Jump to content
Brasil Abaixo de Zero
Felipe F

Resumos Climatológicos Mensais - 2019

Recommended Posts

O mês de novembro foi dividido em 2 momentos totalmente diferentes em BH: a primeira quinzena foi tórrida e com chuvas isoladas, a temperatura atingiu um pico máximo de 35,1C, uma das maiores da história para novembro. A segunda quinzena, já muito úmida e chuvosa, chegou a registrar 16°C e fez toda a diferença nas médias, deixando o mês próximo da normalidade:

 

Mínimas: 19,6 (+0,7)

Máximas: 28,4 (+0,7)

Média compensada: ~23,4 (+0,7)

Chuva: 190mm (-50mm)

 

Do final da 1ª quinzena até o final do mês, a média máxima caiu 4°C e as chuvas tiveram boa recuperação. Finalmente, um mês típico, que nos fez lembrar como nosso verão pode ser agradável.

 

 

Edited by LeoP
  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites

Após 10 meses de 2019 com acumulados de chuva bem abaixo do normal, a região da bacia do Rio Muriaé,que abrange cidades parte da Zona da Mata de Minas e Noroeste do Rio, no mês de novembro choveu acima da média ou muito acima.

Dados da ANA, Igam-MG, Inmet e Cemaden

 

469,0 mm Rosário da Limeira( 20 dias)

388,2 mm Faz.Umbaúbas/distrito Pirapanema/Muriaé(21 dias)

376,6 mm Porciúncula-RJ/Noroeste do Rio(choveu 176 mm 4 dias seguidos de temporais)

359,2 mm Miraí

350,0 mm Raposo/distrito Itaperuna.

331,2 mm Laje do Muriaé-RJ/Noroeste do Rio(dados pessoais).

322,0 mm São Sebastião da Vargem Alegre

315,2 mm Usina de Miraí

305,0 mm Muriaé/Inmet

279,6 mm Eugenópolis

267,6 mm Patrocínio do Muriaé

260,8 mm Cataguases(vale do rio Pomba)

247,2 mm Usina PCH/Barra do Braúna/Laranjal

 

Na estação de São Sebastião da Vargem Alegre, o mês de dezembro começou com bastante chuva, acumulou 20 mm (dia 1º) e de domingo/segunda(dia 2) mais 76 mm, começo de dezembro com 96 mm.

 

 

 

Edited by marinhonani
  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, marinhonani disse:

Após 10 meses de 2019 com acumulados de chuva bem abaixo do normal, a região da bacia do Rio Muriaé,que abrange cidades parte da Zona da Mata de Minas e Noroeste do Rio, no mês de novembro choveu acima da média ou muito acima.

Dados da ANA, Igam-MG, Inmet e Cemaden

 

469,0 mm Rosário da Limeira( 20 dias)

388,2 mm Faz.Umbaúbas/distrito Pirapanema/Muriaé(21 dias)

376,6 mm Porciúncula-RJ/Noroeste do Rio(choveu 176 mm 4 dias seguidos de temporais)

359,2 mm Miraí

350,0 mm Raposo/distrito Itaperuna.

331,2 mm Laje do Muriaé-RJ/Noroeste do Rio(dados pessoais).

322,0 mm São Sebastião da Vargem Alegre

315,2 mm Usina de Miraí

305,0 mm Muriaé/Inmet

279,6 mm Eugenópolis

267,6 mm Patrocínio do Muriaé

260,8 mm Cataguases(vale do rio Pomba)

247,2 mm Usina PCH/Barra do Braúna/Laranjal

 

Na estação de São Sebastião da Vargem Alegre, o mês de dezembro começou com bastante chuva, acumulou 20 mm (dia 1º) e de domingo/segunda(dia 2) mais 76 mm, começo de dezembro com 96 mm.

 

 

 

 

Nani, que acumulado espetacular aí em Laje. Foi o mês mais chuvoso do ano até agora ?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Novembro de 219 foi um mês comportado na maior parte do RJ, com temperaturas variando entre um pouco abaixo (litoral) e um pouco acima da média (parte do interior do estado), mas dentro da normalidade em todas as regiões.  O único destaque foi um pico de calor no dia 05/11, que quebrou alguns recordes mensais (caso de Teresópolis e Vila Militar, estações que operam desde 2006 e 2007).  A chuva também oscilou em torno da média na maior parte do estado, com chuva acima da média restrita à partes do N/NO, e variando entre dentro e um pouco abaixo da média nas demais áreas. 

 

Resumo do mês em 2 automáticas do INMET na capital e nas autos de Niterói (Barreto, um dos pontos mais quentes da cidade) e Teresópolis (sede PARNASO). Em todas as estações novembro foi mais fresco que outubro em 2019 (médias horárias), com maior queda nas máximas e ligeiro aumento nas mínimas (resultado também do maior número de dias úmidos/nublados, e de MPs marítimas na segunda quinzena).  Apesar das médias comportadas, as mínimas absolutas foram ruins (um pouco acima do esperado para um novembro típico) na maioria das estações.

