Jump to content
Brasil Abaixo de Zero
Rodolfo Alves

Monitoramento e Previsão - Brasil/América do Sul - Junho/2019

Recommended Posts

Curiosidades do Simepar (2000 pra cá).

 

Menores temperatura diária e chuva mensal registradas no inverno, considerando todas as estações do Simepar e por região do Paraná:

Litorânea: Guaraqueçaba, 0,3 °C em 24/07/2013 e Paranaguá, 11,6 mm – julho de 2018;

Região Metropolitana de Curitiba: Lapa, -4,6 °C em 17/07/2000 e 1,2 mm – julho de 2018;

Campos Gerais: Telêmaco Borba, -4,7 °C em 17/07/2000;

Norte Pioneiro: Cambará, -1,3 °C em 17/07/2000;

Norte: Londrina -1,3 °C em 17/07/2000;

Noroeste: Campo Mourão, -4,4 °C em 17/07/2000;

Oeste: Palotina, -4,6 °C em 20/07/2000;

Nas regiões Norte, Noroeste, Oeste, Campos Gerais e Norte Pioneiro, várias cidades não registraram chuva em algum mês do inverno.

Central: Guarapuava, -6,1 °C em 17/07/2000 e 0,8 mm - julho de 2018;

Sudoeste: Pato Branco, -4,2 °C em 17/07/2000 e Francisco Beltrão, 0,8 mm - agosto de 2012;

Sul: Palmas: -5,8 °C em 20 /07/2000 e União da Vitória, 1,8 mm - julho de 2018;

Em Curitiba a menor temperatura registrada foi de -2,6 °C em 17/07/2000 e o menor volume de chuva foi de 2,8 mm - julho de 2018.

 

Em Curitiba teve registro de -3,2 ℃ em Julho de 2013, mas não na estação Simepar.

 

 

Edited by opusdei
  • Like 3
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
13 horas atrás, Moisés Alexandre disse:

...pelos dados de hoje podemos verificar uma oscilação dos sistemas no hemisfério sul,  modelos projetam (final Junho e 1ª quinzena de julho)  uma sequencia de 2-3 MPs abrangentes no conesul, alcançado região sudeste, centro oste e norte. As projeções de hj dão risco de geada em algumas regiões de safrinhas  e cafezais. Por outro lado vem mostrando pouca precipitação inverno, mas pelo histórico climático, estes sistemas continentais tem uma enorme gradiente, provavelmente teremos situação de precipitação de inverno no sul Brasil, em varias regiões.

Em Lages 12C. 

Oxalá!

Share this post


Link to post
Share on other sites
6 horas atrás, Renan disse:

 

Na boa ? Achei bem exagerado isso daí. Dias quentes que lembram o auge do verão ? Duvide o dó ! 

 

Nem em 2015 foi assim. Nem o pior de todos os invernos no Sudeste, que foi 2002. 

 

Mesmo que o inverno seja com Temperaturas acima da média, nunca terá dias semelhantes ao auge do verão, simplesmente porque a inclinação solar não permite isso. Sensacionalismo. 

Concordo 100%.

 

Fora que, sempre digo, o próprio Sul, e principalmente o Sudeste, possuem subdivisões climáticas. O Norte do PR é, na maioria das vezes, masi quente que São Paulo/Capital, com exceção de MP´s continentais.

 

Mas a MetSul SEMPRE tem aquele ar meio "o Sul é o meu País". Sempre foi assim....

 

Não é de estranhar uma mensagem "meio direcionada/tendenciosa..." (de torcida mesmo...)

Edited by Caco Pacheco
  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pelo visto, a partir do dia 23, estará aberto o "corredor polar" no sul da Am. Sul....

 

Muita neve esperada em Bariloche e Ushuaia a partir de 23/24, e temperaturas DESPENCANDO....  

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Uma só palavra define as temperaturas e o clima atualmente no Brasil: BIZARRO.  Ar condicionado gelado a todo vapor em escritórios,  lojas e até alguns ônibus aqui em Porto Alegre, isso em plena metade de junho. Nada mais a declarar. 

