Jump to content
Brasil Abaixo de Zero
Renan

Monitoramento e Previsão - Brasil/América do Sul - Maio/2019

Recommended Posts

Há um DOL em desenvolvimento a leste da costa do RN e da PB no momento.

image.png.dacf860ed12533f03a2af27965e6a8c7.png

 

Espera-se que atinja a costa no decorrer da quarta (29) ou na quinta (30) pela madrugada.

Share this post


Link to post
Share on other sites
12 horas atrás, Renan disse:

 

Dia 03 de Junho, meu amigo, vai chegar essa MP que todos estão falando, hehehe.

 

Essa que recém passou, realmente, não fez nem cócegas em BH. Eu já esperava por isso, visto que chegou meio fraca até mesmo no sul de Minas. A secura foi o ponto forte.

Renan, sendo bem sincero, eu não estou nem um pouco confiante para essa MP do dia 03 de junho. Imagino que no final das contas, a chance é de algo semelhante a essa última, sem mínimas surpreendentes. 

 

O maior problema por aqui é o que vai acontecer antes da próxima MP. Temos previsão de máximas entre 29°C e 31°C com mínimas de 17°C para praticamente TODOS os próximos dias. Isso é simplesmente a nossa média entre o final do mês de março e início de abril. Patético! 

Edited by RafaelBHZ
  • Like 3
  • Sad 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boa noite, sou novo aqui no Abaixo de Zero.

Sou de Juiz de Fora MG - posto aqui as temperaturas registradas hoje no centro. Mínima 14, máxima 24.

Esta última frente fria proporcionou a mínima de 12 graus, ontem. Nada de mais para os padrões da cidade.

Até agora, mês de maio cerca de 2 graus mais quente que o ano passado (20,3 em 2019 x 18,4 em 2018).

 

 

  • Like 9
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
9 horas atrás, Renan disse:

Na MP do ano passado, registrei 06,9C na minha estação. Agora, o registro foi de 09,5C. Realmente sem comparações.

 

Boa noite, Renan, sempre acompanho sua estação no Bairro Bandeirantes aqui em JF. Sempre mais frio, principalmente as mínimas de céu claro. São os microclimas de nossa cidade...

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boa noite! Aqui em Buenos Aires o dia comecou com sol, mas por volta das 9h a neblina tomou conta de tudo. A visibilidade caiu bastante, para apenas 1.400 metros no Aeroparque e 200 metros (!) em Ezeiza. O resto do dia foi de muita nebulosidade, com alguns períodos curtos de sol. A temperatura variou entre 13,5°C e 18,8°C.

Agora temos céu nublado, 16°C, URA de 85%, vento leste a 1 km/h e pressao de 1.010,1 hpa.

Para amanha a previsao do SMN indica neblina de manha e sol e poucas nuvens durante o dia. Mínima de 12°C e máxima de 20°C. O sol nasce às 7h49 e se poe às 17h52.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Lucas Venturini disse:

Ai discordo de ti. É para isso que existe as normais climatológicas, para sabemos o que vem por ai. É obvio que nem todo ano vai seguir a risca ali dentro do script... Acontece é que vemos dia após dias, semanas após semanas, meses após meses, e anos após ano anomalia acima de anomalia e sempre positivo.

É compreensível sim uma pessoa que mora em Curitiba por  exemplo achar muito esquisito termos registrado do dia 7 de Setembro do ano passado pra cá, apenas um minima abaixo dos 10º que no caso foi ontem, parece que é o clima de outra cidade.

SIM TEMOS TER MEDIAS FAZER AS ANOMALIAS, EU DIGO DE COMPARAR UM ANO COM OUTRO ESSE É UM ANO DIFERENTE ISSO QUERO DIZER HISTÓRICO DE CALOR MESMO, NENHUM ANO VAI SER IGUAL AU OUTRO UM DIA VAMOS DIZER ''LEMBRA 2019 QUE ANO FOI AQUELE'' PODE SE ESTENDER SIM OU NÃO

  • Confused 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, sjmolive disse:

 

Boa noite, Renan, sempre acompanho sua estação no Bairro Bandeirantes aqui em JF. Sempre mais frio, principalmente as mínimas de céu claro. São os microclimas de nossa cidade...

