Jump to content
Brasil Abaixo de Zero
Rodolfo Alves

Monitoramento e Previsão - Brasil/América do Sul - Janeiro/2019

Recommended Posts

O calor deve ser bom para registros históricos e para quem gosta, mas o lado ruim é que os hospitais lotaram em SC por causa do forte calor. Hoje foi um dia infernal, a noite deve seguir abafada, e olhando pela previsão, deve refrescar uns 2 dias mas depois o calorão volta com tudo. Segundo o modelo GFS, o calor não deve dá trégua,  pelo menos até o dia 20 de janeiro.

Edited by Guilherme Wawrzyniec
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Realmente chocante o recorde de calor em Florianópolis, com uma baita folga!

 

A tendência é de que a alta em 500mb, que hoje encontra-se sobre o estado de SP, com influências desde o Centro-Oeste até o Sul, perca sua força nos próximos dias, o que traz condições de maior umidade para parte do Sudeste.

 

Esse alívio não deve durar muito, uma vez que um novo sistema de alta em 500 estará ganhando força a partir do dia 6, invadindo o continente pelo leste no dia 7 e ampliando sua influência nos dias 8, 9 e 10. Dias 8 e 9 o calor deve ser bastante intenso, até mais do que o apontado pelos dados brutos dos modelos, em SP, MG e RJ. Em virtude de sua circulação, haverá advecção de ar muito quente para a região Sul já no dia 7, e espera-se calor muito forte e potencial perigo para exposição prolongada no período da tarde, especialmente no litoral sul de SC; apesar do destaque ser o litoral sul de SC, todo o estado, grande parte do RS e PR devem sofrer com as altas temperaturas. Não somente as tardes, mas as noites também podem ser bastante desagradáveis.

 

Para o dia 10, o modelo ECMWF chega a apontar temperaturas acima de 27°C no nível de 850mb sobre áreas de planalto no Sul, condizente com temperaturas que podem beirar ou mesmo passar de 30°C mesmo no INMET de São Joaquim. Neste mesmo dia, aquecimento rápido e intenso logo pela manhã, e temperaturas que podem chegar a 42°C (ou passar) na região de Criciúma, Urussanga e Tubarão. RM de Porto Alegre também está inclusa.

 

us_model-en-178-1_modez_2019010312_180_39622_147.thumb.png.856fe0047e58fbdbfb3db0d3191b5cf9.png

  • Like 14

Share this post


Link to post
Share on other sites
17 minutos atrás, Vinicius Lucyrio disse:

Realmente chocante o recorde de calor em Florianópolis, com uma baita folga!

 

A tendência é de que a alta em 500mb, que hoje encontra-se sobre o estado de SP, com influências desde o Centro-Oeste até o Sul, perca sua força nos próximos dias, o que traz condições de maior umidade para parte do Sudeste.

 

Esse alívio não deve durar muito, uma vez que um novo sistema de alta em 500 estará ganhando força a partir do dia 6, invadindo o continente pelo leste no dia 7 e ampliando sua influência nos dias 8, 9 e 10. Dias 8 e 9 o calor deve ser bastante intenso, até mais do que o apontado pelos dados brutos dos modelos, em SP, MG e RJ. Em virtude de sua circulação, haverá advecção de ar muito quente para a região Sul já no dia 7, e espera-se calor muito forte e potencial perigo para exposição prolongada no período da tarde, especialmente no litoral sul de SC; apesar do destaque ser o litoral sul de SC, todo o estado, grande parte do RS e PR devem sofrer com as altas temperaturas. Não somente as tardes, mas as noites também podem ser bastante desagradáveis.

 

Para o dia 10, o modelo ECMWF chega a apontar temperaturas acima de 27°C no nível de 850mb sobre áreas de planalto no Sul, condizente com temperaturas que podem beirar ou mesmo passar de 30°C mesmo no INMET de São Joaquim. Neste mesmo dia, aquecimento rápido e intenso logo pela manhã, e temperaturas que podem chegar a 42°C (ou passar) na região de Criciúma, Urussanga e Tubarão. RM de Porto Alegre também está inclusa.

 

us_model-en-178-1_modez_2019010312_180_39622_147.thumb.png.856fe0047e58fbdbfb3db0d3191b5cf9.png

 

JANEIRO MAIS QUENTE DA HISTÓRIA DO LESTE DE SC A CAMINHO!

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
48 minutos atrás, Vinicius Lucyrio disse:

Realmente chocante o recorde de calor em Florianópolis, com uma baita folga!

 

A tendência é de que a alta em 500mb, que hoje encontra-se sobre o estado de SP, com influências desde o Centro-Oeste até o Sul, perca sua força nos próximos dias, o que traz condições de maior umidade para parte do Sudeste.