  • Like 2
  • Confused 2
  • Sad 6

Share this post


Link to post
Share on other sites

Excelente matéria da METSUL no Correio do Povo hoje.  Nossos invernos,  de um modo geral ( com exceções de alguns invernos mais recentes), estão mais curtos e menos frios.  Dados comprovam isso e não há como questionar fatos comprovados. É a realidade atual. Vale a pena ler 👍

20190621_092809.jpg

  • Like 1
  • Thanks 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
24 minutos atrás, João Tur POA disse:

Excelente matéria da METSUL no Correio do Povo hoje.  Nossos invernos,  de um modo geral ( com exceções de alguns invernos mais recentes), estão mais curtos e menos frios.  Dados comprovam isso e não há como questionar fatos comprovados. É a realidade atual. Vale a pena ler 👍

20190621_092809.jpg

 

Verdade. Mas o clima é cíclico, quem sabe daqui a 50 anos a situação se inverta?

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
53 minutos atrás, João Tur POA disse:

Excelente matéria da METSUL no Correio do Povo hoje.  Nossos invernos,  de um modo geral ( com exceções de alguns invernos mais recentes), estão mais curtos e menos frios.  Dados comprovam isso e não há como questionar fatos comprovados. É a realidade atual. Vale a pena ler 👍

20190621_092809.jpg

Interessante! Mas, como falou o Opusdei... estaríamos ao final de um "ciclo quente"? Ou pode-se afirmar, categoricamente, que são efeitos do aquecimento global?

 

Hoje em dia, como falei há pouco, ando extremamente confuso. Não tenho dúvidas a respeito do aquecimento antropogênico, especialmente após a Revolução Industrial e à urbanização. Porém esse negócio dos "ciclos naturais" me intriga. É fato que na Idade Média houve um período de temperaturas acima da média. E isso foi anterior à revolução industrial e à urbanização, ou seja, só explicado pela teoria dos ciclos naturais.

 

Mas muito boa esta matéria. Quando a coisa é boa, merece elogios.

Edited by Caco Pacheco
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Noite fria na serra catarinense. O destaque foi o Mescalero que conseguiu bater Rio Porteira e teve mínima de -3,6°C. Ontem eu disse pro Fernando que a mínima seria no Rio Porteira hoje e houve essa mínima surpreendente hoje no Mescalero. Mesmo assim, acho que o Rio Porteira é que ficou devendo, pois perdeu até do Sítio Torradinho.

 

E paramos por aí... Não há concordância entre a MP (mais fraca) da virada do mês. A outra MP é só para o dia 5. Ainda são mais de 300 horas e o GFS para cá mostra uma MP forte (seria a mais forte do ano), porém conhecendo o GFS, pela distância até lá, deveria estar mais forte. Ele deveria estar "iludindo mais" a esta altura. Se já está assim agora, então começamos mal.

Edited by Moretão
  • Like 6

Share this post


Link to post
Share on other sites

Manha mais fria do ano em Porto Alegre e região metropolitana:


- Novo Hamburgo (Lomba Grande) 6,7º

- Base Aérea de Canoas: 7º

- Campo Bom: 8,3º

- Aeroporto Internacional Salgado Filho: 9º

- Estação Automática INMET: 9,6º

- Estação convencional INMET: 9,7º

Em algum ponto dos bairros mais frios como Lami, Lomba do Pinheiro e Serraria a temperatura pode até ter caído abaixo dos 5º. Porém a rede de estações da prefeitura que contava com 9 estações espalhada pela cidade foi desativa por contenção de gastos.

 

Novo Hamburgo/RS: (5ª maior cidade da RMPA. 246.452 Hab.)
D9lJTeLWkAAcsM-.jpg:large

Edited by Lucas Venturini
  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
18 minutos atrás, Caco Pacheco disse:

Interessante! Mas, como falou o Opusdei... estaríamos ao final de um "ciclo quente"? Ou pode-se afirmar, categoricamente, que são efeitos do aquecimento global?

 

Hoje em dia, como falei há pouco, ando extremamente confuso. Não tenho dúvidas a respeito do aquecimento antropogênico, especialmente após a Revolução Industrial e à urbanização. Porém esse negócio dos "ciclos naturais" me intriga. É fato que na Idade Média houve um período de temperaturas acima da média. E isso foi anterior à revolução industrial e à urbanização, ou seja, só explicado pela teoria dos ciclos naturais.

 

Mas muito boa esta matéria. Quando a coisa é boa, merece elogios.

