Jump to content
Brasil Abaixo de Zero
Renan

Monitoramento e Previsão - Brasil/América do Sul - Maio/2019

Recommended Posts

Aqui em Mairiporã SP também há neblina no centro, em alguns lugares bem espessa. 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
14 horas atrás, Everton dos Santos disse:

Situação caótica na região da Grande Vitória. Choveu muito durante toda a madrugada e ainda não parou. Algumas estações já passam de 200 mm em 24 horas. Impressiona o volume em Guarapari, com 200 mm de chuva em apenas 10 horas. 

FB_IMG_1558175450778.jpg

FB_IMG_1558176139838.jpg

FB_IMG_1558169220645.jpg

IMG-20190518-WA0047.jpg

Screenshot_2019-05-18-08-35-15.png

É impressão minha ou o litoral do espírito santo ultimamente está tendo um regime de chuvas mais semelhante ao do leste nordestino do que ao resto do sudeste?

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, Rodolfo Alves disse:

 

 

Em dado OMITIDO PELO INMET, A Estação Convencional do INMET em VItória/ES acumulou incríveis 199,0mm entre as 9h de ontem e as 9h de hoje!

 

1911716578_WhatsAppImage2019-05-18at18_16_53.jpeg.15ee376d240ecd2ef81a8593be244ebf.jpeg

 

No Aeroporto de Vitória, o acumulado foi de 170mm no mesmo período.

 

485792514_WhatsAppImage2019-05-18at18_18_11.jpeg.7b1474ea3a5ebdfa2a750790e45eebdd.jpeg

Rodolfo Alves,

o Inmet também não divulgou o total de chuva de sábado, da convencional de Campos-RJ e São Mateus-ES.

Quando é recorde eles não divulgam.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Atualizando o acumulado anual de chuvas até ontem dia 18 . Segundo a rede Cemaden tem 7 estações no litoral Paulista q já extrapolaram os 2000 MM .

 

Eis a relação do menor para o maior .

 

Praia Grande - Cid das Crianças com 2008 MM

Santos - Sítio das Neves com 2072 MM

São Vicente - Pe Manoel  com 2085 MM

Cubatão - Cota 200 com 2125 MM

São Vicente - Rio Branco com 2197 MM

Peruíbe - Pq Trevo com 2255 MM

Peruíbe - Jd Veneza com 2367 MM

 

Continuo a achar muito estranho o litoral Sul bem mais chuvoso que o litoral Norte .

 

 

  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites
6 horas atrás, Rodolfo Alves disse:

 

 

Em dado OMITIDO PELO INMET, A Estação Convencional do INMET em VItória/ES acumulou incríveis 199,0mm entre as 9h de ontem e as 9h de hoje!

 

1911716578_WhatsAppImage2019-05-18at18_16_53.jpeg.15ee376d240ecd2ef81a8593be244ebf.jpeg

 

No Aeroporto de Vitória, o acumulado foi de 170mm no mesmo período.

 

485792514_WhatsAppImage2019-05-18at18_18_11.jpeg.7b1474ea3a5ebdfa2a750790e45eebdd.jpeg

Capitais que registraram chuva extrema (acima de 100mm em um único dia) em 2019 até 18/05:

Manaus

Salvador (duas vezes)

Fortaleza

São Luís (acima de 200mm)

Natal

Vitória

Rio de Janeiro (provavelmente duas ou três vezes, uma delas acima de 200mm, mas os dados do Rio sao mais complexos)

Curitiba

Florianópolis

 

Ainda estou devendo os dados da maior chuva do ano de Campo Grande e de Porto Velho, pois ambos são capitais com medição exclusivamente por estações automáticas e são mais difíceis de encontrar(no caso de Campo Grande é uma das capitais mais difíceis de ter chuvas extremas de mais de 100mm). 

 

Também merece destaque São Paulo: apesar do Mirante ainda não ter chovido mais de 100mm este ano (o maior valor do ano no Mirante até agora é 57mm no dia 04/02), a estação do SESC Interlagos já registrou chuva extrema este ano (103mm também no dia 04/02).

Outro destaque é a estação do IAG, que também registrou chuva extrema em 2019(132,1mm no dia 10/03, o terceiro maior valor em um único dia em 86 anos de medições)

Edited by Darley
  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
17 horas atrás, Darley disse:

Só uma curiosidade: qual foi o recorde histórico de chuva em um único dia para o mês de maio em Vitória? E qual foi o mês de maio mais chuvoso na capital capixaba?

