Jump to content
Brasil Abaixo de Zero
Felipe F

Resumos Climatológicos Mensais - 2019

Recommended Posts

20 horas atrás, Juzinho disse:

Aldo vc tem os dados de estações que ficavam no extremo Sul da cidade de São Paulo , com média anual próxima e até acima de 2000 MM . 

Não sei se faziam parte do DAEE .

 

Aqui você acha: http://www.hidrologia.daee.sp.gov.br/

 

Dados pluviométricos.

Você pode pesquisar por município, por exemplo: São Paulo.

O problema é que os postos estão listados pelo prefixo (Código).

Aí, tem que entrar em cada um pra saber onde é.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 horas atrás, Aldo Santos disse:

 

Aqui você acha: http://www.hidrologia.daee.sp.gov.br/

 

Dados pluviométricos.

Você pode pesquisar por município, por exemplo: São Paulo.

O problema é que os postos estão listados pelo prefixo (Código).

Aí, tem que entrar em cada um pra saber onde é.

Eu já tinha checado uma estação que me pareceu ser a mais chuvosa dentro limites do município de São Paulo (aproveitei para olhar novamente seguindo o seu link, e estes dados estão no Hidroweb também).

 

É o posto de Evangelista de Souza, totalmente fora da mancha urbana indo para a borda da Serra do Mar, que parece ter uma média anual na faixa dos 2000/2200 mm (muito menos que nas encostas voltadas para o mar/borda do planalto, mas bem elevado se comparamos com a área urbana de SP).  Este lugar registrou máximos anuais de até 3097 mm em 1969 e 3047 mm em 1966.  Pena que os últimos dados são de 2003, quando as observações já não eram mais contínuas.

 

As chuvas máximas diárias superam e muito qualquer coisa já registrada na área urbana da capital paulista, com registro de 276,6 mm em 02/02/1986 e 254 mm em 15/01/1973.

 

Mas o maior destaque mesmo foi em fevereiro de 1942, mês que registrou 786, 9 mm em Evangelista de Souza, incluindo 204,2 mm no dia 19 e 348,3 mm no dia 20 (mais de 550 mm em 48 horas).  Por sorte, pelo que pude consultar, esta chuva toda ficou bem agarrada no início do planalto mesmo, e as estações urbanas de São Paulo registraram totais medianos para fevereiro, sem qualquer destaque.

Edited by Wallace Rezende
  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 horas atrás, Aldo Santos disse:

 

Aqui você acha: http://www.hidrologia.daee.sp.gov.br/

 

Dados pluviométricos.

Você pode pesquisar por município, por exemplo: São Paulo.

O problema é que os postos estão listados pelo prefixo (Código).

Aí, tem que entrar em cada um pra saber onde é.

Achei alguns dados interessantes , tanto da capital , como da região do ABC .

Pena que tem muitos dados que estão faltando.Mas existe uma média confiável de algumas estações.

 

Na capital, lembrando que a média do Mirante é algo em torno de 1600 MM.

 

Peguei 3 estações do extremo sul da capital Paulista , que exemplifica bem que quanto mais ao Sul (Serra do Mar) , mais chuvosa é.

 

Embura com média de 1887 MM anuais , fica um pouco mais ao Sul que o Centro de Parelheiros.

 

Evangelista de Souza que fica muito próximo a Serra do Mar e bem mais ao Sul que quase todos os outros bairros extremos,

tem média de 2204 MM , ano menos chuvoso 1398 MM em 1954 e mais chuvoso em 1969 com 3087 MM .

 

Agora a minha grande surpresa, estação Usina Rio dos Campos(onde fica a famosa cachoeira da Usina , a mais bela da capital paulista com 60 m) ,

já na Serra do Mar num dos últimos pedaços da cidade de São Paulo, tem a incrível média de 3054 MM .

Ano mais seco 1954 com 1104 MM e ano mais chuvoso 1966 com 4295 MM .

 

A famosa Paranapiacaba (distrito turístico de Santo André) , que fica na Serra do Mar tem média de 3249 MM 

Ano mais seco 1963 com 2134 MM e ano mais chuvoso 1947 com 4738 MM .

 

A estação Alto da Serra em São Bernardo do Campo tem média de 3511 MM .

Ano mais seco 1952 com 2108 MM e mais chuvoso em 1966 com 5597 MM .