Verdade,  Caco. Achei muito boa a matéria,  também,  e achei que merecia um destaque.  Fica a reflexão.  Abraços. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pois é. Houve vários períodos de aquecimento que faz qualquer coisa registrada agora ser quase nada. Quando os Romanos ocuparam as Ilhas Britânicas, lá se plantava  frutos que hoje em dia só são encontrados no sul da Europa. Graças a um forte aquecimento, os vikings puderam se aventurar e colonizar vários lugares do atlântico norte, inclusive a Groenlândia, que na época tinha uma vegetação parecida com a da Islândia de hoje em dia.

 

Do outro lado, tivemos uma mini era do gelo entre os séculos XVI e XIX, quando fazia frio o suficiente para deixar o Rio Tâmisa, no coração de Londres, totalmente congelado.

 

Recentemente li em uma matéria que várias geleiras na Islândia, Groenlândia e Canadá, estão voltando a crescer após décadas de retração. Talvez estejamos bem no começo do fim de uma era de aquecimento.

  • Like 2
  • Thanks 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
46 minutos atrás, opusdei disse:

Não estou achando o post. Mas alguém aqui comentou sobre neve na Serra da Mantiqueira em MG. Essa matéria tem boas fotos.

https://www.conhecaminas.com/2017/04/1985-o-ano-que-nevou-em-minas-gerais.html

opusdei, 

muito boa as fotos, é bom recordar esse evento raríssimo no Rio e Minas.

A reportagem dos mineiros foi bem bairrista,ignorando que a neve caiu farta no lado do Rio, onde faz mais frio no vale do rio Campo Belo. 

A temperatura de -15 deve ter ocorrido na manhã do dia 11, já com madrugada estrelada e amanhecer de céu azul.

  • Like 3
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
13 minutos atrás, opusdei disse:

Pois é. Houve vários períodos de aquecimento que faz qualquer coisa registrada agora ser quase nada. Quando os Romanos ocuparam as Ilhas Britânicas, lá se plantava  frutos que hoje em dia só são encontrados no sul da Europa. Graças a um forte aquecimento, os vikings puderam se aventurar e colonizar vários lugares do atlântico norte, inclusive a Groenlândia, que na época tinha uma vegetação parecida com a da Islândia de hoje em dia.

 

Do outro lado, tivemos uma mini era do gelo entre os séculos XVI e XIX, quando fazia frio o suficiente para deixar o Rio Tâmisa, no coração de Londres, totalmente congelado.

 

Recentemente li em uma matéria que várias geleiras na Islândia, Groenlândia e Canadá, estão voltando a crescer após décadas de retração. Talvez estejamos bem no começo do fim de uma era de aquecimento.

opusdei,

infelizmente quem está ganhando essa parada é a teoria dos aquecimento global.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu não acredito nem desacredito do aquecimento antropogênico. Acho prudente aguardar um pouco mais para ver como se comportam as temperaturas.

Quero ver o vai acontecer apos o fim deste El Nino e com a baixa atividade solar prevalescente...

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 minutos atrás, marinhonani disse:

opusdei,

infelizmente quem está ganhando essa parada é a teoria dos aquecimento global.

 

Com o tanto de dinheiro e organizações poderosas financiando essa teoria, não é de se admirar. Estamos em um ciclo mais quente, só isso. Não será assim até o fim dos tempos e nada catastrófico ira acontecer, muito pelo contrário. Periodos mais quentes estão ligados a maior produção de alimentos.