 

Esse alívio não deve durar muito, uma vez que um novo sistema de alta em 500 estará ganhando força a partir do dia 6, invadindo o continente pelo leste no dia 7 e ampliando sua influência nos dias 8, 9 e 10. Dias 8 e 9 o calor deve ser bastante intenso, até mais do que o apontado pelos dados brutos dos modelos, em SP, MG e RJ. Em virtude de sua circulação, haverá advecção de ar muito quente para a região Sul já no dia 7, e espera-se calor muito forte e potencial perigo para exposição prolongada no período da tarde, especialmente no litoral sul de SC; apesar do destaque ser o litoral sul de SC, todo o estado, grande parte do RS e PR devem sofrer com as altas temperaturas. Não somente as tardes, mas as noites também podem ser bastante desagradáveis.

 

Para o dia 10, o modelo ECMWF chega a apontar temperaturas acima de 27°C no nível de 850mb sobre áreas de planalto no Sul, condizente com temperaturas que podem beirar ou mesmo passar de 30°C mesmo no INMET de São Joaquim. Neste mesmo dia, aquecimento rápido e intenso logo pela manhã, e temperaturas que podem chegar a 42°C (ou passar) na região de Criciúma, Urussanga e Tubarão. RM de Porto Alegre também está inclusa.

 

us_model-en-178-1_modez_2019010312_180_39622_147.thumb.png.856fe0047e58fbdbfb3db0d3191b5cf9.png

As previsões continuam indicando um bloqueio de 15/20 dias de duração ou recuaram um pouco? 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
50 minutos atrás, Vinicius Lucyrio disse:

Realmente chocante o recorde de calor em Florianópolis, com uma baita folga!

 

A tendência é de que a alta em 500mb, que hoje encontra-se sobre o estado de SP, com influências desde o Centro-Oeste até o Sul, perca sua força nos próximos dias, o que traz condições de maior umidade para parte do Sudeste.

 

Esse alívio não deve durar muito, uma vez que um novo sistema de alta em 500 estará ganhando força a partir do dia 6, invadindo o continente pelo leste no dia 7 e ampliando sua influência nos dias 8, 9 e 10. Dias 8 e 9 o calor deve ser bastante intenso, até mais do que o apontado pelos dados brutos dos modelos, em SP, MG e RJ. Em virtude de sua circulação, haverá advecção de ar muito quente para a região Sul já no dia 7, e espera-se calor muito forte e potencial perigo para exposição prolongada no período da tarde, especialmente no litoral sul de SC; apesar do destaque ser o litoral sul de SC, todo o estado, grande parte do RS e PR devem sofrer com as altas temperaturas. Não somente as tardes, mas as noites também podem ser bastante desagradáveis.

 

Para o dia 10, o modelo ECMWF chega a apontar temperaturas acima de 27°C no nível de 850mb sobre áreas de planalto no Sul, condizente com temperaturas que podem beirar ou mesmo passar de 30°C mesmo no INMET de São Joaquim. Neste mesmo dia, aquecimento rápido e intenso logo pela manhã, e temperaturas que podem chegar a 42°C (ou passar) na região de Criciúma, Urussanga e Tubarão. RM de Porto Alegre também está inclusa.

 

us_model-en-178-1_modez_2019010312_180_39622_147.thumb.png.856fe0047e58fbdbfb3db0d3191b5cf9.png

Isso seria com alguma chuva no leste do RS ? Estamos precisando..

Share this post


Link to post
Share on other sites

Variação de 19.8 - 30.5°C em Varginha. Um verdadeiro oásis, como disse o colega de Juíz de Fora. No entanto, calor chato, umidade acima dos 55% em casa o dia todo. Mínima alta para a cidade, onde a área urbana varia entre os 850m e 1050m em média. 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 horas atrás, klinsmannrdesouza disse:

Pós-2000 o período 2001-2006 ou todos os anos depois de 2000? 

Para mim, fazendo uma análise mais ampla...

 

A partir de 1995, numa análise macro, começou a haver uma mudança importante. Os anos de 95, 97 e 98 foram de El Niño forte. 1995 foi um ano praticamente em que não houve outono/inverno. 97 e 98 tiveram até que outonos relativamente bons, mas com invernos bem porcaria, com exceção de uma MP bem forte em agosto de 97. No período 95/99, os invernos de 96/99 foram MUITO BONS: regulares, constantes e com ótimas MP´s.

 

2000 teve um outono meia boca e o inverno andava bem fraco (inverno foi tardio...). De meados de julho a meados de agosto presenciei o que chamo de "pequena era do gelo": foi o período com maiores sequências de Mp´s poderosas que já presenciei (acho que foram 4 na sequência!).

 

Inverno de 2001 foi fraco, mas houve uma MP até que forte em julho que trouxe um certo acúmulo de neve nas serras de SC, além de uma noite/madrugada com frio bem forte ("à moda antiga" aqui em  Sampa). E só...

 

Inverno de 2002 (primeiro inverno que selou o início do BAZ) foi TENEBROSO em todo Centro-Sul brasileiro, com exceção do pampa gaúcho! Única coisa que salvou foi a MP poderosa do início de setembro, trazendo bom acúmulo de neve e excelente frio para Sampa;  MP "clássica": continental e ciclone "sincronizado", coisa que era recorrente em nosso inverno até 2002.

