev. q aliada aos dias ainda mais longos do q aki no Paraná, torna a situação complicada, sobretudo na região da Campanha.

Falta de chuva durante o inverno em Curitiba é raro. A precipitação média de Julho fica em torno de 90mm, mas neste Julho q passou foram 15mm.. Agosto segue a mesma linha... Nada de chuva volumosa até agora. Estamos com aproximadamente 3mm na nossa região.

Ultimamente, de 1 mês para cá, ao invés de ouvirmos falar em chuva nas previsões, ouvimos "possibilidade de chuva"... Tá assim...

Não tenho certeza, mas sobre Florianópolis, acredito q o solo arenoso da ilha não contribua em nada para minimizar efeitos de estiagem prolongada.

 

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
36 minutos atrás, RafaelBHZ disse:

Quanto tempo sem chover pra chegar a essa situação? Vejo que o sul é mais suscetível a esses problemas do que o sudeste. Aqui na região central de MG são 2 meses sem qualquer  chuva e 4 meses sem chuvas volumosas e mesmo assim não vemos isso. Só lá no norte de MG, mas lá são 6 meses pra mais de seca em alguns lugares. 

 

No Verão entendo que o sul possui maior insolação e é muito quente, o que ajuda a água a se perder mais rápido em caso de estiagem, se comparado ao sudeste no período seco, que é frio, mas até no inverno? O que explica isso?

Deve ser porque o regime dos rios é muito dependente das chuvas, aqui aonde eu moro os rios não dependem muito da precipitação local, pode ficar anos sem chover que nenhum rio seca, isso por conta do aquífero guarani, tbm deve ser a mesma coisa em MG

  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 horas atrás, Rafael Rezende de loyola disse:

nenhum dia com 30 graus ou mais. Nenhuma mínima acima de 20 graus. QUem dera uma Janeiro fosse assim aqui em Curitiba. Aliás, onde será que consigo achar igual a você o Janeiro mais frio, assim, dia por dia, mínima, máxima, precipitação?

 

Mas Rafael, penso que Curitiba já deve ter registrado alguns Janeiros incrivelmente amenos na história, com certeza mais amenos que aqui. 

 

Convém lembrar que a estação está num topão, 200m mais alto que a cidade em média, o que contribui com a diminuição das temperaturas no verão.

 

Esse Janeiro de 85 foi bem ameno, mas não foi o mais frio já registrado. Esse título pertence a Janeiro-79, com incríveis 18,5°C de média compensada na estação do INMET daqui (equivalente a um Setembro morno). 

 

Quanto aos dados, eu retirei eles de uma tabela própria que eu fiz, usando os dados brutos do BDMEP. 

  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites
21 horas atrás, Wallace Rezende disse:

Nani, você mesmo realiza medições da chuva em Laje do Muriaé?  Quantos meses/anos de dados você tem?

 

O último janeiro com chuvas em geral bem distribuídas e dentro ou acima da média pelo interior do RJ foi o de 2016, quando uma ZCAS turbinada por uma frente fria trouxe chuvas generalizadas que avançaram por RJ/MG e chegaram até a Bahia, onde várias cidades quebram o recorde de chuva para o mês em décadas (pena que depois o resto do verão foi seco).

 

Lembro que em janeiro de 2012 a automática do INMET em Muriaé registrou em torno de 700 mm e se não me engano um pluviômetro do Inea em Laje do Muriaé chegou aos 800 mm ou perto disso.  01/2012 foi um mês bem chuvoso em grande parte do interior/norte do RJ e em muitas cidades de MG também, tanto que Barbacena também superou os 700 mm na automática, o que foi de longe o mês mais chuvoso já registrado pelo INMET na cidade (lamentavelmente na convencional, com série mais longa e em outro bairro, não houve observação em vários dias de janeiro de 2012).

 

Em janeiro de 2011, apesar do aguaceiro da madrugada do dia 12 que detonou a tragédia em parte da Região Serrana (quase 1000 mortos no total), choveu muito pouco depois deste dia, e os acumulados mensais não chamaram a atenção em nenhuma região do estado, ficando até abaixo da média em algumas áreas.

 

O destaque em grande parte do interior do RJ (ao norte da Serra do Mar) neste século foi janeiro de 2007, com precipitação muito acima da média em inúmeros municípios como Petrópolis, Teresópolis, Friburgo, Cordeiro, Sumidouro, Bom Jardim, Santo Antônio de Pádua... (caso a convencional de Friburgo não tivesse fechado em 2003, janeiro de 2007 seria um grande candidato a quebrar o recorde mensal de chuva já que vários pluviômetros registraram de 700 a 900 mm pela área), com anomalias positivas de chuva avançando muito além da divisa pelo estado de MG.

 

Janeiro de 2003 foi outro bom mês para chuvas em quase todo o RJ e grande parte de MG (o segundo mais chuvoso na capital mineira), pegando a RM do RJ também (Copacabana/sul teve uma chuva de 220 mm em 4 horas entre os dias 24 e 25 de janeiro). 

 

Voltando um pouco mais, janeiro de 1985 foi bem chuvoso na maior parte do RJ e trouxe recordes de chuva mensal que ainda não foram quebrados até de hoje para cidades de MG relativamente distantes entre si como Juiz de Fora, Governador Valadares e Belo Horizonte (na capital mineira foram 850 mm de chuva, o recorde da cidade para qualquer mês e também para uma capital do centro-sul em estação principal). 