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Praticamente toda mídia convergindo com a ausência de inverno este ano,  alguns dias frios e gelados, pra não queimar a língua,, mas fecharam a fatura pra projeção de ameno e calor de verão.  Tivemos um maio e junho com médias bem positivas, El nino em descendia mas ainda positivo, AAO em alta. Porém  os dados vêm indicando um julho e agosto com temperaturas abaixo da normal pra região sul. As últimas projeções já indicam uma onda de frio intensa pro centro sul (início de julho), alcançando centro oeste e sul amazônico.  Há tempos que não da pra confiar nos algoritmos dos modelos, sempre ocorreu oscilações climáticas, dados hj na maioria por sensores satelitizais, são mais baratos, houve um aumento dos sensores em terra, mas vem diminuindo muito os em mar que é muito e muito mais extenso, devido custos altos de manutenção, e força de vontade de alguns setores organizacional, a terra tá fritando..mas vamos e viemos em ciclos. Não dá pra se ater nos modelos, mas são uma mão na roda pra mas servir de norte. Vejo em análise amadora, concordo, nem me considero aos pés do nível profissional, eles dizem que jas inverno 19, me parece que unanimidade,  lembrando que vivemos num país em boa parte tropical, tropical de altitude e equatorial. Não vamos nos iludir com aquilo que não temos, mas temos um diferencial pra nossa latitude ( cordilheira dos Andes), vou dar  minha opinião (25 anos de estudos amador). Assim o que vejo: Dados demonstram uma situação de inversão na região antártica meados de junho, com isso já se observa uma oscilação dos sistemas de massas polares, dados demonstram um aumento da temperatura nas bases da Antártica, e uma gradiente de pressão na região 60-40 LS. Marquem bem,, Julho promete emoções!! No histórico climático, anos com El nino fraco em descendente, com enso 1-2 negativo e 3-4 positivo, negativando AAO e positivando MJO, trazem ocorrência de preciptação de inverno pra nossa região sul. (vimos isso em 94).   

Em Lages, tempo fechado, temperatura 11C.

Edited by Moisés Alexandre
  • Like 7
  • Thanks 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
10 horas atrás, Renan disse:

NÃO SEI SE O INVERNO SERÁ QUENTE OU FRIO...MAS ELE VAI COMEÇAR EM GRANDE ESTILO:

 

IMG-20190621-WA0008.thumb.jpg.c9e655d6954026b8b9d162c012a0c046.jpg

 

IMG-20190621-WA0006.thumb.jpg.3c33a9f86f4328888715f06f913c2420.jpg

 

 

 

 

-19°C de anomalia! 😱😱😱

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
13 minutos atrás, Lucas Venturini disse:

Manha mais fria do ano em Porto Alegre e região metropolitana:


- Novo Hamburgo (Lomba Grande) 6,7º

- Base Aérea de Canoas: 7º

- Campo Bom: 8,3º

- Aeroporto Internacional Salgado Filho: 9º

- Estação Automática INMET: 9,6º

- Estação convencional INMET: 9,7º

Em algum ponto dos bairros mais frios como Lami, Lomba do Pinheiro e Serraria a temperatura pode até ter caído abaixo dos 5º. Porém a rede de estações da prefeitura que contava com 9 estações espalhada pela cidade foi desativa por contenção de gastos.

 

Tanto a estação de Novo Hamburgo, tanto a Base Aérea de Canoas tinham mínimas menores que a Lomba do Pinheiro. Sempre postadas aqui pelo Torales, Bruno e Marcos.

 

De Canoas até empatava as vezes. De Novo Hamburgo não ganhava nunca.

Share this post


Link to post
Share on other sites
35 minutos atrás, opusdei disse:

Pois é. Houve vários períodos de aquecimento que faz qualquer coisa registrada agora ser quase nada. Quando os Romanos ocuparam as Ilhas Britânicas, lá se plantava  frutos que hoje em dia só são encontrados no sul da Europa. Graças a um forte aquecimento, os vikings puderam se aventurar e colonizar vários lugares do atlântico norte, inclusive a Groenlândia, que na época tinha uma vegetação parecida com a da Islândia de hoje em dia.

 

Do outro lado, tivemos uma mini era do gelo entre os séculos XVI e XIX, quando fazia frio o suficiente para deixar o Rio Tâmisa, no coração de Londres, totalmente congelado.

 

Recentemente li em uma matéria que várias geleiras na Islândia, Groenlândia e Canadá, estão voltando a crescer após décadas de retração. Talvez estejamos bem no começo do fim de uma era de aquecimento.

O aquecimento sempre foi benéfico pra humanidade, isso é inegável.

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
8 minutos atrás, Moretão disse:

 

Tanto a estação de Novo Hamburgo, tanto a Base Aérea de Canoas tinham mínimas menores que a Lomba do Pinheiro. Sempre postadas aqui pelo Torales, Bruno e Marcos.

 

De Canoas até empatava as vezes. De Novo Hamburgo não ganhava nunca.

Você não conhece Porto Alegre.... POA tem uma clima complexo.

O bairro Lomba do Pinheiro não é o bairro mais frio de Porto Alegre ao menos no quesito minimas, perde a maioria das vezes para o Lami que é um 'praia'. Outra coisa que o clima não é uma ciência exata seja no frio ou no Calor muito menos em Porto. Basta ver o Aeroporto Salgado Filho nunca ter batido os 40º. Já a estação do INMET em uma terreno em um 'topo' Sim.