 

2003 começa a "escassez da neve" nas serras SC/RS, perdurando até 2010. Porém o fim não se dá com MP com trajetória "clássica" (com ciclone); tanto que esta MP que provocaria a neve em agosto de 2010, decretando o fim da estiagem de neve nas serras SC/RS não é "grandes coisas" em Sampa. Em Curita mesmo não traz mínima significativa, muito embora traga máxima bem baixa; valor na faixa dos 7ºC, com tempo carrancudo.

 

Período 2007-2009 os invernos se recuperam MUITO BEM em relação a ondas de frio, especialmente RS e  centro-sul de SC.

 

Outono de 2009 bom no Sudeste e Curitiba, além de um junho/09 como há tempos não visto em termos de frio, além de um Julho e agosto "molhados" e de temperaturas na média marcam o inverno de 2009 no Sudeste e Curitiba.

 

O outono e a primeira parte do inverno de 2011 lembram "demais" os invernos "a la anos 80", com a volta de uma MP clássica: trajetória continental em sincronia com ciclone, varrendo o território brasileiro em junho/11. A segunda metade de julho/11 é bem melhor em SC/RS do que o restante do Brasil em termos de frio.

 

2012 - inverno fraco.

 

2013 - inverno estava "meia boca" até as 2 bombas de julho e agosto, que trouxeram marcas históricas de SP/MS "para baixo" (não chegou a pegar muito bem MG); não me recorso como se comportou o Estado do RJ.

 

2014-2015 - porcaria, especialmente o monótono e xoxo 2015.

 

2016 - inverno fantástico a partir de fins de abril, equivalente aos da década de 80. MP "clássica" em junho, com neve nas serras SC/RS e volta de sub-5ºC no Mirante/Santana após praticamente 15 anos..., coisa que ocorria ano sim ano (ou se não me engano TODO ANO no Mirante Santana) até meados da década de 90.

 

2017 - Inverno fraco de SP para baixo, embora com algumas "surpresas": 2 episódios de neve, episódio de frio em Sampa. Frio constante (porém sem nenhum evento marcante) no leste do Sudeste, e Nordeste, especialmente.

 

2018 -  inverno "meia boca" no Centro Sul brasileiro e bom no centro-sul gaúcho.

 

A conclusão a que chego é, que os invernos têm, de forma lenta e gradual, voltando aos "eixos", a partir de 2007, mais destacadamente a partir de 2011, com o hiato de 2014 e 2015.  

 

 

  • Like 3
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Noite chuvosa em Sampa.

Aqui no Tatuapé, chove fraco nesse momento.

 

Imagem do radar de São Roque

 

iWaJ8EQ.jpg

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites

O Aeroporto Afonso Pena (aero de CWB), no METAR das 22h, registrou 27°C.

Eu nunca vi nada parecido, de verdade. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
28 minutos atrás, Daniel85 disse:

Noite chuvosa em Sampa.

Aqui no Tatuapé, chove fraco nesse momento.

 

Imagem do radar de São Roque

 

iWaJ8EQ.jpg

 

Sobre as chuvas, segundo o CGE, é justamente em Santana o bairro com a maior chuva até o momento: 27mm. No INMET já ultrapassa os 30mm.

Enquanto na Zona Sul sem grandes acumulados.

 

E as temperaturas, como estão?

Edited by Darley
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boa noite! Hoje tivemos tempo ensolarado, seco, com vento fresco e temperatura muito agradável em Buenos Aires. A mínima foi de 17°C e a máxima foi de 26,3°C. Para amanha a previsao é de sol e poucas nuvens. Mínima de 19°C e máxima de 30°C, segundo o SMN. O sol nasce às 5h46 e se poe às 20h10.

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Caco Pacheco disse:

Para mim, fazendo uma análise mais ampla...

 

A partir de 1995, numa análise macro, começou a haver uma mudança importante. Os anos de 95, 97 e 98 foram de El Niño forte. 1995 foi um ano praticamente em que não houve outono/inverno. 97 e 98 tiveram até que outonos relativamente bons, mas com invernos bem porcaria, com exceção de uma MP bem forte em agosto de 97. No período 95/99, os invernos de 96/99 foram MUITO BONS: regulares, constantes e com ótimas MP´s.

 

2000 teve um outono meia boca e o inverno andava bem fraco (inverno foi tardio...). De meados de julho a meados de agosto presenciei o que chamo de "pequena era do gelo": foi o período com maiores sequências de Mp´s poderosas que já presenciei (acho que foram 4 na sequência!).

 

Inverno de 2001 foi fraco, mas houve uma MP até que forte em julho que trouxe um certo acúmulo de neve nas serras de SC, além de uma noite/madrugada com frio bem forte ("à moda antiga" aqui em  Sampa). E só...

 

Inverno de 2002 (primeiro inverno que selou o início do BAZ) foi TENEBROSO em todo Centro-Sul brasileiro, com exceção do pampa gaúcho! Única coisa que salvou foi a MP poderosa do início de setembro, trazendo bom acúmulo de neve e excelente frio para Sampa;  MP "clássica": continental e ciclone "sincronizado", coisa que era recorrente em nosso inverno até 2002.

