Jump to content
Brasil Abaixo de Zero
Marcos

Monitoramento e Previsão - Brasil/América do Sul - Fevereiro/2019

Recommended Posts

Alguns acumulados de estações da rede Cemaden dos dias 24/01 até hoje :

 

Santos Sítio das Neves 907 MM

São Vicente Padre Manoel 901 MM

São Vicente Rio Branco 891 MM

Peruíbe  863 MM

Peruíbe Parque do Trevo 857 MM

Itanhaém Nsa Sra Sion 817 MM

Cubatão Vila Parise 793 MM

Ubatuba Lazaro 656 MM

São Sebastião Baraqueçaba 623 MM

Bertioga Vista Linda 614 MM

São Sebastião Camburi 601 MM

São Paulo CEU Parelheiros 593 MM

 

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
8 minutos atrás, Juzinho disse:

Alguns acumulados de estações da rede Cemaden dos dias 24/01 até hoje :

 

Santos Sítio das Neves 907 MM

São Vicente Padre Manoel 901 MM

São Vicente Rio Branco 891 MM

Peruíbe  863 MM

Peruíbe Parque do Trevo 857 MM

Itanhaém Nsa Sra Sion 817 MM

Cubatão Vila Parise 793 MM

Ubatuba Lazaro 656 MM

São Sebastião Baraqueçaba 623 MM

Bertioga Vista Linda 614 MM

São Sebastião Camburi 601 MM

São Paulo CEU Parelheiros 593 MM

 

 

Espantado com o acumulado de quase 600mm em Parelheiros.

Santos(Sítio das Neves) e São Vicente(Padre Manoel) impressionante.

 

Alguém tem os dados dos maiores acumulados registrados na cidade segundo o SAISP/CGE? Sei que deve ter vários bairros com mais de 400mm em estações do CGE.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
14 minutos atrás, ricardosilva disse:

 

Mas o maior sinal da transição verão-outono no Sudeste é a redução das chuvas, classicamente depois de uma MP que atravessa a região e leva a umidade embora. Que eu me lembre isso raramente acontece antes da segunda quinzena de Março.

 

O calor pode perdurar até meados de Maio (vide 2005).

Como bem disse o Moretão, a redução de chuvas no Sudeste vai ocorrendo gradualmente a partir do final de fevereiro até atingir seu ápice em agosto (mês com menos chuva).

 

Porém isso num ano "médio". Sabemos que ano muda "ano a ano"...., cada um com sua particularidade e especificidade....

 

Este, a meu ver, já iniciou a transição verão-outono; antecipada, que o diga! assim como 2012.

 

Episódios de calor ainda teremos, obviamente (ainda temos março e abril INTEIROS pela frente!).

 

Se lembrar direito, 2016, ano com inverno EXTREMAMENTE RIGOROSO AQUI EM SAMPA, em que se registrou, desde há muitos anos, uma sub-5ºC no Mirante, GEADA no Parque do Ibirapuera, PRATICAMENTE INEXISTIU OUTONO...

 

Como bem disse o Beto de SC, abril foi TÓRRIDO até "as últimas", até a chegada de uma potentíssima MP nos últimos dias do mês, dando origem "direto" ao inverno. Naquele ano ÚNICO, SEGUI-SE, após a transição verão-outono ("mais para verão"), inverno direto! Não tivemos outono naquele ano! Foi incrível!

 

Por isso que: CUIDADO! Não HÁ REGRA! Cada ano tem sua particularidade. Isso chama-se dinâmica atmosférica. O que existe é um CLIMA de determinado local, caracterizado pelos seus registros médios.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Balanço de fevereiro da década (2010-2019) no Mirante:

 

2010: 296,5mm

2011: 311,5mm

2012: 224,2mm

2013: 278mm

2014: 197,6mm

2015: 273mm

2016: 275mm

2017: 127,3mm

2018: 102,2mm

2019: 322,8mm

 

MÉDIA 2010-2019: 240,8mm

 

Comparando as décadas anteriores:

 

Década de 70: 227,6mm

Década de 80: 242mm

Década de 90: 282,6mm

Década de 2000: 214,1mm

 

A década de 90 foi muito chuvosa; já a de 2000 ficou um pouco abaixo da normal 1961-1990(os anos 2000 foram mais "comportados" em termos de chuva em fevereiro)

 

 

  • Like 5
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)

Ano passado as temperaturas aqui só começaram a cair por volta de 15 de Abril.

 

O período de temperaturas amenas - considerando mínimas constantes abaixo de 20ºC durou +- de 15 de Abril até 20 de Setembro.

 

Março é verão pleno, alguns sopros polares podem ser sentidos na última semana, até assustando achando que vai ser um inverno gélido. Porém, não tem nada demais, até pq ar frio no verão do Brasil é brincadeira né? Ou seja, é super normal as FFs começaram a ficar mais fortes no fim de Março. Literalmente esta se saindo do NADA POLAR pra ALGUMA COISA POLAR.

 

E como disse, muitas vezes isso se coincide com o "secamento" da atmosfera, dando gás a queda de temperatura. A estação úmida se encerra em média no dia 1º de Abril em BH pelo CPTEC.