Os 2 bairros melhores para registro de minimas Lami e Serraria viviam off-line mesmo quando a rede Metroclima estava em funcionamento. Sem contar o bairro Agronomia que nunca teve estação alguma.

Edited by Lucas Venturini
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Agora, Lucas Venturini disse:

Você não conhece Porto Alegre.... POA tem uma clima complexo.

O bairro Lomba do Pinheiro não é o bairro mais frio de Porto Alegre ao menos no quesito minimas, perde a maioria das vezes para o Lami que é um 'praia'. Outra coisa que o clima não é uma ciência exata seja no frio ou no Calor muito menos em Porto. Basta ver o Aeroporto Salgado Filho nunca ter batido os 40º. Já a estação do INMET em uma terreno em um 'topo' Sim.

 

Mas o Lami também perdia pra Canoas. Pra Novo Hamburgo SEMPRE foi mais quente.

 

Problema de Porto Alegre é estar muito próxima do Guaíba por isso perde pra estações mais ao Norte nas mínimas. Não só estas, como também estações do Vale do Paranhana, esporadicamente em ondas de frio. Em contrapartida, as máximas são boas, melhor que nestes locais.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 minuto atrás, Moretão disse:

 

Mas o Lami também perdia pra Canoas. Pra Novo Hamburgo SEMPRE foi mais quente.

 

Problema de Porto Alegre é estar muito próxima do Guaíba por isso perde pra estações mais ao Norte nas mínimas. Não só estas, como também estações do Vale do Paranhana, esporadicamente em ondas de frio. Em contrapartida, as máximas são boas, melhor que nestes locais.

Sim há verdade na afirmação. Mas nem me apego tanto as estações que tínhamos conhecimento pela rede Metroclima. Mas por conhecer a Geografia de Porto Alegre, e saber que é uma das capitais com área rural mais expressivas do país, e muitas dessas áreas completamente sem qualquer tipo de monitoramento climático. Vale lembrar que Porto é formada por mais de 40 morros e encostas.
E quando a afirmação original eu falei: Pode ter chegado, não falei que chegou... Porém contudo todavia reafirmo que pode ter chegado sim, em Porto Alegre dentro das fronteira do município há lugares mais interessantes para registro de minimas que a estação Lomba Grande em Novo Hamburgo.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Hoje na roça ( Varginha vs Carmo da Cachoeira - na região da Cobiça), mínima mais elevada de 9•C. Tenho 18.5•C no momento. Dia de perfeição climática. Solzinho agradável, muitas vezes, entre nuvens. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Já estamos no dia 21, quase acabando o mês, e praticamente não choveu aqui em Socorro.
Ouvi falarem que mês passado fechamos com menos da metade da média de chuva por aqui.
Hoje amanhecemos com 10°C e no momento temos 23°C.. 
As máximas tbm estão bem altas para o período. Nojo de tudo isso.

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, sjmolive disse:

Eu não acredito nem desacredito do aquecimento antropogênico. Acho prudente aguardar um pouco mais para ver como se comportam as temperaturas.

Quero ver o vai acontecer apos o fim deste El Nino e com a baixa atividade solar prevalescente...

Estou no mesmo grupo que vc. Afirmações categóricas, em ciência, sempre são desmentidas. Semana passada li que, ao lado do azeite de oliva e do óleo de coco, a melhor gordura que existe é a banha de porco. Isso seria impensável há cinco, dez anos atrás. Quando era criança se dizia que não havia tornados no Brasil. E hj sabemos que sempre houve e, aliás, somos o segundo lugar no mundo em ocorrência. Se dizia que nunca mais teríamos invernos como antigamente e aí veio 2016 e trouxe o inverno mais frio em 80 anos para Porto Alegre. Enfim... Cautela e observação são sempre bons. 

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Moretão disse:

 

Tanto a estação de Novo Hamburgo, tanto a Base Aérea de Canoas tinham mínimas menores que a Lomba do Pinheiro. Sempre postadas aqui pelo Torales, Bruno e Marcos.

 

De Canoas até empatava as vezes. De Novo Hamburgo não ganhava nunca.