 

2003 começa a "escassez da neve" nas serras SC/RS, perdurando até 2010. Porém o fim não se dá com MP com trajetória "clássica" (com ciclone); tanto que esta MP que provocaria a neve em agosto de 2010, decretando o fim da estiagem de neve nas serras SC/RS não é "grandes coisas" em Sampa. Em Curita mesmo não traz mínima significativa, muito embora traga máxima bem baixa; valor na faixa dos 7ºC, com tempo carrancudo.

 

Período 2007-2009 os invernos se recuperam MUITO BEM em relação a ondas de frio, especialmente RS e  centro-sul de SC.

 

Outono de 2009 bom no Sudeste e Curitiba, além de um junho/09 como há tempos não visto em termos de frio, além de um Julho e agosto "molhados" e de temperaturas na média marcam o inverno de 2009 no Sudeste e Curitiba.

 

O outono e a primeira parte do inverno de 2011 lembram "demais" os invernos "a la anos 80", com a volta de uma MP clássica: trajetória continental em sincronia com ciclone, varrendo o território brasileiro em junho/11. A segunda metade de julho/11 é bem melhor em SC/RS do que o restante do Brasil em termos de frio.

 

2012 - inverno fraco.

 

2013 - inverno estava "meia boca" até as 2 bombas de julho e agosto, que trouxeram marcas históricas de SP/MS "para baixo" (não chegou a pegar muito bem MG); não me recorso como se comportou o Estado do RJ.

 

2014-2015 - porcaria, especialmente o monótono e xoxo 2015.

 

2016 - inverno fantástico a partir de fins de abril, equivalente aos da década de 80. MP "clássica" em junho, com neve nas serras SC/RS e volta de sub-5ºC no Mirante/Santana após praticamente 15 anos..., coisa que ocorria ano sim ano (ou se não me engano TODO ANO no Mirante Santana) até meados da década de 90.

 

2017 - Inverno fraco de SP para baixo, embora com algumas "surpresas": 2 episódios de neve, episódio de frio em Sampa. Frio constante (porém sem nenhum evento marcante) no leste do Sudeste, e Nordeste, especialmente.

 

2018 -  inverno "meia boca" no Centro Sul brasileiro e bom no centro-sul gaúcho.

 

A conclusão a que chego é, que os invernos têm, de forma lenta e gradual, voltando aos "eixos", a partir de 2007, mais destacadamente a partir de 2011, com o hiato de 2014 e 2015.  

 

 

Concordo com sua análise; eu também raciocínio que os anos de 2012, 2014 e 2015 foram uma ''pausa'' natural depois dos outonos/invernos mais frios que ocorreram em 2011 e 2013, houve uma correlação dos oceanos Atlântico e Pacífico estarem muito mais aquecidos do que o normal entre 1995/2006, entre 2007 e 2013 tivemos duas la niñas, mesmo que não ocorreram no inverno ajudaram a deixar as temperaturas mais comportadas.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O problema não é com os invernos em termos de médias, mas sim uma falta marcante de bombas polares !

 

Mas o problema maior mesmo tem sido com os verões calcinantes.

  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites

São Miguel do Oeste/Inmet teve ontem (02/01/2019) mínima de 25,4°C, quebrou o recorde para o mês de janeiro (dados desde 2008), que era de 24,7°C no dia 22/01/2014.

 

chart.thumb.png.ca96ab3bb3d2f50b5c7ebbc1f91dceaf.png

 

Frederico Westphalen/Inmet teve ontem também (02/01/2019), mínima de 24,6°C, é a mais alta já registrada em qualquer mês na estação (dados desde 2008), recorde absoluto anterior era de 23,9°C dia 06/02/2010.

 

1749950050_chart(1).thumb.png.26d65532101bbba1235672e829e34b03.png

 

Porém esses valores recordes de mínimas não refletiram nas máximas.

 

 

Edited by jean10lj
  • Like 5
  • Sad 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Previsão patética essa do euro para a região sudeste.

 

Grande parte do centro-norte de Minas poderá não ver sequer uma gota de chuva nos próximos 15 dias.

No restante do sudeste, pouca chuva. Acumulados melhores no estado de SP.

 

ECMWF 12Z - chuva para os próximos 15 dias

KWXw7q8.png

  • Like 2
  • Sad 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
38 minutos atrás, Renan disse:

O problema não é com os invernos em termos de médias, mas sim uma falta marcante de bombas polares !

 

Mas o problema maior mesmo tem sido com os verões calcinantes.

 

As bombas polares deixam a nossa época fria mais dinâmica, promeiro a pré-frontal, depois chuva e por fim frio intenso com neve e geadas, tivemos até bons invernos normais nos  últimos onze anos que não podemos reclamar, os verões só foram ficar abrasadores a partir de 2014, antes disso todo ano ocorriam no mínimo duas zcas sobre o Brasil, outro problema é a falta de compensação pelo bloqueio, que seria natural após este a formação de extensas áreas de chuvas fortes.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Dia de calor violentíssimo no leste de Santa Catarina, mas no eixo Indaial-Brusque a nebulosidade persistiu durante a tarde, o que matou os recordes (lamentável). Indaial teve 2 leituras com 38,2C e uma com 38,1C, sendo que o recorde é 38,3C. Em casa tive máxima de 39,4C e o gráfico a seguir mostra a 'MM':

 

image.thumb.png.a851f2f3124ab2e5fbfe681812595551.png

 

Pelo menos o centro e norte de Blumenau fizeram bonito, 41,3C na itoupava Central e 41,6C no Alertablu, locais onde a nebulosidade não chegou a atuar de maneira efetiva.