 

Bem vindo ao BAZ ! Finalmente um conterrâneo. Pois é, minha estação está no Bandeirantes, dentro de um sítio completamente arborizado, poucas construções próximas, área aberta e gramada. Mesmo assim, aqui em JF, temos outros microclimas mais frios, por exemplo: Distritos de Rosário de Minas e Humaitá, bairro Igrejinha e bairros da cidade alta (todos acima dos 850m). 

 

O centro da cidade é disparadamente o local mais quente. 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
11 horas atrás, LucasFVenturini disse:

Mínimas no Sul de Minas no dia de hoje:

 

8,8°C Campestre

8,8°C Varginha

8,6°C São Sebastião do Paraíso

7,8°C Alfenas

7,4°C Passos

7,4°C Passa Quatro

6,8°C Guaxupé

6,6°C Muzambinho

5,7°C Machado

5,2°C Cabo Verde

4,8°C São Lourenço

4,5°C Caldas

3,0°C Maria da Fé

0,5°C Monte Verde

 

Aqui assim como ontem, a temperatura estagnou na madrugada e continuou assim até de manhãzinha. Hoje a mínima absoluta foi em 04 UTC e ontem em 07 UTC, quando em dias assim a mínima costuma ser quase sempre em 10UTC ou 09UTC. Essa estagnação foi previsto pela maioria dos modelos.

 

Para os próximos dias a previsão mostra q voltaremos para o inicio de maio. Média de 15°C/28°C até o fim de maio.

Lucas FVenturini,

a estação automática de Caldas voltou a funcionar(ficou sem dados desde ás 2 h madrugada), a mínima de hoje foi de 1,9ºC entre 6 e 7 h da manhã, pelo 2º dia foi menor do que na automática de Maria da Fé.

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, RafaelBHZ disse:

Renan, sendo bem sincero, eu não estou nem um pouco confiante para essa MP do dia 03 de junho. Imagino que no final das contas, a chance é de algo semelhante a essa última, sem mínimas surpreendentes. 

 

O maior problema por aqui é o que vai acontecer antes da próxima MP. Temos previsão de máximas entre 29°C e 31°C com mínimas de 17°C para praticamente TODOS os próximos dias. Isso é simplesmente a nossa média entre o final do mês de março e início de abril. Patético! 

 

Sua reclamação faz sentido, ainda mais levando-se em consideração o trauma gigantesco que estamos sofrendo com esses assustador 2019. 

 

Mesmo assim, os modelos já indicam há vários dias, semanas mesmo, que Junho começará com cara de Junho para MG. Teremos um forte Anticiclone polar no oceano. O que vai determinar se esse ar frio será marcante para cá ou não, vai depender do sistema de baixa pressão que o impulsionará para cá. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 26/05/2019 em 20:35, João Ignacio disse:

Para o RS, 1994 teve um outono e inverno péssimos (além de quente, a umidade relativa do ar estava nas alturas, só que as frentes frias ficavam retidas no Uruguai. Mas tivemos um grande grande episódio de neve generalizada no estado (em algumas cidades, como Morro Reuter e Santa Maria do Herval foi a primeira neve em muitos e muitos anos). E mesmo cidades onde o fenômeno é raro tiveram precipitação considerável. No entanto, após essa neve, as temperaturas voltaram a ficar acima da média. Então, resumindo, no RS, 1994 foi de outono e inverno abafados, com um grande episódio de neve generalizado, seguido de temperaturas acima do normal novamente. Se não me falha a memória, já publicaram aqui no BAZ que anos de El Niño são invariavelmente acima da média, mas podem registrar episódios de neve forte intercalados com tempo mais ameno. O ano de 1994 seria um exemplo clássico. 1984, outro exemplo. 

É pois é...,

 

Em 1994 o Estado do RS praticamente generalizou na neve.

 

Não foi exclusive a este evento "épico" de julho (do dia da semi-final da Copa de 94, em que triunfaram Brasil e Holanda, gol do Brando, desempatando para o Brasil, que venceu por 3x2).