 

 

Arraial do Cabo já está com mais de 300mm acumulados neste mês. Para um local de apenas 700mm de chuvas anuais, isso é excepcional e entra na lista dos recordes históricos mensais de chuvas.

O mais surreal é que tem capital estadual com média de 1400mm anual e dificilmente ocorre:  300mm em Porto Alegre é algo praticamente impossível. Desde 1961 a capital gaúcha só teve meses que ultrapassaram a marca de 300mm(Porto Alegre ficou 31 anos sem ter um mês acumulado mais de 300mm). É mais fácil chover 300mm no semi árido nordestino e em Arraial do Cabo do que em Porto Alegre.

 

_______________________________________

 

E hoje o Mirante teve a maior chuva acumulada neste mês até o momento: 8,6mm. Com isso o mês de maio no Mirante até o momento (18/05) está em 29,1mm.

 

Na enchente de 43 Porto Alegre acumulou quase 800 mm em 2 meses. Em 2015 foram mais de 700mm em 2 meses também. Julho de 2015 teve 12 dias seguidos sem sol, dos quais 11 seguidos estavam chovendo. Junho e Julho foram mega chuvosos, em Agosto acalmou mas ainda tinha muita chuva quando ela caia, na segunda quinzena de setembro voltou as enchentes, aí chegou o histórico outubro trazendo uma onda de tempestades severas, uma das piores da história da região metropolitana de Porto Alegre e uma das maiores cheias do Guaíba desde a de 43... Aquele 2015 ninguém esquece, minha amiga ficou com a casa inteira com água na cintura. ela mora na Ilha dos Marinheiros em POA.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bom dia.
Pessoal, eu tenho salvo aqui no Favoritos do meu notebook estações que gosto de acompanhar espalhadas pelo país. Entretanto, desde ontem no fim da tarde não consigo entrar no site que me passaram. Site este que conseguia me mostrar tudo normal no Weather Underground.
EX: A estação AHU, aqui próxima, aqui em Curitiba eu acompanhava por esse site:
 http://www.wund.com.pl/personal-weather-station/dashboard?ID=ISCPERIC2

Tá fora do ar...
E lembrando, antes de ver por esse site todas as estações e salvá-las novamente eu estava acompanhando meio por cima em outro do Weather Underground que estava bem ruim. Sò mostrava temperatura exata, Graus Fº no mapa, etc. Bem mais escasso de informações;
EX na própria estação: 

https://www.wunderground.com/dashboard/pws/IPRCURIT8

Alguém sabe o que está acontecendo? Podem me ajudar?

  • Confused 1
  • Sad 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Hoje a estação convencional de BH registrou mínima de 15,6°C. A estação automática de Cercadinho, a 1200m, teve mínima de 14,5°C. 

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Saída do ECMWF da 0z do dia 19 de Maio de 2018 ( Há exatos 1 ano).

 

1758877305_WhatsAppImage2019-05-18at19_31_35.thumb.jpeg.bbc8ab561df734a3e183de72fa341e9d.jpeg

 

 

Saída do ECMWF da 0z de hoje 

 

 

SBPK_2019051900_dx_240.thumb.png.3841df239b1ed35cc197e47deeef76bf.png

 

 

 

 

Nunca estive tão desanimado em um final de maio como agora, principalmente por hoje saber do que a nossa querida América do Sul é capaz de nos entragar (2017, 2015, 2014 e outros).

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bom dia! O sábado foi de sol e céu parcialmente nublado em Buenos Aires. No fim da tarde escureceu bastante, mas aqui no centro da cidade só tivemos uma pancada de chuva moderada de uns dois minutos de duracao. A noite foi nublada e em alguns momentos tivemos garoa ou chuva fraca. A temperatura ficou bastante acima da média para o mes, com mínima de 17°C e máxima de 25,2°C.

 

Hoje temos uma manha nublada por aqui, mas mais tarde o sol deve aparecer e a nebulosidade vai diminuir. Agora temos 15°C, com URA de 82%, vento leste a 7 km/h e pressao de 1.016,4 hpa. A mínima hoje foi de 13,2°C e a máxima prevista é de 20°C. O sol nasceu às 7h42 e se poe às 17h56.

  • Sad 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bom dia.

Hoje tivemos 12°C de mínima com tempo encoberto sob influência desse Anticiclone no mar que está mandando nebulosidade para nós.