 

 

 

Edited by Juzinho
  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites
28 minutos atrás, Juzinho disse:

 

Evangelista de Souza que fica muito próximo a Serra do Mar e bem mais ao Sul que quase todos os outros bairros extremos,

tem média de 2204 MM , ano menos chuvoso 1398 MM em 1954 e mais chuvoso em 1969 com 3087 MM .

 

 

Olha que curioso, no site do DAEE realmente o ano mais chuvoso seria 1966 com pouco menos de 3000 mm, mas o site do Hidroweb tem duas séries diferentes para Evangelista de Souza/SP capital, uma com os dados do DAEE e outra da EMAE, sendo que na série da EMAE vários anos batem com o DAEE.  Só que, em alguns anos, como é o caso de 1969, há uma diferença tremenda que não posso explicar.

 

Não faço ideia das causas desta bizarrice (o fato de vários anos baterem deixa tudo mais estranho), mas vou deixar aqui os dados mensais de 1969 (EMAE X DAEE) só para registro..

 

J: 166 mm/92 mm

F: 263,2 mm/182,7 mm

M: 271,8 mm/261,6 mm

A: 308,6 mm/179,4 mm

M: 111 mm/63,1 mm

J: 119,6 mm/76,7 mm

J: 45 mm/39,3 mm

A: 159,6 mm/98 mm

S: 167 mm/85,2 mm

O: 483,6 mm/304 mm

N: 565,6 mm/309,2 mm

d: 436,2 mm/115,1 mm

 

A: 3097,2 mm/1806,3 mm

 

Desculpem aí pelo Off-topic, só queria deixar isso registrado.

Edited by Wallace Rezende
  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
18 minutos atrás, Wallace Rezende disse:

Olha que curioso, no site do DAEE realmente o ano mais chuvoso seria 1966 com pouco menos de 3000 mm, mas o site do Hidroweb tem duas séries diferentes para Evangelista de Souza/SP capital, uma com os dados do DAEE e outra da EMAE, sendo que na série da EMAE vários anos batem com o DAEE.  Só que, em alguns anos, como é o caso de 1969, há uma diferença tremenda que não posso explicar.

 

Não faço ideia das causas desta bizarrice (o fato de vários anos baterem deixa tudo mais estranho), mas vou deixar aqui os dados mensais de 1969 (EMAE X DAEE) só para registro..

 

J: 166 mm/92 mm

F: 263,2 mm/182,7 mm

M: 271,8 mm/261,6 mm

A: 308,6 mm/179,4 mm

M: 111 mm/63,1 mm

J: 119,6 mm/76,7 mm

J: 45 mm/39,3 mm

A: 159,6 mm/98 mm

S: 167 mm/85,2 mm

O: 483,6 mm/304 mm

N: 565,6 mm/309,2 mm

d: 436,2 mm/115,1 mm

 

A: 3097,2 mm/1806,3 mm

 

Desculpem aí pelo Off-topic, só queria deixar isso registrado.

Agora fica a grande dúvida, 1969 não foi um ano que ficou conhecido por ser chuvoso. Se fosse 1966 eu não duvidaria da EMAE,mas 1969 ficou estranho. 

 

Os 3047 MM de 1966 convencem mais como o mais chuvoso .

Você tem o link desse outro site? Ele tem mais estações que o outro ?

Share this post


Link to post
Share on other sites
15 minutos atrás, Juzinho disse:

Agora fica a grande dúvida, 1969 não foi um ano que ficou conhecido por ser chuvoso. Se fosse 1966 eu não duvidaria da EMAE,mas 1969 ficou estranho. 

 

Os 3047 MM de 1966 convencem mais como o mais chuvoso .

Você tem o link desse outro site? Ele tem mais estações que o outro ?

Este aqui (melhor pesquisar pelo nome): http://www.snirh.gov.br/hidroweb/publico/medicoes_historicas_abas.jsf

 

É um site mais chatinho, nada "amigável ao usuário", só consigo abrir as tabelas satisfatoriamente por aquivo Access (.MDB), mas precisa ter este programa instalado (arquivo Excel esconde a data no meu).  A diferença é que o Hidroweb é nacional e tem estações de outros órgãos que não o DAEE, como ANA (vários estados), INEA (RJ) e EMAE (só SP).  Mas estava olhando os dados da estação da usina e parecem mais próximos do registrado pela EMAE em 1969, e 1806 mm me parece um total bem baixo para aquele ano (o total de dezembro em especial muito suspeito), mas vai saber...

Edited by Wallace Rezende
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acumulados de chuva da pré e da estação chuvosa do litoral do PE e da PB.