 

Lembrar-se que, no próprio RS, houve MUITÍSSIMAS potentes MP´s no referido ano:

 

meados de junho;

julho, logo após a "fatídica MP citada em post"

meados de agosto

 

TODAS MP "BALA"

 

Por se tratar de MP´s "dignas", "a la anos 80/90", acredito que o ano de 94, INCLUSIVE para o RS, está 'BEM LONGE" , de ser considerado "ruim".

 

Há um consenso aqui no BAZ, desde "os primórdios", que 94 foi excelente, inclusive para o RS. 

 

Um dos anos que supera 94, no RS, é 2000. Outros, se não me falha a memória: 2007 a 2009.

 

2016 pode ser, assim como para São Paulo.

 

Acho que depende do "gosto do freguês".

 

O Tomasini, por exemplo, adorou o inverno de 94, assim como o Coutinho.

 

Já o autor desta postagem, detestou.

 

Cada um com seu "style"

 

 

 

Edited by Caco Pacheco
  • Like 3
  • Haha 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Estação do bairro do Charco/Delfim Moreira-MG caminhando para outra mínima negativa, faz 0,1ºC nesse instante, a geada já em formação na vegetação rasteira.

 

Na automática do Parque Nacional de Itatiaia negativou ás 20 h, com -1,0ºC, mais um fim de noite e madrugada gelada, com muita geada no amanhecer.

 

Hoje o G1 mostrou imagens da geada nos gramados da avenida principal em Monte Verde-MG.

 

E no terreno da Epamig/estação automática de Maria da Fé, mesmo com os 3,0ºC registrados no abrigo, a geada cobriu as plantas do campo experimental da Epamig com muito gelo.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
14 minutos atrás, marinhonani disse:

Lucas FVenturini,

a estação automática de Caldas voltou a funcionar(ficou sem dados desde ás 2 h madrugada), a mínima de hoje foi de 1,9ºC entre 6 e 7 h da manhã, pelo 2º dia foi menor do que na automática de Maria da Fé.

 

Nani,

 

Vale lembrar que na Mantiqueira, estação em baixada somente em Monte Verde (e mesmo assim acho que não fica tão bem localizada assim). 

 

A estação de MDF é mal localizada e a de Campos do Jordão, então, fica no pior lugar possível para fazer frio. 

  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 minutos atrás, Renan disse:

 

Nani,

 

Vale lembrar que na Mantiqueira, estação em baixada somente em Monte Verde (e mesmo assim acho que não fica tão bem localizada assim). 

 

A estação de MDF é mal localizada e a de Campos do Jordão, então, fica no pior lugar possível para fazer frio. 

Renan,

a estação de Monte Verde fica uns 25 metros de altitude mais alto do que a avenida Monte Verde, que pode ser considerada baixada.Vi no google stret view no final da avenida tem uma área verde ao lado de um haras, deve ser o local que forma mais geada lá.

A estação de Maria da Fé fica num encosta, vi em imagens de drone. Mesmo assim já registrou mínimas baixíssimas em massas polares muito fortes.

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 26/05/2019 em 20:59, klinsmannrdesouza disse:

Os episódios de el niño/la niña atrapalham ou favorecem o frio no outono/inverno dependendo de sua intensidade, se forem fracos não há muita interferência da circulação atmosférica global e da América do Sul, se forem intensos a dinâmica das massas de ar fica desorganizada. Outro fator, para nós do continente sul-americano são as anomalias de temperatura do oceano atlântico, quando estão positivas a ASAS (bloqueio de uma massa de ar seco e quente) se fortalece, ficando mais a oeste da sua posição climatológica normal; do contrário, havendo anomalias negativas os sistemas frontais alcançam com facilidade o litoral nordestino, mesmo se o Pacífico Equatorial estiver aquecido.

Em 1994, apesar do aquecimento ao largo da costa do Peru, as anomalias do Atlântico Sul estavam próximas da normalidade ou até levemente abaixo da média; o outono daquele ano foi muito quente na maior parte do continente sul-americano e com muita chuva no Sul do Brasil. Somente em junho o frio apareceu, primeiro com uma massa de ar frio de moderada intensidade, entre os dias 18 e 22, posteriormente um grande anticiclone frio invadiu nossas paragens acompanhado de um ciclone extratropical no litoral de SC e RS, ocasionando temperaturas baixíssimas até mesmo nas localidades próximas do Equador. O frio  prosseguiu com outra alta polar entre os dias 5 e 10 de julho, que em alguns lugares foi até mais intensa do que a anterior, igualmente continental; porém em termos de média o período frio foi muito quente.