 

Teresópolis (991 m):

Média máximas: 22,9ºc (1ºc menor que a de outubro, igual à 11/2018)

Média mínimas: 15,9ºc

Média 720 horas: 18,6ºc

Maior máxima: 32,6ºc (05) - recorde mensal

Menor máxima: 17,5ºc (24, 25)

Maior mínima: 19,4ºc (05)

Menor mínima: 11,7ºc (25)

Maior média 24h: 24,5ºc (05)

Menor média 24h: 13,8ºc (24)

Precipitação total: 348,6 mm

Precipitação máxima/dia: 64,2 mm (11)

 

Rio de Janeiro Jacarepaguá (20 m):

Média máximas: 28,1ºc (1,2ºc menor que a de outubro)

Média mínimas: 20,2ºc

Média 720 horas: 23,5ºc

Maior máxima: 40,1ºc (05)

Menor máxima: 22,9ºc (24)

Maior mínima: 22,6ºc (09)

Menor mínima: 17ºc (16)

Maior média 24h: 27,9ºc (05)

Menor média 24h: 20,6ºc (25)

Precipitação total: 154,2 mm

Precipitação máxima/dia: 58,4 mm (11)

 

Rio de Janeiro Vila Militar (30 m):

Média máximas: 29,5ºc (1,1ºc menor que a de outubro)

Média mínimas: 21ºc

Média 720 horas: 24,6ºc

Maior máxima: 41,4ºc (05) - recorde mensal

Menor máxima: 23,2ºc (24)

Maior mínima: 23,8ºc (04)

Menor mínima: 17,6ºc (27)

Maior média 24h: 30,7ºc (05)

Menor média 24h: 21,3ºc (24)

Precipitação total: 114,2 mm

Precipitação máxima/dia: 23 mm (11)

 

Niterói (6 m):

Média 720 horas: 25ºc

Maior máxima: 41,4ºc (05)

Menor máxima: 24,4ºc (24)

Maior mínima: 25,1ºc (05)

Menor mínima: 19,6ºc (26)

Precipitação total: 74,2 mm

Precipitação máxima/dia: 31,6 mm (11)

 

Na PWS Davis da Praia do Pepino (ZS da capital), a maior máxima foi de 30,1ºc (15/11, única acima dos 30ºc no mês e a maior desde setembro).  A mínima foi de 18,2ºc (21 e 22/10), e a média mensal não passou dos 22,6ºc (0,9ºc abaixo de outubro).  Choveu 195,6 mm no mês, e o dia mais chuvoso registrou 70,1 mm (11/11).

Edited by Wallace Rezende
  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, Renan disse:

 

Nani, que acumulado espetacular aí em Laje. Foi o mês mais chuvoso do ano até agora ?

Renan,

sim, até então era março com 250 mm.

Em 2018 novembro também choveu mais 327 mm, e março em segundo com 299 mm.

 

Vamos ver se dezembro consegue ultrapassar novembro.O último dezembro que choveu acima da média em anos foi 2013 com 356 mm.

De 2008 a 2011 dezembro choveu bem acima da média, em 2012 um fracasso de chuvas.

de 2014 a 2018 dezembro abaixo da média.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

NOVEMBRO 2019 - NOVA TRENTO/SC E REGIÃO

763100615_Semttulo6958.thumb.png.e4493f2bdc7c15ed65aaa9e1e91056d8.png

118951684_Semttulo659.thumb.png.6a00973b5dd8bf2338ecdd907e64f473.png

1211769074_Semttulo657.thumb.png.7bfa9f9d2decba797968287653df5e3c.png

1826209003_Semttulo656.thumb.png.3fa582d7b5e63fe6f2fe1cbd592c7713.png

Em resumo, novembro na media com uma notável mudança de padrão a partir do dia 15, indo de umidades e melecas, para dias secos, ensolarados e ventilados, PO baixo etc.

Chuva ficou um pouco acima devido a primeira quinzena.

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
44 minutos atrás, Augusto Goelzer disse:

NOVEMBRO 2019 - NOVA TRENTO/SC E REGIÃO

 

Em resumo, novembro na media com uma notável mudança de padrão a partir do dia 15, indo de umidades e melecas, para dias secos, ensolarados e ventilados, PO baixo etc.

Chuva ficou um pouco acima devido a primeira quinzena.

 

Essa sua estação pega calor de alguma coisa próxima ou sofre com urbanização? Sempre acho ela absurda de quente...

Share this post


Link to post
Share on other sites
11 minutos atrás, Moretão disse:

 

Essa sua estação pega calor de alguma coisa próxima ou sofre com urbanização? Sempre acho ela absurda de quente...