 

  • Do Pernambuco

image.thumb.png.1b8fdfecddf644060da5a8e74538f758.png

Fonte: APAC.

 

  • Na Paraíba:

image.thumb.png.6c5de89932dab51461c78abe596afb7a.png

Fonte: AESA.

 

 

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Fechamentos de SETEMBRO 2019 para as estações da minha região de monitoramento - Nova Santa Rita e Portão/RS:

image.thumb.png.51f3df5151fbc61f38aa90c708f71523.png

 

Setembro dinâmico, com extremos absolutos de mínima (23) e máxima (09 e 30), intercalado com frio constante, maioria ventosos, fechando levemente abaixo da normalidade.

 

Análise da advecção quente de 09/set disponível em:

 

Pouca chuva, acumulado 83mm distribuídos em 6 dias

image.png.78cc240924b150e56bd37d5faf6a41e1.png

 

Edited by kevin cassol
  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites
23 horas atrás, kevin cassol disse:

Fechamentos de SETEMBRO 2019 para as estações da minha região de monitoramento - Nova Santa Rita e Portão/RS:

image.thumb.png.51f3df5151fbc61f38aa90c708f71523.png

 

Setembro dinâmico, com extremos absolutos de mínima (23) e máxima (09 e 30), intercalado com frio constante, maioria ventosos, fechando levemente abaixo da normalidade.

 

Análise da advecção quente de 09/set disponível em:

 

Pouca chuva, acumulado 83mm distribuídos em 6 dias

image.png.78cc240924b150e56bd37d5faf6a41e1.png

 

Kevin Cassol,

eu ainda não entendi, o porque da sua estação baixada, registrar máximas menores do que a de Casa e as vezes menor do que a de Topo.

Outros lugares que tem estação em baixada, as máximas na maioria das vezes ficam maiores do que estação de Topo, quanto as mínimas nas estaçoes de baixada sempre menores em dias sem vento e noite limpa.

Share this post


Link to post
Share on other sites
53 minutos atrás, marinhonani disse:

Kevin Cassol,

eu ainda não entendi, o porque da sua estação baixada, registrar máximas menores do que a de Casa e as vezes menor do que a de Topo.

Outros lugares que tem estação em baixada, as máximas na maioria das vezes ficam maiores do que estação de Topo, quanto as mínimas nas estaçoes de baixada sempre menores em dias sem vento e noite limpa.

 

ESTAÇÃO DE CASA SUPERAQUECE, É CULPA DA MÁ VENTILAÇÃO DO APARELHO DATALOGGER.

MAIS INFORMAÇÕES SOBRE ESTA QUESTÃO, E MUITO MAIS, NO MEU TÓPICO DE MONITORAMENTO.

ANÁLISE DOS DADOS ABAIXO:

 

RESULTADOS E CONCLUSÃO ABAIXO:

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 18/10/2019 em 20:39, marinhonani disse:

Kevin Cassol,

eu ainda não entendi, o porque da sua estação baixada, registrar máximas menores do que a de Casa e as vezes menor do que a de Topo.

Outros lugares que tem estação em baixada, as máximas na maioria das vezes ficam maiores do que estação de Topo, quanto as mínimas nas estaçoes de baixada sempre menores em dias sem vento e noite limpa.

 

Estava lendo novamente isso, e lembrei de uma coisa: Eu esqueci de mencionar que em muitas vezes, o timing da chegada de frentes frias/nebulosidades em Portão, passa por NSR cerca de 1 hora antes, uma vez que Portão fica 20km a Norte de NSR.

 

Viradas no vento de manhã, ou a tarde, fazem com que máximas no TOPO sejam maiores que BAIXADA NSR, devido ao maior tempo de sol/aquecimento em pré-frontais. NSR esfria antes de bater a hora mais quente do dia, enquanto que Portão tem 1h de calor a mais e consegue subir mais. Em Três Coroas por exemplo, demora mais que Portão, ou seja, algumas máximas específicas tem o efeito mais claro ainda! Questão de latitude vs. timing.

 

Isso vale também para máximas invertidas (meia noite), quando no TOPO tem calor noturno enquanto BAIXADA NSR dá uma gelada, antes da chuva.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

SETEMBRO 2019 - NOVA TRENTO/SC E REGIÃO

2083037487_Semttulo10225.thumb.png.787cd5ac9f3ac18defea46fcfe7fdf83.png

102.thumb.png.2d1592707f5e3413b942ce66e7f22cbc.png

1580964258_Semttulo65.thumb.png.bdc9bc56cabbda70c329c4f9ca2eadd7.png

65.thumb.png.ae4e4a6367b2af45ba3168834ced57bc.png

 

Demorei mas postei, setembro bem interessante, marcado pelo grande contraste entre a parte baixa e serrana devido a inversão térmica.