 

O destaque do dia com certeza foi Florianópolis, que destruiu o recorde histórico. Baita dia para monitoramento!!

  • Like 4
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
12 minutos atrás, Daniel85 disse:

Previsão patética essa do euro para a região sudeste.

 

Grande parte do centro-norte de Minas poderá não ver sequer uma gota de chuva nos próximos 15 dias.

No restante do sudeste, pouca chuva. Acumulados melhores no estado de SP.

 

ECMWF 12Z - chuva para os próximos 15 dias

KWXw7q8.png

É impressão minha ou as previsões suavizaram a secura prevista? Antes mostrava o estado de SP seco e agora indicam chuvas?

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

3 h da manhã e 31.2 graus em Bertioga , noite indormível aqui em Ubatuba!!!

  • Like 1
  • Sad 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Madrugada de quinta foi fervente na Região metropolitana de Porto Alegre. 00h adentrou com 34°C em Canoas e só caiu abaixo de 30°C apenas por volta das 06 ou 7h da manhã. As 10h a chuva veio e o resto do diaficou entre 26 e 27, agr está em 21,4.

 

Nada comparado à 2014 quando foram VÁRIOS dias que era meio dia e já batiamos 39°C - 40°C

Lembrando do pico no dia 6/2/14 quando batemos 42,6°C e 43 em Canoas por exemplo. No mesmo dia, Taquara e Butiá bateram os seua 44°C e 45°C. To com um pressentimento de que este ano será tão quente quanto.

 

De dias super quentes, eu me lembro a onda de calor de fim de janeiro e inicio de fev de 2010, histórico 25 de dezembro de 2012 com 42°C, 27 e 28 de dezembro de 2013 com 41°C, os inesquecíveis janeiro e fevereiro de 2014, os 40°C do dia 29 de outubro de 2014, 41°C em 25 ou 26 de Janeiro de 2016, 40°C tb em Janeiro de 2017 e agora os 40 e 41 entre dezembro de 2018 e agora janeiro de 2019. A cada vez os 40°C vem se tornando mais comuns na região metropolitana de Porto Alegre. Infelizmente o inmet em POA fica na área mais fria da capital enquanto a zona norte registrou 40,7°C e foi esquecida de ser mencionada no churrasco dos telejornais brasileiros, já que aparentemente o RJ merece mais destaque para chamar o turismo.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ontem, em Pinheiros, houve uma mudança significativa no tempo: às 18 hs tínhamos 29,5ºC. Já às 20 hs a temperatura despencou para 22,8ºC !

 

Começou a chover fraco a partir 21 hs e, até a meia-noite, acumulamos 5,6 mm. Neste momento (7:20), muitas nuvens no céu, temos 21,5ºC, com mínima de 21,2ºC à 1 h da madrugada. Baita diferença!

 

Creio que, a partir de +- 18:30 hs de ontem, começou-se a sentir os efeitos do sistema frontal aqui em Sampa! 

 

A máxima prevista para hoje é de "meros" 27ºC/29ºC, pontuais, entre 12 e 14 hs...

 

A se comparar com os dias anteriores (33ºC a 35ºC de máximas), é um baita refresco já....

 

 

Edited by Caco Pacheco

Share this post


Link to post
Share on other sites
43 minutos atrás, Juzinho disse:

Mínima de inacreditáveis 30.2 graus em Bertioga .

 

E o que dizer da mínima em Curitiba ? Durante toda a madrugada NÃO BAIXOU dos 22,8ºC. Mínima equatorial na mais fria das capitais brasileiras. 

  • Like 1
  • Thanks 1
  • Sad 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

E depois do calorão de dias atrás, o sul do RS amanheceu com temperaturas entre 12 e 14 graus hoje. Que baita inveja estou sentindo !

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
12 minutos atrás, Renan disse:

 

E o que dizer da mínima em Curitiba ? Durante toda a madrugada NÃO BAIXOU dos 22,8ºC. Mínima equatorial na mais fria das capitais brasileiras. 

Os efeitos do sistema frontal não chegaram à Curitiba ainda?

 

Aqui em sampa parece que já chegaram....

 

Pinheiros nublado e "meros" 23,4ºC...

Edited by Caco Pacheco

Share this post


Link to post
Share on other sites
18 horas atrás, klinsmannrdesouza disse:

Que dinâmica, num dia calor australiano e no outro verão neozelandês!

 

 

Hoje mínima de 14ºC. Depois de ter ido a 40ºC.