No ano seguinte, 1995, as anomalias do Atlântico sul estavam muito acima da média, resultando num outono e inverno pífios em termos de frio, apesar de que na mesma época estar se formando uma la niña de fraca intensidade, que durou até janeiro de 1997. 1996 foi excelente para o frio pois tanto o pacífico quanto o atlântico estavam resfriados, o frio, mesmo sem extremos, foi constante de abril à setembro.

 

Nosso inverno é consequência de Atlântico (com maior influência) + ENSO (muito importante, porém com menor influência em relação "á influência da temperatura da costa do Atlântico") 

 

Muito se indagou aqui as seguintes frustrações durantes décadas: "Por que as MP´s chegam com mais facilidade à Oceania ou à África do Sul?".

 

Hoje, por acaso, querendo fazer um intercambio, e olhando uma cidade na Austrália, verifiquei que a Oceania  e a África estão MUITO MAIS PRÓXIMAS à parte continental da ANTÁRTIDA do que à América do Sul, a qual é próxima somete a uma "península". 

 

Decorre disso que é muito mais fácil o ar frio penetrar no continente Africano e da Oceania do que no continente Sul-Americano.

 

Ao menos fiquei conformado....  Não é uma questão "de sorte.." é "explicado matematicamente".

 

Assim como me apego à  estatística de termos um bom inverno, baseado que não se sucedem 3 invernos ruins.

Edited by Caco Pacheco
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
16 horas atrás, Gabriel Cardoso disse:

Bom dia a todos,
Hoje tivemos mínimas melhores que ontem e as menores do ano na região da Serra da Mantiqueira, alguns registros:

 

-5,4°C PNI/INMET
-3,4°C Bairro do Charco/ Delfim Moreira - MG
0,5°C Melhoramentos/ Camanducaia - MG
0,5°C Monte Verde/ INMET
3,0°C Maria da Fé - MG/ INMET
4,2°C Maringá - RJ
8,1°C Itajubá - MG

 

Imagens da geadinha no Bairro do Charco, em Delfim moreira - MG

IMG-20190527-WA0034.jpg

IMG-20190527-WA0032.jpg

IMG-20190527-WA0031.jpg

 

IMG-20190527-WA0025.jpg

IMG-20190527-WA0028.jpg

IMG-20190527-WA0046.jpg

IMG-20190527-WA0045.jpg

Sem "bairrismo algum", mas, sem dúvida, a região que registra as menores mínimas "pontuais" e, creio, que "médias", do território brasileiro.

 

Pena que a neve seja uma raridade... Aí é coisa para para as serras SC/RS e até região de Pinheiro Machado, creio que a cada 15 anos.

 

Ou até à região de Curitiba, a cada 40 anos....

 

Região de Campos do Jordão e altitude semelhante (não me refiro ao Itatiaia!): a cada 60 anos????

 

 

 

Edited by Caco Pacheco
  • Like 1
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
24 minutos atrás, Caco Pacheco disse:

Nosso inverno é consequência de Atlântico (com maior influência) + ENSO (muito importante, porém com menor influência em relação "á influência da temperatura da costa do Atlântico") 

 

Muito se indagou aqui as seguintes frustrações durantes décadas: "Por que as MP´s chegam com mais facilidade à Oceania ou à África do Sul?".

 

Hoje, por acaso, querendo fazer um intercambio, e olhando uma cidade na Austrália, verifiquei que a Oceania  e a África estão MUITO MAIS PRÓXIMAS à parte continental da ANTÁRTIDA do que à América do Sul, a qual é próxima somete a uma "península". 

 

Decorre disso que é muito mais fácil o ar frio penetrar no continente Africano e da Oceania do que no continente Sul-Americano.

 

Ao menos fiquei conformado....  Não é uma questão "de sorte.." é "explicado matematicamente".

 

Assim como me apego à  estatística de termos um bom inverno, baseado que não se sucedem 3 invernos ruins.