Destaques: 
- Onda de frio forte no início do mês com máximas que não se viam a anos para um setembro.

- Onda de calor severa para o mês logo em seguida, pegando apenas na parte serrana.

Edited by Augusto Goelzer
  • Like 8
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Outubro está quase acabando e, depois de dois meses com chuva acima da média, voltou a chover abaixo da média no município do Rio de Janeiro (60,1 mm contra 95,7 mm), embora o total não tenha se destacado entre os mais secos dos últimos anos, como mostra a tabela abaixo.

 

Os totais são as médias de todos os pluviômetros do Alerta Rio (30 nos anos iniciais e 33 desde 2011), que ficam espalhados pela cidade e representam bem o quanto de chuva as áreas habitadas da cidade do Rio receberam em média ao longo do mês nos diferentes anos.  A rede de monitoramento pluviométrico começou a funcionar em janeiro de 1997.

 

pluv.png

 

No estação do INMET no Alto da Boa Vista (bairro mais chuvoso da cidade), o total de outubro no mesmo período variou entre 55,5 mm em 2014 e 506,7 mm em 1998.

 

No Centro da cidade, os totais variaram entre 10,6 mm em 2015 e 194,1 mm em 2007 (incluindo 112,8 mm em 24 horas até a manhã do dia 25/10/2007, o recorde absoluto de chuva em 24 horas para outubro no Centro desde 1851).  

Edited by Wallace Rezende
  • Like 6

Share this post


Link to post
Share on other sites

Outubro 2019 em Belo Horizonte fecha como um mês de temperatura mínima dentro da média e máximas muito acima, uma discrepância muito grande para a latitude (20 S). Houve uma ótima recuperação das chuvas na última semana do mês, que impediram um grande desvio. No total, foram 6 dias com alguma precipitação relevante.

 

Média das mínimas: 18,5 (0,0)

Média das máximas: 31,8 (+3,7)

Média compensada: 24,4 (+1,8)

Precipitação: 71mm (-32%)

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites

Outubro no Inmet, na Paraíba

 

A = Automática

C = Convencional

image.thumb.png.2ae54ad6aba4dee14142191a3574fcac.png

image.thumb.png.6310c6a5bae356237cf70b17d7f412e0.png

 

  1. Campina Grande registrou a menor mínima em 20 anos.
  2. Itaporanga registrou sua maior máxima (https://is.gd/CxiddZ) e sua maior média máxima mensal, desde a instalação da estação. A antiga maior média máxima mensal era de 36,8°C, de novembro de 2018.
  3. Patos registrou sua maior máxima para outubro (https://is.gd/fgpQHY), e sua maior média máxima mensal para outubro e 2ª maior para todos os meses. Em 1° vem novembro de 2015, com 37,7°C.
  4. São Gonçalo teve sua 2ª maior média máxima mensal para outubro. Perde para o outubro de 2015, que teve 37,1°C de média.

 

Não registrei chuva nesse mês.

 

Edited by CloudCb
  • Like 7

Share this post


Link to post
Share on other sites

OUTUBRO 2019 EM SÃO PAULO

Outubro 2019 em algumas estações meteorológicas de São Paulo e Região Metropolitana, incluindo as 4 oficiais.

011.thumb.png.258325a1fe4c1d4dc97da1f9de0c165e.png

 

Mirante de Santana fechou Outubro muito quente e Seco.

 

As anomalias oscilarão entre +2,1 e +3,2. Choveu apenas 36,5% da média para Outubro.

O mês também terminou com 202,9 horas de Sol, bem acima da média.

 

010.png.dbd5cda6a010f61f65996d637332cdff.png

 

Outubro 2019 terminará como 2º mais quente de toda a história do Mirante de Santana, apenas perdendo para 2002. 

 

OUTUBRO - MAIORES MÉDIAS COMPENSADAS (1945-2019) - MIRANTE DE SANTANA

23,2ºC - 2002

22,5ºC - 2019

22,4ºC - 2012

 

Em máximas, outubro terminou como o 3º mais quente da história:

 

OUTUBRO - MAIORES MÁXIMAS MÉDIAS (1945-2019) - MIRANTE DE SANTANA

30,4ºC - 2002

29,4ºC - 2012

29,1ºC - 2019

 

Em mínimas, outubro terminou igualando o maior valor médio já registrado em 2002.