Lomba Grande é uma extensa zona rural, cercada por outras zonas rurais. Base aérea de Canoas fica num quase vazio urbano de um grande conglomerado urbano. Lomba do Pinheiro é um dos mais populosos de Porto Alegre, mas possui verticalização insignificante, quase nenhuma. É um bairro enorme, com extensas áreas urbanizadas de um lado e grandes áreas de campo, matas e morro de outros. Com exceção da base área, as duas lombas devem ser cheias de microclimas. 

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 horas atrás, Caco Pacheco disse:

Eu SEMPRE ESPEREI....

 

A propósito, na minha "memória de infância do final dos anos 80 e início dos anos 90", o que ocorreu em 2013 ocorria "TODO SANTO ANO nas serras do RS/SC".

 

Por ter vivenciado (ainda mais quando se é adolescente...) um período "fértil" climaticamente no que tange a invernos frios e com boa neve (85 a 94), "idealizei" que o normal era isso mesmo: todo inverno, reportagens no Jornal Nacional sobre a neve (boa!) em Bom Jesus, São Joaquim, Gramado.... 

 

A "secura" de neve nas serras de SC/RS durante os invernos de 2003/2009 (7 invernos em sequência!), afora que eventos significativos de neve tem se tornado "joias de glória", me colocam um enorme ponto de interrogação sobre "o quanto que é normal nevar nestes locais, em termos de quantidade"....

A memória, é de todo inverno o Jornal do Almoço iniciar com neve no centro de São Joaquim.

Neve forte, não o que estamos presenciando nos últimos anos...

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ontem (e na verdade não só ontem, mas há vários meses) o meteorologista da RBS disse que teríamos um inverno quente e úmido. 

HOJE o discurso mudou COMPLETAMENTE. Nem sei o que pensar a respeito do que vem se passando na cabeça do povo da previsão do tempo. Tirem suas próprias conclusões:

 

https://www.google.com/amp/s/gauchazh.clicrbs.com.br/ambiente/amp/2019/06/inverno-sera-marcado-pela-oscilacao-entre-dias-frios-e-quentes-cjx3tkkeh017701mvcsc1g4ne.html

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
12 minutos atrás, João Ignacio disse:

Ontem (e na verdade não só ontem, mas há vários meses) o meteorologista da RBS disse que teríamos um inverno quente e úmido. 

HOJE o discurso mudou COMPLETAMENTE. Nem sei o que pensar a respeito do que vem se passando na cabeça do povo da previsão do tempo. Tirem suas próprias conclusões:

 

https://www.google.com/amp/s/gauchazh.clicrbs.com.br/ambiente/amp/2019/06/inverno-sera-marcado-pela-oscilacao-entre-dias-frios-e-quentes-cjx3tkkeh017701mvcsc1g4ne.html

 

12 minutos atrás, João Ignacio disse:

 

Na minha opinião o Climaterra é a opção mais confiável.

  • Thanks 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
23 minutos atrás, HenriqueFN disse:

A memória, é de todo inverno o Jornal do Almoço iniciar com neve no centro de São Joaquim.

Neve forte, não o que estamos presenciando nos últimos anos...

Ano passado (ou 2017) estava tudo alinhado para uma nevada de respeito, mas no último momento, por culpa do capeta, ahahahaha, não aconteceu. Explicaram o motivo, mas já esqueci. Era coisa de 1 metro de neve na região do morro da igreja, no final todo mundo lembra o resultado, neve fraca. Mas que chegou ao Paraná, inclusive com chuva congelada em Curitiba.

Edited by opusdei
  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
11 horas atrás, João Ignacio disse:

A metsul deu uma generalizada grande: uma coisa é o "inverno" em Januaria e outra em Juiz de Fora e outra ainda em Maria da fé. Uma coisa é inverno em Cidade Gaúcha (MT) e outra é em Iguatemi (extremo sul do MS). Não acho que seja sensacionalismo. É outra coisa........ 

 

Sim, mas me refiro mais quanto a dizer sobre um calor que lembre o auge do verão. Isso representaria, para JF, um dia com mínima de 20C e máxima de 32/33 graus em pleno inverno. Isso nunca aconteceu antes. No final do inverno, em pré frontais bem secas, pode acontecer de chegar a essa temperatura máxima, mas a mínima, jamais ! Além disso, tem a questão da inclinação solar. Não há como registrar no inverno dias como o verão, pelo menos não aqui. 