A estação está a +-6m do chão e o telhado da minha casa fica a 10m de distância dela. Mesmo no inverno (quando o telhado não pega sol, já que a casa é um chalé) a media máxima daqui é bem alta em relação a outras cidades do entorno. 

Outras coisas que confirmam que os dados são corretos, ou que o aquecimento é pequeno, é a estação de Águas Mornas que apresenta máximas parecidas, só que por estar mais a leste acaba recebendo o vento do mar 1/2h mais cedo que aqui, dando um timing maior para esquentar.

 

Em resumo: Nova Trento apresenta uma facilidade extrema para quebrar inversões térmicas, tem uma insolação muito maior que a do vale do Itajaí, e fica relativamente distante do mar em relação a essas outras estações da GF, uma combinação totalmente desgraçada para o calor. Sobre a inversão podemos observar quando por exemplo, Presidente Nereu (400m) consegue ter máximas parecidas e até maiores que Indaial (70m) ou Florianópolis (0m), agora pensa oq acontece aqui em NT tendo 370m a menos e no fundão do vale kkkkkkkk.

 

 

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 horas atrás, Augusto Goelzer disse:

A estação está a +-6m do chão e o telhado da minha casa fica a 10m de distância dela. Mesmo no inverno (quando o telhado não pega sol, já que a casa é um chalé) a media máxima daqui é bem alta em relação a outras cidades do entorno. 

Outras coisas que confirmam que os dados são corretos, ou que o aquecimento é pequeno, é a estação de Águas Mornas que apresenta máximas parecidas, só que por estar mais a leste acaba recebendo o vento do mar 1/2h mais cedo que aqui, dando um timing maior para esquentar.

 

Em resumo: Nova Trento apresenta uma facilidade extrema para quebrar inversões térmicas, tem uma insolação muito maior que a do vale do Itajaí, e fica relativamente distante do mar em relação a essas outras estações da GF, uma combinação totalmente desgraçada para o calor. Sobre a inversão podemos observar quando por exemplo, Presidente Nereu (400m) consegue ter máximas parecidas e até maiores que Indaial (70m) ou Florianópolis (0m), agora pensa oq acontece aqui em NT tendo 370m a menos e no fundão do vale kkkkkkkk.

 

O que me chama mais a atenção nem são as máximas, mas as mínimas "altas". Ou então assim: já que possui estas máximas altas, teoricamente poderia ter umas mínimas menores ao menos para compensar...

 

Acho alto se comparado com Tijucas e as algumas estações do Vale como Guabiruba/Aymoré e Brusque/Tomaz Coelho.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Moretão disse:

 

O que me chama mais a atenção nem são as máximas, mas as mínimas "altas". Ou então assim: já que possui estas máximas altas, teoricamente poderia ter umas mínimas menores ao menos para compensar...

 

Acho alto se comparado com Tijucas e as algumas estações do Vale como Guabiruba/Aymoré e Brusque/Tomaz Coelho.

Minha estação além de estar elevada do chão, fica em um topinho no bairro, isso dá mais ou menos uns 15m em relação a região baixa do bairro. Até no máximo 0,3/0,4°C de diferença deve dar mas não é muito expressivo.

No mais são características dos locais, Tijucas é muito plana e sofre muito menos com a MM já que fica no litoral, Tomaz Coelho a altitude joga ao seu favor, e Guabiruba deve ter algum efeito característico local para ter mínimas absolutas menores, mas a media mínima anual está exatamente igual até o momento.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 04/12/2019 em 20:24, Augusto Goelzer disse:

Minha estação além de estar elevada do chão, fica em um topinho no bairro, isso dá mais ou menos uns 15m em relação a região baixa do bairro. Até no máximo 0,3/0,4°C de diferença deve dar mas não é muito expressivo.

No mais são características dos locais, Tijucas é muito plana e sofre muito menos com a MM já que fica no litoral, Tomaz Coelho a altitude joga ao seu favor, e Guabiruba deve ter algum efeito característico local para ter mínimas absolutas menores, mas a media mínima anual está exatamente igual até o momento.

 

Talvez seja isso então. Mas aí as máximas poderiam ser melhores hehehe. O local é quente mesmo rsrsrs

 

Tijucas é mais fria com tempo seco também. Tomaz Coelho fica a uns +-56/57 metros de altitude. Seria uns 25/26 metros acima (dos 31 metros que estão no Wunderground da sua, não sei se a indicação do Wunderground está certa), então acho pouca diferença. Guabiruba é uns 47 metros mesmo, baixadão, de dia é quente, tem compensação.

 

Pela latitude, sua estação é quente. Não estou dizendo que está errada.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Algumas estações do Vale do Itajaí em Novembro. Blumenau (1), Brusque (5) e Guabiruba (1):

 

627175432_NovembroBrusque.PNG.2b26bdf7affaeabec491b30a2ae01ab9.PNG

 

Obs.: Estação Blumenau/Progresso com dados retirados do Wunderground. Sujeita a mudanças.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.