 

Algumas mínimas na região:

 

09,8ºC Pinheiro (Passo) 

10,2ºC Herval (Guarda Nova)

12,3ºC Pinheiro (Parque)

12,4ºC Chuí

13,1ºC Bagé

13,2ºC Canguçu

13,9ºC Rio Grande
14,3ºC Pelotas

 

A baixada de Herval (Passo dos Vimes) deve ter variado de 37,xºC anteontem para 7,xºC hoje. Pena a internet estar instável lá, só no meio do mês pra saber quando eu for lá.

 

 

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
18 horas atrás, Caco Pacheco disse:

Muito show de bola mesmo! O sul do RS tem uma dinâmica de dar inveja. É um clima ímpar em nosso país.

 

É bem peculiar mesmo. Totalmente uruguaio.hehe

Share this post


Link to post
Share on other sites
34 minutos atrás, Allef Caetano disse:

 

É bem peculiar mesmo. Totalmente uruguaio.hehe

Exatamente. Total uruguaio. Se não fosse pelo fator neve, preferiria morar numa localidade como Bagé a Caxias do Sul. Para falar a verdade ainda tenho minhas dúvidas...

 

No Brasil são minhas duas localidades preferidas em termos de clima x cidade para morar.

 

Pesa a favor de Caxias o fator maior proximidade da praia e a São Paulo também...

 

Pinheiros nublado e 24,4ºC no momento. Já sob sistema frontal.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Hoje, Aguas Vermelhas

1 hora atrás, Allef Caetano disse:

 

 

Hoje mínima de 14ºC. Depois de ter ido a 40ºC.

 

Algumas mínimas na região:

 

09,8ºC Pinheiro (Passo) 

10,2ºC Herval (Guarda Nova)

12,3ºC Pinheiro (Parque)

12,4ºC Chuí

13,1ºC Bagé

13,2ºC Canguçu

13,9ºC Rio Grande
14,3ºC Pelotas

 

A baixada de Herval (Passo dos Vimes) deve ter variado de 37,xºC anteontem para 7,xºC hoje. Pena a internet estar instável lá, só no meio do mês pra saber quando eu for lá.

 

 

 

Aguas Vermelhas - Norte de Minas/Jequitinhonha teve mínima de 14.3ºC.  Essa cidade é surpreendente, e isso em apenas 754 metros de altitude.

 

1413384434_CapturadeTela2019-01-04s10_22_32.thumb.png.7202721f74cc465fca80e02b82f0ec2d.png

 

300px-MinasGerais_Municip_AguasVermelhas

Edited by HenriqueBH
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 horas atrás, Caco Pacheco disse:

 

 

Creio que, a partir de +- 18:30 hs de ontem, começou-se a sentir os efeitos do sistema frontal aqui em Sampa! 

 

 

 

 

 

Cara, a frente ta entrando em SC

  • Like 1
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
46 minutos atrás, Caco Pacheco disse:

Exatamente. Total uruguaio. Se não fosse pelo fator neve, preferiria morar numa localidade como Bagé a Caxias do Sul. Para falar a verdade ainda tenho minhas dúvidas...

 

No Brasil são minhas duas localidades preferidas em termos de clima x cidade para morar.

 

Pesa a favor de Caxias o fator maior proximidade da praia e a São Paulo também...

 

Pinheiros nublado e 24,4ºC no momento. Já sob sistema frontal.

 

 

De fato a neve deixa a desejar, mas é pela questão da umidade.
A serra tem o relevo alto como barreira orográfica que força o levantamento do ar. Então é comum ela reter a umidade quando o ar frio ta avançando, o que possibilita "casar" o ar frio com a umidade. Mesmo em situações pós-frontais (quando a frente já passou), mas ainda existe algum resquício de umidade, acaba formando nuvens e consequentemente aumentando as condições para precipitações invernais.

Já nos pampas o relevo é baixo. O minuano entra rasgando, rapidamente seca e limpa. A borda oeste da serra do sudeste, que compreende Pinheiro Machado, Pedras Altas e Herval conseguem ter um efeito parecido com o da serra, mas em menor escala. Não é atoa que Pinheiro é a mais nivosa de toda metade sul.

 

Tirando isso, os pampas não deixam em nada a desejar. O clima mais sazonal do país (região que mais se aproxima das estações definidas) e médias de inverno que rivaliza facilmente com a serra. Fora a maior imunidade às entradas de ar quente no inverno.

 

Enfim, no geral ambos os climas são tops, cada um com suas peculiaridades.😁

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
36 minutos atrás, HenriqueBH disse:

Hoje, Aguas Vermelhas

 

Aguas Vermelhas - Norte de Minas/Jequitinhonha teve mínima de 14.3ºC.  Essa cidade é surpreendente, e isso em apenas 754 metros de altitude.

 

 

Uma boa mínima. Efeito da secura??

 

Aqui foi um ar frio comunzinho de janeiro. Nos mais fortes vai fácil a 10ºC ou sub em toda região. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

tenho o hábito de sumir no verão. o infernal calor que aqui fez derrete até o cérebro. Interessante documentário assistir estes dias, creio que foi num dos canais com discovery, history, não recordo. Era sobre oenorme calor de 2003 na França. Houve enorme numero de óbtos. Na França, foram 15 mil mortos. Estima-se um total de 35 mil em toda a Europa.