  • Like 1
  • Thanks 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
24 minutos atrás, HenriqueFN disse:

A memória, é de todo inverno o Jornal do Almoço iniciar com neve no centro de São Joaquim.

Neve forte, não o que estamos presenciando nos últimos anos...

Penso que está faltando mais é umidade do que frio. Creio que o desmatamento e a expansão das zonas urbanizadas tem contribuído para essa triste realidade :(

Share this post


Link to post
Share on other sites
6 horas atrás, Caco Pacheco disse:

Então. Mas, só acho uma certa contradição sua, caro mineiro, você afirmar, com certa propriedade, que estes mega eventos polares ocorrerão novamente, com certa "naturalidade".

 

Isso pois você tem se posicionado, dia a dia, cada vez mais favorável à teoria do aquecimento global do que à dos ciclos naturais para explicar o motivo dos altos valores registrados nas temperaturas, e, ao mesmo tempo, queda das temperaturas baixas registradas nos últimos anos.

 

Que ocorrerão mega eventos polares, ocorrerão...., sem dúvida alguma!. Mas... com que frequência????

 

Eu realmente ando muito confuso quanto à situação atual.... (diga-se "pós-2000). Vivi duas espécies de sub-climas (em relação às temperaturas) na mesma área de abrangência (São Paulo). Um, de minha tenra infância, adolescência e início de juventude (1977 até 2000). Outro, da juventude e fase adulta (pós-2000). 

 

Não sei mais se os efeitos são devido à ciclos naturais ou aquecimento global....

 

Aquecimento antropogênico de cidades maiores devido à urbanização, SEMPRE OCORREU! Mas é só se afastar 20 Km para uma área rural ou semi-rural que as temperaturas voltam "à casinha": Santana do Parnaíba, São Lourenço da Serra, Itapevi, Vargem Grande Paulista, na Grande SP, estão aí para mostrar.

 

Questão complexa. 

 

Uai, como assim eu disse isso ? Não me lembro, hehehe. Nunca ocorreram com muita naturalidade, e nos tempos atuais, são ainda mais raros. Me refiro aos eventos das décadas de 80 e 90. Porém, isso não significa que não voltarão a ocorrer. Isso que eu quis dizer. 

 

Na verdade o Sul já voltou a vivenciar seus melhores momentos do passado em algumas situações nessa década. Nós "quase" revivemos em Junho de 2016. Mas nosso verdadeiro potencial de frio aqui no Sudeste, ainda está para ser visto neste século, eu diria.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Enquanto isso, vamos experimentando um dia extremamente agradável, mínima de 13,8C e máxima de 22,1C. Agora nublou e está caindo a temperatura, 21,8C. 

 

Se essa monstrinha chegar no dia 03 e gelar minha cidade como há décadas não se vê, eu já não peço mais nada pra esse inverno. Pode fazer calor depois, hehehe. 

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites
9 minutos atrás, Renan disse:

 

Sim, mas me refiro mais quanto a dizer sobre um calor que lembre o auge do verão. Isso representaria, para JF, um dia com mínima de 20C e máxima de 32/33 graus em pleno inverno. Isso nunca aconteceu antes. No final do inverno, em pré frontais bem secas, pode acontecer de chegar a essa temperatura máxima, mas a mínima, jamais ! Além disso, tem a questão da inclinação solar. Não há como registrar no inverno dias como o verão, pelo menos não aqui. 

Sim, e o João postou a print da matéria do Correio (que é um pouco diferente da versão online), mas, está lá, textualmente dito isso. Não sei como funciona a relação da metsul com o correio, se eles entregam texto pronto para publicação ou se tem interferência do editor do jornal. De qualquer forma, acho que a empresa já foi mais cuidadosa ao falar com o grande público. Anyway... 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
20 minutos atrás, Renan disse:

Enquanto isso, vamos experimentando um dia extremamente agradável, mínima de 13,8C e máxima de 22,1C. Agora nublou e está caindo a temperatura, 21,8C. 

 

Se essa monstrinha chegar no dia 03 e gelar minha cidade como há décadas não se vê, eu já não peço mais nada pra esse inverno. Pode fazer calor depois, hehehe. 