Eu também estava olhando os modelos e vi que essa Alta pressão que está perto de nossa costa agora, ela viajará até o Sul do continente africano onde influênciará o tempo por lá.

Isso me levanta um questionamento/dúvida.

Se a porção dos Andes, do paralelo 21°S para baixo fosse inexistente(ausência de barreiras).

O clima do sudeste/sul seria mais frio? Devido as MPs do Pacífico Sul?

 

Edited by GabrielG.
  • Confused 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Aparentemente a MP dessa semana flopou de vez. Europeu dando mínimas ridículas e ninguém comentando mais nada. 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
16 horas atrás, Pedro Victor Peixoto Paulino Pedro Victor disse:

Um núcleo se desenvolveu ao largo da costa do Nordeste. Pelo formato aparenta ser um Distúrbio Ondulatório de Leste, mas não tenho certeza. Já faz aproximadamente uma semana que é indicado um aumento de chuva em Fortaleza entre o domingo (19) e a terça (21). Vamos ver...

A867D9B9-0D24-4C57-83F9-7977875A81C8.jpeg

 

Sim, é um DOL.

Há outro no mar, a leste da costa nordestina, no canto direito da imagem ↓.

image.png.9eb94cbf10b841dfa22f10266f509172.png

 

Edited by CloudCb
  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
26 minutos atrás, GabrielG. disse:

Bom dia.

Hoje tivemos 12°C de mínima com tempo encoberto sob influência desse Anticiclone no mar que está mandando nebulosidade para nós.

Eu também estava olhando os modelos e vi que essa Alta pressão que está perto de nossa costa agora, ela viajará até o Sul do continente africano onde influênciará o tempo por lá.

Isso me levanta um questionamento/dúvida.

Se a porção dos Andes, do paralelo 21°S para baixo fosse inexistente(ausência de barreiras).

O clima do sudeste/sul seria mais frio? Devido as MPs do Pacífico Sul?

 

A Cordilheira dos Andes canaliza as massas polares para norte na América do Sul, somado com o baixo relevo do Chaco e a disposição longitudinal das serras no Brasil facilita os ventos frios de chegarem muito próximos da linha do Equador, principalmente na Amazônia. As altas altitudes das montanhas comprimem os anticiclones frios de modo que eles adentram o continente pela Patagônia ou Terra do Fogo.

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 minutos atrás, klinsmannrdesouza disse:

A Cordilheira dos Andes canaliza as massas polares para norte na América do Sul, somado com o baixo relevo do Chaco e a disposição longitudinal das serras no Brasil facilita os ventos frios de chegarem muito próximos da linha do Equador, principalmente na Amazônia. As altas altitudes das montanhas comprimem os anticiclones frios de modo que eles adentram o continente pela Patagônia ou Terra do Fogo.

Então é Por isto que as Mp's continentais daqui tem estes formatos estranhos fugindo do padrão mais circular que se observa sobre os oceanos. 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Além de uma noite com ceu estrelado e com lua cheia, tivemos também o recorde de madrugada mais fria do ano aqui em Brasília hoje. A temperatura chegou a 15,1ºC. Durante a tarde de ontem, a máxima não passou dos 23ºC.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ontem tivemos acumulados expressivos de chuva para a época. Em Volta Redonda foram 105mm, Barra Mansa 136mm e em Rio Claro 159mm, mas a chuva não foi generalizada para todo o sul fluminense, cidades como Resende e Barra do Piraí não passaram de 5mm. 

Tive a sensação de ter sido o dia mais frio do ano até o momento, mas como não tem estação por aqui fico sem os dados (podia ter alguma estação em VR...).

Share this post


Link to post
Share on other sites
35 minutos atrás, Daniel Lisboa disse:

Aparentemente a MP dessa semana flopou de vez. Europeu dando mínimas ridículas e ninguém comentando mais nada. 

No GFS e CMC continua a mesma coisa, só europeu que diminuiu um pouco. Aliás a AAO está entrando numa bela queda e as anomalias do Pacífico Equatorial caindo. Estou rezando para que isso continue e tenhamos um bom inverno🙌🙌🙌. Esperança é a última que morre...

  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites
11 minutos atrás, renata16 disse:

No GFS e CMC continua a mesma coisa, só europeu que diminuiu um pouco. Aliás a AAO está entrando numa bela queda e as anomalias do Pacífico Equatorial caindo. Estou rezando para que isso continue e tenhamos um bom inverno🙌🙌🙌. Esperança é a última que morre...