 

OUTUBRO - MAIORES MÍNIMAS MÉDIAS (1945-2019) - MIRANTE DE SANTANA

18,1ºC - 2002 e 2019

17,8ºC - 2015

17,6ºC - 2000

 

Em termos de chuva, Outubro 2019 foi o 4º mais seco da história do Mirante de Santana

 

OUTUBRO MAIS SECOS NO MIRANTE DE SANTANA (1945-2019)

11,2mm - 1985

25,2mm - 2014

31,1mm - 1984

36,5mm - 2019

43,9mm - 1986

 

IAG

Na Estação Meteorológica do IAG, Outubro 2019 terminou também como o 2º mais quente da história. 

 

MAIORES MÉDIAS SIMPLES - IAG (1933-2019)

23,2ºC - 2002

22,5ºC - 2019

22,4ºC - 2012

22,3ºC - 2000

22,2ºC - 2015

  • Like 10

Share this post


Link to post
Share on other sites

Resumo de Outubro no INMET Ouro Branco:

  • Mínima: 13,2°
  • Máxima: 32,2°
  • Maior mínima: 18,5°
  • Menor máxima: 20,4°

 

Média das mínimas: 16,48°

Média das máximas: 27,7°

Média simples: 22,09°

 

Com essa média, outubro/2019 ficou atrás apenas de 2017 (22,7°) e de 2015 (23,4°)

A média parcial de 2019 até o momento está em 21,09°. O ano mais quente desde 2008 (talvez da história), foi 2015 com 21,3°. Se novembro e dezembro ficarem acima da média, são sérios os riscos desse ano ser o mais quente já registrado. Se manterem as médias (21,45° pra Novembro e 22,5° pra Dezembro), o recorde histórico não será batido, mas mesmo assim esse ano entra junto com 2015 e 2016 na lista dos anos com média simples anual na casa dos 21°. Todos os outros anos ficaram na casa dos 20° mas esse 2019 não dá mais...

 

Quanto à chuva, a chavinha virou em 19 de outubro quando voltou a chover

INMET registrou 109mm e quase bateu a média do mês de 116mm. Mas já teve bom pelo fato que toda essa chuva começou depois do dia 19

Aqui em Lafaiete, as chuvas foram mais esparsas e escassas. Cemaden registrou 55mm no bairro Santa Efigênia e 78mm no distrito de Buarque de Macedo

 

 

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Média outubro Maringá simepar 

 

Média das Mínima 20,96 

Média das Máximas 32,07

Menor mínima 16

Menor máxima 22.3

Maior mínima 26.6

Maior máxima 36.2

Média geral 26.51

 

Screenshot_20191102-125132.png

  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, EvandroPR disse:

Média outubro Maringá simepar 

 

Média das Mínima 20,96 

Média das Máximas 32,07

Menor mínima 16

Menor máxima 22.3

Maior mínima 26.6

Maior máxima 36.2

Média geral 26.51

 

Screenshot_20191102-125132.png

 

Maringá é muito mais quente que eu imaginava, qual a razão disso? Sem analisar muito, a cidade tem potencial para uma média menor, tem  latitude...

Share this post


Link to post
Share on other sites
29 minutos atrás, LeoP disse:

 

Maringá é muito mais quente que eu imaginava, qual a razão disso? Sem analisar muito, a cidade tem potencial para uma média menor, tem  latitude...

Todo norte , oeste , noroeste do PR é quente assim ... Mas nesse ano estamos sofrendo demais está fora do normal. Acho que é a influência da porção continental. Entendidos me ajudem ! 

Edited by EvandroPR

Share this post


Link to post
Share on other sites

Outubro de 2019 foi um mês sem maiores destaques no RJ, de uma maneira geral a temperatura ficou acima da média (mas sem extremos notáveis) e a chuva ficou abaixo da média (idem).  Uma exceção à monotonia reinante foi a chuva de granizo da noite de 25 de outubro, que atingiu parte da Baixada Fluminense com pedras bem grandes para os padrões da região metropolitana (Nova Iguaçu teve as pedras maiores, a ponto de danificar carros em alguns lugares, mas ao menos 5 municípios registraram granizo neste evento, talvez até 8).