Onde fica a estação "oficial" de Juiz de Fora? É um município grande com enormes variações em relação ao centro e regiões mais altas e afastadas da cidade. Muitas vezes a sensação de frio na cidade não corresponde a temperatura oficial. Acho que a diferença entre aqueles bairros altos bacanas na região do Aeroporto para o centro pode chegar a uns 4 graus.

 

Uma vez peguei um voo matutino na finada Pantanal, partindo do Aeroporto da Serrinha para Congonhas. O voo atrasou mais de 1 hora devido ao nevoeiro e estava uns 6 graus, mas a sensação de frio era muito maior. Sei que hoje o Aeroporto que serve JF é bem maior, e fica a quase 40  km do centro, em um lugar bem mais quente e menos sensível a nevoeiros.

Edited by opusdei

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 minutos atrás, Pedro Victor Peixoto Paulino Pedro Victor disse:

 

21ºC na praia, eu iria congelar. O_o

 

No sul estamos surfando e bebendo cerveja gelada 😁

 

 

  • Haha 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 horas atrás, marinhonani disse:

opusdei, 

muito boa as fotos, é bom recordar esse evento raríssimo no Rio e Minas.

A reportagem dos mineiros foi bem bairrista,ignorando que a neve caiu farta no lado do Rio, onde faz mais frio no vale do rio Campo Belo. 

A temperatura de -15 deve ter ocorrido na manhã do dia 11, já com madrugada estrelada e amanhecer de céu azul.

Mineiro, é "come quieto"; kkkkk

  • Like 1
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

"Eles tão deixando a gente sonhar"

 

Da série: "Quero me iludir também". Com prazer ! Só de ver esse mapa me dá uma satisfação enorme. Não é sempre que se vê 1044mb nos modelos. 

 

Screenshot_20190621-141141.thumb.png.f62b57276b7d4da30fcc252c92806c63.png

  • Like 4
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, Moisés Alexandre disse:

 Assim o que vejo: Dados demonstram uma situação de inversão na região antártica meados de junho, com isso já se observa uma oscilação dos sistemas de massas polares, dados demonstram um aumento da temperatura nas bases da Antártica, e uma gradiente de pressão na região 60-40 LS. Marquem bem,, Julho promete emoções!! No histórico climático, anos com El nino fraco em descendente, com enso 1-2 negativo e 3-4 positivo, negativando AAO e positivando MJO, trazem ocorrência de preciptação de inverno pra nossa região sul. (vimos isso em 94).   

Em Lages, tempo fechado, temperatura 11C.

Moisés Alexandre,

estou otimista com o mês de julho no Sul, acho que vamos ter boas surpresas no mês.

 

Quero que sobre alguma onda de frio forte aqui nas regiões dos paralelos 20º e long de 42º, tipo julho de 2000 duas ondas de frio no RS e SC, a de 14 de julho e em seguida a de 17/18 de julho que atingiu Minas, todo Rio e ES com força.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 minutos atrás, Caco Pacheco disse:

Mineiro, é "come quieto"; kkkkk

Sim, existe matérias de TV em relação a essa nevada nos "alpes fluminenses". Certamente a quantidade do lado do RJ foi maior, mas a neve no lado mineiro foi considerável.

Share this post


Link to post
Share on other sites
22 minutos atrás, Renan disse:

"Eles tão deixando a gente sonhar"

 

Da série: "Quero me iludir também". Com prazer ! Só de ver esse mapa me dá uma satisfação enorme. Não é sempre que se vê 1044mb nos modelos. 

 

Screenshot_20190621-141141.thumb.png.f62b57276b7d4da30fcc252c92806c63.png

Renan,

qual o dia, a hora e o modelo?

Já vi várias vezes mostrar alta pressão acima de 1040 hPa nesse ponto do Pacífico e não acontecer nada para nós do Sudeste.

Tem que aparecer pressão acima de 1040 hPa a noroeste de Buenos Aires e a Sudoeste do Paraguai

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tem algumas estações da Austrália, que registraram as menores mínimas de junho, ontem e hoje.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
23 minutos atrás, opusdei disse:

Sim, existe matérias de TV em relação a essa nevada nos "alpes fluminenses". Certamente a quantidade do lado do RJ foi maior, mas a neve no lado mineiro foi considerável.

Uma vez achei uma foto de Passa Quatro com o topo da Mantiqueira atrás nevada. Acho que 1988. Mas pode ser 1985. Se não for Passa Quatro, é Itanhandu ou Itamonte. 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.