 

Frio forte mesmo, pelo visto, só em Junho. E acho que a melhor parte do inverno será sua parte final, justamente por causa desse resfriamento dos oceanos que nos influenciam. Está acontecendo de verdade um resfriamento do Atlântico e Pacífico. Aleluia!

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 horas atrás, PabloMartins disse:

Na enchente de 43 Porto Alegre acumulou quase 800 mm em 2 meses. Em 2015 foram mais de 700mm em 2 meses também. Julho de 2015 teve 12 dias seguidos sem sol, dos quais 11 seguidos estavam chovendo. Junho e Julho foram mega chuvosos, em Agosto acalmou mas ainda tinha muita chuva quando ela caia, na segunda quinzena de setembro voltou as enchentes, aí chegou o histórico outubro trazendo uma onda de tempestades severas, uma das piores da história da região metropolitana de Porto Alegre e uma das maiores cheias do Guaíba desde a de 43... Aquele 2015 ninguém esquece, minha amiga ficou com a casa inteira com água na cintura. ela mora na Ilha dos Marinheiros em POA.

Apenas uma correção: a grande enchente de Porto Alegre foi em 1941 e não em 1943. Uma coisa interessante a respeito do lugar comum de que no passado "era mais frio" foi que as décadas de 20, 30 e 40 tiveram outonos e invernos bastante quentes no RS, intercalados com algumas ondas de frio. Também foram muito chuvosos. Há uma sequência grande de enchentes que atingiram São Leopoldo e região nos invernos quentes e chuvosos, da década de 20 até meados dos anos 50. Depois houve uma mega enchente em 1965, a maior da história do RS (essa enchente atingiu pouco porto Alegre, já a de 41, que foi catastrófica na capital gaúcha, mal foi sentida em outras partes do estado). Depois, entramos no período de invernos com nevadas históricas, as cheias diminuíram de frequência e intensidade, até 1982, quando voltamos à fase quente e úmida. Foi em 83 que tivemos um super El Nino e cheias históricas em todo sul. Foi uma época de invernos quentes e úmidos. O clima atualmente me lembra bastante 1986, um ano que na minha memória não fez frio. Tivemos uma cheia monstruosa no RS. Perdemos quase tudo que tínhamos nessa enchente, que foi extremamente violenta na rapidez que atingiu o vale dos Sinos, incluindo nosso negócio, um aviário. As galinhas que não morreram nas águas, adoeceram e morreram depois. Os anos 80 para mim vão ser sempre sinônimo de invernos úmidos e quentes (ou modorrentos), medo de enchentes, penúria e falta total de dinheiro. Esse padrão só foi mudar em 88, ano frio, seco e de La Nina. 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Precipitação em algumas cidades do RS, entre 10 de abril a 14 de maio de 1941 (em milímetros) :

Santa Maria -              905,3

Soledade -                   895

Sta Cruz do Sul -        757,8

Cruz Alta -                   728,7

Guaporé -                    706,7

Taquari -                      623,6

Porto Alegre -             619,4

Encruzilhada do Sul  610,9

FONTE: Rafael Guimaraens, "A Enchente de 41" (citando o Boletim Municipal de Porto Alegre de 1941) 

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
48 minutos atrás, klinsmannrdesouza disse:

A Cordilheira dos Andes canaliza as massas polares para norte na América do Sul, somado com o baixo relevo do Chaco e a disposição longitudinal das serras no Brasil facilita os ventos frios de chegarem muito próximos da linha do Equador, principalmente na Amazônia. As altas altitudes das montanhas comprimem os anticiclones frios de modo que eles adentram o continente pela Patagônia ou Terra do Fogo.

Mas isso não seria benéfico apenas a parte oeste da América do Sul e as baixas latitudes?

Sempre acompanho os modelos e vejo anticiclones no Pacífico Sul com uma alta hPA e aliado com um oceano mais frio que o Atlântico Sul.

Eu penso que a parte sul/sudeste seria beneficiada. Porque com uma ausência de barreiras algune anticiclones mesmo de fraca/média intensidade teria caminho livre para nos antingir.

Aqui não temos um frio contínuo, dependemos muito das MPs.

A expressão "poço dos andes" que me fez levantar esse questionamento, onde algumas MPs consegue atravessar os Andes por volta do paralelo 30°S e atingem o Brasil como uma forte intensidade.

Como a MP de 1975.

Me corrijam caso eu esteja errado, eu sou meio leigo no assunto.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.