Wallace Rezende,

a chuva começou a ser monitorada aqui em 17 dezembro de 1978, a partir de janeiro dados completos diários e mensais até hoje.

Começou com meu primo engenheiro civil, meu irmão que é engenheiro elétrico ajudava na coleta da chuva quando o primo viajava.Eu já admirava as tempestades com trovões e relâmpagos, depois pela ondas de frio,assumi a coleta de chuva quando meu irmão e o meu primo mudaram  para Niterói, na década de 1980, mas ajudava a medir a chuva também.

A maior chuva aqui em Laje do Muriaé, foi em janeiro de 1979 com 550,5 mm e 25 dias de chuva.Teve alguns janeiros acima de 400mm, como janeiro de 2007, janeiro de 2012.

Aqui em dezembro teve um mês com chuva acima de 500mm, foi em dezembro de 2008 com 531,7mm, no mês de dezembro de 2010 medi 465mm e dezembro de 1983 461mm.

O pluviômetro automático do Inea aqui no município de Laje do Muriaé, ficava a montante da cidade, instalado pertinho da divisa com Patrocínio do Muriaé-MG, tenho os dados anotados dessa estação telemétrica, mas ficou abaixo de 550 mm, aqui na área urbana medi 433 mm.Na maior enchente da bacia do rio Muriaé em janeiro de 2012, englobando de Laje do Muriaé e as cidades mineiras que ficam a montante daqui, Muriaé, Patrocínio do Muriaé, Miraí.A régua telemétrica do Inea mediu 10,33 metros no auge da enchente por volta de 21 h do dia 3 de janeiro.

 

Em Muriaé o total de chuva em janeiro de 2012 foi de 652 mm, o maior valor para janeiro, desde o começo do monitoramento feito pela Cia. Leopoldina Railway em março de 1909.Em novembro de 1914 o serviço meteorológico estadual de Minas Gerais instalou uma estação convencional em Muriaé, Leopoldina e Ubá.Teve outros janeiros de grandes acumulados em Muriaé, 620mm em 1942(estação do Inmet) e no ano de 1924 choveu 572 mm, ano de muita enchente na bacia do rio Paraíba do Sul, rio Pomba e rio Muriaé nos meses de janeiro e fevereiro, com recordes mensais em janeiro no estado de Minas.

O maior acumulado mensal em Muriaé, foi dezembro de 1924,com 782 mm(vinha chovendo muito desde outubro.Também teve grande acumulados de chuvas em 24 h no mês de outubro e dezembro na capital do Rio de Janeiro. Em Vitória também choveu muito em novembro e dezembro.

  • Like 2
  • Thanks 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 horas atrás, Juzinho disse:

O Europeu enfraqueceu muito a MP do dia 14 para cá .

 

A AAO bem negativa a princípio, parece que não vai trazer nada muito interessante .

começou a enfraquecer a força do frio pelo Europeu.

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 minutos atrás, marinhonani disse:

começou a enfraquecer a força do frio pelo Europeu.

E pelo GFS exceto por 3 dias , o restante é só labaredas.

 

Esse Agosto, depois dos 3 ultimos que foram bons , será FIRE .

  • Sad 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sei não, acho que ainda há muita indecisão nos modelos...eu não apostaria em Agosto quente não. 

  • Like 3
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
12 horas atrás, Renan disse:

 

Janeiro de 1985 foi o mês mais chuvoso da história de Juiz de Fora: foram 715,4mm acumulados. E Janeiro de 2007 foi o segundo mais chuvoso, com 585,4mm.

 

Confira como foram as temperaturas e precipitações em Janeiro-85 aqui:

 

image.png.88d1575d5b41e38e9b1ba8e9ee78f31a.png

 

- Nota-se que o período crítico das precipitações deu-se no fim do mês, entre os dias 23 e 28. 

- Essas temperaturas baixas para a época não deixam dúvidas: Houve uma forte ZCAS associada com uma intensa frente fria e massa polar.

- A máxima absoluta de apenas 27,8ºC mostra o quanto foi um mês nublado.

- As anomalias foram: -02,5ºC nas máximas e -00,6ºC nas mínimas.

Dado impressionante!

Essa máxima de 17,2°C 💜 no dia 27 reflete a chegada de massa polar após a frente ter despejado os 129 mm, dois dias antes 😵

Fikei imaginando como foi nas montanhas, principalmente na Mantiqueira 🤔

  • Like 1
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
6 minutos atrás, leo kronbauer disse:

Para o rs vem uma massa de ar polar forte semana que vem ( pelo euro)

leo kronbauer,

na rodada de 12Z do modelo CMC, indicando mínima de -8,0 em São Joaquim na manhã do dia 14, mas é frio tiro curto.

Na Patagônia o modelo CMC indicando mínimas muito baixas até o fim da grade dia 18.

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 horas atrás, CloudCb disse:

 

Nossa. Olha esse volume.

 

Esse janeiro de 1985 foi bem anormal. Kkkkk. Sobrou muita chuva até pro sertão da Paraíba:

image.png.0dd43ee52e03fa2cc48d1c56ec2636af.png

 

Aqui em Fortaleza o janeiro especial foi janeiro de 2011, que até agora foi o mês mais chuvoso de toda a década de 2010 por aqui, com 681,6 milímetros. Menções honrosas para janeiro de 2004 e janeiro de 2016 também. 

  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.