 

Reparem que na maior parte da capital, e ainda mais aqui em Niterói, um único evento de chuva (entre os dias 8 e 9, chuva calma e duradoura) foi responsável por quase todo o acumulado mensal.  Em pontos isolados da zona norte da capital a pancada do dia 25 (noite) também deu uma leve ajuda nos acumulados.

 

Resumo do mês em 2 automáticas do INMET na capital e nas autos de Niterói (Barreto) e Teresópolis (sede PARNASO):

 

Teresópolis (991 m):

Média máximas: 23,9ºc

Média mínimas: 15,2ºc

Média 744 horas: 18,9ºc

Maior máxima: 30,4ºc (13)

Menor máxima: 16,2ºc (21)

Maior mínima: 19,7ºc (28)

Menor mínima: 10,2ºc (02)

Maior média 24h: 23,1ºc (28)

Menor média 24h: 14,1ºc (21)

Precipitação total: 152,2 mm

Precipitação máxima/dia: 38,4 mm (29)

 

Rio de Janeiro Jacarepaguá (20 m):

Média máximas: 29,3ºc

Média mínimas: 19,5ºc

Média 744 horas: 23,8ºc

Maior máxima: 36,1ºc (29)

Menor máxima: 22,4ºc (09)

Maior mínima: 22,2ºc (28 e 29)

Menor mínima: 15,9ºc (02)

Maior média 24h: 27,4ºc (28 e 29)

Menor média 24h: 20,2ºc (21)

Precipitação total: 51,6 mm

Precipitação máxima/dia: 32,2 mm (09), após 12 mm no dia 08.

 

Rio de Janeiro Vila Militar (30 m):

Média máximas: 30,6ºc

Média mínimas: 20,6ºc

Média 744 horas: 25,1ºc

Maior máxima: 37ºc (13 e 29)

Menor máxima: 22,5ºc (09)

Maior mínima: 25ºc (30)

Menor mínima: 15,1ºc (02)

Maior média 24h: 28,9ºc (29)

Menor média 24h: 21,1ºc (21)

Precipitação total: 56,4 mm

Precipitação máxima/dia: 33,6 mm (09), após 19,2 mm no dia 08.

 

Niterói (6 m):

Média 744 horas: 25,3ºc

Maior máxima: 36,8ºc (29)

Menor máxima: 22,7ºc (09)

Maior mínima: 25,2ºc (30)

Menor mínima: 17,5ºc (02)

Precipitação total: 43 mm

Precipitação máxima/dia: 36,2 mm (09), após 6,2 mm no dia 08.

 

Curiosidade: na PWS Davis da Praia do Pepino (ZS da capital) a temperatura não chegou aos 30ºc em nenhum dia de outubro, a maior máxima foi de 29,6ºc (28/10), seguida pelos 29,4ºc do dia seguinte.  A mínima foi de 18,4ºc (02/10) e a média mensal de 23,5ºc.  Choveu 81 mm no mês, quase tudo entre os dias 8 e 9.

Edited by Wallace Rezende
  • Like 6

Share this post


Link to post
Share on other sites

São Sebastião do Paraíso/MG - Outubro 2019

 

image.png.601fa7e8de7738a2d9f19f6af8391800.png

Média em relação a 1981-2010.

 

 

Média máxima: 31,3°C (+1,8)

Média simples: 24,6°C 

Média mínima: 17,9°C (+1,3)

 

Máxima absoluta: 34,7°C 02/10

Mínima absoluta: 14,7°C 23/10

Maior mínima: 20,2°C  06/10

Menor máxima: 22,9°C 10/10

 

Precipitação acumulada:  121,4 mm (-26,8 mm)

Maior precipitação em 24hrs:  32,2 mm  31/10

Dias com precipitação 1>mm: 9 dias(0 dias)

 

  • Foi um mês com anomalias positivas, porém depois desse setembro tenebroso não ter passado de 35°C de máxima já é alguma coisa
  • A chuva só não ficou dentro da média pq a primeira quinzena do mês foi extremamente seca, depois do dia 20 choveu todos dias praticamente
  • Like 6

Share this post


Link to post
Share on other sites

Outubro de 2019 em algumas estações meteorológicas do Sul e Sudoeste de Minas Gerais:

 

image.thumb.png.a7c1ab8d9d297649d03cd4bf4d176c83.png

         21,6mm                 56,8 mm            29,2 mm               21,8 mm            37,6 mm               56 mm               98,6 mm                    113 mm                89,6 mm             103,8 mm         131,6 mm

 

 

  • Like 6

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×

Important Information

By using this site, you agree to our Guidelines.