Aqui, já estamos mais preparados para o calor. Lá, as vedações dos prédios impedem uma circulação boa no verão. Não há remédio a não ser sair de casa. Nesse evento, de 2003, somente 6% dos prédios franceses tinham ar condicionado para resfriar o ambiente. Estive lá, e não há como suportar um calor intenso nos prédios com vidro duplo, com neopreme vedando a saída de ar. Nesse quesito, estamos preparados. Até mesmo S. Joaquim tem casas com enormes "frestas", onde o ar circula faceiro.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Considerando apenas as estações do inmet (para colocar um parâmetro de comparação, que seria o relevo de topo), Floripa quase entrou no time das capitais quarentonas brasileiras:

 

Rio

Teresina

Palmas

Cuiabá

Goiânia

Porto Alegre

 

Capitais do N e NE não têm muito destaque pela estabilidade térmica. 

 

São Paulo, Belo Horizonte, Brasília e, principalmente, Curitiba, parecem ainda estar meio distantes dessa marca.

 

Alguém sabe se já fez 40+ em Vitória/ES e Campo Grande/MS?

 

A propósito, essa onda de calor não deve atingir BH. Segundo foreca, a cidade terá certa dificuldade de passar dos 30...

Share this post


Link to post
Share on other sites

DADOS DA CONVENCIONAL DE FLORIPA SAÍRAM!!!

 

MÁXIMA DE 40,0°C ONTEM!!

HISTÓRICO!!!

 

IMG-20190104-WA0042.jpg

Edited by Felipe F
  • Like 9
  • Thanks 4

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 minutos atrás, Felipe F disse:

DADOS DA CONVENCIONAL DE FLORIPA SAÍRAM!!!

 

MÁXIMA DE 40,0°C ONTEM!!

HISTÓRICO!!!

 

IMG-20190104-WA0042.jpg

 

TRATRATRATRATRATRATRA

FIREWORKS

TRATRATRATRATRA

TRATRA

TRA

POOOOOOOOOOOWWWWW

POUUUULLLLL

FOGOS BARULHO DE FIREWORKS

FIREWORKS!!!!! FOGOS DE ARTIFICIO!!!!!!
BARULHO DE FOGOS!

FOGOS!!!!!

PAPAPAPAPAPAPAPAPAPA

PA
PA

PA

TA
TATA

FIREWORKS

PUL!!
POW!!
PA!
TRA!

  • Like 3
  • Thanks 1
  • Haha 5

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Felipe Backendorf disse:

 

Cara, a frente ta entrando em SC

Beleza, cara!

 

Agora, quentes e abafados 29ºC em Pinheiros.

 

Mas o que explica então este decréscimo nas máximas hoje então? Não seria já instabilidades provocadas pela aproximação da FF, caracterizando já influência do sistema frontal?

 

A meu entender, não houve (por ora) penetração da MP que vem na retaguarda da FF; todavia, influência do sistema frontal já é sentido, caracterizado, como já comentei acima, pela queda nas máximas hoje, se comparado com os dias anteriores.

 

Réplica por gentileza, mestre Felipe.

Edited by Caco Pacheco
  • Haha 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
14 minutos atrás, Felipe F disse:

DADOS DA CONVENCIONAL DE FLORIPA SAÍRAM!!!

 

MÁXIMA DE 40,0°C ONTEM!!

HISTÓRICO!!!

 

IMG-20190104-WA0042.jpg

 

Resultado de imagem para crowd celebrating

 

Agora é pegar a pipoca e acompanhar os debates sobre aquecimento global.

  • Like 5
  • Haha 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
30 minutos atrás, Felipe F disse:

DADOS DA CONVENCIONAL DE FLORIPA SAÍRAM!!!

 

MÁXIMA DE 40,0°C ONTEM!!

HISTÓRICO!!!

 

IMG-20190104-WA0042.jpg

 

 

PARABÉNS FLORIPA!

 

BEM VINDA AO CLUBE DAS QUARENTONAS!!! 

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
18 minutos atrás, Caco Pacheco disse:

Beleza, cara!

 

Agora, quentes e abafados 29ºC em Pinheiros.

 

Mas o que explica então este decréscimo nas máximas hoje então? Não seria já instabilidades provocadas pela aproximação da FF, caracterizando já influência do sistema frontal?

 

A meu entender, não houve (por ora) penetração da MP que vem na retaguarda da FF; todavia, influência do sistema frontal já é sentido, caracterizado, como já comentei acima, pela queda nas máximas hoje, se comparado com os dias anteriores.

 

Réplica por gentileza, mestre Felipe.