A grande massa continental da Austrália, com seu baixo relevo, facilita bastante o avanço das massas polares, bem como sua latitude mais ao Sul se comparada com o Brasil, lá chega até o paralelo 40S. Idem para o sul da África, que alcança o paralelo 34S no Cabo da Boa Esperança, as frentes frias chegam até o Sul do Congo todo ano, ainda que não tenha os extremos de temperatura que temos, o frio nestes dos lugares do Hemisfério Sul e muito mais constante do que aqui. É frustrante, após 3/4 dias de frio intenso, o bafo infernal do calor voltar como se estivéssemos no verão, deixando nossas médias mensais coxas.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
32 minutos atrás, Caco Pacheco disse:

Sem "bairrismo algum", mas, sem dúvida, a região que registra as menores mínimas "pontuais" e, creio, que "médias", do território brasileiro.

 

Pena que a neve seja uma raridade... Aí é coisa para para as serras SC/RS e até região de Pinheiro Machado, creio que a cada 15 anos.

 

Ou até à região de Curitiba, a cada 40 anos....

 

Região de Campos do Jordão e altitude semelhante (não me refiro ao Itatiaia!): a cada 60 anos????

 

 

 

Creio que por ai 40/60 anos mesmo, sendo que a cada decada aumenta esse intervalo...triste.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Madrugada de temporal Na Grande Florianópolis.

Aqui em Biguaçu, muitos raios e ventania.

Agora super agradável, 15.5

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

image.thumb.png.81a3a9695797827116dd076914ec7f44.pngimage.thumb.png.63cdc9b0947c17e8430d4981980632a7.png

 

Flagrei uma Shelf Cloud entrando agora cedo em Curitiba. Nuvens chegaram durante a madrugada. Seguem as mínimas em Curitiba e Região, 28/05:

 

Curitiba Orleans 11,2ºC

Curitiba Pilarzinho 12,7ºC

Curitiba Umbará 12,9ºC

Curitiba Ahú 13,1ºC

Pinhais Simepar 13,6ºC

Tijucas do Sul 13,7ºC

Quatro Barras 13,8ºC

Curitiba Simepar 14,0ºC

Curitiba Barigüi 14,2ºC

Curitiba INMET 15,3ºC

Colombo INMET 15,3ºC

 

 

 

 

  • Like 6

Share this post


Link to post
Share on other sites
11 horas atrás, CloudCb disse:

Há um DOL em desenvolvimento a leste da costa do RN e da PB no momento.

image.png.dacf860ed12533f03a2af27965e6a8c7.png

 

Espera-se que atinja a costa no decorrer da quarta (29) ou na quinta (30) pela madrugada.

 

Já tem mais ou menos uma semana que está sendo indicado aumento de chuva para o dia 30 em Fortaleza. Será que é por conta desse DOL?

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
9 horas atrás, Caco Pacheco disse:

Sem "bairrismo algum", mas, sem dúvida, a região que registra as menores mínimas "pontuais" e, creio, que "médias", do território brasileiro.

 

Pena que a neve seja uma raridade... Aí é coisa para para as serras SC/RS e até região de Pinheiro Machado, creio que a cada 15 anos.

 

Ou até à região de Curitiba, a cada 40 anos....

 

Região de Campos do Jordão e altitude semelhante (não me refiro ao Itatiaia!): a cada 60 anos????

 

 

 

Só para constar nos últimos 3 anos seguidos Pinheiro Machado registrou algum evento de neve independente da intensidade, e há exatos 10 anos houve uma boa nevada cobrindo a cidade inteira de branco.
Ou seja o intervalo é bem menos do 15 anos, creio que até menor que 10 anos para um grande evento de neve na região. Quanto a região dos altos da Mantiqueira que se refere realmente lá é muito bom mesmo. Só não é melhor pela certa monotonia parte do ano que é tempo seco, podendo ficar meses sem chuva e a grande amplitude térmica... Imagine acordar com 3º negativos e depois a temperatura subir até aos 26º não é muito agradável não e creio que não faz muito bem pra saúde.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

@Renan, Ipiabas-RJ (700m) registrou 9,8°C no Domingo.

Realmente o clima de Ipiabas é muito parecido com o seu micro-clima do bairro Bandeirantes, em JF.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.