 

Edited by HenriqueBH

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)
35 minutos atrás, Darley disse:

Balanço de fevereiro da década (2010-2019) no Mirante:

 

2010: 296,5mm

2011: 311,5mm

2012: 224,2mm

2013: 278mm

2014: 197,6mm

2015: 273mm

2016: 275mm

2017: 127,3mm

2018: 102,2mm

2019: 322,8mm

 

MÉDIA 2010-2019: 240,8mm

 

Comparando as décadas anteriores:

 

Década de 70: 227,6mm

Década de 80: 242mm

Década de 90: 282,6mm

Década de 2000: 214,1mm

 

A década de 90 foi muito chuvosa; já a de 2000 ficou um pouco abaixo da normal 1961-1990(os anos 2000 foram mais "comportados" em termos de chuva em fevereiro)

 

 

Nossa, gostei. Bem interessante! Se me permite, vou compartilhar como ficou em Pombal segundo a oficial:


2010: 141 mm

2011: 224 mm

2012: 62,4 mm

2013: 15 mm

2014: 50,5 mm

2015: 102,7 mm

2016: 78,4 mm

2017: 83,1 mm

2018: 256 mm

2019: 77,5 mm

 

A média da década: 109,1 mm.

 

E a comparação com as décadas anteriores:

D. 70: 135,3 mm

D. 80: 139,7 mm

D. 90: 81,1 mm

D. 2000: 208,2 mm

 

Edited by CloudCb
  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)
2 horas atrás, Caco Pacheco disse:

Como bem disse o Moretão, a redução de chuvas no Sudeste vai ocorrendo gradualmente a partir do final de fevereiro até atingir seu ápice em agosto (mês com menos chuva).

 

Porém isso num ano "médio". Sabemos que ano muda "ano a ano"...., cada um com sua particularidade e especificidade....

 

Este, a meu ver, já iniciou a transição verão-outono; antecipada, que o diga! assim como 2012.

 

Episódios de calor ainda teremos, obviamente (ainda temos março e abril INTEIROS pela frente!).

 

Se lembrar direito, 2016, ano com inverno EXTREMAMENTE RIGOROSO AQUI EM SAMPA, em que se registrou, desde há muitos anos, uma sub-5ºC no Mirante, GEADA no Parque do Ibirapuera, PRATICAMENTE INEXISTIU OUTONO...

 

Como bem disse o Beto de SC, abril foi TÓRRIDO até "as últimas", até a chegada de uma potentíssima MP nos últimos dias do mês, dando origem "direto" ao inverno. Naquele ano ÚNICO, SEGUI-SE, após a transição verão-outono ("mais para verão"), inverno direto! Não tivemos outono naquele ano! Foi incrível!

 

Por isso que: CUIDADO! Não HÁ REGRA! Cada ano tem sua particularidade. Isso chama-se dinâmica atmosférica. O que existe é um CLIMA de determinado local, caracterizado pelos seus registros médios.

Caco você insiste em dizer que 2012 teve o outono antecipado, mas não teve!! Até o início da segunda quinzena de abril o padrão era sol, calor (mínimas em torno de 20°C e máximas ao redor dos 30°C) e temporais a tarde. A páscoa foi bem quente, me lembro bem. O outono mesmo só começou no finalzinho de Abril com a chegada de um forte sistema frontal que trouxe chuva durante dias(era frente estacionaria) e logo depois disso a chavinha virou definitivamente.

Edited by Wagner97
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Radar de São Roque neste momento mostra alguma chuva no leste paulista.

Há grandes áreas de chuva no sul mineiro e também no nordeste paulista.

 

m8Vy3EF.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Brasil - fevereiro de 2019

 

Anomalia de chuva

Boa parte do sudeste com desvios positivos, compensando um pouco o trágico janeiro.

6xBMeq6.gif

 

Chuva acumulada

chrpilJ.gif

 

Anomalia das temperaturas máximas

ydtfuAb.gif

 

Anomalia das temperaturas mínimas

935mrE2.gif

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 28/02/2019 em 13:42, Darley disse:

Fevereiro de 2019 atingiu uma incrível e importante marca no Mirante: este foi nada menos que o 50° mês que o Mirante fecha com mais de 300mm desde 1961.

Para efeito de comparação, Porto Alegre é a capital que menos atingiu a marca de 300mm: somente 5 vezes desde 1961, sendo o recorde do período 340,1mm em junho de 1984. O recorde histórico de POA(se incluir antes de 1961) foi em maio de 1941, com 409mm, talvez o único a bater 400mm. Se considerar toda a série histórica POA teve no máximo 10 meses acima de 300mm em sua história.

Confesso que Porto Alegre me surpreendeu em recorde mensal de chuva, acho que é a capital com o menor máximo de precipitação mensal histórico(o máximo mensal histórico para uma capital foi em São Luís(MA) 849,2mm em abril de 1985)

Porto Alegre é a única de todas as capitais que basicamente dependem exclusivamente de frentes/baixas para ter bastante chuva. Diferente de Florianópolis e CWB por exemplo que o relevo ajuda. Sem contar que por lá por estar numa latitude média, é difícil um mesmo sistema de chuva atuar por mais de 3 dias. O mes mais chuvoso da história de Bagé(587mm no INMET), por exemplo, foi Novembro 2009. Mes extremamente dinamico termicamente e atmosfericamente. Foram diversos tipos de sistemas afetando a cidade naquele mes e todos trazendo tempestades. Foi muito severo, raíssimos momentos apenas com uma chuva calma e constante. Porto Alegre pra ter um mes com mais de 500mm precisaria de algo parecido, mas é mais difícil por estar mais longe dos sistemas de baixas que se formam no interior do continente e de CCMs da primavera.

  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.