 

Enfraquecimento do bloqueio e entrada de ar mais úmido. É temporário, semana que vem o bloqueio se reestabelece. Carta 06z do CPTEC:

 

superficie_2019010406.gif

Edited by Felipe Backendorf
  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
23 horas atrás, Tomás WRuas disse:

Máximas acima dos 38°C em SC hoje (03/01/2019):

  • 41,6° Blumenau
  • 41,5° Jaraguá do Sul
  • 41,4° Biguaçu
  • 41,3° Massaranduba
  • 41,0° Joinville
  • 40,7° Garuva
  • 40,7° São João do Itaperiú
  • 40,4° Camboriú
  • 40,2° Balneário Camboriú
  • 40,2° Nova Trento
  • 40,2° Brusque
  • 40,2° Rodeio
  • 40,0° Antônio Carlos
  • 40,0° Florianópolis
  • 39,8° Corupá
  • 39,4° Guabiruba
  • 39,2° Tijucas
  • 39,1° Águas Mornas
  • 38,9° Itajaí
  • 38,7° Santo Amaro da Imperatriz
  • 38,6° Içara
  • 38,6° Tijucas
  • 38,3° Barra Velha
  • 38,2° Indaial
  • 38,0° Tubarão
     

 

Lista atualizada com os valores divulgados hoje pela Epagri, após análise. São eles: 41,3° em Massaranduba, 40,7° em S. João do Itaperiú, 40,4° Camboriú/Salto e 39,2° em Tijucas. Também os 40,0° de Florianópolis/convencional.

  • Like 4
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

CAPITAIS COM REGISTROS NA CASA DOS 40°:

INMET CONVENCIONAL OU AUTOMÁTICA

 

 

  • BOA VISTA
  • CAMPO GRANDE
  • CUIABÁ
  • FLORIANÓPOLIS
  • GOIÂNIA
  • PALMAS
  • PORTO ALEGRE
  • PORTO VELHO
  • RIO DE JANEIRO
  • TERESINA
  • Like 6

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Felipe F disse:

DADOS DA CONVENCIONAL DE FLORIPA SAÍRAM!!!

 

MÁXIMA DE 40,0°C ONTEM!!

HISTÓRICO!!!

 

IMG-20190104-WA0042.jpg

 

Floripa 40 graus, cidade maravilha, purgatório da beleza e do caos.

  • Haha 1
  • Confused 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
23 minutos atrás, edsr97 disse:

CAPITAIS COM REGISTROS NA CASA DOS 40°:

INMET CONVENCIONAL OU AUTOMÁTICA

 

 

  • BOA VISTA
  • CAMPO GRANDE
  • CUIABÁ
  • FLORIANÓPOLIS
  • GOIÂNIA
  • PALMAS
  • PORTO ALEGRE
  • PORTO VELHO
  • RIO DE JANEIRO
  • TERESINA

Não sabia dessa ocorrência em Porto Velho e Boa Vista. Achava que o clima úmido equatorial impedisse esses extremos.

 

Mas é notável Floripa 40 graus!! Não sei se estou errado, mas de uns 5 anos pra cá, 3 capitais brasileiras entraram no time dos 40+: primeiro foi Porto Alegre, depois Goiânia e agora Florianópolis.

 

E contando...

  • Confused 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
28 minutos atrás, Renan disse:

 

Floripa 40 graus, cidade maravilha, purgatório da beleza e do caos.

Em alusão ao famoso "Rio 40 Graus", jamais aconteceu isso em Floripa.

 

Mudando de assunto, aqui em São Paulo neste momento tem chuva especialmente entre o Centro, a Zona Sul e Leste e o Grande ABC.

E segundo o Rindat caiu raio pra caramba do Centro pra baixo. Incidência de raios forte, especialmente nos últimos 15 minutos. Pode ter caído quase 1000 raios.

 

Edited by Darley
  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
17 minutos atrás, LeoP disse:

Não sabia dessa ocorrência em Porto Velho e Boa Vista. Achava que o clima úmido equatorial impedisse esses extremos.

 

Mas é notável Floripa 40 graus!! Não sei se estou errado, mas de uns 5 anos pra cá, 3 capitais brasileiras entraram no time dos 40+: primeiro foi Porto Alegre, depois Goiânia e agora Florianópolis.

 

E contando...

Opa, só uma correção, Porto Alegre é do team 40°C desde 1929 hehe

  • Thanks 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
11 minutos atrás, LeoP disse:

Não sabia dessa ocorrência em Porto Velho e Boa Vista. Achava que o clima úmido equatorial impedisse esses extremos.

 

Mas é notável Floripa 40 graus!! Não sei se estou errado, mas de uns 5 anos pra cá, 3 capitais brasileiras entraram no time dos 40+: primeiro foi Porto Alegre, depois Goiânia e agora Florianópolis.

 

E contando...

Foto-de-Fael.jpg

  • Like 1
  • Haha 5

Share this post


Link to post
Share on other sites
52 minutos atrás, edsr97 disse:

CAPITAIS COM REGISTROS NA CASA DOS 40°:

INMET CONVENCIONAL OU AUTOMÁTICA

 

 

  • BOA VISTA
  • CAMPO GRANDE
  • CUIABÁ
  • FLORIANÓPOLIS
  • GOIÂNIA
  • PALMAS
  • PORTO ALEGRE
  • PORTO VELHO
  • RIO DE JANEIRO
  • TERESINA

 

Surpreso por não aparecer Manaus  ou Macapá,  enfim Qual será  a próxima? Eu apostaria SP.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.